O Barro


Irmão Leron é um dos presos que pegavam as belas imagens publicadas há alguns meses no artigo intitulado, Tempo. Ele também é um talentoso poeta. Abaixo você pode ler um de seus poemas e seu testemunho sobre como o Senhor tem usado ele dentro dos muros da prisão.

O BARRO

O barro na roda de Oleiro
É um enlameado, de deformada protuberância.
Ele é espancado, torcido, e amassado.
Ele ainda é o mesmo amontoado na lama.
O Oleiro, com as mãos fortes e sábias
O molda suavemente, suavizando-o, e moldando
Para torná-lo uma coisa de grande beleza,
Ou feio, impróprios para ser visto.

A medida que o Oleiro está trabalhando com o barro
Revela sua forma para os nossos olhos,
Tornando-se uma belo vaso,
Algo que não podemos desprezar;
Ele acrescenta os últimos retoques
E completa a forma com suas mãos,
Ainda carece de uma etapa para a conclusão
Para que o barro suave, possa o vaso representar.

Agora, o Oleiro levanta o vaso de barro
E coloca-o no fogo
Recebemos o calor da fornalha
Para reter a forma que Ele desejou.
Então, nós somos, como o nosso Oleiro nos moldou,
Depois, vamos passar pelo teste.
Não se preocupe, eles não vão nos destruir.
Ao invés disso, eles vão extrair o que temos de melhor.

01-03-09
Laron
Por inspiração do meu Senhor Jesus Cristo

Letra e Testemunho

Deus abençoe todos vocês! Eu alegremente envio saudações a todos no precioso Nome de Nosso Senhor e Salvador, Jesus Cristo. Graça, misericórdia e paz no Seu Santo Nome.

Eu fui aproveitando os livros que enviaram para mim. Eu continuo os levando a quem quiser. Como o Senhor me levar, e quer que eu faça.

Muito obrigado pelas suas amáveis ​​palavras sobre o meu trabalho artístico. É um testemunho de como eu venho descobrindo a minha capacidade. Do seguinte modo:

Eu não tinha ideia do que eu poderia desenhar. Em 51 anos, eu achava que sabia praticamente todas as minhas habilidades. Em 12 de abril de 2008, eu decidi desenhar uma flor para mandar para casa para a minha esposa. Fiquei chocado quando descobri que desenho muito bem. Já estou desenhando cerca de um ano agora, e eu continuo a melhorando cada dia. Agora, não acho que estou me aparecendo, porque eu reconheço que eu não tenho talento em mim mesmo. O irmão Branham disse que se você tem um dom, você nasce com ele.

Desde que eu dei meu coração ao Senhor em 2003, eu tento fazer o meu melhor para satisfazer a Sua vontade. Ele deixou-me escrever muitas canções e poemas. Eu nunca tentei vendê-las, mas tenho usado elas como ferramentas de testemunho, dando-lhes para tentar introduzir as pessoas a Mensagem. Creio que o Senhor me abençoou por deixar-me descobrir esta capacidade de desenhar. Irmão Branham e  o quadro do Rosto de Cristo de Hoffman são minhas inspirações favoritas. Os olhos do irmão Branham me inspiram muito. Vou continuar trabalhando, e eu creio que o Senhor fará o resto. Eu nunca tive qualquer formação artística e nunca tentei esboçar antes de 12 de abril de 2008.

Deus os abençoe novamente meus irmãos e irmãs.

Fonte: Voice of God Recordings

tabernaculo-4 - Copia

Posted in Cartas de Detentos, Testemunhos.

Deixe seu comentário

Loading Facebook Comments ...
Loading Disqus Comments ...