A IMITAÇÃO DO CRISTIANISMO
20 de janeiro de 1957
Jeffersonville – Indiana – E.U.A.
Tradução: Gravações A Voz de Deus


1 Obrigado, irmão Neville. Sabe-se que o trio Neville é um dos melhores trios da nação. Claro, isso mesmo. Isso mesmo. [O irmão Neville diz: “Duvido.” O irmão Branham e a congregação riem—Ed.]

2 E quantos ouviram o programa de rádio ontem? Sou um velho pregador veterano com mais de vinte anos, e já ouvi muitos sermões. Mas creio que ouvi um dos sermões mais apropriados para o dia em que vivemos, ouvi ontem pelo nosso pastor, o irmão Neville. Vocês que perderam, perderam um grande tesouro. Foi precioso ao meu coração. E quando minha esposa estava lavando louça…

3 Junie, eu a estava ajudando, então não tem problema. Delores também faz você lavar. Então…

4 Enquanto a ajudava a lavar louça, nós dois tivemos de parar para—para comentar um com o outro como o Senhor estava usando nosso irmão na mensagem de ontem no rádio. E se já ouvi uma maravilhosa obra-prima, foi essa. E fiquei tão feliz em saber que aquele que o Senhor estava usando para trazer a mensagem, estou ligado a ele na obra do Senhor. Então o quarteto, ou o trio ontem, estava mesmo maravilhoso; e sempre estão, assim como nosso pastor. Estimamos isto de todo o coração. E é minha oração que Deus continue a estar com nosso irmão e conceda estas grandes e poderosas mensagens, tanto em cântico quanto na Palavra, enquanto o tempo avança.

5 E agora, para… por causa da oração de vocês, que—que fizeram por nós enquanto estávamos no campo, o Senhor abençoou abundantemente, grandemente. Estamos muito contentes em relatar que nosso Salvador fez muitas coisas nos cultos; salvou almas, e—e a fé das pessoas alcançou o necessário para o poder de cura de Deus, e foram curadas.

6 E agora que avançamos um pouco, vamos sair de novo, dedicando-nos ao campo semana que vem, indo a Lima, Ohio, ao povo batista, pelo que, com certeza, desejamos a oração de vocês pelo—pelo encontro de Lima esta semana.

7 Então partiremos de lá, voltaremos e iremos a Evansville, Indiana, só por uma noite, no dia 3 de—de fevereiro, para o… dos Homens Cristãos de Negócios. Estão inaugurando uma nova subdivisão, e devo falar de manhã. Então à tarde, se não estiver nevando ou com tempo ruim, para que eu possa voltar, bem, devo ficar para o culto da noite. Caso contrário, estarei aqui no tabernáculo à noite, querendo o Senhor, dia 3 de fevereiro.

8 Então do dia 10 ao 17 será em Minneapolis. E dia 16, dia 16 de manhã, será o café da manhã dos Homens Cristãos de Negócios. E assim estamos—estamos esperando desfrutar neste—neste café da manhã, neste café da manhã, e também no encontro.

9 Voltaremos para ir a Shreveport; depois Phoenix, Arizona, ao Madison Square Garden. E lá, com a plena colaboração de todos os ministros da Associação do Vale de Maricopa, teremos cultos no grande e belo Madison Square Garden lá em Phoenix.

10 E de lá para o Vale de San Fernando, com o irmão Espinoza, com todo o povo mexicano. E depois iremos a um lago, (não me lembro), Lago Clear, por três noites lá. E depois para Oakland, a seguir, para o grande e belo Auditório Cívico, com capacidade para quase dez mil pessoas, com a Associação Ministerial de Twin City patrocinando o encontro. Pelo que agradecemos a Deus, e rogamos que nos dê um grande derramamento da Sua bênção.

11 Apenas uma nota do meu secretário, só um momento. Vejam, tenho de afastar isso de mim. Estou… Muito bem. Sim, alguém quer falar comigo após a reunião. Alguns ministros chegaram, os irmãos Martin. Tudo bem, irmão, nos veremos imediatamente após o culto na sala dos diáconos.

12 Agora, amo a Palavra porque a Palavra é a Verdade de Deus. Estava conversando ontem com meu… nosso irmão Cox e a irmã Cox. E acho que o irmão… Sim, ele está presente esta manhã, não sei se a irmã Cox está ou não. Mas estávamos comentando sobre algumas coisas da vida cristã, como os cristãos geralmente fazem quando se reúnem. E no comentário surgiu o assunto de falar contra outros concidadãos do Reino. Como às vezes ouvimos em programas de rádio que falam duro contra outros, e citam nomes, e—e dizem que não são cristãos, e assim por diante. É que são crianças. Só isso. São crianças. E devemos ser adultos. Isso mesmo. E assim, adultos não falam desse jeito. Nós…

13 Mas estávamos conversando e… o irmão Cox e eu, e eu disse: “Bem, decidi em meu coração pregar contra o pecado, só o pecado. E apenas o exponho. E seja onde for que se—se—se encaixe, Deus pode—pode colocar no devido lugar.”

14 Um pequeno—um garoto, certa vez lá no sul, conta-se que estava ajoelhado num sulco que havia arado. E quando um—um pastor passou por lá e ouviu o garoto repetindo o alfabeto: “A, B, C, D,” e assim por diante de joelhos, o pastor ficou intrigado. Então ouviu o garotinho repetir o alfabeto, e dizer: “Amém.”

15 Quando se levantou, ora, o pastor falou com ele e disse: “Filho, sou servo do Senhor. E o ouvi orando, mas você só estava recitando o alfabeto. E eu—eu não entendo porque só estava recitando o alfabeto.”

16 Ele disse: “Senhor, eu—eu não sei orar.” Disse: “Eu—eu nunca tinha orado. Mas tive pai e mãe de oração, que já foram para o Céu.” E disse: “Minha mamãe, eu… ela morreu quando eu era bem pequeno. Mas lembro-me de ouvi-la quando tinha problemas; ela ia ao Senhor e orava. E morreu quando eu era tão novo que não pôde me ensinar a orar. E fui colocado nas mãos de uma pessoa cruel, que bate em mim e me maltrata. E eu—eu estava… pensei que talvez depois de aprender o abecedário, se eu pudesse pegar todas as—as palavras e pronunciar todas as letras, talvez Ele pudesse juntá-las e entender o que eu queria dizer.”

17 Esta é a oração da sinceridade. Com certeza Ele podia juntálas. Não é como oramos em nossos lábios, é o motivo do nosso coração que Deus ouve. Ele às vezes não ouve nossos lábios, ouve nossa intenção, qual o motivo do nosso coração.

18 Então, ao fazer assim ontem, fiquei muito impressionado desta vez, e sendo que estou no tabernáculo, posso expressar algumas coisas que estava pensando, para poderem ser de ajuda ou benefício. E se chegar a dizer algo que seja indelicado, eu—eu, com certeza não seria essa minha intenção, se for contrário à crença de alguém. Mas só gostaria de expressar isto como—como amor, e querer, talvez, tentar endireitar isso. Como as pessoas que não creem em cura divina, e assim por diante. E se vocês não cressem nisso, ora, eu… e eu dizendo que creio, seria—não seria como se eu estivesse tentando contender com vocês, mas tentando expressar isso para—para os que de fato creem, se entendem o que quero dizer.

19 Agora, rogando que Deus compreenda, sei que Ele compreende. Ele compreende; sabemos disso. Agora, estava falando com um homem muito instruído do Canadá. E como sabemos, os canadenses são… Se os conhecem, já tiveram algum relacionamento pessoal com eles, são instruídos, muito profundos, a maioria. E não têm lá os problemas que temos aqui. E vi que este homem lá, embora não sendo muito mais velho do que eu, provavelmente com cinquenta anos, estava completamente grisalho, e seu bigode estava grisalho, e todavia com não mais de cinquenta anos. Eu lhe disse: “Meu irmão,” quando entrou no—no quarto onde eu estava hospedado. O pastor de uma—uma igreja, eu disse… olhei para ele.

20 E alguns anos atrás, em Saskatoon, quando tivemos um grande encontro juntos na grande arena, logo que comecei com as reuniões evangelísticas, ele tinha cabelo preto. Seu bigode era preto. E ele era… tinha duas filhas jovens, e estão casadas agora e têm filhos.

Então eu disse no coração: “Oh, que aconteceu?”

21 Ele disse: “Irmão Branham, uns dois anos atrás, pensei que talvez o Senhor tivesse me chamado aos Estados Unidos para—para trabalhar.” Disse: “Fui para a Costa Oeste e entrei em contato com certo programa de rádio de alcance nacional.” E disse: “Quando vi a desonestidade deles fazendo mau uso do dinheiro que lhes era enviado,” disse, “como cristão não pude ficar mais lá. Saí e me liguei a outro.” E disse: “Saí da frigideira e caí no fogo.” E disse: “Então fiquei e descobri tantas coisas,” e disse, “descobri a fraqueza do púlpito americano!”

22 Eu disse: “Irmão, é verdade. Não temos classe intermediária aqui da qual falar. Nós—nós temos a bem fria, formal e indiferente, ou a extremamente fanática. E não temos o meio termo.” E eu disse: “É—é mesmo uma pena.”

23 E ele disse: “Então cheguei aqui.” E disse: “Irmão Branham, logo que cheguei aqui, e em minha primeira mensagem, vi que tocavam piano ritmado, e derrubavam as cadeiras. E,” disse, “então comecei a me perguntar.” E disse: “Então, em meio a tudo isso, tentei pregar o Evangelho, só na Palavra. E quando o fiz,” disse, “eu… Houve outra coisa, após algum tempo o Senhor me permitiu abrir caminho até a unção e trouxe o… O Espírito Santo entrou em nosso meio com um amor. E a paz de Deus começou a fluir pelo edifício.”

24 E disse: “Então eu disse: ‘Agora, o Espírito Santo está aqui, vamos adorar o Senhor e concentrar nossa vida em Deus.’”

25 E disse: “Um jovem que mal tinha sabedoria suficiente para entrar pela porta, correu até o púlpito. Disse: ‘Amém, pregador! É isso mesmo. Veja, gotejou azeite de minhas mãos a manhã toda. Aleluia! Deixe as pessoas subirem aqui, e pegarei este azeite da unção para cura.’”

26 Ele disse: “Irmão Branham, eu disse: ‘Meu filho, ache um lugar e sente-se.’”

27 E disse: “Sabe o que aconteceu? O presbítero presidente me disse: ‘Ache você um lugar e sente-se.’”

28 Ele disse: “Como chegaremos… Como pode o irmão, ou os pregadores que tentam manter essa posição entre os dois fanáticos, equilibrar a carga?”

