A SEMPRE PRESENTE ÁGUA DA ROCHA
23 de Julho de 1961
Jeffersonville – Indiana – E.U.A.
Tradução – GO


1 Estamos agradecidos nesta manhã pela Presença do Senhor Deus, que inicia os primeiros trabalhos dando-nos uma mensagem, que – que deveríamos “ouvir, ser reverentes” diante Dele, pois Ele tem alguma coisa para nos dizer. Tenho certeza que Ele fará aquilo que Ele tem prometido. Ele sempre cumpre Sua Palavra. E assim nós estamos agradecidos por estarmos reunidos, vivos, e deste lado da Eternidade nesta manhã, e capazes de adorar ao Senhor novamente, e nos congregar juntos e ouvirmos Dele. Esta é a razão de virmos juntos, é para este propósito real.
2 Agora, eu fiquei um pouco preocupado com o Irmão Neville, inesperadamente, hoje, por causa de certo sonho que eu tive. Que… Eu creio em – em sonhos. Eu creio que Deus trata com pessoas através de sonhos. E eu tive um sonho bem incomum, na noite de anteontem. Que, eu estava indo ao longo de uma ladeira, certo declive, indo à um lugar de comer onde eu ia ter meu – meu jantar. E eu observei que, à medida que eu me aproximava do lugar, eles estavam tocando música, uma orquestra estava tocando música, com violinos, e distraindo as pessoas enquanto elas estavam comendo. E havia algo sobre isto que eu não gostei, assim eu apenas ignorei a coisa. E eu encontrei alguém subindo um morro. E eu olhei, e muitas pessoas estavam subindo o morro para este lugar de comer. Porém eu estava de certo modo distanciado deles, virei às costas para a direita, ou, para a esquerda.
3 E de alguma foram, embaixo no vale, eu podia ver o Tabernáculo. Eu ouvi a voz de alguém, disse, “Encontre o Irmão Branham num certo – certo cruzamento. Ele está descendo a colina lá em cima. E diga-lhe tal e tal coisa.” E eu me apressei para chegar àquele cruzamento.
4 E quando a pessoa subiu, era o Irmão Neville usando seu terno marrom, parecia exatamente como ele se parece assentado ali esta manhã. E ele disse, “Irmão Branham, se você ficar na cidade,” disse, “seria uma – uma boa coisa você descer, porque o Irmão Hank…” Agora, o único que eu conheço, Irmão Hank, é o irmão Henry Carlson, nós o chamamos Hank. Disse, “Ele pode achar estranho que você não visitasse o Tabernáculo mais se você for estar pela cidade, ou pela cidade por uns poucos dias.” Eu acordei.
5 E, nisto, eu me senti como que estranho. Eu não queria me intrometer naquele período da semana, até que eu perguntei ao Irmão Neville se ele tinha alguma coisa especial para esta manhã, para a igreja. Então ele foi gracioso, como sempre, disse, “Desça.” Assim, nós realmente viemos. Eu o chamei tarde ontem a tarde, e entrei esta manhã, inesperadamente para alguns de nós.
6 Agora eu creio que isto seria uma boa coisa, primeiro, para mim apenas como que para – para explicar a vocês algumas coisas. Eu sou provavelmente, uma pessoa muito estranha para muitas pessoas. Eu sou uma espécie de estranho para mim mesmo, também. Porque, eu tento seguir a liderança do Espírito Santo, realmente tão próximo quanto eu posso. E isto nos torna estranhos, vêem. Nós fazemos coisas que nós – nós realmente nos assentamos e queremos saber às vezes, “Por que fiz tal coisa? Como é que fui fazer tal coisa?” E logo em seguida você pode pensar que você fez exatamente o que você não deveria ter feito. Mas se você for paciente, e tiver fé, e você tiver certeza que Deus te conduziu à fazer isto, você encontrará que opera exatamente bem. Vêem? E muitas vezes nós encontramos isto. E eu sei que o Irmão Neville tem encontrado isto, muitas vezes. E líderes e pessoas espirituais compreendem isto.
7 Tem ocorrido algumas vezes em minha vida que… Francamente, desde que eu era apenas um garoto, eu nunca senti exatamente a direção para que eu vivesse em – em Jeffersonville. Isto sempre tem sido uma mosca no ungüento, para mim tentar viver aqui. Em primeiro lugar, o clima miseravelmente me é desagradável. Outra coisa, aí parece haver uma depressão do espírito.
8 Se você voltar e procurar em algum lugar aqui, se não foi destruído durante o tempo de enchente, existe uma carta para aquela realização, que eu tive, primeira chamada no ministério, eu comecei a sair. E o Irmão George DeArk e eu…
9 E a mãe do Irmão Graham Snelling, Irmão Hawkins que dirige o posto de gasolina em New Albany, e muitas das pessoas, encontraram-me do lado de fora de um pequeno lugar de reunião de oração bem aqui. E até mesmo disseram, se eu ficasse, eles reduziriam a mesada de seus filhos para – para construir um Tabernáculo, assim eles não teriam que conduzir de lugar para lugar.
10 Quando eu ouvi aquela pequena mãe, com um bebê segurando-o à sua mão e o outro em seu braço, dizer que ela estava querendo reduzir a mesada de seus filhos, a fim de construir um lugar onde eles pudessem ficar e cultuar, isto era um pouco demais para eu ficar parado. Então o Irmão George e eu nos juntamos e decidimos que ficaríamos e construiríamos o Tabernáculo.
11 E quando o Tabernáculo foi construído, isto sempre aparentemente… Na manhã que eu dediquei o Tabernáculo, uma visão veio, a qual está escrita e na pedra fundamental ali, quando o Espírito Santo me disse, “Este não é o seu Tabernáculo. Vêem? E eu perguntei onde estava meu Tabernáculo, e Ele me colocou embaixo sob os céus azul-claro. E então Ele disse, “Faça a obra de um evangelista,” e assim por diante, como vocês sabem. Isto está escrito mesmo nos livros.
12 Todas aquelas coisas colocadas juntas. E um dia quando eu estava podando o quintal lá em cima onde o Irmão Wood mora agora, e minha sogra morava lá aquele tempo; eu assentei no degrau de trás, um antigo degrauzinho de concreto, que eu tinha construído aquele lugarzinho lá para minha sogra. E ela era uma espécie de zeladora da igreja aquele tempo, tomando conta dela. E simplesmente tão claro quanto qualquer um podia falar, uma Voz falou comigo, disse, “Eu não posso te abençoar enquanto você permanecer aqui. Você tem que se separar de seu povo e deste lugar.” Bem, aquilo simplesmente cortou-me em pedaços, por cerca de uma semana ou mais.
13 Constantemente, todo o tempo, Alguma Coisa tem me avisado, “Vá embora, vá embora. Mude para o oeste. Continue indo para o oeste.” Bem, eu… Isto sempre me preocupando. E parece que todas às vezes…
14 Agora, eu tinha isto claramente em minha mente eu esta semana eu voei para Tucson, onde eu aluguei um lugar, para estar lá este inverno; para pôr as crianças na escola, começando em Setembro. Eu tinha o lugar. Havia até mesmo um lugar dado a mim ali. Mas existe alguma coisa que… E – e se eu fosse embora…
15 Outra coisa que eu gostaria de dizer. Exatamente antes de construirmos esta casa aqui, a casa pastoral, onde está agora, eu não queria construir ali. A mãe de minha esposa estava idosa. E ela até mesmo chorou por isto, ela disse, “Eu simplesmente não posso deixar minha mãe aqui, sabendo que ela é idosa, e ela não pode ficar sem cuidado.” Bem, eu compreendi aquilo. Eu compreendo. Aquela era sua mãe, e a única mãe que ela já teve, ou sempre terá. Então, eu compreendi aquilo. Assim eu – eu orei ao Senhor, eu disse, “Senhor, sendo que eu não gosto do lugar,” eu disse, “faz-me satisfeito. Eu irei à qualquer lugar que Tu quizeres que eu vá, de qualquer lugar. Mas eu não quero afligir minha esposa, leva-la para longe daqui, para um lugar estranho onde ela não conhece ninguém. E então eu vou todo o tempo, de qualquer maneira. Apenas me faça satisfeito ao entrar aqui com ela.”
16 E agora, quando sua mãe foi tirada, e ela foi para a Glória, então aqui vem o ímpeto novamente, vejam, agora para mudar. Eu não sei o que fazer.
17 E então o outro dia quando esta doutrina que os irmãos iniciaram por aí, eu vim do púlpito a última vez que eu estive aqui e lhes disse que eu não estaria no campo enquanto aquilo continuasse. Assim, os irmãos graciosamente puseram aquilo em ordem. Está tudo esclarecido. Dentro de vinte e quatro horas, aquilo estava terminado.
18 Agora aquilo abre o campo novamente para mim. Eu não sei o que fazer. Eu não sei em qual caminho virar. Eu tenho pedido ao Senhor por uma visão. Eu lhe tenho pedido que me diga o que fazer. Mas Ele simplesmente me deixa assentado.
19 Agora, a noite passada quando eu levei todas as crianças embora, minha esposa e tudo, da casa, eu fiz uma entrega ao Senhor Deus. E eu disse ao Senhor Deus, “Se Tu me abençoares no caminho que eu vou, eu Te servirei. Mas Tu terás que me mostrar onde ir, e como ir, e o que fazer.” Assim, eu me entreguei ao Senhor. Com o – com o ministério e tudo, eu o entreguei ao Senhor. E eu disse, “Onde quer que Tu abrires, o que quer que Tu fizeres, eu caminharei naquele caminho. Até que Tu prepares um caminho, eu prosseguirei como estou até que Tu prepares o caminho.” E pedi a Ele que fizesse isto tão claro que não fosse enganado então, pois eu verdadeiramente creio que nós estamos numa encruzilhada de alguma coisa que acontecerá.
20 Eu ouvi isto profetizado esta manhã aqui pelo Irmão Neville, ou entregou isto onde eu soube que isto tinha – isto tinha sido uma profecia que ele estava referindo. Agora, portanto, eu tenho orado por todos vocês, e eu preciso que todos vocês orem por mim, de tal forma que o Espírito Santo me conduza exatamente onde eu devo ir, o que eu devo fazer, assim eu não cometerei nenhum erro.
21 Vocês vejam, muitas vezes, as pessoas pensam que um dom profético, que Deus simplesmente diz “Eu o apanharei bem aqui, e o colocarei bem aqui. Agora você vá diretamente aqui.” E Ele não diz a você todas aquelas coisas. Se Ele dissesse, então que fé superada você teria? Vêem? Vejam, vocês, Ele deixa que você fique sozinho mais do que ninguém mais. Vêem? Vocês todos podem vir à mim e pedir por certas coisas, e Ele jamais falhou mas Ele tem lhes dado a resposta. Isto é certo. Sim. Mas eu posso pedir à Ele por coisas para mim mesmo, e muitas vezes Ele me deixa só, vêem, apenas me deixa prosseguir e caminhar para isto.
22 Eu tenho coisas agora que eu tenho que resolver por mim mesmo, e decisões que eu tenho que fazer. E isto é uma coisa tão vital, até ao ponto que eu não posso exatamente faze-la até que eu esteja certo de que é Ele falando à mim. E eu – eu…Ele não me dará uma visão. Ele apenas me deixa sozinho. Assim eu estou me colocando como um órfão, assim, esta manhã, eu – eu não sei qual caminho seguir. Então, eu o tenho entregado ao Senhor.
23 Eu – eu senti como então, em sonho que, eu deveria voltar aqui para o Tabernáculo e ajudar o Irmão Neville até que algo mais ocorresse ao longo da estrada. Assim, eu estarei indo adiante.
24 Eu perguntei ao Irmão Neville a uns poucos instantes, “Como estava a igreja prosseguindo?”
E ele disse, “Bem.”
25 E assim eu ouvi que vocês têm ainda dons espirituais e coisas entre vocês, as quais estão operando, dons de profecia, e – e falar em línguas, e interpretação de línguas, que acabamos de ouvir a poucos momentos. E estas coisas são edificação para a igreja, e grandemente.
26 Porém eu pensei, talvez nesta noite eu possa, se o Irmão Neville…Se o Espírito Santo não nos conduzir para algo diferente, esta noite eu gostaria de ter um…Todos vocês, antes de saírem esta manhã, você escreva uma pergunta e a coloque aqui, alguma pergunta em sua mente, que nós possamos observar o que a igreja está pensando. Esta é a maneira que os pastores têm para encontrar exatamente o que está no coração das pessoas. E cada um de vocês com uma pergunta, escreva e a coloque aqui em cima. Se você não tem um pedaço de papel para – para fazê-lo esta manhã, então a escreva à noite, antecipadamente. Então, eu gostaria de ter tanto tempo quanto eu pudesse, sobre elas, para observá-las e espiritualmente responder à vocês.
27 Então se o Senhor estiver permitindo, se for da vontade de Deus; eu tenho feito uma afirmação aqui a não muito tempo atrás, que eu gostaria de falar à vocês sobre os últimos Sete Selos do…de Apocalipse. Agora se nós… Eu não poderei passar por todos aqueles Selos este ano, porque isto vai do capítulo 6 de Apocalipse, até o – até o capítulo 19, para terminar aqueles Selos. Mas os primeiros três ou quatro deles poderiam ser respondidos numa noite, eu penso, sendo cada Selo uma noite.
