O TRIGO E O JOIO – A DIFERENÇA NATURAL E ESPIRITUAL


UM RESUMO DAS SETE ERAS
dezembro de 1960
Jeffersonville – Indiana – E.U.A.
Tradução – GO

07 – O nascimento da igreja foi no dia de Pentecostes. Ao primeiro Adão foi dado uma noiva virgem diretamente da mão de Deus, e ela foi livre de mancha por um breve tempo. Agora, a Cristo, o último Adão foi dado uma esposa pura e virgem no Pentecostes; e ela se manteve separada e sem mancha por um tempo.

Quanto aos outros ninguém ousava ajuntar-se com eles.

Atos 5:13

E todos os dias acrescentava o Senhor à igreja aqueles que se haviam de salvar.

Atos 2:47

08 – Não sabemos por quanto tempo continuou isto, mas um dia, assim como Eva foi tentada e enganada por Satanás, a igreja foi contaminada pela entrada de um espírito anticristo.

Mas este é o espírito do anticristo, do qual já ouvistes que há de vir, e eis que está já no mundo.

I João 4:3

09 – E Jesus disse, com relação a sua noiva naquela primeira era,

Tenho, porém, contra ti que deixaste a teu primeiro amor.

Lembra-te pois donde caíste, e arrepende-te, e pratica as primeiras obras; quando não, brevemente a ti virei, e tirarei do seu lugar o teu castiçal, se não te arrependeres.

Apocalipse 2: 4-5

10 – Na primeira era a igreja já era uma “mulher caída.” Assim como Satanás conheceu a Eva antes que Adão, agora Satanás havia enganado a igreja, a Noiva de Cristo, antes da “Ceia das Bodas do Cordeiro”. E o que realmente entrara no meio dela causando sua queda? Nada mais, nada menos que Apocalipse 2:6: “As obras dos Nicolaítas”. A primeira era já havia apartado de seguir a pura Palavra de Deus. Eles se voltaram contra a exigência de Deus de uma igreja completamente dependente Dele (dependente inteiramente de Deus para o cumprimento de Sua Palavra do princípio até o fim, independentemente de governo humano) para o Nicolaísmo, que é organização de um governo humano dentro da igreja que como todos os governos fazem, legisla sobre o povo. Eles fizeram exatamente o que Israel também fizera. Eles tomaram o expediente do governo humano em vez da Palavra e o Espírito.

11 – A morte havia entrado. Como sabemos? Ouvimos a Voz do Espírito que saiu naquela primeira era para que todos ouvissem, como Ele está chamando, “Ao que vencer, darei a comer da árvore da vida, que está no Paraíso de Deus”. A igreja já havia bebido demasiadamente da árvore da morte (ou a falsa vinha denominacional) cujo fim é o lago de fogo. Porém agora já não há querubins com espadas inflamadas para guardar a Árvore da Vida. Deus agora não se aparta do meio da igreja, como Ele se apartou do Éden. Oh,  não, Ele estará no meio de Sua Igreja, até a Era final. E até aquele tempo Ele chama a todos.

12 – Agora aqui temos que ter muito cuidado. Esta mensagem ao anjo da igreja que está em Éfeso, não é uma mensagem à igreja local de Éfeso. Mas é uma mensagem para a era. Aquela era tinha nela a semente da verdade e a semente do erro exatamente como na parábola do joio e do trigo. As Eras da Igreja são o campo, e neste campo há trigo e joio. A igreja falsa se organizou, humanizou o governo e a Palavra, e pelejaram contra o verdadeiro cristão.

13 – O joio sempre prospera mais que o trigo ou que qualquer outra planta cultivada. A igreja do joio cresceu rapidamente nesta primeira era. Porém a igreja do trigo também estava prosperando. No fim da primeira era, os atos dos Nicolaítas estavam aumentando nas igrejas locais da falsa vinha, e isto juntamente com acrescentados esforços de difundir sua influência fora de seu próprio corpo de crentes. Sua influência foi conhecida entre a igreja verdadeira, porque homens como o venerável Policarpo estavam chamando “bispo”, implicando neste título uma referência que não se encontrava na Palavra. Também nessa era, a igreja havia perdido seu primeiro amor. Aquele amor foi tipificado como o amor entre esposo e esposa no tempo do matrimônio e no tempo dos primeiros anos de sua vida conjugal. Houve um esfriamento daquele amor e abandono completo para Deus.

14 – Porém observe. Apocalipse 2 : 1, descreve ao Senhor Jesus em meio de Sua igreja sustentando os mensageiros em Sua mão direita. Ele não abandona a igreja porque ela tem caído e porque a igreja coletiva chegou a um estado de mistura do verdadeiro com o falso. Ela é Dele. E segundo Romanos 14: 7 – 9, isto é exatamente a verdade.

Porque nenhum de nós vive  para si, e nenhum morre para si

Porque, se vivemos para o Senhor vivemos: se morremos, para o Senhor morremos. De sorte que, ou vivamos ou morramos, somos do Senhor.

Foi para isto que morreu Cristo, e tornou a viver, para ser Senhor, tanto dos mortos, como dos vivos.

Romanos 14:7-9

15 – Na cruz Ele comprou ao mundo todo de pessoas. Eles são Seus. Ele é o Senhor dos vivos e dos mortos (quanto ao domínio, não parentesco). E Ele anda em meio daquele corpo que tem entre si a vida e a morte.

16 – O que foi semeado na primeira era, se desenrolará na segunda e progressivamente nas demais eras até que chegue ao amadurecimento e logo a colheita. Agora na era de Esmirna, estamos sob a expectativa da história da igreja coletiva numa forma mais ampla e mais clara por meio de uma revelação do Espírito.

17 – Nesta era o ódio da falsa vinha aumenta. Através do versículo 9, vemos que se têm separado da companhia da verdadeira vinha. Se apartaram deles. Eram mentirosos. Chamavam a si mesmos do que não eram. Porém, os destruiu Deus? Não. “Deixai-os até o tempo da ceifa.”

18 – “Porém Senhor, eles devem ser aniquilados porque estão destruindo a Teu povo. Eles os estão matando.”

19 – “Não, deixai-os. Mas para minha noiva eu digo: “Sê fiel até a morte. Ama-me mais ainda.”

20 – Aprendemos em termos bem precisos que esta falsa vinha é a vinha de Satanás. Seu ajuntamento é dele (Satanás). Eles se reúnem no Nome de Deus e mentem dizendo que são de Cristo. Pregam, ensinam, batizam, adoram e participam de vários ritos dados por Cristo à igreja, no entanto, não são de Deus. Mas porque dizem que são, Deus os considera responsáveis e em cada era Ele fala deles, e a eles. Nos faz recordar a Balaão. Ele ocupava o ofício profético. Ele conhecia a maneira correta de chegar a Deus como foi demonstrado no sacrifício dos animais limpos. No entanto, ele não foi um verdadeiro profeta da Palavra porque quando Deus lhe disse que não fosse honrar a Balaque com sua presença, ele de todos os modos buscou a maneira de ir porque foi motivado por seu desejo de ouro e prestígio. Então Deus lhe deixou ir. A perfeita vontade de Deus deu lugar à vontade permissiva de Deus por causa do “desejo do coração” de Balaão. Deus disse claramente: “Vá “. Mudou Deus Seu modo de pensar? Não senhor. Deus alcançara Sua vontade apesar da ida  de Balaão. Balaão não anulou a vontade de Deus. Não obstante Deus tinha sua maneira. Foi Balaão quem saiu perdendo porque ele passou por alto a Palavra. E hoje em dia temos a mesma coisa. Mulheres pregadoras, organizações, doutrinas falsas, etc., e as pessoas adorando a Deus, manifestando no Espírito, e seguindo adiante como fez Balaão, clamando que Deus lhes tem falado mesmo quando a comissão que têm recebido é contrária à Palavra revelada. E eu não nego que Deus lhes tem falado. Porém é exatamente como quando Ele falou a Balaão pela segunda vez. Assim como Ele sabia que Balaão queria o desejo de seu próprio coração mais que a Palavra, e concedeu-lhe ainda que no fim Ele teria Sua própria Vontade; também hoje em dia Deus diz às pessoas que prossigam com o desejo de seus corações, porque já têm rejeitado a Palavra. Porém, apesar de tudo, a Vontade de Deus se cumprirá. Amém. Oxalá possa você ver isso. Não somente esclarecerá muito do que se tem visto através das eras, mas nos ajudará especialmente nesta última era quando temos grande quantidade de manifestações externas, mesmo quando a época inteira está oposta à “Vontade revelada pela Palavra” de Deus.


O PROFETA DO SÉCULO XX

52 – Todo Israel não é Israel. Israel quer dizer: “Príncipe com Deus”. Multidões levaram este nome naquele tempo tal como no tempo de Elias, porém isso não os fazia verdadeiros Israelitas. Naquele tempo talvez pudessem haver cinco milhões de Israelitas segunda a carne, porém só haviam sete mil verdadeiros Israelitas que não dobraram seus joelhos a Baal. Hoje temos a mesma situação de ontem.

53 – O pescador sai a pescar e lança suas redes. Nas redes entram toda classe de peixes. Ele colhe enguias, serpentes, tartarugas, caranguejos, lagostas, camarões, rãs, etc., porém também entram peixes. Um pastor tem um rebanho no qual há tanto ovelhas como cabritos. O agricultor tem um campo no qual há trigo e joio. Desta maneira simples, podemos ver que todos os que levam o nome de “cristãos”, ainda quando se qualificam pelo simples fato de crerem no nascimento virginal, no sacrifício expiatório, no batismo do Espírito, etc., não são somente nascidos da Palavra, nem cristãos cheios do Espírito.

54 – Hoje em dia nós temos cristãos de segunda, quarta, quinta, e até décima geração; porém Deus não tem netos, só tem filhos. Portanto, a igreja hoje é cristã na carne, tal como foi Israel, porém a igreja que é verdadeiramente o Corpo de Jesus Cristo é somente uma parte dessa enorme multidão, e como os sete mil do tempo de Elias, estes de agora são um povo espiritual. Porém assim como o Israel de então pretendia falar como instrumento de Deus, e adorar-lhe e regular a ordem do culto em seu dia, pela mesma forma, a igreja nominal de hoje, pretende falar por Deus, pretende adorar-lhe e regular a adoração tal como é sabido por nós.


O FUTURO LAR DO NOIVO CELESTIAL E DA NOIVA TERREAL
William M. Branham
02 de Agosto de 1964
Tabernáculo Branham
Jeffersonville – Indiana – U.S.A.

146 – Isto é como muitas vezes os irmãos ficam confundidos sobre a interpretação de línguas e coisas. Veja, eles dizem coisas que não estão corretas, eles não entendem que aquilo é Satanás. Você diz, “No Jardim de Deus?” Simplesmente aguarde até que cheguemos a isto. Encontraremos se é ou não é.

147 – Os joios e o trigo crescem no mesmo campo; ambos vivem pelo mesmo sol e pela mesma chuva. Vêem?

148 – “Mas se houver entre vós um que seja um profeta, Eu, o Senhor, falarei a ele; e se aquilo que ele diz acontece, então aquele sou Eu, porque ele não está expressando seus próprios, ele está expressando Meus pensamentos! Meus atributos são as coisas que hão de vir – uso sua boca para expressá-los! E após dizê-las, elas tem que acontecer! Os céus e a terra passarão, mas Minha palavra nunca falhará”.


COISAS QUE HÃO DE SER
William M. Branham
05 de Dezembro de 1965
Rialto – Califórnia – U.S.A.

102 – Recordem, a chuva cai sobre os justos e os injustos. A mesma chuva que fará um grão de trigo brotar, fará também com que o do carrapicho brote. Vêem? O que é isto? Dentro daquela semente há uma natureza, e aquela natureza mostra a si mesma. Isto pode estar no mesmo campo, exatamente lá com o joio. O joio e o trigo crescem juntos, regozijam da mesma maneira. Tem sua cabeça inclinada sedenta por um gole. E a chuva vem; o joio pode gritar da mesma altura que o trigo pode. Mas pelos seus frutos os conhecereis. Vêem?