Eu disse: “Somente a graça de Deus.” Oh, que posição!

29 E o homem colocou as mãos no rosto e chorou até… minha esposa e eu lá de pé, e as lágrimas pingando nas pernas de sua calça. Ele disse: “Irmão Branham, vou para Saskatoon para sair desta confusão de espírito maligno.”

30 Eu disse: “É verdade. Os grupos sociais e intelectuais americanos têm ficado de tal modo contra o outro grupo. E o outro grupo correu para coisas fantásticas a ponto de ser difícil ao verdadeiro Evangelho achar um ponto para abordar e ter preeminência.”

31 Mas quando saí de casa, falando com o irmão Cox, vindo para cá, ele não sabe de nada disto, sentado aqui, na estrada eu disse: “Senhor, como isso é verdade! E como tem sido difícil tentar levar o verdadeiro Evangelho ao povo, puxando dos dois lados, e tentando ficar no meio do caminho, como temos combatido desde a hora em que a pedra fundamental foi assentada.” Estão vendo? Agora, e alguns…

32 Eu disse: “E quanto a estes americanos aqui? Que acontecerá com eles?” E parece que Algo disse para… falou comigo e disse: “O que tu estás fazendo? Que te importa? Segue-Me tu.”

33 Então a visão do dia em que assentei a pedra fundamental voltou à mente. Voltando para casa eu estava citando isso para minha esposa. Quantos se lembram da visão na manhã da pedra fundamental? Está bem ali na pedra fundamental agora, vinte e três anos atrás, acho. E foi…

34 Eu estava andando aqui do outro lado da rua certa manhã, por volta das sete horas em junho, quando a pedra fundamental foi assentada, creio, ou julho. E de manhã, olhando em direção ao nascer do sol no leste, eu estava louvando ao Senhor porque o tabernáculo ia ser… seria lançada esta pedra fundamental. O Sr. Marcum e os outros estiveram aqui, e muitos deles haviam cavado o alicerce, e assim por diante. E caberia a mim lançar a pedra fundamental. Temos as fotos e tal, disso. Cada um devia colocar certa lembrancinha nesta pedra fundamental, e até católicos passaram e deixaram suas pequenas contas de rosário etc., o que quer que tinham, na pedra fundamental.

35 Mas naquela manhã o Espírito Santo me disse, enquanto a estava assentando lá. Fui… Naqueles dias eu não sabia chamar isso de visão. Só dizia que era um transe. E tive uma visão que falou e disse que meu trabalho seria entre as duas facções da pentecostal, a trindade e a unidade, e havia um lugar vazio em cada lado a ser preenchido. Eu não os cruzei. Só quebrei um galho de cada árvore e plantei. E as grandes árvores subiram em direção aos céus, crescendo rápido, e os frutos caíram, e eram deliciosos. Eu os estava comendo. E junto à cruz logo à minha frente estava tudo coberto de frutos.

36 E então, quando cheguei ao lugar, o Espírito Santo desceu ao topo das árvores e disse, estremecendo e rugindo, e disse: “Faze a obra de um evangelista.” Disse: “Quando sair disto, leia Segunda Timóteo 4.” Disse: “Faze a obra de um evangelista. Este não é o teu tabernáculo.” Eu disse: “Onde…” E vi o tabernáculo como é hoje.

Eu disse: “Onde é o meu tabernáculo?”

37 Ele me fez sentar sob o brilhante céu azul. E disse: “Faze a obra de um evangelista. Cumpre o teu ministério. Porque virá o tempo em que não suportarão a sã Doutrina; mas amontoarão para si juntamente doutores, tendo comichão nos ouvidos, e se voltarão da Verdade às fábulas.”

38 E isso tem acontecido literalmente! É por isso que tento ficar estritamente com a Palavra. Este é o meu assunto esta noite: “Na Palavra!”

39 Agora, esta manhã, pela graça de Deus, gostaria de abordar outro assunto. Mas antes de abordá-lo, enquanto abrem em Ezequiel capítulo 6, gostaria de dizer isto, que ao abordar, em todo lugar tenho me empenhado em manter a Palavra em conformidade. Assim, orem por mim para que eu sempre seja fiel à Palavra. É isso: à Palavra! Muito bem.

40 Agora, em Ezequiel capítulo 36, e queremos começar a ler no versículo 26.

Um espírito novo e um coração novo… dar-te-ei,…

41 E então no 27:

E porei em vós o meu espírito, e farei que andeis nos meus estatutos,…

42 Agora, inclinemos a cabeça antes de abordar isto.

43 Nosso Pai Celestial, hoje é de coração agradecido que quieta e reverentemente nos aproximamos deste momento sagrado, que quando… como saber se esta mesma hora não poderá determinar o destino eterno de uma alma aqui presente! E o valor dessa alma equivale a muitos milhares de mundos. Assim rogamos, Pai, que permitas aproximarmo-nos reverente e solenemente e em atitude de oração.

44 E também pode haver pessoas enfermas presentes, que, a atitude pela qual elas recebem esta Palavra hoje pode determinar por quanto tempo mais ficarão na terra. Então, percebemos a solenidade deste momento.

45 E pedimos que Tua grande Presença venha ungir a todos nós, visto que somos terrenos, Tu nos tiraste da terra, e voltaremos para a terra. E somente enquanto vivemos neste vaso terrestre temos o privilégio de servir-Te e ganhar outros para Ti. Assim, pedimos que permitas que nosso coração se submeta à Tua Palavra, e que o Espírito Santo tome a Palavra e A entregue a nós conforme necessitamos. Pois pedimos em Nome de Jesus, Teu Filho amado. Amém.

46 Se fosse intitular… por alguns momentos, esta manhã. Minha esposa me disse outro dia, disse: “Billy, se pudesse abreviar seu sermão para trinta minutos em vez de duas horas e trinta minutos, acho que seria mais eficaz.”

47 E eu disse: “Por mais que a ame, e por mais que saiba que isso seja verdade, mas, veja, não tenho outro que me conduza, senão o Espírito Santo.”

48 E não sei fazer mais do que continuar falando conforme Ele impulsiona, por isso é assim que tenho de fazer. E até quando parar, quando Ele está abençoando, e quando não está, então fico em estado lastimável, e minha audiência também; e qualquer ministro que fala por inspiração.

49 Mas esta manhã meu tema seria, se é que eu deveria chamálo assim, A Imitação do Cristianismo. Imitação do Cristianismo!

50 Nas Escrituras aqui, que são a Palavra de Deus, lemos que o profeta falou de um novo dia. Agora, Ezequiel estava profetizando ou predizendo o que aconteceria na era vindoura, não em sua era.

51 Mas um profeta é um vidente, e é mencionado na Bíblia como a águia que sobe bem alto. E quanto mais sobe, mais longe enxerga.

52 Assim, a águia voa muito mais alto do que qualquer outro pássaro. Pássaro algum consegue acompanhar a águia. E não há olho como o da águia. O falcão nem tem chance com sua visão. E o falcão não poderia suportar a—a altitude em que a águia pode voar. Ele morreria. Ele não… Não tem a estrutura que a águia tem.

53 Agora, o falcão é um pássaro, e também os—os outros pássaros, mas a águia foi feita assim porque é um pássaro de grandes altitudes. E pode subir tão alto que consegue ver coisas que outros pássaros não conseguem, porque está mais alto. E Deus, ao fazer a águia, a fez com esse propósito, porque seu ninho fica mais alto que os dos outros. Seus filhotes estão lá em cima no ninho, e se alimentam no chão. Então, para ver a tempestade, ou o problema chegando, para sobreviver, a águia tem de subir mais alto para proteger seus filhotes.

54 E Deus comparou o profeta à águia, o que faria parte da estrutura de um profeta. Ele é um—um vidente que no Espírito sobe além da emoção da igreja. Vai além do ritmo da música. Vai além das palmas. Vai além do regozijo entre os santos. Vai além de tudo isso. Deus o faz subir a um estado solitário, solitário. Então Ele abre o olho dele e o deixa olhar em volta e ver coisas que estão por vir. Então o faz descer entre os membros do corpo para lhes predizer o que está em formação.

55 Assim, Deus levou Ezequiel para bem alto, e o deixou ver uns dois mil e seiscentos anos. Pensem nisso. Agora, e o deixou ter…

Um—um profeta também é um dom de conhecimento. Conhecimento é…

56 Como um advogado que estuda os livros. E quando contrata um advogado para advogar seu caso, ele só está fazendo uso do que sabe, e você o está pagando pelo que ele sabe, para apresentar seu caso perante o juiz.

57 E agora, dom de conhecimento na Bíblia é profecia, que sobe, descobre estas coisas que estão por vir, e ao descer as traz de volta. Mas elas devem se alinhar com a Bíblia, com o Livro. Se estiverem fora do Livro não são recebidas, porque o Juiz julga pelo Livro. Estão vendo? Assim, tem de estar na Palavra.

58 Então, a Palavra que Deus falou antes da fundação do mundo, não é que Deus fala e diz algo ao profeta naquele momento, é que o profeta capta o que Deus já disse, pois a Palavra existia antes da fundação do mundo. Deus falou a Palavra, e Ela Se encontra estendida no tempo. E o profeta sobe e vê o tempo chegando. Assim, é só um dom de conhecimento que ele traz, ao descer, e coloca no papel.

59 Agora, o profeta Ezequiel subiu e viu o dia em que estamos vivendo. Oh, que viagem, subindo pela escada de Jacó! Para prever o que acontecerá, e ao descer ele traz, e nestes últimos anos, os últimos dois mil anos… sendo que Ezequiel viveu uns seiscentos ou oitocentos anos antes da Vinda de Cristo.

60 Eles tinham coração de pedra. E isso era… o Espírito Santo não podia entrar naquele coração. Não tinha como entrar naquele coração, porque era pecaminoso. E só havia a expiação do sangue de um animal que se encontrava entre aquele coração de pedra e o Criador. Mas quando aquele sangue animal, sendo substituto, naturalmente, mas apenas sombra ou tipo do verdadeiro Sangue que viria… Sendo que a vida na célula de sangue era a vida de um animal, a qual não podia coincidir com o espírito humano, porque a vida animal não tem alma, mas a vida humana tem alma, de modo que não podiam se misturar, como azeite e água. Mas quando Cristo veio e morreu… agora o Sangue de Cristo, que foi derramado no Calvário, dentro daquela célula de Sangue está a própria Vida de Deus. Estão vendo?

