DIA DA VITÓRIA
21 de abril de 1963
Sierra Vista – Arizona – E.U.A.
Tradução – GO


1 Podem ficar assentados se quiserem, eu quero expressar minha gratidão a Deus pelo privilégio de estar aqui e de encontrar concidadãos do Reino de Deus. Enquanto vocês têm se reunido aqui nesta manhã na casa deste irmão para — para termos algum companheirismo juntos. Isto me faz lembrar da igreja primitiva. A maneira como o cristianismo começou primeiro foi, a Bíblia diz que foi de casa em casa. Eles se encontravam e partiam o pão com singeleza de coração. E isto é o que queremos ter nesta manhã enquanto estamos aqui, um único propósito, a singeleza de coração. Uma — uma coisa que estamos tentando realizar, e isto é para cumprir o plano de Deus para nossas vidas, enquanto estamos aqui na terra. E talvez Deus, há muitos milhares de anos atrás, mas — através da Sua infinita sabedoria, sabia que estaríamos aqui nesta manhã, e estaríamos de volta aqui nesta campina, ou — ou deserto aqui nesta pequena casa. Ele sabia disto há milhares de anos atrás.
2 Agora, encontramos alguns de nossos amigos que vieram nesta manhã de Tucson, a família Stricker. Eles tiveram um problema com o gerador de seu carro que estragou. E nós nos ajuntamos como pudemos, para trazê-los, a senhora e as crianças. E eles chegarão um pouquinho mais tarde se puderem consertar o gerador. Foi em um daqueles pequenos cruzamentos ali. Eu não sei onde foi. Mas estamos felizes por estarmos aqui. E agora, o irmão Isaacson aqui, e quase não nos conhecemos um ao outro, só o suficiente para sabermos que somos irmãos em Cristo. E tivemos momentos de companheirismo juntos. E eu creio que nossa primeira reunião foi em — lá em cima em Phoenix, anos atrás. E se sua esposa está presente, eu não a reconheceria. Agora, esse é o tanto que estamos familiarizados, querendo saber quem é sua esposa, ou sua família. Ao entrar encontrei com um de nossos irmãos de cor, de pé na porta, um companheiro muito bom que com um aperto de mão, você sabe, te faz sentir que você é simplesmente bem-vindo, você sabe, para entrar e — e estar no meio de um grupo como este nesta manhã, e eu… Isto me dá um privilégio.
3 E agora, já tive o privilégio de falar em muitas áreas abarrotadas onde eles teriam… Talvez milhares vezes milhares de pessoas reunidas. Mas eu… as lembranças de meu ministério são de épocas como esta, quando havia talvez um dúzia ou duas assentadas. Parece que Deus trata mais de perto com as pessoas; eu penso que nos sentimos mais familiarizados, e — e assim nos reunimos em pequenos grupos. Parece que é onde a Palavra de Deus é mais — mais evidente para nós é quando… Ele disse: “Onde houver dois ou três reunidos no meu Nome, ali Eu estarei no meio deles.” Ontem à noite, quase meia noite, eu estava simplesmente reunido com — em uma casa onde havia um homem e sua esposa e uma jovem, estava perdendo sua mente por causa de um pequeno incidente que havia acontecido. E enquanto nós — estávamos reunidos, apenas a jovem e eu em um cômodo, porque as coisas que eram para ser ditas eram… Preferi que estivéssemos juntos. E ali veio esta Luz, este Anjo do Senhor, e ficou bem ali onde nós estávamos, mostrando que — que Deus guarda Sua promessa.
4 E ontem, onde havia um jovem de vinte e dois anos de uma família bastante proeminente, havia pegado caxumba, e sua caxumba havia descido… E muitos de vocês adultos sabem o que isto significa, especialmente no homem — masculino. Isto simplesmente quase os mata. E este rapaz, por vários dias, bem em duas semanas, estava com febre muito alta. Agora, você sabe que esta é uma situação de esforço ali. E os médicos haviam simplesmente esforçado com tudo que eles tinham, com penicilinas e tudo para atacar aquela febre contra aquela infecção. Mas parecia que aquilo não surtia nenhum efeito. Mas no prazo de um minuto diante de Deus, cada partícula daquela febre havia deixado aquele jovem. Ele levantou bem. Isto é apenas para mostrar que a Pessoa principal é Cristo. E é para isto que estamos aqui nesta manhã nesta casa, é para servir a Cristo neste dia de sábado.
5 Eu sempre almejei a hora de estar aqui, encontrar com nosso precioso irmão, e vocês. Tenho recebido seus dízimos que o irmão tem me enviado muitas vezes, deste pequeno grupo aqui. E um tesouro como este, eu o conservo de modo muito sagrado no meu próprio ser, porque eu sei que terei que responder um dia dali para onde isto foi. E com certeza quero apreciar — realmente aprecio, quero expressar minha gratidão e lealdade a vocês de — deste pensamento que vocês tiveram, sabendo que os dízimos que vocês têm… E reunir em casas como esta e ainda, desejam que o pouco que vocês têm vá, no melhor do seu conhecimento, para o sustento do — do ministério. Então dai em diante, eu tenho que ser responsável por isto. E eu quero ser um bom administrador para nosso Senhor, quando tiver que responder naquele dia, por aquilo que fiz na terra.
6 Agora, há uma coisa aqui, é que não somos incomodados muito com o barulho do trânsito. Isto é bom. E agora, eu dificilmente saberei como dizer isto, mas eu gostaria que estivéssemos tendo um reavivamento aqui de volta onde passaríamos vários dias nisto. Porque desta forma, você apenas entra e diz: “Como vai. Estou feliz por te encontrar,” e fala alguns momentos a respeito do Senhor, e vai embora novamente. Eu tenho que estar em Tucson a 1:30. E como que isto — apenas nos encontramos aqui assim, e estreitamos a mão um do outro e dizemos: “Como vai. Estou feliz por ter te encontrado,” e partimos. Mas, você sabe, eu penso no dia quando nos encontraremos onde não diremos adeus. Nós não diremos: “É bom te ver. Espero que você volte novamente.” Onde contaríamos aqui talvez umas duas horas juntos, ali poderemos — nos assentar e conversar por um milhão de anos, se existir tal coisa como o tempo. E nós não — não será menos tempo do que foi quando nos assentamos. Vêem? É simplesmente a eternidade. Não há — não há fim para isto. E pensar no tempo que estávamos fora, e assim, e quando desceremos através dos corredores do grande paraíso de Deus, e os Anjos cantando hinos e — e…
7 Agora, é a hora que temos que — que lutar para ganhar a batalha e para vencermos as coisas do mundo. E ali — bem, ali não haverá nenhuma luta. A — a última oração será feita. Eles não terão que ter mais reunião de oração. Lá não haverá mais lugar para as pessoas se salvarem. Lá não haverá nenhuma enfermidade para ser curada. Isto será apenas uma grande gloriosa coisa. E o que poderíamos nós, como seres humanos, nesta manhã, o que — o que poderíamos prometer? Em que poderíamos olhar que seria maior do que olhar naquela promessa daquele tempo. Vêem?
8 Pensamos aqui… Eu observo as mudanças das idades — desde o pequeno bebê amamentando no colo de sua mãe, aos pequenos garotinhos que vão à escola, as meninas e os meninos adolescentes, e então a meia idade, e então o ancião. Vêem? E o — o garoto estudante, no ano passado ele estava no colo de sua mãe como um bebê se amamentando. Vê você? E o adolescente com o que acabou de entrar na escola no ano passado, semelhantemente. E o de meia idade era um adolescente, e então a idade avançada chega. Vêem? É exatamente como um vapor que sai da terra e desaparece. Salomão disse, eu creio que foi, é como uma flor. Ela cresce e então é cortada, e murcha. E nós — nós queremos nos beneficiar do tempo que estamos aqui.
9 E agora, vamos falar com Ele agora enquanto inclinamos nossas cabeças em oração. E se há alguém que gostaria de ser lembrado em oração, por exemplo, se está doente, ou se tem uma necessidade, se você gostaria de fazer isto conhecido a Deus em seu coração, diga: “Agora, Senhor, eu entrei para — para fazer este pedido…” E se você fizesse, então eu saberia, assim como, se você apenas levantasse a sua mão, e como eu digo: “Lembre de mim.” O Senhor te abençoe ricamente.
10 Deus Todo Poderoso, o Qual formou os céus e a terra por Tua Palavra, temos nos reunido aqui nesta manhã para falarmos desta Palavra, e Daquele que é a Palavra. Te agradecemos por este grande privilégio de voltarmos ao outro lado do deserto. Foi ali um dia onde uma sarça ardente chamou a atenção de um profeta fugitivo. E ali ele foi novamente comissionado, e foi enviado, o qual se tornou um grande libertador do povo daquele dia, a herança de Deus que estava no cativeiro. Ó grande Deus, não queres Tu vir a este lado do deserto nesta manhã conosco? Como sabemos, Tu estás em grandes catedrais e ao redor do mundo. Mas sabendo que Tu és o Deus infinito, e não há nenhum lugar pequeno, ou nenhum lugar… Ou não importa quão dispersos estejamos através da face da terra, mesmo assim Tu és onipresente, podes estar em todas as parte o tempo todo. Te agradecemos por isto.
11 E nesta reunião nesta manhã, nós Te agradecemos pelo nosso irmão e — e agora — seu pequeno rebanho aqui, e por sua coragem e lealdade à causa que — de Deus na terra hoje, e pedimos as Tuas bênçãos sobre eles. E possa, desde que haja ali um coração desejoso por Cristo, que sempre possa haver um mensageiro em algum lugar para conceder — trazer a mensagem àquele coração faminto. E oramos, Pai Celestial, pelas necessidades daquelas pessoas que levantaram suas mãos agora. Tu sabes o que estava pulsando sob sua mão, ao redor de seu coração. Eles têm uma necessidade. Se for enfermidade, Senhor, Tu, que tomaste Paul Sharritt o qual acabou de ser citado, momentos atrás, quando ele estava deitado entre a vida e a morte com uma febre violenta que toda a ciência médica não podia pará-la… E não obstante, uma palavrinha de oração parou a febre imediatamente.
12 Tu és Jeová Deus. Mostra que Tu estás simplesmente tão bem representado, e simplesmente tão real hoje aqui deste lado do deserto como Tu fostes nos dias com Moisés lá atrás ali no deserto. Nós Te agradecemos porque eu sei que Tu ouvirás a oração. E nós vimos a Ti mais humildes e mais sinceramente, sabendo que seria errado Te pedir coisas que apenas imaginamos nas nossas mentes. Queremos estar determinados e seguros que o que estamos pedindo… Nós devemos crer nisto e — e — e sabemos que é a vontade de Deus nos dar isto, porque nós temos solucionado isto em nossos corações com tudo que sabemos, Senhor. Então eu oro para que Tu cures a cada pessoa enferma que está aqui nesta manhã; salve cada um que estiver perdido. Conceda-o. Que algo possa ser dito ou feito hoje que faça com que eles no lugar onde eles estão assentados ou de pé ao redor das paredes, ou seja onde for, que a âncora da fé de Deus mova em seus corações e que ela seja colocada ali de uma vez por todas. Conceda-o, Pai. Abençoe o irmão que nos deixou fazer o culto aqui em sua casa. Agora, fale conosco através de Tua Palavra pois é para isto que estamos aqui, Senhor. Amamos ter companheirismo um com o outro, mas é a Ti que queremos, Senhor. Podemos sair para debaixo das árvores em algum lugar e nos assentar e conversar uns com os outros. Mas aqui, estamos reunidos para encontrar graça Contigo. Não queres Tu Te encontrares conosco agora, Senhor? Oramos para que isto abra uma semente em nosso coração. Que Tu estejas no trono hoje para falar conosco, e nos declarar as necessidades que temos, e Teu amor nos seja expressado enquanto expressamos nosso amor a Ti, pedimos isto no Nome de Jesus Cristo. Amém.
13 Ali… Se há alguém lá atrás que deseja se assentar, eu vejo algumas cadeiras aqui, que você pode se assentar, e desejam ficar mais confortáveis. Agora, este tempo em que estamos vivendo são tempos tremendos. E ontem enquanto eu estava pensando no que eu diria hoje, sabendo que tenho procurado vir aqui, e eu — o que eu diria quando vou a uma pequena reunião de oração? E peço ao Senhor para me ajudar. E eu — eu fiz algumas anotações nas Escrituras aqui que eu gostaria de citar a vocês nesta manhã, enquanto estamos esperando pelas bênçãos do Senhor. E oramos agora, para que você abra o seu coração, e perceba a menor, fraca, pequena batidinha de Cristo no coração. Recordem, você… Se você não é um crente, e nunca aceitou a Cristo ainda, esta será… A maior coisa que já aconteceu contigo, será esta reunião nesta casa nesta manhã, que quando aquela batida chegar no seu coração, se você aceitá-la, é a porta para a vida. Rejeitá-la é morte. E esta é a razão pela qual estamos aqui nesta manhã para lhe mostrar que há uma porta aberta para cada crente que pode crer.
14 Agora, eu quero ler do livro de Apocalípse de Jesus Cristo, capítulo 15. Eu quero ler uma porção, os primeiros quatro versos do capítulo 15 do livro de Apocalípse.
E vi outro grande e admirável sinal no céu: sete anjos, que tinham as sete últimas pragas; porque nelas é consumada a ira de Deus.
E vi um como mar de vidro misturado com fogo; e também os que saíram vitoriosos da besta, e da sua imagem, e do seu sinal, e do número do seu nome, que estavam junto ao mar de vidro, e tinham… harpas de Deus.
E cantavam o cântico de Moisés, servo de Deus, e o cântico do cordeiro, dizendo: Grandes e maravilhosas são as tuas obras, Senhor Deus Todo Poderoso; justos e verdadeiros são os teus caminhos, ó Rei dos santos.
Quem te não temerá, ó Senhor e não magnificará o teu nome? Porque só tu és santo; por isso todas as nações virão, e se prostrarão diante de ti, porque os teus juizos são manifestos.
15 E se o Senhor permitir, eu gostaria de tirar um tema disto para chamá-lo de “Dia-V, Dia da Vitória,” como simbolizamos isto, uma vitória completa. Essas pessoas que estão no capítulo que — acabamos de ler, haviam acabado de obter a vitória. Eu acho que a palavra “vitória” é uma grande palavra na língua inglesa. Ela significa que você tem — você tem derrotado o inimigo, e você é um vencedor, e você é um vitorioso, segurando a vitória. E cantamos cânticos e nos regozijamos na vitória. E aqui encontramos que havia algo que estas pessoas tinham vindo a este mar de vidro misturado com fogo. E elas obtiveram a vitória sobre a besta, sobre sua imagem, sobre a marca, e a letra de seu nome. E todas estas coisas, e eles obtiveram a vitória sobre elas, e os vitoriosos estavam de pé do outro lado, sobre o mar de vidro, misturado com fogo, cantando cânticos de louvores ao Deus Todo Poderoso.
