Família – Instruções Para a Vida


POR QUE NÃO SOMOS UMA DENOMINAÇÃO?
William M. Branham
27 de Setembro de 1958
Tabernáculo Branham – Sábado – Noite
Jeffersonville – Indiana – U.S.A.

 

03 – Foi certamente bom, Irmão Jeffreys, chegar a apertar a sua mão aqui atrás, e também ouvir a seu menino cantar aquela mão aqui atrás, e também ouvir a seu menino cantar aquela canção, e ao irmão tocar. Eu de certo modo gosto disto, pai e filho. Vocês não gostam disto? “Instrui ao menino no caminho em que deve andar”. Isso mesmo, Sr. Guenther, o senhor – o senhor sabe que isso é correto, ambos. “Instrui ao menino no caminho em que deve andar; e até quando envelhecer não se desviará dele”. E isto é verdade. Pode haver ocasiões em que ele se desvie disto, todavia isto não se desviará dele. Está vendo. Isto – isto sempre permanecerá com ele. Aquela primeira instrução e para o que quer que ele tenha sido educado para fazer, aquilo – aquilo certamente ficará com ele. Agora isso é…


UNIDADE
William M. Branham
11 de Fevereiro de 1962
Tabernáculo Branham
Jeffersonville – Indiana – U.S.A.

 

14 – Agora, o primeiro homem e a primeira mulher no Jardim do Éden estavam em perfeita harmonia com Deus, de tal maneira que Deus podia descer a qualquer hora que Ele desejasse e falar lábios a ouvido com Adão e Eva. Agora, isto é uma unidade perfeita, Deus e Sua criação, Deus falando lábios a ouvido com Adão e Eva. E eles tinham uma harmonia tão perfeita com Deus até que eram um com Deus. Deus e Sua família eram um.

15 – Qualquer homem e sua família, uma família correta, boa, nobre e obediente é assim uma com a outra, qualquer família. E se há algo na família que os separa, então não é correto, a família está rompida em algum lugar. Todos eles deveriam ser um, pai com a mãe, mãe com o pai, filhos com os pais, pais com os filhos, todos em acordo. E, quando você vê aquilo, você verá um quadro amável.

16 – Este é o propósito de Deus. E Seu propósito como Pai, supremo, era para estar com a Sua família, família terrena, Adão e Eva. E a única maneira pela qual poderiam estar com a família, ou com Deus, era porque a natureza de Deus estava neles. Então aquilo os fez com a natureza de Deus neles, então com cada um e Deus, todos eles se tornam um. Não é este um bonito quadro, Deus em Sua família, Pai sobre tudo, supremo! Nenhuma morte, nenhuma tristeza, nenhuma dor de coração, nada; simplesmente gozo inexprimível, nunca estar enfermo, nunca ter uma dor de coração, simplesmente um com Deus! Que quadro! Porque, a própria natureza de Deus estava nestas pessoas. E portanto, o que elas fizeram, elas seguiram no caminho de Deus, e Deus com eles se tornou um.


UM HOMEM ENVIADO DE DEUS (I PARTE)
William M. Branham

 

24 – Para conhecer ao irmão Branham tem que se conhecer bastante de sua vida. Segundo sabemos e como ele também o relata, sua família era a mais pobre daquele lugar onde eles viviam. No tempo em que ele se casou, a situação era bastante difícil economicamente.

25 – Por muito tempo ele teve que viver sem nenhuma classe de comodidades, nem mesmo as mais comuns entre os pobres. Numa ocasião ele teve que entregar a uma casa de móveis uma cadeira reclinável por não poder pagá-la. Por muito tempo ele pregou em seu tabernáculo sem aceitar salário algum, por crer que a igreja era muito pobre para pagar os gastos próprios e ao mesmo tempo sustentar sua família.

26 – Para cumprir com seus compromissos, ele trabalhava de guarda-florestal, mas era de tão bom coração que não lhe agradava multar a ninguém, mesmo quando esta era sua única fonte de renda.

27 – Portanto, ele tinha outro trabalho, o de patrulhar as linhas de alta voltagem, o qual podia desempenhar em ligação com o outro trabalho. Isto fazia ele para poder sustentar sua família.


O SINAL
William M. Branham
01 de Setembro de 1963
Tabernáculo Branham – Domingo – Manhã
Jeffersonville – Indiana – U.S.A.

 

284 – Só quando o Sinal é exposto! Então, toda a família deve estar sob esse Sinal, Sangue. Papai e mamãe, eu sei como se sentem. Eu também tenho filhos, eu tenho que vê-los salvos. Eu estou falando a mim mesmo hoje. Vêem? Eu tenho irmãos. Tenho uma irmã. Tenho entes queridos. Eu – eu desejo vê-los salvos, também. Mas, recordem, sem a exposição do Sinal, eles perecerão. Não haverá ressurreição para eles. E verdade. Eles estão perdidos. Só quando o Sinal é exposto!

285 – Veja, Josué; queria que tivéssemos tempo para ler. Anote isto, Josué capítulo 2; a prostituta gentia que creu, Raabe.

286 – Oh, queria que fosse umas nove horas. Eu gostaria – eu gostaria de tomar isso e mostrar para vocês como foi isso lá, vejam. [A congregação diz: “Fique a vontade.” – Ed.]

287 – Essa prostituta, gentia, observem, toda sua família. Ela era crente. Toda sua família teve de entrar debaixo daquele cordão escarlate, aquele sinal. Eles tinham de entrar debaixo dele, senão, pereceriam. Eles haviam ouvido da ira de Deus. Eles haviam ouvido da demonstração de sinais e milagres de Deus entre Seu povo, e tiveram de recebê-Lo. Ela teve de recebê-lo. Deus, o anjo destruidor, estava vindo. Eles o conheciam. E Josué era esse anjo. Eles estavam na fila.


PERGUNTAS E RESPOSTAS – NÚMERO 1
William M. Branham
23 de Agosto de 1964
Tabernáculo Branham
Jeffersonville – Indiana – U.S.A.

 

07 – IRMÃO BRANHAM, CREIO COM TODO MEU CORAÇÃO NA MENSAGEM QUE VOCÊ ENSINA: EMOCIONA MINHA ALMA; APESAR DISSO MINHA ESPOSA E FILHO NÃO REGOZIJAM NA PALAVRA. NÃO DESEJAM SE SEPARAR DE ALGUNS DE SEUS HÁBITOS MUNDANOS. VOCÊ DISSE QUE DEVERÍAMOS RECLAMAR AS NOSSAS… RECLAMAR AS NOSSAS FAMÍLIAS. ACHO ISSO DIFICIL DE FAZER, APARENTEMENTE ELES NÃO VIVEM PELA PALAVRA OU NA PALAVRA. QUAL É MEU CURSO, SENHOR? OS RECLAMO E CREIO, OU ROGO: “PAI, SEJA FEITA A TUA VONTADE”, E ESTAR A GOSTO NO ESTADO NO QUAL ME ENCONTRO? ESTAREI AGRADECIDO POR SUA ORIENTAÇÃO, IRMÃO BRANHAM.

141 – Deus te abençoe, meu irmão ou irmã, seja quem for. Eu… apenas os encomendaria ao Senhor. Eu… Vê, porque: “Todo que o Pai me dá, virá a Mim”. Vêem? Agora, a única coisa para que vocês façam…

142 – Outro dia meu coração inchou de alegria caminhando de um lado para outro vendo a estes homens do hotel… Ele… Me dirigi ao Sr. Becker. Ele disse: “Billy, tu sabes que cada domingo sirvo comida a toda a tua congregação… quando o Blue Voar alimentar a 300 quase todo domingo! Vêem? E saí aqui e este indivíduo aqui, este cavalheiro aqui, o … o Ranch House, cada bom homem…

O encontrei, ele disse… eu disse: “Bom, isso esteve muito bem”. Eu disse: “Te agradeço por impedires toda essa coisa aí… todo esse namoro lá fora”.

Ele disse: “Sim, senhor, irmão Branham”.

Eu disse: “Como me conheceria ele?” Vêem? Eu disse: “Como me conheces?”

Ele disse: “Eu lhe conheço”, disse: “Eu alimento toda tua congregação aqui cada domingo por… Bem”, ele disse, “E desejo dizer-lhe algo: são boas pessoas. São gente boa!”

143 – Agora, veja, isso me fez sentir bem. Vocês meus filhos. Vê? Quando ouço que meus filhos agem bem e que são bons, isso faz ao Papai sentir-se bem. Assim sendo vocês entendem.

144 – Agora, agora, mãe, quando… Minha irmã, se teu esposo quer que vás à igreja Metodista, você vá. Pode que não tenhas todo o pão, porém se eles dizem que crêem que Jesus Cristo é o Filho de Deus, você creia nisto, porquanto nós também o cremos. Agora, se eles tem de se desviar a outras coisas, apenas… apenas deixe que prossigam, porém você come esse tanto do pão. Vêem? E nisso, você verdadeiramente mostra pela dulçura de sua vida e consideração para com os outros… e se tu não o tens, querida irmã, ora até que venha a ti, para que não tenhas que fingir algo artificialmente, porque quando fazes isto, não é real. Teu esposo pode dizer isso. Porém tu… quando na verdade houveres orado até ao ponto em que tua vida esteja cheia de sal do Salvador, farás um contato. “E eu, se for levantado, a todos atrairei a mim mesmo”. Eu iria, seja bem cuidadosa. No entanto não se uma a sua igreja! Por favor não faças isso, não te unas à igreja, mas prossiga!

13 – IRMÃO BRANHAM, VOCÊ DISSE NUMA DE SUAS GRAVAÇÕES QUE NOÉ SALVOU A SUA FAMÍLIA. SIGNIFICA ISTO QUE UMA MÃE PODE TER A MESMA FÉ POR SUA FAMÍLIA? E SIGNIFICA QUE CADA UM DA FAMÍLIA SERÁ SALVO SE NÓS O CREMOS?”

177 – Agora, isso é… sim, isso é mais um… Você tem que vigiar a maneira em que eu respondo esta agora. Vêem? Primeiro, você disse… (Agora, deixem-me ver corretamente…) Você disse numa de suas gravações que Noé salvou a sua família”. Por que? Porquanto creram. Quer dizer: Porque eles creram em sua mensagem.

178 – “Significa isto que uma mãe pode ter a mesma fé por sua família?” Sim, irmão! Posso ver o coração de uma mãezinha clamando por sua gente. “E significa isto que cada um da família será salvo se nós o crermos?” Sim, se eles o aceitam. Isso é certo.

179 – Recordem ao carcereiro de Filipos. Se você crê por ambos… Se tens suficiente fé para tua própria salvação, não podes ter esta mesma fé para tua própria… não… não podes ter esta mesma fé que operará sobre tua gente? Que é fé? É uma força invisível. Vêem? Que é… que é… é um Espírito. O Espírito Santo trás fé. Vêem? É uma força invisível.

180 – Por que eu imporei as mãos sobre os enfermos? Vêem? Se posso obter esse contato pessoal com esse espírito aí nessa pessoa, algo tem de acontecer. Vêem? Aqui está o Espírito Santo; Ele revelará os segredos do coração. Ele fará exatamente tal como Ele disse que faria no último dia. As pessoas crêem nisso, elas se firmam nisso: “Sim, senhor; creio nisso”.

