Dos Nossos Arquivos: Finlândia, Parte 5


Esta é a quinta parte de nossa série da Publicação HYVÄ SANOMA (Boas Novas) de 1950, originalmente escrita em finlandês e agora traduzida para o português.

Observem que isto foi o que o autor lembrou do sermão do irmão Branham, e não deve ser considerado uma transcrição palavra por palavra. Foi extraído das anotações do autor, traduzidas para o finlandês e agora traduzido do finlandês de volta para o português.

O artigo começa na parte inferior da página 94 e continua na parte inferior da página 95.

Primeira pregação de Branham na Finlândia

Que a paz de Deus esteja com vocês! É para mim um grande privilégio poder estar na Finlândia. Esperei muito tempo por este momento. Desde que soube que teria esta oportunidade, meu coração ficou palpitando de alegria. Nos Estados Unidos nós amamos a Finlândia. Temos um grande respeito pelo povo da Finlândia. Quando cheguei ao seu país, senti uma atmosfera celestial. Sei que vocês têm sofrido muito, e o sofrimento leva à oração. Todas as coisas contribuem juntamente para o bem daqueles que amam a Deus. Quando estava no Texas, recebi um telegrama dizendo que eu poderia ir à Finlândia, e desde então eu o carrego comigo como uma lembrança preciosa e um tesouro. Sinto muito não saber falar o idioma finlandês. Mas em breve haverá um dia em que todos falaremos a mesma língua, quando chegarmos ao Lar com Deus. Senhor, que esse dia chegue logo!

Quando o Anjo do Senhor me deu Seu dom, ele disse que o mundo inteiro seria o meu campo. Fico feliz que a Finlândia seja o primeiro país em que posso estar, fora das nações de língua inglesa. Vim por Londres, Paris e Estocolmo, mas estou feliz por poder começar meu ministério aqui. Estou aqui para ajudá-los. Faço o que posso, e espero que seja uma bênção. Espero que estejam orando por mim enquanto eu estiver servindo ao povo.

Vocês já ouviram falar que o dom vem de Deus, e não foi por nenhum mérito meu que o recebi. Nasci em um lar pobre, em uma casa de toras de madeira onde não havia piso, apenas chão batido. Toda a minha vida as pessoas não me entenderam. Sempre senti que algum ser estava perto de mim e me acompanhava. (Ele contou partes da história de sua vida que foram publicadas nos livros “Visão Celestial” e “Chamado Celestial”.)

Levaria tempo para lhes contar tudo o que aconteceu. Muitas vezes só depois que algo acontece é que eu vejo o que aconteceu. Primeiro houve uma Voz que falou comigo quando eu era jovem, e agora tudo se esclareceu. Certa vez eu estava batizando convertidos, havia cerca de 130 deles e 3000 pessoas assistindo. Era uma tarde clara de junho. Quando batizava o décimo sétimo eu ouvi uma Voz: “Olhe para cima!” Uma estrela brilhante apareceu e brilhou acima de mim. Alguns desmaiaram, outros correram morro acima. Espero e creio que também aparecerá na Finlândia. Sou desconhecido de vocês, mas não me sinto como tal. Há uma atmosfera celestial aqui. Creio que Deus lhes provará que estou falando a verdade. Qualquer um pode falar o que quiser, mas se Deus vindicar, está certo. Nós oramos, e Deus vindica. O discurso de Deus é o discurso do amor, e eu sei em quem tenho crido. Ele também fará grandes coisas na Finlândia.

Alguns jornais me chamam de “curador divino.” Isso é um grande erro. Eu não sou. Somente Deus é. Se alguém poderia reivindicar esse nome, é Jesus Cristo. Mas Ele disse: “Não sou Eu, mas o Pai que habita em Mim.” Se Ele não reivindicou esse nome, como poderia eu? Deus está reunindo Sua Igreja neste tempo, e as bênçãos do Espírito vêm a nós. Vivemos à sombra da Sua Vinda. Ele reunirá Sua Igreja e tirará os Seus deste mundo caótico. Então não iremos mais viajar de país em país, orando pelos enfermos.

Gostaria de poder falar por uma hora com cada um de vocês, mas não é possível. Mas um dia estarei lá com vocês, onde a tristeza e os sofrimentos se foram, e é um lugar muito melhor para se estar.

O dom que me foi dado opera de modo que muitas vezes tenho visto um Ser celestial na forma de uma estrela. (“Visão Celestial”, pág. 19 e 20). Quando a Luz em forma de círculo veio sobre mim pela primeira vez, foi como a de uma lanterna. Ficou maior, e quando olhei para cima, havia uma estrela verde amarelada acima de mim. É como sempre tem aparecido a mim. Essa Luz incidiu em uma fotografia. (Veja o artigo na página 85!)

Estou aqui pela primeira vez, e espero grandes coisas da parte de Deus. A mesma Voz que falou comigo do alto da árvore quando eu era criança, (“Visão Celestial”, pág. 6) tem falado comigo desde então. Eu Lhe disse: “Senhor, não tenho instrução, sou de um lar pobre.” Mas o Senhor disse: “Eu estou com você.”

O Anjo disse: “Se você puder fazer com que as pessoas creiam, nenhum poder de enfermidade poderá lhe resistir, nem mesmo o câncer.” Mas como eu poderia fazer as pessoas crerem? O Anjo disse que me daria dois sinais, e por causa deles o povo creria. O primeiro é que, segurando a mão do enfermo, eu sei quais são suas enfermidades. E o outro é que eu conheceria os pensamentos mais secretos e eventos da vida deles. Moisés recebeu dois sinais do Senhor, e Ele também me deu estes sinais. Quando seguro a mão direita da pessoa enferma com minha mão esquerda, eu sinto os espíritos. Minha mão fica vermelha e podem-se ver linhas brancas ali. As bactérias, os espíritos da doença, neste momento estão lutando contra o dom de Deus em mim. Quando o sinal cessa, mostra que o enfermo foi curado. “Se não crerem neste sinal (na mão), você saberá os segredos do coração deles, que pecado causou suas enfermidades,” o Anjo me disse.

Se aqui na Finlândia não acontecer como eu disse, eu sou um falso profeta. Se acontecer, creiam em Deus. No entanto, este sinal não cura ninguém. Ele mostra que você precisa crer em Jesus Cristo, que Ele está aqui para curar. Se a fé não é correta, o dom também sente.

Após a pregação do irmão Branham, começaram a chamar os enfermos à plataforma.

Publicaremos a sexta parte da revista – com o irmão Gordon Lindsay incentivando a ter fé, juntamente com mais alguns testemunhos das reuniões.

Fonte: Voice of God Recordings

gravações a voz de Deus

Posted in Estudos | Destaques.

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading Facebook Comments ...
Loading Disqus Comments ...