ALÉM DA CORTINA DO TEMPO
05 de março de 1961
Jeffersonville – Indiana – E.U.A.
Tradução – EUA


1 Quero anunciar aqui que suas orações foram respondidas, reuniões como as que tínhamos quando comecei no ministério, muitos anos atrás. Eu nunca…Nós nem conseguíamos acomodar o povo. E pegávamos o centro de eventos e tudo mais, havia o bastante lá, às três horas, para lotar o lugar. Tinham de fechar os portões, não lhes permitiam entrar. Nós só chegávamos lá às sete. Estão vendo? Simplesmente milhares vindo de toda parte. Simplesmente…

2 E falei as cinco últimas noites do último encontro, e só tornei a Palavra o centro, comecei a me dar conta do poder que a Palavra tinha. Estão vendo? Porque a Palavra é Deus. Estão vendo? “No princípio era o Verbo, o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus. E o Verbo Se fez carne e habitou entre nós.”

3 Agora, Hebreus 4 disse que, que “a Palavra de Deus é mais penetrante do que uma espada de dois gumes.” Estão vendo? “A Palavra de Deus é mais penetrante que…até mesmo penetrando às divisões dos ossos, e cortante, e apta para discernir os pensamentos da mente, do coração.” Estão vendo? É isso, a Palavra de Deus.

4 Então se há um dom, podemos descansar; e a Palavra, Ela Própria, que é Cristo, o Qual é Palavra, entra em nós, e discerne os pensamentos da mente, como vocês têm visto. Estão vendo? Quão maravilhoso, então, ver o que Ele fez e a maneira que nos abençoou! E então o…

5 Isso, eu sinto isso, de tornar a Palavra o centro, por quatro noites, só deixando o povo ficar sentado, aquietar-se, apenas tranquilizar-se, e o Espírito Santo chamava as pessoas e fazia coisas na audiência.

6 E então, na última noite, no último domingo à tarde, eu vi uma das maiores filas de cura que já vi nos Estados Unidos. Estão vendo? Eles estavam…Mandei Billy descer com cem cartões, e Gene com cem, e Leo com cem, e Roy com cem, simplesmente distribuíram todos os cartões, cerca de quinhentos. E então depois que viram a Palavra tomar controle, e o que Ela fazia, então permanecendo exatamente nessa Palavra agora, trazê-los à plataforma. E vi homens e mulheres largarem suas muletas, e assim por diante, e serem curados antes mesmo de chegarem à plataforma, só de observarem. Estão vendo? A Palavra de Deus já tinha saído, por ali, e Se implantado no coração deles naquelas cinco Mensagens, ou quatro Mensagens, a ponto de eles crerem Nela de todo o coração. Então, a única coisa que tinham de fazer, era ter algum tipo de contato, por pequeno que fosse, vejam, qualquer coisa, e se tornava realidade. E tão logo chegavam à plataforma, eram curados ali mesmo na pla-…pouco antes de atravessarem a plataforma.

7 Eu creio, irmãos aqui, que todos vocês conhecem o irmão Ed, irmão Ed Hooper. Não conhecem? Vocês lá de Arkansas? Ele se encontrava…Ele esteve comigo nos primórdios do ministério inicial. Ele disse: “Parecia os tempos antigos,” ele disse, “quando, da maneira que faziam, anos atrás.”

8 E havia pessoas que tinham tumores que estavam—estavam assim, voltaram curadas. Cegos, surdos, mudos, todo tipo de coisas que nosso Senhor fez. Nem mesmo tive de chegar a tocar as pessoas. A Palavra saiu fazendo isso.

9 Então o Senhor me deu uma Mensagem que eu gostaria de falar na igreja, algum dia, quando voltar, tiver oportunidade de ter um tempo livre. Estou muitíssimo ocupado. Agora tenho de partir novamente, amanhã, esperando esta moça vir. E até mesmo antes de eu pôr minha mala em casa, havia alguém lá. E eu praticamente não sentei mais. Estão vendo? Nem mesmo conversei com minha família desde que cheguei. Estão vendo? E é—é realmente uma tensão. E tenho de solicitar as orações de todos vocês por mim, também, para que o Senhor me ajude a suportar.

10 Agora…[Espaço em branco na fita—Ed.] Ver nosso irmão aqui, muito, muito enfermo, deitado nesta maca. E nós…

11 Alguém vem, daqui a pouco, nos pegar, para irmos a Louisville. Quero que vocês se lembrem de orar, também, uma ótima jovem, que, ela não tem nem dezoito anos. Ela é gêmea, e uma cristã na escola. E as outras moças falavam a respeito dela, vocês sabem, as duas moças, e lhes diziam como elas estavam, que parte da vida elas estavam perdendo, e que elas deveriam viver como as demais moças. E uma moça foi capaz de superar isto. Esta outra ficou complexada, e se sentiu muito ruim acerca disto, e simplesmente foi se distanciando, e se afastando cada vez mais, e se preocupando acerca disto. E finalmente ela teve um colapso mental. E elas…Ela está numa ala de doentes mentais. A sua mãe e seu pai estão vindo, pertinho de Crandall, Indiana, para irem a esta instituição para onde vão tentar mandá-la, a Madison, amanhã.

12 Agora, a—a moça, não há esgotamento físico na moça. Ela…Não há nada, fisicamente. Ela está perfeitamente saudável. Mas é tão difícil explicar isto. E na verdade não pode ser explicado. O que aconteceu é que seu espírito se afastou. Estão vendo? Agora, você—você tem de pegar o espírito dela e trazê-lo de volta ao lugar. Estão vendo? Há…

13 Como recentemente falamos aqui, faz algumas semanas, sobre como o sistema humano opera. Como há cinco sentidos pelos quais se entra no corpo, e então cinco vias, como chamaríamos. Cinco vias, tais como—como consciência, imaginação, e assim por diante, pelas quais entramos na alma. E então quando se entra no espírito, há só uma via, que é através da vontade própria, que está ligado a como o homem foi criado.

14 Você pode receber Isto, ou pode simplesmente ignorar. Você pode aceitar Cristo como Salvador, ou simplesmente ignorá-Lo. E você ainda está junto àquela Árvore, aquela de Vida e de morte. Todo ser humano é colocado diante dessa Árvore, ou Deus seria injusto em pôr um lá, e então não dar ao outro igual oportunidade de—de escolher o certo ou o errado. E cada um de nós tem essa oportunidade.

15 Também, quanto a isso, o espírito, nós podemos ser curados, ou podemos não ser curados. Agora, não é porque não haja…que não tenhamos sido curados conforme Deus. Nós fomos. Porque o pacto é incondicional. E Ele já comprou a nossa cura. Portanto, nossa cura é—é para nós. É nossa. Agora, a questão é se nós tomaremos esta via, para crer; ou esta via, para simplesmente não crer. Agora, há só essa maneira de podermos entrar na Presença de Deus.

16 Agora, esta moça, bonita, sua mãe foi amiga. Eu, que coisa…Oh, foi uma das minhas amigas. Ela era uma mocinha encantadora, procedia de um lar estritamente nazareno, mocinha atenciosa. E ela tem um esposo admirável. Eu o conheço, também, muito bem, o rapaz que se casou com ela. E ela uma pequena…Eles criaram essas crianças para servirem ao Senhor, e as puseram na escola. E elas estavam bem fundamentadas em Cristo, para não fazerem as coisas que são erradas. Mas lá se foi.

17 Simplesmente um esgotamento, exatamente como estou…olhei faz pouco, e olhei de novo para um rapazinho que teve a mesma coisa, exatamente. E no…Nós fomos lá certa noite, à casa do irmão Wright, e Orville estava simplesmente—simplesmente passando por um esgotamento total. E ele, vocês sabem, quando ele tentou me pôr para fora da casa; bons amigos como Orville e eu somos, tão real como se eu fosse seu pai. Eu fiz o casamento de seu pai e sua mãe. E ele pulava e gritava: “Saia daqui! Saia daqui! Saia daqui!” Estão vendo?

18 Agora, o que tivemos de fazer lá foi entrar na linha do espírito e pegar o espírito desse rapaz. Estão vendo? Muita tristeza tinha vindo ao seu pobre coração. Ele é jovem, e tinha visto um bocado. E simplesmente o trouxe de volta ao lugar onde ele deveria estar. Estão vendo? Em poucos dias ele estava—ele estava bem.

19 Agora, é a mesma coisa que se tem de fazer neste caso. Eu vi, e sei que é verdade. Mas agora, apenas…Eu—eu peço a vocês que orem agora, para que—que Deus me ajude a encontrar esta mocinha. Num lugar, onde, ela não sabe onde está, então trazê-la de volta ao seu lugar. Essa via vem através da fé. Vejam, ela não consegue ter fé por conta própria. Ela não sabe onde está, nem nada. Estão vendo? Isto—isto requer a nossa fé aqui.

20 E agora, quanto a isso, esse poder da ressurreição de Cristo, Ele nos dá a oportunidade a isso. Aí é onde, você, de certo modo, a Palavra de Deus penetra no pecador. E tem de ir além da pregação da Palavra sendo falada. É por isso que eu queria falar um pouco esta manhã antes de orar pelos enfermos. [Espaço em branco na fita—Ed.]

21 Lembram-se da visão, não faz muito tempo, que o Senhor me deu, vocês sabem, acerca de ver o outro Lado? Lembram-se daquela manhã quando eu estava testificando acerca de ver o outro Lado? [A congregação diz: “Amém.”—Ed.] Bem, isso foi verdade.

22 E a Voz dos Homens de Negócios do Evangelho Pleno publicou esse artigo, e pôs foto na parte de trás da página aqui. E tem uma pequena nota aqui na parte de baixo, falando do ministério. O que, este é um jornal internacional impresso em muitas línguas diferentes. E dedicaram a capa, e a primeira… sobre essa visão. Estão vendo?

23 E estou com eles aqui em cima, e gostaria que vocês pegassem um, e pudessem ler isto. E subir…Eu não sabia quantos estariam presentes, os irmãos, esta manhã. E vocês, então, se por acaso não conseguirem um, bem, vão ao escritório. Eles têm deles lá no escritório. E nos deram um punhado deles, acerca de: “Continuar se esforçando.” Estão vendo? E isso é tudo o que está em meu coração. Tudo o que consigo ouvir, é: “Continue se esforçando.” Logo além do—do rio há uma—uma Terra melhor. E continuemos nos esforçando até conhecermos essa terra.

24 Agora, acho que tem aqui uma dedicação, a da pequenina do irmão Stricker e da irmã Stricker. De modo que…

25 Completa quantos agora, irmã Stricker? [A irmã Stricker diz: “Seis.”—Ed.] Seis criancinhas. Essa é uma bela família.

26 E assim eles são…foram nossos missionários na—na África, recentemente, retornaram. E todos os seus filhos são lindas criancinhas. E posso ver que esta também é, enquanto a trazem esta manhã para a dedicação.

27 Onde está Teddy? Teddy, poderia vir aqui ao piano, só por um minuto, filho? E—e cantemos nosso cântico, um corinho, vocês sabem, aquele corinho, eu creio, que cantamos: Vai buscá-los. Está certo? “Vai buscá-los dos campos do pecado.”

28 E é por isso que tocamos isto, porque nós, com tudo que podemos, pais, é trazê-los para dedicação. Nós os estamos dedicando ao Senhor e trazendo-os enquanto eles ainda são bebês, de modo que não se extraviem para esse campo de pecado. Vai buscá-los. Vamos só…Você o conhece, Teddy? Cantemos só um verso dele agora.

Vai buscá-los, vai buscá-los

Vai buscá-los dos campos do pecado;

Vai buscá-los…

Se houver algum outro, ora, é só trazer.

Vai buscar os pequeninos para Jesus

Vai buscá-los, vai buscá-los,

Vai buscá-los dos campos do pecado;

Vai buscá-los, vai buscá-los,

Vai buscar os errantes para Jesus.

29 Irmão Stricker e irmã Stricker, eu percebo que vocês sabem o que esse cântico significa, “ir buscá-los,” desejo ardente está no coração dos irmãos, de tentar trazer os perdidos a Jesus. Seu bebezinho, se ele morresse antes de ser dedicado, ou alguma outra coisa, ele está salvo, de qualquer maneira, porque o Sangue de Jesus Cristo fez isso no Calvário. Mas em comemoração à Sua grande jornada terrena, quando Ele impôs as mãos sobre os pequeninos e disse: “Deixai-os vir a Mim,” é por isso que os irmãos trazem o bebê esta manhã. E pondo a confiança em nós, de que poderíamos fazer uma oração de fé, pela pequenina, em dedicação da sua vida a Deus.