28 Agora, se compreendemos, veja onde paramos naquele Livro de Apocalipse, onde a Igreja subiu para a Glória. Então o resto disto está tratando com os Judeus, não com a Igreja de forma alguma. Está tratando com a nação Judia. Portanto nós temos que voltar, para o Arrebatamento da Igreja, e tomar… Nós vemos aqui o que acontece durante aqueles Selos, e o tempo da Igreja Gentílica. A Igreja sendo levada; e com a nação de Israel, isto volta e traz Israel do tempo em que ele os deixou, para o tempo moderno; e a vindo do Messias, quando eles receberão o Messias.
29 Agora vocês entenderam? A Igreja é tomada. Deus trata primeiro com a Igreja, Eras da Igreja. Nós tomamos aquilo. Então a igreja é levada para a Glória. Então o Espírito Santo volta e encontra Israel, como uma nação. E a traz para esta distância, enquanto as Bodas estão acontecendo, e então os traz de volta novamente ao fim daquele tempo. Eu terei meu quadro negro, e serei capaz de traçar isto e ensina-lo, quando vier o tempo. Então o Senhor retorna coma a Noiva, e Israel a vê. E, oh, que tempo será!
30 Agora, antes que possamos corretamente fixar isto, há uma grande lição que é um tropeço aos teólogos e muitos professores através da era, e pessoas da Igreja de Cristo e aqueles que estão vindo para ouvir isto, que são, as Setenta Semanas de Daniel. Nós temos tido… Nós não podemos nos avançar mais em Apocalipse até unirmos a Noiva e Israel juntos com as Setenta Semanas de Daniel. E talvez, se Deus permitir, assim que se Ele me falasse no futuro, para falar sobre estas Setenta Semanas… ou, não Setenta Semanas, mas os sete últimos selos. Então Domingo próximo, eu tentarei tomar as Setenta Semanas de Daniel, Domingo próximo, o Senhor permitindo. E então aquilo abrirá os caminhos então, se Ele nos conduzir, para iniciarmos nos outros. Bem, nós encontraremos então.
31 O irmão Neville e eu estaremos trabalhando juntos nisto e fazendo tudo que pudermos para o benefício do povo.
32 Agora, voltando cada vez, nós oramos pelos enfermos, nós estamos sempre contentes ao fazer isto. E eu provavelmente faço isto toda reunião, se pessoas estão enfermas, orar por elas.
33 Eu não desejo ter nenhum discernimento mais. Vejam, agora aqui está o que aconteceu. Eu tenho tentado. E eu sei que tenho feito coisas que são erradas; porém eu tenho tentado viver próximo o bastante de Deus, todo o tempo, para Deus, que é como estas visões aconteciam, como elas ocorriam. Até pessoas perdiam coisas, e me chamavam, me pediam para orar ao Senhor, para perguntar onde elas se encontravam. Como Jessé perdeu as mulas, e os rapazes desceram para encontrar o profeta, e ele lhes disse onde as mulas tinham retornado para casa. Assim por diante desta maneira, que é perfeitamente correto. Mas isto tem muito disto, tantas pessoas… Não apenas na localidade desta forma; isto é pelo mundo inteiro, vejam. Então isto torna, me mantém esgotado, e então mantendo vocês à margem todo o tempo, até que eu chegue à um lugar…
34 E isto é o que fez com que os irmãos tivessem iniciado a doutrina, de que era o Senhor Jesus Cristo encarnado. E nós sabemos que aquilo dilaceraria o Ministério todo em pedaços, e traria reprovação sobre Cristo e tudo. Vêem? Assim esta é a razão que eu tive que dar-lhes uma enorme sacudida, parar aquilo de uma vez, para que eles saibam que aquilo não era de Deus, aquilo era do Diabo. Vêem? E elas são boas pessoas. E isto mostrou que aquelas pessoas são nascidas de novo do Espírito de Deus, porque, quando eles viram a Verdade pela Escritura, eles retornaram para Deus, exatamente, vejam, imediatamente. Assim, aquilo mostrou que era Satanás tentando fazer alguma coisa com as pessoas; eles eram todos religiosos, pessoas Cristãs.
35 E isto fez com que muitos deles me dissessem, “Irmão Branham, nós temos mais confiança em você agora do que alguma vez tivemos.”
36 Pois, vejam como, com o dom que Deus tem me dado, o que eu poderia ter feito com aquilo? Lançado a nação a meus pés, ou, o povo. O que nós chamamos uma nação, não é o “cosmos” aqui fora, os – os buchas de canhão e assim por diante. Eu quero dizer os Cristãos, o crente real, que é a nata do… Nós falamos de nação, nós pregamos do “povo nascido de novo,” é disto que falamos, a nação. Não exatamente todos aqui fora, que é tão sujo e lixo como estamos vivendo no mundo, que é apenas – que é apenas pó da tera que está voltando. Eu estou falando sobre Cristãos nascidos de novo, pessoas que sejam realmente Cristãs.
37 Eu estou esperando por um homem para saltar sobre mim novamente sobre alguma coisa. Alguém veio á mim a não muito tempo atrás, e disse, “A própria idéia, de Cristo cuspindo no chão, com Seu cuspe, e fazendo um torrão e passando-o sobre os olhos de alguém”. Disse, “Quão imundo, sujo foi aquilo, para ele cuspir, com Seu cuspe de Sua boca! Quão anti-higiênico isto foi, cuspir no barro e fazer bolos de lama e colocá-los sobre os olhos de um homem”.
Eu disse, “Mas ele voltou vendo.” Vêem, é isto.
38 E aquele mesmo homem! Eles abriram um campo de nudismo lá em cima próximo de minha casa, você sabe, a piscina. E – e aquele homem conseguiu um ticket para cada um de seus filhos ir lá e nadar na piscina. E ele e sua esposa vão, também, àquela piscina. Perdoem-me minhas irmãs. Mas onde aquelas mulheres lá dentro nadando, cerca de uma centena delas, ou duas, todo dia; mulheres, toda aquela sujeira e coisas, e as mulheres hoje, e banhando-se por aí naquela água, aquela sujeira e imundície em suas bocas, e engolindo-a e cuspindo-a fora.
Eu simplesmente quero que ele venha até mim, vejam.
39 Eles disseram, “Se – se Cristo estivesse vivendo hoje, eles O teriam aprisionado por causa daquela coisa anti-higiênica”.
40 Que tal isto? Eu estou certo que vocês entenderam o que eu quero dizer. Eles vão direto para aquela piscina, e muitos deles com enfermidades, sifilíticas, gonorréia, e tudo mais, exatamente lá dentro. E simplesmente cuspindo-a através de sua boca, e tudo assim daquela maneira, e banhando-se por lá daquela forma. E aquilo é higiênico, naturalmente?
41 Assim, oh, que coisa, este dia em que estamos vivendo, irmão, irmã! É hora para a Vinda do Senhor! E a Igreja tem uma esperança, e esta é a Vinda do Senhor.
42 Bem, eu não posso impedir aquelas coisas; não há necessidade. A Bíblia tem predito que elas estariam aqui. Eu não posso barrá-las. Porém eu quero minha voz registrada no Céu, que eu fui contra isto, quando o tempo vier para o Julgamento. Eu fui contra isto.
43 Eu ainda creio que esta Bíblia é a Palavra de Deus. Então nada mais existe no mundo contrário à Ela, que possa mesmo detê-La. Mas esta Bíblia aqui, esta é a Verdade, esta é a Palavra de Deus. Assim vamos realmente recolher nossas – nossas – nossas velas, e ancorarmos por um tempo contra a tranqüila costa do Céu de Descanso. E – e nós podemos velejar amanhã para algum lugar, mas vamos realmente ancorar agora e ouvir a Voz de nosso Pai Celestial enquanto Ele nos fala através de Sua Palavra, nós confiamos, hoje.
44 E nesta noite, agora, vocês serão estabelecidos sobre qualquer pequena pergunta que vocês tenham a respeito. Agora, não alguma coisa que vá prejudicar alguém. Se vocês fizerem isto, então aquilo… Eu não responderia àquela, para começar, vêem. Porém você, algum outro, digamos, “Bem, agora, se eu fizer uma certa coisa, diz Deus que nós deveríamos fazer isto?” Ou, você sabe, pequenas perguntas em seu coração. Ou, “Nós temos dons continuamente conosco, Irmão Branham, e deveríamos operá-los desta e daquela maneira? Ou, o que deveríamos fazer?” Alguma coisa que eu pudesse lhe responder de volta nas Escrituras, veja você. Escrevam alguma coisinha. Eu ficarei contente. E se não houver nenhuma, então eu simplesmente tomo o assunto de alguma natureza, e prego á vocês esta noite, o Senhor permitindo. Este é Domingo, e eu tenho estado…
45 Domingo passado eu comecei a passar para o Irmão Cauble. E eu ouvi o sino desta igreja bater, e eu simplesmente subi e desci o pátio. Eu não podia suportar. Aquilo era tudo. Eu ouvi vocês, assim eu – eu – eu simplesmente tive que descer.
46 Então agora vamos curvar nossas cabeças agora e falemos com nosso Criador, e então numa palavra de oração. Tem alguém um pedido especial? Apenas levante suas mãos, simplesmente diga. “Eu…” Simplesmente torne-o conhecido. Deus sabe o que está em seu coração. Agora apenas mantenha seu pedido em sua mente.
47 Santíssimo Deus, Quem tem criado Céus e terra pela Palavra de Tua boca, pelos pensamentos de Tua mente. Nós estamos entrando em Tua Presença, através de Jesus Cristo, nosso Senhor, para dar-Te graças por tudo aquilo que Tu tens feito por nós. E nós estamos tão agradecidos a Ti, Senhor, esta manhã, para saber onde nós nos encontramos, para conhecermos a posição que estamos nesta manhã, e a história do tempo, e o futuro que está vindo. Sabendo hoje, que pela graça de Deus, que temos sido lavados no Sangue do Calvário, que estamos preparados, com fé em nossos corações, para encontrá-Lo se Ele vier hoje. Nós dizemos, “Ora, vem, Senhor Jesus”.
48 E nós vemos o pecado acumulando, até isto parecer que o mundo cambaleia sob o impacto do pecado. Como que beber e jogar, e farrear, e nudez, e, oh Deus, a sujeira, e imundície e a corrupção das pessoas. E como elas, se elas pudessem apenas compreender, Senhor! Aquelas pessoas, que se trajam daquela forma naquelas velhas roupinhas pecaminosas, e saem lá na rua, fazem elas idéia do que elas nada são exceto micróbios e pó, que talvez em uma outra semana os micróbios estarão comendo aquele corpo que elas estão glorificando tanto? Imaginam elas que os vermes as comerão? E suas almas estarão além numa Eternidade sem Deus, sem Cristo, sem uma esperança, caindo num desespero profundo, e será simplesmente aniquilado em Sua Vinda. Oh Deus, dá-nos vozes de – de advertência, que possamos advertir cada alma deste perigo que elas estão se aproximando.
49 Seja conosco hoje. Dá-nos “palavras de sabedoria,” como Salomão uma vez disse em Eclesiastes, que seríamos “construtores sábios,” que nós seríamos “pastores desta assembléia.” E nós oramos, Senhor, que enquanto procuramos palavras para dizer, que eles seriam – eles seriam obras-primas que apanhariam o coração que está tão necessitado aqui esta manhã.
50 Nós não viemos e nos reunimos sob este telhado quente hoje, apenas para sermos vistos, mas nós temos vindo aqui porque Te amamos, e porque estamos desejando ouvir de Ti. Tu és o nosso Amado que nós amamos, e desejamos ouvir Palavras de Ti. Nós estamos agradecidos pelo que já temos ouvido. Isto por muito tempo permanecerá conosco. Agora dá-nos a porção que Tu tens para nós hoje, enquanto aguardamos mais em Ti. Nós pedimos isto em Nome de Jesus, e por Seu amor. Amém.
51 Agora isto é… [Uma irmã fala em outra língua. Um irmão dá a interpretação – Ed.]
52 Nós estamos agradecidos por estas exaltações do Espírito, elas nos dizem e nos advertem para olharmos as Palavras que talvez o Espírito Santo vai nos falar hoje. E nós não sabemos realmente o que Ele tem em suprimento para nós, mas nós sabemos que ali deve haver alguma coisa que Ele trará à tona. Talvez uma questão está em sua mente, que Ele falará por ali. Pode falar esta noite no culto. Ele, em algum lugar ao longo do dia, Ele está tentando falar, como que advertir alguém para pegar as palavras.
53 Agora para passarmos à Palavra escrita, vamos ao Livro de Êxodo, para a lição da Escola Dominical.
54 Vocês têm um culto batismal? [O Irmão Neville diz, “Não, não até às seis horas desta tarde.” – Ed.]
55 Vamos para o capítulo 17 de Êxodo, e começando com o – com o versículo 5, eu creio, versículos 5 e 6 do capítulo 17 de Êxodo.