181 – Agora, se eu simplesmente não me tornasse tão comum para vocês (vêem?) – se converte numa coisa comum. Se tu desprezas um dia e no dia seguinte. Vês? Isso é… isso está simplesmente correndo um risco. Vêem? Em primeiro lugar não o crês (vêem?) porque assim que o crês… Aquela mulher disse: “Se tão somente tocar em seus vestidos, serei curada”, e ela o fez. Vêem? Ela não disse: “Tentarei de novo”. Vêem? Ela creu. Vêem? Isso é… isso é…

182 – Agora, se tão somente cresses com tudo que há em ti por tua família…

183 – Agora, como aqui; que me move? Que é esta força em meu braço? Com certeza não é meu músculo, é meu espírito. Certamente, tire esse espírito e que há de fazer o músculo? Está tão morto o quanto pode ser. Vê? Se apodrecerá, porém é… Vejam, é o espírito o que dá força.

184 – Vejam, ao pequeno Sansão. Muitos deles viram portas como se fosse entre estes dois postes aqui. Claro, um homem desse tamanho poderia tomar um leão e faze-lo pedaços, irmão Jackson. Um leão salta para um homem como que com… com ombros como uma porta de um celeiro, claro, seguro; isso não seria mistério, porém o mistério era: ele era apenas um pequeno insignificante com cabelos ondulados, um indivíduo pequeno, quase,… pequeno santinho, o menininho da mamãe, sete cachos de mulher pendurados em suas costas. Mas notem vocês, ele era tão indefeso quanto qualquer um até que vinha sobre ele o Espírito do Senhor. E quando veio sobre ele o Espírito do Senhor, aquele leão correu e rugiu e ele apenas o fez em pedaços. Não era Sansão, era o Espírito do Senhor.

185 – Agora, como ele vai tomar a queixada de um jumento que tem estado no deserto, branqueada… E aqueles capacetes dos filisteus era quase de uma polegada de espessura de sólido bronze. Bem, se você tomasse aquela queixada e golpeasse contra um daqueles capacetes, se faria em mil pedaços. Vocês sabem disso. Eles golpeariam essa queixada velha e seca… Mas veja aí, ele se pôs aí com esta queixada em sua mão e derrotou mil filisteus; o resto daqueles correram para detrás das pedras. Ele disse: “Vamos, vós desejais algo disso também? Ainda… ainda sustentando-a . Que era? Sobre ele veio o Espírito do Senhor. Vêem?

186 – Portanto, é o Espírito do Senhor. E quando você tem o Espírito do Senhor em você para crer para tua própria salvação, coloca isso sobre tua família: diga: “Eu os reclamo no Nome de Jesus Cristo, eu o reclamo! Deus, não sei como Tu tens que fazer para que ela o faça, ou como Tu vais fazer com que ele o faça, porém eu creio, Senhor! Ajuda minha incredulidade”. Reclame-o e o serve o que sucede. Isso o fará.


PERGUNTAS E RESPOSTAS Nº. 3
William M. Branham
30 de Agosto de 1964
Tabernáculo Branham – Domingo – Manhã
Jeffersonville – Indiana – U.S.A.

9 – Irmão Branham, eu quero receber o Espírito Santo. Eu desejo saber o que fazer. Tenho um peso no meu coração para que a minha família seja salva. (E a irmã assinou o seu nome.)

128 – Se você deseja receber o Espírito Santo, deixe-me te dizer algo, minha querida irmã, se você está aqui. E – e – eu – Irmão Neville, é esta um membro da igreja aqui? [O irmão Branham conversa com o irmão Neville – Ed.] Eu não – eu não recordo mesmo. Mas se – se você está aqui, irmão B-o-u-h-g, se você está aqui, deixe-me lhe dizer. A Bíblia diz: “Bem-aventurados são aqueles que têm fome e sede de justiça…” Você é muito abençoada até mesmo em desejar Isto. Vêem? Agora, recordem; não que você – você – você tem Isto, mas benditos são aqueles que têm fome e sede por Isto, “pois eles serão saciados”. Simplesmente permaneça certo com isto.

129 – “O que devo fazer para a minha família?” Usar a mesma fé que você está usando para contigo, para sua família. Entregue-os ao Senhor e creia de todo o seu coração que você vai ser salva. Deixe isto… Não deixe isto vir simplesmente em seu pensamento natural aqui, deixe isto cair bem lá dentro, naquele subconsciente, então eles serão teus. Deus os entregará a ti quando você tiver isto aqui embaixo.

130 – Seja o que for que você tiver em seu coração aqui e pedir por aquilo, quando orardes, creia que você recebeu o que você tem pedido. Agora, você não pode duvidar disto mais. Você não pode crer nisto e duvidar ao mesmo tempo. Quantos sabem disto? Você não pode crer e duvidar ao mesmo tempo. Você tem que crer que aquilo que você pediu você receberá, então, Ele disse que isto vos seria dado. Então você simplesmente creia por sua família, e eles receberão isto.


A OBRA PRIMA
William M. Branham
05 de Julho de 1964
Tabernáculo Branham
Jeffersonville – Indiana – U.S.A.

 

176 – Observem. A grande obra Prima da família. O marido e a esposa não podem ser verdadeiramente uma família a não ser que eles sejam um. Eles tem que ser. Se eles não são, não será uma boa família… a esposa puxando para um lado e o marido para o outro. Isto faria uma família horrível. Mas em acordo, com amor um para com o outro, esta é a família. E agora, aquela foi a Obra Prima de Deus; e todas as verdadeiras famílias aqui retratam aquilo. Vêem? E agora a família Obra Prima tem vindo outra vez… Cristo e Sua Noiva, prontos para virem. O Segundo Adão, a Segunda Eva, prontos agora para retornarem para sua casa. E todo o quadro tem sido redenção, do que isto foi, trazendo de volta. Vêem? Exatamente. Trazendo de volta outra vez.


A INFLUÊNCIA DE UM HOMEM SOBRE OUTRO
William M. Branham
13 de Outubro de 1962
Tabernáculo Branham – Noite
Jeffersonville – Indiana – U.S.A

 

37 – Você sabe o que eu penso? Todos têm sua própria opinião. Porém um dos maiores, e em minha opinião, o maior presidente que nós alguma vez tivemos nesta nação foi Abraão Lincoln. Agora, não porque ele era um republicano, porém porque ele foi o que foi, um homem pio. E ele foi criado, e ele – para servir a Deus. E ele disse: “Se há algo a que eu desejo dar louvor,” ele disse: “ou pelo que minha vida foi influenciada, foi uma mãe pia que me ensinou a orar e conhecer Jesus como meu Salvador.”

38 – Oh! Sua família é o que você é. Você cria seu filho em um certo meio ambiente; tem noventa e oito por cento melhor chance de andar certo do que tem se você criá-lo no caminho errado. “Cria ao menino no caminho em que deve andar, e até quando envelhecer não se desviará dele.” Ser criado corretamente, ensine seus filhos a fazerem o correto: serem honestos, serem sinceros e justos mesmo quando estiverem na escola.

39 – Agora, muitas vezes as crianças são propensas a copiarem um do outro, e – e tentarem passar na escola. Porém, sabe, eu penso que se você simplesmente conseguir por si mesmo, então é algo que você – você pode dar valor à sua prova com boa nota.

40 – Você sabe, se você vai ter um teste no dia seguinte, ao invés de ficar andando por aí toda a noite, levantar na manhã seguinte, e pensar: “Bom, eu me assentarei perto do Fulano e Beltrano; eles são inteligentes; e logo eu irei – posso copiar deles,” se você pouco antes do papai conceder graças à mesa do café da manhã, se você simplesmente disser: “Papai, lembre-se de mim hoje, eu tenho que fazer um teste em química,” ou seja o que for. Então você, quando você orar, papai, diga: “Deus, abençoa o João, a Maria em seus testes hoje.” Eu lhe digo, isto mudará o curso dos acontecimentos.

41 – Lembre-se, nós podemos ter o que nós queremos se nós pedirmos em fé, crendo. Jesus disse: “Todas as coisas são possíveis para aqueles que crerem. Não tendes porque não pedis, e não pedis porque não credes.” Ele disse: “Pedi abundantemente para que o vosso gozo possa ser completo.” Eu gosto disso.

42 – Nosso ensinamento correto: Diga a coisa correta; faça a coisa correta; pense a coisa correta; sempre esteja pensando correto. E eu tenho um pequeno lema:

Faça o correto, esse é o seu dever para com Deus. Pense o correto, esse é o seu dever para consigo mesmo; e você está fadado a sair-se bem.

43 – Você não pode andar para o leste e o oeste ao mesmo tempo, nem você pode andar certo e errado ao mesmo tempo. Não importa o quanto você pense que esteja indo na outra direção, se você não estiver viajando diretamente ao oeste… Você não está indo ao leste se você estiver indo ao oeste.

60 – O rei chegou a um ponto que ele pensou dentro de si mesmo, que ele ficou exaltado. O orgulho entrou em seu coração. E isso é o que acontece conosco. Se você me perdoar a expressão, isso é o que aconteceu com nossas igrejas por todo o país. Tem pessoas boas ali dentro; algumas das melhores do mundo vão à igreja. Eu penso que as melhores do mundo vão à igreja. Porém a coisa é que, o – o sistema organizacional fica exaltado. Isso é o que aconteceu com os – os metodistas; isso é o que aconteceu com os batistas; isso é o que aconteceu com os nazarenos, com os peregrinos da santidade, com os pentecostais – exaltados, rebeldes, egoístas, orgulhosos, para os quais não se pode dizer nada. Deus não consegue encontrar uma maneira de entrar em seus corações. É porque eles se tornaram tão sabichões que ninguém pode lhes dizer nada. E por edificar a si mesmos em volta de argumentação com irmãos, eles edificam a si mesmos em torno de seus credos. E quando fazem, eles deixam Deus para trás.

61 – Isso é o que acontece com os médicos. Quando eles ficam tão egoístas que não necessitam de nenhuma ajuda de Deus, é aí quando eu não um – não quero que um mexa comigo. Quando se deixa Deus fora de qualquer coisa, simplesmente se – eu desejo que me deixem fora também. Está vendo? Porque sempre se deve lembrar primeiro de Deus! Ele ficou exaltado.

62 – Tantos hoje… Toma-se uma – uma família de pessoas que começa a ir à igreja. E Deus cura a pequena família. Ele os abençoa, e lhes dá o Espírito Santo em suas vidas. As criancinhas oram em volta da mesa; eles oram antes de irem para cama. A mãe e o pai unem suas mãos e oram. E enquanto eles continuarem assim, eles permanecerão uma família; porém deixe que eles consigam… Antes de mais nada… Eles não tinham nada, um velho carro caindo aos pedaços, talvez, andando por aí nele, ou talvez andando a pé. Finalmente eles compram um bom carro, uma casa melhor. E antes de mais nada então querem se aproximar do que eles – o mundo chama de ‘uma classe melhor’ para com a qual se relacionar. Eles se mudam para uma vizinhança diferente, e ali, eles descobrem que eles se tornam influenciados pela influência errada. Você sempre deve permanecer onde está o Reino de Deus e onde a glória de Deus está se derramando. Permaneça onde você possa ser espiritualmente alimentado dia e noite. Então antes de mais nada, as separações entram no lar, e o mundanismo, e eles ficam exaltados. Uzias fez isso; ele se exaltou, muito orgulho.

79 – Você viu esta ordem do tribunal esta semana aqui em Indiana? Que vergonha! Menos do que quinze anos atrás uma família aqui em Port Fulton (eu acho que alguns da família estão assentados aqui hoje à noite) – aqui em Port Fulton, enviaram uma menininha da escola para casa por usar shortes na escola. E para – esta semana estão tentando processar e tirar para fora da escola (e conseguiram), uma menininha que recusou usar shortes na escola. Qual é o problema com a nossa nação? Eu pensei que esta fosse uma terra de livres; eu pensei que nós tivéssemos direito – liberdade de religião.