A SEMENTE DE DISCREPÂNCIA
William M. Branham
18 de Janeiro de 1965
Segunda-Feira – Noite
Phoenix – Arizona – U.S.A.

04 – E nós também sabemos que Ele interpretou, no verso 36 e – e ao 43, como que essa semente amadureceu. E enquanto nós estamos nisto, vamos somente ler isso também, verso 36 agora até ao 43.

E quando havia despedido a multidão, Ele foi para casa. E chegaram ao pé dele os seus discípulos, dizendo: Explica-nos a parábola do joio do campo.

E ele, respondendo, disse-lhes: O que semeia a boa semente é o Filho do homem;

E o campo é o mundo; e a boa semente são os filhos do reino; e o joio são os filhos do maligno;

O inimigo, que o semeia, é o diabo; e a ceifa é o fim do mundo; e os ceifeiros são os anjos.

Assim como o joio é colhido e queimado no fogo, assim será na consumação deste mundo.

Mandará o Filho do homem os seus anjos, e eles colherão do seu reino tudo o que causa escândalo, e os que cometem iniqüidade.

E lança-los-ão no fogo, na fornalha de fogo; e ali haverá choro, ou pranto e ranger de dentes.

Então os justos resplandecerão como o sol, no reino do seu Pai. Quem tem ouvido… ouça.

05 – Isso é Jesus dando a interpretação da parábola, Ele mesmo, portanto nós sabemos então o que significa a interpretação. E agora enquanto nós nos aproximamos disto, desta semeadura da semente e – e a ceifa, agora Ele interpreta isto. E então eu creio que Jesus estava falando esta parábola em Seu dia, porém estava querendo dizer que isto havia de ser no fim do mundo, ou, no fim da era, o qual é este dia. E eu creio que este pequeno texto de hoje à noite é muito apropriado para a hora em que estamos vivendo, porque Jesus claramente disse aqui que “a ceifa seria no fim deste mundo”, que isso é quando seria o fim; a ceifa do trigo, e também a ceifa do joio e a queima deles, e para recolher o trigo ao Reino. E eu creio que isto foi desta maneira.

06 – E uma outra Escritura me leva a crer desta maneira, eu tenho anotada aqui, é Mateus 24: 24, aonde disse, falando sobre o – o assento, a semente de discrepância, Jesus disse que as duas seriam tão parecidas até que isto enganaria o próprio Eleito se fosse possível. Quase exatamente iguais.

07 – Um outro lugar na Escritura onde está escrito, que a chuva cai sobre o justo e o injusto.

08 – Eu me lembro da minha primeira experiência de haver estado entre o povo pentecostal. Eu estava em Mishawaka, Indiana. E eu estava em uma grande convenção, um lugar quase como este, aonde o norte e o sul se haviam reunido. Porque naqueles dias, da segregação, eles tinham que se encontrarem lá em cima. Eram dois grandes grupos dos irmãos pentecostais. Eu nunca tinha ouvido deles nem os tinha conhecido antes. Foi a primeira vez que ouvi o falar em línguas. E no fim da fila, da convenção… Eu não sendo um membro entre eles, eu era somente um jovem ministro batista, eu me assentei bem atrás. E eu me lembro da primeira vez que eu ouvi alguém falar em línguas, eu nem mesmo sabia sobre o que – sobre o que era tudo isto. E então estes dois homens, principalmente, se levantaram na frente, um falava em línguas e o outro interpretava o que o homem dizia. Bem, eu somente comecei a estudar a minha Bíblia o tanto que eu podia, naquele mesmo instante, e descobri que isso era bíblico. Isso é exatamente o que a Escritura, o Espírito Santo faria.

09 – Bem, quase um dia depois disso. Naquela noite o meu coração ficou tão inflamado. Eu dormi em um campo de milho. Eu não tinha suficiente dinheiro para conseguir um – um – um pouso, assim que eu tinha suficiente dinheiro para chegar em casa, eu comprei algumas roscas amanhecidas um par de dias, ou eram pãezinhos e… para o café da manhã. Como eu fui convidado a comer com eles, porém eu não tinha dinheiro para ajudar. Naqueles dias, isso foi na depressão, 1933, assim que foram – foram momentos mui difíceis. E deste modo eu pensei: “Bem, como? Eu não desejo comer com eles, porém eu desejo saber o que eles tem. Eles tem algo que eu não tenho”.

10 – Assim que naquela manhã me foi… eles me pediram: “Todos os ministros venham à plataforma e somente se identifiquem, quem são, de onde são”.

11 – Bem, eu – eu somente disse: “William Branham, evangelista, Jeffersonville”; me assentei. Bem, naquele tempo eu era o evangelista mais jovem na plataforma. E no dia seguinte eles me chamaram à plataforma para falar. E então depois que eu falei, ora, nós tivemos ótimos momentos, e então eu comecei a conhecer diferentes pessoas me convidando para as suas igrejas. Então depois que eles…

12 – Depois disso, bem, eu pensei: “Se eu pudesse somente chegar onde estes dois homens mais importantes estavam, os quais falaram em línguas e interpretaram!” Isso estava queimando em meu coração, eu desejava muitíssimo isto. Bem, como eu havia lhes dito no princípio, um pequeno dom que você utiliza. Vocês sabem, dons e vocações são sem arrependimento, você os tem toda a sua vida, está vendo? Você nasce com eles, se eles são dons de Deus. Deste modo eu sempre, desde que eu era um bebezinho, isto sempre sucedeu para mim, as pessoas que me conhecem a minha vida inteira, elas sabem que isso é verdade. Bem, se eu pensasse… Eu não sabia o que isto era naquele tempo, chamava isto de visão, eu somente não sabia o que era. Porém eu pensava: “Se eu pudesse conseguir falar com eles!” Bem, e o espírito que estava no edifício se sentia como se fosse verdadeiramente o Espírito de Deus.

13 – Deste modo eu – eu consegui falar com um deles, e eu lhe fiz algumas perguntas, e ele era um Cristão verdadeiramente genuíno. Não havia nenhuma dúvida sobre isso, esse homem era um verdadeiro crente. E o próximo homem, quando eu falei com ele, se eu alguma vez encontrei um hipócrita, esse era um deles. Esse homem era realmente… Sua esposa era uma mulher de cabelos loiros, e ele tinha filhos com… dois filhos com uma mulher de cabelos pretos. E eu pensei: “Bem, e agora? Aqui está, eu estou – eu estou todo confuso. Eu sou um fundamentalista; isto tem que ser a Palavra, ou isto não é correto. e aqui está esse Espírito, um soou, de acordo com tudo que eu conheço, genuíno; e o outro não era bom de modo algum; e o Espírito caindo sobre ambos. Agora, como isso pode ser?” Eu… isto me havia confundido.

14 – Dois anos mais tarde, eu havia estado orando em uma caverna aonde eu ia orar. Havia poeira na caverna, e numa tarde eu saí, coloquei a minha Bíblia sobre um tronco, e o vento abriu-A em Hebreus, no 6° capítulo. O qual dizia, que nos últimos dias, como isto seria se nós recaíssemos da Verdade e nos renovássemos novamente ao arrependimento, que já não havia mais sacrifício para o pecado, e como que espinhos e abrolhos, os quais estavam perto da rejeição, cujo fim é ser queimado; porém a chuva que vem sobre a terra, freqüentemente, para regá-la, para lavrá-la; porém os espinhos e abrolhos seriam rejeitados, porém o trigo seria recolhido. E eu pensei: “Bem, isto é somente o vento que por acaso abriu nisso”. Bem, agora eu somente…”E aqui veio o vento e abriu a Bíblia. Isto sucedeu três vezes. E eu pensei:” Bem, agora, isso é estranho ““.

15 – E então quando eu levantei, e eu pensei: “Senhor, porque Tu abririas essa Bíblia para eu ler isso, eu… quando eu cheguei a essa palavra, ‘espinhos e abrolhos, os quais estão perto da rejeição, cujo fim é ser queimado’?” Eu pensei: “Por que Tu abririas isso para mim ali?” E enquanto estava olhando de lado a lado…

16 – Agora, estas verdadeiras visões vem sem engrenar em outra velocidade. Isso é somente Deus. Está vendo? Eu olhei e vi uma terra que estava girando na minha frente, e eu havia visto que ela estava toda arada. Havia um homem vestido de branco, que saiu em volta semeando trigo. E depois que ele foi em volta da curvatura da terra; ali veio um homem, parecia horrível, e ele estava vestido de preto, e ele estava lançando semente de ervas daninhas por toda a parte da terra. Ambos cresceram juntos. E quando surgiram, ambos tinham sede, porque uma chuva era necessária. E cada um parecia como se estivesse orando, com sua pequena cabeça inclinada: “Senhor, envia a chuva, envia a chuva”. E as grandes nuvens surgiram, e a chuva caiu sobre ambos. Quando a chuva caiu, o pequeno trigo se levantou e começou a dizer: “Louvado seja o Senhor! Louvado seja o Senhor!” E a pequena erva daninha se levantou exatamente do mesmo lado, e disse: “Louvado seja o Senhor! Louvado seja o Senhor!”

17 – E então a visão foi interrompida. A chuva cai sobre o justo e o injusto. O mesmo Espírito pode cair em um encontro, e todos se regozijarem nisto: hipócritas, Cristãos, e todos juntos. Exatamente correto. Porém o que é isto? Pelos seus frutos eles são conhecidos. Está vendo? Essa é a única maneira que isto pode alguma vez ser conhecido.

18 – Então você vê isso agora, pois que a aveia brava, ou trigo bravo e o grão algumas vezes personifica um grão doméstico e genuíno, tão parecidos que isto enganaria o próprio Eleito. Eu penso que nós estamos vivendo em uma era oportuna, quando estas coisas deveriam ser pregadas e faladas.

19 – Notem no verso 41, os dois também muito parecidos, tão parecidos nos últimos dias até que Ele não fez… Ele não poderia depender de alguma certa igreja para separá-los, digamos os metodistas ou os batistas, ou os pentecostais, para separá-los. Ele disse: “Que Ele envia os Seus anjos para separá-los”. Um anjo está vindo para trazer a separação, a segregação entre o bem e o mal. E ninguém pode fazer isso a não ser o Anjo do Senhor. Ele é Aquele que vai dizer qual é o certo e qual é o errado. Deus disse que Ele enviará os Seus anjos nos últimos tempos. Não anjos descendo através daqui, porém anjos no último tempo, e juntaria em molhos. Nós sabemos que isto é a vinda do tempo da ceara agora. Agora, um anjo realmente é interpretado um “mensageiro”. E nós vemos que há sete anjos das sete igrejas, e agora… Não, através das eras da igreja.

20 – Notem quem Ele disse que os semeadores eram, e também o que era a semente. Primeiro, o semeador era Ele, o Filho de Deus, quem foi semeando Semente. E um inimigo veio através Dele, o qual era o Diabo, e semeou a semente de discrepância, detrás da semeadura da Semente correta. Agora, amigos, isso tem sucedido através de cada era desde que nós temos tido um mundo. Exatamente. Desde o princípio, isto começou a mesma coisa.

21 – Agora Ele disse: “A Semente de Deus, a Palavra de Deus”. Jesus disse, em um certo lugar, que “A Palavra é uma Semente”. E cada semente produzirá segundo a sua espécie. E agora se o Cristão, os filhos de Deus, os filhos de Reino tem que se tornar a Semente de Deus, então eles devem ser a Palavra de Deus, a Palavra de Deus manifestada na era em que eles estão vivendo, para a Semente prometida dessa era. Deus deu a Sua Palavra no princípio, e cada era tem tido a sua Semente, seu tempo, suas promessas.