Então disse o Senhor a Moisés: Passa diante do povo, e toma contigo alguns dos anciãos de Israel; e toma na tua mão a tua vara, com que feriste o rio; vai.
Eis que eu estarei ali diante de ti… sobre a rocha, em Horebe, e…tu ferirás a rocha, e dela sairão águas e o povo beberá. E Moisés assim o fez, diante dos olhos dos anciãos de Israel.
56 Agora se eu chamasse este pequeno texto de Escola Dominical, eu gostaria de tomar este como o assunto para lição desta manhã, A Sempre Presente Água Da Rocha.
57 Nós sabemos que Israel tem sido sempre um exemplo histórico da igreja. Pois, Israel era o povo de Deus até que ele saiu do Egito, e então ele era a igreja de Deus porque ele estava separado do resto do mundo.
58 E quando nós ficamos separados do resto do mundo, então nós nos tornamos a igreja. Mas desde que nós estejamos envolvidos com o mundo, então nós não estamos na igreja. Agora eu creio que isto vai bem fundo, toma seu lugar. Vejam, nós não somos a igreja até estarmos separados do mundo. Separemos a nós mesmos, saiamos do meio das pessoas impuras, não se relacionem com elas, e não sejam participantes de seus pecados. Não se unam com os incrédulos, mas se separem das coisas do mundo.
59 E quando Israel estava no Egito, eles eram o povo de Deus. Então quando foram chamados a sair, ou tiveram o êxodo, saída, então eles foram chamados a igreja, porque isto foi quando eles se separaram do resto do mundo.
60 E a própria palavra igreja significa “Chamado fora.” Êxodo, “saída.” Cada um de nós, como Cristãos, tem tido um êxodo em nossa vida. Nós tivemos um tempo onde nós fomos chamados do meio de nossos associados, chamados fora do meio das pessoas com quem uma vez tínhamos companheirismo, e nos tornamos um povo diferente, para caminharmos com um povo diferente que agia de maneira diferente e falava de uma maneira diferente. Isto foi um êxodo em nossa vida.
61 Muito bom exemplo Israel nos deu, de quando Deus o chamou a sair. Ele teve um êxodo, e saiu do meio das – das pessoas do mundo, e tornou-se uma nação separada, em Deus, um povo peculiar. Eles andaram sob as sombras do lugar de misericórdia. Eles viveram e andaram pela grande Coluna de Fogo. E Deus os trouxe do Egito, para a terra que Ele tinha prometido.
62 E, neste êxodo, lhes fora dado um líder espiritual, um líder, que era Moisés, um grande profeta ungido que era um – um grande homem. Ele era um homem pio, ele nasceu um homem pio. Deus o chamou de sua mãe, mesmo antes daquele tempo; Deus ordenou-lhe antes da fundação do mundo, para ser um líder para aquela geração, para trazer este êxodo para o povo.
63 Aqui algum tempo atrás, eu falei às criancinhas aqui no Tabernáculo, e tive um pequeno sermão para eles; e disse, ou dei uma pequena ilustração de como Joquebede, como ela orava, ela e Amrão, o pai de Moisés, acerca de fazer algo sobre libertação do povo. E Amrão viu a visão de Deus de pé, ou um Anjo, apontando em direção ao norte, e disse-lhe o que aconteceria. E o pequeno Moisés nasceu. E eles não temeram as ordens do rei, nem as ameaças. Eles sabiam que Deus tinha Sua mão sobre Moisés, e aquilo estabeleceu isto. Correto. Não importava o que o rei dissesse, o que o mundo político dissesse, o que alguma coisa mais dissesse, eles sabiam que Deus tinha Sua mão sobre Moisés. Então eles não estavam assustados em deixá-lo solto, bem no meio dos crocodilos; quando todos eles estavam simplesmente gordos com as criancinhas Hebréias, onde eles as tinham dado como alimento aos crocodilos. E ainda assim Moisés foi colocado numa pequena arca e colocado bem entre os crocodilos, bem no meio deles. Porque, eles nada temiam, eles sabiam que Deus tinha Sua mão sobre Moisés.
64 Bem, agora, se pudéssemos simplesmente saber aquela mesma coisa, que nosso grande Líder, o Espírito Santo, Deus O tem enviado. E Ele é nosso Líder. E não importa o que o mundo diga, e o quanto eles riem de você e zombem de você, nós seguimos o nosso Líder! Deus enviou o Espírito Santo para ser nosso Líder. Vêem? “Ainda um pouco, e o mundo não Me verá mais, mas vós Me vereis, porque Eu estarei convosco, mesmo em vós, ao fim do mundo.” Assim, nosso grande Líder está conosco, o Espírito Santo. Agora nós devemos seguir este Líder e fazer exatamente como Ele diz para fazer. E este Líder jamais nos tirará do caminho, Ele nos manterá exatamente no caminho da Escritura todo o tempo. Porém Ele jamais vai para um lado por alguma coisa, e deste lado por alguma coisa. Ele ficará bem direto no caminho das Escrituras.
65 Moisés tinha uma direção que ele ia levar Israel, e seguir então bem do outro lado do Mar Vermelho, bem do outro lado do Jordão, bem dentro da terra prometida, exatamente através do deserto. Não oi Moisés quem saiu da linha. Não foi Deus fora da linha. Foi o povo que saiu da linha, que causou o problema. Então, pensemos nestas coisas agora. (Perdoem-me).
66 Moisés, como líder ungido. Finalmente, quando ele tinha mostrado ao povo, através de sinais e maravilhas, que Deus sozinho poderia fazer, ele realizou estes sinais e maravilhas diante dos anciãos de Israel, e diante de Israel, até que eles ficaram convencidos que este Moisés era um ungido que estava para tirá-los deste país, para aquela terra graciosa que lhes havia sido prometida. Então quando eles viram estas grandes coisas que Moisés fazia em nome de Deus, eles estavam querendo segui-lo. E ele os tirou para fora, e os conduziu através do Mar Vermelho, a travessia, foi sobre terra seca. E para dentro da jornada no deserto, que significa o tempo de provas.
67 Quando um companheiro recebe Cristo como seu Salvador, tudo fica sobre o telhado. Mas, antes que este homem possa vir ao batismo do Espírito Santo; esta pessoa, ela deve primeiro ter um processo de santificação. Ela deve ter um tempo de teste em sua vida. Todos vocês o tiveram. Ela teve este tempo de teste. “Todo filho que vem para Deus, é primeiro corrigido, açoitado, castigado. E se não pudermos suportar a correção, então isto mostra que não somos filhos de Deus; nós somos bastardos, e não filhos de Deus,” a Bíblia disse. Porém se suportarmos a correção,
Sabendo que “todas as coisas contribuem para o bem daqueles que amam a Deus,” então nós somos filhos e filhas de Deus, então Ele nos sela com o Espírito Santo até o dia da nossa redenção. Vejam, aquilo é a correção, a força, a coisa que passamos.
E Israel, como um tipo histórico, teve que tomar esta correção.
68 Agora, quando eles estavam no Egito, e Deus enviou Moisés. E ele estendeu sua vara, e moscas e piolhos vieram sobre a terra. Ele a estendeu em direção ao sol, e ele se pôs. Ele a estendeu sobre as águas, e elas se tornaram em sangue. Ora, Israel estava em Canaã…em – em Goshen, simplesmente tendo um tempo glorioso; o sol nunca se pôs, as pragas jamais os tocou; por que, eles simplesmente estavam tendo um tempo glorioso!
69 Exatamente como você fez quando você foi salvo. Tudo, os pássaros cantaram diferente, e todos eram amáveis. E, o, eu coisa, como tudo estava simplesmente excelente quando você primeiro foi salvo! Então em o tempo penoso, a correção, tempo de santificação, santificando a si mesmo das coisas do mundo, “deixando de lado todo embaraço e o pecado eu te rodeia.” Você, um homem, teve que parar e fumar, parou de beber, parou com sua ida aos salões de sinuca, todas as suas reuniões noturnas de jogos de baralho. Todas aquelas coisas, você teve que santificar a si mesmo delas, pela fé no Sangue de Jesus Cristo. Santificando-se! Vocês mulheres deixaram seus cabelos crescer, encompridaram seus vestidos, e agiram diferente do que vocês eram. Tempo de santificação! Muitas vezes eles rebelaram e voltaram; bem, aquele não era um filho de Deus, vejam. Um filho de Deus olha direto para o Calvário, e sabe que aquilo é para o seu bem.
70 Assim então aquele processo de tempo, aí foi onde a grande queda veio, em Israel. Quando este grande tempo de marcha apressada, então o povo começou a cair, de um lado para o outro. Então em suas conversas, “Bem, desejamos voltar ao Egito. Nossas almas detestam este pão leve.” Em outras palavras, se eu o tomasse historicamente agora, isto foi o que eles disseram.
71 Agora no dia moderno, isto seria, “Oh, toda Quarta-feira à noite, reunião de oração! Todo Domingo de manhã, voltar à igreja! O que ouvimos? A mesma coisa; o pregador se levanta e prega; hinos; volta.” Vejam então você está indo como uma linha de dever. Você não é um adorador, Um adorador vai lá para adorar, para se expressar diante de Seu Deus, para louvar a Deus por Sua bondade; para cada Palavra, ele se firma sobre Ela.
72 Simplesmente como um caso de amor. Se você estava saindo com uma garota porque você sabia que era um dever, ou você vai com um rapaz, quando você é jovem. “Mamãe quer que eu ande com este rapaz, mas eu simplesmente não posso suportá-lo.” Você não obtém nada dele vindo ver você. Ou, se isto for da mesma forma acerca da garota para com o rapaz, ou rapaz com a moça. Você vai com ela, ela aborrece você; mamãe quer que você ande com ela porque ela é o tipo de garota que mamãe gosta. Vejam, isto aborrece você; nenhum caso de amor. Porém você não se
importa você não quer se assear, você não quer vê-la. E isto é um… Ora, isto é uma coisa horrível. E quando ele vem te ver, oh, você simplesmente deseja que ele se apresse, vá para casa.
73 Esta é mesma coisa quando você, “Por que ele prega tão demorado? O que a respeito de toda esta coisa, e tudo?” Vêem você não está em amor.
74 Porém quando você se firma realmente sobre toda a Palavra, como o Espírito lhes advertiu esta manhã, veja, “Firmando-se em cada Palavra.” Aquilo pode ser o que Ele tem falado a você. Firme-se! Esta é a Vida Eterna, toda Palavra de Deus. É uma alegria ir à igreja, sob qualquer circunstância. Se estiver quente, frio, indiferente, se o povo é barulhento, resmungão, o que quer que eles estejam fazendo, é ainda uma alegria ouvir a Palavra do Senhor. Então você está em amor com Cristo, veja, você gosta de ir à igreja.
75 “Bem, querida, aqui está o Domingo de manhã novamente, eu acho que temos que banhar os pequeninos e descer para lá. Oh, isto é cansativo!” Veja, você não está em amor.
76 Mas se você estiver realmente em amor, você simplesmente não pode esperar até que Domingo de manhã, chegue você simplesmente tem que descer lá com eles. E nós temos, e sair… O povo de Deus, eles não aborrecem você. Ora, eles são – eles são irmãos e irmãs. Como eu costumo dizer, “Você fica tão espesso como melaço de Sorgo numa manhã fria.” Ele – ele não corre, isto simplesmente permanece junto, você sabe, gruda firme. Agora, esta é uma expressão rude, mas ela está – ela – ela está tentando te deixar saber o que eu quero dizer, veja você. Você gruda junto. E quanto mais frio ele fica, mais firme ele gruda. E esta é a maneira que isto deveria ser conosco. Quando mais frio…
Quando os amigos terrestres abandonam,
Ainda mais próximos a Ele apegamos.
77 E que amamos um ao outro, não é porque somos alguém; mas é a Cristo no outro, que amamos, vê você. É a Deus que está em nossos seres, que nós amamos. Agora nós gostamos de nos ajuntar. Nós costumamos cantar o velho hino:
Bendito os laços que unem
Nossos corações em amor Cristão;
O companheirismo de mentes semelhantes
É igual aquele de Cima.
Vêem, o companheirismo de mentes semelhantes é igual aquele de Cima.
Ante o trono de nosso Pai,
Nós depositamos nossas orações ardentes;
Nossos temores, nossas esperanças, nossos alvos são um,
Nossos confortos e cuidados.
78 Vêem? Sim, senhor! Quando alguém tem tido bênção, nós ficamos todos felizes com isto. Quando alguém fica triste, todos nós ficamos tristes com ele. Nós, nós queremos ficar todos juntos. Agora esta é a maneira que estamos supostos a ser.
79 E esta é a maneira que Israel estava suposto a ser. Mas isto se tornou incômodo, “Oh, este velho pão leve, pão de Anjos! Bem, o que nós queremos com este velho pão leve? Nossas almas repugnam esta coisa! E tudo está errado. E – e este velho maná que cai de fora toda noite, ora, nós preferiríamos ter algum alho e alho-poró fora do Egito.” Veja você, seus corações não estavam preparados para a jornada.
80 E quando um homem ou uma mulher começa a clamar acerca de ir à igreja, eles ficam tão enjoados de ir à igreja, eles não estão prontos para a jornada. Isto é certo. Há algo errado em algum lugar.