30 Qual é o nome dela? [O pai diz: “Marilyn Madge Stricker.”—Ed.] Marilyn Madge, Marilyn Madge Stricker. Qual é a idade dela? [A mãe diz: “Treze meses.”] Treze meses. Nasceu na África, está certo? [“Sim.”] Bem, que, se houver um amanhã, que esta pequenina seja missionária lá nos campos onde nasceu. E uma—uma linda criancinha. O irmão poderia vir, irmão Neville?

31 E Marilyn. Oh, que coisa! Eu sempre gosto destes pequeninos. Não é linda esta menininha? Como vai? Como vai? Inclinemos a cabeça. E quero que os irmãos ponham as mãos sobre ela.

32 Nosso Pai Celestial, nós trazemos a Ti a pequena Marilyn Madge Stricker, esta linda criancinha que nasceu nos campos missionários, quando a batalha estava dura. Rogo que Tu abençoes esta criança. Na Bíblia trouxeram a Ti tais pequeninos. Tu impuseste as mãos sobre eles e os abençoaste, disseste: “Deixai vir a Mim os pequeninos, e não os impeçais; porque dos tais é o Reino dos Céus.”

33 A mãe e o pai a colocam em meus braços, hoje. Nós, pela fé, subimos os degraus, além, a pomos em Teus braços, pela fé. Abençoa a sua vida. Dá-lhe uma longa vida, Senhor. Que ela seja uma filha de Deus. Que ela Te sirva com toda a sua vida, cada fibra do seu ser, seja uma serva de Cristo. Concede, Pai. Abençoa seu pai e sua mãe, seus irmãozinhos e irmãzinhas. Que eles cresçam, também, e sejam uma gloriosa família a serviço de Deus.

34 Pai, entregamos a pequena Marilyn Madge a Ti, em Nome de Jesus Cristo, para uma vida de serviço. Abençoa-a, e seu pai, e sua mãe, e seus entes queridos. E que eles tenham vidas longas e felizes a serviço de Ti. Em Nome de Jesus. Amém.

35 Deus o abençoe, irmão Stricker. Deus a abençoe. Bênçãos sobre a bela mocinha.

Obrigado, rapaz, Teddy.

36 Gosto demais das criancinhas. Vocês não gostam? [A congregação diz: “Amém.”—Ed.]

37 Quantos nunca ouviram falar da visão que o Senhor me deu? Vejamos suas mãos erguidas, que nunca. Irmão Neville, o irmão tem seu livrinho aí, talvez, quem sabe o irmão poderia ler para eles aqui, um instante. Eu creio, aqui, por favor.

38 [O irmão Branham deixa o púlpito. Nos parágrafos 39-56, o irmão Neville lê o artigo do Rev. William Branham intitulado Além da Cortina do Tempo, originalmente publicado pelo Companheirismo Internacional dos Homens de Negócios do Evangelho Pleno, páginas 3-5 da edição de fevereiro de 1961 da Voz dos Homens do Evangelho Pleno—Ed.]

39 Outro dia de manhã eu estava deitado na minha cama. Eu tinha acabado de despertar, e coloquei as mãos atrás da cabeça e relaxei, com a cabeça no travesseiro. Então comecei a me perguntar como será do outro lado. Dei-me conta de que tinha vivido mais da metade da minha vida, se viver tanto quanto meus parentes, e eu queria fazer mais para o Senhor antes de deixar esta vida.

40 Ouvi uma Voz dizendo: “Você está apenas começando! Prossiga na batalha! Continue prosseguindo!” Enquanto estava deitado lá considerando as palavras, achei que apenas tivesse imaginado ouvir uma Voz. Novamente a Voz disse: “Prossiga na batalha! Continue! Continue!” Ainda descrendo, achei que possivelmente eu próprio tivesse dito as palavras. Coloquei meus lábios entre os dentes e pus a mão sobre a minha boca e escutei. A Voz falou novamente: “Continue prosseguindo! Se você soubesse o que está no fim do caminho!” Pareceu-me ouvir a música e as palavras de um velho cântico familiar:

“Ando saudoso e triste, e desejo ver a Jesus.

Gostaria de ouvir aqueles sinos do refúgio tocar.

Iluminaria minha vereda e desvaneceria todo temor.

Senhor, deixa-me ver além da cortina do tempo!”

41 Então a Voz perguntou: “Você gostaria de ver logo além da cortina?” Respondi: “Isso me ajudaria tanto!”

42 O que aconteceu eu não posso dizer. Se foi no corpo ou fora, ou se foi uma transladação, eu não sei, mas foi diferente de qualquer visão que já tive. Eu podia ver o lugar ao qual fui levado e podia me ver deitado lá atrás na minha cama. Eu disse: “Esta é uma coisa estranha!”

43 Havia grande número de pessoas e elas vinham correndo para saudar-me, clamando: “Oh, nosso precioso irmão!” Primeiro vieram mulheres jovens, aparentemente com pouco mais de vinte anos, e quando me abraçavam, diziam: “Nosso precioso irmão!” Homens jovens, no esplendor da mocidade, com olhos brilhando como estrelas numa noite escura, com dentes brancos como pérolas, me abraçavam, dizendo: “Nosso precioso irmão.”

44 Então notei que eu, também, tinha ficado jovem novamente. Olhei para mim mesmo lá e me voltei e olhei para trás para o meu velho corpo deitado na cama com as mãos atrás da cabeça. Eu disse: “Não entendo isto!”

45 Enquanto começava a tentar entender o lugar onde estava, comecei a perceber que não havia ontem e nem amanhã lá. Ninguém parecia ficar cansado. Enquanto uma multidão das mais belas jovens que já vi me abraçavam, descobri que havia só um grande amor que me dominava e nenhuma atração física como no comportamento humano. Notei que todas estas jovens usavam seus cabelos até a cintura e suas saias iam até os pés.

46 Depois disto, Hope, minha primeira esposa, me abraçou, e disse: “Meu precioso irmão!” Então outra jovem me abraçou e Hope virou e abraçou a jovem. Eu disse: “Não entendo isto. É algo inteiramente diferente do nosso amor humano. Não quero voltar àquele velho corpo na cama.”

47 Então uma Voz falou comigo: “Isto é o que você pregou ser o Espírito Santo! Isto é amor perfeito. Nada pode entrar Aqui sem ele!”

48 Em seguida fui levantado e me sentaram num lugar alto. À minha volta toda estavam grandes multidões de homens e mulheres na flor da mocidade. Eles estavam clamando, de alegria: “Oh, nosso precioso irmão, estamos tão contentes em vê-lo aqui!” Pensei: “Não estou sonhando, porque posso ver estas pessoas e posso ver meu corpo deitado lá atrás na cama.”

49 A Voz me falou: “Você sabe que está escrito na Bíblia que os profetas foram reunidos com seu povo.” Eu disse: “Sim lembro-me disso nas Escrituras, mas não há tantos Branhams assim.” A Voz respondeu: “Estes não são Branhams. Estes são seus convertidos, os que você guiou ao Senhor. Algumas destas mulheres que você acha ser tão jovens e bonitas tinham mais de noventa anos quando você as guiou ao Senhor. Não é de admirar que estejam clamando: ‘Meu precioso irmão!’” Então a multidão clamou em conjunto: “Se você não tivesse saído com o Evangelho, nós não estaríamos aqui!”

50 Perguntei: “Oh, onde está Jesus? Quero vê-Lo!” As pessoas responderam: “Ele está um pouquinho mais alto. Algum dia Ele virá a você. Você foi enviado como líder, e quando Deus vier, Ele o julgará conforme o que ensinou.” Perguntei: “Paulo e Pedro têm de passar por este julgamento também?” A reposta foi: “Sim!” Eu disse: “Preguei o que eles pregaram. Não me desviei Dela nem para um lado nem para outro. Onde eles batizaram em Nome de Jesus, eu também batizei; onde ensinaram o Batismo do Espírito Santo, eu também ensinei. O que quer que eles ensinaram, eu também ensinei.”

51 “Sabemos disso,” disseram as pessoas, “e sabemos que voltaremos para a terra com você algum dia. Jesus virá e o julgará conforme a Palavra que pregou para nós. Então nos apresentará a Ele, e todos juntos retornaremos para a terra para viver para sempre.” Perguntei: “Tenho de voltar para a terra, agora?” Responderam: “Sim, mas prossiga adiante!”

52 Quando comecei a sair daquele belo e alegre lugar, tão longe quanto meus olhos podiam ver, pessoas estavam vindo na minha direção para me abraçarem, clamando: “Meu precioso irmão!”

53 De repente eu estava de volta na cama. Eu disse: “Oh, Deus, ajuda-me! Nunca deixes que eu me comprometa com algo fora da Palavra. Permite-me ficar correto na Palavra. Não me importa o que outros façam, Senhor, permite-me prosseguir até aquele belo e alegre lugar!”

54 Estou mais convencido do que nunca na vida de que se requererá amor perfeito para entrar naquele lugar. Não havia ciúme, nem cansaço, nem enfermidade, nem idade avançada, nem morte. Só suprema beleza e alegria.

55 Seja o que você fizer, só não falhe em deixar tudo mais de lado até receber o amor perfeito! Chegue ao ponto de poder amar a todos, até mesmo a cada inimigo. Não importa se o avião estiver balançando, o relâmpago estiver lampejando, ou as armas do inimigo estiverem apontadas para você, estas coisas não importam: receba o amor perfeito!

56 Se não é salvo, aceite a Jesus Cristo como seu Salvador agora! Se ainda não foi batizado em água, seja batizado agora! Se ainda não recebeu o batismo do Espírito Santo, receba-o agora! Prossiga até aquele amor perfeito, o qual o levará àquele belo e alegre lugar além da cortina do tempo!

[O irmão Branham volta para o púlpito—Ed.] Isso é…

57 Achei que talvez alguns de vocês teriam a oportunidade de ler isto. E se ainda não têm o livrinho, ora, vocês podem consegui-lo.

58 Então no…bem na parte de baixo da página, ele incluiu uma pequena nota a respeito do ministério ali. Não sei se você notou ou não, bem na parte de baixo, depois de ler isso. Bem na parte de baixo, uma pequena nota na parte de baixo.

59 [O irmão Branham refere-se à declaração feita pelo irmão Thomas R. Nickel, o editor da Voz dos Homens do Evangelho Pleno, quanto à nota que ele incluiu na primeira página sobre o artigo do Rev. Branham: “Com respeito à fotografia da capa. Nos dias bíblicos, houve homens de Deus que foram Profetas e Videntes. Mas em todos os Registros Sagrados, nenhum deles teve um ministério maior do que o de William Branham, Profeta e Vidente de Deus, cuja foto aparece na capa desta edição da Voz dos Homens do Evangelho Pleno. Branham tem sido usado por Deus, em Nome de Jesus, para ressuscitar os mortos!”—Ed.]

[Espaço em branco na fita—Ed.]

60 Agora, isso vai praticamente em toda língua debaixo dos céus, veja, para—para ser lido ao redor do mundo.

61 Agora, “Para—para…Bem,” você diz, “para que o irmão diria isso, irmão Branham, antes de orar pelos enfermos?”

62 É por causa disso: para que saibamos que nossos esforços não são em vão. Está vendo? Devemos nos aproximar de Deus através desse canal de amor e fé. A fé nos leva ao canal. O amor é o que nos introduz.

Perdoem-me. [Espaço em branco na fita—Ed.]

63 Agora, você acha que Deus iria…Agora vamos…Agora, sua fé chega a um ponto agora, você acha que…O que você acharia agora se todo o esforço que o…que este tabernáculo e estes grupos de pessoas aqui têm feito, para o Reino de Deus? Há muitos aqui que têm controlado gastos com os filhos, pelo Reino de Deus. Há muitos aqui que têm ficado sem comprar roupa, pelo Reino de Deus. Há muitos que têm enfrentado tempestades, e caminhado sem sapatos nos pés, para chegar ao tabernáculo aqui, isso mesmo, pelo Reino de Deus.