83 – Então um dia lá em cima no Green’s Mill, eu estava ali em cima orando na minha caverna, não por aquilo, e eu sai e coloquei minha Bíblia ali em cima. Eu… Estava mofado dentro da caverna e eu queria um pouco da luz do sol, e isto era a tarde, e eu sai e coloquei a minha Bíblia ali. Eu ia ler um pouquinho, em um tronco caído ali colina abaixo. E eu apenas coloquei a Bíblia ali, e comecei a ler. E o vento soprou, e soprou Aquilo para Hebreus capitulo 6. Eu pensei, “Talvez o Senhor deseja que eu leia aquilo”. Eu li isto.

84 – “Nós que uma vez fomos iluminados, fomos feitos participantes do Espírito Santo, vendo que recaímos… para nos renovarmos outra vez para o arrependimento. A chuva… a terra produz frutos e a chuva cai para regá-la, e a que produz espinhos e abrolhos é ajuntada e reprovada, o seu fim é ser queimada”. Algo mais ou menos assim.

85 – Bem, eu li isto e pensei, “Bem, louvado seja o Senhor”. Eu virei para outro, e pensei, “Bem, vou apenas ler aqui em outra parte”. Eu a coloquei assim, esfreguei os meus olhos, o vento soprou aquilo de volta para Hebreus 6 outra vez. Bem, aquilo aconteceu três ou quatro vezes, de qualquer modo umas três. Eu pensei, “Eu não vejo nada de errado com isto. O que há ali?”

86 – Apenas deixe-me, você pode… Você já leu isto muitas vezes, Hebreus 6, “Espinhos e Abrolhos. A chuva sempre cai para regá-la, para cobri-la, vêem, para seus frutos. Porém os espinhos e abrolhos que são ajuntados e queimados”.

87 – Eu  não pude obter nada daquilo. Pensei, “Bem, espinhos e abrolhos para serem queimados, Deus leva o Seu Trigo para o depósito, e pronto”. Disse, “Eu não vejo nada naquilo”.

88 – Eu estava assentado ali, eu estava olhando para fora assim, e uma visão veio diante de mim. E eu vi um mundo girando assim, e estava todo arado e pronto para ser plantado. E um homem vestido em um manto branco, com a cabeça inclinada em direção a um saco de alimento, ou melhor, um saco de semente, ele estava seguindo. E eu não sei se alguém de vocês recorda do velho sistema de semear a mão, como você… Eu vi papai fazer isto. Lançar aquilo com as suas mãos assim, e elas simplesmente caiam no chão, aquelas sementes assim. Bem, este homem estava semeando sementes assim. E logo que ele ia seguindo, logo atrás dele vinha o trigo crescendo.

89 – Bem, logo que ele completou a curvatura da terra, eu vi algo negro surgindo, como uma lua preta. E eu olhei, e isto ficou mais perto, isto era um – um homem, totalmente negro, vestido de preto. Ele estava movendo-se de modo despercebido, olhando assim. E ele tinha um saco de sementes, só que ali, ele tinha ervas daninhas. E ele as semeava no meio deste trigo assim, jogando-a primeiro para um lado e para o outro. E atrás dele crescia as ervas daninhas, abrolhos, espinhos, carrapichos, e tudo mais.

90 – Bem, eu pensei, “É uma vergonha para aquele homem fazer uma coisa como aquela”. Na visão, eu não estava pensando em isto ser escriturístico, vêem. E eu disse, “Aquele sujeito está semeando aquelas sementes no campo de trigo daquele homem”.

91 – Então ficou bastante quente. O pequeno trigo levantou sua cabeça e fez “huh, huh, huh”, assim, apenas ofegante assim procurando fôlego. O pequeno joio levantou sua cabeça, “huh, huh, huh”, ele arquejava por água, também. Todos oravam pela chuva.

92 – Após algum tempo isto… Uma grande nuvem e trovões apareceu e simplesmente despejou, e quando isto aconteceu, a chuva atingiu a terra. E o pequeno trigo começou a pular para cima e para baixo, gritando, “Aleluia! Louvado seja o Senhor! Aleluia! Louvado seja o Senhor!” E o pequeno joio gritou, “Louvado seja o Senhor”, se endireitou imediatamente, a vida veio para a erva daninha da mesma forma como para o trigo.

93 – E então a Escritura chegou, “A chuva cai sobre o justo e o injusto”. Ali eu compreendi aquilo. Vêem?

94 – Isto, se uma pessoa está assentada em uma congregação, um espírito pode cair sobre aquela pessoa, e mesmo você sabendo que ela está errada e que não vive o tipo correto de vida, seja cuidadoso com o que você diz sobre aquele espírito, pode sr o Espírito Santo. Não julgue o – o espírito pela pessoa. A pessoa pode estar errada mas, agora, a Bíblia não diz, “A chuva cai sobre o justo e o injusto?” Jesus não disse, quando os campos forem plantados, “Deixe-os crescer juntos. E naquele dia os anjos serão enviados e tomarão todo o joio e o queimarão e o Trigo será armazenado?” Pelos seus frutos os conhecereis. Você pode saber em seu coração. Continue tentando tratar com aquela pessoa.


PERGUNTAS E RESPOSTAS – NÚMERO 12
William M. Branham
12 de Janeiro de 1961
Jeffersonville – Indiana – U.S.A.

203 – Agora, agora, deixe-me apenas lhe ajudar um pouquinho, irmão Stricker, aqui. Vêem? Sempre… Nunca julgue nada através de sentimentos, vê você. Julgue isto pelos seus atributos, vê você; se produz frutos, veja você. Porque às vezes…

204 – Naturalmente, nós sabemos que existem coisas que você sente, aquele sentimento fantasmagórico. Eu mesmo sinto isto, e, rapaz, eu começo a me afastar bem – bem  devagar, você sabe. Porém eu não digo nada. Apenas deixo aquilo de um lado porque eu não sei o que aquilo pode ser, vê você, até eu saber o que é aquilo.

205 – Agora, como muitas pessoas dizem, “Ora! irmão, eu sei que tenho o Espírito Santo! Louvado seja Deus!” E eles continuam a não ter o Espírito Santo. Eles poderiam falar em línguas, e tudo mais, e gritarem e dançarem no Espírito, e continuarem a não ter o Espírito Santo. Porque a chuva cai sobre o justo e os injustos. Não é através de sentimentos, é através de seus frutos.

206 – Digamos que há… Recordem minha visão sobre aquilo? Como que… Hebreus 6, vê você, “A chuva que sempre cai sobre a terra é para regá-la, para isso que ela cai, porém os espinhos são ajuntados para a rejeição e seu fim é o fogo”.

207 – Me desculpem, vou deixar entrar um pouco de ar, eu sei que vocês todos estão ficando cansados e com sono. Então agora, esperem, eu terei que apressar com isto um pouquinho mais ou não as farei. Isto tem… Estamos quase na base de – de tudo isto, e aqui está cheio. Mas elas… Vêem, o…

208 – Aqui está um- um campo cheio de trigo. E neste campo é semeado carrapicho, cardos, ervas daninhas e outras coisas. Bem, a falta de chuva está ali. Agora, o carrapicho e o cardo não sentem a mesma sede que sente o trigo?  E aquele tipo de chuva é… uma chuva cai sobre o trigo e então uma chuva especial cai sobre o cardo? É isto certo? Não, a mesma chuva cai sobre ele. É isto certo? O mesmo Espírito que cai sobre o hipócrita cai sobre o cristão, a mesma coisa. Mas pelos seus “frutos”! Isto entrou, irmão?

209 – A evidência do Espírito Santo é o fruto Disto, o fruto do Espírito, isto… Bem, agora, você diz, “Eu sou o talo, sou o cardo. Sou tão talo quanto aquele trigo é um talo”. Mas que tipo de vida está em você? A vida que está nisto produz espinhos, sempre agitando e cortando, e muito vil e ruim, e tudo mais. Vêem o que quero dizer? Arrogante, vêem, este não é o fruto do Espírito . O fruto do Espírito é a mansidão, paciência, bondade, vêem tudo  isto. Vêem?

210 – Ele pode dizer, “Bem, eu posso gritar tão alto o quanto você pode. Bendito seja Deus, o Espírito Santo cai sobre mim!” Aquilo pode ser tudo verdade, porém a vida que ele vive não está de acordo com aquilo que ele está dizendo. Vêem? Ele era uma erva daninha, para começar ele era uma erva daninha.

211 – Agora, chegamos em uma grande pergunta agora, vêem, sobre eleição, vê você. Então aquilo… Tem que ser aquilo. Você compreende aquilo.

212 – Para começar eles eram um cardo; para começar ele era um trigo. Então a seca estava alí; e a chuva caiu sobre os justos e injustos. Tudo bem, entendeu isto?


PERGUNTAS E RESPOSTAS Nº. 3
William M. Branham
30 de Agosto de 1964
Tabernáculo Branham
Domingo – Manhã
Jeffersonville – Indiana – U.S.A.

65 – Agora, a chuva cai sobre os justos e os injustos. O sol brilha sobre o perverso e o bom. A chuva cai para amadurecer a plantação; ela também amadurece o joio, a mesma chuva. O Espírito Santo pode cair em um grupo de pessoas, e falar em línguas, e fazer aquilo exatamente correto, expandir-se entre as pessoas, e fazê-las profetizar, e ser exatamente a verdade. Isto é exatamente correto!

66 – Às vezes, você pode ir a um – uma feiticeira ou uma médium, e eles podem dizer algo que seja exatamente certo. Veja aquela pitoniza de Endor. Saul… Pode ser exatamente a verdade; aquilo continua a não ser isto. Elas são feiticeiras. Falando em línguas, tenho visto demônios falarem em línguas, e escreverem em línguas desconhecidas. Isto não quer dizer nada. Mas a coisa real é aquela Palavra outra vez. Volte para aquela Palavra!

67 – Então, você pode fazer estas coisas sem a Palavra. Mas quando você recebe a Palavra, e Ela faz isto, então observe isto acontecer exatamente, exatamente a coisa correta. Vêem? Então você estará exatamente na fila.

68 – Sim, o Espírito Santo usa estas pessoas como são apontadas através de Sua própria sabedoria Divina. Mas a primeira coisa…


OS UNGIDOS DOS ÚLTIMOS DIAS
William M. Branham
25 de Julho de 1965
Tabernáculo Branham
Jeffersonville – Indiana – U.S.A.

25 – Agora, um que é ungido é “um que traz uma mensagem”. E a única maneira em que a mensagem se pode expor é por meio de um que está ungido; e esse seria um profeta – ungido. “E se levantarão falsos mestres ungidos”. Um profeta ensina o que é sua mensagem – mestres ungidos, cristo, plural. E se há tal coisa como um Cristo, singular, então estes teriam que ser a diferença, porque são ungidos, ungidos.

26 – Agora, como uma lição de escola dominical, queremos tratar de trazer isto a uma verdadeira culminação por meio das Escrituras, não por meio do que outra pessoa tem dito sobre isso, mas somente lendo as Escrituras.

27 – Você pode dizer, “Como pode ser isto? Seriam os ungidos… Quem eram?” Cristos – c- r-i-s-t-o-s, cristos ungidos e falsos profetas.

28 – Jesus disse que a chuva cai sobre os justos e os injustos. Agora, alguém me poderia dizer, “Crê você que essa unção que está sobre essa gente quer dizer que é a unção do Espírito Santo?” Sim, senhor, o verdadeiro Espírito Santo de Deus sobre uma pessoa, e sem dúvida são falsos. Agora, escutem bem e vejam o que disse, “Eles farão grandes sinais e prodígios, de tal maneira que se possível, enganariam até os escolhidos.” E eles estão ungidos com o verdadeiro Espírito Santo! Eu sei que isto soa muito insensato, mas vamos tomar é absolutamente ASSIM DIZ O SENHOR, a Verdade.