81 Oh, quando você ama a Deus, e achando que você vai para o Céu, e todos vocês vão juntos!
Que companheirismo, que alegria divina,
Inclinando-se nos Braços eternos;
Oh, que abençoada paz com meu Senhor tão perto,
Inclinando-se em Seus Braços eternos.
Que… Nós cantamos aqueles hinos.
Nós compartilhamos nossos pesares,
Nossas cargas mutuamente levamos;
E sempre pelo outro flui
Uma simpatizante lágrima.
Quando nos separamos,
Isto nos dá dor interna;
Mas nós continuamos unidos no coração,
E esperamos nos encontrar na próxima reunião de oração. (Sim, senhor, ainda unidos em coração!)
82 Agora nós estamos nos preparando para a jornada, vejam, vocês estão prontos para encontrar na Terra prometida. Os tempos de prova, existe a terra perigosa; o deserto, os tempos de prova.
83 Israel, em seu tempo de prova, passou a discutir e exasperar um com o outro, e repugnando o pão. E eles desejaram voltar ao Egito.
84 E então eles começaram a reclamar a respeito de seu líder. Oh, eles estavam com medo que ele os estivesse conduzindo erradamente; após ele ter mostrado a si mesmo ser um líder, e Deus tinha provado que ele era o líder. “Bem, talvez nós tenhamos agido um pouco fanaticamente. E – e talvez nós tenhamos descido, todos no pé errado.” Ou, algo assim, veja. Eles estavam falando contra Deus e contra Moisés, Deus e Seu líder.
85 Agora quando chegamos a um lugar, dizendo, “Eu não sei se a Palavra diz Isto, ou não. E eu não sei a respeito do Espírito Santo; eu estou um pouquinho céptico Daquilo. Eu conheço outros que não.” Bem, vá para o Egito. Vêem.
86 Porém se você estiver realmente determinado a permanecer na estrada, permaneça exatamente com o Líder, o Espírito Santo, fique exatamente com a Palavra. E se você permanece com o Espírito, isto te manterá na Palavra. Correto. Isto te conduzirá diretamente ao longo da linha, a vereda da Palavra. Não tenho medo Dela. Ela não prejudicará nada, ela apenas te ajudará se você estiver prejudicado. Ela sarará os feridos, o Espírito Santo curará.
87 Agora nós observamos que, ao longo desta estrada, após eles terem ficado assim, eles vieram a um lugar de Horebe. E H-o-r-e-b-e, Horebe, então nós concluímos… Vamos separar aquele nome. Isto é onde o – o nome Horebe significa um “lugar árido” ou um “deserto”.
88 E quando nós saímos do companheirismo uns com os outros na igreja, e saímos do companheirismo do Espírito Santo, isto nos traz a um lugar árido, um deserto, nada vivo, tudo traz espinhos sobre si. Vejam, um – um deserto, um pedacinho de cactus com aquele espinho sobre si. Sabia você o que é aquilo? Aquilo é uma preciosa folhinha tenra que não teve nenhuma água, ela se enrolou tão firme até que é um espinho. E quando você vê alguém assim, talvez seja uma preciosa alma que poderia ter sido aguada corretamente, teria sido uma folhinha tenra ou algo. Mas ao invés disto, ela se enrola até que se torna um espinho, simplesmente fincando em tudo, você sabe, encontrando falha. A única coisa que ela necessita é água. É tudo. Ela apenas – ela simplesmente necessita de um – um reavivamento, ou uma trégua, um refrigério do Senhor. Isto – isto desenvolverá seu pequeno ser, se você a puser na água.
89 Mas, isto é onde aqueles que vivem naquele lugar têm que sofrer com as condições daquele lugar. E aqueles que desejam viver naquele tipo de atmosfera, de onde tudo está simplesmente confundindo e irritando, e discutindo e oprimindo daquela forma, bem, você simplesmente viverá sob aquela atmosfera, isto é tudo. Mas nós não temos que viver ali, não é necessário que permaneçamos ali.
90 Agora, este Horebe era o lugar onde Deus desanimou com o povo, porque eles assombraram neste lugar e chegaram nesta condição. E Ele os trouxe bem em torno dele, porque eles não andavam no caminho. Eles saíram da – da estrada principal, saíram para este lado da estrada. E então isto fez com que Deus fizesse alguma coisa que era terrível. Ele… Fez com que Deus ordenasse Moisés a tomar a vara do julgamento com que ele tinha julgado a nação, e ferisse a Rocha, para produzir água.
91 Agora, há uma linha lição aqui se pudéssemos obtê-la. Vejam. E porque nós ficamos tão fora de centro, e ligados ao mundo, e coisas, isto fez com que Deus tomasse os julgamentos do mundo e ferisse Seu Próprio Filho com isto, no Calvário, para que pudéssemos sair livres. Vocês vêem o que eu quero dizer?
92 Agora, a fim de trazer estas pessoas a alguma água, após elas chegarem lá, este lugar árido tornou-se um Calvário. E lá Deus disse a Moisés, Ele disse, “Pegue a vara e os anciãos, e prossiga, e Eu estarei na Rocha diante de você.” E esta Rocha era Cristo. E Moisés, com a vara que ele tinha trazido o julgamento sobre a nação de Israel, pegou esta mesma vara e feriu os julgamentos de Deus sobre a Rocha. Vêem? Ele levou os pecados do povo sobre esta vara. A qual, ele deveria ferir as pessoas. Ao invés de ferir as pessoas, ele feriu a Rocha. E a Rocha, através da obra de Deus, trouxe a salvação, trouxe água ao povo que perecia. Ela trouxe vida a um povo moribundo. E isto foi o que Deus fez tomando Sua – Seu cetro duma vara de julgamento, e enrolando meus pecados e seus pecados em torno desta vara; quando ele deveria nos ter ferido, porém ela feriu a Cristo; que Dele jorrou águas, as quais significam “Espírito,” o Espírito Santo veio Dele para nos dar Vida. Agora nós temos Vida Eterna. Agora, aquela Rocha era Cristo. Agora nós queremos observar.
93 Eu tenho visto tantos desenhos intelectuais desta Rocha. Eu vi um dos mais críticos, a não muito tempo, até onde havia uma – uma pequena rocha posicionada no topo de um monte. E – e Moisés estava suposto a ferir esta rocha, e Israel estava lá embaixo com uma xícara de chá,
pegando um gole tirado de um pouco que caiu desta rocha. Agora isto é simplesmente a idéia de alguém.
94 Mas quando esta Rocha produziu Suas águas, haviam mais de dois milhões de pessoas, ao lado de bois, camelos, e todos beberam em tonéis de água Dela. Ela era uma torrente que saía de lá!
95 Esta é a maneira que eles tentam fazer Cristo, o Espírito Santo hoje, “Isto é simplesmente uma pequena aspersão.” Vejam simplesmente o suficiente para te fazer crer que existe um Deus. Não.
96 Isto é uma abundância de Água! Davi disse, “Meu cálice transborda!” Isto é um jato do Espírito Santo.
97 As pessoas têm medo Disto. Algumas pessoas dizem, “Bem, eu estou simplesmente um pouco receoso se farei isto ou aquilo, ou se fui um tanto profundo. Eu posso mostrar a vocês alguém que foi mais além. “Mas você jamais aponta para aquele que não prosseguiu o suficiente. Vêem? Sim, e a respeito daqueles que não prosseguiram o suficiente?
98 Agora, nós temos tido algumas pessoas que entraram na carne, e levantaram com o pé errado. E – e não Deus, mas o povo entrou… Por causa de uma liderança que não era boa, e assim por diante, levantaram com o pé errado, e eles entraram em fanatismo. E então o mundo todo, o Diabo os aponta, “Vejam aquilo! Vejam aquilo!”.
99 Bem, deixe-me levantar esta manhã e apontar atrás à estas dezenas de milhares de vezes que nunca nem mesmo começaram. O que acerca deles? Veja, olhe para a condição deles. Olhe para um rapaz como Eichman hoje, com o mais alto. Eles dizem, “Os pentecostais são sem ética e incultos, e eles não são educados,” e assim por diante daquela maneira. Olhe para Eichman, um dos homens mais educados no mundo. E ele colocou a morte, seis milhões de crianças e mulheres e homens, seis milhões de almas. Você não queira apontar uma pessoa como aquela.
100 Mas algum pequeno companheiro que não poderia ler, dificilmente, pronunciou talvez algum nome da Bíblia errado, e, ou talvez disse alguma coisa ou fez alguma coisa errada, ou cometeu algum erro, o jornal quer escrever aquilo em toda parte, e dizer, “Eles não devem ser cridos.”
101 Então se aquilo não pode ser crido, por que não educação, as coisas e intelectuais que eles têm hoje? Olhem para Adolf Hitler. Olhem para os cérebros do mundo hoje. Olhem para eles. O velho provérbio, “O tempero que é para a gansa é para o ganso”.
102 A coisa que você tem que fazer é ser capaz, pelo Espírito Santo, para separar o que é certo e errado, e tomar o que é certo e errado.
103 Agora, nós concluímos que este Calvário que eles tiveram, e as águas de vida jorravam para o povo.
104 Agora, algumas pessoas têm sobre seus corações e mente, que todo Israel bebeu, e eles prepararam os camelos e suas cordas sobre seus cavalos, e assim por diante, e levaram suas crianças e viajaram para algum lugar mais, e deixaram a Rocha lá, jorrando. Isto está errado.
105 Aquela Rocha os seguiu, e aquela água os seguiu. Agora em I Coríntios, capítulo 10, eu creio, e o versículo 11, você pode encontrar isto, que “Aquela Rocha seguiu Israel.” Onde quer que eles fossem daquele dia em diante, a Rocha ia com eles, e as águas os seguiam.
106 Que belo tipo, e uma – uma bela segurança e uma âncora para o crente hoje, que sabe que aquela Rocha que uma vez foi ferida, aquela Água que certa vez jorrou do Calvário, vai conosco onde quer que estejamos. Oh, que coisa! Não volta a um certo lugar, e diz, “Bem, nós tivemos Água anteontem, lá.” Nós temos água hoje, bem aqui, porque aquela Rocha era Cristo! E Cristo é o mesmo ontem, hoje, e eternamente.
107 Vejam, aquela Rocha seguia Israel. Eles jamais seguiam a Rocha, porém a Rocha os seguia. Amém. Israel seguiu sua jornada. Eles não tinham senão uma coisa a fazer, que era, continuar o curso em linha reta, bem continuamente para a terra prometida. E a Rocha e a água os seguiam.
…a Rocha os seguindo:…
Primeira Coríntios diz a você assim, o capítulo 10. Correto.
…aquela Rocha era Cristo.
108 Deus tomou os julgamentos do povo e os colocou sobre Cristo, e O feriu. Vocês observaram, havia uma fenda na Rocha, desde então? A Rocha tinha uma fenda nela, onde Moisés feriu. E Cristo tinha uma chaga, quando Ele foi ferido, “Ele foi ferido por nossas transgressões, e com Suas pisaduras fomos sarados.” Daquela Vida vieram Águas de Vida que nós tanto apreciamos hoje!
109 Agora, a fim de obtermos esta Vida, lembrem-se, a Vida de Cristo permanece com a Igreja. Aleluia! Oh, se pudéssemos ancorar nossos pensamentos ali pelos próximos dez minutos! Cristo não deixa a Igreja. “Eu estarei convosco sempre, até o fim do mundo.” É o povo que deixa Cristo, não Cristo deixando o povo. O povo O deixa, pela sua incredulidade. Eles deixam Cristo, não Cristo deixando o povo.
110 Israel deixou a torrente, não a torrente deixou Israel. Vêem? Pois, a Bíblia amplamente afirma isto, “A Rocha e a água seguiam Israel.” Os seguiram! Onde quer que eles fossem, Ela ia também.
111 Oh, eu gostaria, esta manhã, se tivéssemos tempo, de passar para o capítulo 1º de Josué, onde Ele diz, “Todo lugar que pisar a planta do vosso pé, Eu vos tenho dado. Onde quer que andares, o Senhor teu Deus é contigo. Não temas qualquer homem. Seja corajoso! Simplesmente onde quer que pisares, Eu estarei bem ali contigo, não importa onde seja.” Deus ia com Josué!
112 O mesmo Deus vai com Sua Igreja esta manhã. Vamos beber desta Fonte além. Onde você pisar, ali é onde Deus estará exatamente contigo, para dar água e dar-lhe Vida. “Eu estarei sempre contigo, até o fim da era.” Cristo o mesmo ontem, hoje, e eternamente. As leis de Deus.
113 Agora você diz, “Então, Irmão Branham, por que é que nós não fazemos coisas quando devemos fazer? Como é que nossos dons e coisas na igreja não vêm para sua côr, onde deveria estar? Como é que nossa igreja não se levanta ao ponto onde deveria estar?” O povo, no tempo de prova, se afastou como fez Israel. Eles achavam que Deus os tinha deixado.