61 Notem. Então o adorador chega diante de Deus com este Sangue apropriado, apropriado, é o Sangue de um Redentor que nos redime. Você se coloca na casa de penhores pelo pecado; Adão o colocou na casa de penhores. Mas Cristo veio, e Ele é o seu Redentor, e você pertence a Cristo. Deus o deu a Cristo como presente de amor pelo sacrifício Dele. E você é trazido a Cristo pelo Espírito Santo, o Qual o atraiu através do Sangue do Senhor Jesus e ofertou a Ele como presente. E Deus ama Seus presentes, e não tolera vê-los destruídos.

62 Um ministro perguntou a outro, certo dia. O que, agora perdoem-me, isto tem um pouquinho da minha própria Doutrina, mas no tabernáculo fazemos assim.

63 Agora, certo dia um homem perguntou a outro, disse: “Você crê… Não crê que se alguém um dia foi filho de Deus, nascido do Espírito de Deus, lavado no Sangue e totalmente remido por Deus pela renovação do seu coração, pela lavagem na água, pelo Sangue, através da Palavra, e se tornou filho de Deus; você não acha que essa pessoa poderia pecar e se afastar de Deus a ponto de estar perdida?”

64 E o ministro do qual estamos falando, sendo ótimo estudante da Bíblia, disse: “Responderei sua pergunta quando responder a minha. Acha que alguém poderia ser tão bom, que não mentisse, roubasse, ou fizesse qualquer coisa ruim, mas fosse tão bom que Deus o receberia no Céu sem o Sangue de Cristo?” Não, claro que não.

65 Você não poderia ir para o Céu sem o Sangue do Senhor Jesus independente de quão bom seja. Isso é só justiça própria. E não vamos para o Céu por justiça própria, não importa quão bom você seja. É totalmente impossível entrar no Céu por sua bondade.

66 Foi a misericórdia de Deus que o comprou no Calvário, e você é o presente do amor de Deus a Cristo. E se Deus deu um—um presente a Cristo, Cristo preserva Seu presente. “Todo o que vem a Mim, todo o que o Pai Me deu virá a Mim, e nenhum deles se perde. Eu os ressuscitarei no último dia.”

67 Agora, você pode estar emocionalmente estimulado. Pode ter azeite escorrendo das mãos, ou falar em línguas, ou dançar no Espírito, ou se unir à igreja, ou alguma das coisas fantásticas do dia e poderia se perder, certamente. Isso mesmo. Mas se é o presente do amor de Deus a Cristo, você está seguro.

68 Agora, sua vida provará o que você é. “Pelos seus frutos conhecereis.” Se está tentando agir de modo afável e humilde e assim por diante, então ainda está fora do Reino. Não é… São suas próprias obras, então.

69 É aí onde a igreja, as pessoas, a chamada igreja, têm falhado totalmente, porque baseadas em sua própria obra pessoal, sentem merecer a bondade e a graça de Deus, pelo que fazem e pela maneira que vivem. Mas não tem nada a ver. É um presente de Deus. Se sua própria consciência, para evitar que fosse para o inferno, tentasse fazê-lo, ou você evitasse o inferno, melhor dizendo, e tentasse viver bem e estar certo… Um bom cidadão faz isso, sem necessariamente ser cristão. Já vi muitos que até negavam o Nome do Senhor Jesus ser ótimas pessoas; quer dizer, humanamente.

70 Vejam o quanto Esaú era melhor do que Jacó, como homem. Mas não tinha a percepção de saber que vendeu sua primogenitura. Porque a desprezou e foi rejeitado à vista de Deus; o qual era muito mais cavalheiro e próximo do que Jacó, e um—um homem de obras. Jacó, seu próprio nome é suplantador. Sabem o que é um suplantador? É um “enganador.” De modo que—que… E, mas Esaú era um cavalheiro em todos os aspectos.

71 Mas Jacó viu recompensa naquela primogenitura. E independente do que qualquer um o chamasse, se eu fosse dizer, perdoem-me a expressão, podiam chamá-lo de “santorolador, um fanático,” ou do que quisessem, mas ele teve respeito por aquela primogenitura. Aquela era sua única motivação. Independente do que lhe custasse, ele queria a primogenitura.

72 Agora, observem agora, formação da igreja. Agora, se a igreja só consiste… Se o Corpo de Cristo é para ser controlado só pelo intelecto, teologia, concepção mental, então estamos dependendo totalmente do conhecimento intelectual do homem. Se esclareço isso… Se a Igreja se baseia só no intelecto, ou em como o homem poderia estabelecer a igreja, e construir grandes edifícios, e assentos de luxo, e órgãos de tubos de milhares de dólares, e como poderia pregar sua mensagem de modo a trazer as pessoas para a igreja, e se unirem à igreja; e quanto mais membros no livro, o—o mais… maior é no Céu.

73 Agora, eu—eu quero que entendam isto, e nunca deixem escapar. Se só precisamos da concepção intelectual do homem, não precisamos do Espírito Santo. Se a igreja é para ser dirigida e governada pelo intelecto, o programa educacional, e pelo intelecto da humanidade, não precisamos do Espírito Santo. E se é para ser dirigida pelo Espírito Santo, não precisamos do intelectual. Ou é um ou o outro.

74 Agora, emoções mentais, agora, se nós apenas: “Quanto mais inteligente é o homem, mais intelectual é, quanto mais instrução tem, melhor a gramática que pode usar, então em melhor situação está a igreja, em melhor situação está o povo.” Se ele pode apresentar o programa e dizer: “Agora, construiremos uma grande igreja. Dar-lhe-emos certo nome. Atrairemos a atenção do povo por toda a cidade quando tocarmos os sinos todo domingo de manhã em nosso pináculo. Atrairemos a atenção do pobre pecador perdido, na sarjeta, quando vir que usamos as melhores roupas; quando vir que nossas mulheres sabem arrumar o cabelo, as mulheres pobres puderem ver como nossas mulheres sabem arrumar o cabelo, que belos chapéus usam. E quando apresentarmos isto ao povo, os pobres e os famintos virão às nossas—às nossas reuniões e desejarão ser como estas mulheres. E os homens verão que belos ternos usamos, e como nos vestimos, e como… os carros em que andamos e o que fazemos, e como estamos na habilidade social da cidade com o Kiwanis e outros clubes, e as coisas a que nos unimos. Verão que eles… e então os—os pobres e iletrados virão e desejarão trazer seus filhos e educá-los para poderem se tornar membros desta grande sociedade, chamada igreja.” Agora, se esse é o plano de Deus, eles estão certos. Mas Jesus nunca se referiu que era.

75 Jesus disse: “Eu, quando for levantado, todos atrairei a Mim.” Assim, pelo programa educacional do mundo, que está bem, está bem, se não deixar Isto de fora. Mas o homem não é atraído a Cristo por intelecto, por teologia. Só o Espírito Santo é o poder de atração de Deus. O pobre nunca receberá, e o rico não pode, até se tornarem pobres destas coisas do mundo. Cristo, sendo rico, Se fez pobre para que pela Sua pobreza sejamos ricos. “O que a si mesmo se exaltar será humilhado, e o que a si mesmo se humilhar será exaltado.” Inverteram o negócio. Estão tentando levar homens para a igreja por meio de discursos intelectuais. Não é de discursos intelectuais que precisamos, mas do batismo do Espírito Santo, com poder e demonstrações e manifestações do Espírito, é do que precisamos para trazer homens à igreja, é da unção atrativa do Espírito Santo.

76 Escolas e seminários são maravilhosos, não tenho nada contra, mas esse não é o plano de Deus. Deus escolheu os ignorantes e analfabetos, homens que não sabiam falar bem, homens que nem sabiam ler o próprio nome. Como a Bíblia disse: “Eram indoutos e sem letras.” Mas tinham frequentado uma escola bem melhor. Pois quando curaram o homem na porta chamada Formosa, reconheceram que eles haviam estado com Jesus. Aí está a Escola.

77 E nisto, sendo o tipo intelectual de igrejas que temos hoje nos Estados Unidos e em todo o mundo, quando vamos a esse tipo de escola, então o cristão, o crente, o membro de igreja, lendo sua Bíblia, vê que deve tentar agir de modo humilde, que deve tentar ser assim. Mas, ao fazê-lo, só produz uma imitação carnal. Deixem que isso penetre fundo. Uma comparação carnal! Está tentando fingir ser o que realmente não é no coração. No coração ele está pensando uma coisa, e tentando representar outra. O que, em linguagem verdadeira e genuína, o torna um hipócrita.

78 Jesus disse: “Hipócritas, como podeis dizer boas coisas? Pois do que há em abundância no coração, disso a boca fala.” Se você não fala conforme o que há no coração, seu coração pensa uma coisa e você fala outra, isso o torna um hipócrita.

79 A própria palavra fariseu significa “ator.” Eles eram atores em sua religião, pois tinham coração de pedra. Chegaram e disseram: “Bom Mestre, queríamos ver da Tua parte algum sinal, para provar que és o que disseste.”

80 Disse: “Como Me chamais bom quando não há bom senão Deus?” Ele disse: “A geração fraca e adúltera pede por isso. E lhes será dado um sinal. Como Jonas esteve no ventre da baleia três dias e noites, assim estará o Filho do homem no seio da terra três dias e noites.”

81 Agora, para tentar estabelecer este novo plano, este novo acordo que Deus tem com a igreja, que foi apresentado no Pentecostes; não intelectual, de modo algum. Mas cento e vinte (pescadores, fabricantes de tendas e donas de casa) subiram ao cenáculo e esperaram até a profecia de Deus se cumprir, e receberam o batismo do Espírito Santo.

82 Jesus disse: “Parai com vossa pregação. Não prossigais. Não façais mais nada disso. Esperai, porém, na cidade de Jerusalém, até… até que do Alto sejais revestidos de Poder.”

83 Não “até receber o Bacharelado em Letras, ou Doutorado em Divindade, ou seja o que for; até se tornar Ph.D., psicologia.” Não: “E se torne, torne-se professor intelectual, mas espere até receber seu diploma.” Não: “Espere até receber um diploma.”

84 Mas “até que do Alto sejais revestidos de Poder,” não da escola, mas “do Alto. Então sereis Minhas testemunhas, tanto em Jerusalém como na Judeia, Samaria, e até aos confins do mundo.”

85 Sua última comissão foi: “Por todo o mundo; pregai o Evangelho a toda criatura. Quem crer e for batizado será salvo, e quem não crer será condenado. E,” conjunção, “estes sinais seguirão aos que crerem: em Meu Nome expulsarão os demônios; e falarão novas línguas; ou se beberem coisa mortífera, ou pegarem em serpente, não lhes fará dano algum; e se puserem as mãos sobre os enfermos, os curarão.” O sinal do crente era para ser de modo similar, tal como esse, em vez do instruído e intelectual, porque o intelectual não pode produzir isso.