80 – Este pai se levantou e disse: “É contra a nossa crença religiosa para nossos filhos usarem shortes, nossa mocinha de dezesseis, dezessete anos de idade, usar shortes; é contra nossa crença religiosa.” E eles excluíram e expulsaram a moça da escola.

81 – Eu entendo que todos que não concordarem e entrarem no – no – o acordo internacional deste companheirismo que estão tentando formar para colocar – e unir todas as igrejas, a federação das igrejas, que todos que não entrarem e se unirem com isto, estão fazendo-lhes uma pequena província; eles os vão mandar para o Alasca. É melhor se preparar para clima frio, porque parece que isto está vindo. Deste modo, que desgraça!

82 – Meu amigo de toda a vida, Jim Poole, seu filho está aqui hoje à noite. Eu desejaria que seu papai somente viesse e fizesse o que seu filho fez. E nós estávamos falando hoje através de conversa telefônica, e ele estava comentando sobre, eu creio, um comentarista de notícias ou alguém, (eu não me lembro agora exatamente quem era), porém disse: “Costumava ser que – que o povo americano tomava um banho uma vez por semana e orava todo dia,” e disse: “agora eles tomam banho todo dia e oram uma vez por semana.” Eu creio que eu preferiria ficar sem o banho. Porém apenas mostra como nós temos caído. O que aconteceu com esta nação?

83 – Por volta de cinco anos atrás eu estava em Ohio, e eu estava tendo uma reunião ali em cima no… Qual é o nome daquele lugar onde eu a tive ali naquilo? [Alguém diz: “Chataqua” – Ed.] Chataqua. E eu estava ouvindo a um noticiário no hotel, e disse: “A flor da liberdade morreu nesta tarde em uma corte aqui em Ohio.”

O povo amish, eles não crêem em enviar seus filhos para estas escolas públicas. Eles têm suas próprias escolas. E nesta certa comunidade onde estes estavam, não tinham nenhum ensino secundário. É a lei de Ohio e Indiana (eu acho que é uma lei nacional) que todas crianças devem ir à escola até que elas tenham dezesseis anos. E este homem tinha dois filhos, menino e menina, que não tinham dezesseis anos; e eles recusaram enviá-los para as escolas públicas onde ensinam as éticas de Darwin (que o homem proveio de uma única célula, ser um macaco; isso é tudo o que é, apenas um macaco exaltado e…) E deste modo, eles não concordavam com isso, e eles não deixavam seus filhos ouvirem a isto. E então os tribunais os prenderam. E este pequeno juiz convencido disse a este velho pai e mãe de idade, com seu corte de cabelo em forma de pote de barro e usando macacão, ele disse: “Meu senhor, este estado de Ohio tem uma lei que diz que a criança deve freqüentar a escola até que ela tenha dezesseis anos,” e disse: “o senhor recusa enviar seus filhos. O que o senhor responde?”

84 – Ele disse: “Honrável senhor, eu respeito as leis deste amável estado no qual eu sou um habitante.” Ele disse: “Porém nós viemos aqui há anos atrás, nossos antepassados, pela liberdade de religião, e essa é a razão que nós estamos aqui, pela liberdade de religião. Nossa religião ensina-nos que nós não cremos que nós viemos dos animais para ser homem que… Nós cremos que nós fomos criados na imagem de Deus. Sendo assim, é contra a nossa crença religiosa enviar nossos filhos a uma escola que ensina tal coisa. Sendo assim, nós não temos nenhum ensino secundário aqui para nossos filhos irem. E não é porque nós não o respeitamos; nós respeitamos o que o senhor crê; porém para nós, nós não cremos nisso, e nós não desejamos que isso seja ensinado para os nossos filhos.”

Ele disse: “Ou o senhor envia seus filhos à escola ou o senhor e sua esposa passarão dois anos na penitenciária do estado.” Disse: “Qual é a sua decisão?”

Ele disse: “A mãe e eu passaremos os dois anos.” E eles se viraram e começaram a sair.

O velho juiz deve ter se sentido um pouquinho condenado, então ele disse: “Lembre-se, não diz a sua Bíblia: ‘Dai a César o que é de César’?”

E o pai se voltou, e ele disse: “E a Deus…?”

O homem do noticiário disse: “Bem, então a liberdade…”

E o juiz disse: “Eu os sentencio a dois anos.”

Ele disse: “Então a liberdade – a flor da liberdade morreu nesse tribunal desta tarde.”

85 – Afinal de contas, os dunkards – ou os amish, melhor dizendo, não importa quão peculiares eles sejam, eles crêem em vida santa. [“Dunkards” e “amish” são seitas com semelhanças aos menonitas – Trad.] E não há nenhum registro em nenhum lugar nos Estados Unidos onde eles alguma vez tiveram alguma delinqüência juvenil. Nenhuma pessoa, nenhuma criança, da religião deles foi alguma vez um delinquente juvenil. Deixe-os ser peculiares seja o quanto for que eles queiram ser; eles são criados corretamente. Eu não os culpo.

86 – Porém ouça, a flor morreu bem ali então, porém por volta de dez minutos ela reviveu novamente. O promotor público, todos eles, puxaram de volta seus livros, e disseram: “Então nós nos demitimos de nosso emprego, pois se o senhor rompe esse direito constitucional, romperão o restante deles.”


COMO FUI COM MOISÉS, ASSIM SEREI CONTIGO
William M. Branham
11 de Setembro de 1960
Tabernáculo Branham
Jeffersonville – Indiana – U.S.A.

 

113 – Veja ao romano naquela noite, o qual puxou a espada e ia suicidar-se, o carcereiro de Filipos. Paulo disse, “Não te faças nenhum mal. Estamos todos aqui”.

Disse, “Que devo fazer para ser salvo?”

114 – Disse, “Crê no Senhor Jesus Cristo e serás salvo, tu e tua casa”.

115 – “Por que? Tu e tua casa?” Certamente. Tua casa será salva contigo. Por que? Se tu tiveres bastante fé para te salvares, poderás ter suficiente fé para que tua família seja salva. Sim, tu e tua casa!

116 – Veja Raabe. Raabe disse, “Tenha misericórdia de mim! Poupa-me. Não quero morrer com estes incrédulos. Não quero morrer como um animal. Quero morrer nos braços de Jeová. Eu creio em teu Deus, porque Ele é ambos, Deus do Céu e da terra. Ele faz coisas visíveis; Ele faz reais as coisas. Nunca O tenho visto fazê-lo, mas de todos os modos eu creio nisto”. Vê, ela nunca tinha visto a Josué; só tinha ouvido de Josué. Ela nunca tinha visto a Deus, ela nunca tinha visto a nenhuma das obras de Deus; ela só ouviu. Outros o tinham visto, e ela creu por ouvir. Agora disse, “Quero favor para mim e para meu pai e minha mãe. Os dois são velhos e aleijados. Tenho alguns irmãos. Quero ter fé por eles”.

117 – E os espias, os pregadores, disseram, “Sim, ele vem para cá, e nós vamos tomar a terra. Agora se queres salvá-los, recolha-os em casa”. Aleluia! “Se tu o creres, vá buscá-los e recolhe-os aqui dentro, porque nós não seremos responsáveis se eles estiverem nas ruas. Mas se tu simplesmente os recolheres em casa, seremos responsáveis”, aleluia, onde aquela pequena corda vermelha havia de ser pendurada na janela. “Seremos responsáveis se tu os recolheres em casa”.

118 – Oh, irmãos, se já houve um tempo quando devemos recolher nossos amados em Casa, é hoje, a Família da Fé. Recolha-os, porque o tempo vem quando virá uma sacudida. Unicamente, nossos pais e irmãos, são salvo na Casa, porque o Poder de Deus vai sacudir o país outra vez. Vai sim. E só a Família da Fé vai ser salva.

119 – Agora ele disse, “Eu não sou responsável a menos que os recolhas em casa”. E ela os fez jurar que eles não destruiriam a ela nem a família dela. Ele disse, “Se tu os recolheres, eles serão salvos”. Ela os fez descer fora daquele lugar, e eles foram.

192 – E eu, de uma pessoa, um pequeno rato. Eu não digo isto como desonra a minha mãe assentada aqui, ou a meu pai morto que não está mais aqui, cujo funeral foi pregado neste púlpito. Eu fui criado numa família terrível. Os irmãos o sabem. Não havia nenhum de nós que fosse cristão. Meu pai bebia. E Deus tomou o filho de um bêbado, e me lavou em Seu Sangue. Quando eu ia ao centro para conversar com alguém, e conversava com algum homem, ele só conversava comigo porque não havia ninguém mais com quem conversar; se alguém se aproximava, qualquer pessoa vamos dizer, não importava quem fosse que se aproximasse, eles viravam as costas para mim porque eu era filho de um bêbado. E muitos aqui em minha própria igreja sabem que isto é a verdade. Eu tinha um nome como eu nunca… ou como um animal ou algo. Até uma vez foi dito da cidade, a uma pessoa que vinha a nossa casa, disse, “Você andaria em companhia de um traste daquele? Oh! Deus, o que eu tenho para confiar senão o Sangue de Jesus Cristo? Eu não tenho educação. Não tenho personalidade. Não tenho nada”.

193 – eu disse a minha esposa, há pouco tempo, “Pense no que era quando ninguém conversava comigo. E eu amo as pessoas. Elas não me escutavam”. Eu me lembro de ler um livro, indo à escola…

194 – Eu mandei meus filhos à escola outro dia, e eu podia comprar os livros e coisas para eles, e quão agradecido eu estava. Eu ia à Escola sem sapatos, cabelo pendurado no pescoço; nenhuma roupa, um casaco pequeno, sem camisa por baixo. Eu nem se quer tinha um lápis de grafite, ou um pedaço de papel para escrever. Tinha um ordinário lápis de grafite, um lápis de um centavo e uma folha de papel para escrever uns problemas que estavam no quadro-negro, ou algo. Nada. Estava errado.


PERGUNTAS E RESPOSTAS – NÚMERO 2
William M. Branham
23 de agosto de 1964
Tabernáculo Branham – Noite
Jeffersonville – Indiana – U.S.A.

 

12 – PERGUNTA: IRMÃO BRANHAM, QUE FAREMOS? ALGO TEM SE ARRAIGADO EM MIM E NÃO POSSO TIRAR: NO OUTONO PASSADO SONHEI QUE ESTAVA PERDIDO EM AREIAS BRANCAS. ESTAVA ANOITECENDO, NÃO PODIA ENCONTRAR MEU CAMINHO. ESTE SONHO TEM PREMANECIDO COMIGO DESDE O OUTONO PASSADO: AGORA, SOU COMO UM QUE ANDA ÀS APALPADELAS NAS TREVAS. MEU FILHO ERVIN E ESPOSA ESTAVAM INCLUÍDOS EM MEU SONHO. AGORA, ELES TAMBÉM ESTÃO EM TREVAS. ESTAMOS EM DESESPERO. CREIO QUE DEUS LHE MOSTRARÁ O QUE É – O QUE HÁ AGORA EM NOSSOS CORAÇÕES (Sra… Oh, muito bem ) SE ESTAMOS MAL OU PECANDO EM LUGARES, DIGA-NOS. QUEREMOS ESTAR BEM.

98 – Não conheço a senhora, porém sinto se estás aqui, que aqui está teu problema. Tens permitido que algo te ocorra que te tem posto nervosa, porquanto estar em “areias brancas” representa pureza e justiça. E só estás deixando que Satanás te faça uma. Teu sonho provou que não há nada mal. Só estás nervosa e ao fazer isto e ao pensar isto, estás pondo nervosa ao resto de tua família. Pare de faze-lo, reclame os teus direitos a Deus. Teu sonho prova, pela interpretação, que estás em areias brancas. Tudo está muito bem. És tu, tu mesma, nervosa.