ESTREITA É A PORTA
William M. Branham
01 de Março de 1959
Tabernáculo Branham
Domingo – Manhã
Jeffersonville – Indiana – U.S.A.

98 – Não há mais sinceridade entre os Cristãos. Eles desejam dizer: “Eu sou um metodista, eu sou um batista, eu sou um pentecostal,” isso não significa [O Irmão Branham estala os seus dedos – Ed.] isso para Deus.

99 – “Eu falei em línguas, eu fiz milagres.” Nós colocamos toda a ênfase sobre isso, quando isso é uma das coisas mais ofuscantes que eles poderiam fazer. Certamente. A chuva cai sobre o justo da mesma maneira como sobre o injusto. A chuva molha a colheita da mesma maneira que molha o joio, Roy. A mesma chuva, o mesmo Espírito Santo cai sobre as pessoas. Isso ainda assim não significa…A sua natureza tem de ser diferente, do lado de dentro para fora. Não uma manifestação ou demonstração exterior, porém o Espírito do lado de dentro do Deus vivo que faz essa pessoa uma nova criatura, que humilha o coração dele ou dela perante Deus.


DESESPEROS
William M. Branham
01 de Setembro de 1963
Tabernáculo Branham
Domingo – Noite
Jeffersonville – Indiana – U.S.A.

85 – Pode haver homens e mulheres assentados aqui esta noite, que está, a morte está bem na frente de vocês. E a única maneira pela qual você alguma vez estará apto a alcançar a coisa que você está querendo, é vir desesperadamente. “Eu tenho de ter isto, esta noite. Ou eu o consigo agora, ou estou arruinado. Amanhã é muito tarde. Tenho de tê-lo agora!”

Quando você ora pelo batismo do Espírito Santo, o Sinal, não diga: “Bem, agora eu subirei e tentarei. Senhor, eu, eu estou um pouco cansado.” Oh, misericórdia, permaneça em seu assento! Nem mesmo – nem mesmo faça uma tentativa. Se você vem, diz: “Eu passarei na fila de oração; porei o óleo em minha cabeça, e verei se me fará algum bem,” melhor é que permaneça onde está. Até que você chegue àquele lugar, até que a igreja inteira chegue a um lugar, que esteja entre a vida e a morte, você tem de ter Isto agora ou perecerá, então Deus entrará em cena. Necessita-se de desespero para trazer Deus à cena.

86 – Jacó chorou como nunca. Desesperadamente ele chamou até que conseguiu audiência com Deus. E quando o fez, ele lutou; não por quinze minutos. Ele lutou para mantê-Lo, em sua alma, por toda a noite; e ainda ele sabia que não tinha a bênção, e ele conseguiu esperar até que a bênção viesse. Ele lutou desesperadamente até que a bênção veio. Então, e quando ele viu…até que Deus veio à cena. E então, em desespero: “Não Te deixarei ir,” quando ele começou a sentir a benção descer sobre ele.

Muitas pessoas dizem: “Glória a Deus, eu a tenho agora.” Aí você está enganado. Sim! Alguém diz: “Oh, eu simplesmente me sinto tão bem, Irmão Branham, eu desci ali e orei. Oh, calafrios me percorrem.” E isto pode ter sido Deus. “Eu vi uma grande luz ante mim.” Isto ainda pode ter sido Deus, porém não é disso que estou falando.

87 – A Bíblia disse, em Hebreus capítulo 6: “A chuva cai sobre o justo e o injusto,” [O Irmão Branham bate sete vezes no púlpito – Ed.] “da mesma forma.” Agora, você toma trigo, e toma ervas daninhas, e os coloca no campo. E a chuva é na verdade enviada para o trigo, porém a chuva cai nas ervas daninhas da mesma maneira que cai no trigo. E, a chuva, e as ervas daninhas ficam felizes com a chuva quanto o trigo, e é a mesmíssima chuva. O mesmo Espírito Santo pode cair sobre um incrédulo e fazê-lo agir exatamente da mesma maneira que um crente age. Porém pelos frutos eles são conhecidos; é disto que estou falando, este é o Sinal. E Da-…

88 – E Jacó, melhor dizendo, em desespero, ele disse: “Eu sei, eu Te senti, Tu estás aqui comigo, porém não Te deixarei ir.”

Alguém vê isto bem, a primeira sensaçãozinha, ele se levantam e pulam para lá e para cá, correm pelo corredor dizem: “Eu O tenho, eu O tenho, eu O tenho.” Oh, não. Hum-hum. Não.

Jacó permaneceu ali até que algo aconteceu, que o fez caminhar diferente, o fez uma pessoa diferente, porque ele permaneceu até que aquilo aconteceu. E ele pôde…A Bíblia disse: “Ele segurou até que prevaleceu.” Como pode um homem prevalecer sobre Deus? Porém você pode fazê-lo. Você pode fazê-lo. Um homem pode prevalecer sobre Deus.


PRESUMINDO
William M. Branham
17 de Janeiro de 1962
Phoenix – Arizona – U.S.A.

138 – Mas você sabe que quando em Hebreus, capítulo 6: “A chuva  vem sobre — ou freqüentemente para prepará-la, a qual é para revesti-la. Porém os espinhos e cardos perto estão da rejeição, cujo fim é ser queimado”. Como eles sabiam a diferença? O mesmo Espírito, a mesma Vida, a mesma água que cai sobre o trigo, cai sobre os espinhos também. E os espinhos, e os abrolhos, e o — e as ervas daninhas ficaram tão felizes e se refrescaram com a mesma chuva. E as pessoas podem se assentar na igreja, amigos, e receber os mesmos tipos de experiência.

139 – Agora, não se enganem com isto, amigos. Vêem? Vocês podem receber a mesma experiência através do Espírito Santo que alguém que está assentado ao seu lado recebeu, e continuar a não ser aquilo. O sol brilha sobre os justos e os injustos. A chuva cai sobre os espinhos e sobre o trigo. Ela é enviada para o trigo. O Espírito Santo enviado na igreja, para a consagração dos santos, mas aqueles que estão assentados ali desfrutam dele. Claro. Pelos seus frutos os conhecereis. “Devemos arrancá-los? Disse, então?” “Não. Deixe-os crescer juntos. E naquele dia os anjos irão e ajuntarão todos os abrolhos  e trepadeiras, e os queimarão. Porém o trigo será juntado no celeiro. Pelos seus frutos os conhecereis”. Esta é a razão pela qual você está de pé aqui nesta noite, é pelo fruto, fruto do Espírito. Agora, recordem.


O FUTURO LAR DO NOIVO CELESTIAL E DA NOIVA TERREAL
William M. Branham
02 de Agosto de 1964
Tabernáculo Branham
Jeffersonville – Indiana – U.S.A.

268 – Que é ela então? Ela não tem semente. Tem um terreno para receber semente. Assim que surgiu a semente do inimigo, enquanto o bom Semeador saía semeando a boa semente e o inimigo vinha atrás semeando a semente corrompida. Porém a chuva cai sobre os justos e os injustos. O sol…Tudo tem que crescer. Jesus disse: “Deixai-os crescer juntos, naquele dia serão atados em molhos”….os joios. E eles estão atados em molhos agora, em grandes organizações indo ao grande feixe….o Concílio Mundial de Igrejas e qual é o final?….tem de ser queimadas. Porém o grão será tomado ao celeiro. Vêem? Onde ambos vivem da mesma coisa, da mesma água, da mesma chuva.


O RAPTO
William M. Branham
04 de Dezembro de 1965
Yuma – Arizona – U.S.A.

90 – Nós estamos aqui. E o sistema denominacional está morto, está acabado, nunca mais se levantará. Será queimado. Isso é o que sucede com a palha que fica no campo.Saia logo destas coisas e venha a Cristo! Não vá dizer: “Eu pertenço aos Metodistas”, ou “Eu pertenço aos Pentecostais”. Entre você no redil de Cristo. E se você está em Cristo, então você crerá em toda Palavra que está escrita nesta Bíblia, vem importar o que os demais dizem. E logo quando Deus manifesta esta coisa… Quando Ele derrama Seu Espírito sobre a Palavra, que sucede? O mesmo de quando se põe água sobre qualquer outra semente: começa a viver. E dará fruto segundo seu gênero. Você diz, “Eu tenho o Batismo do Espírito Santo”. Isso não significa, de nenhuma maneira, que você é salvo. Observe isto: Você é um ser composto de três partes. Dentro deste ser está a alma, logo está o espírito, e logo o corpo. Agora temos cinco sentidos neste corpo com os quais fazemos contato com lar terrestre, porém não fazem contato com o demais. Temos também cinco sentidos do espírito: amor, consciência, etc. Porém dentro daqui é onde vive você. Isso é você.

91 – Não disse Jesus: “A chuva cai sobre o justo e injusto?” Ponha você uma semente de trigo e uma de abrolho na terra e jogue água em ambas e as mantenha sob ventilação, etc. e não viverão ambas por meio da mesma água? Seguramente. Uma planta produzirá abrolhos porque é isso. O abrolho levanta suas mãos e grita igual ao Trigo. Não diz a Bíblia que nos últimos dias virão falsos Cristos? Não diz “falsos Jesuses”, mas falsos Cristos – seres ungidos – ungidos falsamente quanto á Palavra. Serão ungidos denominacionalmente, porém não da Palavra; porque a Palavra dará testemunho de Si mesma. Não necessita de mais nada; ela só dá testemunho de Si mesma. E virão falsos ungidos (Vocês já me têm ouvido pregar sobre isso).


A ERA DA IGREJA DE LAODICEIA
William M. Branham
11 de Dezembro de 1960
Tabernáculo Branham
Jefersonville – Indiana – U.S.A

142 – Agora podemos ver porque houve duas vinhas, uma verdadeira e uma falsa. Também podemos ver porque Abraão teve dois filhos, um segundo a carne, ( o qual perseguiu Isaque ) e um  segundo a promessa. Agora podemos ver como dos mesmos pais nasceram dois filhos gêmeos, um conhecendo e amando as coisas de Deus, e o outro conhecendo muito das mesmas verdades porém não do mesmo Espírito; e por conseguinte, perseguindo ao filho eleito. Deus não reprovou simplesmente pelo fato de reprovar. Ele reprovou por causa do eleito. Um eleito não pode perseguir a outro eleito. Um eleito não pode causar dano a outro eleito. São os reprovados que perseguem e destroem aos eleitos. Oh, aqueles reprovados são religiosos. Eles são espertos. Eles são da descendência de Caim, a semente da serpente. Eles edificam suas Babéis, suas cidades, e seus domínios, e todo o tempo invocando a Deus. Odeiam a semente verdadeira e farão todo o possível ( mesmo no Nome do Senhor ) para destruir aos eleitos de Deus. Mas eles são necessitados. “Que tem a ver a palha com o trigo?” Se não há palha, então não há trigo. Porém no fim, que sucede com a palha? É queimada com um fogo inextinguível. E o trigo? Onde está o trigo? O trigo é juntado em Seu celeiro. É onde Ele está.

143 – Oh, eleito de Deus, guarde-se. Estude bem. Seja cuidadoso. Opere sua salvação com temor e tremor. Confie em Deus e seja forte em Seu poder. Seu adversário, o diabo, está neste instante a seu derredor bramando como um leão buscando a quem possa devorar. Vigie em oração e esteja firme. Este é o tempo final. Ambas, a verdadeira e falsa vinha estão amadurecendo. Mas antes que o trigo amadureça, aqueles joios maduros serão atados em feixe para o fogo. Vejam, eles estão todos se unindo ao Concílio Mundial de Igrejas. Esta é amarradura. Logo virá o armazenamento do trigo. Mas neste instante os dois espíritos estão trabalhando nas duas vinhas. Saiam do meio do joio. Comecem a vencer aquilo que você possa ter considerado como agradável ao seu Senhor, e qualifique-se para reinar e governar com Ele.

tabernaculo-4 - Copia

Posted in Sem categoria.

Deixe seu comentário

Loading Facebook Comments ...
Loading Disqus Comments ...