16 Agora, para falar de vitória, e dias-V, e assim por diante, isto nos faz lembrar da guerra, quando pensamos no dia-V. Porque recentemente, nos últimos poucos anos, chegamos a um dia que chamamos dia-V da guerra, onde eles obtiveram a vitória sobre o inimigo. E é bastante ruim que tenhamos que pensar a respeito disto, mas o mundo tem sido encharcado com o sangue humano desde o sangue do justo Abel. O primeiro sangue humano a cair sobre a terra foi o do justo Abel. E ele … A razão pela qual ele teve que derramar seu sangue foi porque ele havia sido correto com Deus. E Deus havia aceitado — aceitado sua expiação que ele havia feito, através da fé havia oferecido a Deus aquele cordeiro. E seu irmão invejoso, estando com inveja dele, matou o justo Abel. E foi aquela mesma razão que simplesmente causou todo derramamento de sangue humano sobre a face da terra. E a — a velha terra com certeza está encharcada dele, de todos através do mundo — sangue humano.
17 Nós… Há uma razão para isto. Há uma razão para que eles fossem, que este sangue humano fosse derramado. E descobrimos que a primeira razão foi por causa do ciúme, que — que Caim estava com ciúmes de Abel porque Deus havia aceitado o sacrifício de Abel. E Hebreus 11 nos diz que — que — que Abel ofereceu a Deus um sacrifício mais excelente do que Caim. E Deus testificando isto. E Caim naturalmente, tendo ciúmes disto, porque o seu sacrifício foi rejeitado e o de Abel aceito… E Abel o fez por fé. A Bíblia diz que ele o fez por fé, vendo que — que o — os dois rapazes estavam tentando encontrar graça diante de Deus para voltar, porque eles sabiam que eles eram recém-saídos do jardim da vida. E eles caíram do outro lado através da transgressão de seus pais. Os tinha feito sujeitos à morte, exatamente como todos nós estamos de pé nesta manhã: sujeitos à morte. Eles queriam saber como voltar àquele lugar onde poderiam encontrar vida novamente. E fazendo isso, eles — eles estavam tentando encontrar graça diante de Deus. E Caim ofereceu um lindo sacrifício de flores, e de frutos do campo, ou seja o que foi que ele colocou sobre o altar.
18 Mas Abel, através da revelação espiritual — lhe foi revelado que não havia sido nenhum fruto do campo que causou a morte; foi o sangue que causou a morte. Então ele ofereceu de volta o sangue de um substituto inocente, e Deus o aceitou. E aquela tem sido a propriciação de Deus por nossos pecados desde aquele mesmo dia. Não há nenhuma outra maneira, porque se Ele tivesse aceitado em outras bases, então teríamos que ir até aquela base para — para encontrar graça com Deus. Mas Deus só aceitou o sangue inocente de um ser inocente. Vêem? E assim, se a beleza e os grandes lugares tivessem tido a aceitação de Deus, hoje nós — nós gostaríamos saber: “Viria Ele do outro lado do deserto até esta casinha aqui ao lado dos trilhos de ferro? Voltaria Ele aqui e Se encontraria conosco?” Mas se tivesse sido uma grande catedral, ou a beleza que — que Caim ofereceu, ora, descobriríamos que estaríamos apenas falando conosco mesmo e com o ar. Mas Deus veio sobre as bases do sangue derramado. Então não importa hoje quão pequenos sejamos, quão pobres possamos ser, ou o quanto gostaríamos de — oferecer a Deus um lugar maior; mas Deus não aceitaria isto mais do que Ele aceitaria agora, porque estamos nos aproximando na base do Sangue derramado de um substituto inocente, que é Cristo morrendo por nós pecadores.
19 Agora, a razão pela qual este sangue foi derramado, é porque eu creio, que o homem deseja… Deus convida o homem para olhar. Mas o homem quer — mostrar a si mesmo. O homem está tentando olhar naquilo que Deus está tentando lhe mostrar nas bases de seu — sua própria idéia em relação a isto. Vêem? Deus está tentando mostrar algo para o homem, mas o homem deseja aceitar isto sobre o que ele — da forma que ele olha para isto. Mas é exatamente como alguém que deseja mostrar um cenário. Tem que haver uma razão para mostrar aquele cenário. Se — se você diz: “Olhe para aquela montanha”, agora há algo ali que chamou sua atenção, pois você está tentando me pedir para que olhe para aquela montanha. Vêem? Ou, “Olhe para aquela árvore.” Veja, há algo a respeito daquela árvore que você quer que eu veja. Agora, Deus está tentando fazer o homem olhar para aquele substituto inocente lá atrás. E o homem deseja olhar para isto de sua própria maneira. Ele não quer ver o que Deus está tentando lhe mostrar neste substituto inocente. Portanto, isto é o que causou o problema. Então, quando o homem o faz, como foi, apanha o binóculo para ver a uma longa distância, para ver o que Deus está tentando lhe mostrar, ele falha em focalizar corretamente o seu binóculo.
20 Aqui na estrada, há não muito tempo atrás, vindo de uma viagem lá das montanhas, alguém estava — disse: “Aqui, pegue este binóculo e veja aqui determinada coisa.” Bem, eu apanhei o binóculo. Eu vi três ou quatro objetos diferentes. Agora, veja você, eu sabia que havia algo de errado com aquilo. Vêem? Agora, aquele antílope de pé no campo, parecia que havia três ou quatro deles ali juntos de pé. Agora, o que era, o antílope era tão somente um antílope. O binóculo estava correto. Mas o que eu tinha que fazer, era ajustar o foco até eu ter os três antílopes apenas em um, e fazer um só antílope. Vêem? E então aquilo… Veja, atrás de mim, eu sabia que havia um — seria um antílope, porque foi isto que me foi dito. Mas ao apanhar o binóculo e olhar por ali, eu vi, digamos, três antílopes ali de pé. Bem, o binóculo estava fora de foco. Eu — eu tive que voltar o foco daquele binóculo, até que eu chegasse a uma posição onde eu visse um antílope. E então, o binóculo aproximava aquilo de mim o suficiente até eu poder ver o que aquilo parecia ser.
21 Agora, Deus nos dá a Bíblia. Agora, a Bíblia é a Palavra, e a Palavra é Deus. Então nosso binóculo é Isto. Nossas lentes são Isto. Mas agora, quando vamos olhar na Bíblia, e vemos quatro ou cinco diferentes formas, bem é necessário um ajuste. Vê você? E nós — temos que trazer a coisa ao ponto onde vemos um propósito solene para Deus. Mas o homem deseja começar uma organização, corre para este lado. O outro deseja: “Bem, eu não… eu penso que posso ser um sujeito maior do que ele, então eu começarei aqui. E nós educaremos melhor nossos garotos. E faremos isto,” e assim por diante. Vejam, eles falham no ajuste das lentes. Deus quer que eles vejam uma coisa, e esta é o Sangue inocente que foi derramado por seus pecados. É exatamente isto. Esta é a coisa verdadeira, não importa…
22 Não precisamos de uma organização. Eu não tenho nada contra elas, apenas elas — o — o estrago que elas fazem ao tirar as pessoas para fora e separar a fraternidade e coisas. Mas precisamos apenas de olhar para uma coisa, e esta é o nosso Substituto. E isto é correto. E este Substituto é Jesus Cristo. E então hoje você vê como estamos torcidos nas organizações. E eles dizem “os metodistas estão tendo um reavivamento.” Claro que isto não quer dizer os batistas; estes são os metodistas. E estes estão tendo um reavivamento, e assim por diante, e eles — eles cortam os outros companheiros o tempo todo. Mas não queremos ver isto desta forma. Queremos continuar ajustando aquele foco até descobrirmos que há um Deus. Quando você vir três deles ali, é melhor você ajustar as lentes um pouco mais. Vêem? Você — você está vendo algo errado. Então é melhor você aproximar isto, e descobrir que há um Deus sobre todos nós, e Ele é o Deus da raça humana.
23 E se Ele é Deus em todos, Ele está interessado em cada ser humano, porque é a Sua criação. E Ele está interessado nos filhos; Ele está interessado nos idosos, e nos de meia idade. Ele está interessado na — em — nossa cor — e o branco, o moreno, o negro, o — o amarelo, as diferentes tonalidades de nossas peles dos países de onde vieram nossos antepassados. Ele está interessado em todos nós. Ele não está somente interessado nos judeus, ou em — ou na raça amarela, na raça negra, na raça branca, seja o que for. Ele está interessado em toda a raça humana, e está tentando fazer com que a raça humana focalize a Sua Palavra em uma coisa, e diga, que há um Deus. E este Deus deu um Substituto inocente através da vinda — se tornando Ele mesmo homem a fim de tirar o pecado e salvar toda a raça humana.
24 João, o profeta, ilustrou isto maravilhosamente: “Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo.” Quem… todo o problema do pecado é colocado bem ali naquele substituto inocente. Através do… Quando o homem começa segurar o binóculo de Deus aqui, ele — ele começa a… Ele olha tanto para o natural, ele falha em ver a aplicação espiritual que a Palavra dá. Agora, veja, esta é uma das grandes coisas que o homem faz quando ele tenta olhar, porque ele olha através das lentes como Caim olhou. Ele olha na — para a realização pessoal. Caim pensou: “Agora, se eu puder tirar Abel do caminho, então eu serei o único. Então eu (Vêem?) — ali eu — eu… o outro sujeito estará fora do caminho.” Isto é o que o homem tem tentado fazer através dos anos, tem tentado tirar o outro companheiro do caminho, quando ele deveria estar tentando trazer o outro companheiro para o caminho com ele, e — e ser um irmão (vê você?), em vez de tentar dizer: “Oh, aquele grupinho, simplesmente varra-os para fora. E isto está acabado aqui, oh, bem, eles são isto, ou aquilo.” Vêem? Não deveríamos fazer aquilo. Deveríamos estar tentando trazer a coisa toda a uma per — um quadro sólido, e este é Jesus Cristo.
25 Uma jovem moça ontem à noite, em uma entrevista, ela disse: “Mas,” ela disse… A filha de um ministro havia tido algum tipo de um pequeno namoro, e — e ela perdeu sua cabeça a respeito disto. E ela teve — um desfalecimento. Uma jovem muito bonita, e com cerca de vinte e três anos de idade, e quando ela era mocinha, com cerca de doze anos ela estava em Chicago e assentada em uma reunião (ou foi em Elgin.) e assentada na reunião, o Espírito Santo saiu por aquela audiência e a chamou, quem ela era, e disse: “Você tem um sopro no coração. O médico diz que você não pode viver até os quinze anos. Mas Assim Diz o Senhor, você está curada. E ela nunca nem mesmo — nem mesmo nunca mais sentiu um problema de coração desde então. E ontem à noite ela teve um tipo diferente de problema cardíaco. E foi um problema espiritual de coração. Seu amado fugiu e se casou com outra mulher. E ela ainda continua apaixonada. E este rapaz lhe disse que ele ainda estava apaixonado por ela. E seu pai havia motivado aquilo.
Eu disse: “Oh, tolice. Ele não tinha que se casar com outra garota. Ele fez isto porque ele falhou em ter o tipo correto de amor por você.” É exatamente isso.
26 Mas, veja, estando toda envolvida naquilo, a garota se assentou ali em uma — como que tão deprimida, que ela disse: “Oh, eu sei que o Johnny me ama. Eu sei…” Vêem? Isto é tudo o que ela podia ver. Ela vivia naquele pequeno mundo consigo mesma. Ela se moldou ali. E eu tomei a sua mão. Eu disse: “Ouça-me.” E o Senhor me mostrou uma visão (vê você?), que ela sabia que eu não sabia nada a respeito, sobre algo que havia acontecido — algum procedimento entre eles. E quando aquilo foi dito, aquilo a atingiu rapidamente. Eu disse: “Agora, quando você saiu dali, olhe para o Calvário. Ali… você saiu por aqui e começou a tentar beber, a filha de um ministro, a filha de um ministro pentecostal, e tentando fazer as coisas que você está fazendo, para sucumbir aquela tristeza. Aquele homem é alguém que não se importa nem de estalar seu dedo por você.” Eu disse: “Olhe para o Calvário, garota. Este é o único caminho de volta.”
27 Temos que focalizar a nós mesmos quer vivamos ou morramos, afundemos ou afoguemos, é o Calvário, Cristo. Esta é a coisa para qual Deus quer que voltemos. E então no foco da Palavra de Deus… Em vez de ajuntar isto, e fazê-la dizer a única coisa que Deus A faz dizer, nós olhamos para o lado natural. Portanto, se o — se o… o homem fazendo aquilo, ele — ele se coloca em um lugar em que ele simplesmente vai após a coisa que é apresentada. Aqui está uma oportunidade que nós — nosso pequeno grupo, podemos fazê-lo, e podemos… Nós não temos nada a ver com o restante deles, e — e aquilo… Veja, esta é a primeira coisa que é apresentada, em vez de ajustar o foco para saber o que é o amor fraternal que devemos ter um pelo outro, e — e compreender um ao outro, e amar um ao outro, e adorar um com o outro, eles desprezam um homem por causa das roupas que ele usa, ou a educação que ele possui, ou a cor de sua pele — ou algo assim, ou seu… E aquilo, consequentemente, separa o povo. E o homem vai após aquilo.
28 Isto nunca dá uma chance ao homem interior para operar. Agora, somos um — somos um ser trino: alma, corpo, e espírito. Agora, mas quando a mente natural… As duas forças espirituais operam em você é sua mente e seu — e seu espírito. Vêem? Agora, a mente natural que é altamente polida tentará realizar algo através de sua inteligência. Vêem? E quando ele faz aquilo, a própria coisa… Quando ele faz aquilo, ele se lança fora do homem espiritual que está nele. E é aí que está a causa do problema, bem aí. Vêem? Ele tenta fazer isto por si mesmo.
29 Como eu falei aqui, há não muito tempo atrás — eu creio que foi no tabernáculo, que Deus é tão grande, que Ele pode se tornar tão simples. Agora, veja, quando ficamos grandes, não podemos ficar simples. Vêem? Nós — nós sabemos muito. E nós — nós temos que… Oh, isto tem que ser desta maneira, da maneira que dizemos, ou não é isto de modo algum. Vêem? Bem, desta forma perdemos a Deus. Mas se um homem pudesse apenas… Um grande homem pudesse apenas ficar maior, e maior, e continuasse crescendo, o que ele faria? Ele apenas voltaria a ser tão humilde outra vez, e tão simples, até que o povo passaria por cima dele e não o conheceria (vêem?), a grande pessoa que está no meio delas. Exatamente a mesma coisa como fazemos, nós — nós medimos um elétron. Nós partimos um átomo, nós enviamos uma — uma mensagem para a lua, e caminhamos sobre a grama comum sobre a qual nada sabemos. Isto é correto. A florzinha, ninguém pode explicar ou pode encontrar a vida que se esconde naquela sementinha lá embaixo na terra para trazer uma flor no ano seguinte. Uma lâmina comum de grama, todos os cientistas do mundo não poderiam fazer um broto da grama, nem uma folha. Vêem? Você não pode fazer isto porque ela contém vida.