99 – E deixas que um membro da família se ponha nervoso, passa ao próximo membro, e a primeira coisa todos estão pelejando e continuando. E um membro da família se transtorna por algo, perturba o outro, e ao outro; a primeira coisa que sabes: a família completa é transtornada. É Satanás. Pois se um membro da família se regozija, o resto deles se regozija com ele. Assim sendo, cada um da família trata de fazer isso.

100 – Prove, cada um de vocês filhos, ajudar a teu pai, a mamãe. Mamãe, tu… Papai, tu trate de ajudar aos meninos. Não permitas que esse espírito incrédulo e melancólico te atemorize. Vocês são cristãos. Nasceram do Espírito de Deus. São o sal da terra. Tem direitos dados por Deus. E a Bíblia diz: “Se há alguma virtude, se há algum louvor, nisso pensai”. (Filip. 4:8.)

Não pense acerca de coisa errada.

E irmã, creio que esse é seu problema, querida irmã. Poderia estar nisso longo tempo, porém conforme ao que prometi, só vinte minutos… e gostaria de obter suficientes destas… se não posso, outra vez as porei no escritório e a obterei de novo.


A UNIÃO INVISÍVEL DA NOIVA DE CRISTO
William Marrion Branham
25 de Novembro de 1965
Shreveport, Louisiana – U.S.A.

 

47 – Nós temos famílias. Cada família aqui está acostumada a isso. Algumas vezes tudo corre bem para você por anos. Então de repente, encontrarás um revés – dizemos muitas vezes aqui no sul, “Quando chove, derrama” e tudo vai mal. Vão atravessando uma noite. Então há um amanhecer; logo uma noite. Tudo corre em continuidade.


DEUS ESCONDIDO E REVELADO EM SIMPLICIDADE
William M. Branham
17 de Março de 1963
Jeffersonville – Indiana – U.S.A

 

35 – E então, muitas vezes os filhos adolescentes e às vezes os adultos chegam a… Você sabe, os jovens passam bilhetinhos ou fazem palhaçadas ou fazem coisas na igreja. Agora, você tem a idade suficiente para saber melhor do que isto. Vêem? Você deveria saber melhor do que isto. Vêem? Você não deveria vir aqui… Se você espera ser um verdadeiro homem algum dia e criar uma família para o Reino de Deus, então comece pelo princípio, veja você, e — e aja corretamente e faça o que é certo, e agora, claro.


HEBREUS CAPÍTULO SETE – PARTE I
William M. Branham
15 de Setembro de 1957 – Noite
Jeffersonville – Indiana – U.S.A

 

161 – Sua… sua atitude para com Cristo causará uma grande impressão sobre o que os seus filhos serão. A vida que você vive diante de sua família causará uma impressão sobre o que seus filhos serão. Porque a Bíblia diz que Ele visitaria a iniquidade dos pais sobre os filhos até a terceira e quarta geração.


DIA DAS MÃES
William M. Branham
10 de Maio de 1959
Tabernáculo Branham – Dia das Mães – Domingo – Manhã
Jeffersonville – Indiana – U.S.A.

 

62 – Estou pensando, também neste momento. Estou pensando em minha família, o que significará para mim naquele Dia.

89 – Então nós O veremos. Então nós seremos como Ele. Então nós O adoraremos então nós veremos a mãe como Deus a quer.

A mãe não estaria completa Ali sem sua família.

90 – Porque o momento de mais satisfação de toda sua vida é ver os filhos ao redor da mesa, e todos com saúde e felizes; e – e – e vê-la despejar o café, ou seja o que for que ela faça, e preparar o jantar, e ela e o papai sentam-se. Ora, esse é o momento mais feliz na vida de mamãe, ver seus filhos todos em casa.

91 – Agora, não deixe de estar presente, não esteja falhando em estar presente naquele Dia. Que a grande corrente de sua família possa ser encaixada elo por elo. Que cada raio esteja na roda. Então quando nos assentarmos com nossas famílias e grupos, através das abóbadas da Eternidade, que Dia será aquele! Então nós compreenderemos.


O PROFETA DO SÉCULO VINTE

A CURA DA IRMÃ BRANHAM

 

No passado, por volta de 1950, quando o Rev. Branham estava na Califórnia ministrando aos enfermos, ele disse à irmã Millikian, que estava enferma naquela época, que ela estava sofrendo de flebite das veias femorais. Essa senhora sentiu que, visto que ela não sentia nenhum sintoma de tal doença, dificilmente era possível que isto fosse verdade. O irmão Branham mostrou-lhe o sinal em sua mão que indicava o problema. Então, para lhe mostrar que quando se está perfeitamente bem não há manifestação em sua mão, ele estendeu a mão segurando a mão de sua esposa e disse: “Agora, a irmã notará que não há mudança na condição ou cor da minha mão quando seguro a mão da minha esposa.” Mas como um raio atingindo-o, ele falou: “Meda, não sabia que havia algo errado com você. Você tem um cisto no ovário esquerdo.” “Bem,” a irmã Branham disse, “sinto-me perfeitamente bem.”

“Isso é ótimo,” disse o irmão Branham, “mas está ali, mesmo assim.”

Agora, a irmã Branham não dava à luz por parto natural.

Seus filhos nasceram por meio de cesariana. Ela já tinha uma filha, Becky, de modo que quando estava para dar à luz seu segundo filho, o irmão Branham pediu ao médico para procurar o cisto. O médico assim fez, mas não viu nada.

Anos se passaram e ela se sentia ótima. Então seu terceiro e último filho nasceu. Novamente o médico não viu sinal de cisto.

Mas em 1962 a irmã Branham começou a se sentir desconfortável com uma dor no lado esquerdo. O lado também começou a inchar um pouco. Ela foi a um médico fazer uma consulta e foi-lhe dito que ela tinha um cisto que havia se transformado num pequeno tumor. Ele aconselhou uma operação.

Entretanto, a família é uma família de fé, e eles estavam determinados a esperar no Senhor. O tumor continuou crescendo. Eles se mudaram de Jeffersonville para Tucson. O médico que estava tratando dela em Louisville, Kentucky, escreveu uma carta e enviou relatórios com ela a um novo e ótimo médico em Tucson. A esta altura o tumor estava tão grande que causava muito desconforto e dava aos médicos preocupação de que fosse maligno. Ainda assim a operação foi adiada, não só para ainda buscar a Deus, mas com esperança de que ela pudesse resistir ao problema até depois do Natal de 1963 para permitir à família voltar a Jeffersonville para os feriados.

Agora, a esta altura, o irmão Branham tinha acabado de chegar de Nova Iorque onde teve uma série de reuniões. Ele sabia quão enferma sua esposa estava e quão necessária a operação era. Ela tinha acabado de ligar e dito que mal podia caminhar, e o médico estava pressionando para uma operação. Ele pediu a ela para agüentar um pouco e ver se conseguia chegar. Sentindo-se desesperadamente pesaroso por ela, ele entrou na sala de sua casa em Jeffersonville (ele tinha parado na antiga casa pastoral a caminho da reunião de Shreveport, de onde iria a Tucson) e se ajoelhou junto ao sofá, ao redor do qual eles habitualmente oravam como família. Orando com compaixão e sinceridade, ele implorou a Deus para ser misericordioso com ela.

Então veio a percepção de Deus. A Coluna de Fogo pairou na sala. A voz de Deus falou a ele: “Põe-te em pé. Dize o que quiseres, e acontecerá exatamente como disseres.” Plenamente consciente desta tremenda promessa, ele disse: “Assim suceda que pouco antes do médico tocá-la, o tumor desapareça.”

Agora, no dia seguinte a irmã Branham e a irmã Norman foram ver o médico para outro check-up. A enfermeira ajudou-a a vestir a camisola branca preparatória para o exame. Ela mal pôde subir na mesa. O médico entrou, olhou para suas anotações e então se inclinou em direção a ela para examinar o tamanho do inchaço. No momento em que sua mão desceu e estava a ponto de tocá-la, ela teve uma sensação fria de encolhimento em seu lado. O médico sentiu seu lado esquerdo; então ele deu a volta e sentiu seu lado direito. De maneira muito intrigada ele disse: “Aquele inchaço era em seu lado esquerdo, não era, Sra. Branham?”

“Sim, senhor, era,” disse a irmã Branham.

Ele procurou atentamente e finalmente disse: “Não sei o que aconteceu. Tudo que sei é que não há tumor aqui agora. Ele desapareceu. Não consigo explicar, mas a senhora não tem nada com que se preocupar.”

Quando, a seguir, o irmão Branham telefonou para sua esposa de Shreveport, ela disse: “Bill, sabe aquele tumor…” Ele interrompeu: “Sim, querida, eu sei. Ele desapareceu.”

Ela disse: “Como você soube?” E ele lhe contou a história.


A IGREJA E SUA CONDIÇÃO
William M. Branham
05 de Agosto de 1956
Jeffersonville – Indiana – U.S.A

 

05 – E assim eu cheguei de forma que eu simplesmente tomasse um dia ou dois de descanso antes de despedir-me em seguida, para Saskatchewan do Norte (Província do Canadá – NT), na próxima semana, e isso é ali em cima em Prince Albert. Isso é tão longe quanto os caminhos que vão ao mundo, do outro lado. Eles atravessam todo o caminho pelo mundo sem nenhuma estrada, e nada a não ser índios e esquimós no interior mais distante aonde nós vamos desta vez. Desta forma que nós teremos muitas pessoas que estarão nesta reunião de ponta a ponta do Canadá. E alguns deles virão exatamente da Costa Oeste, eles dizem, que aparecerão. E eu certamente desejo as vossas orações, para que Deus nos encontre e nos dê um extraordinário, abundante, grande encontro para a Sua glória. Tem sido por alguns quatro ou cinco anos desde que eu tenho estado no Canadá. E eu tenho alguns reais e nobres amigos ali, que são pessoas muito boas.

06 – E desta forma que eles são muito fiéis ao ir a igreja. Não importa quão frio isto esteja, eles se envolvem numa manta e se sentam num trenó duplo, e dirigem os cavalos por trinta milhas (48 km – NT), para poderem ir à igreja. Eles andam através de ribanceiras de neves amontoadas e tudo mais, jovem e velho. E todos eles se agrupam. E uma família se reúne e eles começam andando, e eles se vão. Isto é – isto é um sacrifício que eles fazem, é o que lhes faz receber tantas bênçãos do culto. Quando não há sacrifício, não há muito para o culto. Você tem que realmente se humilhar e fazer algo que lhe fira severamente, tem que rejeitar algumas coisas e parar o trabalho, e de fazer isto ou aquilo, para conseguir ir a igreja e mostrar a Deus que você Lhe ama, e que você faz um sacrifício para ir, isto é então quando você recebe algo disto.

37 – Você não poderia amar nada que não fosse de sua própria natureza. O amoroso tem que se unificar com o amor. Um marido e uma esposa têm que amar um ao outro, se eles alguma vez vencem as dificuldades. A família tem que amar um ao outro, se eles alguma vez vencem as dificuldades. Alguma coisa para ser amada! Você busca em todo lugar, encontrar uma moça para ser a sua esposa que você ame. Ela busca, encontrar um marido que ela possa amar.

38 – E Deus busca, tentando encontrar uma alma que Ele possa amar. Desta forma, Ele Se representou aqui sobre a terra como uma Pomba dócil e um Cordeiro dócil. Se esse Cordeiro num minuto em algum dia se revestisse da natureza de um lobo raivoso, essa Pomba teria alçado o Seu voo imediatamente, teria se ido.

tabernaculo-4 - Copia

Posted in Sem categoria.

Deixe seu comentário

Loading Facebook Comments ...
Loading Disqus Comments ...