114 Mas, lembrem-se, a Rocha jamais deixou Israel. Israel deixou a Rocha, eles esqueceram a Rocha estando com eles o tempo todo. Ela estava bem ali, ia exatamente com eles para o fim da estrada. “Ela os seguia.” Ela não estava fora do alcance de falar. Ela não estava fora do alcance de ouvir. Ou, ela não estava fora do alcance da vista.
115 E nem é Cristo! Com a Igreja hoje, Ele não está fora do alcance de falar. Alguns de vocês têm apostado, e feito o que é errado, e vocês perderam aquela alegria, e sua Água deixou de fluir. Ele ainda está à distância de falar a você. Ele te segue. Ele conhece cada movimento que você faz e tudo que você faz. Ele está desejando te ouvir chama-Lo à cena.
116 E este grande movimento pentecostal hoje, Deus está esperando que você O chame em cena. Você não está fora do alcance de falar com Ele. Apesar de termos errado, e pecado, e voltado nossas costas para Ele, e – e feito coisas que não devíamos fazer, mas ainda Ele está conosco. Cristo disse que Ele estaria conosco.
117 A Bíblia diz, “As águas seguiam os filhos de Israel.” Quando eles tinham sede, eles sabiam que a água estava perto.
118 Agora, estas coisas são controladas por leis. Todo o sistema de Deus é estabelecido por leis. Agora tomaremos… Paremos por um minuto.
119 Vamos tomar o mundo. Ele gira, a cada vinte e quatro horas ele faz uma volta completa, tão perfeita. Que, nós jamais temos sido capazes, com toda nossa ciência, de construir um relógio para manter a hora perfeita. De vez em quando, os melhores relógios que eles já fizeram, no correr do ano, ganharão ou perderão muitos minutos. Porém o mundo nunca falha porque ele está correto no segundo. Ele é tão perfeito até que os cientistas hoje, os astrônomos podem te dizer, em vinte anos a partir de agora ou cinqüenta anos a partir de agora, exatamente quando o sol e alua passarão um pelo outro. Quando ele gira seu círculo de vinte e quatro horas, e gira seu tempo em torno da órbita para uma estação, ele não perde um instante. Aleluia! Isto está perfeito, porque isto está correndo de acordo com a lei de Deus.
120 Eles sabem exatamente quando a maré sairá, exatamente o minuto, porque eles sabem a que tempo a lua desce. E Deus tem tido tudo em ordem por uma lei. E quando aquela lua desce, ao longe vai a maré com ela. Quando aquela lua sobe, aqui vem a maré com ela. E eles sabem exatamente, por cronometragem, quando aquela lua vai descer. Eles podem colocar isto num calendário almanaque por anos a frente, e lhe dizer o minuto, quando aquela maré começará a descer. Claro, porque aquela é a maneira que a lua está saindo, porque isto é estabelecido na ordem da lei de Deus.
121 Eu me encontrava, outro dia, pelo Lago Michigan. E eu passei pelo Lago Superior, em minha estrada para o Canadá, aquele grande corpo de água. E eu me encontrava ali, e pensava, “Quantas milhas são através desta grande linha d’água aqui!” E então após eu ter atravessado o Michigan…ou Lago Superior, eu vinha para o Michigan, quase o mesmo corpo d’água. E para lá do Lago Superior ao Lago Michigan, do Lago Michigan ao Lago Ontário, e simplesmente… e Huron, e todos os lagos juntos. Quantos bilhões vezes bilhões vezes bilhões, e inumeráveis barris de água fresca se deitam naquele lago!
122 E além em Nevada, e em Arizona, Novo México, Leste de Califórnia, encontram-se milhões de acres de queimada, chão queimando. Que são tão férteis que, se aquela água alguma vez pudesse estar sobre aquele chão, esta nação poderia alimentar o mundo, sem nenhuma pessoa faminta, e ter excedente para atirar no mar. Isto é certo! Os milhões de acres que cresceriam toneladas vezes milhões de toneladas de batatas e repolho, e feijão e – e alface, e rabanetes e aipo, e pepinos, e o que mais. O chão os produziria, eles – eles estão ansiosos por aquela água.
123 E aqui está a água bem aqui, e aqui está o chão aqui em baixo. Agora nós podemos vê-la, e sabemos que ela o faria, porque nós podemos provar a água e ver que é fresca, e testar o solo e ver que ele é fértil. Agora, por mais que possamos desejar fazer, jamais os colocaremos juntos. Mas, existe uma lei, e esta lei é gravitação. Agora, se pudéssemos trabalhar de acordo com a gravitação, nós aguaríamos cada pedacinho daquela terra, tomando a água dos lagos e aguando-a. Mas nós teremos que operar de acordo com a lei da gravitação. Nós não podemos desejar isto lá. Nós não podemos vociferar lá fora. Nós não podemos gritar lá fora. Nós temos que trabalhar de acordo com as leis da gravitação, para obtê-la ali. Deus coloca tudo numa lei.
124 Aqui, eu estava pensando, eu não sei se eu alguma vez disse isto, ou não. Eu estava em Kentucky, caçando esquilo, com o Irmão Wood, cerca de um ano atrás. E nós… Os esquilos estavam como que escassos, e assim nós prosseguimos para a casa de um companheiro, para inteirarmos a respeito de caça. Um homem tinha diversos acres de chão, e neste chão havia muitas matas. Mas o Irmão Wood me disse, que, “O homem é um infiel. Ele é – ele é um incrédulo.” Então ele disse que o conhecia, assim ele… ou seu pai o conhecia, ele iria lá e perguntaria se nós teríamos permissão para caçar.
125 Nós dirigimos à casa do cavalheiro. E ele e um outro homem, ambos em seus setenta, eles estavam assentados sob uma macieira. E o Sr. Wood foi até este homem, e lhe disse, “Eu poderia caçar um pouco em seu sítio?” E ele disse, “Bem,” ele disse, “tudo bem.” Ele disse, “Que Wood você é? É você o rapaz de Jim Wood?”
Ele disse, “Eu sou”.
126 Ele disse, “Bem, o velho Jim era honesto e assim por diante.” Ele disse, “Você pode caçar em qualquer lugar que você quiser, em meu sítio. Eu tenho muitas centenas de acres aqui, sirva-se. Desça lá naquelas baixadas, onde quer que você queira. Simplesmente sinta-se em casa”.
127 Eu me assentei no carro, porque eu pensei que o pregador e o infiel poderiam não se entender, se fossemos pedir um favor ao infiel.
128 Assim então após um tempo, o Irmão Wood disse, “Bem, agora, poderia eu ter o meu pastor comigo? Eu achei que estaria bem para ele vir junto”.
129 E este velho homem virou-se em torno de sua bengala, e ele disse, “Wood, você quer me dizer que você tem parado tão baixo, até que você tem que ter um pregador com você onde quer que vá?”.
130 E assim sendo, eu pensei, após aquilo, que seria melhor eu sair do carro. Assim eu saí do carro, e falei com o velho cavalheiro uns poucos minutos. E ele me deixou saber bem rapidamente que ele não tinha muito costume com pregadores, porque ele achava que eles falavam sobre alguma coisa sobre a qual eles nada sabiam.
131 Ele disse, “Eles simplesmente falam impensadamente em alguma coisa a respeito da qual eles nada sabem. Bem,” ele disse, “Quando um homem fala comigo, eu quero que ele saiba a respeito do que ele está falando.” Agora, aquilo era um bom senso. Aquilo é bom senso. Ele disse, “Agora, se um homem fala comigo, eu não quero que ele fale sobre alguma coisa, outra, suposição sobre a qual ele nada saiba. Eu quero que ele fale algo que ele saiba sobre o que está falando.” Bem, eu honrei aquilo. Eu respeitei aquilo naquele velho cavalheiro.
132 E então eu disse, “Bem, naturalmente, cada pessoa tem sua própria opinião”.
133 E ele disse, “Havia um pregador que veio aqui nesta região, uns poucos anos atrás, que teve uma reunião em Acton.” E ele disse, “Este pregador, uma noite, sendo um estranho nesta região, disse a uma – uma senhora que estava assentada na audiência, ‘Você tem um lenço em seu bolso. e Você é a Sra. Fulana de Tal. E você tem uma irmã enferma aqui em cima na colina. Seu nome é Fulana de Tal. Ela está morrendo, com câncer no estômago.’ E disse, ‘Pegue este lenço e o coloque sobre sua irmã, e diga-lhe, “Assim Diz O Senhor,” ela “não morrerá, mas viverá.”’”
134 Ele disse, “Esta mesma mulher era nossa amiga.” E disse, “Nós tomamos esta mulher… Este lenço; ou este homem, para a pessoa.” Primeiro ele disse, “Esta mulher, minha esposa e eu estivemos lá aquela manhã e tínhamos tomado, esperado por esta mulher. E ela estava muito mal! Os médicos a tinham desenganado, a muito tempo. Ela estava tão mal até que tivemos que movê-la num lençol, levantá-la e colocá-la sobre a maca, levá-la de volta. A enrolamos no lençol, ela estava muito mal.” Ele disse, “Uma noite, ali, veio um barulho como se eles tivessem alguém que tinha morrido.”
135 Aquele era Ben ali, com aquele lenço, carregando-o por lá. Eu creio que foi você, não foi Bem? [O Irmão Ben diz, “Amém. Amém.” – Ed.] Era o Irmão Bem ali, carregando aquele lenço, pois ele levou a mulher lá.
136 E disse, “A manhã seguinte, ela estava comendo torta frita de maçãs.“ E disse, “Ela não somente faz o seu próprio trabalho, mas faz o trabalho do vizinho. Ela estava tão bem!” Ele disse, “Agora eu tenho sempre querido saber. Se eu alguma vez vi aquele pregador, ele sabia sobre o que ele estava falando,” disse, “Eu – eu gostaria de falar com ele”.
137 O Irmão Wood olhou para mim, e eu olhei para ele. De pé ali, sujo, e suado e imundo, tinha estado acampando nas matas, e – e sangue de esquilo por sobre nós. E então eu disse, “Bem,” eu disse, “é… Você quer dizer que falaria com este companheiro e ele lhe diria como fez aquilo?”.
138 Eu estava comendo uma de suas maçãs. Velhas casquinhas amarelas as cobriam ali, você sabe, no outono do ano, em Agosto. Então eu tive aquela pequena maçã, e eu tinha mordido nela. E eu disse, “Esta é uma maçã muito boa.” Eu disse, “Quanto tempo aquela árvore tem estado ali?”
139 “Oh,” ele disse, “Eu plantei aquela árvore ali, trinta ou quarenta anos atrás, ou algo assim”.
140 “Sim, senhor.” Eu disse, “Eu gostaria de lhe fazer uma pergunta.” Eu disse, “Como no mundo… Eu vejo que aquelas maçãs caíram daquela árvore, e suas folhas estão caindo, e aqui está somente em meados de Agosto.” E eu disse, “Nós não temos tido nem mesmo um período frio, nós não temos tido uma geada ou qualquer coisa, e mesmo assim aquelas folhas estão caindo daquela árvore. Por que é isto?”.
Ele disse, “A seiva deixou a árvore”.
“Oh,” eu disse, “Para onde ela vai?”.
Ele disse, “Para baixo nas raízes”.
E eu disse, “Então quanto tempo ela permanecerá lá?”.
Ele disse, “Até a primavera”.
141 E eu disse, “Então ela voltará para cima, e trazendo a você novas folhas para uma sombra, novas maçãs para comer”.
Ele disse, “Isto é certo. Exatamente certo.”
142 Eu disse, “Bem, eu quero lhe perguntar algo, senhor. Você fala sobre estes companheiros que não sabem a respeito do que estão falando.” Eu disse, “Poderia você me explicar qual inteligência faz aquela seiva deixar aquela árvore? Se ela permanecesse lá durante o inverno, a árvore morreria. Você mataria a árvore. O germe de vida está naquela seiva.” Então eu disse, “Ela mataria a árvore. Que inteligência faz aquela seiva sair daquela árvore, para baixo nas raízes, e permanecer até o tempo da primavera, e então voltar para cima novamente e trazer algumas maçãs mais?” Eu disse, “Coloque água num balde e coloque-o num poste, e veja se, em Agosto, ela descerá para o fundo do poste e retornará na época da primavera. Vê? Eu disse, “Existe alguma lei, há uma lei da natureza. Alguma inteligência coloca esta lei em ordem. “Não somente isto, mas que alguma inteligência tem que operar aquela lei que a leva para baixo nas raízes da árvore, e volta.”
Ele disse, “Eu nunca tinha pensado nisto”.
143 Eu disse, “Pode você… Se você alguma vez puder descobrir a inteligência que faz com que aquela seiva vá dos galhos daquela árvore, a baixo nas raízes e volta, aquela é a mesma Inteligência que me disse lá aquela noite, ‘Vá, coloque o lenço sobre a mulher.’”
Ele disse, “E você é aquele pregador?”.
Eu disse, “Sim, senhor, correto”.
144 No ano passado eu estava (ele morreu), e quando sua viúva estava assentada no alpendre, descascando maçãs, colhidas daquela mesma árvore. Irmão… Primeiro eles iam nos expulsar, eles não sabiam que éramos nós. E eu fui e lhe disse sobre isto, que tínhamos permissão dele. E contou sobre isto, disse, “Ele fez uma confissão completa de Cristo antes dele morrer”.