30 E portanto (vêem?), nós… foi dito: “Os tolos andam com calçados de cravos onde os anjos temeriam pisar,” isto é realmente a verdade, nós passamos por cima das coisas simples. Passamos por cima de Deus. Passamos sobre uma — uma orquídea, procurando por uma margarida. Agora, é isto (vêem?): Pisamos por cima da orquídea. E se apenas nos simplificássemos, descêssemos, …Ninguém podia olhar nem mesmo para aquela vinha ali fora. O que é isto? Deus. O que é ela? São as cinzas vulcânicas com a vida em si. Virem e olhem. Há uma imensa árvore ali fora, álamo, eu creio. O que é ela? Ela é cinza vulcânica com um tipo diferente de vida em si. Este tipo de vida formou a — formou a árvore. Aquele tipo de vida formou a videira. Vêem? E o que somos? Cinzas vulcânicas com vida. O que nos fez ser o que somos? Não seríamos mais do que aquilo. Mas Deus colocou a Vida Eterna em nós. E então nos tornamos seres de Deus. Então nós estamos observando. Focalize a Palavra em Deus. Mas o homem nunca dá ao homem interior uma chance para explicar o que é correto. Portanto, aquilo é o que causa o problema.
31 Observe, encontramos… Se ele não faz isto, então o que acontece. Encontramos que o seu temperamento, como Caim, sobe (vêem?), imediatamente. Ele ficou com ciúmes. Ele não gostou que Deus — oferecesse seu — aceitasse Caim — ou melhor, o sacrifício de Abel em vez do seu. Ele queria ir … Ele queria seu próprio sacrifício. Ele queria sua própria maneira. Vêem? Ao invés de chegar a Abel e dizer: “Oh, meu irmão, estou tão feliz que Deus tenha aceitado. Agora, nós temos uma forma através da qual conhecemos a maneira que Jeová aceita, porque Ele provou isto recebendo o seu sacrifício.” Não seria aquela a coisa a — a ser feita? Mas em vez daquilo ele ficou com ciúmes. Agora, não vê você aquela mesma coisa hoje nos homens? Vêem? Esta é apenas a sua maneira. Vêem?
32 Agora, em vez de aceitar a forma que Deus vindica ser a verdade, a maneira que Deus Ele mesmo entra em cena e diz: “É isto. Estes sinais seguirão àqueles que crêem. Eu estarei convosco, mesmo em vós. Um pouco mais, e o mundo não Me verá mais; mas vós Me vereis, pois Eu estarei convosco, até mesmo em vós.” Veja, o mundo, você… “O mundo não Me verá mais, mas vocês Me verão,” vêem? “Caim não Me verá, mas você sim, Abel.” Vê você? Porque é a – é a mesma coisa. E em vez de chegar e dizer: “Bem, maravilhoso. Nós vemos Deus operando no meio do povo. Vamos fazer isso.” Não, senhor. Com o credo — a mesma coisa, e — ganância, ou melhor, e com inveja — a mesma coisa que Caim tinha, ele requer o sangue do seu irmão. Ele tenta varrê-lo do caminho. Se livrar dele. “Eles não são nada a não ser um monte de santos roladores. Eles são pequenos…” Vêem? Você sabe o que eu quero dizer. É isto que dá começo ao problema. É ai onde o problema começa. É aí onde os votos são rompidos… É aí onde há separação do companheirismo. Esta é a coisa que separa os lares. Esta é a coisa que começa a –a mover a roda em direção ao divórcio. Esta é a própria coisa que rompe o companheirismo.
33 Esta é a coisa que rompeu o companheirismo no Éden, foi porque Eva falhou em manter o foco ao olhar na Palavra de Deus, e ouviu ao raciocínio do inimigo. Veja, vêem? Se ela apenas tivesse permanecido correta com isto: “Deus disse assim; e pronto. Deus disse assim.” Mas ela não quis fazer aquilo. Vêem? Ela mudou o ajuste de sua lente e começou a ver em vez de um só caminho, ali se abriram dois caminhos. Vêem? Ela viu: “Bem, agora, talvez esse homem possa estar certo. Talvez ele esteja certo. Agora, sabemos que Deus é correto, e talvez ele esteja certo. Isto é apenas mais luz do que Deus disse.” Vê você aí? Esta é a mesma coisa que acontece hoje, exatamente de volta ao mesmo ponto. Veja, vêem? Você vê duas idéias; há apenas uma. Não há nenhum credo; é a Palavra, a Palavra de Deus, o propósito de Deus, o plano de Deus. Nenhum outro plano é bom. Aquilo… E Eva fez esta coisa maligna. E esta é a razão hoje pela qual Deus, em Sua Palavra, nunca permite que as mulheres sejam ministras. Vêem? Isto simplesmente não é permitido na Palavra.
34 Nesta manhã em nossa casa estávamos conversando e assentados à mesa para o café bem cedo. Tivemos que — queríamos começar, para que chegássemos aqui a tempo, e voltarmos para outro compromisso. Então nós… eu disse… Estávamos assentados à mesa, e — e estávamos falando sobre… A palavra surgiu a respeito de anjos. Meu garotinho, José, assentado ali, disse alguma coisa sobre os anjos.
E ele disse: “Agora, papai,” ele disse: “os anjos…”
E eu disse: “Deus é um homem.”
Mas disse: “O — os anjos são mulheres.”
Eu disse: “Não existe tal coisa.” Vêem?
Ele disse: “Ora, eles têm…”
Sara, minha filha disse: “Mas, papai,” disse “eles — eles — eles usam saias.” Disse: “Eles — eles são mulheres.”
Eu disse: “Foi algum psicólogo que desenhou aquele quadro.”
35 Nunca vi na Bíblia um Anjo chamado de ela. É sempre ele, sempre ele, ele, ele, ele, não — não ela. Não existe tal coisa como um anjo ser uma mulher. Nunca houve na Bíblia e não há na igreja do Deus vivo. Não existe tal coisa como uma mulher mensageira. Um “anjo” é “um mensageiro.” Então Deus nunca permitiu isto porque a Bíblia diz: “Adão foi primeiro formado e depois Eva. E Adão não foi enganado, mas a mulher sendo enganada caiu em transgressão.” Vêem? Portanto, ela disse, “Eu. . .” Paulo disse: “Não permito que a mulher ensine ou tenha alguma autoridade, mas que esteja em silêncio, como também diz a — a lei.”
36 Agora, naquilo… Você vê? Agora, agora, como nossos grupos pentecostais; isto é a raiz da grama daquilo. Vêem? O que eles fazem, eles apanham o foco… bem, agora aqui… aqui está uma mulher que pode pregar como um relâmpago. Bem, não há dúvida de modo algum, absolutamente. Eu ouvi algumas mulheres pregadoras que podiam pregar, que os homens não podiam nem mesmo se colocar de pé à sombra dela fazendo aquilo. Mas aquilo não tem nada a ver com o que é justo (Vêem?) não tem… Paulo disse: “Se alguém fala em línguas e não há nenhum intérprete, então que fique calado.” Ele diz: “Eu não posso ficar calado.” Mas a Bíblia diz que você pode. Vêem? Então é isto. Vêem? Isto deve ser feito em ordem, colocado em ordem, colocado em seu lugar, e ali permanecer sempre em seu lugar. Veja, aí você sai de foco. O que causa os duros sentimentos, mágoa, e assim por diante. Ao invés de focalizarmos de volta à Palavra, focalizamos em nós mesmos, e veja “ Bem, deixe-os fazer o que eles…” Vêem, vêem como é isto? Da maneira então…
37 Correto. Agora, descobrimos que isto rompe o companheirismo dos lares. Isto rompe o companheirismo das igrejas. Isto rompe o companheirismo das nações, essa mesma coisa. As nações desejam ver seu próprio caminho. A Alemanha deseja ver seu caminho sozinha. A Rússia deseja ver seu caminho sozinha. A América deseja ver seu caminho sozinha. Vêem? Então isto… veja, é isto. É o espírito das nações. Você encontra isto. Seja onde for que você vá você encontra um espírito nacional. Eu fui em… e eles tem maneiras diferentes. É tão estranho. Se eu tivesse tempo, eu gostaria de passar por algumas nações e lhes mostrar. Quando você vai na — você vai à Alemanha, você encontra um espírito militar. Tudo é militar. Você tem que se colocar de pé corretamente, andar ereto, reduzir nas esquinas, e tudo mais. É militar. Você vai à França, você encontra um espírito imoral, só mulheres, e vinho, e licor, e — e coisas assim. Vêem?
38 Você vai à Finlândia, você encontra um espírito leal, parece que tudo é honesto; devemos pagar tudo. Vêem? Isto deve ser feito. Isto simplesmente deve ser desta maneira. Não importa quão duro eles tenham que trabalhar, o que custe, isto deve ser daquela maneira. Você vai à América, você encontra um grande “Ra, ra, ra, ra, ra.” É isto que é. Vêem? Este — é o espírito americano. Alguém conta uma piada suja no rádio e todos riem daquilo… Ernie Ford, ou um — ou algum deles, contando as piadas que eles têm, você sabe, em todos os lugares. Arthur Goedfrey e aquele grupo, assim (vêem?), esse — esse é o espírito americano. Você o encontra desta forma.
39 E então aqueles espíritos ficam com inveja de outro espírito. E o que eles fazem? Eles causam guerra. Isto é correto. Agora, veja você, cada nação é controlada por Satanás. Assim diz a Bíblia. Ele é o deus das nações. Satanás levou Jesus até o topo de um monte, e disse — Lhe mostrou todos os reinos que haviam no mundo, todos os reinos de uma só vez, e disse: “Estes são meus. Eu faço com eles qualquer coisa que eu quiser.” Disse: “Eu os darei a você, se você me adorar.” Jesus disse: “Para trás de Mim, Satanás.” Ele sabia que Ele seria herdeiro delas no milênio. Vêem? Então Ele não teve que se inclinar para ele. Ele sabia que ele estava indo… Agora, quando Deus voltar novamente e tomar — fizer Seu Reino aqui (Vêem?), não haverá nenhum tipo de espírito diferente: um espírito alemão, um espírito francês, um espírito norueguês, um espírito americano. Não haverá isto. Haverá um Espírito (Amém.), o Espírito de Deus, vivendo em cada coração. Isto é correto. E haverá uma bandeira, uma nação, um povo, uma paternidade, a paternidade de Deus, e uma paternidade do homem, filiação. Sim.
40 Então descobrimos porque as pessoas fazem isto, e — e causam estas grandes agitações e assim por diante… Agora, veja, enquanto Satanás controlar isto, haverá guerras, e problemas, e guerras. Jesus disse em São João — São Mateus 24, disse: “Ouvireis de guerras e rumores de guerras, e guerras, e guerras.” Por que? Porque o príncipe da terra, o diabo, o poder das nações… Há um espírito nacional aqui, e um espírito nacional aqui. São diabos. Eles não podem viver um junto do outro. Vêem? Você já alguma vez se ajuntou a um grupo na região dos Esquimós lá em cima, onde você passeia nos trenós de cães, norte do Alaska, e lá em cima ao redor do território Noroeste? Quando o — o guia ali estava testando aqueles cães, chamados de Ruskies… e ele amarrava um aqui, e outro ali, e um aqui. Eu disse: “Para que você está fazendo isto?” Disse: “Eles estão tão cheios do diabo, que matariam um ao outro”. Veja, apenas — apenas matam.” Isto é tudo a respeito do que eles pensam. Bem, este é — este é o diabo. Vê você? Ele é um assassino. Ele é apenas — ele… A — as nações apenas… até mesmo diabos lutando com diabos (Vêem?), eles apenas lutam um com o outro. Mas Deus é todo amor. Vêem? Então você não pode fazer nada a não ser amar um ao outro. Então veja você, todo princípio baseia diretamente de volta àqueles espíritos, exatamente de volta ao princípio. Gênesis é o capítulo semente, e ele produz tudo então — que temos na terra hoje.
41 Agora, temos guerras e vitórias, grandes vitórias. Aparecerá uma nação e derrotará outra e dirá: “Glória, nós temos a vitória. Nós os derrotamos.” E — e então a primeira coisa que você sabe, eles se tornam amigos e estreitam as mãos, e negociam entre si. E após algum tempo, será outro presidente, ou outro rei aparecerá, ou outro governante, ou outro sistema. E a primeira coisa que você sabe, aqui estão eles, seus netos estão de volta com metralhadoras lutando um com o outro. Guerras, e rumores de guerras, e… Este outro olhará para o outro: “Agora, você me servirá. Você sabe que eu sou o vencedor, e você é o — é aquele que está fora,” e assim por diante. Você apenas… Como ouvi certa vez uma observação: “Deus fez o homem, e o homem fez escravos.” Deus não fez o homem para governar sobre o outro. Deus fez os homens para serem irmãos (Isto é correto), para serem irmãos, não para governar um sobre o outro. Nenhuma raça superior, nenhuma nação superior, nenhuma língua superior, temos uma língua: Celestial. Vêem? Isto é correto. Nós temos uma irmandade; esse é o homem. Esse é o homem, não importa quem ele seja.
42 Porque devemos lutar e matar um ao outro? Mas eles fazem isto. Então às vezes uma boa nação, ou uma nação que tenha um sistema em si, está tentando fazer o que é correto, e lutando pelos seus direitos. E uma nação maligna virá sobre ela. E então, aqui eles vencerão, e esta nação se tornará aquilo, e então, de um lado para o outro, apenas mudando, de um lado para o outro… As nações têm tido muitas — muitas grandes vitórias nacionais que eles tentaram, como eles têm tentado lutar pela sua liberdade, e o que eles seguram para — si mesmos. E eles têm — eles têm o que… Enquanto Satanás os estiver controlando, eles continuarão a lutar. Mas eles têm vencido muitas grandes vitórias, grandes vitórias. Poderíamos voltar do próprio princípio, e mostrar onde nação tem governado sobre nação, e a celebração de grandes vitórias, e assim por diante. Como na primeira Guerra Mundial, quando tivemos a primeira Guerra Mundial, quando muitas nações se ajuntaram e se reuniram em terra na Alemanha. E onde a Bélgica, e outras nações diferentes estavam lutando sob bandeiras diferentes foi chamado de primeira Guerra Mundial.
43 Agora, eu… Tem dois irmãos assentados aqui, ou três, talvez quatro de vocês que podem lembrar daquilo. Eu posso me lembrar dela. Estou com cinquenta e quatro. E eu, como um garotinho, me recordo, com cerca de nove, oito ou nove anos de idade, em 1914… Vejamos, nove, dez, onze, doze, treze, quatorze. Eu estava com cinco anos de idade quando ela estourou. Eu recordo quando eles disseram que haveria uma guerra. E meu pai tinha cerca de vinte dois, e eles tiveram que mandá-lo para a guerra. Oh, eu não podia pensar naquilo, mandando meu pai para a guerra. Ele subia pelo caminho. Ele estava em um carroção de molas, e tinha um… Ele descia até ao armazém, que ficava a várias milhas abaixo de nós, e ele tinha um saco de feijões ali, nós… E eu disse… Eu apanhei os feijões. Eu pensei: “Se eles vierem e começarem qualquer guerra, eu acertarei com este saco de feijão, se eles vierem.” Vêem? Agora, eles eram… Apenas o pensamento de guerra, meu pai tendo que ir para a guerra…
44 Bem, a — a corneta tocava, e o — e o “Compre seus Bônus,” e assim por diante, como todos nós lembramos disto. Nós iremos e teremos esta guerra mundial, e acabaremos com isto. E então eles se organizarão. Eles organizarão o que eles chamam de Liga das Nações e então haverá uma paz, uma paz eterna, isto é tudo, não mais guerra. Em uns vinte anos apenas, estaremos bem ali de volta novamente, simplesmente tão quente como nunca em outra guerra mundial. Vêem? Guerras… Por que? Ganância, inveja. Vêem? Tão logo que Kaiser Wilhelm deixou a Alemanha, então certo sujeito chamado Adolf Hitler apareceu, um austríaco, e deixou a mente daquelas pessoas todas dispersas (o qual foi inspirado pelo demônio), que eles podiam derrotar o mundo. E eles… e aí está você. Vêem?