O TRIGO E O JOIO – A DIFERENÇA NATURAL E ESPIRITUAL


UM RESUMO DAS SETE ERAS
dezembro de 1960
Jeffersonville – Indiana – E.U.A.
Tradução – GO

07 – O nascimento da igreja foi no dia de Pentecostes. Ao primeiro Adão foi dado uma noiva virgem diretamente da mão de Deus, e ela foi livre de mancha por um breve tempo. Agora, a Cristo, o último Adão foi dado uma esposa pura e virgem no Pentecostes; e ela se manteve separada e sem mancha por um tempo.

Quanto aos outros ninguém ousava ajuntar-se com eles.

Atos 5:13

E todos os dias acrescentava o Senhor à igreja aqueles que se haviam de salvar.

Atos 2:47

08 – Não sabemos por quanto tempo continuou isto, mas um dia, assim como Eva foi tentada e enganada por Satanás, a igreja foi contaminada pela entrada de um espírito anticristo.

Mas este é o espírito do anticristo, do qual já ouvistes que há de vir, e eis que está já no mundo.

I João 4:3

09 – E Jesus disse, com relação a sua noiva naquela primeira era,

Tenho, porém, contra ti que deixaste a teu primeiro amor.

Lembra-te pois donde caíste, e arrepende-te, e pratica as primeiras obras; quando não, brevemente a ti virei, e tirarei do seu lugar o teu castiçal, se não te arrependeres.

Apocalipse 2: 4-5

10 – Na primeira era a igreja já era uma “mulher caída.” Assim como Satanás conheceu a Eva antes que Adão, agora Satanás havia enganado a igreja, a Noiva de Cristo, antes da “Ceia das Bodas do Cordeiro”. E o que realmente entrara no meio dela causando sua queda? Nada mais, nada menos que Apocalipse 2:6: “As obras dos Nicolaítas”. A primeira era já havia apartado de seguir a pura Palavra de Deus. Eles se voltaram contra a exigência de Deus de uma igreja completamente dependente Dele (dependente inteiramente de Deus para o cumprimento de Sua Palavra do princípio até o fim, independentemente de governo humano) para o Nicolaísmo, que é organização de um governo humano dentro da igreja que como todos os governos fazem, legisla sobre o povo. Eles fizeram exatamente o que Israel também fizera. Eles tomaram o expediente do governo humano em vez da Palavra e o Espírito.

11 – A morte havia entrado. Como sabemos? Ouvimos a Voz do Espírito que saiu naquela primeira era para que todos ouvissem, como Ele está chamando, “Ao que vencer, darei a comer da árvore da vida, que está no Paraíso de Deus”. A igreja já havia bebido demasiadamente da árvore da morte (ou a falsa vinha denominacional) cujo fim é o lago de fogo. Porém agora já não há querubins com espadas inflamadas para guardar a Árvore da Vida. Deus agora não se aparta do meio da igreja, como Ele se apartou do Éden. Oh,  não, Ele estará no meio de Sua Igreja, até a Era final. E até aquele tempo Ele chama a todos.

12 – Agora aqui temos que ter muito cuidado. Esta mensagem ao anjo da igreja que está em Éfeso, não é uma mensagem à igreja local de Éfeso. Mas é uma mensagem para a era. Aquela era tinha nela a semente da verdade e a semente do erro exatamente como na parábola do joio e do trigo. As Eras da Igreja são o campo, e neste campo há trigo e joio. A igreja falsa se organizou, humanizou o governo e a Palavra, e pelejaram contra o verdadeiro cristão.

13 – O joio sempre prospera mais que o trigo ou que qualquer outra planta cultivada. A igreja do joio cresceu rapidamente nesta primeira era. Porém a igreja do trigo também estava prosperando. No fim da primeira era, os atos dos Nicolaítas estavam aumentando nas igrejas locais da falsa vinha, e isto juntamente com acrescentados esforços de difundir sua influência fora de seu próprio corpo de crentes. Sua influência foi conhecida entre a igreja verdadeira, porque homens como o venerável Policarpo estavam chamando “bispo”, implicando neste título uma referência que não se encontrava na Palavra. Também nessa era, a igreja havia perdido seu primeiro amor. Aquele amor foi tipificado como o amor entre esposo e esposa no tempo do matrimônio e no tempo dos primeiros anos de sua vida conjugal. Houve um esfriamento daquele amor e abandono completo para Deus.

14 – Porém observe. Apocalipse 2 : 1, descreve ao Senhor Jesus em meio de Sua igreja sustentando os mensageiros em Sua mão direita. Ele não abandona a igreja porque ela tem caído e porque a igreja coletiva chegou a um estado de mistura do verdadeiro com o falso. Ela é Dele. E segundo Romanos 14: 7 – 9, isto é exatamente a verdade.

Porque nenhum de nós vive  para si, e nenhum morre para si

Porque, se vivemos para o Senhor vivemos: se morremos, para o Senhor morremos. De sorte que, ou vivamos ou morramos, somos do Senhor.

Foi para isto que morreu Cristo, e tornou a viver, para ser Senhor, tanto dos mortos, como dos vivos.

Romanos 14:7-9

15 – Na cruz Ele comprou ao mundo todo de pessoas. Eles são Seus. Ele é o Senhor dos vivos e dos mortos (quanto ao domínio, não parentesco). E Ele anda em meio daquele corpo que tem entre si a vida e a morte.

16 – O que foi semeado na primeira era, se desenrolará na segunda e progressivamente nas demais eras até que chegue ao amadurecimento e logo a colheita. Agora na era de Esmirna, estamos sob a expectativa da história da igreja coletiva numa forma mais ampla e mais clara por meio de uma revelação do Espírito.

17 – Nesta era o ódio da falsa vinha aumenta. Através do versículo 9, vemos que se têm separado da companhia da verdadeira vinha. Se apartaram deles. Eram mentirosos. Chamavam a si mesmos do que não eram. Porém, os destruiu Deus? Não. “Deixai-os até o tempo da ceifa.”

18 – “Porém Senhor, eles devem ser aniquilados porque estão destruindo a Teu povo. Eles os estão matando.”

19 – “Não, deixai-os. Mas para minha noiva eu digo: “Sê fiel até a morte. Ama-me mais ainda.”

20 – Aprendemos em termos bem precisos que esta falsa vinha é a vinha de Satanás. Seu ajuntamento é dele (Satanás). Eles se reúnem no Nome de Deus e mentem dizendo que são de Cristo. Pregam, ensinam, batizam, adoram e participam de vários ritos dados por Cristo à igreja, no entanto, não são de Deus. Mas porque dizem que são, Deus os considera responsáveis e em cada era Ele fala deles, e a eles. Nos faz recordar a Balaão. Ele ocupava o ofício profético. Ele conhecia a maneira correta de chegar a Deus como foi demonstrado no sacrifício dos animais limpos. No entanto, ele não foi um verdadeiro profeta da Palavra porque quando Deus lhe disse que não fosse honrar a Balaque com sua presença, ele de todos os modos buscou a maneira de ir porque foi motivado por seu desejo de ouro e prestígio. Então Deus lhe deixou ir. A perfeita vontade de Deus deu lugar à vontade permissiva de Deus por causa do “desejo do coração” de Balaão. Deus disse claramente: “Vá “. Mudou Deus Seu modo de pensar? Não senhor. Deus alcançara Sua vontade apesar da ida  de Balaão. Balaão não anulou a vontade de Deus. Não obstante Deus tinha sua maneira. Foi Balaão quem saiu perdendo porque ele passou por alto a Palavra. E hoje em dia temos a mesma coisa. Mulheres pregadoras, organizações, doutrinas falsas, etc., e as pessoas adorando a Deus, manifestando no Espírito, e seguindo adiante como fez Balaão, clamando que Deus lhes tem falado mesmo quando a comissão que têm recebido é contrária à Palavra revelada. E eu não nego que Deus lhes tem falado. Porém é exatamente como quando Ele falou a Balaão pela segunda vez. Assim como Ele sabia que Balaão queria o desejo de seu próprio coração mais que a Palavra, e concedeu-lhe ainda que no fim Ele teria Sua própria Vontade; também hoje em dia Deus diz às pessoas que prossigam com o desejo de seus corações, porque já têm rejeitado a Palavra. Porém, apesar de tudo, a Vontade de Deus se cumprirá. Amém. Oxalá possa você ver isso. Não somente esclarecerá muito do que se tem visto através das eras, mas nos ajudará especialmente nesta última era quando temos grande quantidade de manifestações externas, mesmo quando a época inteira está oposta à “Vontade revelada pela Palavra” de Deus.


O PROFETA DO SÉCULO XX

52 – Todo Israel não é Israel. Israel quer dizer: “Príncipe com Deus”. Multidões levaram este nome naquele tempo tal como no tempo de Elias, porém isso não os fazia verdadeiros Israelitas. Naquele tempo talvez pudessem haver cinco milhões de Israelitas segunda a carne, porém só haviam sete mil verdadeiros Israelitas que não dobraram seus joelhos a Baal. Hoje temos a mesma situação de ontem.

53 – O pescador sai a pescar e lança suas redes. Nas redes entram toda classe de peixes. Ele colhe enguias, serpentes, tartarugas, caranguejos, lagostas, camarões, rãs, etc., porém também entram peixes. Um pastor tem um rebanho no qual há tanto ovelhas como cabritos. O agricultor tem um campo no qual há trigo e joio. Desta maneira simples, podemos ver que todos os que levam o nome de “cristãos”, ainda quando se qualificam pelo simples fato de crerem no nascimento virginal, no sacrifício expiatório, no batismo do Espírito, etc., não são somente nascidos da Palavra, nem cristãos cheios do Espírito.

54 – Hoje em dia nós temos cristãos de segunda, quarta, quinta, e até décima geração; porém Deus não tem netos, só tem filhos. Portanto, a igreja hoje é cristã na carne, tal como foi Israel, porém a igreja que é verdadeiramente o Corpo de Jesus Cristo é somente uma parte dessa enorme multidão, e como os sete mil do tempo de Elias, estes de agora são um povo espiritual. Porém assim como o Israel de então pretendia falar como instrumento de Deus, e adorar-lhe e regular a ordem do culto em seu dia, pela mesma forma, a igreja nominal de hoje, pretende falar por Deus, pretende adorar-lhe e regular a adoração tal como é sabido por nós.


O FUTURO LAR DO NOIVO CELESTIAL E DA NOIVA TERREAL
William M. Branham
02 de Agosto de 1964
Tabernáculo Branham
Jeffersonville – Indiana – U.S.A.

146 – Isto é como muitas vezes os irmãos ficam confundidos sobre a interpretação de línguas e coisas. Veja, eles dizem coisas que não estão corretas, eles não entendem que aquilo é Satanás. Você diz, “No Jardim de Deus?” Simplesmente aguarde até que cheguemos a isto. Encontraremos se é ou não é.

147 – Os joios e o trigo crescem no mesmo campo; ambos vivem pelo mesmo sol e pela mesma chuva. Vêem?

148 – “Mas se houver entre vós um que seja um profeta, Eu, o Senhor, falarei a ele; e se aquilo que ele diz acontece, então aquele sou Eu, porque ele não está expressando seus próprios, ele está expressando Meus pensamentos! Meus atributos são as coisas que hão de vir – uso sua boca para expressá-los! E após dizê-las, elas tem que acontecer! Os céus e a terra passarão, mas Minha palavra nunca falhará”.


COISAS QUE HÃO DE SER
William M. Branham
05 de Dezembro de 1965
Rialto – Califórnia – U.S.A.

102 – Recordem, a chuva cai sobre os justos e os injustos. A mesma chuva que fará um grão de trigo brotar, fará também com que o do carrapicho brote. Vêem? O que é isto? Dentro daquela semente há uma natureza, e aquela natureza mostra a si mesma. Isto pode estar no mesmo campo, exatamente lá com o joio. O joio e o trigo crescem juntos, regozijam da mesma maneira. Tem sua cabeça inclinada sedenta por um gole. E a chuva vem; o joio pode gritar da mesma altura que o trigo pode. Mas pelos seus frutos os conhecereis. Vêem?