Família – Instruções Para a Vida


POR QUE NÃO SOMOS UMA DENOMINAÇÃO?
William M. Branham
27 de Setembro de 1958
Tabernáculo Branham – Sábado – Noite
Jeffersonville – Indiana – U.S.A.

 

03 – Foi certamente bom, Irmão Jeffreys, chegar a apertar a sua mão aqui atrás, e também ouvir a seu menino cantar aquela mão aqui atrás, e também ouvir a seu menino cantar aquela canção, e ao irmão tocar. Eu de certo modo gosto disto, pai e filho. Vocês não gostam disto? “Instrui ao menino no caminho em que deve andar”. Isso mesmo, Sr. Guenther, o senhor – o senhor sabe que isso é correto, ambos. “Instrui ao menino no caminho em que deve andar; e até quando envelhecer não se desviará dele”. E isto é verdade. Pode haver ocasiões em que ele se desvie disto, todavia isto não se desviará dele. Está vendo. Isto – isto sempre permanecerá com ele. Aquela primeira instrução e para o que quer que ele tenha sido educado para fazer, aquilo – aquilo certamente ficará com ele. Agora isso é…


UNIDADE
William M. Branham
11 de Fevereiro de 1962
Tabernáculo Branham
Jeffersonville – Indiana – U.S.A.

 

14 – Agora, o primeiro homem e a primeira mulher no Jardim do Éden estavam em perfeita harmonia com Deus, de tal maneira que Deus podia descer a qualquer hora que Ele desejasse e falar lábios a ouvido com Adão e Eva. Agora, isto é uma unidade perfeita, Deus e Sua criação, Deus falando lábios a ouvido com Adão e Eva. E eles tinham uma harmonia tão perfeita com Deus até que eram um com Deus. Deus e Sua família eram um.

15 – Qualquer homem e sua família, uma família correta, boa, nobre e obediente é assim uma com a outra, qualquer família. E se há algo na família que os separa, então não é correto, a família está rompida em algum lugar. Todos eles deveriam ser um, pai com a mãe, mãe com o pai, filhos com os pais, pais com os filhos, todos em acordo. E, quando você vê aquilo, você verá um quadro amável.

16 – Este é o propósito de Deus. E Seu propósito como Pai, supremo, era para estar com a Sua família, família terrena, Adão e Eva. E a única maneira pela qual poderiam estar com a família, ou com Deus, era porque a natureza de Deus estava neles. Então aquilo os fez com a natureza de Deus neles, então com cada um e Deus, todos eles se tornam um. Não é este um bonito quadro, Deus em Sua família, Pai sobre tudo, supremo! Nenhuma morte, nenhuma tristeza, nenhuma dor de coração, nada; simplesmente gozo inexprimível, nunca estar enfermo, nunca ter uma dor de coração, simplesmente um com Deus! Que quadro! Porque, a própria natureza de Deus estava nestas pessoas. E portanto, o que elas fizeram, elas seguiram no caminho de Deus, e Deus com eles se tornou um.


UM HOMEM ENVIADO DE DEUS (I PARTE)
William M. Branham

 

24 – Para conhecer ao irmão Branham tem que se conhecer bastante de sua vida. Segundo sabemos e como ele também o relata, sua família era a mais pobre daquele lugar onde eles viviam. No tempo em que ele se casou, a situação era bastante difícil economicamente.

25 – Por muito tempo ele teve que viver sem nenhuma classe de comodidades, nem mesmo as mais comuns entre os pobres. Numa ocasião ele teve que entregar a uma casa de móveis uma cadeira reclinável por não poder pagá-la. Por muito tempo ele pregou em seu tabernáculo sem aceitar salário algum, por crer que a igreja era muito pobre para pagar os gastos próprios e ao mesmo tempo sustentar sua família.

26 – Para cumprir com seus compromissos, ele trabalhava de guarda-florestal, mas era de tão bom coração que não lhe agradava multar a ninguém, mesmo quando esta era sua única fonte de renda.

27 – Portanto, ele tinha outro trabalho, o de patrulhar as linhas de alta voltagem, o qual podia desempenhar em ligação com o outro trabalho. Isto fazia ele para poder sustentar sua família.


O SINAL
William M. Branham
01 de Setembro de 1963
Tabernáculo Branham – Domingo – Manhã
Jeffersonville – Indiana – U.S.A.

 

284 – Só quando o Sinal é exposto! Então, toda a família deve estar sob esse Sinal, Sangue. Papai e mamãe, eu sei como se sentem. Eu também tenho filhos, eu tenho que vê-los salvos. Eu estou falando a mim mesmo hoje. Vêem? Eu tenho irmãos. Tenho uma irmã. Tenho entes queridos. Eu – eu desejo vê-los salvos, também. Mas, recordem, sem a exposição do Sinal, eles perecerão. Não haverá ressurreição para eles. E verdade. Eles estão perdidos. Só quando o Sinal é exposto!

285 – Veja, Josué; queria que tivéssemos tempo para ler. Anote isto, Josué capítulo 2; a prostituta gentia que creu, Raabe.

286 – Oh, queria que fosse umas nove horas. Eu gostaria – eu gostaria de tomar isso e mostrar para vocês como foi isso lá, vejam. [A congregação diz: “Fique a vontade.” – Ed.]

287 – Essa prostituta, gentia, observem, toda sua família. Ela era crente. Toda sua família teve de entrar debaixo daquele cordão escarlate, aquele sinal. Eles tinham de entrar debaixo dele, senão, pereceriam. Eles haviam ouvido da ira de Deus. Eles haviam ouvido da demonstração de sinais e milagres de Deus entre Seu povo, e tiveram de recebê-Lo. Ela teve de recebê-lo. Deus, o anjo destruidor, estava vindo. Eles o conheciam. E Josué era esse anjo. Eles estavam na fila.


PERGUNTAS E RESPOSTAS – NÚMERO 1
William M. Branham
23 de Agosto de 1964
Tabernáculo Branham
Jeffersonville – Indiana – U.S.A.

 

07 – IRMÃO BRANHAM, CREIO COM TODO MEU CORAÇÃO NA MENSAGEM QUE VOCÊ ENSINA: EMOCIONA MINHA ALMA; APESAR DISSO MINHA ESPOSA E FILHO NÃO REGOZIJAM NA PALAVRA. NÃO DESEJAM SE SEPARAR DE ALGUNS DE SEUS HÁBITOS MUNDANOS. VOCÊ DISSE QUE DEVERÍAMOS RECLAMAR AS NOSSAS… RECLAMAR AS NOSSAS FAMÍLIAS. ACHO ISSO DIFICIL DE FAZER, APARENTEMENTE ELES NÃO VIVEM PELA PALAVRA OU NA PALAVRA. QUAL É MEU CURSO, SENHOR? OS RECLAMO E CREIO, OU ROGO: “PAI, SEJA FEITA A TUA VONTADE”, E ESTAR A GOSTO NO ESTADO NO QUAL ME ENCONTRO? ESTAREI AGRADECIDO POR SUA ORIENTAÇÃO, IRMÃO BRANHAM.

141 – Deus te abençoe, meu irmão ou irmã, seja quem for. Eu… apenas os encomendaria ao Senhor. Eu… Vê, porque: “Todo que o Pai me dá, virá a Mim”. Vêem? Agora, a única coisa para que vocês façam…

142 – Outro dia meu coração inchou de alegria caminhando de um lado para outro vendo a estes homens do hotel… Ele… Me dirigi ao Sr. Becker. Ele disse: “Billy, tu sabes que cada domingo sirvo comida a toda a tua congregação… quando o Blue Voar alimentar a 300 quase todo domingo! Vêem? E saí aqui e este indivíduo aqui, este cavalheiro aqui, o … o Ranch House, cada bom homem…

O encontrei, ele disse… eu disse: “Bom, isso esteve muito bem”. Eu disse: “Te agradeço por impedires toda essa coisa aí… todo esse namoro lá fora”.

Ele disse: “Sim, senhor, irmão Branham”.

Eu disse: “Como me conheceria ele?” Vêem? Eu disse: “Como me conheces?”

Ele disse: “Eu lhe conheço”, disse: “Eu alimento toda tua congregação aqui cada domingo por… Bem”, ele disse, “E desejo dizer-lhe algo: são boas pessoas. São gente boa!”

143 – Agora, veja, isso me fez sentir bem. Vocês meus filhos. Vê? Quando ouço que meus filhos agem bem e que são bons, isso faz ao Papai sentir-se bem. Assim sendo vocês entendem.

144 – Agora, agora, mãe, quando… Minha irmã, se teu esposo quer que vás à igreja Metodista, você vá. Pode que não tenhas todo o pão, porém se eles dizem que crêem que Jesus Cristo é o Filho de Deus, você creia nisto, porquanto nós também o cremos. Agora, se eles tem de se desviar a outras coisas, apenas… apenas deixe que prossigam, porém você come esse tanto do pão. Vêem? E nisso, você verdadeiramente mostra pela dulçura de sua vida e consideração para com os outros… e se tu não o tens, querida irmã, ora até que venha a ti, para que não tenhas que fingir algo artificialmente, porque quando fazes isto, não é real. Teu esposo pode dizer isso. Porém tu… quando na verdade houveres orado até ao ponto em que tua vida esteja cheia de sal do Salvador, farás um contato. “E eu, se for levantado, a todos atrairei a mim mesmo”. Eu iria, seja bem cuidadosa. No entanto não se uma a sua igreja! Por favor não faças isso, não te unas à igreja, mas prossiga!

13 – IRMÃO BRANHAM, VOCÊ DISSE NUMA DE SUAS GRAVAÇÕES QUE NOÉ SALVOU A SUA FAMÍLIA. SIGNIFICA ISTO QUE UMA MÃE PODE TER A MESMA FÉ POR SUA FAMÍLIA? E SIGNIFICA QUE CADA UM DA FAMÍLIA SERÁ SALVO SE NÓS O CREMOS?”

177 – Agora, isso é… sim, isso é mais um… Você tem que vigiar a maneira em que eu respondo esta agora. Vêem? Primeiro, você disse… (Agora, deixem-me ver corretamente…) Você disse numa de suas gravações que Noé salvou a sua família”. Por que? Porquanto creram. Quer dizer: Porque eles creram em sua mensagem.

178 – “Significa isto que uma mãe pode ter a mesma fé por sua família?” Sim, irmão! Posso ver o coração de uma mãezinha clamando por sua gente. “E significa isto que cada um da família será salvo se nós o crermos?” Sim, se eles o aceitam. Isso é certo.

179 – Recordem ao carcereiro de Filipos. Se você crê por ambos… Se tens suficiente fé para tua própria salvação, não podes ter esta mesma fé para tua própria… não… não podes ter esta mesma fé que operará sobre tua gente? Que é fé? É uma força invisível. Vêem? Que é… que é… é um Espírito. O Espírito Santo trás fé. Vêem? É uma força invisível.

180 – Por que eu imporei as mãos sobre os enfermos? Vêem? Se posso obter esse contato pessoal com esse espírito aí nessa pessoa, algo tem de acontecer. Vêem? Aqui está o Espírito Santo; Ele revelará os segredos do coração. Ele fará exatamente tal como Ele disse que faria no último dia. As pessoas crêem nisso, elas se firmam nisso: “Sim, senhor; creio nisso”.