45 É diabo contra diabo novamente (Vê você?), assim. E as pessoas inocentes daquelas nações que… Eles simplesmente guiaram uns aos outros para a guerra, para a guerra, para a guerra. E sempre tem sido assim. Agora, agora, descobrimos então, a primeira coisa que você sabe, outra guerra se aproxima. Agora, novamente, o mundo todo irá para a guerra novamente com melhores instrumentos, melhores aviões, e bombas maiores. E eles lutam, e derramam sangue, e morrem, e passam fome, e frio, e tudo mais: guerra, guerra, guerra.
46 Então haverá um dia, que chamamos dia-V. Foi daí onde eu extraí este tema, aquele dia-V, Dia da Vitória. Aquele foi o dia que eles tomaram a vitória, e o — onde o — os exércitos tomaram a vitória sobre todos os outros exércitos: dia-V. Agora, houve um dia-D, e então um dia-V. O dia-D é quando eles foram lutar. O dia-V é quando o — a paz foi assinada, quando a Alemanha, e o restante de — eles aliaram todas as nações, se renderam a — a — as outras nações. E o que fizemos nós? No dia-V cantamos hinos; nós gritamos; nós jogamos nossos chapéus para cima; nós demos tiros para cima; nós choramos; nós sopramos os apitos; nós tocamos tambores; nós — nós tocamos música; nós — batemos nas costas uns dos outros. O que foi isto? Isto foi uma vitória. Oh, tivemos a vitória. Como estes… Ora, nós sentimos, “Vencemos. Vencemos.” As bandeiras subiram. E as trombetas soaram, e oh, que tempo tivemos. “Vitória, vitória, vitória. Nós ganhamos.” Isto foi uma grande coisa. Isto trouxe paz para a — para as nações cristãs, assim chamadas. E tivemos um tempinho de alívio. Alguns dos rapazes que estavam partindo para casa e assim por diante. Mas muitos grandes… aqueles dias foram, muitos deles, e grandes guerras.
47 Mas, você sabe, por todo o caminho por onde tem havido aquele tipo de batalha, tem havido também pessoas que crêem em Deus que têm tido muitos dias-V também. Oh, sim. Tem havido dos dois lados, onde a lente tem focalizado e ido para o lado natural com dias-V, também onde isto focaliza na Palavra, na Escritura, isto traz às vezes outro dia-V. Tivemos muitos deles, grandes batalhas contra nosso inimigo. E Deus tem tido grandes homens aqui, de pé na frente, que têm sido capazes de — de capturar através do Espírito de Deus os pensamentos das pessoas, e lançar isto no Reino de Deus lá embaixo, e sair vitorioso. Lutamos com isto todo dia. Cada cristão luta uma batalha todo dia. Estamos em combate neste momento, acontece constantemente dentro de nós entre o certo e o errado. Devemos receber isto? O que devemos fazer? Devemos nos inclinar para o mundo? Devemos entregar este pensamento que temos?
48 E se vemos isto, focalizamos isto, levamos isto de Gênesis a Apocalípse, ela é o Assim Diz o Senhor cada vez, bem através dali, não podemos entregar. Temos que permanecer aqui; isto é tudo. Não importa quão grande o inimigo seja. Que tanto de maquinaria ele tem contra nós, e quantas organizações, e quanto disto, daquilo, ou daquilo outro. Nós… ainda, temos ajustado este foco da Palavra de Deus até descobrirmos que há uma coisa, e esta é o Sangue de Jesus Cristo. E Ele é o mesmo ontem, hoje e eternamente. Portanto, não faz nenhuma diferença o que os outros dizem. Eles dizem: “Os dias dos milagres já passaram. Não existe tal coisa como a cura Divina. Não há nenhum batismo do Espírito Santo. E o batismo no Nome de Jesus Cristo, aquilo foi somente para os discípulos,” e todas essas coisas. Eles tentam focalizar fora disto. Isto continua focalizando diretamente para a Palavra. E ninguém pode dizer que não está ali. Isto é correto.
49 Então estamos em um combate. E os heróis de Deus sempre tiveram combates. E você, igrejinha, recorde aqui atrás; você é uma parte daquela unidade. Você é um posto de destacamento aqui atrás. Agora, você sabe o que um posto de destacamento é. Você deve saber, por ter alguns deles bem aqui ao seu lado. Então você é um posto de destacamento ali atrás em um lugar — para sustentar as bandeiras, para fazer o que é correto, para continuar clamando que Jesus Cristo é a única esperança do mundo, não a igreja metodista, a igreja batista, a idéia presbiteriana, católica, ou judáica, ou seja o que for, raça, clã, ou cor, não é isto. É Jesus Cristo. Vêem? É Ele. Ele é nosso Vencedor. É Ele. Ele é o Capitão Chefe do movimento, e Estas são Suas ordens. Temos que executar ordens. Como você poderia… Alguns de vocês rapazes que serviram na guerra. Como poderia você alguma vez… o capitão dá uma ordem, e você vira e faz algo ao contrário. Ora, você bagunça todo o exército. Isto é correto. Ele te colocará em uma grande confusão. Você tem que executar as ordens. A única maneira que você pode fazer isto é focalizando, e vendo o propósito, tudo que há a respeito daquilo. Correto.
50 Tivemos muitas grandes batalhas, batalhas espirituais. Muitos grandes dias-V que a igreja tem tido; quero dizer a igreja, o Corpo de Cristo. Não estou falando a respeito do sistema organizacional agora. Estou falando a respeito do Corpo de Cristo. O corpo dos crentes através das eras tem tido muitos grandes dias-V. Falamos a respeito… Já tivemos várias guerras, guerras, e rumores de guerras, e dias-V, e dias-V, e dias-V, e… Isto finalmente terminará na grande batalha de Armagedon. Aquela será a última delas. Quando ela chegar para a batalha de Armagedon, aquilo estabelecerá toda a coisa. Pouco antes do grande milênio, Armagedon é para limpar a terra. Ela repurificará a si mesma com esta explosão atômica, e as lavas vulcânicas, e a coisa sorverá toda corrente de sangue dos homens sobre a terra, e pecado, e crime. Ela submergirá debaixo da terra. Os vulcões se romperão outra vez, e renovarão, e limparão a terra para o grande milênio. Ele limpará Sua igreja durante aquele tempo para um povo viver aqui. Amém. Eu — eu digo, eu gosto disso, sim senhor. Chegará o tempo quando haverá grande…
51 Agora, grandes dias-V… Pensando nas épocas… Vamos apenas voltar. Temos poucos minutos agora para pensar sobre alguns dos guerreiros. Vamos voltar e pensar naquele do… Poderíamos ir bem atrás. Mas vamos apenas voltar até Moisés. Moisés teve um tempo que ele desceu para um grande combate, porque a igreja em si mesma havia esquecido a vitória. Este é o problema com a igreja hoje. Já esquecemos faz muito tempo que Jesus Cristo é o mesmo ontem, hoje, e para sempre. Esquecemos que Deus é um Curador, pode curar o enfermo. Nós esquecemos que o batismo com o Espírito Santo foi derramado sobre os discípulos e dado de geração em geração, para qualquer um, quem quisesse podia vir. Esquecemos aquilo há muito tempo atrás.
52 Israel também havia esquecido. Eles ficaram satisfeitos lá embaixo no Egito, e então se tornaram escravos. E agora, aqui estava Moisés que desceu com seus próprios afazeres intelectuais para — ou, realizações intelectuais, para tentar a — e sob uma força militar para tirar Israel, e ele falhou em fazê-lo. Mas apenas uma palavra de Deus, lá atrás no deserto, ferveu a coisa toda novamente. Que aconteceu com Moisés? Ele colocou suas lentes em foco. O único propósito de Deus não era para casar com esta linda garota de cor etíope lá atrás, e — e se estabelecer, e ter filhos, e — e cuidar das ovelhas de seu sogro. Mas sua missão era — era libertar os filhos de Deus, tirando-os daquele cativeiro. Esta era a sua comissão. Foi para isto que ele nasceu. E cada um de nós nascemos para algo. Não fomos colocados aqui para nada. Aquela montanha não está ali só para estar. Aquela árvore foi colocada ali para um propósito. Tudo tem um propósito. Tem que servir. E estamos aqui para um propósito. Talvez seja para testificar para uma pessoa e salvá-la. E dali pode sair um pregador o qual enviará milhões de almas para Cristo.
53 Veja a conversão de Dwight Moody e muitos daqueles. Vê você? Apenas uma pequena velhinha, com um… Uma velhinha lavadeira com uma mensagem no seu coração para fazer algo para Deus, e ela alugou um velho estábulo para cavalos e pediu um ministro para descer e pregar. E ninguém, exceto um garotinho com seus cabelos batendo no seu pescoço, e — usando suspensórios de seu pai, desceu até ali, e se ajoelhou no altar naquela noite: Dwight Moody que enviou meio milhão de almas para Jesus Cristo. Vêem? Aquela mulher tinha algo para fazer. Ela… era para um propósito. Ela era uma lavadeira para um propósito. Não despreze onde Deus te coloca, mas sirva Seu propósito. Haverá uma grande vitória em um destes dias, quando a batalha terminar.
54 Agora, observe, Moisés, ele foi atrás, ele focalizou suas lentes, e viu que aquele era o programa de Deus, o que ele teria que fazer. Ele desceu. Ele lutou duramente. Ele teve muitos grandes combates. Mas uma de suas grandes batalhas de prova, eu gostaria de — trazer isto… Quando ele havia realizado mostrando sinais e maravilhas, através de coisas diferentes que Deus havia lhe mostrado, ao falar a Palavra aquilo se tornava matéria e acontecia. A mesma coisa temos hoje, fale a Palavra sobre o enfermo, e A observe curar, e faça estas outras coisas que a Palavra de Deus falou através de lábios humanos. “Se disseres a este monte ‘Mova-te,’ e não duvidares, mas creres que o que disseres acontecerá, terás o que disseres.” Assim disse Jesus. Agora, cremos nisto, e se segurem nisto, e tomem isto, e creiam nisto. E agora, Moisés havia feito aquilo. E ele desceu ali, e Deus havia provado estar com ele. Mas depois de tê-lo reunido, Deus. . .
55 Isto parece com a vida cristã… se a pessoa não está absolutamente centralizada em Cristo, a vida cristã parece reter muitas decepções. Mas estas decepções são — são a vontade divina de Deus acontecendo por nós. Agora, não parece que isto seria aquilo, mas é a maneira de Deus fazer as coisas. Ele nos deixa chegar ao rio para ver o que faremos. Moisés guiou os filhos de Israel diretamente para o caminho do dever, e o exército de Faraó estava atrás dele, e a poeira se levantando de meio milhão de homens do exército. E aqui estavam dois milhões de judeus desamparados sem nada ali de pé, homens, mulheres, crianças, e assim por diante. E o Mar Vermelho o havia barrado, e o Mar Morto o havia cercado. Ele… não havia nenhum lugar para ir. Vêem? Mas Moisés teve um dia-V quando ele orou. Ele saiu e começou a clamar ao Senhor e o Senhor disse: “Por que você está clamando a Mim? Eu te comissionei para fazer isto. Diga aos filhos que sigam na linha do dever.” Amém. Aí está você. “Não clames a Mim. Você está comissionado a levar estas pessoas para lá. Apenas lhes diga para seguir em frente. Permaneça corretamente no caminho do dever. Amém. Que coragem isso deve ser para a pessoa que está enferma, que coragem isso deve dar para o apóstata. Volte e comece de novo. Permaneça na linha do dever. Abrir os Mares Vermelhos é obrigação de Deus. É obrigação de Deus. Você apenas fale e siga em frente. Isto é tudo o que você tem que fazer.
56 E Moisés, o grande dia-V, estava no mar lá embaixo. Oh, que dia-V foi aquele para Moisés e para os filhos de Israel que obedeceram a voz de seu profeta. Quando eles falaram e seguiram… Moisés disse: “Não tenho eu… Vocês já viram dez milagres e ainda duvidam.” E ele começou a andar em direção ao mar com aquela vara em sua mão. E Deus mandou um vento à noite e soprou o mar de um lado para o outro, e eles atravessaram em terra seca: um dia-V. Veja aqui, eles se colocaram mesmo… Nosso texto hoje diz que eles pararam e “cantaram os cânticos de Moisés no mar de vidro misturado com fogo.” Vêem? Veja, eles cantaram… Moisés, quando ele atravessou e ele não sabia o que fazer, e ele chegou… Aqui vem o exército de faraó tentando personificar as coisas que ele estava fazendo, confrontos carnais. E o que aconteceu? O mar caiu em cima deles e os afogou, cada um. E eles viram os feitores mortos. Miriã agarrou um tamborim e desceu às margens, batendo este tamborim. E as filhas de Israel a seguiram gritando, e batendo os tamborins, e dançando. E Moisés cantou em espírito. Se aquela não foi uma reunião dos velhos tempos do Espírito Santo, eu nunca vi uma. [Espaço vazio na fita — Ed.] “Estes egípcios para os quais vocês estão olhando hoje, vocês nunca os verão outra vez.” Amém. Que dia. Está tudo terminado. Algum dia haverá outro dia-V para o cristão também. Isto é correto.
57 Observe, Josué teve um dia-V no rio também. Josué teve um dia-V em Jericó. Ele com certeza teve. Ali onde ele havia atravessado, ele primeiro teve um dia-V no rio. Ali estava ele no mês de abril, provavelmente um milha para atravessar o Jordão, porque lá em cima do topo das montanhas lá, a neve estava derretendo. E sobre todas as planícies, o rio se espalhava. E sem dúvida o inimigo teria dito: “Agora, Deus é um — um general, Ele não é? Guia seu exército até aqui em cima na época da primavera, quando o rio está pior, quando é a pior época para atravessar, e então guia Seu exército aqui em cima, e os guia para atravessar.” Não, Deus deixa as decepções acontecerem para mostrar a vitória. Oh, se pudéssemos apenas ver aquilo. Vêem? Se você pudesse apenas ver que estas coisas que parecem te ferir tanto, e estão te contrariando, elas são provas. Elas são coisas que ficam quietas, foque sua lente na Palavra de Deus, e fale a Palavra. E apenas siga andando em frente. Isto é tudo que há de se fazer com isto. Chegamos a um tempo quando dizemos: “Deus, eu não sei o que fazer. Eu estou de pé contra isto.” Fale uma Palavra. “Senhor, eu creio,” e apenas comece a andar para a frente. Deus faz a abertura do mar. Você apenas siga andando. Vêem?