86 Agora, verificamos então que para tomar… Ele ia fazer uma nova Igreja. Ele não queria… Não se pode polir a antiga igreja. Só se faz uma cirurgia plástica facial, e de nada adianta. É um coração novo. “Tirarei o velho coração de pedra.” Não “você o jogará fora.” Mas “Eu o tirarei.” Está vendo a diferença? É um ato de graça. “Eu tirarei.”

87 E vocês, batistas, e vocês, presbiterianos, que pregam a segurança eterna e agem como o mundo, que vergonha! O que estão pregando? Certamente.

88 “Eu tirarei o velho coração de pedra e porei um coração de carne.” Agora, observem. Ele disse que faria isso. Não se pode colocar Isso, falar Disso na velha igreja intelectual.

89 É por isso que os Estados Unidos estão na condição em que estão hoje, porque estão calejados com a velha ideia intelectual. É por isso que têm de seguir adiante e—e fazer com que cada um assine papéis e tais, para seu pequeno reavivamento à Hollywood que se aproxima. E todos saem, e como moças e rapazes fascinantes encenam um pequeno programa. E quando vão embora, voltam e descobrem que uns noventa por cento dos que aceitaram a Cristo como Salvador não estão mais lá.

90 Qual é o problema? Não foi um reavivamento. Foi uma ilusão intelectual. Isso mesmo. Só apresentou algo, como a insensatez do povo americano, e batem palmas, e—e uma Holly-… um artigo de televisão. Transformamos isso em uma—uma televisão. O púlpito tornou-se uma caixa de artigos da moda de Hollywood. Sendo que o antiquado pregador do Evangelho costumava beber água de cisterna e pregar a noite inteira à luz de lamparina; isso mudou. Mas, mudamos isso, e portanto temos o grupo intelectual.

91 E como se vai, na posição em que cada lar está para o qual é transmitido Quem Ama Lucy e todos esses outros programas ímpios que estão no ar e na televisão e tais, como vamos apresentar este novo Evangelho da maneira que Cristo nos disse para fazer, numa situação como esta? Se a mente ainda permanecer carnal, ela se voltará a coisas fantásticas e ao fanatismo. Deixará de lado a Palavra de Deus e se desviará para gotejamentos de azeite e tudo mais. Agora, como você vai parar isso? A Bíblia disse que seria assim, portanto não se pode parar. Isso mesmo. Deus disse que seria assim. Agora, para onde vamos?

92 Os intelectuais! A velha senhora, fizeram-lhe uma cirurgia plástica facial; ainda é a mesma velha. O homem velho, fizeram-lhe uma cirurgia plástica facial; é só o mesmo velho. “Virarei minha nova página, no—no Ano-Novo, e começarei vida nova. Jogarei fora meu cachimbo,” e torna a pegá-lo no dia seguinte. Estão vendo? É só você. Não é de cirurgia plástica facial, é de um Nascimento que a igreja precisa.

93 Agora, não se pode pregar Isto na velha igreja. Ela não suportará. Jesus disse isso em Lucas, lá pelo capítulo 5, sobre o vinho nos odres. Disse: “Não se pode deitar vinho novo em odres velhos. Se o fizer, eles estragam.

94 Isso me deixava curioso, deixava perplexa minha—minha mente juvenil, quando pensava: “Como a garrafa podia estragar?” Agora o que chamamos de garrafa, estando velha não faz diferença, porque é vidro.

95 Mas no tempo de Jesus Ele estava falando do odre que usavam naquela época, que era de couro de animal. E o couro do animal tinha sido curtido. E quando o couro do animal estava velho, ora… Quando era novo e recente, e havia acabado de ser curtido, era flexível. Mas quando envelhecia, ressecava. Agora, muitos de vocês sabem como é o couro quando resseca. Envelhece e resseca, e fica todo enrugado e bem duro. Agora, se colocar vinho novo nisso, ele não tem vida; se romperá.

96 É como tentar pregar o batismo do Espírito Santo no poder genuíno e verdadeiro da—da ressurreição, tentar colocar isso diante do povo. Quando coloca, que acontece quando o coloca? O Vinho novo tem Vida, e ainda está fermentando. Oh, espero que vejam isto. A Vida nova está fermentando.

97 O vinho novo ainda está fermentando. E se está num odre novo e flexível, onde o óleo do animal ainda está no couro, quando o vinho novo começa a dilatar, o couro estica.

98 Em outras palavras, quando a Bíblia disse: “Jesus Cristo é o mesmo ontem, hoje e eternamente,” o couro novo dirá “amém,” estica com Ela. E quando o Vinho novo diz que o batismo do Espírito Santo… “Eu sou a Vida de Deus que está operando em você,” o couro novo dirá “amém,” estica com Ele. Quando o Vinho novo diz que “o Espírito Santo é suficiente para nossa cura hoje,” o Vinho novo Se esticará, o Vinho sendo a Palavra. E quando Ela diz isso, então o odre novo dirá “amém,” estica com Ela.

99 Mas o que o corpo velho fará? “Os dias dos milagres passaram e se foram.” Então, que estamos fazendo? Que estamos conseguindo fazer? Estamos… Ele disse: “O odre velho se estragará, e o vinho se estragará com ele.” É quase como deitar aos porcos suas pérolas. Eles se voltam e as pisoteiam. Estão vendo?

100 Agora, Cristo não unge ministros para pregarem o Evangelho apenas para que volte para Ele vazio. Mas espera que você receba a Palavra. E ao receber a Palavra, esteja pronto. Pegue esse velho couro de vaca em que está morando aí, essa velha condição formal, e troque-o por um couro de carneiro que seja flexível à Palavra de Deus. A tudo que a Bíblia diz você dirá “amém.” Mas tem de vir da Bíblia.

101 Pois o vinho novo só fermenta vinho. Ele só confirma os—os elementos que estão ali. A levedura só aumenta o bulbo do álcool, o que faz disso um processo efervescente, à medida que a levedura estoura esta pequena bolha para torná-lo mais perfeito; para dar-lhe um paladar melhor, torná-lo mais encorpado, deixá-lo mais forte, para fazer com que não azede. Amém.

102 E quando a levedura do elemento humano é comparada com o Vinho novo, que procura estourar a bolha para espalhar a força do álcool; ela empurra para fora da igreja todos os elementos mundanos assim, e preserva a igreja.

103 O suco de uva azeda em vinte e quatro horas, mas o vinho nunca azeda, porque o germe de vida que fermenta, e dilata e esteriliza, está no vinho. E quanto mais velho, melhor fica. É o suficiente.

104 O Vinho novo só pode ser colocado em odres pentecostais novos. Deus tinha cento e vinte deles reunidos no cenáculo; depois que Ele passou azeite pela Sua Palavra, e amoleceu e renovou e tirou deles toda a velha ortodoxia do sistema antigo. E Deus tinha cento e vinte odres no cenáculo com o gargalo voltado para cima e um funil em cima.

105 E quando o Espírito Santo começou a cair como chuva, estes odres ficaram tão vivos que começaram a transbordar, pregando o Evangelho, saltando de lugar em lugar. E um saltou num toco e disse: “Isto é aquilo,” de volta com a Palavra. “Isto é o que foi dito pelo profeta Joel: ‘Nos últimos dias acontecerá, diz Deus, que derramarei o Meu Espírito, Meu Vinho novo, nos Meus novos corpos.’” Que reavivamento estavam tendo! Essa é a ordem de Deus.

106 Aqui vieram uns dois odres a ponto de rebentar, e deitado lá estava um homem aflito. E quando este homem aflito tocou a mão de um destes, ora, sua aflição o deixou. E recebeu um pouco Disto e começou a pular e louvar a Deus, e correr para dentro do templo gritando e glorificando a Deus.

107 Esta é a ordem de Deus; não uma grande escola com diploma, mas uma experiência viva e atuante do Espírito Santo; não fanatismo, mas o verdadeiro e genuíno Espírito Santo posto em ação. Minha oração é que vejam isto.

108 Agora, notem a ordem da Escritura. É perfeita. Deus disse: “Primeiro tirarei o velho coração de pedra; vós não podeis receber nada. Então,” Ele disse, “vos darei um espírito novo.” Agora, esse não é o Espírito Santo.

109 Foi aí que se cometeu o erro. Muita gente, ou melhor, muitos vão ao altar para orar e se ajoelham ali para orar, e ao orar começam a se sentir um pouco melhor. Podem se levantar e seguir em frente, e pular um pouco por ali, e depois de um tempo vê-se que apenas saltam, saltam, saltam…?…de novo. Não receberam o Espírito Santo. Não importa o quanto pularam ou gritaram, ou o quanto elas… azeite tenha escorrido de suas mãos, ou tenham ficado com o rosto ensanguentado, ou o quanto tenham falado em línguas, ou gritado, ou—ou o que tenham feito. Não tem absolutamente nada a ver. Foram só emoções humanas. Receberam um espírito novo, e se regozijam com ele.

110 Vou dizer algo, e quero que penetre bem, e que Deus ajude. Aí está o—o lado emocional da chamada igreja do Espírito Santo hoje. Juntam muito fanatismo e se desviam por aí, porque desprezam a Palavra. Só acompanham: “Oh, tivemos uma grande reunião! Aleluia! Aleluia! Aleluia!” Ora, quando você faz isso e não dá o fruto do Espírito, então… Está no espírito novo. Você não fazia assim, certo, mas Deus teve de lhe dar um espírito novo. Ora, o espírito que você tinha, não conseguia se dar bem nem consigo mesmo, então como se dará bem com Deus?

111 Assim, Deus teve de lhe dar um coração novo, não um remendado. Um coração novo, que é seu intelecto com que você pensa, um novo modo de pensar. Então, quando ele lhe dá um novo modo de pensar: “Sim, está certo. A Bíblia parece ser razoável. Eu não cria Nela. Agora creio.” Ora, aí está seu grande reavivamento. Está vendo? Dizem: “Sim, claro, não quero ir para o inferno. Quero aceitar a Cristo.” Tudo bem. Isso é bom. É só seu primeiro passo.

Então, depois disso Ele disse: “Eu vos darei um espírito novo.”

Que é isso? Um novo desejo. “Quero fazer o certo.”

112 “Agora, sei que sou cristão. Tenho de… Vou fumar mais um, e então jogar fora.” Estão vendo? “E só irei—irei—irei ver. Irei—irei—irei ficar em casa só esta noite, você sabe. Irei…” Todos estes pequenos, “só, só,” exatamente. Eva parou só por um momento. Foi só o que ela teve de fazer.

Mas, agora, esse é o espírito novo.