145 Vê você, o que aquela árvore, que inteligência governa aquilo? É uma lei. É uma lei que Deus colocou em ordem. E aquela lei é a lei de Deus que cuidará do assunto. Amém.
146 Você sabe, não me importa o quanto vocês clamem, e digam – digam agora, “Ele não vai, o sol não vai brilhar mais este verão.” Ele brilhará, de qualquer maneira. O quanto você diga, “Eu – eu – eu não vou deixar que venha o anoitecer.” Ele virá, de qualquer forma. Porque esta coisa sobre a qual vivemos, chamada mundo, é controlada pela lei de Deus.
147 Agora, irmãos e irmãs, eu quero perguntar-lhes algo. Então, se somos nascidos de novo do Espírito de Deus! Deus não tem pequenas partes fracas e grandes partes fortes, Ele é inteiramente Deus! E se você tivesse o bastante de Deus em si, mesmo que Isto fosse simplesmente uma sombra, isto seria um poder suficiente para formar uma nova terra. Isto é poder suficiente para formar uma nova lua e um novo sistema. Isto é Deus, e isto é força! E agora mesmo cada crente aqui tem Vida Eterna, a qual é, o Espírito de Deus em você; Poder suficiente que levantará o morto, que curará o enfermo, que porá órbitas em condições. Porém você, isto é controlado por uma lei, aquele Espírito que está em você. Vocês são filhos e filhas de Deus. Aquele mesmo Espírito que você tem em si, te ressuscitará no dia da ressurreição.
148 Jesus, quando Ele esteve aqui na terra, quando Ele morreu, Sua alma desceu ao Inferno, “E pregou aos espíritos que estavam em prisão, as almas em prisão, que não se arrependeram no longo sofrimento dos dias de Noé.” Seus corpo foi para o sepulcro. Porém antes Dele morrer, Ele encomendou Seu Espírito nas mãos de Deus. Seu Espírito foi para Deus; Sua alma foi para o Inferno; e Seu corpo foi para o sepulcro. E Jesus foi barrado da ressurreição até que as Escrituras pudessem ser cumpridas. Ele não pôde voltar, porque Ele tinha que ficar no sepulcro por três dias e noites. Mas quando a Escritura foi cumprida, estas barras foram tiradas; Seu Espírito desceu para Sua alma, Sua alma para Seu corpo, e Ele ressuscitou novamente.
149 E quando nós morremos, nossas almas irão sob o altar de Deus; onde eu fui privilegiado a ver, poucas semanas atrás, como vocês sabem, numa visão, onde a Bíblia fala. “Nossos espíritos irão para Deus Quem O deu, e nossos corpos retornarão ao pó da terra.” Mas algum dia, onde a Escritura é cumprida, nossos espíritos serão liberados de Deus, pegarão a alma, e a alma ao corpo. E o Poder que nos ressuscitará, está exatamente em nós agora! Nós estamos agora em lugares Celestiais. Nós estamos agora no Poder da ressurreição.
150 Se não houvesse uma lei para isto, filhos e filhas de Deus criariam um mundo aqui fora e viveriam uma vida particular nele. Você tem o poder em si para fazer isto. Se você obteve uma sombra do Poder de Deus em você, você tem Poder para fazer isto. Deus é onipotente. Vêem o que quero dizer? O Poder que está em você fará. Você poderia falar um mundo à existência e ir viver nele. Aleluia! Aí está você.
151 Isto é o que o Poder é na Igreja agora, porém é controlado por uma lei. E esta lei não é “guardando um grupo de mandamentos.” É uma lei de fé. Jesus disse, “Todas as coisas são possíveis áqueles que crerem”. E se você puder crer nisto, seja o que for que Deus conduzir sua alma a crer, isto é se. Cada lugar que a planta de seus pés puder se colocar, por fé, Deus te dá isto. Amém! Isto é seu, você possui isto, se você puder encontrar a chave para esta lei de fé que abre isto a você. Você vê o que quero dizer? Aquele Poder é controlado por… Se você for um filho de Deus, você for uma filha de Deus, aquilo nunca te deixará. Fica contigo o tempo todo. Porém, sua fé se afasta Dele, mas Ele continua ali. Aleluia!
152 Quando você é salvo, deus te dá fé para se levantar da sujeira da terra. Sua fé supera as coisas do mundo. Como é sua fé? Sua fé naquele ato que Deus operou em você, para torná-lo um filho de Deus. Você parou sua mentira, você parou seu furto, você parou sua bebida, porque sua fé te levanta acima disto. Amém. Se você não o fizer, você não tem nenhuma fé. “E pela fé sois salvos, e isto através da graça.”
153 Tanto quanto sua fé for liberada, isto é quanto Poder você pode ter, porque em você habita os Poderes dos Céus e terra. Deus habita em vocês, e vocês são filhos e filhas de Deus. Amém! Aí está você. Porém, é a sua fé. Jesus disse, “De acordo com sua fé, seja isto em você. Se você pode crer, todas as coisas são possíveis. Verdadeiramente, eu vos digo, se disserdes à esta montanha, ‘mova-te,’ e não duvidares, mas creres naquilo que disseste.”
154 Então que tipo de pessoa temos que ser, tendo fé neste grande Cristo redentor que vive em nós, esta Rocha ferida que jamais deixa a Igreja? “Eu estou sempre convosco, até o fim do mundo,” a sempre-Presença da grande força de salvação e Poder que derramou do Calvário para a Igreja, a sempre-Presença do Deus vivo, a grande corrente, Rocha ferida que vai conosco em nossa jornada.
155 Israel perdeu sua fé. Eles saíram do caminho. Eles começaram a concupiscência pela luxúria da carne. Se eles tivessem ficado com a fé, e crendo que Deus os estava levando para a terra, lá nada existiria escondido deles. Eles já tinham aberto mares, eles tinham ferido pragas sobre seus inimigos, eles tinham crucificado seus inimigos atrás deles, e tinham andado por sobre a terra, e mesmo assim não podiam ter fé para ir à promessa.
156 Josué e Calebe tiveram aquela fé! Eles disseram, “Nós somos mais que capazes de conquistar qualquer coisa que venha diante de nós.”
157 Este é o problema com a igreja. Nós podemos conquistar toda enfermidade. Nós temos o Poder em nós. Nós somos filhos e filhas de Deus, nada pode se colocar diante de nós. A única coisa, Ele deseja encontrar alguém que creia nisto, que creia que Deus já tem feito por você. Não que nós seremos; nós somos agora! E a sempre-viva Presença do Espírito está conosco. Amém! Aí está você.
158 Isto é o que eu quis dizer quando eu falei do assunto esta manhã, A Sempre Presente Água da Rocha. A sempre presente Água da Rocha está exatamente aqui agora, aquela sempre presente Água daquela Rocha ferida no Calvário. Quando aquele Espírito Santo saiu Dele no Calvário, aquilo voltou sobre a Igreja no Dia de Pentecostes, aquele mesmo Espírito Santo está presente esta manhã. E Ele nos dá uma promessa!
159 Esta é a razão, andando diante de pessoas enfermas, quando Ele me comissionou mais adiante, eu creio nisto; Deus disse que sim! Isto é como as visões acontecem; Deus prometeu isto! Deus não pode mentir.
160 Creia nisto! Você deve crer. Tem que haver Algo lá, que abra aquele registro, abra aquela coisa que te permita entrar nisto. O que necessitamos hoje não é orar por mais Poder. Você tem Poder suficiente para fazer uma nova terra. O que você precisa é controlar aquela vida, e viver uma vida pia, de modo que quando você pedir a Deus qualquer coisa, você sabe! Nós temos confiança em Deus, disto. Nós sabemos, se guardarmos Seus Mandamentos, Ele impedirá coisas ruins de nós se andarmos com Ele. Deus andando conosco. Oh, que coisa!
161 Eles não tinham senão uma coisa a fazer. Eles não tinham senão uma coisa a fazer, que é, permanecer reto no curso. Não se desviar aqui, e se desviar ali; mas permanecer no curso! A Igreja não tem senão uma coisa a fazer, permanecer no curso! Eles tiveram uma Coluna de Fogo, que eles tiveram, para mantê-los num curso por seguirem aquela Coluna de Fogo. Aquilo era o que os conduzia. Seu objetivo que eles podiam ver, era aquela Coluna de Fogo. Eles A viram operando através de Moisés, e eles sabiam que ele era o líder.
162 Hoje nós temos a Palavra. Nós seguimos a Palavra. E nós vemos a Palavra operando nos crentes, e nós sabemos que isto é assim, então. Deus operando conosco, confirmando a Palavra com sinais seguindo! Nós ficamos com a Palavra. A Palavra produz os resultados.
163 Eles ficaram com Moisés. Porque, a Coluna de Fogo, Moisés seguia Aquilo. E eles seguiam. Quando começaram a voltar contra Moisés, e se agitaram contra Deus e contra Moisés, eles começaram a se desviar para um lado e para o outro. Problemas entraram. Claro.
164 Nós permanecemos com a Palavra, e a Palavra produz sinais. Jesus disse, “Estes sinais seguirão aqueles que crerem na Palavra.” Vejam, isto fica com a…Você fica com a Palavra, a Palavra produz os sinais. Porém, Moisés, o que ele fez?
165 Eles se desviaram, e o que eles fizeram? Se desviaram do caminho, e eles perderam sua provisão d’água.
166 Eu acho que isto é o que a igreja tem feito hoje. Ela tem se desviado do caminho da Escritura. Eles têm saído após doutrinas. Eles têm saído após coisinhas que não deveriam fazer. Eles adotaram coisas. Eles adotaram coisas como Credo Apostólico. Onde vocês encontram aquilo na Bíblia? Eles adotaram catecismos que eles lêem. Eles adotaram denominações ao invés de uma experiência. Eles adotaram aperto de mãos ao invés de uma experiência de novo nascimento. Eles adotaram aspersão ao invés de batismo nas águas. Eles adotaram uma forma infeliz, “Pai, Filho, e Espírito Santo,” quando não existe tal coisa na Bíblia. A Bíblia disse, “No Nome de Jesus Cristo!” Há somente uma coisa a fazer se você quiser aquela mesma Água, voltar ao caminho novamente. Volte na… Ele não saiu; Ele ainda está aqui. Vocês tomam credos ao invés de Cristo. Vocês se desviaram enfurecidos.
167 Alguém diz, “Bem, eu sou um Metodista.” O outro diz, “Eu sou um Batista.” Isto mostra que você não é um Cristão, então. Nós somos de Cristo! Nós pertencemos a Ele. Você diz, “Bem, se sou, um Batista.” Se isto é tudo que você é, então você não é de Cristo, você é um Batista. Você diz, “Bem, eu sou um Pentecostal.” Se você for simplesmente um pentecostal por denominação, isto é tudo que você é.
168 Mas, se você tem a experiência pentecostal! E a Palavra pentecostal produzirá uma experiência pentecostal! Segue a mesma coisa que aqueles discípulos seguiram, permaneça lá até você ficar cheio com o Espírito Santo.
169 E então se você ficar contrário à Palavra, aquele espírito em você vai contrário ao que a Palavra diz, então isto não é o Espírito Santo. Isto é o Diabo personificando o Espírito Santo. Vocês vêem onde chegamos sobre isto? Oh, alguns de nós falamos em línguas, nós tivemos gritos fascinantes e coisas assim, e negamos todas estas outras coisas. Nós sofremos tudo que não estava na Escritura para entrar na igreja. Onde chegamos hoje? Nós voltamos para um outro deserto, organização árida. Nós organizamos, nós perdemos nossa Água. Isto foi exatamente o que Pentecostes fez. Quando começaram a organizar, começaram a romper o companheirismo, e dizendo, “Bem, agora nós não associaremos, se este sujeito crê nisto”.
170 Vá em frente, permaneça com ele até que ele venha para a Palavra de Verdade, o conhecimento de Verdade. Seja o que for, deixe ir, de qualquer forma. Apenas prossigam como irmãos.
171 Mas, oh, nós tivemos que organizar, e dizem, “Bem, porque vocês não são Unicistas, porque vocês não são Dualistas, ou Trinitarianos, ou algo assim, nós não teremos nenhum companheirismo com vocês.” Então quando nós fazemos aquilo, o que fazemos? Nós nos trazemos de volta ao deserto outra vez. Isto é certo!
172 Mas, lembrem-se, quando Israel se desviou do caminho, do curso para a terra prometida, a Rocha nunca o abandonou; Ela permaneceu exatamente ali, assim fez a água. Assim é o Espírito Santo, está ficando bem ali. Nós não temos que voltar.
173 Agora, aqui Deus nos ensina uma grande coisa. Deus nos ensina uma lição aqui. Cristo uma vez foi ferido, dando-nos uma experiência pentecostal, uma vez, por todas. Agora, quando aquela Rocha foi ferida, Ela não tem que ser ferida novamente. Ela foi ferida somente uma vez.
174 Moisés cometeu um erro ao ferí-La a segunda vez, mostrando a fraqueza de sua fé no Pacto. Mas quando Cristo uma vez foi ferido, nós sabemos que Ele não terá que ser ferido outra vez. Bem, o que Moisés estava fazendo? Moisés estava ajeitando alguma coisa nova, tentando fazer uma coisa nova.