64 Já imaginou um artista pintar um quadro notável, lindo, a ponto de tornar-se sublime, e então simplesmente destruí-lo? Haveria algo errado com o artista. Já imaginou um compositor escrever um cântico a ponto de tornar-se sublime, e então simplesmente rasgar sua—sua música? Haveria algo errado com o compositor. Está vendo? Não há nada errado com Deus. Deus não faz uma coisa assim, para simplesmente destruí-la e jogá-la fora. É para o Seu Reino. É para a Sua Glória.

65 Cada um de nós desempenha um papel neste quadro e neste cântico. Somos partes do Reino de Deus. E isto é, que nós podemos desempenhar nossos papeis, contanto que compreendamos onde estamos posicionalmente, que pertencemos a este lugar, e então fiquemos exatamente aí nesse lugar. E um lugar que conhecemos, é em amor, porque é isso o que compõe o quadro.

66 Agora, é difícil quando você tem estas visões assim, e essas coisas, para entender o que está—o que está do outro Lado. Eu queria saber. O homem incluiu esta pequena nota ali embaixo, para dizer que os profetas de antigamente, que eles tinham aquelas visões, e assim por diante, e como que, hoje, além até mesmo do que…Nós não podemos entender, mas o Senhor tem permitido nos esforçar para entrar nisso e ver o que é.

67 Agora, amigos, eu não estava adormecido. E eu, só entre vocês e eu, e esta igreja aqui, eu não estava tendo uma visão. Eu sei como é uma visão. Algumas aqui, só na semana passada, algumas, foram até trinta vezes, numa noite, que ocorreram. Vocês podem imaginar o peso que está sobre você. Isso o deixa nervoso, claro.

68 E se você fosse a uma reunião como essa, e só a responsabilidade, se a reunião desse certo ou não, estaria sobre você, só—só a responsabilidade? Você tivesse de responder a cada ministro, cada pergunta, todos os detalhes. Se a reunião desse certo ou não, a responsabilidade estaria sobre você, somente. Veja o que isso lhe causaria.

69 E há alguns dos meus companheiros de trabalho só de vender livros, e assim por diante, que ficaram tão nervosos, que tiveram de ir para casa, veja, deitarem, não vieram à igreja aquela noite. Que coisa! Oh, é dificílimo. Como minha nora, admirável mocinha cristã, Loyce. Só—só de ir à reunião, só tão…Por oito semanas, ou sete semanas, constantemente assim, simplesmente teve de ficar de cama por um dia ou dois, veja, sem nenhuma responsabilidade. Está vendo? Billy, só de distribuir alguns cartões de oração, e simplesmente fica esgotado.

70 Mas, vejam, o peso todo repousa sobre mim. Eu tenho de depender de vocês para orarem por mim. Estão vendo? Além disso, afirmam que—que vinte minutos de—de pregação, sob inspiração, são comparados a oito horas de trabalho duro, para o seu corpo. Eu prego de duas a três horas numa noite; algumas vezes, três vezes num dia. Estão vendo?

71 E então, e uma visão? Uma visão fez nosso Senhor Jesus ficar fraco. Isso mesmo. A Bíblia disse que uma mulher tocou Sua veste, O fez ficar fraco. Bem, se uma visão O deixava fraco, a Ele, o Filho de Deus; que dizer de mim, um pecador salvo pela graça, o que fariam trinta delas numa noite? Está vendo? É…Se nós só parássemos e pensássemos, está além de qualquer humano. Um corpo humano não pode suportar isso. Eu estaria num asilo de loucos em algum lugar, dando cabeçadas nas paredes. Está vendo? A fraqueza é—é tal que você não consegue…É a fraqueza interior, veja, isso simplesmente acaba com você.

72 Agora, mas por que você prosseguiria então? Eu diria isto. Vejo o irmão e a irmã Cox, ali, Rodney e sua esposa, e a irmã de lá de trás, novos convertidos. Há uma Terra, logo além em algum lugar, que só de você chegar a pensar em sua mente e conseguir vê-La, é a coisa mais gloriosa. Vale todo esforço que fazemos. Estão vendo?

Agora, antes de orar pelos enfermos, eu diria isto.

73 E se um bebê, antes de nascer…Consideremos isso. Um bebezinho que viveu no ventre da mãe, durante estes nove meses, e esse bebezinho pudesse pensar? Ele diria: “Sabe de uma coisa? Dizem-me que estou para nascer. Bem, o que vou fazer lá fora? Não conheço nada, exceto este lugar em que vivo aqui. Eu tiro minha força do interior. E como vou ganhar a vida lá fora? Dizem-me que há um sol que brilha. Dizem-me que o povo lá anda de um lado para outro. E não conheço nada, exceto este lugar aqui. Isto é tudo que conheço, exatamente aqui no—no ventre da minha mãe. Foi aqui onde fui gerado. Aqui está tudo que eu conheço, está exatamente neste ventre. E dizem-me que há espaço de sobra!” Bem, esse bebezinho ficaria morrendo de medo de nascer. Está certo? Ele estaria morrendo de medo, porque iria a um lugar acerca do qual nada sabe, o qual é supremo, milhões de vezes supremo, em relação a onde ele tem vivido. Ele não saberia de que se trata tudo isto. Ele diria: “Como, o que eu vou fazer?” Ele estaria morrendo de medo de nascer.

74 Mas, nós que vivemos aqui fora, bem, nós que estivemos lá atrás certa vez, nós não voltaríamos para lá de modo algum. Não iríamos querer voltar ao ventre da mãe. Está vendo? Não. Não iríamos querer fazer isso.

75 E é exatamente assim quando estamos morrendo, amigo. Ó Deus! Está vendo? Você está nascendo em um Lugar. Você nunca esteve Lá. Você não consegue entender como Isso é grande. “Como—como vai ser Lá? Eu…” E a única coisa que me faz entender, ou você entender, é aquele pequeno toque de Vida, como o espírito entra no bebê no ventre da mãe. Está vendo? É a única maneira de podermos entender como é aquela grande Terra além, onde não há enfermidade, nem tristeza, nem morte, nem velhice, nem nada. Oh, que coisa! Ora, uma vez que chegue Lá, você nunca vai querer voltar a um lugar como este, assim como um bebê não iria querer voltar ao ventre da mãe. Está vendo? É tão maior do outro Lado, veja, Lá. Nós não podemos entender Isso, certamente que não. Nós não podemos. Ora, como aquele bebezinho está longe de qualquer pensamento, assim estamos nós longe de qualquer entendimento do que seria aquilo Lá, veja, porque estamos no ventre da terra, prontos para nascer algum dia, num novo Reino, num novo Mundo.

76 E é assim que eu me sinto acerca destas visões e coisas tais, ou do que quer que me tenha acontecido aquele dia quando fui para o outro lado, logo do lado de fora, e vi o que era Aquilo, e então voltei para cá.

77 Já imaginou você ser um bebê e—e tivesse um—um conhecimento do que, de quão glorioso seria caminhar de um lado para outro, ver as árvores florescendo, os pássaros cantando, o sol a brilhar, e uma vida como esta, e então ter de estar confinado a um ventre? Ora, você não iria querer voltar, de modo algum.

78 Ora, então, nós, nosso—nosso pensamento estaria dormente, de lado, ou, tentando pensar como é Lá. Quando a Escritura diz: “O que o olho não viu, o ouvido não ouviu, e jamais entrou no coração do homem é o que Deus reservou para aqueles que O amam.” Está vendo? Por isso sabemos que é glorioso do outro Lado. Algum dia, a morte, o que chamamos morte, nos dará o novo Nascimento, e entraremos no outro Mundo, do outro Lado.

79 Irmão George, o irmão não será velho, aleijado, Lá. E irmão e irmã Spencer, e alguns, como alguns de nós que são mais velhos, e assim por diante, e seremos jovens, Lá, para sempre. Este velho…

Este manto de carne eu deixarei cair, e me levantarei

E tomarei posse do prêmio eterno;

E clamarei, enquanto estiver passando pelo ar,

Adeus, adeus, doce hora de oração.

80 Tudo está terminado, então. Nada mais de longas noites de oração, não mais. Só entrar naquela jovem idade da alegria para estar Lá, não por um ano apenas, ou cinquenta anos, ou um milhão de anos, mas quando estivermos Lá por cem bilhões de anos, nem ainda teremos começado. Isso mesmo. Por isso, por que não deveríamos estar alegres esta manhã? Por que não deveríamos nos regozijar? Por que não deveríamos tirar vantagem de cada coisa grande que Deus nos dá?

81 Aqui está cura divina. Por que Jesus foi pisado; para destruir o quadro, dizer: “Não está com nada”? Ele pisou Seu corpo lá, as costelas ficaram expostas, de modo que “pelas Suas pisaduras fomos sarados.” Não destruamos o quadro, esta manhã. Vamos abraçá-Lo, aceitá-Lo.

82 Agora, irmão, e cada um de vocês agora que vai receber oração, queiram ficar em volta do altar. Quando a mensagem foi falada, pouco tempo atrás, através de interpretação e línguas, de que imporíamos as mãos sobre os enfermos e veríamos as poderosas obras de Deus.

83 Agora, nosso irmão, o irmão não tem de se levantar, irmão, aí deitado na maca. Nós iremos até o irmão.

84 Mas se há outros aqui para receberem oração, que gostariam de ficar de pé ao redor do altar, enquanto o irmão e eu oramos e impomos as mãos sobre os enfermos, venham agora. E lembrem-se, abracem esse quadro: “Pelas Suas pisaduras fomos sarados.”

85 “Não entendo isso, Senhor.” Claro que não. Você ainda está no ventre da terra.

86 Mas Ele fez esses preparativos. E Ele não tomaria…Por que Ele foi pisado? Apenas para destruir o quadro, ou rasgar o cântico, jogá-lo fora? Não, senhor. Ele foi pisado, ferido, e sangrou, para que nós pudéssemos ser curados. E por meio disso, nós, “pelas suas pisaduras, nós somos sarados,” cada um de nós. Agora, enquanto estão vindo, reunindo-se ao redor do altar para oração.

87 Agora, muito deste super evangelismo americano aqui, e falar sobre: “Você tem de fazer isto, fazer aquilo.”

88 Aí está uma coisa sobre a qual quero ser honesto com você, meu amigo. A coisa, a maneira que Deus cura está baseada em O servirmos. Está vendo? Está baseada em O servirmos. Devemos aceitar nossa cura baseado em O servirmos depois que formos curados. Agora, a Bíblia disse: “Confessai as vossas culpas uns aos outros. Orai uns pelos outros, para que sareis.” Está vendo? Está baseado em você servir a Deus. Muitos de vocês aqui, talvez, estejam em condição moribunda, e vocês—vocês terão de morrer se algo não acontecer. Então eu quero que vocês, em seu coração…

89 Agora, nós podemos ungi-los com azeite, podemos orar sobre vocês, o pastor e eu, fazer uma oração de fé, fazer tudo o que possamos, mas de nada servirá até que vocês próprios entrem em companheirismo com Cristo. Estão vendo? Você têm de vir a esse companheirismo, que, “eu, Senhor…”

90 Vejo uma—uma—uma jovem caminhando ali agora mesmo. Ela veio aqui, não faz muito tempo à minha casa, com algo como um tumor, ou doença de Hodgkin. E ela é de fé metodista. Creio que é isso mesmo, não é, irmã? E tinha um grande inchaço do lado. E agora ali se encontra ela, curada.

91 Vejo a irmã Weaver aqui de pé, foi um dos casos mais graves de câncer que já vi, na vida. A primeira coisa que lhe perguntei foi se ela “se batizaria em Nome de Jesus Cristo,” e confessaria seus pecados. Quando a trouxe a esta água aqui, eu tive de segurá-la; ela estava tão magra, seus braços, bem fininhos. E ela foi batizada em Nome de Jesus Cristo. E isso foi no mínimo há dez anos, não foi, irmã? [A irmã Weaver diz: “Não. Foi há dezesseis anos.”—Ed.] Há dezesseis anos. Dezesseis anos de vida poupada, porque ela estava disposta a obedecer. Quando os melhores médicos por aqui…

92 Ora, seu próprio médico me contou. Quando, eu lhe contei—lhe contei, disse: “Ela está curada.”

93 Disse: “Oh, oh! Ela vai morrer de câncer, em poucas semanas. Não se preocupe com isso. Ela terá morrido. Mais umas semanas, ela terá morrido.” E ele já lhe tinha dado cerca de um dia para viver. E aqui está ela, hoje, depois de dezesseis anos, de pé junto ao altar. O que mais eu poderia dizer, repetindo-se vez após vez!