A SEMENTE DE DISCREPÂNCIA
William M. Branham
18 de Janeiro de 1965
Segunda-Feira – Noite
Phoenix – Arizona – U.S.A.

04 – E nós também sabemos que Ele interpretou, no verso 36 e – e ao 43, como que essa semente amadureceu. E enquanto nós estamos nisto, vamos somente ler isso também, verso 36 agora até ao 43.

E quando havia despedido a multidão, Ele foi para casa. E chegaram ao pé dele os seus discípulos, dizendo: Explica-nos a parábola do joio do campo.

E ele, respondendo, disse-lhes: O que semeia a boa semente é o Filho do homem;

E o campo é o mundo; e a boa semente são os filhos do reino; e o joio são os filhos do maligno;

O inimigo, que o semeia, é o diabo; e a ceifa é o fim do mundo; e os ceifeiros são os anjos.

Assim como o joio é colhido e queimado no fogo, assim será na consumação deste mundo.

Mandará o Filho do homem os seus anjos, e eles colherão do seu reino tudo o que causa escândalo, e os que cometem iniqüidade.

E lança-los-ão no fogo, na fornalha de fogo; e ali haverá choro, ou pranto e ranger de dentes.

Então os justos resplandecerão como o sol, no reino do seu Pai. Quem tem ouvido… ouça.

05 – Isso é Jesus dando a interpretação da parábola, Ele mesmo, portanto nós sabemos então o que significa a interpretação. E agora enquanto nós nos aproximamos disto, desta semeadura da semente e – e a ceifa, agora Ele interpreta isto. E então eu creio que Jesus estava falando esta parábola em Seu dia, porém estava querendo dizer que isto havia de ser no fim do mundo, ou, no fim da era, o qual é este dia. E eu creio que este pequeno texto de hoje à noite é muito apropriado para a hora em que estamos vivendo, porque Jesus claramente disse aqui que “a ceifa seria no fim deste mundo”, que isso é quando seria o fim; a ceifa do trigo, e também a ceifa do joio e a queima deles, e para recolher o trigo ao Reino. E eu creio que isto foi desta maneira.

06 – E uma outra Escritura me leva a crer desta maneira, eu tenho anotada aqui, é Mateus 24: 24, aonde disse, falando sobre o – o assento, a semente de discrepância, Jesus disse que as duas seriam tão parecidas até que isto enganaria o próprio Eleito se fosse possível. Quase exatamente iguais.

07 – Um outro lugar na Escritura onde está escrito, que a chuva cai sobre o justo e o injusto.

08 – Eu me lembro da minha primeira experiência de haver estado entre o povo pentecostal. Eu estava em Mishawaka, Indiana. E eu estava em uma grande convenção, um lugar quase como este, aonde o norte e o sul se haviam reunido. Porque naqueles dias, da segregação, eles tinham que se encontrarem lá em cima. Eram dois grandes grupos dos irmãos pentecostais. Eu nunca tinha ouvido deles nem os tinha conhecido antes. Foi a primeira vez que ouvi o falar em línguas. E no fim da fila, da convenção… Eu não sendo um membro entre eles, eu era somente um jovem ministro batista, eu me assentei bem atrás. E eu me lembro da primeira vez que eu ouvi alguém falar em línguas, eu nem mesmo sabia sobre o que – sobre o que era tudo isto. E então estes dois homens, principalmente, se levantaram na frente, um falava em línguas e o outro interpretava o que o homem dizia. Bem, eu somente comecei a estudar a minha Bíblia o tanto que eu podia, naquele mesmo instante, e descobri que isso era bíblico. Isso é exatamente o que a Escritura, o Espírito Santo faria.

09 – Bem, quase um dia depois disso. Naquela noite o meu coração ficou tão inflamado. Eu dormi em um campo de milho. Eu não tinha suficiente dinheiro para conseguir um – um – um pouso, assim que eu tinha suficiente dinheiro para chegar em casa, eu comprei algumas roscas amanhecidas um par de dias, ou eram pãezinhos e… para o café da manhã. Como eu fui convidado a comer com eles, porém eu não tinha dinheiro para ajudar. Naqueles dias, isso foi na depressão, 1933, assim que foram – foram momentos mui difíceis. E deste modo eu pensei: “Bem, como? Eu não desejo comer com eles, porém eu desejo saber o que eles tem. Eles tem algo que eu não tenho”.

10 – Assim que naquela manhã me foi… eles me pediram: “Todos os ministros venham à plataforma e somente se identifiquem, quem são, de onde são”.

11 – Bem, eu – eu somente disse: “William Branham, evangelista, Jeffersonville”; me assentei. Bem, naquele tempo eu era o evangelista mais jovem na plataforma. E no dia seguinte eles me chamaram à plataforma para falar. E então depois que eu falei, ora, nós tivemos ótimos momentos, e então eu comecei a conhecer diferentes pessoas me convidando para as suas igrejas. Então depois que eles…

12 – Depois disso, bem, eu pensei: “Se eu pudesse somente chegar onde estes dois homens mais importantes estavam, os quais falaram em línguas e interpretaram!” Isso estava queimando em meu coração, eu desejava muitíssimo isto. Bem, como eu havia lhes dito no princípio, um pequeno dom que você utiliza. Vocês sabem, dons e vocações são sem arrependimento, você os tem toda a sua vida, está vendo? Você nasce com eles, se eles são dons de Deus. Deste modo eu sempre, desde que eu era um bebezinho, isto sempre sucedeu para mim, as pessoas que me conhecem a minha vida inteira, elas sabem que isso é verdade. Bem, se eu pensasse… Eu não sabia o que isto era naquele tempo, chamava isto de visão, eu somente não sabia o que era. Porém eu pensava: “Se eu pudesse conseguir falar com eles!” Bem, e o espírito que estava no edifício se sentia como se fosse verdadeiramente o Espírito de Deus.

13 – Deste modo eu – eu consegui falar com um deles, e eu lhe fiz algumas perguntas, e ele era um Cristão verdadeiramente genuíno. Não havia nenhuma dúvida sobre isso, esse homem era um verdadeiro crente. E o próximo homem, quando eu falei com ele, se eu alguma vez encontrei um hipócrita, esse era um deles. Esse homem era realmente… Sua esposa era uma mulher de cabelos loiros, e ele tinha filhos com… dois filhos com uma mulher de cabelos pretos. E eu pensei: “Bem, e agora? Aqui está, eu estou – eu estou todo confuso. Eu sou um fundamentalista; isto tem que ser a Palavra, ou isto não é correto. e aqui está esse Espírito, um soou, de acordo com tudo que eu conheço, genuíno; e o outro não era bom de modo algum; e o Espírito caindo sobre ambos. Agora, como isso pode ser?” Eu… isto me havia confundido.

14 – Dois anos mais tarde, eu havia estado orando em uma caverna aonde eu ia orar. Havia poeira na caverna, e numa tarde eu saí, coloquei a minha Bíblia sobre um tronco, e o vento abriu-A em Hebreus, no 6° capítulo. O qual dizia, que nos últimos dias, como isto seria se nós recaíssemos da Verdade e nos renovássemos novamente ao arrependimento, que já não havia mais sacrifício para o pecado, e como que espinhos e abrolhos, os quais estavam perto da rejeição, cujo fim é ser queimado; porém a chuva que vem sobre a terra, freqüentemente, para regá-la, para lavrá-la; porém os espinhos e abrolhos seriam rejeitados, porém o trigo seria recolhido. E eu pensei: “Bem, isto é somente o vento que por acaso abriu nisso”. Bem, agora eu somente…”E aqui veio o vento e abriu a Bíblia. Isto sucedeu três vezes. E eu pensei:” Bem, agora, isso é estranho ““.

15 – E então quando eu levantei, e eu pensei: “Senhor, porque Tu abririas essa Bíblia para eu ler isso, eu… quando eu cheguei a essa palavra, ‘espinhos e abrolhos, os quais estão perto da rejeição, cujo fim é ser queimado’?” Eu pensei: “Por que Tu abririas isso para mim ali?” E enquanto estava olhando de lado a lado…

16 – Agora, estas verdadeiras visões vem sem engrenar em outra velocidade. Isso é somente Deus. Está vendo? Eu olhei e vi uma terra que estava girando na minha frente, e eu havia visto que ela estava toda arada. Havia um homem vestido de branco, que saiu em volta semeando trigo. E depois que ele foi em volta da curvatura da terra; ali veio um homem, parecia horrível, e ele estava vestido de preto, e ele estava lançando semente de ervas daninhas por toda a parte da terra. Ambos cresceram juntos. E quando surgiram, ambos tinham sede, porque uma chuva era necessária. E cada um parecia como se estivesse orando, com sua pequena cabeça inclinada: “Senhor, envia a chuva, envia a chuva”. E as grandes nuvens surgiram, e a chuva caiu sobre ambos. Quando a chuva caiu, o pequeno trigo se levantou e começou a dizer: “Louvado seja o Senhor! Louvado seja o Senhor!” E a pequena erva daninha se levantou exatamente do mesmo lado, e disse: “Louvado seja o Senhor! Louvado seja o Senhor!”

17 – E então a visão foi interrompida. A chuva cai sobre o justo e o injusto. O mesmo Espírito pode cair em um encontro, e todos se regozijarem nisto: hipócritas, Cristãos, e todos juntos. Exatamente correto. Porém o que é isto? Pelos seus frutos eles são conhecidos. Está vendo? Essa é a única maneira que isto pode alguma vez ser conhecido.

18 – Então você vê isso agora, pois que a aveia brava, ou trigo bravo e o grão algumas vezes personifica um grão doméstico e genuíno, tão parecidos que isto enganaria o próprio Eleito. Eu penso que nós estamos vivendo em uma era oportuna, quando estas coisas deveriam ser pregadas e faladas.

19 – Notem no verso 41, os dois também muito parecidos, tão parecidos nos últimos dias até que Ele não fez… Ele não poderia depender de alguma certa igreja para separá-los, digamos os metodistas ou os batistas, ou os pentecostais, para separá-los. Ele disse: “Que Ele envia os Seus anjos para separá-los”. Um anjo está vindo para trazer a separação, a segregação entre o bem e o mal. E ninguém pode fazer isso a não ser o Anjo do Senhor. Ele é Aquele que vai dizer qual é o certo e qual é o errado. Deus disse que Ele enviará os Seus anjos nos últimos tempos. Não anjos descendo através daqui, porém anjos no último tempo, e juntaria em molhos. Nós sabemos que isto é a vinda do tempo da ceara agora. Agora, um anjo realmente é interpretado um “mensageiro”. E nós vemos que há sete anjos das sete igrejas, e agora… Não, através das eras da igreja.

20 – Notem quem Ele disse que os semeadores eram, e também o que era a semente. Primeiro, o semeador era Ele, o Filho de Deus, quem foi semeando Semente. E um inimigo veio através Dele, o qual era o Diabo, e semeou a semente de discrepância, detrás da semeadura da Semente correta. Agora, amigos, isso tem sucedido através de cada era desde que nós temos tido um mundo. Exatamente. Desde o princípio, isto começou a mesma coisa.

21 – Agora Ele disse: “A Semente de Deus, a Palavra de Deus”. Jesus disse, em um certo lugar, que “A Palavra é uma Semente”. E cada semente produzirá segundo a sua espécie. E agora se o Cristão, os filhos de Deus, os filhos de Reino tem que se tornar a Semente de Deus, então eles devem ser a Palavra de Deus, a Palavra de Deus manifestada na era em que eles estão vivendo, para a Semente prometida dessa era. Deus deu a Sua Palavra no princípio, e cada era tem tido a sua Semente, seu tempo, suas promessas.