113 Então notem a ordem da Escritura. Depois de dar um coração novo e um espírito novo, Ele disse: “Então porei o Meu Espírito.” E agora? É o que a Escritura diz aqui. Essa é a ordem, a numérica, a ordem numérica da Escritura: “Um coração novo; um espírito novo; e então, o Meu Espírito.” Então, o Espírito Santo de Deus…

114 O novo coração que Deus põe, encontra-se bem no meio de você. Esse é o seu—seu impulso, de onde você—você… suas—suas emoções procedem. E o espírito novo encontra-se bem no meio do coração novo. E o Espírito de Deus, o Espírito Santo, encontra-se bem no centro do seu novo espírito. E aí Ele controla suas emoções.

115 É como a—a mola principal de um relógio famoso que é automático. Você não precisa dar corda nele todo dia. Deus deu corda de uma vez por todas. E encontra-se bem no meio da… da sua—sua vida, da sua nova vida. E enquanto a mola principal, ao se desenrolar e tiquetaquear, o relógio, ela controla cada pequeno organismo desse relógio no tempo perfeito.

116 E quando o Espírito Santo… Não o novo diploma, não a nova igreja, não o novo pensamento, não a nova emoção, não o novo azeite, não a nova dança, não os novos lábios, não a nova língua, não o novo isto, não o novo chapéu! Mas quando Deus coloca o Espírito Dele no meio do seu novo espírito, então você não tem de fingir que é manso, não tem de fingir que é cristão. Ele controla tudo que está dentro de você. Ele o torna decente, faz a igreja agir em ordem, faz os dons operarem perfeitamente. E se você tiver de ser tirado de um lugar em que acha que deve estar e ser colocado em outro, Ele o controla.

117 Não se revoltando: “Nunca mais voltarei.” Não, senhor. Isso mostra que a mola principal não está aí. Quando explode com qualquer coisinha que acontece você envenena esse estado de espírito. E quando acontece do pastor mencionar algo que está na Palavra, e você: “Pfff! Ora, não creio Nisso.” Cuidado, couro velho! Está vendo? Cuidado. A nova mola principal ainda não foi colocada aí.

118 Mas Ela controla. Faz você crer. Faz você agir de modo a ficar salgado. E o mundo inteiro tem sede de ser como você. Isso é o Espírito Santo estando no meio do seu espírito. É a mola principal. É aí que o jugo ao qual está preso…

119 “Oh, detesto ter de ir à igreja hoje. Eu não… E aquele pregador, se não fosse cansativo, gostaria de ouvi-lo um pouquinho. Mas, vou lhe dizer, da última vez que fui, quando fui jogar baralho, Susie me disse: ‘Que atrevimento, quer dizer que se depreciou a ponto de deixar crescer o cabelo? Quer dizer que não vai mais usar aqueles shorts, Lydia?’” Bem, veja, o negócio é que se você só recebeu um espírito novo, isso matará você. Isso mesmo.

120 Mas quando recebe o Espírito Dele, isso leva cada emoção bater certinho com a Palavra de Deus. Vai bater certinho com a Palavra. Você dirá: “Bem, agora, Susie, espere aí. A Bíblia disse que ‘fazer isso é uma abominação diante Dele.’ E o amor de Cristo entrou em meu coração, e eu O amo demais para fazer isso. Veja, eu O amo.”

121 “John, quer dizer que se envolveu com aquele bando de fanáticos e não vai aceitar um charuto pelo nascimento de um novo filho em minha casa?”

122 “Mas, veja, John, diz que devemos… O Espírito Santo em meu coração me diz que devemos nos abster de toda imundície do mundo.” Estão vendo? Estão vendo?

123 Não: “John! Aleluia, John! Glória a Deus, John! Louvado seja o Senhor! Veja este azeite na minha mão! Glória a Deus! John, posso falar em línguas. Aleluia! Vou…” Não, não. Não é assim que o Espírito Santo Se comporta. Não, não.

Tiquetaqueia com decência.

124 Como Paulo ao estar diante de Agripa, trouxe a Palavra, disse: “Ó Agripa…”

125 E Agripa disse: “Paulo, por pouco me persuades a me fazer cristão.”

126 Ele disse: “Agripa, é estranho para ti, sendo judeu, o que a Bíblia já disse e falou sobre Jeová? É estranho para ti que Deus ressuscite os mortos?”

127 Não: “Agripa! Aleluia! Glória a Deus, Agripa! Aleluia!” Não, seria loucura.

Mas: “Agripa, a Escritura diz.”

128 Está vendo aonde a mola principal o leva? A bater de acordo. Você não tem de se preocupar. Está tudo no plano de Deus. Levao a bater de acordo. “Não vos dê cuidado o que haveis de falar,” disse Jesus. “Não sois vós quem falará. É vosso Pai que habita em vós. É Ele Quem fala.”

129 “Agripa, sendo tu judeu, e conhecendo todas as leis do Antigo Testamento, é estranho para ti, Agripa, que Deus ressuscite os mortos?”

Agripa disse: “Paulo, as demasiadas letras te fazem delirar.”

130 Ele disse: “Não deliro, Agripa, mas só estou aqui dizendo-lhe o que Deus fez na Palavra.” Estão vendo?

“Oh, tu viraste um santo-rolador, Paulo.”

131 “Não, Agripa, só estou dizendo o que Deus disse aqui na Escritura, que ressuscitaria Seu Filho, Cristo Jesus, no último dia. E agora, Agripa, seria estranho para ti que o Deus Jeová, o Qual abriu o Mar Vermelho, o Qual fez os milagres naquele dia, que não realize milagres hoje?”

132 Ele disse: “Paulo, por pouco me persuades a me fazer cristão.”

133 Paulo disse: “Gostaria que fosses como eu, exceto por estas correntes que tenho aqui nas mãos e na perna.”

134 É aí que a mola no meio do espírito novo, no coração novo, está fazendo toda emoção se controlar. Está vendo o que quero dizer? Aí está. É então que você escapa do jugo do mundo.

135 Diz: “Irei até lá e me unirei, mas digo-lhe…” E coloca a cabeça no jugo com Cristo? Diz que se colocou no jugo com Ele? Então começa: “Ah, está esfolando meus ombros. Prejudica meu prestígio social. As pessoas com quem me relacionava antes me ignoram e dizem: ‘Sim, aí está! É uma santa roladora.’ ‘Lá vai ele. Vejam, ele, John não vai mais ao salão de sinuca.’ Oh, isto simplesmente… Oh, isso me humilha, irmão Branham.” Não. Você não recebeu a coisa certa.

136 Quando aquela mola principal está no meio, fazendo bater de acordo, então o jugo está acolchoado com penas. Oh, que coisa! Não importa do que o mundo o chame, não faz…

137 “Oh, vou lhe contar, desviei-me porque não pude suportar que me chamassem disto, daquilo, ou daquilo mais.” Bem, a mola principal nunca lhe foi colocada no meio do… O Espírito Dele no meio do seu espírito. Veja, você teve uma falsa imitação. Você, você chorou. Teve uma—uma—uma—uma concepção incorreta. Está vendo? Você, você só—só aceitou o lado emocional, e nunca recebeu o lado verdadeiro. Apenas ouviu o relógio tiquetaquear, pegou o barulho e o acompanhou, também começou a fazer tique-taque.

138 Mas se a mola principal está batendo de acordo, se Ele está—Ele está controlando cada emoção, então o jugo se torna suave. Podem dizer: “Sabe de uma coisa? Lá vai ela. Ela era uma boneca. Mas olhem para ela agora, seu cabelo está longo, não usa mais maquiagem. Usa estas… modestas.” Agora, não estou querendo dizer para ser como algo que saiu de um baú. Mas quero dizer—quero dizer isto, que você deve se vestir decentemente. “Ora, ela era a coisinha mais linda. Nós a víamos deitada no jardim usando shorts, tomando banho de sol, mas não faz mais isso.” Algo aconteceu. A mola principal chegou ao lugar em que deve estar. Isso mesmo. “Oh, ele costumava vir, e era o craque da sinuca. Sabia jogar baralho, uma rodada disto. E ganhava todas as fichas daqui, e assim por diante. Era um… Mas não faz mais isso.” A mola principal! “Ah, ele é um santo rolador.”

139 Mas o jugo é suave. Sabe o que você faz com ele? Você gosta de usá-lo. Como Sansão, quando tomou a porta de bronze de Gaza. A grande porta de bronze, colocou-a nos ombros e a carregou. Isso mesmo. E quando o jugo está alinhado com alegria, e paz, e dulçor de Cristo no coração, então você pega todos os fardos que o mundo põe sobre você e os carrega a certo monte chamado Calvário, e lá se ajoelha e ora por aquele que o estava perseguindo. Não para fazer chover fogo do Céu e destruir a igreja, mas você lhes traz paz. “Deus, tem misericórdia deles.”

140 Agora, a Bíblia disse que “quando o Espírito imundo sai do homem, anda em lugares novos e volta.” E quando o diabo, que outrora o fez descer ao beco, quando ele volta e descobre que seu velho beco mudou; ora, Deus fez descer Seu grande trator de esteira. Sabem o que Ele fez? Escavou a terra. Virou as coisas de cabeça para baixo. Fez daquilo uma vista diferente. E quando o diabo volta ao seu velho beco de latinhas, onde havia latas de cerveja em cima de tudo, e cartas de baralho em cima da mesa, e cigarros por toda a casa, e revistas de Histórias de Amor, e Verdade. Ele volta e a encontra varrida, adornada. Aleluia! Deus fez descer Seu trator de esteira e limpou tudo.

141 Aqui está o trator de esteira Dele, irmão! Compare com Isto. Varre-a toda, escava tudo, e começa a plantar um jardim. E ele vê que uma nova casa grande e moderna está construída aí. Amém.

142 O Espírito Santo mudou-Se para dentro. E o Espírito Santo tomou o lugar das latas de cerveja. A Bíblia tomou o lugar da literatura do dia moderno. O Espírito de Deus tomou o lugar da teologia moderna. A reunião de oração voltou ao lar, quando o Espírito Santo entrou. Tudo mais se foi.

143 E ouça, amigo. No princípio a Bíblia disse… Olhe. Agora, quero lhe apresentar… Todo o nosso intelecto e nossos credos feitos pelos homens… Ao encerrar, quero lhe apresentar uma coisa.

144 No princípio, quando este mundo jazia aqui vazio, não passava de um grande globo de água, onde as grandes geleiras, e devido ao calor do sol, enquanto o tremeluzir da luz da terra se dissipava assim e se movia espaço adentro, a milhões de graus abaixo de zero. Isso formou umidade.

145 O calor e o frio juntos criam umidade. Pode-se ver isso nas janelas da casa e tal, aqui dentro e do lado de fora.

146 E quando a terra saiu girando da órbita da qual veio, sendo que se afirma que o sol é a origem de tudo, e destes fragmentos que se projetaram. Quando ela saiu de lá, congelou-se tornandose grande e sólida. Então, assim que começou a se aproximar, e Deus decidiu… Ouçam bem agora. Assim que Ele começou a movê-la para perto do sol, ela começou a degelar.