58 Agora, descobrimos que Josué, bem naquela hora ele orou. E o Senhor lhe disse o que aconteceria. E ele teve um dia-V. Ele venceu. Então quando ele venceu o rio e chegou do outro lado, o que ele fez? Ele pegou a arca, pois a Palavra estava dentro da arca, ele apanhou aquilo primeiro. Então os cantores e os demais vieram atrás dele. Mas a arca seguiu primeiro. Quando Israel ia para a batalha, a primeira coisa que ia na frente eram os cantores, e os cantores seguiam cantando. Então eles tocavam as trombetas e assim por diante. Então a arca era movida. Então quando a arca se adiantava, então eles colocavam a arca no chão e — a batalha começava. Observem. Mas agora, quando Josué tomou a Palavra primeiro e colocou a Palavra primeiro, ele atravessou um… Deus lhe havia dito: “Como fui com Moisés, assim serei contigo. Não falharei contigo; Eu — Eu estarei contigo. Ninguém ficará diante de você todos os dias de sua vida. Eu estarei bem ali. Não temas o que acontecerá. Eu estarei bem ali.” Então com uma comissão como esta, o que poderia Josué fazer a não ser colocar a Palavra primeiro? Amém. Aí está você. Com uma comissão de Deus, coloque a Palavra primeiro. Isto trouxe um dia-V. Oh, isto tem que vir; isto é tudo.
59 Ele colocou a Palavra primeiro e o que aconteceu? A primeira a descer à água foi a arca. E quando isto aconteceu, o mar se abriu, ou melhor, o rio, e eles atravessaram. Então o que ele faz depois que chega ali? Qual é a próxima coisa que acontece? Quando ele chega ali do outro lado ele descobre que todos eles estão cercados por causa do seu medo, quando se apoderou dele. Mas um dia ele se encontrou com o capitão chefe, ele teve outro dia-V. Ele lhe disse exatamente o que fazer, e as muralhas de Jericó caíram. Como ele fez isto? O homem natural olhando através das lentes ali diz: “Agora, Tu me trouxeste até aqui, e aqui estou. Veja a oposição. Ora, eles estão todos do lado de dentro com suas fundas. Se alguma vez nos aproximarmos daquela muralha, ai de nós. Eles têm pedras ali em cima, grandes fundas… Eles possuem lanças; eles possuem arcos; eles têm tudo colocado ali. E eles apenas…” Mas veja, Josué colocou Deus primeiro. E quando ele… Não é como você chegará lá. Isto é com Deus. Apenas siga se movendo; siga a Palavra. Ele disse: “Marchem ao redor por sete dias. E no sétimo dia marchem sete vezes. E em — na última volta, façam soar a trombeta.” Deus ordena que tire fora o natural, e que o espiritual possa se mover, e a muralha cair. E eles seguiram diretamente e tomaram a coisa. Sim, senhor. Deus teve então um dia-V.
60 Abraão teve um dia-V, depois deste filho estar há muito tempo prometido, Deus o estava testando pelo seu amor e sua lealdade, para mostrar que semente somos se cremos em Deus. E Abraão teve um dia-V. Então o que foi isto? O dia em que ele deixou as terras das planícies de Sinar? Não exatamente. Ele atravessou (Isto é correto) o Eufrates, e saiu deste outro lado para peregrinar. Aquele foi um bom dia. Aquele ainda é um tipo de… Mas seu principal dia-V foi lá em cima no monte Jiré, quando ele subiu ali naquele dia, foi quando Deus lhe deu o teste final, quando ele teve seu filho único. Ele disse: “Agora, Abraão, leve-o ali em cima naquela montanha e ofereça-o como sacrifício. Eu te fiz pai das nações. Aqui está… A única coisa que te faz pai das nações é através deste filho. E eu quero que você o mate.” Oh, vê você isto? Destruir tudo. Destrua cada propósito. “Aqui está você, Abraão, você está com cerca de cento e quatorze, quinze anos de idade agora. E você esperou por vinte e cinco anos pelo bebê. E agora o garoto está com quinze ou dezesseis anos. E eu quero que você o leve até ali em cima e o mate, para que então eu possa fazer de você um pai das nações.” Oh, que coisa. Sim.
61 Abraão não se moveu. Ele nunca — nunca titubeou na Palavra de Deus, disse: “Sim, Senhor. Aqui vou eu,” apanhou a lenha, e levou Isaque até o topo da colina, exatamente em obediência. Por que? Ele colocou os mandamentos de Deus em primeiro lugar. Como ele seria o pai das nações, sendo que ele tinha apenas um filho, e com mais de cem anos agora? Como fez ele aquilo? Porque ele disse isto: “Eu…” ele percebeu, que se Deus foi capaz de dar a ele Isaque, como um da morte, Ele também poderia ressuscitá-lo da morte novamente. Agora, amigos, o Deus que tem nos levantado das coisas do mundo e da corrupção desta terra, não pode Ele nos dar muito mais a Vida Eterna, e nos colocar em uma terra onde não há morte? Vêem? Nós olhamos para estas pequenas provas, e achamos que são grandes coisas, ora, elas não são nada a não ser pequenos momentos de teste. Vêem? Deus testou Abraão. Mas quando ele obteve o seu dia-V, foi quando ele subiu ali em obediência à Palavra.
62 Como dizemos hoje… eu sei; eu ouvi um ministro em algum tempo atrás ler Atos 2:38. Mas ele saltou. Então ele disse: “E Pedro disse que eles deviam ser batizados e então — então eles receberiam o Espírito Santo,” falhou em ler o restante disto. Por que? Veja, as organizações lutaram com a mesma coisa. Agora, você tem a idéia? Veja, por que você faz isto? O que te faz passar por estas coisas? Se a Bíblia diz isto, leia exatamente da forma que Ela o diz, e diga a mesma coisa que a Bíblia diz. É aí quando você tem o seu foco ajustado. Vêem? Volte para o que a Palavra diz. Agora, encontramos que o… Você obtém seu… Você está — você está fora de foco ali.
63 Agora, Abraão havia focado corretamente, porque Deus disse: “Farei de você o pai das nações,” quando ele tinha setenta e cinco anos de idade e Sara sessenta e cinco. E ele creu em Deus. Ele… O que ele fez? Ele colocou seu foco sobre o que o Assim Diz o Senhor era. Sim, senhor. E ele seguiu diretamente com aquilo, com o que o Assim Diz o Senhor era. Dia após dia ele andava; ano após ano ele caminhava, confessando tudo contrário ao que era — não era correto. Não senhor, isto teve que ser daquela maneira. Assim disse Deus. Eu imagino algum de seus inimigos andando por ali dizendo: “Pai das nações, quantos filhos você tem agora?” “Não faz nenhuma diferença quantos eu tenho agora, eu sou o pai das nações; isto — isto é tudo.” “Como você sabe?” “Deus disse assim. E está determinado. Isto é simplesmente tudo o que há nisto. Deus disse isto, e pronto.” Então ali foi Abraão. E ele finalmente chegou àquela própria… Então, veja, sendo tão leal; mais leal, mais provas. Vêem? Então Ele o trouxe diretamente de volta.
64 Agora, recordem. Quando… Deus te considera digno quando você tem uma prova. Agora, não falhe nisto, em obter isto. Quando você tem uma prova, ou um teste, isto mostra que a graça de Deus encontrou… Você encontrou graça com Deus. E Deus crê que você suportará o teste. Você recorda, Ele fez a mesma coisa através de Jó. Satanás disse: “Oh, sim, eu vi Jó lá embaixo.” Deus disse: “Ele é um servo perfeito. Não existe ninguém na terra como ele. Não existe ninguém como Jó. Ele é um homem perfeito. Agora, ele — ele — Meu… Ele é Meu orgulho e alegria.” Satanás disse: “Oh, claro. Ele tem tudo o que ele pede.” Disse: “Deixe-me estar com ele uma vez.” E disse: “Eu — eu o farei te amaldiçoar em sua própria face.” Disse: “Eu simplesmente farei com que ele te amaldiçoe.” Deus disse: “Ele está em tuas mãos, mas não tire a sua vida,” Vêem? Deus tinha confiança em Jó. Amém. [O irmão Branham bate palmas — Ed.]
65 E quando parecer que tudo está indo errado, é porque Deus está te dando uma prova. Ele tem confiança em você. Ele não tem que te mimar por aí. Você não é uma planta sensível de canteiro, um híbrido. Você é um cristão verdadeiro. E Deus está te dando um teste, Veja o que você fará com isto. Amém. Não é de se admirar que Pedro dissesse: “Estas provas de fogo, ora, conte-as com alegria. Elas — são mais preciosas do que ouro.” E muitas vezes nós hesitamos: “Oh, bem. Se eu somente…” Bem, aquilo — bem, aquilo é algo que Deus te dá para vencer. Ele — Ele — Ele sabe que você fará isto. Ele — Ele — Ele coloca sua confiança em você
66 E, Ele creu em Abraão… ou melhor, Abraão creu em Deus. E Deus disse, sem dúvida disse a Satanás: “Eu simplesmente posso te provar que ele Me ama.” Disse: “Eu… Ele crê naquela promessa porque Eu lhe disse.” Então ele levou seu filho para cima do monte, amarrou suas mãos para trás. Pois — era o dia em que Deus havia dito. O pequeno Isaque ficou desconfiado, você sabe. Ele disse (Gênesis 22), ele disse — ele disse: “Pai…” Ele disse: “Aqui estou, meu filho.” Ele disse: “Aqui está a lenha, aqui está o — o — o altar e tudo mais. Mas — mas – mas onde está o cordeiro (Vêem?) para — para o — o — o sacrifício?” Ele começou a se sentir meio estranho. “O que — o que é tudo isto? Nós — nós esquecemos algo.” Não faz nenhuma diferença o que você pensa que deixou para trás. Você deixou o companheirismo e tudo mais. “Bem, você tem que ter suas festas de cartas, você tem que fazer isto. Você tem que beber um pouquinho, você deixou…” Você não se esqueceu de nada, siga em frente, obedeça a Palavra (Vêem?); isto é tudo. Apenas obedeça a Palavra. Você não esqueceu nada. Apenas obedeça a Palavra. Ele disse: “Deus disse, ‘leve-o até ali em cima,’” e ele — ele subiu aqui em cima do monte. “Eu tenho que fazer algo. Então eu farei isto.” Então ele subiu ali, e amarrou suas mãos, e o deitou sobre o altar assim. Isaque nunca murmurou: obediente (Vêem?), tipo de Cristo. Então quando ele puxou a faca de sua baínha, ele tirou seu cabelo de sua face para tirar a vida dele, aquele foi o dia-V de Abraão (Oh, que coisa), quando ele testou o próprio limite do seu filho único.
67 Agora, se você é simplesmente espiritual, leve isto para a prova quando Deus te der o dia-V. O que Ele amava… Deus amou tanto a raça degradada de Adão. Nós entraremos nisto daqui a pouco. Observe dia-V, o dia-V de Abraão foi no monte Jiré, onde o Senhor proveu-lhe um sacrifício no lugar de seu filho. Amor (Vêem?), amor… Naquele dia, Abraão provou a Deus, sem nenhuma sombra de dúvida, a sua lealdade. Abraão provou para Deus sua fé Nele, pois ele disse: “Eu tive este garoto quando eu estava com cem anos de idade crendo em uma promessa, e Ele me disse que eu era o pai das nações. Se Ele me pede para tirar sua vida, Deus é capaz de ressuscitá-lo da morte.” Oh. Que coisa, oh, que coisa. Aquilo deveria fazer um presbiteriano gritar, não deveria? Vêem? “Agora, Ele — Ele — Ele me deu a promessa, e Ele — Ele — Ele me mostrou agora a — a evidência disto. Amém. Ele — Ele me provou isto, que Ele guarda Sua Palavra.”
68 Bem, onde Ele nos apanhou? De que tipo de confusão eu saí? De que tipo você saiu? Onde estão nossos pensamentos nesta manhã? O que ele tem provado ser no nosso meio? Não há dúvida a respeito disto. Nosso — nosso — dia-V é seguro. Temos que tê-lo. Ele provou isto. Abraão disse: “Ele me provou isto. Eu não tinha filho. Eu era — eu era um velho. Eu estava estéril e minha esposa — seu ventre estava morto. E estávamos — ela estava com sessenta e cinco e eu estava com setenta e cinco, mas Deus disse ‘vou te dar um bebê através dela.’ Aquilo estava determinado. Aquilo era tudo.” Abraão disse: “Eu creio nisto.” Então Deus colocou sobre ele vinte e cinco anos de prova. Isto não quis dizer nada para Abraão. Ele ficou mais forte do que ele estava primeiro, continuou louvando a Deus. Não é de se admirar que Deus olhasse para baixo e dissesse: “Que servo.” Disse… Satanás disse: “Oh, sim.” Ele disse: “Mas eu — eu provarei que ele Me ama. Leve-o até em cima da colina e destrua a própria evidência. Leve-o ali em cima.” E Abraão subiu para fazer aquilo. Isto é correto.
69 E Abraão, quando ele começou a tirar a vida de seu filho, o Espírito Santo agarrou sua mão, disse: “Abraão, pare sua mão, eu sei que você Me ama.” Amém. Este é o tipo de pessoa que eu desejo ser: amar a Deus não importando o que aconteça. “Pare sua mão.” Faça você a prova mesmo onde estiver, contra seu próprio pensamento, mas desde que a Palavra diz assim, faça isto de qualquer modo. Vêem? “Pare sua mão. Eu sei que você Me ama, porque você nem mesmo poupou o seu filho único de mim.” Disse: “Bênção, eu te abençoarei,” disse: “sua semente se colocará na porta do inimigo, e a conquistará.” Oh, que coisa. Ele o fez também. Daqui a pouco vamos pegar aquela semente de Abraão ali. Correto. O que… Dúvidas haviam se ido de Abraão. Quando ele ouviu a verdadeira Palavra, as dúvidas foram embora. Quando ele viu Deus vindicar a Palavra, as dúvidas o deixaram. O amor tomou seu lugar. “Eu sei que você Me ama, Abraão. Não duvida de Mim nem um pouquinho. Não importa quanto tempo você teve que esperar, você continua me amando. E eu lhe pedi para destruir a própria evidência que eu te dei. Te dei a evidência e então pedi para que você a destruísse. E você Me ama tanto, você guarda Minha Palavra sem se importar com o que ela seja.” Amém. Aquele foi um verdadeiro dia-V para Deus também.
70 Jacó teve um dia-V certa vez. Ele estava com medo de voltar a seu irmão, porque ele havia feito mal. Mesmo assim, o Espírito Santo começou a adverti-lo no seu coração: “Volte para sua terra natal de onde você veio.” Ele veio da terra natal. “Você procedeu mal lá, agora estou te mandando de volta.” E quando ele chegou… Aproximou, ele teve… Claro, certamente. É por causa disto que o diabo fica assim atrás de nós. Vêem? É por isto que o diabo fica assim atrás da noiva, a igreja e assim por diante agora. Está se aproximando do dia-V. Isto é correto. Ela está bem perto. É aí quando o inimigo faz sua pior desordem. A Bíblia diz: “Ai da terra, porque o diabo, é como um leão que ruge nos últimos dias, saindo por aí devorando o que ele deseja.” Vê você? Ai deles, as perseguições e coisas que aconteceriam. Segure bem nisto. Não se mova para a direita ou esquerda. Fique bem com aquela Palavra. Assim disse Deus. Aquilo faz isto.