181 – Agora, se eu simplesmente não me tornasse tão comum para vocês (vêem?) – se converte numa coisa comum. Se tu desprezas um dia e no dia seguinte. Vês? Isso é… isso está simplesmente correndo um risco. Vêem? Em primeiro lugar não o crês (vêem?) porque assim que o crês… Aquela mulher disse: “Se tão somente tocar em seus vestidos, serei curada”, e ela o fez. Vêem? Ela não disse: “Tentarei de novo”. Vêem? Ela creu. Vêem? Isso é… isso é…

182 – Agora, se tão somente cresses com tudo que há em ti por tua família…

183 – Agora, como aqui; que me move? Que é esta força em meu braço? Com certeza não é meu músculo, é meu espírito. Certamente, tire esse espírito e que há de fazer o músculo? Está tão morto o quanto pode ser. Vê? Se apodrecerá, porém é… Vejam, é o espírito o que dá força.

184 – Vejam, ao pequeno Sansão. Muitos deles viram portas como se fosse entre estes dois postes aqui. Claro, um homem desse tamanho poderia tomar um leão e faze-lo pedaços, irmão Jackson. Um leão salta para um homem como que com… com ombros como uma porta de um celeiro, claro, seguro; isso não seria mistério, porém o mistério era: ele era apenas um pequeno insignificante com cabelos ondulados, um indivíduo pequeno, quase,… pequeno santinho, o menininho da mamãe, sete cachos de mulher pendurados em suas costas. Mas notem vocês, ele era tão indefeso quanto qualquer um até que vinha sobre ele o Espírito do Senhor. E quando veio sobre ele o Espírito do Senhor, aquele leão correu e rugiu e ele apenas o fez em pedaços. Não era Sansão, era o Espírito do Senhor.

185 – Agora, como ele vai tomar a queixada de um jumento que tem estado no deserto, branqueada… E aqueles capacetes dos filisteus era quase de uma polegada de espessura de sólido bronze. Bem, se você tomasse aquela queixada e golpeasse contra um daqueles capacetes, se faria em mil pedaços. Vocês sabem disso. Eles golpeariam essa queixada velha e seca… Mas veja aí, ele se pôs aí com esta queixada em sua mão e derrotou mil filisteus; o resto daqueles correram para detrás das pedras. Ele disse: “Vamos, vós desejais algo disso também? Ainda… ainda sustentando-a . Que era? Sobre ele veio o Espírito do Senhor. Vêem?

186 – Portanto, é o Espírito do Senhor. E quando você tem o Espírito do Senhor em você para crer para tua própria salvação, coloca isso sobre tua família: diga: “Eu os reclamo no Nome de Jesus Cristo, eu o reclamo! Deus, não sei como Tu tens que fazer para que ela o faça, ou como Tu vais fazer com que ele o faça, porém eu creio, Senhor! Ajuda minha incredulidade”. Reclame-o e o serve o que sucede. Isso o fará.


PERGUNTAS E RESPOSTAS Nº. 3
William M. Branham
30 de Agosto de 1964
Tabernáculo Branham – Domingo – Manhã
Jeffersonville – Indiana – U.S.A.

9 – Irmão Branham, eu quero receber o Espírito Santo. Eu desejo saber o que fazer. Tenho um peso no meu coração para que a minha família seja salva. (E a irmã assinou o seu nome.)

128 – Se você deseja receber o Espírito Santo, deixe-me te dizer algo, minha querida irmã, se você está aqui. E – e – eu – Irmão Neville, é esta um membro da igreja aqui? [O irmão Branham conversa com o irmão Neville – Ed.] Eu não – eu não recordo mesmo. Mas se – se você está aqui, irmão B-o-u-h-g, se você está aqui, deixe-me lhe dizer. A Bíblia diz: “Bem-aventurados são aqueles que têm fome e sede de justiça…” Você é muito abençoada até mesmo em desejar Isto. Vêem? Agora, recordem; não que você – você – você tem Isto, mas benditos são aqueles que têm fome e sede por Isto, “pois eles serão saciados”. Simplesmente permaneça certo com isto.

129 – “O que devo fazer para a minha família?” Usar a mesma fé que você está usando para contigo, para sua família. Entregue-os ao Senhor e creia de todo o seu coração que você vai ser salva. Deixe isto… Não deixe isto vir simplesmente em seu pensamento natural aqui, deixe isto cair bem lá dentro, naquele subconsciente, então eles serão teus. Deus os entregará a ti quando você tiver isto aqui embaixo.

130 – Seja o que for que você tiver em seu coração aqui e pedir por aquilo, quando orardes, creia que você recebeu o que você tem pedido. Agora, você não pode duvidar disto mais. Você não pode crer nisto e duvidar ao mesmo tempo. Quantos sabem disto? Você não pode crer e duvidar ao mesmo tempo. Você tem que crer que aquilo que você pediu você receberá, então, Ele disse que isto vos seria dado. Então você simplesmente creia por sua família, e eles receberão isto.


A OBRA PRIMA
William M. Branham
05 de Julho de 1964
Tabernáculo Branham
Jeffersonville – Indiana – U.S.A.

 

176 – Observem. A grande obra Prima da família. O marido e a esposa não podem ser verdadeiramente uma família a não ser que eles sejam um. Eles tem que ser. Se eles não são, não será uma boa família… a esposa puxando para um lado e o marido para o outro. Isto faria uma família horrível. Mas em acordo, com amor um para com o outro, esta é a família. E agora, aquela foi a Obra Prima de Deus; e todas as verdadeiras famílias aqui retratam aquilo. Vêem? E agora a família Obra Prima tem vindo outra vez… Cristo e Sua Noiva, prontos para virem. O Segundo Adão, a Segunda Eva, prontos agora para retornarem para sua casa. E todo o quadro tem sido redenção, do que isto foi, trazendo de volta. Vêem? Exatamente. Trazendo de volta outra vez.


A INFLUÊNCIA DE UM HOMEM SOBRE OUTRO
William M. Branham
13 de Outubro de 1962
Tabernáculo Branham – Noite
Jeffersonville – Indiana – U.S.A

 

37 – Você sabe o que eu penso? Todos têm sua própria opinião. Porém um dos maiores, e em minha opinião, o maior presidente que nós alguma vez tivemos nesta nação foi Abraão Lincoln. Agora, não porque ele era um republicano, porém porque ele foi o que foi, um homem pio. E ele foi criado, e ele – para servir a Deus. E ele disse: “Se há algo a que eu desejo dar louvor,” ele disse: “ou pelo que minha vida foi influenciada, foi uma mãe pia que me ensinou a orar e conhecer Jesus como meu Salvador.”

38 – Oh! Sua família é o que você é. Você cria seu filho em um certo meio ambiente; tem noventa e oito por cento melhor chance de andar certo do que tem se você criá-lo no caminho errado. “Cria ao menino no caminho em que deve andar, e até quando envelhecer não se desviará dele.” Ser criado corretamente, ensine seus filhos a fazerem o correto: serem honestos, serem sinceros e justos mesmo quando estiverem na escola.

39 – Agora, muitas vezes as crianças são propensas a copiarem um do outro, e – e tentarem passar na escola. Porém, sabe, eu penso que se você simplesmente conseguir por si mesmo, então é algo que você – você pode dar valor à sua prova com boa nota.

40 – Você sabe, se você vai ter um teste no dia seguinte, ao invés de ficar andando por aí toda a noite, levantar na manhã seguinte, e pensar: “Bom, eu me assentarei perto do Fulano e Beltrano; eles são inteligentes; e logo eu irei – posso copiar deles,” se você pouco antes do papai conceder graças à mesa do café da manhã, se você simplesmente disser: “Papai, lembre-se de mim hoje, eu tenho que fazer um teste em química,” ou seja o que for. Então você, quando você orar, papai, diga: “Deus, abençoa o João, a Maria em seus testes hoje.” Eu lhe digo, isto mudará o curso dos acontecimentos.

41 – Lembre-se, nós podemos ter o que nós queremos se nós pedirmos em fé, crendo. Jesus disse: “Todas as coisas são possíveis para aqueles que crerem. Não tendes porque não pedis, e não pedis porque não credes.” Ele disse: “Pedi abundantemente para que o vosso gozo possa ser completo.” Eu gosto disso.

42 – Nosso ensinamento correto: Diga a coisa correta; faça a coisa correta; pense a coisa correta; sempre esteja pensando correto. E eu tenho um pequeno lema:

Faça o correto, esse é o seu dever para com Deus. Pense o correto, esse é o seu dever para consigo mesmo; e você está fadado a sair-se bem.

43 – Você não pode andar para o leste e o oeste ao mesmo tempo, nem você pode andar certo e errado ao mesmo tempo. Não importa o quanto você pense que esteja indo na outra direção, se você não estiver viajando diretamente ao oeste… Você não está indo ao leste se você estiver indo ao oeste.

60 – O rei chegou a um ponto que ele pensou dentro de si mesmo, que ele ficou exaltado. O orgulho entrou em seu coração. E isso é o que acontece conosco. Se você me perdoar a expressão, isso é o que aconteceu com nossas igrejas por todo o país. Tem pessoas boas ali dentro; algumas das melhores do mundo vão à igreja. Eu penso que as melhores do mundo vão à igreja. Porém a coisa é que, o – o sistema organizacional fica exaltado. Isso é o que aconteceu com os – os metodistas; isso é o que aconteceu com os batistas; isso é o que aconteceu com os nazarenos, com os peregrinos da santidade, com os pentecostais – exaltados, rebeldes, egoístas, orgulhosos, para os quais não se pode dizer nada. Deus não consegue encontrar uma maneira de entrar em seus corações. É porque eles se tornaram tão sabichões que ninguém pode lhes dizer nada. E por edificar a si mesmos em volta de argumentação com irmãos, eles edificam a si mesmos em torno de seus credos. E quando fazem, eles deixam Deus para trás.

61 – Isso é o que acontece com os médicos. Quando eles ficam tão egoístas que não necessitam de nenhuma ajuda de Deus, é aí quando eu não um – não quero que um mexa comigo. Quando se deixa Deus fora de qualquer coisa, simplesmente se – eu desejo que me deixem fora também. Está vendo? Porque sempre se deve lembrar primeiro de Deus! Ele ficou exaltado.

62 – Tantos hoje… Toma-se uma – uma família de pessoas que começa a ir à igreja. E Deus cura a pequena família. Ele os abençoa, e lhes dá o Espírito Santo em suas vidas. As criancinhas oram em volta da mesa; eles oram antes de irem para cama. A mãe e o pai unem suas mãos e oram. E enquanto eles continuarem assim, eles permanecerão uma família; porém deixe que eles consigam… Antes de mais nada… Eles não tinham nada, um velho carro caindo aos pedaços, talvez, andando por aí nele, ou talvez andando a pé. Finalmente eles compram um bom carro, uma casa melhor. E antes de mais nada então querem se aproximar do que eles – o mundo chama de ‘uma classe melhor’ para com a qual se relacionar. Eles se mudam para uma vizinhança diferente, e ali, eles descobrem que eles se tornam influenciados pela influência errada. Você sempre deve permanecer onde está o Reino de Deus e onde a glória de Deus está se derramando. Permaneça onde você possa ser espiritualmente alimentado dia e noite. Então antes de mais nada, as separações entram no lar, e o mundanismo, e eles ficam exaltados. Uzias fez isso; ele se exaltou, muito orgulho.

79 – Você viu esta ordem do tribunal esta semana aqui em Indiana? Que vergonha! Menos do que quinze anos atrás uma família aqui em Port Fulton (eu acho que alguns da família estão assentados aqui hoje à noite) – aqui em Port Fulton, enviaram uma menininha da escola para casa por usar shortes na escola. E para – esta semana estão tentando processar e tirar para fora da escola (e conseguiram), uma menininha que recusou usar shortes na escola. Qual é o problema com a nossa nação? Eu pensei que esta fosse uma terra de livres; eu pensei que nós tivéssemos direito – liberdade de religião.