147 Então Deus comissionou o Espírito Santo… A primeira Pessoa que é apresentada é Deus. Deus! “No princípio era Deus,” em Gênesis. Então o próximo que é apresentado é o Espírito Santo, ou o Logos que saiu de Deus. Todavia, tudo que saiu foi de Deus e entrou numa Pessoa. E a Bíblia disse que “Ele começou a envolver a terra.” Envolver significa “demonstrar amor,” arrulhar como pomba. Começou a envolver a terra. Que aconteceu?

148 Seres mortais, concidadãos, homens e mulheres humanos, como sou esta manhã; seres humanos que têm alma, uma alma imortal dentro de você, quem é você? De onde veio e para onde vai? Pense agora por um momento.

149 Outra noite, quando meu… Vocês viram no jornal. Um de meus primos, que era farmacêutico, ou médico em Louisville. Quando… foi para o trabalho, e veio para casa e se reclinou para jantar. Pediu para a esposa lhe trazer uma laranja, ficou rijo e morreu de ataque cardíaco; Raymond Branham. E seu irmão, Georgie, (meus próprios primos, ambos; filhos do irmão do meu pai), foi ver seu irmão. E no caminho, ao retornar, cinco minutos após ter deixado seu irmão, notaram que o carro estava ziguezagueando, diminuindo a velocidade, e viram um homem cair para frente no banco. E morreu de ataque cardíaco.

150 E fui à casa funerária a outra noite, e vi o irmão Doc lá, e entramos. E vi as lembranças e flores nos salões, as mensagens e as flores penduradas nas paredes e por ali. Olhei para baixo, e lembranças me vieram à mente de quando pequenino, brincando com uns rapazes quando era bebê.

151 E pensei, lá estavam as pessoas, a funerária lotada, e por quarteirões nem conseguia estacionar o carro por causa dos amigos e parentes chegando lá. Entrei lá, minha prima Agnes me abraçou e começou a gritar. E quando me afastei para consolála, aqui veio Dorothy, a caçula, e começou a me abraçar e gritar, e dizendo: “Billy, que faremos?”

E quando eu disse: “Onde está tia Lizzie?”

152 Disse: “Sofreu um ataque cardíaco, muito mal, e pode morrer a qualquer momento,” a mãe.

153 Então pensei: “Que está acontecendo com esta grande geração Branham?”

154 Pensei a mesma coisa quando vi meu pai, enquanto o segurava nos braços, e seu cabelo ondulado encostado em meu braço, e ali o vi enquanto olhava para mim e sorria, enquanto eu orava por ele, e foi se encontrar com Deus.

155 Pensei a mesma coisa alguns dias antes, quando Doc, meu irmão aí, encontrou seu próprio irmão com a garganta cortada, quando um sujeito bêbado bateu num poste e rebentou o carro e o matou. Ele morreu nos braços do meu irmão. E vendo papai voltar da Sra. Kelly… Da casa do Sr. Kelly lá, chorando, com seu velho chapéu preto na mão. Poucos dias depois, segurando-o em meus braços ao morrer.

156 De pé lá vi a velha cadeira de balanço começar a ir para frente e para trás sem ninguém nela quando Ruth, minha cunhada, estava indo se encontrar com Deus. E eu disse: “Querida, quer que eu pendure a foto de Jesus aqui?”

Ela disse: “Billy, não. Ele está sempre diante de mim.”

157 Então, quando fiquei ao lado da minha esposa, Hope, a mãe de meu filho, Billy, e de minha filhinha, Sharon. E a vi segurar minhas mãos, enquanto seus olhos escuros olhavam para mim e falava do Lugar de onde havia acabado de retornar, e desejava voltar para lá, e me disse: “Nunca deixe de pregar este Evangelho, Billy. Você não entende o gozo que é partir assim.”

158 E horas depois, colocando as mãos sobre a cabeça da minha bebezinha agonizante, e coloquei-a nos braços da mãe, dizendo: “Ó Deus, sei que Tu fazes subir a seiva nas árvores na primavera, e produzes o broto e o fruto, e a escondes no chão durante o inverno. Tu tens de ser Deus. E creio de todo o coração que este Menino fenomenal que nasceu na Galileia dois mil anos atrás, que, como caminhou por lá de acordo com as Escrituras, para mim Ele foi o Messias prometido. Não importa o que digam, eu creio. E sei que há Algo dentro de mim que me mostra o que há de vir, que um Ser sobrenatural aparece, e vejo coisas antes que venham. E Ele me adverte sobre tais. Mas aqui estou, sem aviso, enfrentando isto aqui. Lá jaz mamãe, morta. E mais além jaz papai. E agora vais tirar meu bebezinho dos meus braços, Deus? Vais fazer isso, levar minha queridinha?” E o lençol preto começou a dobrar diante de mim. Eu sabia que Ele o tinha feito. Se a mola principal não estivesse lá então!

159 Satanás me disse: “Agora, que acha disso? Até sua querida bebezinha, Ele vai tirá-la dos seus braços. Quão cruel!” Aquele era o espírito novo, aquele era o… todo o intelecto.

160 Lá fiquei eu, e meus ossos batendo uns nos outros. Pensei: “Para onde eu iria?”

161 “Eu sairia e me embriagaria. Você nunca bebeu na vida, mas mesmo assim eu beberia. Ele lhe disse para não fazer, mas mesmo assim eu beberia. Eu Lhe mostraria quem manda.”

162 Eu disse: “Satanás, não posso. É Ele Quem manda.” Foi até à mola principal. Estou tão feliz por haver uma mola principal.

163 Quando subia a estrada, e o Sr. Isler… Minha família tinha acabado. Eu ia chegar… Não conseguia ir à sepultura. Só chegava à estrada. A enchente havia baixado não fazia muito tempo.

164 E o Sr. Isler vinha pela estrada. Ele desceu do carro e disse: “Billy, quero lhe perguntar algo. Eu o vi chorando lá naquela tenda. Já o ouvi pregar. E como você estava tão entusiasmado com a Mensagem que estava trazendo, e estava trazendo ao povo. O que Isso significa para você agora? Você ainda O ama? Ainda diria que O serviria?”

165 Eu disse: “Sr. Isler, se Ele me mandasse para o inferno, eu ainda O amaria. Pois Algo foi colocado aqui, veja, que já não sou eu, mas Ele.”

166 Fiquei satisfeito com isto, que em diversos túmulos daqui até Walnut Ridge jazia minha família, meu pai, meu irmão, minha esposa, minha bebê, e estavam voltando para o pó da terra de onde vieram. Mas entendo isto, que eles tiveram de estar aqui quando o mundo foi feito, porque foram tirados da terra. Estavam aqui quando a terra foi formada.

167 Nossos corpos estavam aqui antes da terra ser formada, pois somos da terra. Tudo de que somos feitos é cálcio, potássio, petróleo, luz cósmica, átomos, mantendo-nos inteiros. E de algum modo, por alguma Mente superior, fomos feitos como somos. Não só um amontoado de potássio, cálcio e petróleo, mas Algo penetrou no interior e começou a criar, e fui feito assim.

168 No princípio o Espírito Santo começou a envolver um deserto desolado; desculpem minha emoção; mas, quando não havia nada, e nunca tinha havido nada. Mas o Espírito Santo foi enviado por Deus; não um intelectual. Mas o Espírito Santo foi enviado da Presença de Deus para demonstrar amor à terra.

169 E, por assim dizer, Ele estendeu Suas grandes asas ao redor da terra e começou a demonstrar amor, ou a envolver, falar docemente com a terra. Posso ver o cálcio e o potássio se juntando, e um pequeno lírio da Páscoa surgiu. O Espírito Santo o criou da terra. E continuou a envolver. E enquanto falava docemente e envolvia, começo a ver árvores crescendo, pássaros começarem a voar da terra, animais começarem a andar.

170 Então Ele continuou a falar docemente, e um homem, chamado Adão, surgiu. E Adão parecia solitário, assim Ele fez algo proveniente dele, tirou uma costela do seu lado e lhe fez uma amada, Eva. E Ele amava Adão e amava Eva. E os levou…

171 Posso ver a pequena Eva recostando a cabecinha no ombro de Adão. Ela era tudo que uma mulher podia esperar ser, e mais. E enquanto se recostava no ombro grande e forte do seu amado, Adão, e andavam pelo jardim, talvez, quem sabe, o—o leão rugiu. Ela não podia se assustar, pois não havia medo. Então ele disse: “Querida, aquele é o leão. Vou chamá-lo. Leo, o leão, venha cá. Chita, o tigre, venha cá e deite-se.” E seguiam-nos como gatinhos.

172 Os ventos começaram a soprar, e o cabelo da pequena Eva começou a esvoaçar. E ela disse: “Oh, esse vento!”

173 “Cala-te, aquieta-te.” E os ventos lhe obedeciam. Ele era o filho de Deus. Ela era sua amada.

174 Então posso ouvi-lo dizer: “Querida, está vendo o sol se pondo? É hora de falarmos com o Pai.”

175 Então subiram até a catedral, a grande Árvore. E ao se ajoelharem, de repente, uma resplandecente Luz Celestial desceu, o Logos. O Espírito Santo, que os havia gerado da terra, desceu; Deus Pai. E dizia: “Filhos, divertiram-se hoje?”

“Sim, Pai.”

176 “Desci para lhes dar um beijo de boa noite e colocá-los para descansar esta noite.” Ele lhes dava um beijo no rosto e os colocava para dormir. Nada podia causar dano. Ele estava bem ali no meio dos arbustos com eles. O leão, Ele colocava o leão para dormir. Ele colocava o tigre Chita para dormir. Ele colocava todos eles para descansar. E o Pai estava muito satisfeito.

177 Então o pecado, pelo conhecimento intelectual… espero que estejam entendendo. Pelo intelecto o pecado entrou no mundo, ao tentarem encontrar mais luz, obtendo algo que não estava na Palavra de Deus. Deus disse: “No dia em que dela comeres, nesse dia morrerás.” Mas Eva queria algo novo.

178 Oh, podem ver que, de coração, não estou tentando provocar ninguém? Só estou tentando pôr à vista o ASSIM DIZ O SENHOR, a Palavra, nada além disso; não algo fantástico e grandes igrejas e intelectuais, mas ouvir Aquele que nos criou da terra.

O pecado entrou.

179 E agora, amigos, se o Espírito Santo foi o único instrumento que Deus usou para nos criar da terra. E realmente viemos da terra. E estávamos aqui antes de haver uma terra. Lembrem-se, aqui está um incentivo para vocês que vão receber oração. Se o Espírito Santo, envolvendo, fez o ser físico, quem é o arquiteto do nosso corpo?