71 Jacó, desejando em seu coração, tudo parecia estar errado; ele queria voltar para casa. O Espírito Santo o estava guiando. Ele fez uma promessa para Deus. Ele tinha que voltar para Betel para pagar estes dízimos, e então… E aqui, em seu caminho de volta ele descobre que Esaú, seu irmão inimigo, estava bem do outro lado do rio esperando por ele com um exército. Então Jacó era um covarde, mesmo ele tendo as bênçãos de Deus. Deus havia prometido que o abençoaria. Ele tinha a primogenitura. Amém. Que tipo da igreja hoje com o batismo do Espírito Santo, com a promessa da Palavra de Deus para vindicar isto. [Espaço vazio na fita — Ed.] …porque você se torna parte daquela Palavra — a primogenitura. E Jacó tinha a primogenitura. Amém. Ele tinha… O seu irmão não se importava com isto. E ele tinha a primogenitura, porque seu irmão lhe vendeu por um prato de lentilhas. Do mesmo modo tem a igreja no mundo hoje vendido sua primogenitura. E graças a Deus, nós a temos. Sim. Nós a temos. O que nos leva a importar com a união das igrejas, e a Liga das Nações, e todas estas coisas, uma vez que você tem a primogenitura?
72 O que a igreja precisa fazer, é fazer como Jacó: orar até você conseguir um dia-V. E Jacó teve uma festa de luta. Ele lutou a noite inteira com o Senhor. Mas ele disse: “Eu não Te deixarei ir até eu obter esta vitória.” E então por volta do clarear da manhã, ele teve o dia-V. Ele não andou mais do mesmo modo. Mas deste lado ele era grande, forte, temente membro da igreja. Mas do outro lado ele era um pequeno sacerdote — sacerdote manco, ou melhor, príncipe, um pequeno príncipe manco com coragem suficiente para lutar com todo o exército. Esaú disse: “Eu guarnecerei seu exército.” Ele disse: “Eu não preciso.” Ele havia tido um dia-V. Não precisamos de suas organizações. Não precisamos de suas — suas coisas deste mundo. Não precisamos de sua — não temos que corresponder com as coisas deste mundo. Tivemos um dia-V. Combatemos um dia, ou uma noite.
73 Oh, como eu lembro do combate, quando eu — quando eu tive que morrer para mim mesmo. Mas ali chegou o dia-V quando eu obtive a vitória. Então a Palavra de Deus se tornou correta; a Igreja Batista para mim não era mais que outra organização. Isto é correto. Eu tive um dia-V. A Palavra de Deus é correta. O Dr. Davis disse: “Ora, você se tornará um santo rolador.” Eu disse: “Um santo rolador, ou não santo rolador…” Em cima… lá embaixo no Green’s Mill quando passei a noite inteira em oração, até que o anjo chegou naquela manhã naquela Luz, disse o que… eu estava tentando me livrar da própria coisa que Deus me deu para lutar com ela, as visões, quando eles estavam me dizendo que elas eram do diabo. Então Ele veio, me dizendo, citando as Escrituras: “Não disseram eles as mesmas coisas a respeito do Filho de Deus,” e assim sucessivamente? Eu tive um dia-V. Não mais daquilo para mim. Eu parti para os campos e ao redor e ao redor do mundo: um dia-V. Veja, Jacó teve este dia-V. Ele lutou a noite inteira. Mas quando o dia começou a romper, aquele foi um dia-V para ele.
74 Todas estas grandes vitórias e coisas, falando a respeito destas coisas, não há nenhum ponto de parada ali? Todas estas grandes vitórias foram ótimas. Apreciamos cada uma delas. Todas elas foram grandes vitórias. As grandes vitórias das guerras, e as grandes vitórias das guerras espirituais, e assim por diante, foram grandes. Mas, observe você, nenhuma delas durou. Vêem? Nós temos uma grande vitória, temporariamente. Agora, nós apenas… Nós descobrimos aqui, há não muito tempo atrás, quando fomos para a guerra com o Japão, ora, eu — eu… Em nossa própria casa havia algumas pequenas bugigangas. Alguém nos dava um pouquinho, oh, enfeites, você sabe, um pequeno… como uma boneca. E estava escrito nela: “Made in Japan.” Um sujeito a jogava no chão quebrando-a. Vêem? E se você dissesse: “Made in Japan”, eles jogavam aquilo fora… eles desciam até as lojas de dez centavos, um punhado de ‘Rickys’, você sabe… não… pessoas delinquentes. Entravam ali, nas lojas de dez centavos só para agir espertamente (Vêem?), entravam e pegavam as coisas do Japão. Eles queriam mostrar sua lealdade à nação. Vêem?
75 E quanto a Deus, riem em sua face. Vêem? Se eles facilmente entravam nas lojas de dez centavos e viravam os balcões, e coisas assim, porque eles tinham pequenas bonequinhas e enfeites e coisas ali, feitas — feitas no Japão porque eles estavam em guerra com ele, que tal fumar cigarros, e beber, mentir, roubar, e coisas assim (Vêem?), para o verdadeiro exército de Deus? Eles queriam ser leais. Que tal nós sermos leais? Se eles fossem para a cadeia por fazer aquilo, que diferença isto fazia? Eles queriam ser leais à nação, à bandeira. Mas os cristãos têm medo, às vezes, de falar. Vêem? Esta é a razão pela qual precisamos de mais dias-V, quando você pode conquistar a si mesmo. Vêem? Deixe Deus te conquistar através do Seu poder de amor.
76 Todas estas grandes vitórias foram vitórias temporárias, mesmo para Moisés. Israel foi diretamente para o cativeiro de novo. Sempre entrando e saindo, nós os encontramos entrando e saindo. Muitos heróis continuam lutando e morrendo. Eles ainda o fazem nas guerras com o foco natural da lente. Eles fazem isto no espiritual. Heróis lutam e morrem. Como poderíamos descer. Eu tenho uma porção de linhas anotadas aqui, como Daniel, e os filhos hebreus, e aqueles grandes vitoriosos lá atrás que ganharam as vitórias. Mas eles continuamente… Finalmente chegou uma coisa chamada morte, e os tomou. Vêem? Não importa, eles seguiram em frente (Vêem?), continuaram lutando, morrendo, lutando, morrendo, ganhando vitórias, morrendo, ganhando vitórias, morrendo. Mas, veja você, depois de tudo, o homem não foi feito para morrer. O homem foi feito para viver. E não importa quantas grandes realizações fez ele, ele continua morrendo do mesmo modo. E quando ele vai para a sepultura, eles o enterram, e aquilo termina. Eles marcaram sua sepultura com uma pedra tumular ali em uma sepultura, e aquilo — aquilo é o fim disto. A morte o engoliu. Aquele grande Moisés, grande Josué, os grandes profetas da Bíblia, aproximadamente todos eles, exceto dois ou três, sabemos onde estão suas sepulturas, onde eles a marcaram. A morte os engoliu e os levou. Vêem?
77 Mas um dia, ali veio uma batalha. Ali desceu o Chefe Guerreiro, Jesus Cristo, o Filho de Deus. E ali houve uma Páscoa. Aquele foi o verdadeiro dia-V. Depois de Jesus ter lutado e prevalecido… Ele lutou contra cada inimigo que havia para ser derrotado. A primeira coisa, quando Ele nasceu, Ele nasceu com um nome sujo para começar. Entre as pessoas como um Filho ilegítimo. Ele lutou Consigo mesmo através daquilo, Maria, tendo este bebê através de José sem que fossem casados. Ele veio no meio das criancinhas com um nome. Mas em Seu coração, Ele sabia que Ele era o Filho de Deus. Vêem? Ele lutou com aquilo. Ele chegou nos dias onde Ele faria Sua decisão do que Ele faria, depois Dele receber o Espírito Santo. Ele chegou ao dia em que Satanás O levou até em cima na montanha e lhe mostrou todos os reinos do mundo, e disse: “Farei de você um rei. Agora, você diz que é o Filho de Deus. Você tem poder. Eu lhe darei o governo de todas as nações,” simplesmente o que o anticristo está tentando ser hoje. Mas ouve um dia-V. Ele lutou com aquilo. Disse: “Se Tu és o Filho de Deus…” Ouve um tempo quando ele foi desafiado através da Palavra. “Se Tu és o Filho de Deus, ordene que estas pedras se transforme em pão. (Vêem?) E está você com fome, coma agora. (Vêem?) Se Tu és o Filho de Deus, você pode fazer isto.” Ele poderia. Isto é correto. Mas tinha que haver um dia-V.
78 Ele teve a vitória sobre aquela tentação. Vêem? Ele venceu a… Disse: “Agora, você pode ser uma grande pessoa. Você pode mostrar a você mesmo, o que você é.” O levou até ao pináculo do templo e disse: “Pule. Eu citarei as Escrituras para você: ‘Está escrito, que Ele daria aos anjos poder a qualquer tempo que tu tropeçasses teu pé sobre uma pedra, eles te sustentariam’”. Veja quão teólogico é Satanás. Vêem? “Para trás de Mim, Satanás,” veio a Palavra. Foi o dia-V. Ele veio para cada dia-V. Ele chegou na presença de — da mãe da mulher de Pedro deitada ali doente com febre. A febre estava arrazando seu corpo. Eles precisavam de ajuda. Ele se aproximou e tocou em sua mão. Satanás simplesmente não suportava a Sua presença. Certamente não. Então Ele chegou ao lugar onde havia morte em uma — em uma família. Chegou ao lugar onde o homem chamado Lázaro, um amigo seu, havia morrido e estava sepultado, e — e deitado ali na sepultura — e fedendo, por volta do quarto dia. O corpo entra em decomposição em três dias (vêem?), setenta e duas horas, decomposição.
79 E ali era chegado o momento onde a vida e a morte se encararam. Aqui Ele é a Vida. Ali a morte havia levado Seu amigo. Era uma demonstração. Ele se aproximou da sepultura e ajeitou seus pequenos ombros para trás, e disse: “Lázaro, saia para fora.” Oh, que coisa. Aquela Palavra seguiu. Era a Palavra de Deus. A vida havia brotado por si mesma novamente. Lá detrás de algum lugar vem a vítima de volta com vida novamente. Claro. Ele ganhou a vitória. Isto é correto. Enfermidade, tentação, tudo o que poderia existir, Ele lutou através de cada pedacinho disto: um dia-V. Isto é exatamente correto. Então chegou o tempo quando o mundo inteiro estava em uma sombra, as regiões da sombra da morte. Cada homem, cada humano, cada profeta, cada grande homem, todos estes grandes heróis que Ele enviou, todos eles deitaram ali atrás. Ali deitou Abraão, Isaque, Jacó, José, todos eles deitaram na sepultura ali atrás, crendo. Nenhuma evidência além do que a Palavra de Deus disse. Assim Deus disse.
80 Veja Jó quando ele estava lutando bastante. Sua esposa, mesmo sua esposa, sua companheira, lhe disse: “Mesmo seu hálito tem se tornado estranho para mim,” e assim sucessivamente. Ele estava… Que momentos o homem teve, as tentações. E mesmo para seu… Bildade e todo o restante deles. Disseram… E mesmo Eliú tentou acusá-lo, e coisas assim. Mas ele sabia que ele havia ficado com a Palavra. E sua esposa veio e disse: “Jó, você parece miserável.” Disse: “Por que você simplesmente não amaldiçoa a Deus e morre?” Ele disse: “Tu falas como uma louca.” Oh, que coisa. Que herói. O próprio Jesus se referiu a ele: “Não ouvistes vós da paciência de Jó?” Jó se foi do posto do dever. Abraão se foi do posto do dever. Sim, senhor. Isaque se foi do posto do dever. José se foi do posto do dever. José disse: “Não me enterrem aqui embaixo. Me sepultem ali em cima. Vêem? Me enterrem ali em cima com meus pais. Me enterrem da maneira que eles foram enterrados, na Palavra, na planície em que eles foram enterrados, no lugar onde eles foram sepultados.” Esta é a mesma coisa comigo. Esta é a razão pela qual desejo ser sepultado no Nome de Jesus. Para aqueles que estão em Cristo, Deus os trará Consigo.
81 Então, descobrimos, e prosseguimos, e em frente, e em frente foram os heróis, heróis, heróis. E aqui veio o tempo em que o capitão Chefe que lhes haviam enviado… E eles tombaram no campo de batalha, grandes vitoriosos. Eles chegaram ao seu dia-V e eles ganharam a vitória sobre o inimigo. Eles, mesmo Josué teve… Um dia ele parou o sol com sua própria palavra, e ele não parou de brilhar. E o sol não se pôs por vinte e quatro horas. A Bíblia diz que nunca houve um homem antes daquilo, ou depois daquilo que alguma vez ordenasse e o sol parasse, pois Deus ouviu a voz daquele homem. Por que? Veja, ele derrotou todo o inimigo. Vêem? Eles estavam apenas — eles foram derrotados em todas as partes. E ele tinha que caçá-los e matá-los; isto é tudo que havia, porque aquela era a sua comissão. E ele sabia que se a noite chegasse, eles teriam tempo para se mobilizarem novamente e se reunirem e eles perderiam mais homens.
82 Então ele disse: “Eu preciso de tempo. Eu preciso de luz. Sol, páre.” Amém. Ó Deus. Deus ouviu a palavra do homem e parou o sol. E ele permaneceu no mesmo lugar por vinte e quatro horas até ele seguir, eliminou cada um dos inimigos e os trouxe. Eles não podiam… Não lhes deram tempo para que mobilizassem novamente. Ele continuou se movendo. E mesmo assim, Josué rendeu sua vida e se deitou no pó da terra. Mas quando este grande Príncipe chegou, Cristo, Aquele que Daniel viu… Aquele grande guerreiro Daniel no meio de todos os problemas e coisas assim, e o grande… Onde, se tivéssemos tempo, poderíamos nos referir a ele. Não obstante, ele deitou no pó da terra. Ele disse: “Repousarás na tua sorte naquele dia. Mas Daniel, tu levantarás novamente.” Agora, a promessa lhes havia sido dada, para todos aqueles heróis… Até que finalmente veio o tempo naquela hora crucial que isto deveria ser pago. Jesus veio à terra. Ele conquistou cada enfermidade. Ele conquistou tudo. Agora, Ele devia conquistar a sepultura. Ele conquistou a morte. A morte não podia permanecer em Sua Presença. Ele nunca pregou em um funeral. Não, senhor. A viúva de Naim saiu com seu filho assim. Ele parou e o ressuscitou. Oh, que coisa. Sim, senhor. Ele provou que Ele tinha poder sobre a morte.