94 Agora, Deus não faz isso só para um de Seus filhos e não para outros filhos. Ele faz para todos os Seus filhos. “Qualquer que quiser pode vir.” É…Você está convidado vir a Ele. Agora, “a oração da fé salvará o doente.” A Bíblia disse isso.

95 Agora—agora, se…o que quero que vocês façam, é confessar seus erros a Deus, e dizer: “Senhor, cura-me.” Se nunca se converteram, entreguem seu coração a Cristo. E se nunca foram batizados em água em Nome de Jesus Cristo, há um tanque pronto. Estão vendo?

96 E esta pequena dama do outro lado da rua aqui; quando aquele incrédulo lá se converteu por causa disto. Quando ela ficava deitada…Eles a mandaram de Silvercrest para casa, com tuberculose, nas últimas. E quando eu fui lá, e o Senhor deu uma visão, disse: “Ela vai ser curada.”

97 E ele se encontrou comigo lá, na manhã seguinte, o Sr. Andrews, e me repreendeu severamente. Disse: “Uma falsa esperança como essa, a respeito daquela mulher!”

98 Eu disse: “Sr. Andrews, não é uma falsa esperança. A mulher é cristã. E quando tiver condições, ela virá ser batizada.”

99 E ele disse: “Ela está nas últimas.” Disse: “Eu…Como ela poderia ter sido mandada de Silvercrest para casa?”

100 Eu disse: “Senhor, o senhor está olhando, o senhor está…O que o senhor está olhando, o senhor está olhando para o que o médico diz. Eu estou olhando para o que Deus disse.” Está vendo?

101 Agora, a diferença é só essa, para que você está olhando. Está vendo? Se olhar para o que o médico diz, você sem dúvida morrerá. Mas você tem de olhar para o que Deus disse. A palavra de quem você vai aceitar?

102 E se Abraão tivesse aceitado a opinião do médico, dele ter cem anos de idade, e ia ter um bebê com sua esposa, de noventa? O que ele teria feito então? Está vendo? Ora, o médico diria: “O homem está maluco.” Mas Deus lhe imputou por justiça, porque creu em Deus. Está vendo? Agora, você…

103 E a mulher viveu. Ela negligenciou ser batizada em Nome de Jesus Cristo, porque acho que ela era metodista ou presbiteriana. Ela começou a ficar cada vez mais enferma. E veio e pegou Grace Weber, que morava bem…ou mora lá ainda, a filha dela mora. Robe, e veio aqui, e foi batizada em Nome de Jesus Cristo, com febre, com doenças de tumores que surgiram por todo o seu ombro e tudo mais, com febre de cento e quatro [40°C]. E foi batizada aqui mesmo, em Nome de Jesus Cristo. E ela mora aqui em frente, logo do outro lado da rua. Pode estar sentada aqui agora. Procurei para ver se conseguia vê-la, uns minutos atrás. Estão vendo? Obediência, veja.

104 Não é só ir por aí…Eu discordo de alguns de nossos irmãos, só impondo as mãos sobre este, aquele, e mais aquele, assim, e dizendo que algum tipo de super fé fará isso acontecer. Não é assim. Você tem de ter fé genuína, sólida, bíblica, do Espírito Santo. Está vendo? Não, não durará. Não é durável.

105 É por isso que posso agradecer ao Senhor por Ele ter me ajudado até aqui. As—as—as curas que aconteceram foram genuínas, porque estão genuinamente edificadas no ASSIM DIZ O SENHOR. Está vendo? Portanto elas permanecerão.

106 Agora—agora, como a pequena escola dominical…Eu estava esperando só por um minuto, falando com vocês, até que eles ocupassem seus lugares, posicionalmente, de modo que pudéssemos nos aquietar agora. Só temos alguns minutos, nós oraremos, começaremos a orar.

107 Agora, quero que cada um de vocês confesse seus erros a Deus, e prometa a Deus que O servirá e fará tudo o que puder. E o pastor e eu vamos orar, e impor as mãos sobre você, e com certeza será curado se você crer.

108 Como poderiam estas pessoas de muletas, e surdas, e mudas, e cegas, no último domingo à tarde, simplesmente subir à plataforma, largar sua muleta; subir à plataforma, olhos se abrirem, vocês sabem, assim? Centenas e centenas delas! A ponto de eu ficar tão fraco que quase tiveram de me levar carregado daquele lugar, só de pé, elas passando. Estão vendo? Uma fila que iria daqui até a escola secundária de Jeffersonville, quase, em linha reta, passar pela fila. E não sei se houve um só deles que passou, que não tenha sido curado. Estão vendo? Porque vieram baseados em fé cristã verdadeira e genuína e crendo. Eles…Tem de acontecer.

Agora inclinem a cabeça, todos, ajudem-me a orar por eles.

109 Senhor Jesus, nós trazemos a Ti, esta manhã, esta audiência aqui de pé, esperando, de filhos enfermos, aflitos, e atormentados. Eles estão além de qualquer esperança, muitos deles, Senhor, da cura dos médicos, principalmente este homem deitado aqui nesta maca. É a Tua graça ou ele irá embora do mundo em poucos dias. E sem dúvida, pode haver alguns de pé ao longo do altar aqui, com ataques de coração esperando por eles, e doenças, e aflições que acabariam com eles.

110 Há só uma coisa, Pai, que pode salvá-los, que é ir além dos cinco sentidos aqui deste corpo, onde os médicos têm fielmente tentado, sem dúvida, salvar-lhes a vida; doenças, câncer, tuberculose, problema de coração. E com todos os curativos, e tubos, e materiais, e—e—e medicamentos para combater germes, o inimigo se concentra para lhes tirar a vida.

111 E tenho expressado, Senhor, eu creio na Tua opinião, para eles. E ouvi o homem falar em línguas esta manhã, e deu aquela interpretação, do que aconteceria hoje. Alguns deles vão receber, Senhor, com certeza. Isso mesmo. Eu creio.

112 E agora, como está escrito na Bíblia, que Davi, o menino pastor, estava vigiando as ovelhas de seu pai, nas regiões remotas do deserto. E um dia um leão veio e pegou um dos cordeiros do pai, e fugiu com ele. E aquele menino pastor, com fé, o que ele tinha para enfrentar este leão? Não um moderno rifle ou arma de fogo. Mas tinha uma pequena funda, e foi atrás daquele leão. Matou aquele leão, e trouxe a ovelha de volta. Um urso veio e pegou uma; ele foi atrás daquele urso que poderia tê-lo esmagado no chão. Mas ele não pensou acerca do tamanho do urso, ou da força do leão, ou da sua ligeireza, ou da sua inabilidade com a funda.

113 Mas quando se encontrou diante do rei Saul, ele disse: “Teu servo pastoreava as ovelhas de seu pai, e um leão veio e pegou uma, e fugiu. E fui atrás dele e trouxe a ovelha de volta.” Ele disse: “O mesmo Deus que me libertou da mão, ou da pata daquele urso, ou das mandíbulas daquele leão, pode também tomar este incircunciso filisteu e entregá-lo na minha mão.”

114 Como sabemos, a história narra, ele de fato matou; matou um homem que era muitas, muitas vezes maior do que ele, e guerreiro. Como isto deixou Saul perplexo, aquele grande rei, homem grande e poderoso, como aquele menino podia ter tamanha fé numa funda. Não, não numa funda, mas em Deus.

115 Agora, Senhor, de pé ao redor deste altar, deitado aqui nesta maca, estão as ovelhas de Deus, cordeirinhos, como diríamos, para Ele. Eles foram pegos por um leão chamado câncer, um urso chamado tuberculose, outras doenças que os pegaram, e os dominaram, está acabando com eles. Senhor, eu—eu estou indo atrás deles, com uma pequena funda chamada oração da fé. Não é muito, mas sei o que ela tem feito. E sei que Deus ainda é o mesmo. Estou indo atrás deles, esta manhã, para trazê-los de volta, Senhor, aos pastos verdes e sombreados da boa saúde, junto às águas tranquilas da paz, e longe de suas agitações, para crerem em Ti.

116 E eu vou atrás deles, com a armadura que Tu deste para ir. “A oração da fé salvará os doentes, e Deus os levantará. Se tiverem cometido algum pecado, ser-lhes-á perdoado.”

117 E, Pai, nós vamos agora ao encontro do inimigo, ao encontro do leão, ao encontro do—do demônio em toda forma que ele se encontra, chamado câncer, tuberculose, doença de Hodgkin, problema de coração, qualquer outra doença. Nós vamos ao encontro dele para trazer este cordeiro de volta à Casa de Deus. Em Nome de Jesus Cristo nós vamos usar esta funda que Tu nos deste. Sê conosco, Pai, enquanto reverentemente nos aproximamos de Ti agora, em Nome de Jesus.

118 Quero que mantenham a cabeça inclinada. E estamos indo para ungir com azeite, e impor as mãos sobre os enfermos, e a oração da fé salvará o doente. Todo cristão aqui, ponha sua fé a favor desta fila de oração.

119 [O irmão Branham deixa o microfone do púlpito por três minutos e meio, enquanto ele e o irmão Neville oram pelos enfermos, mas algumas palavras das orações do irmão Branham não podem ser ouvidas, nos parágrafos 119-122. O pianista continua a tocar Somente Crer até as orações terminarem—Ed.]

Em Nome de Jesus Cristo!

Em Nome de Jesus Cristo!

O Nome de Jesus!

O Nome de Jesus Cristo!

O Nome de Jesus!

Pai, eu repreendo o diabo!…?…

Em Nome de Jesus Cristo!

Em Nome de Jesus Cristo!…?…

Em Nome de Jesus Cristo!

Venha e creia…?…e será feito!…?…

Senhor, Tu…?…

Deus…?…

120 Senhor, Tu és…Tu escreveste a oportunidade. Tu és o Parente, Cristo!…?…Em Nome de Jesus Cristo!

121 “A oração da fé salvará o doente.” Quero que Tu faças isto por ela. Torna-a uma mulher saudável novamente!…?…

O Nome de Jesus Cristo, traze-a de volta!

Em Nome de Jesus Cristo, traze-a de volta!…?…

Em Nome de Jesus Cristo, trazendo minha irmã de volta.

Em Nome de Jesus Cristo, trazendo de volta meu irmão!…?…

Em Nome de Jesus Cristo!…?…

Em Nome de Jesus Cristo!…?…

Em Nome de Jesus Cristo!…?…

Você nunca fez. O senhor o abençoe!

Eu venho atrás dele, esta manhã!…?…

122 Em Nome de Jesus Cristo, estou trazendo-o de volta, pela oração de fé, tirando da escravidão!…?…Nós acrescentamos nossa fé a estes!…?…

[O irmão Branham retorna ao microfone do púlpito—Ed.]

Somente crer;

Com nossa cabeça inclinada agora, agora.

Somente crer, somente crer,

Coisas são possíveis, somente crer.

Ó Senhor, eu creio; ó Senhor, eu creio;

Tudo é possível…

Ergamos as mãos agora.

…Senhor, eu creio;

Ó Senhor, eu creio; Senhor, eu creio;

Tudo é possível, Senhor, eu creio.

123 Nosso Pai Celestial, aqueles que puderam se levantar, ergueram as mãos de que aceitaram isto. Este irmão que estava deitado na maca, levantou-se, para mostrar que aceitou sua cura. Nós cremos, Senhor, que eles estão pacificamente voltando aos pastos verdes e sombreados, junto às águas tranquilas, para estarem bem novamente, através do Nome de Jesus. Nós damos graças a Ti por isto. Amém.

124 Muito bem, irmão Neville, eu me sentarei aqui e ouvirei o irmão pregar agora.


ALÉM DA CORTINA DO TEMPO POR61-0305

(Beyond The Curtain Of Time)

Esta Mensagem foi originalmente pregada em inglês pelo irmão William Marrion Branham, no dia 5 de março de 1961, domingo de manhã, no Tabernáculo Branham, Jeffersonville, Indiana, E.U.A., cuja transcrição foi feita de gravação em fita magnética e impressa na íntegra em inglês. Esta tradução ao português foi impressa e distribuída por Gravações “A Voz de Deus.”