Ó Deus, que o povo veja isso!

180 O Espírito Santo lhe deu seu apêndice, seus olhos, seu nariz, sua boca, seu coração. E colocou um espírito novo em você, e então veio morar em você. Não aceite, de modo algum, coisas intelectuais, teologias que são contrárias à Bíblia, mas fique só com o ASSIM DIZ O SENHOR. “Ele foi ferido por causa das nossas transgressões. Pelas Suas pisaduras fomos sarados.”

181 O Espírito Santo gerou Seu Próprio corpo para nele morar, Jesus Cristo; quando fez sombra sobre Maria e criou, ou, gerou uma célula de Sangue no ventre, que gerou o Filho, Cristo Jesus; onde Deus mesmo fez morada na terra por trinta e três anos e meio. E foi feito propiciação pelos nossos pecados para nos redimir e trazer reconciliação entre o homem perdido e um Deus santo, para beijá-los e reconciliá-los. Assim sendo, no frescor do entardecer, quando o sol estiver se pondo sobre nossa fronte, quando a viagem da minha vida acabar e minha carreira terminar, quero que Ele me beije para dormir, como fez com Estêvão, quando o atordoavam de mão em mão. Disse: “Vejo os céus abertos, e Jesus que está em pé à mão direita de Deus.” Aí está.

182 Agora, como isso pode acontecer? E se Deus nos fez o que somos sem termos tido nenhum conhecimento do que estava acontecendo… Se Deus me fez um homem, e me colocou em minha idade correta antes da morte se dar… Aos vinte e três anos eu era forte e saudável. E se Satanás não interferisse… Ele tentou me aleijar e me matar a tiros e muitas coisas. Mas Deus viu assim…

183 E vocês, quando eram jovens, e quando eram bonitas, vocês—vocês, mulheres que envelheceram. E vocês, homens, que eram jovens e fortes e saudáveis. E como gostavam de ser homem, e de sua pequena companheira. Se Deus fez isso sem você ter qualquer poder de decisão nisso; você nunca disse: “Faze-me assim.” “Quem poderá, com todos os seus cuidados, acrescentar um côvado à sua estatura?”

184 Mas se Ele o fez assim, sem você ter nada a dizer, quanto mais pode Ele, através do Seu envolver, dar-lhe uma—uma escolha. E você foi formado com livre arbítrio. Você pode rejeitar Isto ou pode aceitar. Rejeitar é se perder, e continuar sendo potássio e cálcio e petróleo. Mas, aceitar e ter um coração novo, um espírito novo, e o Espírito Dele; uma parte do Logos em você, controlando suas emoções! E quando Ele fala docemente através da Sua Palavra, você responde docemente.

“Jesus Cristo é o mesmo, ontem, hoje e eternamente.”

“Amém, Senhor.”

“Eu Sou o Senhor que sara todas as tuas enfermidades.”

“Amém, Senhor.”

185 Quanto mais Ele o ressuscitará, ainda que seu corpo seja levado do oriente ao ocidente pelo vento! Quanto mais pode este Espírito Santo, após a aniquilação total, por esta bomba atômica que cairá nesta terra um dia destes, abrindo buracos e lançandoa pelo espaço. Mas o cálcio e potássio permanecerão aqui. E então o Espírito Santo tornará a envolver. Cada osso se unirá ao outro, cada membro se unirá ao outro, e haverá uma Igreja do Deus vivo que Se levantará nos últimos dias.

186 Amigos, somente através do envolver, ou do falar amoroso do Espírito Santo, poderão chegar a isso, e Deus prometerá ressuscitá-los enquanto ouvem Sua Voz, aquela Voz mansa e delicada que fala no fundo da sua alma.

187 E, amigos, encerrando, só mais um momento. E quero que pensem profunda e sinceramente. Um dia vamos partir. E por que, oh, por favor, digam-me, por que tentariam aceitar qualquer imitação, qualquer teologia de igreja, qualquer coisa intelectual, qualquer emoção, qualquer coisa contrária, quando os céus pentecostais estão cheios da Bênção genuína, o verdadeiro Espírito de Deus que o controla e o torna um verdadeiro cristão.

Você não tem de imitar nada; seja apenas um filho do Deus vivo. Por que, diga-me, por que tentaria aceitar qualquer coisa diferente, quando Deus está desejando e esperando e o trouxe até este ponto, e está tentando demonstrar-lhe amor através do Espírito Santo; você—você aceitaria uma declaração de credos, e assim por diante, para tentar levá-lo para o Céu, ou algo fantástico, uma emoção mental, que nem mesmo é reconhecida na Bíblia?

188 Não querem recebê-Lo? Oh, povo de Deus, aos seus joelhos e ao seu Deus! Que Deus tenha misericórdia, é a minha oração, enquanto oramos.

189 E de cabeça inclinada neste momento solene, quando talvez neste exato momento isso pode estar sobre vocês, sobre esta igreja, sobre muitos aqui… Considerem bem. Não deixem que seja pensamento superficial. Vocês estão demonstrando amor ao Espírito Santo? É esse—esse espírito que está em sua vida que está fazendo suas emoções baterem com a Bíblia? Vocês têm longanimidade, benignidade, bondade? O material não é—não é testado…

Ouçam, enquanto oram.

190 O material não é testado por sua quantidade, por sua grandeza; pelo tamanho de uma igreja, quero dizer aqui, vejam. Não é testado por sua quantidade, mas por sua qualidade. O metal é testado por sua resistência. E a igreja não é testada pelo seu tamanho, ou por quantos membros. É testada por sua força, pela Bíblia. Como pode dizer “amém” a cada promessa que Deus deu? Como sua vida se move? Com bondade, mansidão, benignidade, paciência? Como é quando algo o irrita? Há uma pequena roda ali, batendo de acordo, que o mantém sob controle. O amor Dele desce diretamente pelo seu coração. Você só está tentando fingir?

191 Oh, pense agora. E enquanto está pensando seriamente e o Espírito Santo tratando com você, envolvendo-o, dizendo: “Filho Meu, estou falando contigo.”

192 Agora, em Nome de Cristo, de cabeça inclinada perante Deus, não perante mim, querem levantar a mão? Dizer: “Deus, coloca Teu Espírito em mim. Esta é a minha mão.” Deus os abençoe. Muitas, muitas mãos.

193 E, Deus Pai, em Nome do Senhor Jesus, Teu Filho, o Espírito Santo que sempre envolve, atrai, fala suavemente, peço que ocupes hoje Teu lugar no coração de cada pessoa que levantou a mão. Ela expressou a Ti que precisa de Ti. Oh, como precisa de Ti! E se reconhecer isso agora, como será na hora em que o coração estiver se recusando a bater? E na hora em que sentir as névoas frias da morte chegarem? Quanto mais reconhecerá, então! E que somos nós? De onde viemos, e para onde vamos?

194 E, Pai, estamos cansados de imitações da vida cristã. Cria em nós hoje, Senhor, um coração novo, um espírito novo. E coloca o Teu Espírito, conforme a Palavra do Teu profeta, no meio do nosso novo espírito. E controla-nos por meio do amor, da alegria, paz, longanimidade, bondade, benignidade, paciência e fé. E que todos os frutos do Espírito se achem em nós, enquanto nos rendemos humildemente, nossa alma, nosso íntimo. A vida que junta todo este potássio, e cálcio, e petróleo terrestre, e mantém assim; quando ela sai, voltamos para o pó. E entregamos nosso espírito. Nós os entregamos a Ti. E cria em nós o tipo certo de espírito. E que o Espírito Santo, Teu Espírito, nos controle e nos conduza e nos guie enquanto seguimos viajem.

195 Abençoa este querido povo. Cura também a enfermidade em nosso meio, Senhor. E que digamos, quando sairmos deste edifício esta manhã: “Foi bom estarmos ali. O Espírito Santo fez uma obra em nós, que transformará nossas emoções, que nos fará uma pessoa diferente do que quando entramos.”

196 Renova a esperança que está nos santos. Fortalece-os, Senhor, para o dia que está vindo. Oh, o grão está totalmente maduro. Jesus virá em breve para a colheita. E rogo por esta bênção em Nome de Jesus. Amém.

197 [O irmão Branham faz uma pausa e a pianista toca Preciso de Ti—Ed.] Acho bom ficarmos quietos só por um momento enquanto ela toca.

Preciso de Ti, oh, como preciso de Ti!

198 O que Georgie estava pensando a outra noite, logo após ter deixado seu irmão morto; enquanto ia pela rua e sentia o coração enfraquecendo, ficando escuro à sua frente; enquanto caía para frente no banco, deixando a esposa e os entes queridos?

A cada hora preciso de Ti;
Oh, abençoa-me agora, meu Salvador!
Eu venho a Ti.

Vamos cantar juntos.

Preciso de Ti a cada hora,
Ó… (A todos!)
…quando estás perto.
Preciso de Ti, oh, preciso de Ti;
A cada hora eu…

Levantemos as mãos para Ele.

Oh, abençoa-me agora, meu Salvador!
Eu venho a Ti.

199 Ó Grande Jeová, move-Te agora. Sela cada um pelo Teu Espírito. Coloca em nosso coração Aquilo que há tanto tempo está faltando. Dá-nos aquela vitória, Senhor, aquela vitória triunfante de que tanto necessitamos. Dá-nos, Pai? Esperamos em Ti. E agora rogamos em Nome de Jesus. Amém.

200 Queria saber agora, há alguém aqui para receber oração? Uma senhora me telefonou de New Albany, e alguém… Há uma senhora que me telefonou de New Al-…? Tudo bem. Muito bem, bem aqui para receber oração, se a irmã… enquanto nós…

Pode tocar o hino que estava tocando, irmã.

201 Então, bem ao lado aqui, para a fila de oração. Sejam reverentes por um pouco. Façam uma fila pelo lado direito aqui para então podermos orar pelos necessitados.

…lado do Jordão,
Nos doces campos do Éden
Onde uma Árvore da Vida está florindo,
Há descanso para…?…

Jesus quebra todo grilhão,
Quando Ele o coloca…

202 Peguem uma cadeira, talvez, para o irmão, se quiser sentar. Prefere sentar-se, irmão?

Sempre, sempre O louvarei,
Sempre, sempre O louvarei,
Sempre, sempre O louvarei,
Pois Ele me liberta!

203 Agora, que aconteceu? Estes que estão em fila agora para receber oração vieram solenemente baseados em sua própria fé, crendo. Vieram para dizer que o Vinho entrou em odres novos, que estão desejando dizer “amém” ao ASSIM DIZ O SENHOR.