80 – Este pai se levantou e disse: “É contra a nossa crença religiosa para nossos filhos usarem shortes, nossa mocinha de dezesseis, dezessete anos de idade, usar shortes; é contra nossa crença religiosa.” E eles excluíram e expulsaram a moça da escola.

81 – Eu entendo que todos que não concordarem e entrarem no – no – o acordo internacional deste companheirismo que estão tentando formar para colocar – e unir todas as igrejas, a federação das igrejas, que todos que não entrarem e se unirem com isto, estão fazendo-lhes uma pequena província; eles os vão mandar para o Alasca. É melhor se preparar para clima frio, porque parece que isto está vindo. Deste modo, que desgraça!

82 – Meu amigo de toda a vida, Jim Poole, seu filho está aqui hoje à noite. Eu desejaria que seu papai somente viesse e fizesse o que seu filho fez. E nós estávamos falando hoje através de conversa telefônica, e ele estava comentando sobre, eu creio, um comentarista de notícias ou alguém, (eu não me lembro agora exatamente quem era), porém disse: “Costumava ser que – que o povo americano tomava um banho uma vez por semana e orava todo dia,” e disse: “agora eles tomam banho todo dia e oram uma vez por semana.” Eu creio que eu preferiria ficar sem o banho. Porém apenas mostra como nós temos caído. O que aconteceu com esta nação?

83 – Por volta de cinco anos atrás eu estava em Ohio, e eu estava tendo uma reunião ali em cima no… Qual é o nome daquele lugar onde eu a tive ali naquilo? [Alguém diz: “Chataqua” – Ed.] Chataqua. E eu estava ouvindo a um noticiário no hotel, e disse: “A flor da liberdade morreu nesta tarde em uma corte aqui em Ohio.”

O povo amish, eles não crêem em enviar seus filhos para estas escolas públicas. Eles têm suas próprias escolas. E nesta certa comunidade onde estes estavam, não tinham nenhum ensino secundário. É a lei de Ohio e Indiana (eu acho que é uma lei nacional) que todas crianças devem ir à escola até que elas tenham dezesseis anos. E este homem tinha dois filhos, menino e menina, que não tinham dezesseis anos; e eles recusaram enviá-los para as escolas públicas onde ensinam as éticas de Darwin (que o homem proveio de uma única célula, ser um macaco; isso é tudo o que é, apenas um macaco exaltado e…) E deste modo, eles não concordavam com isso, e eles não deixavam seus filhos ouvirem a isto. E então os tribunais os prenderam. E este pequeno juiz convencido disse a este velho pai e mãe de idade, com seu corte de cabelo em forma de pote de barro e usando macacão, ele disse: “Meu senhor, este estado de Ohio tem uma lei que diz que a criança deve freqüentar a escola até que ela tenha dezesseis anos,” e disse: “o senhor recusa enviar seus filhos. O que o senhor responde?”

84 – Ele disse: “Honrável senhor, eu respeito as leis deste amável estado no qual eu sou um habitante.” Ele disse: “Porém nós viemos aqui há anos atrás, nossos antepassados, pela liberdade de religião, e essa é a razão que nós estamos aqui, pela liberdade de religião. Nossa religião ensina-nos que nós não cremos que nós viemos dos animais para ser homem que… Nós cremos que nós fomos criados na imagem de Deus. Sendo assim, é contra a nossa crença religiosa enviar nossos filhos a uma escola que ensina tal coisa. Sendo assim, nós não temos nenhum ensino secundário aqui para nossos filhos irem. E não é porque nós não o respeitamos; nós respeitamos o que o senhor crê; porém para nós, nós não cremos nisso, e nós não desejamos que isso seja ensinado para os nossos filhos.”

Ele disse: “Ou o senhor envia seus filhos à escola ou o senhor e sua esposa passarão dois anos na penitenciária do estado.” Disse: “Qual é a sua decisão?”

Ele disse: “A mãe e eu passaremos os dois anos.” E eles se viraram e começaram a sair.

O velho juiz deve ter se sentido um pouquinho condenado, então ele disse: “Lembre-se, não diz a sua Bíblia: ‘Dai a César o que é de César’?”

E o pai se voltou, e ele disse: “E a Deus…?”

O homem do noticiário disse: “Bem, então a liberdade…”

E o juiz disse: “Eu os sentencio a dois anos.”

Ele disse: “Então a liberdade – a flor da liberdade morreu nesse tribunal desta tarde.”

85 – Afinal de contas, os dunkards – ou os amish, melhor dizendo, não importa quão peculiares eles sejam, eles crêem em vida santa. [“Dunkards” e “amish” são seitas com semelhanças aos menonitas – Trad.] E não há nenhum registro em nenhum lugar nos Estados Unidos onde eles alguma vez tiveram alguma delinqüência juvenil. Nenhuma pessoa, nenhuma criança, da religião deles foi alguma vez um delinquente juvenil. Deixe-os ser peculiares seja o quanto for que eles queiram ser; eles são criados corretamente. Eu não os culpo.

86 – Porém ouça, a flor morreu bem ali então, porém por volta de dez minutos ela reviveu novamente. O promotor público, todos eles, puxaram de volta seus livros, e disseram: “Então nós nos demitimos de nosso emprego, pois se o senhor rompe esse direito constitucional, romperão o restante deles.”


COMO FUI COM MOISÉS, ASSIM SEREI CONTIGO
William M. Branham
11 de Setembro de 1960
Tabernáculo Branham
Jeffersonville – Indiana – U.S.A.

 

113 – Veja ao romano naquela noite, o qual puxou a espada e ia suicidar-se, o carcereiro de Filipos. Paulo disse, “Não te faças nenhum mal. Estamos todos aqui”.

Disse, “Que devo fazer para ser salvo?”

114 – Disse, “Crê no Senhor Jesus Cristo e serás salvo, tu e tua casa”.

115 – “Por que? Tu e tua casa?” Certamente. Tua casa será salva contigo. Por que? Se tu tiveres bastante fé para te salvares, poderás ter suficiente fé para que tua família seja salva. Sim, tu e tua casa!

116 – Veja Raabe. Raabe disse, “Tenha misericórdia de mim! Poupa-me. Não quero morrer com estes incrédulos. Não quero morrer como um animal. Quero morrer nos braços de Jeová. Eu creio em teu Deus, porque Ele é ambos, Deus do Céu e da terra. Ele faz coisas visíveis; Ele faz reais as coisas. Nunca O tenho visto fazê-lo, mas de todos os modos eu creio nisto”. Vê, ela nunca tinha visto a Josué; só tinha ouvido de Josué. Ela nunca tinha visto a Deus, ela nunca tinha visto a nenhuma das obras de Deus; ela só ouviu. Outros o tinham visto, e ela creu por ouvir. Agora disse, “Quero favor para mim e para meu pai e minha mãe. Os dois são velhos e aleijados. Tenho alguns irmãos. Quero ter fé por eles”.

117 – E os espias, os pregadores, disseram, “Sim, ele vem para cá, e nós vamos tomar a terra. Agora se queres salvá-los, recolha-os em casa”. Aleluia! “Se tu o creres, vá buscá-los e recolhe-os aqui dentro, porque nós não seremos responsáveis se eles estiverem nas ruas. Mas se tu simplesmente os recolheres em casa, seremos responsáveis”, aleluia, onde aquela pequena corda vermelha havia de ser pendurada na janela. “Seremos responsáveis se tu os recolheres em casa”.

118 – Oh, irmãos, se já houve um tempo quando devemos recolher nossos amados em Casa, é hoje, a Família da Fé. Recolha-os, porque o tempo vem quando virá uma sacudida. Unicamente, nossos pais e irmãos, são salvo na Casa, porque o Poder de Deus vai sacudir o país outra vez. Vai sim. E só a Família da Fé vai ser salva.

119 – Agora ele disse, “Eu não sou responsável a menos que os recolhas em casa”. E ela os fez jurar que eles não destruiriam a ela nem a família dela. Ele disse, “Se tu os recolheres, eles serão salvos”. Ela os fez descer fora daquele lugar, e eles foram.

192 – E eu, de uma pessoa, um pequeno rato. Eu não digo isto como desonra a minha mãe assentada aqui, ou a meu pai morto que não está mais aqui, cujo funeral foi pregado neste púlpito. Eu fui criado numa família terrível. Os irmãos o sabem. Não havia nenhum de nós que fosse cristão. Meu pai bebia. E Deus tomou o filho de um bêbado, e me lavou em Seu Sangue. Quando eu ia ao centro para conversar com alguém, e conversava com algum homem, ele só conversava comigo porque não havia ninguém mais com quem conversar; se alguém se aproximava, qualquer pessoa vamos dizer, não importava quem fosse que se aproximasse, eles viravam as costas para mim porque eu era filho de um bêbado. E muitos aqui em minha própria igreja sabem que isto é a verdade. Eu tinha um nome como eu nunca… ou como um animal ou algo. Até uma vez foi dito da cidade, a uma pessoa que vinha a nossa casa, disse, “Você andaria em companhia de um traste daquele? Oh! Deus, o que eu tenho para confiar senão o Sangue de Jesus Cristo? Eu não tenho educação. Não tenho personalidade. Não tenho nada”.

193 – eu disse a minha esposa, há pouco tempo, “Pense no que era quando ninguém conversava comigo. E eu amo as pessoas. Elas não me escutavam”. Eu me lembro de ler um livro, indo à escola…

194 – Eu mandei meus filhos à escola outro dia, e eu podia comprar os livros e coisas para eles, e quão agradecido eu estava. Eu ia à Escola sem sapatos, cabelo pendurado no pescoço; nenhuma roupa, um casaco pequeno, sem camisa por baixo. Eu nem se quer tinha um lápis de grafite, ou um pedaço de papel para escrever. Tinha um ordinário lápis de grafite, um lápis de um centavo e uma folha de papel para escrever uns problemas que estavam no quadro-negro, ou algo. Nada. Estava errado.


PERGUNTAS E RESPOSTAS – NÚMERO 2
William M. Branham
23 de agosto de 1964
Tabernáculo Branham – Noite
Jeffersonville – Indiana – U.S.A.

 

12 – PERGUNTA: IRMÃO BRANHAM, QUE FAREMOS? ALGO TEM SE ARRAIGADO EM MIM E NÃO POSSO TIRAR: NO OUTONO PASSADO SONHEI QUE ESTAVA PERDIDO EM AREIAS BRANCAS. ESTAVA ANOITECENDO, NÃO PODIA ENCONTRAR MEU CAMINHO. ESTE SONHO TEM PREMANECIDO COMIGO DESDE O OUTONO PASSADO: AGORA, SOU COMO UM QUE ANDA ÀS APALPADELAS NAS TREVAS. MEU FILHO ERVIN E ESPOSA ESTAVAM INCLUÍDOS EM MEU SONHO. AGORA, ELES TAMBÉM ESTÃO EM TREVAS. ESTAMOS EM DESESPERO. CREIO QUE DEUS LHE MOSTRARÁ O QUE É – O QUE HÁ AGORA EM NOSSOS CORAÇÕES (Sra… Oh, muito bem ) SE ESTAMOS MAL OU PECANDO EM LUGARES, DIGA-NOS. QUEREMOS ESTAR BEM.

98 – Não conheço a senhora, porém sinto se estás aqui, que aqui está teu problema. Tens permitido que algo te ocorra que te tem posto nervosa, porquanto estar em “areias brancas” representa pureza e justiça. E só estás deixando que Satanás te faça uma. Teu sonho provou que não há nada mal. Só estás nervosa e ao fazer isto e ao pensar isto, estás pondo nervosa ao resto de tua família. Pare de faze-lo, reclame os teus direitos a Deus. Teu sonho prova, pela interpretação, que estás em areias brancas. Tudo está muito bem. És tu, tu mesma, nervosa.