PORTUGUESE

©2016 VGR, ALL RIGHTS RESERVED

GRAVAÇÕES “A VOZ DE DEUS”

P.O. BOX 950, JEFFERSONVILLE, INDIANA 47131 E.U.A.

www.branham.org

ALÉM DA CORTINA DO TEMPO
05 de março de 1961
Jeffersonville – Indiana – E.U.A.
Tradução – EUA


1 Quero anunciar aqui que suas orações foram respondidas, reuniões como as que tínhamos quando comecei no ministério, muitos anos atrás. Eu nunca…Nós nem conseguíamos acomodar o povo. E pegávamos o centro de eventos e tudo mais, havia o bastante lá, às três horas, para lotar o lugar. Tinham de fechar os portões, não lhes permitiam entrar. Nós só chegávamos lá às sete. Estão vendo? Simplesmente milhares vindo de toda parte. Simplesmente…

2 E falei as cinco últimas noites do último encontro, e só tornei a Palavra o centro, comecei a me dar conta do poder que a Palavra tinha. Estão vendo? Porque a Palavra é Deus. Estão vendo? “No princípio era o Verbo, o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus. E o Verbo Se fez carne e habitou entre nós.”

3 Agora, Hebreus 4 disse que, que “a Palavra de Deus é mais penetrante do que uma espada de dois gumes.” Estão vendo? “A Palavra de Deus é mais penetrante que…até mesmo penetrando às divisões dos ossos, e cortante, e apta para discernir os pensamentos da mente, do coração.” Estão vendo? É isso, a Palavra de Deus.

4 Então se há um dom, podemos descansar; e a Palavra, Ela Própria, que é Cristo, o Qual é Palavra, entra em nós, e discerne os pensamentos da mente, como vocês têm visto. Estão vendo? Quão maravilhoso, então, ver o que Ele fez e a maneira que nos abençoou! E então o…

5 Isso, eu sinto isso, de tornar a Palavra o centro, por quatro noites, só deixando o povo ficar sentado, aquietar-se, apenas tranquilizar-se, e o Espírito Santo chamava as pessoas e fazia coisas na audiência.

6 E então, na última noite, no último domingo à tarde, eu vi uma das maiores filas de cura que já vi nos Estados Unidos. Estão vendo? Eles estavam…Mandei Billy descer com cem cartões, e Gene com cem, e Leo com cem, e Roy com cem, simplesmente distribuíram todos os cartões, cerca de quinhentos. E então depois que viram a Palavra tomar controle, e o que Ela fazia, então permanecendo exatamente nessa Palavra agora, trazê-los à plataforma. E vi homens e mulheres largarem suas muletas, e assim por diante, e serem curados antes mesmo de chegarem à plataforma, só de observarem. Estão vendo? A Palavra de Deus já tinha saído, por ali, e Se implantado no coração deles naquelas cinco Mensagens, ou quatro Mensagens, a ponto de eles crerem Nela de todo o coração. Então, a única coisa que tinham de fazer, era ter algum tipo de contato, por pequeno que fosse, vejam, qualquer coisa, e se tornava realidade. E tão logo chegavam à plataforma, eram curados ali mesmo na pla-…pouco antes de atravessarem a plataforma.

7 Eu creio, irmãos aqui, que todos vocês conhecem o irmão Ed, irmão Ed Hooper. Não conhecem? Vocês lá de Arkansas? Ele se encontrava…Ele esteve comigo nos primórdios do ministério inicial. Ele disse: “Parecia os tempos antigos,” ele disse, “quando, da maneira que faziam, anos atrás.”

8 E havia pessoas que tinham tumores que estavam—estavam assim, voltaram curadas. Cegos, surdos, mudos, todo tipo de coisas que nosso Senhor fez. Nem mesmo tive de chegar a tocar as pessoas. A Palavra saiu fazendo isso.

9 Então o Senhor me deu uma Mensagem que eu gostaria de falar na igreja, algum dia, quando voltar, tiver oportunidade de ter um tempo livre. Estou muitíssimo ocupado. Agora tenho de partir novamente, amanhã, esperando esta moça vir. E até mesmo antes de eu pôr minha mala em casa, havia alguém lá. E eu praticamente não sentei mais. Estão vendo? Nem mesmo conversei com minha família desde que cheguei. Estão vendo? E é—é realmente uma tensão. E tenho de solicitar as orações de todos vocês por mim, também, para que o Senhor me ajude a suportar.

10 Agora…[Espaço em branco na fita—Ed.] Ver nosso irmão aqui, muito, muito enfermo, deitado nesta maca. E nós…

11 Alguém vem, daqui a pouco, nos pegar, para irmos a Louisville. Quero que vocês se lembrem de orar, também, uma ótima jovem, que, ela não tem nem dezoito anos. Ela é gêmea, e uma cristã na escola. E as outras moças falavam a respeito dela, vocês sabem, as duas moças, e lhes diziam como elas estavam, que parte da vida elas estavam perdendo, e que elas deveriam viver como as demais moças. E uma moça foi capaz de superar isto. Esta outra ficou complexada, e se sentiu muito ruim acerca disto, e simplesmente foi se distanciando, e se afastando cada vez mais, e se preocupando acerca disto. E finalmente ela teve um colapso mental. E elas…Ela está numa ala de doentes mentais. A sua mãe e seu pai estão vindo, pertinho de Crandall, Indiana, para irem a esta instituição para onde vão tentar mandá-la, a Madison, amanhã.

12 Agora, a—a moça, não há esgotamento físico na moça. Ela…Não há nada, fisicamente. Ela está perfeitamente saudável. Mas é tão difícil explicar isto. E na verdade não pode ser explicado. O que aconteceu é que seu espírito se afastou. Estão vendo? Agora, você—você tem de pegar o espírito dela e trazê-lo de volta ao lugar. Estão vendo? Há…

13 Como recentemente falamos aqui, faz algumas semanas, sobre como o sistema humano opera. Como há cinco sentidos pelos quais se entra no corpo, e então cinco vias, como chamaríamos. Cinco vias, tais como—como consciência, imaginação, e assim por diante, pelas quais entramos na alma. E então quando se entra no espírito, há só uma via, que é através da vontade própria, que está ligado a como o homem foi criado.

14 Você pode receber Isto, ou pode simplesmente ignorar. Você pode aceitar Cristo como Salvador, ou simplesmente ignorá-Lo. E você ainda está junto àquela Árvore, aquela de Vida e de morte. Todo ser humano é colocado diante dessa Árvore, ou Deus seria injusto em pôr um lá, e então não dar ao outro igual oportunidade de—de escolher o certo ou o errado. E cada um de nós tem essa oportunidade.

15 Também, quanto a isso, o espírito, nós podemos ser curados, ou podemos não ser curados. Agora, não é porque não haja…que não tenhamos sido curados conforme Deus. Nós fomos. Porque o pacto é incondicional. E Ele já comprou a nossa cura. Portanto, nossa cura é—é para nós. É nossa. Agora, a questão é se nós tomaremos esta via, para crer; ou esta via, para simplesmente não crer. Agora, há só essa maneira de podermos entrar na Presença de Deus.

16 Agora, esta moça, bonita, sua mãe foi amiga. Eu, que coisa…Oh, foi uma das minhas amigas. Ela era uma mocinha encantadora, procedia de um lar estritamente nazareno, mocinha atenciosa. E ela tem um esposo admirável. Eu o conheço, também, muito bem, o rapaz que se casou com ela. E ela uma pequena…Eles criaram essas crianças para servirem ao Senhor, e as puseram na escola. E elas estavam bem fundamentadas em Cristo, para não fazerem as coisas que são erradas. Mas lá se foi.

17 Simplesmente um esgotamento, exatamente como estou…olhei faz pouco, e olhei de novo para um rapazinho que teve a mesma coisa, exatamente. E no…Nós fomos lá certa noite, à casa do irmão Wright, e Orville estava simplesmente—simplesmente passando por um esgotamento total. E ele, vocês sabem, quando ele tentou me pôr para fora da casa; bons amigos como Orville e eu somos, tão real como se eu fosse seu pai. Eu fiz o casamento de seu pai e sua mãe. E ele pulava e gritava: “Saia daqui! Saia daqui! Saia daqui!” Estão vendo?

18 Agora, o que tivemos de fazer lá foi entrar na linha do espírito e pegar o espírito desse rapaz. Estão vendo? Muita tristeza tinha vindo ao seu pobre coração. Ele é jovem, e tinha visto um bocado. E simplesmente o trouxe de volta ao lugar onde ele deveria estar. Estão vendo? Em poucos dias ele estava—ele estava bem.

19 Agora, é a mesma coisa que se tem de fazer neste caso. Eu vi, e sei que é verdade. Mas agora, apenas…Eu—eu peço a vocês que orem agora, para que—que Deus me ajude a encontrar esta mocinha. Num lugar, onde, ela não sabe onde está, então trazê-la de volta ao seu lugar. Essa via vem através da fé. Vejam, ela não consegue ter fé por conta própria. Ela não sabe onde está, nem nada. Estão vendo? Isto—isto requer a nossa fé aqui.

20 E agora, quanto a isso, esse poder da ressurreição de Cristo, Ele nos dá a oportunidade a isso. Aí é onde, você, de certo modo, a Palavra de Deus penetra no pecador. E tem de ir além da pregação da Palavra sendo falada. É por isso que eu queria falar um pouco esta manhã antes de orar pelos enfermos. [Espaço em branco na fita—Ed.]

21 Lembram-se da visão, não faz muito tempo, que o Senhor me deu, vocês sabem, acerca de ver o outro Lado? Lembram-se daquela manhã quando eu estava testificando acerca de ver o outro Lado? [A congregação diz: “Amém.”—Ed.] Bem, isso foi verdade.

22 E a Voz dos Homens de Negócios do Evangelho Pleno publicou esse artigo, e pôs foto na parte de trás da página aqui. E tem uma pequena nota aqui na parte de baixo, falando do ministério. O que, este é um jornal internacional impresso em muitas línguas diferentes. E dedicaram a capa, e a primeira… sobre essa visão. Estão vendo?

23 E estou com eles aqui em cima, e gostaria que vocês pegassem um, e pudessem ler isto. E subir…Eu não sabia quantos estariam presentes, os irmãos, esta manhã. E vocês, então, se por acaso não conseguirem um, bem, vão ao escritório. Eles têm deles lá no escritório. E nos deram um punhado deles, acerca de: “Continuar se esforçando.” Estão vendo? E isso é tudo o que está em meu coração. Tudo o que consigo ouvir, é: “Continue se esforçando.” Logo além do—do rio há uma—uma Terra melhor. E continuemos nos esforçando até conhecermos essa terra.

24 Agora, acho que tem aqui uma dedicação, a da pequenina do irmão Stricker e da irmã Stricker. De modo que…

25 Completa quantos agora, irmã Stricker? [A irmã Stricker diz: “Seis.”—Ed.] Seis criancinhas. Essa é uma bela família.

26 E assim eles são…foram nossos missionários na—na África, recentemente, retornaram. E todos os seus filhos são lindas criancinhas. E posso ver que esta também é, enquanto a trazem esta manhã para a dedicação.

27 Onde está Teddy? Teddy, poderia vir aqui ao piano, só por um minuto, filho? E—e cantemos nosso cântico, um corinho, vocês sabem, aquele corinho, eu creio, que cantamos: Vai buscá-los. Está certo? “Vai buscá-los dos campos do pecado.”

28 E é por isso que tocamos isto, porque nós, com tudo que podemos, pais, é trazê-los para dedicação. Nós os estamos dedicando ao Senhor e trazendo-os enquanto eles ainda são bebês, de modo que não se extraviem para esse campo de pecado. Vai buscá-los. Vamos só…Você o conhece, Teddy? Cantemos só um verso dele agora.

Vai buscá-los, vai buscá-los

Vai buscá-los dos campos do pecado;

Vai buscá-los…

Se houver algum outro, ora, é só trazer.

Vai buscar os pequeninos para Jesus

Vai buscá-los, vai buscá-los,

Vai buscá-los dos campos do pecado;

Vai buscá-los, vai buscá-los,

Vai buscar os errantes para Jesus.

29 Irmão Stricker e irmã Stricker, eu percebo que vocês sabem o que esse cântico significa, “ir buscá-los,” desejo ardente está no coração dos irmãos, de tentar trazer os perdidos a Jesus. Seu bebezinho, se ele morresse antes de ser dedicado, ou alguma outra coisa, ele está salvo, de qualquer maneira, porque o Sangue de Jesus Cristo fez isso no Calvário. Mas em comemoração à Sua grande jornada terrena, quando Ele impôs as mãos sobre os pequeninos e disse: “Deixai-os vir a Mim,” é por isso que os irmãos trazem o bebê esta manhã. E pondo a confiança em nós, de que poderíamos fazer uma oração de fé, pela pequenina, em dedicação da sua vida a Deus.