83 Agora, há mais dois inimigos: este é a sepultura ali, e o inferno: hades, a sepultura. Então naquele dia quando Ele morreu de tal modo que o sol parou de brilhar, e a terra teve uma prostração nervosa, e as rochas rolaram pelas colinas, e coisas assim, Ele morreu. Ele desceu ao inferno; Ele conquistou a morte. Ele conquistou o inferno. Na manhã da Páscoa Ele conquistou a sepultura. Amém. Falar a respeito de um completo dia-V, um verdadeiro dia-V. Os trouxe para fora. E não somente isso, mas quando Ele saiu da sepultura, Ele trouxe os cativos que estavam ali. A Bíblia diz que Ele levou cativo o cativeiro. Saiu da sepultura trazendo Consigo todos aqueles heróis de lá do outro lado. Não sabe você que foi um grande tempo lá em cima aquele dia quando eles — quando eles entraram naquele Reino (que coisa), entrou no Reino de Deus, trazendo os santos cativos dali. Ele teve uma vitória completa, uma vitória completa. Ele trouxe todos os heróis mortos. Ele trouxe Abraão, Isaque, Jacó, Jó, todo o restante deles, os tirou da sepultura juntamente com Ele. Ele captou… Veja, Ele chegou à terra e Ele capturou a morte; Ele capturou o inferno; Ele capturou a sepultura; Ele capturou tudo.
84 E agora, Ele ressuscita (amém), com Seus santos Consigo. Agora: “Ele subiu ao alto e deu dons aos homens.” O que foi isto? Espadas, colocou espadas em sua mão, a Palavra (Vêem?) para conquistar. Oh, que coisa. Ele lhes deu aquelas espadas. Para que? A Palavra. Para conquistar o que? Enfermidade, pecado, superstições, o mal, para trazer cada criatura viva que deseja viver, trazendo cada uma delas para a realização pois “porque eu vivo, vós também vivereis.” Temos que lutar pela fé. Vamos lutar o bom… Completar nossa vitória, pois nossa vitória completa é positiva. É claro. Isto tem que ser. Temos os primeiros frutos disso. Nós temos evidência disto em nossos corações agora, porque já deixamos a primeira batalha para trás. Temos sido capazes de conquistar, através da fé de Jesus Cristo. Tivemos um dia-V.
85 Eu recordo aqui embaixo, que — por volta das dez horas certa noite, ou quando eu estava lá embaixo ali naquela pequena velha garagem orando: “Deus, mate-me ou salva-me.” Eu fui às igrejas; eles queriam que eu subisse e estreitasse as mãos do pregador. Eu disse: “Eu quero algo mais que isto,” Vêem? E então naquela garagem naquela noite quando eu disse: “Deus, eu não posso ir mais adiante. Eu morrerei.” E quando eu estava ali naquele velho edifício molhado e meus joelhos… Eu estava ajoelhado em um velho saco de capim com minhas mãos para cima, dizendo: “Deus, eu não sei como falar, Senhor.” Eu quero Lhe escrever uma carta para lhe pedir que me perdoe. Eu não sabia como orar. Eu queria ser perdoado. Eu tinha prometido aquilo, quando eu estava morrendo na cama, e Ele me deixou… Quando o médico havia me desenganado, meu coração estava apenas batendo dezessete vezes por minuto. E você sabe quão devagar isto é. Ele disse: “Ele está morrendo,” e eu ouvi aquilo. Disse ao meu pai, e ele puxou as cortinas ao meu redor.
86 E ali, naquele quarto, naquela hora, eu vi pessoas vindo de todas as partes, aquela cortina estava ao redor de mim assim. Eu ouvi aquela enfermeira chorando. Disse: “Ele não é nada a não ser uma criança (Vêem?) e aqui está ele partindo.” Um anestésico espinhal havia vasado e entrado no meu coração. Vêem? Estava batendo apenas dezessete vezes por minuto. Quando cheguei em casa, eu tive que provar que — que eu — eu amava a Deus. E eu — eu desci ali naquele terreno, e eu disse: “Eu — eu não sei como orar.” E eu — eu mordia na unha do meu polegar. Eu pensei, talvez… Eu tinha visto gravuras. Eu postarei as minhas mãos assim, colocarei meus dedos juntos. E eu disse: “Querido Senhor, eu gostaria de falar Contigo.” Eu ouviria. Eu disse: “Eu não estou Te escutando.” Eu disse: “Eu postei minhas mãos erradas. Talvez eu devia fazer assim.” E eu coloquei minha mão. . .Eu disse: “Querido Senhor, eu… Jesus Cristo, eu gostaria de falar Contigo.” Eu disse: “Senhor, eu não Te ouço me responder.” Eu tinha ouvido outras pessoas dizerem: ‘Deus falou comigo.’ “Agora, eu gostaria de conversar Contigo. Eu Te prometi que eu faria isto. Agora, eu queria falar de novo. Pode Você por favor vir e falar comigo, Senhor?” Eu pensei: “Não, eu não estou colocando minhas mãos da maneira correta, ou Ele teria dito alguma coisa.” Eu não sabia como fazer isto, nunca tinha orado na minha vida, não sabia o que fazer — naquela pequena velha cabana.
87 Um dia, então, eu pensei isto… Eu pensei: “De acordo com as Escrituras, como eu tinha ouvido ser lido, Ele era um homem. Se Ele foi um homem, Ele compreende como homem.” Isto é correto. “E agora, eu não sei se Tu estás me ouvindo.” O diabo disse: “Ora, você pecou e seu dia da graça acabou. Não existe mais. Veja, você foi tão mau que Ele — Ele não quer te perdoar.” Eu disse: “Eu não creio nisto. Eu simplesmente não posso crer nisto. Eu creio que Ele falará comigo.” Eu disse: “Senhor, eu não sei se eu cometi um erro, se minhas mãos não estão posicionadas de modo correto, ou seja o que for, Tu — Tu me perdoas por isto. Mas eu quero falar Contigo.” Eu disse: “Eu sou o mais baixo patife do mundo.” Eu disse: “Eu — eu fiz todas estas coisas. E — e corri de Ti e tudo.” E eu segui em frente conversando assim. E a primeira coisa que você sabe, enquanto eu estava conversando, através do quarto apareceu uma pequena Luz, e foi até o lado da parede e formou uma cruz de luz. Aquela luz… E começou a falar em uma língua que eu nunca, nunca tinha ouvido tal coisa como falar em línguas, nunca tinha nem mesmo lido a Bíblia. Eu procurava Tiago 5:14 em Gênesis. Eu estava olhando ali em cima, e eu vi aquela Luz, e estava falando em algum tipo de língua. Então Ela foi embora. E eu disse: “Senhor,” eu disse: “Eu — eu — eu não sei nada a respeito desta vida cristã.” Eu disse: “Se — se — se aquilo eras Tu falando comigo, eu não posso compreender a Tua linguagem, Senhor. Mas se — mas se Tu falares… Se — se Tu não podes falar a minha língua (vêem?), e eu — eu não entendo a Tua, mas talvez possamos compreender um ao outro assim. Se Tu voltares ali novamente, aquilo será um sinal entre mim e Ti que Tu tens me perdoado.” Lá estava aquilo de novo. Oh, falar a respeito de um dia-V, eu tive um, sim, um verdadeiro dia-V. Lá estava aquilo novamente, falando da mesma forma. E eu tive um dia-V. Oh, que coisa. E desde então quando Ele colocou a Palavra na minha mão, tenho lutado para ganhar o prêmio, para velejar através dos mares sangrentos.
88 Todos temos uma vitória. Temos lutado através de muitas vitórias, e uma grande vitória está vindo em breve, bem na esquina. Nosso dia-V completo será breve, quando o Filho de Deus romper os céus e gritar com a voz do Arcanjo, e Ele virá novamente. E as sepulturas se abrirão, e os mortos sairão. Eu acho que vocês ouviram minhas fitas aqui sobre a visão que tive recentemente, ou uma translação, ou seja o que foi no quarto; e subi ali e vi aquelas pessoas, exatamente como estou vendo você, esta Bíblia está aberta aqui diante de mim. E Deus sabe que isto é a verdade. Vêem? Lá estavam eles jovens, do mesmo modo… o mesmo que… Todos vocês estiveram nas reuniões, e viram aquelas visões — já viram alguma delas falhar? Não, senhor.
89 Recentemente Ele me enviou uma aqui, me disse o que aconteceu. Todos vocês — todos vocês sabem a respeito disto. Seguiu bem — bem lá estava, exatamente. Isto nunca falha. E estou lhe dizendo, como um pequeno grupo cristão assentado aqui nesta manhã, seguro na mão imutável de Deus. Vocês tiveram uma vitória temporária. Mas está chegando um completo e verdadeiro dia-V, quando Jesus virá, e a trombeta soará, e os mortos em Cristo ressuscitarão. E se você não tem essa esperança dentro de você, não deixe este dia passar sem obtê-la.
90 Ouvi uma coisinha há algum tempo atrás e eu gostaria de repetir. Isto veio… eu creio que foi Billy Sunday que fez a observação. Havia um garoto que havia cometido um crime. Eu não sei se vocês já tinham ouvido isto ou não. Ele havia cometido um crime; eles o jogaram na cadeia. E eles iam pegar… Ele estava em… E então ele teve um julgamento. E — e o juiz disse… E o júri saiu, e eles disseram: “Achamos este garoto culpado do crime, e nós…” O júri disse: “Pedimos pela sua vida.” E o juiz disse: “Eu — eu te sentencio a morrer enforcado em uma corda, até que sua vida mortal saia de você. E que Deus tenha misericórdia de sua alma.” E o rapaz foi levado para a prisão, e colocado em uma prisão interna, que ele tinha que permanecer até a hora dele morrer. E amigos chegaram ao juiz e disseram: “Juiz, nós ajudamos te eleger na cidade. Por favor, por favor não deixe aquele jovem morrer daquele jeito.” Acabei de chegar do Texas por outro…?… algo assim. Um jovem e uma jovem e Deus poupou suas vidas. Eles tinham que morrer três ou quatro dias depois daquilo. Eu acho que todos vocês viram isto no jornal. E vocês estavam comigo lá, e eles pouparam as suas vidas.
91 Então eles protestaram, e protestaram, e protestaram (o povo), que ele não fizesse aquilo. Então após algum tempo, foram ao governador do Estado… A mãe, do lado de fora da porta, um dia, caiu no chão, assim, e chorou para entrar. E finalmente, o homem apareceu. Disse: “A mãe daquele rapaz, governador, está — está lá fora, ela quer te ver.” E o governador disse: “Tragam-na para dentro.” E a mulher humildemente rastejou sobre suas mãos e pés até o governador, e agarrou em seus sapatos, e disse: “Senhor, aquele é meu filho. Não o mate. Não o mate. Ele é o único que eu tenho. Não o mate.” Disse: “Ele não quis fazer aquilo. Apenas lhe dê a vida na prisão. Mas não tire a sua vida, governador.”
O governador disse: “Bem, eu — eu descerei e o verei.”
Disse: “Correto…” Então o governador desceu até o pátio onde ele estava, eles entraram, e o rapaz quis ser arrogante.
Disse: “Tem alguém para te ver.” O governador entrou, e disse: “Jovem, eu gostaria de falar com você.”
Ele ficou bem arrogante, simplesmente se assentou abotoado, não disse uma só coisa.
Ele disse: “Jovem, eu gostaria que você falasse comigo. Eu quero falar com você.”
E o rapaz simplesmente agiu como se ele não estivesse nem mesmo lhe ouvindo.
E ele disse: “Jovem, eu posso te ajudar se você me deixar.”
Ele disse: “Saia daqui. Eu não quero ouvir nada que você tenha para dizer.”
Ele disse: “Bem, filho…”
Ele disse: “Cale a boca. Você não está vendo que estou nervoso? Eu não quero ouvir uma só palavra que você vai dizer.”
Ele disse: “Bem, eu vim…”
Ele disse: “Saia desta cela.”
Então ele saiu. Eles fecharam as portas. Então ele voltou… O sujeito — o — e o policial no pátio, na porta, disse: “Você é a pessoa mais tola.”
Ele disse: “Afinal quem era aquele maníaco?”
Ele disse: “Aquele era o governador do Estado.”
Ele disse: “Não, não o governador. O único homem que pode me perdoar, e eu o pus para correr da minha cela. O único homem que pode assinar o meu perdão, e eu o fiz correr de minha cela.”
Quando o governador saiu, disse: “Ele fez a sua escolha.”
92 Então a última coisa que o rapaz disse… Quando eles colocaram a máscara negra na sua face para enforcá-lo, quando eles puxaram a corda com força, colocando a máscara, ele disse: “Pense nisto. O governador esteve na minha cela e teria me perdoado se eu não o tivesse rejeitado.” Como sabermos nesta manhã, se o Governador não está de pé em nossa cela, nesta manhã? Não O rejeite. Se você nunca recebeu o perdão Dele, não apenas do governador, mas do Rei, Aquele que pode te perdoar. Ele pode estar de pé ao lado desta pequena cela na qual você tem vivido por muito tempo. Por que você simplesmente não O deixa entrar, se você não — não fez isto? Se você não se rendeu completamente a Ele… Um dia, você descobrirá que este pequeno e humilde caminho, que você pode pensar que é apenas um monte de bobagens, um monte de pessoas que não sabem sobre o que estão falando, você descobrirá. O Governador está aqui nesta manhã. Se você tem necessidade, se você está em uma pequena cela de enfermidade da qual você não pode sair, o Governador está aqui, o Governador do mundo. Ele é justo, e Ele te libertará. Ele veio; Ele assinou seu perdão; Ele apenas deseja te dar isto nesta manhã. Não rejeite isto.
93 Vamos inclinar nossas cabeças por um momento. Se você deseja uma verdadeira vitória agora, com sua cabeça inclinada, por que não se render e deixar o Governador do Estado — deixar o Governador assinar seu perdão nesta manhã? Ele está pronto para te tirar, te tirar do pecado, te tirar da incredulidade, te tirar da enfermidade, te tirar do que você quiser. Faça isto enquanto oramos. Agora, ore da sua própria maneira. Fale com Ele. Vêem? O guarda podia ter conversado com o governador. Aquilo não teria feito nenhum efeito. Vêem? O rapaz que tinha que conversar com o governador. Vêem? Você tem que conversar com o Governador. Se você está enfermo, fale com Ele. Se você pecou e agiu errado, fale com Ele. Ele tem um perdão para você.
94 Pai Celestial, estamos agradecidos. E eu, Senhor, estou em falta Contigo. Não há nenhuma maneira pela qual eu poderia pagar o débito de meu pecado. Eu estive em uma prisão um dia, porque eu nasci naquela prisão. Eu não sabia o que a liberdade significava. E o preço era tão grande que não pude pagar. Mas estou tão feliz pelo dia em que Tu visitaste minha cela, eu reconheci isto, que era o Único que podia perdoar. A única maneira pela qual eu alguma vez poderia ser livre e ter vitória, uma vitória completa, seria aceitar o perdão que Tu assinaste por mim. E hoje estou livre. Estou muito feliz, Senhor. Estou de prisão em prisão visitando aqueles que estão — que têm vacilos no casamento, aqueles que estão enfermos e têm febre, aqueles que estão doentes em uma prisão, aqueles que são pecadores e estão aprisionados, aqueles que têm frustrações e dúvidas, e estão aprisionados. Eu estou indo de cela em cela lhes dizendo que o Governador está passando, perdoando cada um, tirando cada um para fora.