83 – Então um dia lá em cima no Green’s Mill, eu estava ali em cima orando na minha caverna, não por aquilo, e eu sai e coloquei minha Bíblia ali em cima. Eu… Estava mofado dentro da caverna e eu queria um pouco da luz do sol, e isto era a tarde, e eu sai e coloquei a minha Bíblia ali. Eu ia ler um pouquinho, em um tronco caído ali colina abaixo. E eu apenas coloquei a Bíblia ali, e comecei a ler. E o vento soprou, e soprou Aquilo para Hebreus capitulo 6. Eu pensei, “Talvez o Senhor deseja que eu leia aquilo”. Eu li isto.

84 – “Nós que uma vez fomos iluminados, fomos feitos participantes do Espírito Santo, vendo que recaímos… para nos renovarmos outra vez para o arrependimento. A chuva… a terra produz frutos e a chuva cai para regá-la, e a que produz espinhos e abrolhos é ajuntada e reprovada, o seu fim é ser queimada”. Algo mais ou menos assim.

85 – Bem, eu li isto e pensei, “Bem, louvado seja o Senhor”. Eu virei para outro, e pensei, “Bem, vou apenas ler aqui em outra parte”. Eu a coloquei assim, esfreguei os meus olhos, o vento soprou aquilo de volta para Hebreus 6 outra vez. Bem, aquilo aconteceu três ou quatro vezes, de qualquer modo umas três. Eu pensei, “Eu não vejo nada de errado com isto. O que há ali?”

86 – Apenas deixe-me, você pode… Você já leu isto muitas vezes, Hebreus 6, “Espinhos e Abrolhos. A chuva sempre cai para regá-la, para cobri-la, vêem, para seus frutos. Porém os espinhos e abrolhos que são ajuntados e queimados”.

87 – Eu  não pude obter nada daquilo. Pensei, “Bem, espinhos e abrolhos para serem queimados, Deus leva o Seu Trigo para o depósito, e pronto”. Disse, “Eu não vejo nada naquilo”.

88 – Eu estava assentado ali, eu estava olhando para fora assim, e uma visão veio diante de mim. E eu vi um mundo girando assim, e estava todo arado e pronto para ser plantado. E um homem vestido em um manto branco, com a cabeça inclinada em direção a um saco de alimento, ou melhor, um saco de semente, ele estava seguindo. E eu não sei se alguém de vocês recorda do velho sistema de semear a mão, como você… Eu vi papai fazer isto. Lançar aquilo com as suas mãos assim, e elas simplesmente caiam no chão, aquelas sementes assim. Bem, este homem estava semeando sementes assim. E logo que ele ia seguindo, logo atrás dele vinha o trigo crescendo.

89 – Bem, logo que ele completou a curvatura da terra, eu vi algo negro surgindo, como uma lua preta. E eu olhei, e isto ficou mais perto, isto era um – um homem, totalmente negro, vestido de preto. Ele estava movendo-se de modo despercebido, olhando assim. E ele tinha um saco de sementes, só que ali, ele tinha ervas daninhas. E ele as semeava no meio deste trigo assim, jogando-a primeiro para um lado e para o outro. E atrás dele crescia as ervas daninhas, abrolhos, espinhos, carrapichos, e tudo mais.

90 – Bem, eu pensei, “É uma vergonha para aquele homem fazer uma coisa como aquela”. Na visão, eu não estava pensando em isto ser escriturístico, vêem. E eu disse, “Aquele sujeito está semeando aquelas sementes no campo de trigo daquele homem”.

91 – Então ficou bastante quente. O pequeno trigo levantou sua cabeça e fez “huh, huh, huh”, assim, apenas ofegante assim procurando fôlego. O pequeno joio levantou sua cabeça, “huh, huh, huh”, ele arquejava por água, também. Todos oravam pela chuva.

92 – Após algum tempo isto… Uma grande nuvem e trovões apareceu e simplesmente despejou, e quando isto aconteceu, a chuva atingiu a terra. E o pequeno trigo começou a pular para cima e para baixo, gritando, “Aleluia! Louvado seja o Senhor! Aleluia! Louvado seja o Senhor!” E o pequeno joio gritou, “Louvado seja o Senhor”, se endireitou imediatamente, a vida veio para a erva daninha da mesma forma como para o trigo.

93 – E então a Escritura chegou, “A chuva cai sobre o justo e o injusto”. Ali eu compreendi aquilo. Vêem?

94 – Isto, se uma pessoa está assentada em uma congregação, um espírito pode cair sobre aquela pessoa, e mesmo você sabendo que ela está errada e que não vive o tipo correto de vida, seja cuidadoso com o que você diz sobre aquele espírito, pode sr o Espírito Santo. Não julgue o – o espírito pela pessoa. A pessoa pode estar errada mas, agora, a Bíblia não diz, “A chuva cai sobre o justo e o injusto?” Jesus não disse, quando os campos forem plantados, “Deixe-os crescer juntos. E naquele dia os anjos serão enviados e tomarão todo o joio e o queimarão e o Trigo será armazenado?” Pelos seus frutos os conhecereis. Você pode saber em seu coração. Continue tentando tratar com aquela pessoa.


PERGUNTAS E RESPOSTAS – NÚMERO 12
William M. Branham
12 de Janeiro de 1961
Jeffersonville – Indiana – U.S.A.

203 – Agora, agora, deixe-me apenas lhe ajudar um pouquinho, irmão Stricker, aqui. Vêem? Sempre… Nunca julgue nada através de sentimentos, vê você. Julgue isto pelos seus atributos, vê você; se produz frutos, veja você. Porque às vezes…

204 – Naturalmente, nós sabemos que existem coisas que você sente, aquele sentimento fantasmagórico. Eu mesmo sinto isto, e, rapaz, eu começo a me afastar bem – bem  devagar, você sabe. Porém eu não digo nada. Apenas deixo aquilo de um lado porque eu não sei o que aquilo pode ser, vê você, até eu saber o que é aquilo.

205 – Agora, como muitas pessoas dizem, “Ora! irmão, eu sei que tenho o Espírito Santo! Louvado seja Deus!” E eles continuam a não ter o Espírito Santo. Eles poderiam falar em línguas, e tudo mais, e gritarem e dançarem no Espírito, e continuarem a não ter o Espírito Santo. Porque a chuva cai sobre o justo e os injustos. Não é através de sentimentos, é através de seus frutos.

206 – Digamos que há… Recordem minha visão sobre aquilo? Como que… Hebreus 6, vê você, “A chuva que sempre cai sobre a terra é para regá-la, para isso que ela cai, porém os espinhos são ajuntados para a rejeição e seu fim é o fogo”.

207 – Me desculpem, vou deixar entrar um pouco de ar, eu sei que vocês todos estão ficando cansados e com sono. Então agora, esperem, eu terei que apressar com isto um pouquinho mais ou não as farei. Isto tem… Estamos quase na base de – de tudo isto, e aqui está cheio. Mas elas… Vêem, o…

208 – Aqui está um- um campo cheio de trigo. E neste campo é semeado carrapicho, cardos, ervas daninhas e outras coisas. Bem, a falta de chuva está ali. Agora, o carrapicho e o cardo não sentem a mesma sede que sente o trigo?  E aquele tipo de chuva é… uma chuva cai sobre o trigo e então uma chuva especial cai sobre o cardo? É isto certo? Não, a mesma chuva cai sobre ele. É isto certo? O mesmo Espírito que cai sobre o hipócrita cai sobre o cristão, a mesma coisa. Mas pelos seus “frutos”! Isto entrou, irmão?

209 – A evidência do Espírito Santo é o fruto Disto, o fruto do Espírito, isto… Bem, agora, você diz, “Eu sou o talo, sou o cardo. Sou tão talo quanto aquele trigo é um talo”. Mas que tipo de vida está em você? A vida que está nisto produz espinhos, sempre agitando e cortando, e muito vil e ruim, e tudo mais. Vêem o que quero dizer? Arrogante, vêem, este não é o fruto do Espírito . O fruto do Espírito é a mansidão, paciência, bondade, vêem tudo  isto. Vêem?

210 – Ele pode dizer, “Bem, eu posso gritar tão alto o quanto você pode. Bendito seja Deus, o Espírito Santo cai sobre mim!” Aquilo pode ser tudo verdade, porém a vida que ele vive não está de acordo com aquilo que ele está dizendo. Vêem? Ele era uma erva daninha, para começar ele era uma erva daninha.

211 – Agora, chegamos em uma grande pergunta agora, vêem, sobre eleição, vê você. Então aquilo… Tem que ser aquilo. Você compreende aquilo.

212 – Para começar eles eram um cardo; para começar ele era um trigo. Então a seca estava alí; e a chuva caiu sobre os justos e injustos. Tudo bem, entendeu isto?


PERGUNTAS E RESPOSTAS Nº. 3
William M. Branham
30 de Agosto de 1964
Tabernáculo Branham
Domingo – Manhã
Jeffersonville – Indiana – U.S.A.

65 – Agora, a chuva cai sobre os justos e os injustos. O sol brilha sobre o perverso e o bom. A chuva cai para amadurecer a plantação; ela também amadurece o joio, a mesma chuva. O Espírito Santo pode cair em um grupo de pessoas, e falar em línguas, e fazer aquilo exatamente correto, expandir-se entre as pessoas, e fazê-las profetizar, e ser exatamente a verdade. Isto é exatamente correto!

66 – Às vezes, você pode ir a um – uma feiticeira ou uma médium, e eles podem dizer algo que seja exatamente certo. Veja aquela pitoniza de Endor. Saul… Pode ser exatamente a verdade; aquilo continua a não ser isto. Elas são feiticeiras. Falando em línguas, tenho visto demônios falarem em línguas, e escreverem em línguas desconhecidas. Isto não quer dizer nada. Mas a coisa real é aquela Palavra outra vez. Volte para aquela Palavra!

67 – Então, você pode fazer estas coisas sem a Palavra. Mas quando você recebe a Palavra, e Ela faz isto, então observe isto acontecer exatamente, exatamente a coisa correta. Vêem? Então você estará exatamente na fila.

68 – Sim, o Espírito Santo usa estas pessoas como são apontadas através de Sua própria sabedoria Divina. Mas a primeira coisa…


OS UNGIDOS DOS ÚLTIMOS DIAS
William M. Branham
25 de Julho de 1965
Tabernáculo Branham
Jeffersonville – Indiana – U.S.A.

25 – Agora, um que é ungido é “um que traz uma mensagem”. E a única maneira em que a mensagem se pode expor é por meio de um que está ungido; e esse seria um profeta – ungido. “E se levantarão falsos mestres ungidos”. Um profeta ensina o que é sua mensagem – mestres ungidos, cristo, plural. E se há tal coisa como um Cristo, singular, então estes teriam que ser a diferença, porque são ungidos, ungidos.

26 – Agora, como uma lição de escola dominical, queremos tratar de trazer isto a uma verdadeira culminação por meio das Escrituras, não por meio do que outra pessoa tem dito sobre isso, mas somente lendo as Escrituras.

27 – Você pode dizer, “Como pode ser isto? Seriam os ungidos… Quem eram?” Cristos – c- r-i-s-t-o-s, cristos ungidos e falsos profetas.

28 – Jesus disse que a chuva cai sobre os justos e os injustos. Agora, alguém me poderia dizer, “Crê você que essa unção que está sobre essa gente quer dizer que é a unção do Espírito Santo?” Sim, senhor, o verdadeiro Espírito Santo de Deus sobre uma pessoa, e sem dúvida são falsos. Agora, escutem bem e vejam o que disse, “Eles farão grandes sinais e prodígios, de tal maneira que se possível, enganariam até os escolhidos.” E eles estão ungidos com o verdadeiro Espírito Santo! Eu sei que isto soa muito insensato, mas vamos tomar é absolutamente ASSIM DIZ O SENHOR, a Verdade.