30 Qual é o nome dela? [O pai diz: “Marilyn Madge Stricker.”—Ed.] Marilyn Madge, Marilyn Madge Stricker. Qual é a idade dela? [A mãe diz: “Treze meses.”] Treze meses. Nasceu na África, está certo? [“Sim.”] Bem, que, se houver um amanhã, que esta pequenina seja missionária lá nos campos onde nasceu. E uma—uma linda criancinha. O irmão poderia vir, irmão Neville?

31 E Marilyn. Oh, que coisa! Eu sempre gosto destes pequeninos. Não é linda esta menininha? Como vai? Como vai? Inclinemos a cabeça. E quero que os irmãos ponham as mãos sobre ela.

32 Nosso Pai Celestial, nós trazemos a Ti a pequena Marilyn Madge Stricker, esta linda criancinha que nasceu nos campos missionários, quando a batalha estava dura. Rogo que Tu abençoes esta criança. Na Bíblia trouxeram a Ti tais pequeninos. Tu impuseste as mãos sobre eles e os abençoaste, disseste: “Deixai vir a Mim os pequeninos, e não os impeçais; porque dos tais é o Reino dos Céus.”

33 A mãe e o pai a colocam em meus braços, hoje. Nós, pela fé, subimos os degraus, além, a pomos em Teus braços, pela fé. Abençoa a sua vida. Dá-lhe uma longa vida, Senhor. Que ela seja uma filha de Deus. Que ela Te sirva com toda a sua vida, cada fibra do seu ser, seja uma serva de Cristo. Concede, Pai. Abençoa seu pai e sua mãe, seus irmãozinhos e irmãzinhas. Que eles cresçam, também, e sejam uma gloriosa família a serviço de Deus.

34 Pai, entregamos a pequena Marilyn Madge a Ti, em Nome de Jesus Cristo, para uma vida de serviço. Abençoa-a, e seu pai, e sua mãe, e seus entes queridos. E que eles tenham vidas longas e felizes a serviço de Ti. Em Nome de Jesus. Amém.

35 Deus o abençoe, irmão Stricker. Deus a abençoe. Bênçãos sobre a bela mocinha.

Obrigado, rapaz, Teddy.

36 Gosto demais das criancinhas. Vocês não gostam? [A congregação diz: “Amém.”—Ed.]

37 Quantos nunca ouviram falar da visão que o Senhor me deu? Vejamos suas mãos erguidas, que nunca. Irmão Neville, o irmão tem seu livrinho aí, talvez, quem sabe o irmão poderia ler para eles aqui, um instante. Eu creio, aqui, por favor.

38 [O irmão Branham deixa o púlpito. Nos parágrafos 39-56, o irmão Neville lê o artigo do Rev. William Branham intitulado Além da Cortina do Tempo, originalmente publicado pelo Companheirismo Internacional dos Homens de Negócios do Evangelho Pleno, páginas 3-5 da edição de fevereiro de 1961 da Voz dos Homens do Evangelho Pleno—Ed.]

39 Outro dia de manhã eu estava deitado na minha cama. Eu tinha acabado de despertar, e coloquei as mãos atrás da cabeça e relaxei, com a cabeça no travesseiro. Então comecei a me perguntar como será do outro lado. Dei-me conta de que tinha vivido mais da metade da minha vida, se viver tanto quanto meus parentes, e eu queria fazer mais para o Senhor antes de deixar esta vida.

40 Ouvi uma Voz dizendo: “Você está apenas começando! Prossiga na batalha! Continue prosseguindo!” Enquanto estava deitado lá considerando as palavras, achei que apenas tivesse imaginado ouvir uma Voz. Novamente a Voz disse: “Prossiga na batalha! Continue! Continue!” Ainda descrendo, achei que possivelmente eu próprio tivesse dito as palavras. Coloquei meus lábios entre os dentes e pus a mão sobre a minha boca e escutei. A Voz falou novamente: “Continue prosseguindo! Se você soubesse o que está no fim do caminho!” Pareceu-me ouvir a música e as palavras de um velho cântico familiar:

“Ando saudoso e triste, e desejo ver a Jesus.

Gostaria de ouvir aqueles sinos do refúgio tocar.

Iluminaria minha vereda e desvaneceria todo temor.

Senhor, deixa-me ver além da cortina do tempo!”

41 Então a Voz perguntou: “Você gostaria de ver logo além da cortina?” Respondi: “Isso me ajudaria tanto!”

42 O que aconteceu eu não posso dizer. Se foi no corpo ou fora, ou se foi uma transladação, eu não sei, mas foi diferente de qualquer visão que já tive. Eu podia ver o lugar ao qual fui levado e podia me ver deitado lá atrás na minha cama. Eu disse: “Esta é uma coisa estranha!”

43 Havia grande número de pessoas e elas vinham correndo para saudar-me, clamando: “Oh, nosso precioso irmão!” Primeiro vieram mulheres jovens, aparentemente com pouco mais de vinte anos, e quando me abraçavam, diziam: “Nosso precioso irmão!” Homens jovens, no esplendor da mocidade, com olhos brilhando como estrelas numa noite escura, com dentes brancos como pérolas, me abraçavam, dizendo: “Nosso precioso irmão.”

44 Então notei que eu, também, tinha ficado jovem novamente. Olhei para mim mesmo lá e me voltei e olhei para trás para o meu velho corpo deitado na cama com as mãos atrás da cabeça. Eu disse: “Não entendo isto!”

45 Enquanto começava a tentar entender o lugar onde estava, comecei a perceber que não havia ontem e nem amanhã lá. Ninguém parecia ficar cansado. Enquanto uma multidão das mais belas jovens que já vi me abraçavam, descobri que havia só um grande amor que me dominava e nenhuma atração física como no comportamento humano. Notei que todas estas jovens usavam seus cabelos até a cintura e suas saias iam até os pés.

46 Depois disto, Hope, minha primeira esposa, me abraçou, e disse: “Meu precioso irmão!” Então outra jovem me abraçou e Hope virou e abraçou a jovem. Eu disse: “Não entendo isto. É algo inteiramente diferente do nosso amor humano. Não quero voltar àquele velho corpo na cama.”

47 Então uma Voz falou comigo: “Isto é o que você pregou ser o Espírito Santo! Isto é amor perfeito. Nada pode entrar Aqui sem ele!”

48 Em seguida fui levantado e me sentaram num lugar alto. À minha volta toda estavam grandes multidões de homens e mulheres na flor da mocidade. Eles estavam clamando, de alegria: “Oh, nosso precioso irmão, estamos tão contentes em vê-lo aqui!” Pensei: “Não estou sonhando, porque posso ver estas pessoas e posso ver meu corpo deitado lá atrás na cama.”

49 A Voz me falou: “Você sabe que está escrito na Bíblia que os profetas foram reunidos com seu povo.” Eu disse: “Sim lembro-me disso nas Escrituras, mas não há tantos Branhams assim.” A Voz respondeu: “Estes não são Branhams. Estes são seus convertidos, os que você guiou ao Senhor. Algumas destas mulheres que você acha ser tão jovens e bonitas tinham mais de noventa anos quando você as guiou ao Senhor. Não é de admirar que estejam clamando: ‘Meu precioso irmão!’” Então a multidão clamou em conjunto: “Se você não tivesse saído com o Evangelho, nós não estaríamos aqui!”

50 Perguntei: “Oh, onde está Jesus? Quero vê-Lo!” As pessoas responderam: “Ele está um pouquinho mais alto. Algum dia Ele virá a você. Você foi enviado como líder, e quando Deus vier, Ele o julgará conforme o que ensinou.” Perguntei: “Paulo e Pedro têm de passar por este julgamento também?” A reposta foi: “Sim!” Eu disse: “Preguei o que eles pregaram. Não me desviei Dela nem para um lado nem para outro. Onde eles batizaram em Nome de Jesus, eu também batizei; onde ensinaram o Batismo do Espírito Santo, eu também ensinei. O que quer que eles ensinaram, eu também ensinei.”

51 “Sabemos disso,” disseram as pessoas, “e sabemos que voltaremos para a terra com você algum dia. Jesus virá e o julgará conforme a Palavra que pregou para nós. Então nos apresentará a Ele, e todos juntos retornaremos para a terra para viver para sempre.” Perguntei: “Tenho de voltar para a terra, agora?” Responderam: “Sim, mas prossiga adiante!”

52 Quando comecei a sair daquele belo e alegre lugar, tão longe quanto meus olhos podiam ver, pessoas estavam vindo na minha direção para me abraçarem, clamando: “Meu precioso irmão!”

53 De repente eu estava de volta na cama. Eu disse: “Oh, Deus, ajuda-me! Nunca deixes que eu me comprometa com algo fora da Palavra. Permite-me ficar correto na Palavra. Não me importa o que outros façam, Senhor, permite-me prosseguir até aquele belo e alegre lugar!”

54 Estou mais convencido do que nunca na vida de que se requererá amor perfeito para entrar naquele lugar. Não havia ciúme, nem cansaço, nem enfermidade, nem idade avançada, nem morte. Só suprema beleza e alegria.

55 Seja o que você fizer, só não falhe em deixar tudo mais de lado até receber o amor perfeito! Chegue ao ponto de poder amar a todos, até mesmo a cada inimigo. Não importa se o avião estiver balançando, o relâmpago estiver lampejando, ou as armas do inimigo estiverem apontadas para você, estas coisas não importam: receba o amor perfeito!

56 Se não é salvo, aceite a Jesus Cristo como seu Salvador agora! Se ainda não foi batizado em água, seja batizado agora! Se ainda não recebeu o batismo do Espírito Santo, receba-o agora! Prossiga até aquele amor perfeito, o qual o levará àquele belo e alegre lugar além da cortina do tempo!

[O irmão Branham volta para o púlpito—Ed.] Isso é…

57 Achei que talvez alguns de vocês teriam a oportunidade de ler isto. E se ainda não têm o livrinho, ora, vocês podem consegui-lo.

58 Então no…bem na parte de baixo da página, ele incluiu uma pequena nota a respeito do ministério ali. Não sei se você notou ou não, bem na parte de baixo, depois de ler isso. Bem na parte de baixo, uma pequena nota na parte de baixo.

59 [O irmão Branham refere-se à declaração feita pelo irmão Thomas R. Nickel, o editor da Voz dos Homens do Evangelho Pleno, quanto à nota que ele incluiu na primeira página sobre o artigo do Rev. Branham: “Com respeito à fotografia da capa. Nos dias bíblicos, houve homens de Deus que foram Profetas e Videntes. Mas em todos os Registros Sagrados, nenhum deles teve um ministério maior do que o de William Branham, Profeta e Vidente de Deus, cuja foto aparece na capa desta edição da Voz dos Homens do Evangelho Pleno. Branham tem sido usado por Deus, em Nome de Jesus, para ressuscitar os mortos!”—Ed.]

[Espaço em branco na fita—Ed.]

60 Agora, isso vai praticamente em toda língua debaixo dos céus, veja, para—para ser lido ao redor do mundo.

61 Agora, “Para—para…Bem,” você diz, “para que o irmão diria isso, irmão Branham, antes de orar pelos enfermos?”

62 É por causa disso: para que saibamos que nossos esforços não são em vão. Está vendo? Devemos nos aproximar de Deus através desse canal de amor e fé. A fé nos leva ao canal. O amor é o que nos introduz.

Perdoem-me. [Espaço em branco na fita—Ed.]

63 Agora, você acha que Deus iria…Agora vamos…Agora, sua fé chega a um ponto agora, você acha que…O que você acharia agora se todo o esforço que o…que este tabernáculo e estes grupos de pessoas aqui têm feito, para o Reino de Deus? Há muitos aqui que têm controlado gastos com os filhos, pelo Reino de Deus. Há muitos aqui que têm ficado sem comprar roupa, pelo Reino de Deus. Há muitos que têm enfrentado tempestades, e caminhado sem sapatos nos pés, para chegar ao tabernáculo aqui, isso mesmo, pelo Reino de Deus.