95 Pai, Tu conheces os corações das pessoas aqui hoje. Que este possa ser um dia-V, um dia-V completo. Que este possa ser o dia quando cada um, Senhor, hoje possa receber a vitória. Conceda isto, Senhor. Que cada pessoa neste recinto hoje possa ser curada. Que este possa ser um tempo nesta parte do deserto que a voz de Deus possa falar através do — do fogo ardente da fé. Ó Deus. Aquele pequeno fogo da fé ardendo ali, aquela pequena esperança que está ardendo, que a voz de Deus possa falar através de cada prisioneiro nesta manhã, e dizer: “Hoje eu vim para te libertar.” Se há um garoto ou garota, homem ou mulher aqui, Senhor, que não Te conhece como seu Salvador, que aquela pequena voz possa falar, aquela pequena voz da fé possa falar agora e dizer: “Sim, eu creio que é Deus. Eu creio que Ele é tudo que eles dizem que Ele é.” E, Senhor, que aquela pequena fé possa lhes libertar neste exato momento. Conceda-o, Senhor. Abençoe-os, abençoe o irmão Isaacson aqui, Senhor. Nós amamos este jovem, e sua esposa, e seus filhinhos. Abençoe a igrejinha, ó Deus, pois estamos bastante felizes por eles. Estamos muito felizes em ver que eles têm um teto sobre suas cabeças aqui, e um lugar aqui. Tu és tão bom para eles, Senhor. E estamos tão agradecidos a Ti. Que eles sempre possam permanecer humildes, e dóceis na Presença de Deus.
96 Abençoe este estranho em nossa audiência. Abençoe os visitantes, Senhor. Oramos para que Tu estejas com eles. E se eles nunca receberam esta vitória completa, onde eles possam dizer “Amém” a cada Palavra que Deus fala, então, Senhor, que a fé que eles têm em Ti nesta manhã, possa confirmar cada Palavra com um “Amém.” Conceda isto, Senhor. Abençoe todos nós. Liberte os enfermos, e os aflitos. Que Tu possas ter toda a glória. E, querido Deus, que não aborreçamos agora depois disto, e recordemos que estas provas e coisas vêm sobre nós somente porque Deus nos ama. Ele as dá a nós, porque Ele tem confiança em nós. Ele crê que nós — que nós temos fé, e amor por Ele, que seremos capazes de vencer. Ele verá isto. E que não possamos nos aborrecer — e nos afligir em relação a isto. Que possamos apenas andar ali, e falar a Palavra, e seguir em frente. Os mares se abrirão. Os dias-V virão. Conceda isto, Senhor. E que este possa ser um dos maiores dias-V de nosso tempo. Abençoe-nos até nos reunirmos novamente, no nome de Jesus Cristo. Amém.
97 Eu gostaria de dizer isto, antes de eu partir. Eu tenho uma hora e meia para chegar a Tucson. É uma viagenzinha e tanto. Mas eu quero dizer isto, que eu realmente gostei de estar aqui, e sentir esta — esta fé que vocês têm. Nunca se afastem disto. Deixe aquele pequeno fogo arder e arder. E recordem, Deus fala naqueles pequenos fogos. Irmãos Isaacson, eu — eu apenas não sei como expressar que eu — quão agradecido pois você foi capaz de vir aqui, e — e sustentar o — o grupo reunido. Que Deus, meu irmão, possa sempre te dar força para continuar. E a vocês, pessoas que vieram ouvir, que Deus sempre possa vos conceder força, força divina, para continuar. Agora, se… eu acho que vocês terão uma pequena despedida formal em alguns momentos, da maneira que o irmão Isaacson… eu passarei o culto para ele. E se algum de vocês aqui, que têm — que têm estudado a respeito do batismo na água no Nome do Senhor Jesus Cristo, em vez de títulos de Pai, Filho, Espírito Santo, nosso pequeno pastor está aqui preparado — estará feliz em fazê-lo para executar o batismo. Se há algum problema em seu coração pelo qual você gostaria que ele orasse contigo, ele está bem aqui para fazê-lo. E tenho conhecido… eu o conheço, e — e o encontrei, e assentei com ele, e coisas, um excelente, gentil, pequeno espírito cristão se encontra naquele irmãozinho. E — e tenho certeza que Deus ouve uma oração como essa.
98 Havia um velho homem que vivia em nossa região, chamado Hayes. Ele era um grande velho homem. Ele era um… Todas as vezes que alguém… Ele era humilde e gentil. Mas… E alguns deles pensavam que ele era apenas um maníaco religioso ou algo. Mas, você sabe, quando qualquer um ficava doente, eles chamavam o velho papai Hay para vir orar por eles. Então aí ele não era nenhum ranzinza. Ele era apenas um homem verdadeiro. E aquele velho soldado, um infiel que vivia no topo de uma colina ali, tinha uma fazenda. Ele era amigo do meu pai. Meu pai bebia. Eu tenho vergonha de dizer isto, mas a verdade é a verdade, você sabe. A Bíblia é uma coisa que diz a verdade. Vêem?
99 Agora, nós temos um livro chamado história; ele diz que George Washington nunca disse uma mentira. Eu duvido disto. Eu duvido disto. Sim, senhor. Eu… eu — eu não — não creio nisto. Um garoto surgiu… Você é nascido em pecado, formado em iniquidade, vem ao mundo falando mentiras, diz a Bíblia. Então eu — eu duvido deste ponto histórico de George Washington. Mas isto apenas conta o lado bom do homem. A Bíblia conta os dois lados dos homens. Ló era um bom homem lá em Sodoma. Os pecados da cidade aborreceram sua alma justa. Mas Ela não falhou em contar que ele viveu com sua própria filha e teve um filho. Vê você? Ela conta os dois lados disto. Então devemos contar os dois lados.
100 Meu pai, bebendo, ele saiu com este infiel. E ele ria daquele velho homem. Ele sempre o estava criticando. O velho Pop Hay como o chamávamos, papai Hay, com apenas uma pequena orla de cabelo. Ele era um velho pregador. E eles — eles estavam querendo chuva certa vez. As lavouras estavam todas secando. E eles foram a uma igrejinha, não maior do que esta, chamada Pequeno Reino do Gambá, lá atrás em Kentucky. E quando eles foram ali em cima, eles disseram que ele disse… ele… O velho papai Hay tinha uma frase que ele dizia: “Querido, abençoe minha alma.” Um sujeitinho humilde, cavalgando em um velho cavalo, velho pregador itinerante. E eles o pagavam com, talvez um cesto cheio de abóboras secas, você sabe, e seja mais o que for que eles tinham, você sabe, e alguma banha ou algo que… você sabe, esta era a forma que eles pagavam os velhos pregadores itinerantes. Muitos de vocês lembram aqui dos velhos pregadores itinerantes do oeste.
101 E um dia todas as lavouras estavam secando. E o velho papai Hay disse: “Bem, querido abençoe minha alma.” Depois dele ter tido um pequeno culto como este, disse: “Se algum de vocês deseja ficar e orar por chuva, para que Deus poupe sua lavoura,” ele disse: “fiquem comigo.” E toda a igreja ficou bem ali com ele. Pop, do lado de fora, saiu, simplesmente um companheiro havia tirado a cela de seu cavalo, a colocou — na igreja, porque ele sabia que ia chover. E aquele velho homem se ajoelhou no altar. Ele nem mesmo levantou de seus joelhos. Disse que mais ou menos uma hora depois daquilo, ele ouviu um barulho, olhou ao redor. Uma nuvem negra estava atravessando a colina. Ali estava. Vêem?
102 O infiel, que no meio dos amigos do papai havia criticado o velho pregador, quando ele morreu, eles tiveram que segurá-lo na cama. Ele havia pegado uma febre tifo. Muitos de vocês aqui provavelmente não saberiam o que isto é. Oh, é uma coisa horrível. E ele lutava com os demônios por horas e horas, por três ou quatro dias. Ele dizia: “Charlie, Charlie.” Aquele era meu pai. Ele dizia: “Não deixe ele me pegar. Não deixe ele me pegar. Não vê você ele assentado ao lado da cama ali com aquelas correntes enroladas ao seu redor. Não o deixe me amarrar com elas. Oh.” ele gritava. E eles o seguravam, quatro ou cinco homens, o seguravam na cama antes dele se preparar para morrer. De volta a Kentucky eles tinham velhos ganchos pela parede onde eles penduravam suas roupas. Alguém já viu uma casa assim, onde eles colocam ganchos? E ele tinha sua velha capa impermeável pendurada ali. Ele disse: “Charlie. Tenho uma garrafinha de whiskey no meu bolso. Vá e a dê aos meus filhos.”
E sua esposa, uma cristã, lá na cozinha, chorando, fazendo o almoço…
Ele disse: “Eu não poderia fazer isto.”
E eles o seguraram na cama até ele morrer, lutando com os demônios dele.
103 Quando o velho papai Hay, aquele que ele havia criticado, quando ele estava pronto para morrer, com cerca de oitenta e cinco, noventa anos de idade, ele foi dormir. E ele — todos os filhos se reuniram. O seus crescidos ta-ta-ta-ra netos se reuniram ao redor da cama. Ele levantou. Ele tinha barbas brancas, você sabe, uma pequena orla de cabelo branco ao redor de sua cabeça. O que… o topo de sua cabeça calvo… ele agitava seus fios de barba, dizia: “Querido, abençoe minha alma”. Disse: “Todos vocês pensaram que o velho papai Hay estava morto, não pensaram?” Ele disse: “Bem, eu não posso morrer.” Disse: “Eu morri a anos atrás.” Disse: “Eu apenas vou me encontrar com o Senhor Jesus.” Ele disse: “Oh, é tão grande,” disse: “todos vocês, meus filhos se reúnam ao redor da cama.” Ele tomou pela mão do mais velho ao mais novo e os abençoou.
Então ele disse para seus dois filhos mais velhos, disse: “Me levantem.” E eles o levantaram da cama. Ele não podia manter sua mão levantada. Ele estava muito fraco.
Ele disse para seu outro garoto, disse: “Levante minhas mãos.”
Ele levantou suas mãos, assim.
E ele disse: “Dia feliz, dia feliz, quando Jesus lavou meus pecados. Ele me ensinou como vigiar e orar, e viver regozijando todo o dia.” Ele inclinou sua cabeça e partiu. Bem, nós temos que chegar num fim deste.
104 Estou feliz por vocês terem um pequeno homem humilde como este ao redor de vocês, em quem vocês têm confiança. Creiam nele; Deus operará milagres por vocês, no vosso meio. Eu gostaria de pedir a esta pequena igreja uma coisa, para mim. Orem por mim, vocês orarão? Eu sou um de seus irmãos também. Não estou com vocês o tempo todo que gostaria de estar. Vocês peguem as fitas e coisas aqui. E estou aqui fora em um grande campo de batalha. Este é apenas um dos lugares que estamos observando para a vinda do Senhor. Ore por mim, porque eu realmente preciso de vossas orações. Eu dependo em… Muitas vezes, quando chego em lugares difíceis, especialmente nos campos estrangeiros, e existem feiticeiros, e tudo mais, milhares, vezes milhares, ali de pé te desafiando. E você anda ali sozinho. Ora, é melhor você saber a respeito do que está falando (Oh, que coisa), quando eles podem fazer qualquer coisa. Eles podem simplesmente personificar qualquer coisa de Deus. Eles podem… Exatamente como Janes e Jambres, eles podem praticamente personificar qualquer coisa que Deus tenha. Então eu recordo, penso a respeito do pequeno grupo de fé (Que horas são, do dia?), lá atrás do outro lado do deserto ali, lá longe no pequeno velho lugar chamado Sierra Vista. Vêem? Uma pequena reunião de oração está acontecendo mais ou menos agora (Vêem?), lá atrás do outro lado da montanha. Lá em cima no velho acampamento de vacas, em algum lugar assim, eles estão orando. Então eu saio ali e digo: “Estou coberto de oração. Satanás, você não pode fazer nada comigo. Eu venho no Nome do Senhor Jesus.” Vê você? Algo acontece. Vocês orem por mim. Farão vocês isto agora, todos vocês? Amém.
105 Irmão Isaacson, venha aqui. Você sabe eu gostaria que eu — eu poderia grudar ao seu redor aqui, e ir para casa com cada um de vocês, e almoçar. Tomará muito tempo. E eu sei que vocês, homens, acham que vocês têm a melhor cozinheira do mundo. Sem dúvida nós temos. Vêem? E eu com certeza gostaria de fazer isso. Mas eu — eu não posso fazê-lo hoje. Todos vocês compreendem isto, não compreendem? Você — você compreende, que eu não posso fazer isto neste momento. Estou com uma grande tensão, você sabe, no momento presente, e eu quero descer para ter um pouquinho de companheirismo com você. Eu quero voltar novamente também, voltar para estar com vocês. Deus te abençoe. Agora, irmão Isaacson, tome conta para que o Senhor faça o que desejar fazer. Agora, se há alguém de vocês que gostaria de vir aqui, que nunca se rendeu a Jesus Cristo e deseja vir aqui e se colocar aqui nesta manhã, bem ao lado deste púlpito onde o irmão Isaacson e eu estamos, e desejam receber oração, e deseja orar para que Deus te salve, virá você agora? E você — você terá um dia vitorioso completo.
106 Se você… se há algum de vocês que se apostatou e se afastou de Deus, e não sabe — não sabe — você perdeu aquele companheirismo, como aquela pequena senhora ontem a noite… Oh, as trevas se acumulam quando você se afasta de Deus. Você está em uma estrada lamacenta. Você está prestes a se perder. E se você não tem aquela vitória que você devia ter, não quer vir você também? Esta é uma vitória completa. Este é — poderia ser um dia-V para você, para todas as coisas do mundo… Você diz: “Eu já tive tantas provas, irmão Branham. Eu simplesmente tenho sido arrastado de um lado para outro.” Eu não acabei de te dizer que isto é Deus, porque Ele confiou em você? Você não falhará com Ele, não é? Você pode ter falhado. Você pode ter cometido um engano. Mas você não falhou com Ele, não é? Você se levantará novamente, como um verdadeiro soldado, agarrará a espada, e virá para a frente novamente. Ficaríamos felizes em fazer isto. Com certeza. E se não, o irmão Isaacson continuará a falar a vocês então. Se vocês me desculparem agora, por eu ir, voltarei para Tucson. Eu voltarei para vê-los novamente, o Senhor permitindo. Deus vos abençoe. Você orará por mim agora? Recordem, uma vitória completa, e ajuste seu foco em Jesus Cristo. Ele é o mesmo ontem, hoje e eternamente. E um dia simplesmente com seu olho, olhando, Ele virá do céu com um alarido, a voz do Arcanjo, e os mortos em Cristo ressuscitarão. E estes corpos mortais tomarão a imortalidade, e estaremos com Ele para sempre. Até então, vigie, e ore. Deus vos abençoe. Amém…?…

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading Facebook Comments ...
Loading Disqus Comments ...