ESTREITA É A PORTA
William M. Branham
01 de Março de 1959
Tabernáculo Branham
Domingo – Manhã
Jeffersonville – Indiana – U.S.A.

98 – Não há mais sinceridade entre os Cristãos. Eles desejam dizer: “Eu sou um metodista, eu sou um batista, eu sou um pentecostal,” isso não significa [O Irmão Branham estala os seus dedos – Ed.] isso para Deus.

99 – “Eu falei em línguas, eu fiz milagres.” Nós colocamos toda a ênfase sobre isso, quando isso é uma das coisas mais ofuscantes que eles poderiam fazer. Certamente. A chuva cai sobre o justo da mesma maneira como sobre o injusto. A chuva molha a colheita da mesma maneira que molha o joio, Roy. A mesma chuva, o mesmo Espírito Santo cai sobre as pessoas. Isso ainda assim não significa…A sua natureza tem de ser diferente, do lado de dentro para fora. Não uma manifestação ou demonstração exterior, porém o Espírito do lado de dentro do Deus vivo que faz essa pessoa uma nova criatura, que humilha o coração dele ou dela perante Deus.


DESESPEROS
William M. Branham
01 de Setembro de 1963
Tabernáculo Branham
Domingo – Noite
Jeffersonville – Indiana – U.S.A.

85 – Pode haver homens e mulheres assentados aqui esta noite, que está, a morte está bem na frente de vocês. E a única maneira pela qual você alguma vez estará apto a alcançar a coisa que você está querendo, é vir desesperadamente. “Eu tenho de ter isto, esta noite. Ou eu o consigo agora, ou estou arruinado. Amanhã é muito tarde. Tenho de tê-lo agora!”

Quando você ora pelo batismo do Espírito Santo, o Sinal, não diga: “Bem, agora eu subirei e tentarei. Senhor, eu, eu estou um pouco cansado.” Oh, misericórdia, permaneça em seu assento! Nem mesmo – nem mesmo faça uma tentativa. Se você vem, diz: “Eu passarei na fila de oração; porei o óleo em minha cabeça, e verei se me fará algum bem,” melhor é que permaneça onde está. Até que você chegue àquele lugar, até que a igreja inteira chegue a um lugar, que esteja entre a vida e a morte, você tem de ter Isto agora ou perecerá, então Deus entrará em cena. Necessita-se de desespero para trazer Deus à cena.

86 – Jacó chorou como nunca. Desesperadamente ele chamou até que conseguiu audiência com Deus. E quando o fez, ele lutou; não por quinze minutos. Ele lutou para mantê-Lo, em sua alma, por toda a noite; e ainda ele sabia que não tinha a bênção, e ele conseguiu esperar até que a bênção viesse. Ele lutou desesperadamente até que a bênção veio. Então, e quando ele viu…até que Deus veio à cena. E então, em desespero: “Não Te deixarei ir,” quando ele começou a sentir a benção descer sobre ele.

Muitas pessoas dizem: “Glória a Deus, eu a tenho agora.” Aí você está enganado. Sim! Alguém diz: “Oh, eu simplesmente me sinto tão bem, Irmão Branham, eu desci ali e orei. Oh, calafrios me percorrem.” E isto pode ter sido Deus. “Eu vi uma grande luz ante mim.” Isto ainda pode ter sido Deus, porém não é disso que estou falando.

87 – A Bíblia disse, em Hebreus capítulo 6: “A chuva cai sobre o justo e o injusto,” [O Irmão Branham bate sete vezes no púlpito – Ed.] “da mesma forma.” Agora, você toma trigo, e toma ervas daninhas, e os coloca no campo. E a chuva é na verdade enviada para o trigo, porém a chuva cai nas ervas daninhas da mesma maneira que cai no trigo. E, a chuva, e as ervas daninhas ficam felizes com a chuva quanto o trigo, e é a mesmíssima chuva. O mesmo Espírito Santo pode cair sobre um incrédulo e fazê-lo agir exatamente da mesma maneira que um crente age. Porém pelos frutos eles são conhecidos; é disto que estou falando, este é o Sinal. E Da-…

88 – E Jacó, melhor dizendo, em desespero, ele disse: “Eu sei, eu Te senti, Tu estás aqui comigo, porém não Te deixarei ir.”

Alguém vê isto bem, a primeira sensaçãozinha, ele se levantam e pulam para lá e para cá, correm pelo corredor dizem: “Eu O tenho, eu O tenho, eu O tenho.” Oh, não. Hum-hum. Não.

Jacó permaneceu ali até que algo aconteceu, que o fez caminhar diferente, o fez uma pessoa diferente, porque ele permaneceu até que aquilo aconteceu. E ele pôde…A Bíblia disse: “Ele segurou até que prevaleceu.” Como pode um homem prevalecer sobre Deus? Porém você pode fazê-lo. Você pode fazê-lo. Um homem pode prevalecer sobre Deus.


PRESUMINDO
William M. Branham
17 de Janeiro de 1962
Phoenix – Arizona – U.S.A.

138 – Mas você sabe que quando em Hebreus, capítulo 6: “A chuva  vem sobre — ou freqüentemente para prepará-la, a qual é para revesti-la. Porém os espinhos e cardos perto estão da rejeição, cujo fim é ser queimado”. Como eles sabiam a diferença? O mesmo Espírito, a mesma Vida, a mesma água que cai sobre o trigo, cai sobre os espinhos também. E os espinhos, e os abrolhos, e o — e as ervas daninhas ficaram tão felizes e se refrescaram com a mesma chuva. E as pessoas podem se assentar na igreja, amigos, e receber os mesmos tipos de experiência.

139 – Agora, não se enganem com isto, amigos. Vêem? Vocês podem receber a mesma experiência através do Espírito Santo que alguém que está assentado ao seu lado recebeu, e continuar a não ser aquilo. O sol brilha sobre os justos e os injustos. A chuva cai sobre os espinhos e sobre o trigo. Ela é enviada para o trigo. O Espírito Santo enviado na igreja, para a consagração dos santos, mas aqueles que estão assentados ali desfrutam dele. Claro. Pelos seus frutos os conhecereis. “Devemos arrancá-los? Disse, então?” “Não. Deixe-os crescer juntos. E naquele dia os anjos irão e ajuntarão todos os abrolhos  e trepadeiras, e os queimarão. Porém o trigo será juntado no celeiro. Pelos seus frutos os conhecereis”. Esta é a razão pela qual você está de pé aqui nesta noite, é pelo fruto, fruto do Espírito. Agora, recordem.


O FUTURO LAR DO NOIVO CELESTIAL E DA NOIVA TERREAL
William M. Branham
02 de Agosto de 1964
Tabernáculo Branham
Jeffersonville – Indiana – U.S.A.

268 – Que é ela então? Ela não tem semente. Tem um terreno para receber semente. Assim que surgiu a semente do inimigo, enquanto o bom Semeador saía semeando a boa semente e o inimigo vinha atrás semeando a semente corrompida. Porém a chuva cai sobre os justos e os injustos. O sol…Tudo tem que crescer. Jesus disse: “Deixai-os crescer juntos, naquele dia serão atados em molhos”….os joios. E eles estão atados em molhos agora, em grandes organizações indo ao grande feixe….o Concílio Mundial de Igrejas e qual é o final?….tem de ser queimadas. Porém o grão será tomado ao celeiro. Vêem? Onde ambos vivem da mesma coisa, da mesma água, da mesma chuva.


O RAPTO
William M. Branham
04 de Dezembro de 1965
Yuma – Arizona – U.S.A.

90 – Nós estamos aqui. E o sistema denominacional está morto, está acabado, nunca mais se levantará. Será queimado. Isso é o que sucede com a palha que fica no campo.Saia logo destas coisas e venha a Cristo! Não vá dizer: “Eu pertenço aos Metodistas”, ou “Eu pertenço aos Pentecostais”. Entre você no redil de Cristo. E se você está em Cristo, então você crerá em toda Palavra que está escrita nesta Bíblia, vem importar o que os demais dizem. E logo quando Deus manifesta esta coisa… Quando Ele derrama Seu Espírito sobre a Palavra, que sucede? O mesmo de quando se põe água sobre qualquer outra semente: começa a viver. E dará fruto segundo seu gênero. Você diz, “Eu tenho o Batismo do Espírito Santo”. Isso não significa, de nenhuma maneira, que você é salvo. Observe isto: Você é um ser composto de três partes. Dentro deste ser está a alma, logo está o espírito, e logo o corpo. Agora temos cinco sentidos neste corpo com os quais fazemos contato com lar terrestre, porém não fazem contato com o demais. Temos também cinco sentidos do espírito: amor, consciência, etc. Porém dentro daqui é onde vive você. Isso é você.

91 – Não disse Jesus: “A chuva cai sobre o justo e injusto?” Ponha você uma semente de trigo e uma de abrolho na terra e jogue água em ambas e as mantenha sob ventilação, etc. e não viverão ambas por meio da mesma água? Seguramente. Uma planta produzirá abrolhos porque é isso. O abrolho levanta suas mãos e grita igual ao Trigo. Não diz a Bíblia que nos últimos dias virão falsos Cristos? Não diz “falsos Jesuses”, mas falsos Cristos – seres ungidos – ungidos falsamente quanto á Palavra. Serão ungidos denominacionalmente, porém não da Palavra; porque a Palavra dará testemunho de Si mesma. Não necessita de mais nada; ela só dá testemunho de Si mesma. E virão falsos ungidos (Vocês já me têm ouvido pregar sobre isso).


A ERA DA IGREJA DE LAODICEIA
William M. Branham
11 de Dezembro de 1960
Tabernáculo Branham
Jefersonville – Indiana – U.S.A

142 – Agora podemos ver porque houve duas vinhas, uma verdadeira e uma falsa. Também podemos ver porque Abraão teve dois filhos, um segundo a carne, ( o qual perseguiu Isaque ) e um  segundo a promessa. Agora podemos ver como dos mesmos pais nasceram dois filhos gêmeos, um conhecendo e amando as coisas de Deus, e o outro conhecendo muito das mesmas verdades porém não do mesmo Espírito; e por conseguinte, perseguindo ao filho eleito. Deus não reprovou simplesmente pelo fato de reprovar. Ele reprovou por causa do eleito. Um eleito não pode perseguir a outro eleito. Um eleito não pode causar dano a outro eleito. São os reprovados que perseguem e destroem aos eleitos. Oh, aqueles reprovados são religiosos. Eles são espertos. Eles são da descendência de Caim, a semente da serpente. Eles edificam suas Babéis, suas cidades, e seus domínios, e todo o tempo invocando a Deus. Odeiam a semente verdadeira e farão todo o possível ( mesmo no Nome do Senhor ) para destruir aos eleitos de Deus. Mas eles são necessitados. “Que tem a ver a palha com o trigo?” Se não há palha, então não há trigo. Porém no fim, que sucede com a palha? É queimada com um fogo inextinguível. E o trigo? Onde está o trigo? O trigo é juntado em Seu celeiro. É onde Ele está.

143 – Oh, eleito de Deus, guarde-se. Estude bem. Seja cuidadoso. Opere sua salvação com temor e tremor. Confie em Deus e seja forte em Seu poder. Seu adversário, o diabo, está neste instante a seu derredor bramando como um leão buscando a quem possa devorar. Vigie em oração e esteja firme. Este é o tempo final. Ambas, a verdadeira e falsa vinha estão amadurecendo. Mas antes que o trigo amadureça, aqueles joios maduros serão atados em feixe para o fogo. Vejam, eles estão todos se unindo ao Concílio Mundial de Igrejas. Esta é amarradura. Logo virá o armazenamento do trigo. Mas neste instante os dois espíritos estão trabalhando nas duas vinhas. Saiam do meio do joio. Comecem a vencer aquilo que você possa ter considerado como agradável ao seu Senhor, e qualifique-se para reinar e governar com Ele.

tabernaculo-4 - Copia

Posted in Sem categoria.

Deixe seu comentário