64 Já imaginou um artista pintar um quadro notável, lindo, a ponto de tornar-se sublime, e então simplesmente destruí-lo? Haveria algo errado com o artista. Já imaginou um compositor escrever um cântico a ponto de tornar-se sublime, e então simplesmente rasgar sua—sua música? Haveria algo errado com o compositor. Está vendo? Não há nada errado com Deus. Deus não faz uma coisa assim, para simplesmente destruí-la e jogá-la fora. É para o Seu Reino. É para a Sua Glória.

65 Cada um de nós desempenha um papel neste quadro e neste cântico. Somos partes do Reino de Deus. E isto é, que nós podemos desempenhar nossos papeis, contanto que compreendamos onde estamos posicionalmente, que pertencemos a este lugar, e então fiquemos exatamente aí nesse lugar. E um lugar que conhecemos, é em amor, porque é isso o que compõe o quadro.

66 Agora, é difícil quando você tem estas visões assim, e essas coisas, para entender o que está—o que está do outro Lado. Eu queria saber. O homem incluiu esta pequena nota ali embaixo, para dizer que os profetas de antigamente, que eles tinham aquelas visões, e assim por diante, e como que, hoje, além até mesmo do que…Nós não podemos entender, mas o Senhor tem permitido nos esforçar para entrar nisso e ver o que é.

67 Agora, amigos, eu não estava adormecido. E eu, só entre vocês e eu, e esta igreja aqui, eu não estava tendo uma visão. Eu sei como é uma visão. Algumas aqui, só na semana passada, algumas, foram até trinta vezes, numa noite, que ocorreram. Vocês podem imaginar o peso que está sobre você. Isso o deixa nervoso, claro.

68 E se você fosse a uma reunião como essa, e só a responsabilidade, se a reunião desse certo ou não, estaria sobre você, só—só a responsabilidade? Você tivesse de responder a cada ministro, cada pergunta, todos os detalhes. Se a reunião desse certo ou não, a responsabilidade estaria sobre você, somente. Veja o que isso lhe causaria.

69 E há alguns dos meus companheiros de trabalho só de vender livros, e assim por diante, que ficaram tão nervosos, que tiveram de ir para casa, veja, deitarem, não vieram à igreja aquela noite. Que coisa! Oh, é dificílimo. Como minha nora, admirável mocinha cristã, Loyce. Só—só de ir à reunião, só tão…Por oito semanas, ou sete semanas, constantemente assim, simplesmente teve de ficar de cama por um dia ou dois, veja, sem nenhuma responsabilidade. Está vendo? Billy, só de distribuir alguns cartões de oração, e simplesmente fica esgotado.

70 Mas, vejam, o peso todo repousa sobre mim. Eu tenho de depender de vocês para orarem por mim. Estão vendo? Além disso, afirmam que—que vinte minutos de—de pregação, sob inspiração, são comparados a oito horas de trabalho duro, para o seu corpo. Eu prego de duas a três horas numa noite; algumas vezes, três vezes num dia. Estão vendo?

71 E então, e uma visão? Uma visão fez nosso Senhor Jesus ficar fraco. Isso mesmo. A Bíblia disse que uma mulher tocou Sua veste, O fez ficar fraco. Bem, se uma visão O deixava fraco, a Ele, o Filho de Deus; que dizer de mim, um pecador salvo pela graça, o que fariam trinta delas numa noite? Está vendo? É…Se nós só parássemos e pensássemos, está além de qualquer humano. Um corpo humano não pode suportar isso. Eu estaria num asilo de loucos em algum lugar, dando cabeçadas nas paredes. Está vendo? A fraqueza é—é tal que você não consegue…É a fraqueza interior, veja, isso simplesmente acaba com você.

72 Agora, mas por que você prosseguiria então? Eu diria isto. Vejo o irmão e a irmã Cox, ali, Rodney e sua esposa, e a irmã de lá de trás, novos convertidos. Há uma Terra, logo além em algum lugar, que só de você chegar a pensar em sua mente e conseguir vê-La, é a coisa mais gloriosa. Vale todo esforço que fazemos. Estão vendo?

Agora, antes de orar pelos enfermos, eu diria isto.

73 E se um bebê, antes de nascer…Consideremos isso. Um bebezinho que viveu no ventre da mãe, durante estes nove meses, e esse bebezinho pudesse pensar? Ele diria: “Sabe de uma coisa? Dizem-me que estou para nascer. Bem, o que vou fazer lá fora? Não conheço nada, exceto este lugar em que vivo aqui. Eu tiro minha força do interior. E como vou ganhar a vida lá fora? Dizem-me que há um sol que brilha. Dizem-me que o povo lá anda de um lado para outro. E não conheço nada, exceto este lugar aqui. Isto é tudo que conheço, exatamente aqui no—no ventre da minha mãe. Foi aqui onde fui gerado. Aqui está tudo que eu conheço, está exatamente neste ventre. E dizem-me que há espaço de sobra!” Bem, esse bebezinho ficaria morrendo de medo de nascer. Está certo? Ele estaria morrendo de medo, porque iria a um lugar acerca do qual nada sabe, o qual é supremo, milhões de vezes supremo, em relação a onde ele tem vivido. Ele não saberia de que se trata tudo isto. Ele diria: “Como, o que eu vou fazer?” Ele estaria morrendo de medo de nascer.

74 Mas, nós que vivemos aqui fora, bem, nós que estivemos lá atrás certa vez, nós não voltaríamos para lá de modo algum. Não iríamos querer voltar ao ventre da mãe. Está vendo? Não. Não iríamos querer fazer isso.

75 E é exatamente assim quando estamos morrendo, amigo. Ó Deus! Está vendo? Você está nascendo em um Lugar. Você nunca esteve Lá. Você não consegue entender como Isso é grande. “Como—como vai ser Lá? Eu…” E a única coisa que me faz entender, ou você entender, é aquele pequeno toque de Vida, como o espírito entra no bebê no ventre da mãe. Está vendo? É a única maneira de podermos entender como é aquela grande Terra além, onde não há enfermidade, nem tristeza, nem morte, nem velhice, nem nada. Oh, que coisa! Ora, uma vez que chegue Lá, você nunca vai querer voltar a um lugar como este, assim como um bebê não iria querer voltar ao ventre da mãe. Está vendo? É tão maior do outro Lado, veja, Lá. Nós não podemos entender Isso, certamente que não. Nós não podemos. Ora, como aquele bebezinho está longe de qualquer pensamento, assim estamos nós longe de qualquer entendimento do que seria aquilo Lá, veja, porque estamos no ventre da terra, prontos para nascer algum dia, num novo Reino, num novo Mundo.

76 E é assim que eu me sinto acerca destas visões e coisas tais, ou do que quer que me tenha acontecido aquele dia quando fui para o outro lado, logo do lado de fora, e vi o que era Aquilo, e então voltei para cá.

77 Já imaginou você ser um bebê e—e tivesse um—um conhecimento do que, de quão glorioso seria caminhar de um lado para outro, ver as árvores florescendo, os pássaros cantando, o sol a brilhar, e uma vida como esta, e então ter de estar confinado a um ventre? Ora, você não iria querer voltar, de modo algum.

78 Ora, então, nós, nosso—nosso pensamento estaria dormente, de lado, ou, tentando pensar como é Lá. Quando a Escritura diz: “O que o olho não viu, o ouvido não ouviu, e jamais entrou no coração do homem é o que Deus reservou para aqueles que O amam.” Está vendo? Por isso sabemos que é glorioso do outro Lado. Algum dia, a morte, o que chamamos morte, nos dará o novo Nascimento, e entraremos no outro Mundo, do outro Lado.

79 Irmão George, o irmão não será velho, aleijado, Lá. E irmão e irmã Spencer, e alguns, como alguns de nós que são mais velhos, e assim por diante, e seremos jovens, Lá, para sempre. Este velho…

Este manto de carne eu deixarei cair, e me levantarei

E tomarei posse do prêmio eterno;

E clamarei, enquanto estiver passando pelo ar,

Adeus, adeus, doce hora de oração.

80 Tudo está terminado, então. Nada mais de longas noites de oração, não mais. Só entrar naquela jovem idade da alegria para estar Lá, não por um ano apenas, ou cinquenta anos, ou um milhão de anos, mas quando estivermos Lá por cem bilhões de anos, nem ainda teremos começado. Isso mesmo. Por isso, por que não deveríamos estar alegres esta manhã? Por que não deveríamos nos regozijar? Por que não deveríamos tirar vantagem de cada coisa grande que Deus nos dá?

81 Aqui está cura divina. Por que Jesus foi pisado; para destruir o quadro, dizer: “Não está com nada”? Ele pisou Seu corpo lá, as costelas ficaram expostas, de modo que “pelas Suas pisaduras fomos sarados.” Não destruamos o quadro, esta manhã. Vamos abraçá-Lo, aceitá-Lo.

82 Agora, irmão, e cada um de vocês agora que vai receber oração, queiram ficar em volta do altar. Quando a mensagem foi falada, pouco tempo atrás, através de interpretação e línguas, de que imporíamos as mãos sobre os enfermos e veríamos as poderosas obras de Deus.

83 Agora, nosso irmão, o irmão não tem de se levantar, irmão, aí deitado na maca. Nós iremos até o irmão.

84 Mas se há outros aqui para receberem oração, que gostariam de ficar de pé ao redor do altar, enquanto o irmão e eu oramos e impomos as mãos sobre os enfermos, venham agora. E lembrem-se, abracem esse quadro: “Pelas Suas pisaduras fomos sarados.”

85 “Não entendo isso, Senhor.” Claro que não. Você ainda está no ventre da terra.

86 Mas Ele fez esses preparativos. E Ele não tomaria…Por que Ele foi pisado? Apenas para destruir o quadro, ou rasgar o cântico, jogá-lo fora? Não, senhor. Ele foi pisado, ferido, e sangrou, para que nós pudéssemos ser curados. E por meio disso, nós, “pelas suas pisaduras, nós somos sarados,” cada um de nós. Agora, enquanto estão vindo, reunindo-se ao redor do altar para oração.

87 Agora, muito deste super evangelismo americano aqui, e falar sobre: “Você tem de fazer isto, fazer aquilo.”

88 Aí está uma coisa sobre a qual quero ser honesto com você, meu amigo. A coisa, a maneira que Deus cura está baseada em O servirmos. Está vendo? Está baseada em O servirmos. Devemos aceitar nossa cura baseado em O servirmos depois que formos curados. Agora, a Bíblia disse: “Confessai as vossas culpas uns aos outros. Orai uns pelos outros, para que sareis.” Está vendo? Está baseado em você servir a Deus. Muitos de vocês aqui, talvez, estejam em condição moribunda, e vocês—vocês terão de morrer se algo não acontecer. Então eu quero que vocês, em seu coração…

89 Agora, nós podemos ungi-los com azeite, podemos orar sobre vocês, o pastor e eu, fazer uma oração de fé, fazer tudo o que possamos, mas de nada servirá até que vocês próprios entrem em companheirismo com Cristo. Estão vendo? Você têm de vir a esse companheirismo, que, “eu, Senhor…”

90 Vejo uma—uma—uma jovem caminhando ali agora mesmo. Ela veio aqui, não faz muito tempo à minha casa, com algo como um tumor, ou doença de Hodgkin. E ela é de fé metodista. Creio que é isso mesmo, não é, irmã? E tinha um grande inchaço do lado. E agora ali se encontra ela, curada.

91 Vejo a irmã Weaver aqui de pé, foi um dos casos mais graves de câncer que já vi, na vida. A primeira coisa que lhe perguntei foi se ela “se batizaria em Nome de Jesus Cristo,” e confessaria seus pecados. Quando a trouxe a esta água aqui, eu tive de segurá-la; ela estava tão magra, seus braços, bem fininhos. E ela foi batizada em Nome de Jesus Cristo. E isso foi no mínimo há dez anos, não foi, irmã? [A irmã Weaver diz: “Não. Foi há dezesseis anos.”—Ed.] Há dezesseis anos. Dezesseis anos de vida poupada, porque ela estava disposta a obedecer. Quando os melhores médicos por aqui…

92 Ora, seu próprio médico me contou. Quando, eu lhe contei—lhe contei, disse: “Ela está curada.”

93 Disse: “Oh, oh! Ela vai morrer de câncer, em poucas semanas. Não se preocupe com isso. Ela terá morrido. Mais umas semanas, ela terá morrido.” E ele já lhe tinha dado cerca de um dia para viver. E aqui está ela, hoje, depois de dezesseis anos, de pé junto ao altar. O que mais eu poderia dizer, repetindo-se vez após vez!