204 A Bíblia disse, a qual é ASSIM DIZ O SENHOR: “Se houver alguém entre vós doente, chamem os anciãos para ungi-los com azeite e orar por eles. A oração da fé salvará o doente.” E, de novo, está escrito na Escritura: “Estes sinais seguirão aos que crerem: Porão as mãos sobre os enfermos; os curarão.” E fomos ensinados a fazer isto, e constrangidos pelo Espírito Santo, que esta é a ordem de Deus para ministrar aos que estão necessitados.

205 Não significa que o indivíduo que está orando tem de ser um santo ou um anjo. Significa que a pessoa que vem deve ter fé em seu próprio ser; que o Espírito Santo e Seu falar amoroso, pela Sua Palavra, deixou cair uma coisinha ali, que as faz crer que Ele as envolverá até ficarem bem.

206 Como Abraão do passado, quando Deus lhe apareceu em nome de El Shaddai, o peito, como o seio de uma mulher. E disse: “Abraão, você está com cem anos, mas sou ‘Aquele que tem seio!’ Apenas recline-se em Mim como bebê e mame, e confirmarei a Minha Palavra.”

207 E Abraão, com cem anos, reclinou-se ao seio de Deus; ele e Sara sendo um, claro, começaram a refletir e envolver, e aceitar a Palavra de Deus. E que aconteceu? Deus o tornou jovem, ele e sua esposa, e geraram um filho, Isaque; através de Isaque veio Cristo, o Qual abençoou o mundo. Tornou-se pai das nações.

208 Porque “Abraão chamou as coisas,” ouçam, “que não eram.” O caso da cura divina em Abraão não foi… Quando ele aceitou a promessa, demorou vinte e cinco anos para acontecer; vinte e cinco anos. Quando Abraão estava com setenta e cinco, foilhe dada uma promessa; aos cem, o bebê nasceu. Mas em todos estes vinte e cinco anos ele continuamente correspondeu ao amor do Espírito Santo que o gerou da terra, chamando a Palavra do Espírito Santo de “correta!” Chamando as coisas que são como se não fossem, porque eram contrárias à Palavra do Espírito Santo. Ele foi transformado em jovem e gerou o filho.

209 Agora, foi assim que viemos. Somos Semente de Abraão. E chamamos as coisas, os sintomas, nossas aflições, nossas doenças como se não fossem, porque obedecemos o que o Espírito Santo, através do profeta, o vidente, disse ser a Verdade. E todos ao longo das eras aceitaram isso e terminaram bem, todas as vezes.

210 Agora estamos chamando estas coisas de “certas” e aceitando-as como nossa propriedade pessoal, e correspondendo à atração do Espírito Santo: “A Tua Palavra é verdade. Rejeitarei qualquer outro sintoma, tudo mais. Creio que Tu me curarás. Porque a Tua Palavra, Senhor, diz: ‘A oração da fé salvará o doente, e Deus o levantará.’ Só isso. Esta é a Verdade.”

211 Queria saber esta manhã… Reconheço o irmão Jackson; eu o ouvi dizer “amém” em algum lugar lá atrás. E queria saber se há outros ministros aqui, esta manhã, que creem em cura divina, que gostariam de vir ficar de pé aqui conosco em favor destas pessoas. São seus irmãos e irmãs em Cristo. Gostariam de vir aqui orar conosco, enquanto nosso pastor vem aqui à frente? Se ele for orar pelos enfermos esta manhã. Qualquer dos demais venha e se posicione aqui conosco enquanto ministramos aos—aos necessitados no edifício esta manhã. Qualquer de vocês, ministros, que queira vir. E creio que vi Teddy ali há pouco, se não me engano. E qualquer outro ministro, seja quem for, não importa; ficaremos felizes em tê-lo aqui em cima, se você é crente, para unir sua fé conosco enquanto oramos pelos necessitados.

212 Agora, quero que os anciãos venham, o irmão Higginbotham e aqueles que ficam aqui, para que possam conduzir a fila enquanto oramos por eles, e ministraremos sem interrupção.

213 Agora, irmãos ministros, venham até aqui para… Assim, oraremos primeiro por estas duas pessoas sentadas nas cadeiras, então ministraremos aos outros.

214 E todos aqui que estão em condições de falar com o Senhor Jesus, (e todos esta manhã deveriam estar), quero que se unam a nós. E se este… E pode ser seu irmão, sua irmã, seu pai, ou mãe, e vocês querem que sarem. E é a fé de vocês, a projeção da fé de vocês saindo como um grande dínamo aqui que faz descer a Glória Shekinah de Deus, que unge o indivíduo para ter fé. “A fé é pelo ouvir, ouvir a Palavra.”

215 Agora o Espírito Santo está aqui para injetar, ou, a Palavra de Deus, em seu coração, que você aceitou. E então—então, quando crê Nela, você vem.

216 Agora, qual é o meu dever, e o destes ministros? Impor as mãos sobre vocês. “A oração da fé salvará o doente,” disse Deus.

217 Então você apenas pegue isso, e corresponda ao amor do Espírito Santo. “Ó Espírito Santo, Tua Palavra é verdade. Não estou mais doente. Estou melhorando o tempo todo. Eu Te agradeço, Pai Celestial, por Tua bondade para comigo. Estou constantemente melhorando, a cada hora, a cada hora.” Observe o que acontece ao você—ao você demonstrar amor, enquanto você corresponde ao envolver do Espírito Santo que o está envolvendo através da Palavra.

Agora vou orar, e então iremos impor as mãos.

218 Agora, Deus Pai, Tu vês a necessidade, e mui certamente és mais do que poderoso para suprir cada necessidade; Tu que pudeste tirar Daniel da cova dos leões; e os filhos hebreus da fornalha de fogo; que pudeste abrir o Mar Vermelho, e o povo atravessou em terra seca; que pudeste ressuscitar Lázaro dos mortos; e levar Elias para o Lar num carro. Ó Deus, Tu nunca falhaste.

219 E estes odres novos com Vinho novo, estes com nova esperança e nova Vida vieram à frente esta manhã para ser ungidos, para que se imponham mãos sobre eles em comemoração à Palavra.

220 E, Pai, estamos aqui de pé como homens para impor as mãos como Tu nos comissionaste. “Se puserem as mãos sobre os enfermos, os curarão.” Essa comissão é simplesmente tão vital no Evangelho quanto pregar o Evangelho: “Quem crer e for batizado será salvo.”

221 E rogamos, Pai, que Tu concedas que Tua Palavra Se cumpra neste dia, enquanto nós, com base na confissão destas pessoas que estão trazendo sua fé para testá-la contra o poder do diabo, que vão libertas, cada uma, em Nome de Cristo.

222 De cabeça inclinada, enquanto vamos agora ministrar a estes.

223 Nossa amada irmã, no companheirismo do Senhor Jesus. Como ministros da cruz, agora, como participantes divinos da Sua bênção na ressurreição, em comemoração à Sua Palavra, pedimos que o mal deixe a irmã em Nome de Jesus. E que seja curada. Que sua fé nunca oscile. Mas que seu socorro de Deus, a atração do Espírito Santo, sua Força, que a trouxe do pó da terra, e colocou cada parte em seu corpo; Ele é mais do que poderoso para consertar aquilo que Ele fez, que Satanás dilacerou. Nós a apresentamos a Deus como uma crente, em Nome do Seu Filho, Jesus.

224 E nosso irmão, sobre o qual colocamos a mão, com a mesma oração diante de Deus, nosso Pai, e pela unção do Espírito Santo, e a comissão de que estas coisas deveriam ser feitas, nós, como ministros que cremos, o apresentamos a Deus, o Espírito Santo, que o socorreu da terra, e colocou cada órgão em seu corpo. E vendo que Satanás desceu e interrompeu, quebrantou seu corpo, portanto…?…Que sobre o…?…destas pessoas vindo a este altar. Ou, sobre qualquer…?…Pedimos que Deus lhe dê…?…Sobre esta solene obrigação. Impomos-lhe as mãos, em celebração à Palavra, não conhecendo seu coração, mas peço que o Deus Todo-Poderoso, que o gerou da terra restabeleça ou fortaleça as partes vitais fracas do seu corpo, e o traga de volta a… sua saúde perfeita em Nome de Jesus.

225 Nossa amada irmã…?…impomos-lhe as mãos e pedimos que…?…e que ela não seja…?… Espírito Santo…?… algum dia…?…só para louvor a Deus. Agora, nossa irmã, enquanto ficamos de cabeça inclinada e pedimos que o Deus Todo-Poderoso envie o Logos do princípio…?…e aquelas diversas cores…?…Somos todos… todos oramos por esse…?… E agora entregamos ao Espírito Santo para nos deixar trazer de Deus…?…a Ele uma igreja sem mancha e…?…daqueles dias, trouxe de volta a Noiva… Oh, Espírito Santo, possa…?…e rogo que esta mulher recupere a saúde e força enquanto a entregamos a Deus em Nome de Jesus. Amém.

226 Deus Todo-Poderoso e Onipotente, o Infinito, o Onipresente, o Onipotente, Tu que preenches todo o espaço! Impomos as mãos em nossa irmã, apresentando-a a Ti com a mesma oração que fizemos pelos outros, para que realizes em seu corpo o que está faltando e foi roubado pelo diabo. E…?…para a glória de Deus.

227 Deus Pai, do mesmo modo impomos as mãos em nossa irmã, com a mesma oração, para que…?…Pedimos esta bênção em Nome de Jesus. Amém.

228 Deus Pai, sobre o corpo deste homem, que pelo desgaste dos anos está com os ombros caídos, com o rosto enrugado, e machucou o corpo. Mas Tu, ó Deus, o Qual é o Espírito Santo que envolve, nós o entregamos a Ti em Nome de Jesus. Que o Espírito Santo volte-Se com grande amor. E que Isso faça que reconheçamos que Aquele que o tirou da terra também pode restabelecer o que Ele criou!


A IM ITAÇÃO DO CR ISTIANISMO POR57-0120M
(The Impersonation Of Christianity)

Esta Mensagem foi originalmente pregada em inglês pelo irmão William Marrion Branham, no dia 20 de janeiro de 1957, domingo de manhã no Tabernáculo Branham, Jeffersonville, Indiana, E.U.A., cuja transcrição foi feita de gravação em fita magnética e impressa na íntegra em inglês. Esta tradução ao português foi impressa e distribuída por Gravações “A Voz de Deus.”

PORTUGUESE

©2021 VGR, ALL RIGHTS RESERVED

GRAVAÇÕES “A VOZ DE DEUS”
P.O. BOX 950, JEFFERSONVILLE, INDIANA 47131 E.U.A.
www.branham.org