99 – E deixas que um membro da família se ponha nervoso, passa ao próximo membro, e a primeira coisa todos estão pelejando e continuando. E um membro da família se transtorna por algo, perturba o outro, e ao outro; a primeira coisa que sabes: a família completa é transtornada. É Satanás. Pois se um membro da família se regozija, o resto deles se regozija com ele. Assim sendo, cada um da família trata de fazer isso.

100 – Prove, cada um de vocês filhos, ajudar a teu pai, a mamãe. Mamãe, tu… Papai, tu trate de ajudar aos meninos. Não permitas que esse espírito incrédulo e melancólico te atemorize. Vocês são cristãos. Nasceram do Espírito de Deus. São o sal da terra. Tem direitos dados por Deus. E a Bíblia diz: “Se há alguma virtude, se há algum louvor, nisso pensai”. (Filip. 4:8.)

Não pense acerca de coisa errada.

E irmã, creio que esse é seu problema, querida irmã. Poderia estar nisso longo tempo, porém conforme ao que prometi, só vinte minutos… e gostaria de obter suficientes destas… se não posso, outra vez as porei no escritório e a obterei de novo.


A UNIÃO INVISÍVEL DA NOIVA DE CRISTO
William Marrion Branham
25 de Novembro de 1965
Shreveport, Louisiana – U.S.A.

 

47 – Nós temos famílias. Cada família aqui está acostumada a isso. Algumas vezes tudo corre bem para você por anos. Então de repente, encontrarás um revés – dizemos muitas vezes aqui no sul, “Quando chove, derrama” e tudo vai mal. Vão atravessando uma noite. Então há um amanhecer; logo uma noite. Tudo corre em continuidade.


DEUS ESCONDIDO E REVELADO EM SIMPLICIDADE
William M. Branham
17 de Março de 1963
Jeffersonville – Indiana – U.S.A

 

35 – E então, muitas vezes os filhos adolescentes e às vezes os adultos chegam a… Você sabe, os jovens passam bilhetinhos ou fazem palhaçadas ou fazem coisas na igreja. Agora, você tem a idade suficiente para saber melhor do que isto. Vêem? Você deveria saber melhor do que isto. Vêem? Você não deveria vir aqui… Se você espera ser um verdadeiro homem algum dia e criar uma família para o Reino de Deus, então comece pelo princípio, veja você, e — e aja corretamente e faça o que é certo, e agora, claro.


HEBREUS CAPÍTULO SETE – PARTE I
William M. Branham
15 de Setembro de 1957 – Noite
Jeffersonville – Indiana – U.S.A

 

161 – Sua… sua atitude para com Cristo causará uma grande impressão sobre o que os seus filhos serão. A vida que você vive diante de sua família causará uma impressão sobre o que seus filhos serão. Porque a Bíblia diz que Ele visitaria a iniquidade dos pais sobre os filhos até a terceira e quarta geração.


DIA DAS MÃES
William M. Branham
10 de Maio de 1959
Tabernáculo Branham – Dia das Mães – Domingo – Manhã
Jeffersonville – Indiana – U.S.A.

 

62 – Estou pensando, também neste momento. Estou pensando em minha família, o que significará para mim naquele Dia.

89 – Então nós O veremos. Então nós seremos como Ele. Então nós O adoraremos então nós veremos a mãe como Deus a quer.

A mãe não estaria completa Ali sem sua família.

90 – Porque o momento de mais satisfação de toda sua vida é ver os filhos ao redor da mesa, e todos com saúde e felizes; e – e – e vê-la despejar o café, ou seja o que for que ela faça, e preparar o jantar, e ela e o papai sentam-se. Ora, esse é o momento mais feliz na vida de mamãe, ver seus filhos todos em casa.

91 – Agora, não deixe de estar presente, não esteja falhando em estar presente naquele Dia. Que a grande corrente de sua família possa ser encaixada elo por elo. Que cada raio esteja na roda. Então quando nos assentarmos com nossas famílias e grupos, através das abóbadas da Eternidade, que Dia será aquele! Então nós compreenderemos.


O PROFETA DO SÉCULO VINTE

A CURA DA IRMÃ BRANHAM

 

No passado, por volta de 1950, quando o Rev. Branham estava na Califórnia ministrando aos enfermos, ele disse à irmã Millikian, que estava enferma naquela época, que ela estava sofrendo de flebite das veias femorais. Essa senhora sentiu que, visto que ela não sentia nenhum sintoma de tal doença, dificilmente era possível que isto fosse verdade. O irmão Branham mostrou-lhe o sinal em sua mão que indicava o problema. Então, para lhe mostrar que quando se está perfeitamente bem não há manifestação em sua mão, ele estendeu a mão segurando a mão de sua esposa e disse: “Agora, a irmã notará que não há mudança na condição ou cor da minha mão quando seguro a mão da minha esposa.” Mas como um raio atingindo-o, ele falou: “Meda, não sabia que havia algo errado com você. Você tem um cisto no ovário esquerdo.” “Bem,” a irmã Branham disse, “sinto-me perfeitamente bem.”

“Isso é ótimo,” disse o irmão Branham, “mas está ali, mesmo assim.”

Agora, a irmã Branham não dava à luz por parto natural.

Seus filhos nasceram por meio de cesariana. Ela já tinha uma filha, Becky, de modo que quando estava para dar à luz seu segundo filho, o irmão Branham pediu ao médico para procurar o cisto. O médico assim fez, mas não viu nada.

Anos se passaram e ela se sentia ótima. Então seu terceiro e último filho nasceu. Novamente o médico não viu sinal de cisto.

Mas em 1962 a irmã Branham começou a se sentir desconfortável com uma dor no lado esquerdo. O lado também começou a inchar um pouco. Ela foi a um médico fazer uma consulta e foi-lhe dito que ela tinha um cisto que havia se transformado num pequeno tumor. Ele aconselhou uma operação.

Entretanto, a família é uma família de fé, e eles estavam determinados a esperar no Senhor. O tumor continuou crescendo. Eles se mudaram de Jeffersonville para Tucson. O médico que estava tratando dela em Louisville, Kentucky, escreveu uma carta e enviou relatórios com ela a um novo e ótimo médico em Tucson. A esta altura o tumor estava tão grande que causava muito desconforto e dava aos médicos preocupação de que fosse maligno. Ainda assim a operação foi adiada, não só para ainda buscar a Deus, mas com esperança de que ela pudesse resistir ao problema até depois do Natal de 1963 para permitir à família voltar a Jeffersonville para os feriados.

Agora, a esta altura, o irmão Branham tinha acabado de chegar de Nova Iorque onde teve uma série de reuniões. Ele sabia quão enferma sua esposa estava e quão necessária a operação era. Ela tinha acabado de ligar e dito que mal podia caminhar, e o médico estava pressionando para uma operação. Ele pediu a ela para agüentar um pouco e ver se conseguia chegar. Sentindo-se desesperadamente pesaroso por ela, ele entrou na sala de sua casa em Jeffersonville (ele tinha parado na antiga casa pastoral a caminho da reunião de Shreveport, de onde iria a Tucson) e se ajoelhou junto ao sofá, ao redor do qual eles habitualmente oravam como família. Orando com compaixão e sinceridade, ele implorou a Deus para ser misericordioso com ela.

Então veio a percepção de Deus. A Coluna de Fogo pairou na sala. A voz de Deus falou a ele: “Põe-te em pé. Dize o que quiseres, e acontecerá exatamente como disseres.” Plenamente consciente desta tremenda promessa, ele disse: “Assim suceda que pouco antes do médico tocá-la, o tumor desapareça.”

Agora, no dia seguinte a irmã Branham e a irmã Norman foram ver o médico para outro check-up. A enfermeira ajudou-a a vestir a camisola branca preparatória para o exame. Ela mal pôde subir na mesa. O médico entrou, olhou para suas anotações e então se inclinou em direção a ela para examinar o tamanho do inchaço. No momento em que sua mão desceu e estava a ponto de tocá-la, ela teve uma sensação fria de encolhimento em seu lado. O médico sentiu seu lado esquerdo; então ele deu a volta e sentiu seu lado direito. De maneira muito intrigada ele disse: “Aquele inchaço era em seu lado esquerdo, não era, Sra. Branham?”

“Sim, senhor, era,” disse a irmã Branham.

Ele procurou atentamente e finalmente disse: “Não sei o que aconteceu. Tudo que sei é que não há tumor aqui agora. Ele desapareceu. Não consigo explicar, mas a senhora não tem nada com que se preocupar.”

Quando, a seguir, o irmão Branham telefonou para sua esposa de Shreveport, ela disse: “Bill, sabe aquele tumor…” Ele interrompeu: “Sim, querida, eu sei. Ele desapareceu.”

Ela disse: “Como você soube?” E ele lhe contou a história.


A IGREJA E SUA CONDIÇÃO
William M. Branham
05 de Agosto de 1956
Jeffersonville – Indiana – U.S.A

 

05 – E assim eu cheguei de forma que eu simplesmente tomasse um dia ou dois de descanso antes de despedir-me em seguida, para Saskatchewan do Norte (Província do Canadá – NT), na próxima semana, e isso é ali em cima em Prince Albert. Isso é tão longe quanto os caminhos que vão ao mundo, do outro lado. Eles atravessam todo o caminho pelo mundo sem nenhuma estrada, e nada a não ser índios e esquimós no interior mais distante aonde nós vamos desta vez. Desta forma que nós teremos muitas pessoas que estarão nesta reunião de ponta a ponta do Canadá. E alguns deles virão exatamente da Costa Oeste, eles dizem, que aparecerão. E eu certamente desejo as vossas orações, para que Deus nos encontre e nos dê um extraordinário, abundante, grande encontro para a Sua glória. Tem sido por alguns quatro ou cinco anos desde que eu tenho estado no Canadá. E eu tenho alguns reais e nobres amigos ali, que são pessoas muito boas.

06 – E desta forma que eles são muito fiéis ao ir a igreja. Não importa quão frio isto esteja, eles se envolvem numa manta e se sentam num trenó duplo, e dirigem os cavalos por trinta milhas (48 km – NT), para poderem ir à igreja. Eles andam através de ribanceiras de neves amontoadas e tudo mais, jovem e velho. E todos eles se agrupam. E uma família se reúne e eles começam andando, e eles se vão. Isto é – isto é um sacrifício que eles fazem, é o que lhes faz receber tantas bênçãos do culto. Quando não há sacrifício, não há muito para o culto. Você tem que realmente se humilhar e fazer algo que lhe fira severamente, tem que rejeitar algumas coisas e parar o trabalho, e de fazer isto ou aquilo, para conseguir ir a igreja e mostrar a Deus que você Lhe ama, e que você faz um sacrifício para ir, isto é então quando você recebe algo disto.

37 – Você não poderia amar nada que não fosse de sua própria natureza. O amoroso tem que se unificar com o amor. Um marido e uma esposa têm que amar um ao outro, se eles alguma vez vencem as dificuldades. A família tem que amar um ao outro, se eles alguma vez vencem as dificuldades. Alguma coisa para ser amada! Você busca em todo lugar, encontrar uma moça para ser a sua esposa que você ame. Ela busca, encontrar um marido que ela possa amar.

38 – E Deus busca, tentando encontrar uma alma que Ele possa amar. Desta forma, Ele Se representou aqui sobre a terra como uma Pomba dócil e um Cordeiro dócil. Se esse Cordeiro num minuto em algum dia se revestisse da natureza de um lobo raivoso, essa Pomba teria alçado o Seu voo imediatamente, teria se ido.

tabernaculo-4 - Copia

Posted in Sem categoria.

Deixe seu comentário