94 Agora, Deus não faz isso só para um de Seus filhos e não para outros filhos. Ele faz para todos os Seus filhos. “Qualquer que quiser pode vir.” É…Você está convidado vir a Ele. Agora, “a oração da fé salvará o doente.” A Bíblia disse isso.

95 Agora—agora, se…o que quero que vocês façam, é confessar seus erros a Deus, e dizer: “Senhor, cura-me.” Se nunca se converteram, entreguem seu coração a Cristo. E se nunca foram batizados em água em Nome de Jesus Cristo, há um tanque pronto. Estão vendo?

96 E esta pequena dama do outro lado da rua aqui; quando aquele incrédulo lá se converteu por causa disto. Quando ela ficava deitada…Eles a mandaram de Silvercrest para casa, com tuberculose, nas últimas. E quando eu fui lá, e o Senhor deu uma visão, disse: “Ela vai ser curada.”

97 E ele se encontrou comigo lá, na manhã seguinte, o Sr. Andrews, e me repreendeu severamente. Disse: “Uma falsa esperança como essa, a respeito daquela mulher!”

98 Eu disse: “Sr. Andrews, não é uma falsa esperança. A mulher é cristã. E quando tiver condições, ela virá ser batizada.”

99 E ele disse: “Ela está nas últimas.” Disse: “Eu…Como ela poderia ter sido mandada de Silvercrest para casa?”

100 Eu disse: “Senhor, o senhor está olhando, o senhor está…O que o senhor está olhando, o senhor está olhando para o que o médico diz. Eu estou olhando para o que Deus disse.” Está vendo?

101 Agora, a diferença é só essa, para que você está olhando. Está vendo? Se olhar para o que o médico diz, você sem dúvida morrerá. Mas você tem de olhar para o que Deus disse. A palavra de quem você vai aceitar?

102 E se Abraão tivesse aceitado a opinião do médico, dele ter cem anos de idade, e ia ter um bebê com sua esposa, de noventa? O que ele teria feito então? Está vendo? Ora, o médico diria: “O homem está maluco.” Mas Deus lhe imputou por justiça, porque creu em Deus. Está vendo? Agora, você…

103 E a mulher viveu. Ela negligenciou ser batizada em Nome de Jesus Cristo, porque acho que ela era metodista ou presbiteriana. Ela começou a ficar cada vez mais enferma. E veio e pegou Grace Weber, que morava bem…ou mora lá ainda, a filha dela mora. Robe, e veio aqui, e foi batizada em Nome de Jesus Cristo, com febre, com doenças de tumores que surgiram por todo o seu ombro e tudo mais, com febre de cento e quatro [40°C]. E foi batizada aqui mesmo, em Nome de Jesus Cristo. E ela mora aqui em frente, logo do outro lado da rua. Pode estar sentada aqui agora. Procurei para ver se conseguia vê-la, uns minutos atrás. Estão vendo? Obediência, veja.

104 Não é só ir por aí…Eu discordo de alguns de nossos irmãos, só impondo as mãos sobre este, aquele, e mais aquele, assim, e dizendo que algum tipo de super fé fará isso acontecer. Não é assim. Você tem de ter fé genuína, sólida, bíblica, do Espírito Santo. Está vendo? Não, não durará. Não é durável.

105 É por isso que posso agradecer ao Senhor por Ele ter me ajudado até aqui. As—as—as curas que aconteceram foram genuínas, porque estão genuinamente edificadas no ASSIM DIZ O SENHOR. Está vendo? Portanto elas permanecerão.

106 Agora—agora, como a pequena escola dominical…Eu estava esperando só por um minuto, falando com vocês, até que eles ocupassem seus lugares, posicionalmente, de modo que pudéssemos nos aquietar agora. Só temos alguns minutos, nós oraremos, começaremos a orar.

107 Agora, quero que cada um de vocês confesse seus erros a Deus, e prometa a Deus que O servirá e fará tudo o que puder. E o pastor e eu vamos orar, e impor as mãos sobre você, e com certeza será curado se você crer.

108 Como poderiam estas pessoas de muletas, e surdas, e mudas, e cegas, no último domingo à tarde, simplesmente subir à plataforma, largar sua muleta; subir à plataforma, olhos se abrirem, vocês sabem, assim? Centenas e centenas delas! A ponto de eu ficar tão fraco que quase tiveram de me levar carregado daquele lugar, só de pé, elas passando. Estão vendo? Uma fila que iria daqui até a escola secundária de Jeffersonville, quase, em linha reta, passar pela fila. E não sei se houve um só deles que passou, que não tenha sido curado. Estão vendo? Porque vieram baseados em fé cristã verdadeira e genuína e crendo. Eles…Tem de acontecer.

Agora inclinem a cabeça, todos, ajudem-me a orar por eles.

109 Senhor Jesus, nós trazemos a Ti, esta manhã, esta audiência aqui de pé, esperando, de filhos enfermos, aflitos, e atormentados. Eles estão além de qualquer esperança, muitos deles, Senhor, da cura dos médicos, principalmente este homem deitado aqui nesta maca. É a Tua graça ou ele irá embora do mundo em poucos dias. E sem dúvida, pode haver alguns de pé ao longo do altar aqui, com ataques de coração esperando por eles, e doenças, e aflições que acabariam com eles.

110 Há só uma coisa, Pai, que pode salvá-los, que é ir além dos cinco sentidos aqui deste corpo, onde os médicos têm fielmente tentado, sem dúvida, salvar-lhes a vida; doenças, câncer, tuberculose, problema de coração. E com todos os curativos, e tubos, e materiais, e—e—e medicamentos para combater germes, o inimigo se concentra para lhes tirar a vida.

111 E tenho expressado, Senhor, eu creio na Tua opinião, para eles. E ouvi o homem falar em línguas esta manhã, e deu aquela interpretação, do que aconteceria hoje. Alguns deles vão receber, Senhor, com certeza. Isso mesmo. Eu creio.

112 E agora, como está escrito na Bíblia, que Davi, o menino pastor, estava vigiando as ovelhas de seu pai, nas regiões remotas do deserto. E um dia um leão veio e pegou um dos cordeiros do pai, e fugiu com ele. E aquele menino pastor, com fé, o que ele tinha para enfrentar este leão? Não um moderno rifle ou arma de fogo. Mas tinha uma pequena funda, e foi atrás daquele leão. Matou aquele leão, e trouxe a ovelha de volta. Um urso veio e pegou uma; ele foi atrás daquele urso que poderia tê-lo esmagado no chão. Mas ele não pensou acerca do tamanho do urso, ou da força do leão, ou da sua ligeireza, ou da sua inabilidade com a funda.

113 Mas quando se encontrou diante do rei Saul, ele disse: “Teu servo pastoreava as ovelhas de seu pai, e um leão veio e pegou uma, e fugiu. E fui atrás dele e trouxe a ovelha de volta.” Ele disse: “O mesmo Deus que me libertou da mão, ou da pata daquele urso, ou das mandíbulas daquele leão, pode também tomar este incircunciso filisteu e entregá-lo na minha mão.”

114 Como sabemos, a história narra, ele de fato matou; matou um homem que era muitas, muitas vezes maior do que ele, e guerreiro. Como isto deixou Saul perplexo, aquele grande rei, homem grande e poderoso, como aquele menino podia ter tamanha fé numa funda. Não, não numa funda, mas em Deus.

115 Agora, Senhor, de pé ao redor deste altar, deitado aqui nesta maca, estão as ovelhas de Deus, cordeirinhos, como diríamos, para Ele. Eles foram pegos por um leão chamado câncer, um urso chamado tuberculose, outras doenças que os pegaram, e os dominaram, está acabando com eles. Senhor, eu—eu estou indo atrás deles, com uma pequena funda chamada oração da fé. Não é muito, mas sei o que ela tem feito. E sei que Deus ainda é o mesmo. Estou indo atrás deles, esta manhã, para trazê-los de volta, Senhor, aos pastos verdes e sombreados da boa saúde, junto às águas tranquilas da paz, e longe de suas agitações, para crerem em Ti.

116 E eu vou atrás deles, com a armadura que Tu deste para ir. “A oração da fé salvará os doentes, e Deus os levantará. Se tiverem cometido algum pecado, ser-lhes-á perdoado.”

117 E, Pai, nós vamos agora ao encontro do inimigo, ao encontro do leão, ao encontro do—do demônio em toda forma que ele se encontra, chamado câncer, tuberculose, doença de Hodgkin, problema de coração, qualquer outra doença. Nós vamos ao encontro dele para trazer este cordeiro de volta à Casa de Deus. Em Nome de Jesus Cristo nós vamos usar esta funda que Tu nos deste. Sê conosco, Pai, enquanto reverentemente nos aproximamos de Ti agora, em Nome de Jesus.

118 Quero que mantenham a cabeça inclinada. E estamos indo para ungir com azeite, e impor as mãos sobre os enfermos, e a oração da fé salvará o doente. Todo cristão aqui, ponha sua fé a favor desta fila de oração.

119 [O irmão Branham deixa o microfone do púlpito por três minutos e meio, enquanto ele e o irmão Neville oram pelos enfermos, mas algumas palavras das orações do irmão Branham não podem ser ouvidas, nos parágrafos 119-122. O pianista continua a tocar Somente Crer até as orações terminarem—Ed.]

Em Nome de Jesus Cristo!

Em Nome de Jesus Cristo!

O Nome de Jesus!

O Nome de Jesus Cristo!

O Nome de Jesus!

Pai, eu repreendo o diabo!…?…

Em Nome de Jesus Cristo!

Em Nome de Jesus Cristo!…?…

Em Nome de Jesus Cristo!

Venha e creia…?…e será feito!…?…

Senhor, Tu…?…

Deus…?…

120 Senhor, Tu és…Tu escreveste a oportunidade. Tu és o Parente, Cristo!…?…Em Nome de Jesus Cristo!

121 “A oração da fé salvará o doente.” Quero que Tu faças isto por ela. Torna-a uma mulher saudável novamente!…?…

O Nome de Jesus Cristo, traze-a de volta!

Em Nome de Jesus Cristo, traze-a de volta!…?…

Em Nome de Jesus Cristo, trazendo minha irmã de volta.

Em Nome de Jesus Cristo, trazendo de volta meu irmão!…?…

Em Nome de Jesus Cristo!…?…

Em Nome de Jesus Cristo!…?…

Em Nome de Jesus Cristo!…?…

Você nunca fez. O senhor o abençoe!

Eu venho atrás dele, esta manhã!…?…

122 Em Nome de Jesus Cristo, estou trazendo-o de volta, pela oração de fé, tirando da escravidão!…?…Nós acrescentamos nossa fé a estes!…?…

[O irmão Branham retorna ao microfone do púlpito—Ed.]

Somente crer;

Com nossa cabeça inclinada agora, agora.

Somente crer, somente crer,

Coisas são possíveis, somente crer.

Ó Senhor, eu creio; ó Senhor, eu creio;

Tudo é possível…

Ergamos as mãos agora.

…Senhor, eu creio;

Ó Senhor, eu creio; Senhor, eu creio;

Tudo é possível, Senhor, eu creio.

123 Nosso Pai Celestial, aqueles que puderam se levantar, ergueram as mãos de que aceitaram isto. Este irmão que estava deitado na maca, levantou-se, para mostrar que aceitou sua cura. Nós cremos, Senhor, que eles estão pacificamente voltando aos pastos verdes e sombreados, junto às águas tranquilas, para estarem bem novamente, através do Nome de Jesus. Nós damos graças a Ti por isto. Amém.

124 Muito bem, irmão Neville, eu me sentarei aqui e ouvirei o irmão pregar agora.


ALÉM DA CORTINA DO TEMPO POR61-0305

(Beyond The Curtain Of Time)

Esta Mensagem foi originalmente pregada em inglês pelo irmão William Marrion Branham, no dia 5 de março de 1961, domingo de manhã, no Tabernáculo Branham, Jeffersonville, Indiana, E.U.A., cuja transcrição foi feita de gravação em fita magnética e impressa na íntegra em inglês. Esta tradução ao português foi impressa e distribuída por Gravações “A Voz de Deus.”

PORTUGUESE

©2016 VGR, ALL RIGHTS RESERVED

GRAVAÇÕES “A VOZ DE DEUS”

P.O. BOX 950, JEFFERSONVILLE, INDIANA 47131 E.U.A.

www.branham.org