175 E esta é a maneira que nossos clérigos têm feito hoje. Eles têm tentado fazer alguma coisa nova. “Nós nos faremos Assembléias de Deus. Nós nos tornaremos a igreja Pentecostal de Deus. Nós nos tornaremos o Concílio Geral. Nós nos tornaremos isto, aquilo, ou aquilo outro.” Isto não foi o que Deus fez. Aquela não foi Sua idéia.
176 Cristo foi ferido uma vez. Esta é a experiência original. Este é o caminho original. No Dia de Pentecostes, Pedro disse, “Arrependei-vos, cada um de vós, e seja batizado no Nome de Jesus Cristo”.
177 “Nós aspergimos no nome do ‘Pai, Filho, Espírito Santo, damos todos os tipos de credos e tudo mais sobre Isto.” Quando nos desviamos da Palavra, não é de se admirar que nós não podemos chegar a lugar algum. Vêem?
178 Deus nos ensina uma lição. Moisés não estava suposto a dizer, “Agora nós iniciaremos uma coisa nova aqui agora, e organizaremos e construiremos a igreja Católica.” Esta foi a primeira coisa que eles fizeram. Não, então após um tempo, “Bem, nós iniciaremos algo novo tirado disto, nós construiremos a Luterana.” Então veio a Anglicana, e então a Batista, e o que mais, e Campbelitas, e a Igreja de Cristo, e anticristo, e todas as outras coisas. Vejam, todos eles começaram indo, um após o outro, um após o outro, formando denominações e organizações. Aquilo não era isto. Vêem ali o que estão fazendo? Eles estão ferindo a Rocha outra vez, para começar algo novo. Nós não precisamos de uma nova doutrina.
179 Cada homem na Bíblia foi batizado no Nome de Jesus Cristo. Cada homem na Bíblia que tinha o Espírito Santo, veio para o caminho de Deus, exatamente da maneira que Deus estabeleceu no princípio. Eles fizeram a mesma coisa. Eles tiveram a mesma experiência. Os mesmos sinais os seguiram. As mesmas obras os seguiram. Por que? Eles viviam pela Rocha. Eles obtinham a mesma Água.
180 E, hoje, a razão pela qual temos tantos credos e denominações, é porque estamos começando alguma coisa nova. Nós não necessitamos de nada novo. Voltem!
181 Moisés não estava suposto a ferir a Rocha novamente, começar algo novo. Ele estava suposto a falar para eles, da Rocha original. Oh, eu espero que vocês entendam isto! Moisés estava suposto a falar da original, Rocha ferida; não tentar ferí-La outra vez, não tentar começar uma coisa nova, porém falar a Coisa antiga!
182 Deus, ajude-me! Se eu morrer um indigente, no púlpito, eu falarei da Rocha original! Eu falarei da experiência original. Eu falarei das Escrituras originais que lhes deram o batismo do Espírito Santo, “Arrependei-vos, cada um de vós, e seja batizado no Nome de Jesus Cristo para a remissão dos pecados, e recebereis o dom do Espírito Santo.” A sempre-Presença da corrente de Águas da Rocha está ainda conosco. Ela trará a mesma coisa. Ela trará visões. Ela trará curas. Ela trará profecias. Ela trará tudo que eles fizeram.
183 Quando Israel se alinhou de volta nas Escrituras novamente, e voltou ao caminho, eles prosseguiram para a terra prometida. Mas custou-lhes quarenta anos.
184 O Pentecostes tem sido cerca de quarenta ou cinqüenta anos, perambulando em torno do deserto. Voltem à Rocha! Ela está à vista. Aqui está, escrita bem aqui na Palavra. O Espírito Santo está aqui realizando a mesma coisa que Ele sempre realizou, assim a sempre-Presença da Água está aqui. Simplesmente volte à Ela, volte ao anterior, o original. Como era no original?
185 “Bem, eles apertavam as mãos do pregador”? Não tal coisa. “Eles foram batizados no nome do ‘Pai, Filho, Espírito Santo’”? Não há tal coisa. Não há nenhuma pessoa na Bíblia, em qualquer parte, ou (fora trezentos anos) fora da Bíblia, que alguma vez foi batizada no nome do “Pai, Filho, Espírito Santo.” Aquilo foi um credo Católico, não uma doutrina Bíblica. Vêem?
186 Eles tinham o Espírito Santo. Estes sinais seguiram aqueles que creram. Ele fará isto novamente hoje. Aquela Rocha está sempre-viva como sempre esteve, aquela Rocha ferida!
187 Não vamos dizer, “Bem, agora você venha e se junte à nossa igreja Pentecostal, entre para o nosso reino Pentecostal.” “Não, você venha e se uma a Batista, ou a Metodista, ou a Presbiteriana, ou Católica.” O que é isto? Isto é ferir a Rocha novamente, tentando começar alguma coisa nova.
188 Diga-lhes, “Arrependei-vos, e sejam batizados no Nome de Jesus Cristo,” para a remissão de seus pecados, “e estes sinais seguirão aqueles que crerem.” Agora você está de volta ao caminho, de volta à mesma Água. A mesma Água dará o mesmo refrigério. Ela dará o mesmo acoite ao corpo. Ela dará o mesmo poder de limpeza. Ela dará o mesmo poder de cura. Ela fará a mesma coisa que fez então, se somente voltarmos ao mesmo Espírito.
189 A vida numa videira produzirá uvas. Se ela produziu no ano passado, ela produzirá a mesma coisa este ano. Esta é uma lei de Deus. A lei de Deus é que, se esta é uma videira, deixe-a, ela produzirá uvas. Você pode internamente desenvolvê-la com alguma coisa mais, mas então deixe-a e ela voltará para as mesmas uvas novamente.
190 Assim nós temos interiormente produzido a igreja com Pentecostalismo, com Batistismo, com Metodistismo, com Presbiterianismo, com – com Anglicanismo, e todo tipo de ismo. Por que você não deixa isto? Volte à Vinha, ela voltará ao mesmo Poder. Amém! Amém! Eu gosto disto.
191 “Comece algo novo.” A mesma coisa nós temos feito. Não… tente mostrar nossa autoridade. “Doutor Fulano de Tal é fundador da grande igreja Fulana do Fulano de Tal. “Assim, aquilo não é isto.
192 Isto foi o que Moisés disse, “Eu lhes mostrarei o que posso fazer. Eu trarei, de alguma forma!” Ele A tocou, ela não veio. Ele gritou novamente, “Provarei que eu posso fazer!” Deus tratou com ele por aquilo.
193 Não pense você, se você “simplesmente se unir a alguma denominação.” Deus tratará com você por isto. Isto é exatamente correto. Você tem que voltar para o original. Volte.
194 Simplesmente fale ao povo. (Não lhes diga, “Você venha unir-se a nossa igreja. Você venha recitar nosso credo.”) “Voltem e arrependam, e sejam batizados no Nome de Jesus Cristo, para a remissão de vossos pecados; e recebereis o dom do Espírito Santo, se vosso coração estiver correto. E estes sinais seguirão os que crerem. Um grupo de crentes, estes sinais irão com eles.” Por que? A Rocha, a Rocha ferida e Suas Águas de vida estão realmente fluindo, produzindo a mesma coisa que Ele fez lá. Isto simplesmente não pode ajudar. Oh, sim.
195 Nós desejamos aparecer, e dizer, “Nós somos Metodistas, e Batistas.”
196 Apenas fale à Rocha, Ele está sempre Presente. Não tente juntar-se a Ela. “Eu tive que me unir a isto aqui.” Não tente se unir a Ela. Você não pode se unir a Isto, é uma coisa clara. Você pode se unir a Metodista, você pode se unir a Batista, você pode se unir aos Pentecostais, você pode se unir aos Anglicanos, porém você não pode se unir a Isto. Não. Você tem que ser cheio com Isto. Não se unir a Isto; simplesmente seja cheio com Isto. Isto é tudo. Isto está cheio com o que? Cheio com Poder, cheio com o Espírito, cheio com Vida, cheio com alegria, paz, longanimidade, gentileza, bondade, Poder do Espírito Santo em sua vida, pois a sempre Presença está lá. Recordem.
Eu terei que encerrar pois está ficando tarde.
197 Mas, recordem, a Rocha nunca os deixou. Ela jamais os deixou. E Cristo jamais nos deixará; Cristo disse, “Eu estarei sempre convosco, até o fim do mundo.” É isto certo? E aquela Rocha permaneceu com eles todo o caminho de Horebe e Nebo. Ela permaneceu. Em baixo ao Jordão, Ela ainda estava lá. Oh Deus, eu quero vê-La no Jordão!
198 Moisés, quando ele estava no Jordão, a Rocha estava com ele todo o percurso. E ele de pé ali, olhando para baixo a um – um grupo de pessoas que havia apostatado e se afastado de Deus. Seu coração estava compadecendo por eles. E ele olhou sobre o Jordão. Lá estava ele no Jordão. Jordão, espiritual, é sobre o que estou falando. E lá estava ele de pé ali, a morte estava subindo suas mangas. Mas ele olhou, ali por seu lado, lá se achava a Rocha. Ele simplesmente caminhou sobre a Rocha, e os Anjos vieram, e o levaram ao longe.
199 “Eu nunca te deixarei nem te abandonarei.” Não importa quão difícil os tempos fiquem, quão velhos fiquemos, que tipo de morte morramos, lembrem, a Rocha estará lá no Jordão. Ela nunca sairá ou nunca abandonará. Simplesmente se lembre disto. A sempre-Presença da Água da Rocha estará conosco por toda a vida, e mesmo no Jordão.
200 Curvemos nossas cabeças. [Um irmão na congregação dá uma mensagem em profecia – Ed.]
201 Enquanto aquele Espírito está movendo entre nós, o Espírito de Deus movendo entre nós, estaria, aqui aqueles esta manhã que não conhecem a Cristo, e você está – você não está próximo daquela Rocha, não nos termos que falamos sobre Ela esta manhã? Porém você sabe que Ela está presente. Olhem para isto operando em toda parte, vejam-No se movendo ao redor, veja Isto se movendo sobre as pessoas. Esta é a sempre-Presença da Água. Esta é a salvação. Este é o Espírito que passa seus cálices para um lugar até que eles não podem ficar quietos mais, algo tem que surgir. E você não O conhece, gostaria de levantar sua mão e dizer, “Ore por mim, Irmão Branham. Eu agora quero conhecê-Lo. E eu quero falar com Ele, e eu quero conhecê-Lo com a plenitude de Seu Espírito. Eu quero saber que Ele está do meu lado, todo o tempo. Eu creio que Ele está. Porém eu quero estar falando nestes termos. E eu estou sedento, e estou faminto de Deus. Eu quero conhecê-Lo melhor”?
202 Deus te abençoe, senhor. E Deus te abençoe, senhor. E você, irmão. Você, sim, atrás na parte de trás. Aqui embaixo, senhora, sim. Sim, senhora. Nós vemos suas mãos, e Deus as vê. Deus te abençoe, jovem homem. Deus te abençoe. E você, senhora. Amém. Deus te abençoe. Abençoe você, irmã. Alguém mais agora, no momento de silêncio. Deus te abençoe, lá atrás, jovem companheiro.
203 Pensem nisto. Pensem nisto, a sempre-Presença da Água da Rocha, aquele mesmo Espírito; que Ele gritou lá no dia do julgamento por Ele, quando Ele levou nosso julgamento. E a vara da ira de Deus tocou sobre Ele, e seus pecados foram enrolados naquela vara, e tocou Nele, e Seu Sangue e água fluíram Dele. Ele disse, “Pai, em Tuas mãos entrego Meu Espírito.” E no Dia de Pentecostes, Isto veio para ir conosco através da jornada. E Isto está tão próximo agora.
204 Quando você sair de sob Isto, longe de Casa, diga, “Senhor, eu estou vindo para Casa.” Enquanto nós cantamos isto, se vocês quizerem vir para o altar e fazer uma reconsagração, também, de sua alma, para Cristo? Amém.
Eu tenho andado ao léu distante de Deus,
(fora do caminho)
Agora estou vindo para casa;
O caminho do incrédulo (é um pecado) muito longe tenho pisado,
Senhor, eu estou vindo para casa.
Vindo para casa, vindo para casa,
Nunca mais perambular;
Abra amplamente Teus braços de amor,
Agora, Senhor, eu estou vindo para casa.
205 [O Irmão Branham continua a sussurrar, “Senhor, eu estou vindo para Casa” – Ed.]
206 Três rapazinhos saíram, bem depressa, lágrimas em seus olhos, ajoelhados ao lado do altar. Claro, eles estão perdoados. Eles foram perdoados antes mesmo que deixassem seus assentos, quando suas pequenas mentes foram formadas. Eles simplesmente vieram a frente e ajoelharam aqui embaixo, para que o povo saiba que, de qual lado eles estão, nesta manhã.
207 Eu pensava que haveria alguma outra pessoa que gostaria de fazer isto, simplesmente gostaria de se ajoelhar, e dizer, “Senhor, eu – eu tenho andado ao léu distante do caminho. Eu tenho tido tanta dúvida, e algumas vezes eu ando ao léu e caio em pecado. Agora, eu – eu quero voltar antes que seja muito tarde. Deus, eu – eu quero voltar. Eu realmente gostaria de voltar e ajoelhar.“ Amém.
208 Agora, as três filhinhas de Arthur Beam, quase do mesmo tamanho, elas vieram aqui, ajoelhadas.
209 Vindo a frente está uma garotinha que ganhou um novo irmãozinho. Outro dia eu disse isto. A Sra. Wood veio e me disse, disse que esta irmã estava indo ao hospital para ter um nenén. O Espírito Santo disse, “Vá e lhes diga que será um rapaz.” Quando ele nasceu, era um rapazinho.
210 Parece ser as crianças esta manhã, as criaturinhas vindas da salinha da Irmã Arnold, consagrando suas vidas. Todo o altar, a minha direita, está cheio de criancinhas. Seria bom se catássemos um hino, o altar, para o resto do povo, (não cantaríamos?) adultos.
Agora, Senhor, eu estou vindo para casa.
211 [o Irmão Branham fala às crianças no altar, enquanto continuam cantando, “Senhor, Eu Estou Vindo Para Casa” – Ed.]:
Vindo para casa, vindo para casa,
Nunca mais perambular;
Abra amplamente Teus braços de amor,
Senhor, eu estou vindo para casa.
Eu estou cansado de pecado e desviando do caminho, Senhor,
Agora eu estou vindo para casa;
Eu crerei no Teu amor, crerei na Tua Palavra,
Agora eu estou vindo para casa.
Vindo para casa, vindo para casa,
Nunca mais perambular;
Abra amplamente Teus braços de amor,
Agora, Senhor, eu estou vindo para casa.
212 Curvemos nossas cabeças apenas um momento, para orarmos, por estas criaturinhas.
213 Pai Celestial, se houver uma vinda amanhã, se Jesus demorar por outros dez ou quinze anos, estes serão os rapazes e moças que carregarão esta Mensagem ao longo para outra geração que vem. Nenhuma dúvida em minha mente, Senhor, senão que todos os dias de suas vidas eles recordem vindo a este altar. E eles são pequenas jóias, Senhor. Seus jovens e tenros corações estão condenados esta manhã. Não ouviram nem mesmo toda a Mensagem; simplesmente saindo da sala, ouvindo nossa irmã Arnold falar; movendo em torno do altar aqui, dando suas pequenas vidas a Ti.
214 Agora, Pai, eu chego afinal dizendo que em nós habita o Espírito Santo. E este Espírito Santo, fé com este Espírito, faz todas as coisas. E eu creio que esta mesma hora, Tua perdoas todo pecado que eles tenham cometido. E eu estou Te pedindo, com toda a fé que está em meu coração, que Tu mantenhas suas pequenas vidas pelo caminho. Possam eles jamais se desviar do Caminho.
215 Isto verdadeiramente é uma coisa estranha. O Espírito disse esta manhã, que nós “veríamos alguma coisa estranha.” Deus, se Tu tens parado de pelejar com os outros, tome as criancinhas. Como esta manhã, na chamada de altar, não há um adulto, mas todo um grupo de pequenas crianças que vieram. Embora, haja sido uma grande Mensagem de difícil entendimento, mesmo para adultos, porém as crianças entenderam o Espírito Dela. Nós Te agradecemos por elas, Pai. Eu as dou a Ti, como Teu servo, como troféus desta reunião; pois, lembrando que a sempre-Presença da Água da Vida fluirá com elas enquanto elas viverem. Possam elas ter fé agora simplesmente no que está acontecendo, que o Deus que as puxou do assento e as mandou aqui, possam elas ter fé naquele Deus todos os dias de suas vida. Que seus pequenos espíritos possam ser trazidos a Ti no dia de suas mortes; trazidos de volta aos seus corpos no dia da ressurreição. Eles são Teus, Pai. Nós os entregamos a Ti através do Nome de Jesus.
216 Enquanto temos nossas cabeças inclinadas. Eu vou pedir à estas criancinhas no altar, que crêem que Jesus é seu Salvador e Aquele Quem lhes disse, lá atrás na audiência, para virem aqui e se ajoelhar em torno deste altar. Vocês crêem que Jesus vos ama e perdoa seus pecados? Eu quero que todos vocês se levantem sobre seus pés e olhem para trás em direção a audiência. Esta, esta é a maneira que vocês podem dizer às pessoas que vocês crêem que Jesus Cristo os salvou. Agora levantem sobre seus pés, correto, e olhem para trás diretamente em direção a audiência. Todos vocês rapazinhos e mocinhas que amam Jesus, se levante, e olhem em direção a congregação ali, cada um de vocês.
217 E vocês garotinhas na frente? Vocês crêem? Vocês amam a Jesus? Estas garotinhas aqui, vocês amam a Jesus com todo seu coração? Amam? Vocês O amam? Vocês O amam, queridas? Levantem-se aqui, deixem que as pessoas saibam que vocês amam Jesus. Deus abençoe vocês.
218 Agora voltemos desta maneira e cantemos para este povo antes de sairmos, “Jesus me ama! Isto eu sei. A Bíblia me diz assim.” Vêem? Vamos simplesmente levantar nossas mãos enquanto cantamos agora. Correto, vamos cantá-lo.
Jesus me ama! Isto eu sei,
Pois a Bíblia assim me diz;
Pequeninos a Ele pertencem,
Eles são fracos…
219 Agora com suas mãos levantadas, quantos aqui querem – querem estar lá?
Sim, Jesus me ama,
Sim, Jesus me ama,
Sim, Jesus me ama,
A Bíblia assim me diz.
220 Agora todos vocês repitam após mim. Eu creio [As crianças no altar dizem, “Eu creio” – Ed.] Jesus Cristo [“Jesus Cristo”] é o Filho de Deus. [“é o Filho de Deus.”] Hoje [“Hoje”] eu O aceito como meu Salvador pessoal. [“eu O aceito como meu Salvador pessoal.”] Deste dia, [“Deste dia,”] em diante, [“em diante,”] eu O amarei [“eu O amarei”] e O servirei. [“e O servirei.”] Amém. [“Amém.”]
221 [Um irmão na congregação diz, “Irmão Branham, eu tenho quatro crianças em meu coração neste momento. Você por favor orará por elas?” – Ed.] Certamente orarei, Irmão Ben.
222 Pai Celestial, este homem vê aquelas outras criancinhas vindo a Cristo, e ele clama, como um pai, por seus próprios pequeninos. E o Espírito que trouxe estes pequeninos ao altar, possa aquele mesmo Espírito salvar seus filhos, Senhor. Conceda isto. Nós as entregamos a Ti, Pai, no Nome de Jesus Cristo.
223 Agora enquanto vocês pequeninos voltam para seus assentos, eu quero que todos ao longo daquela fila apertem as mãos com estas criancinhas, ou toquem nelas enquanto elas voltam. Vocês todos voltem para seus bancos, por este caminho. E deixe todos ao longo ali simplesmente tocar as pequenas criaturas. E nós amamos vocês com todos os nossos corações. Vocês são membros do Corpo de Cristo, tanto Nele quanto o restante de nós.
Nós estamos marchando para Sião,
Linda, linda Sião;
Nós estamos marchando para Sião,
Aquela linda Cidade de Deus.
Venham, nós que amamos o Senhor,
E nós deixamos nossas alegrias ser conhecidas,
Unidos na canção com doce harmonia,
Unidos na canção com doce harmonia,
E assim ao redor do trono,
E assim ao redor…
Muito bom hino! Levantemos nossas mãos agora.
Nós estamos marchando para Sião,
Linda, linda Sião;
Nós estamos marchando para cima para Sião,
Aquela linda Cidade de Deus.
Apertemos as mãos uns dos outros enquanto cantamos agora.
Nós estamos marchando para Sião,
Linda, linda Sião;
Nós estamos marchando para cima para Sião,
Aquela linda Cidade de Deus.
224 Agora vamos cantá-lo com nossas cabeças inclinadas, enquanto oramos. Irmão Teddy, apenas um…[O Irmão Branham começa a sussurrar, “Nós Estamos Marchando Para Sião” – Ed.]
225 Eu tenho alguns pedidos aqui, e lenços e assim por diante. Eles podem vir do estrangeiro. Billy estava me contando que eles tinham um parzinho de botinhas de um nenenzinho na Inglaterra, daquele tamanho, a coisinha toda aleijada. E então nós vamos orar por aquilo também.
226 E assim… [Na congregação, o Irmão Ben diz, “Irmão Branham, por favor me desculpe por intrometer, mas ore que, quem bateu em nosso carro a noite passada, no meu pára-lama da direita, ore para que aquilo seja revelado. Ore para que o Senhor revele isto.” – Ed.] Amém, Irmão Ben, eu certamente farei isto.
227 [O Irmão Branham continua a sussurrar, “Nós Estamos Marchando Para Sião” – Ed.]
228 Enquanto marchamos, Senhor, nós sabemos que a Rocha ferida está bem ao nosso lado aqui dentro, a sempre-Presença da Água da Rocha vai com a Igreja. Oh Deus Eterno, solte para nós, esta manhã, fé neste Deus que está conosco. Eu sei que Tu farás, simplesmente enquanto podemos encontrar favor Contigo, que Tu possas confiar em nós com Isto. Se Tu O deres a nós em abundância, nós podemos abusar Disto, Senhor. Porém se acharmos graça Contigo, deixe acontecer.
229 Nosso irmão disse que alguém bateu em seu carro. Oh Deus, nós sabemos que o homem não tem dinheiro para fazer estas coisas. Eu oro que Tu tragas a pessoa, sob convicção, ou alguma coisa, ele possa se arrepender de fazer isto, venha, e diga, “Irmão, eu consertarei seu carro, eu fiz isto.” Ajude o Irmão Ben e seus amados.
230 Aqui em minha mão está um lenço e pedidos, tiveram fé naquele Deus. Moisés teve fé naquele Deus, e ele cruzou o mar. Daniel teve fé naquele Deus, e foi trazido para fora da cova dos leões. Sadraque, Mesaque, e Abednego, tiveram fé Nele, e apagaram o fogo. Paulo teve fé Nele, e um dia quando os cultos estavam realmente difíceis e Paulo não podia chegar-se a todos, ele simplesmente tomou um lenço, ele disse, “Eu creio que Deus está comigo.” Ele impôs suas mãos sobre os lenços e aventais, e espíritos de demônios saíam do povo, e doenças e enfermidades saíam deles. E, Deus, eu tenho fé no mesmo Deus. Possa o mal sair. Doenças, enfermidades, aflições, possa isto sair, Senhor.
231 Tu és o mesmo Deus que falou comigo lá naquela Coluna de Fogo, lá embaixo no rio. Tu és Aquele que tem Tua fotografia aqui dependurada aqui comigo, na parede. Tu estás conosco, Senhor. Tu és sempre-presente, aquela mesma Coluna de Fogo. E nós temos agradado da Água da Rocha todo dia, enquanto nos unimos no Espírito. Então, Tu estás aqui. Nós temos confiança em Ti, Senhor. Nós temos fé em Ti. Nós cremos que Tu nos ungirás e nos ajudarás. Não para nossa glória, Senhor; nós seríamos como Moisés então, quando ele fez a coisa errada. Nós queremos fazer alguma coisa para ajudá-Lo, se pudermos fazer isto. Tu nos mostre, Pai, o que quer que Tu queiras que façamos.
232 E agora, num ato de fé, eu condeno a enfermidade que estes lenços representam, e estes pedidos. Elas deixarão as pessoas. Eu sei que Tu farás isto, Senhor. Eu creio, em meu coração, que Tu farás isto. Cure todas as enfermidades em nosso meio esta manhã.
233 Salve aqueles que levantaram suas mãos, que disseram que gostariam de vir para a Rocha, para a Água. Deus, possam eles estar tão sedentos hoje, possa ali haver uma vida salgada em torno deles, até que sintam sede por Cristo. Conceda isto.
234 Esteja conosco esta noite, Pai. Oh Deus, deixe-me encontrar, através destes pedidos, o que está nos corações das pessoas. Se não há nada no coração delas, então, Senhor, Tu me dês algo para pregar aos seus corações esta noite.
235 Abençoe nosso irmão Neville, e sua esposa, sua família; nossa pequena igreja, nossos administradores, nossos diáconos, nossos membros. E Teu corpo em toda parte, esteja conosco, Pai. Nós encomendamos isto a Tuas mãos, em Nome de Jesus Cristo.
Sião; nós estamos marchando para cima pra Sião,
A linda Cidade de Deus.
Agora vamos cantá-lo, realmente, realmente a Ele agora. Vêem?
Venham, nós que amamos o Senhor,
E deixamos nossas alegrias ser conhecidas,
Unidos na canção de doce harmonia,
Unidos na canção de doce harmonia,
E assim ao redor do trono,
E assim ao redor do trono.
Com nossos corações curvados agora.
Nós estamos marchando para Sião,
Linda, linda Sião;
Estamos marchando para cima para Sião,
A linda Cidade de Deus.

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading Facebook Comments ...
Loading Disqus Comments ...