DISCERNIMENTO DE ESPÍRITO
8 de março de 1960
Phoenix – Arizona – E.U.A.
Tradução: Gravações A Voz de Deus


1 Nosso Pai Celestial, quero expressar, se conseguir, esta manhã, como no coração eu me sentia para com Um, o Santíssimo, descendo à terra, e para redimir um pecador como eu. E tenho certeza que estes ministros que estão presentes agora podem se sentir da mesma maneira, que foi pela Tua graça que fomos feitos ministros desta aliança que Tu deste à raça caída de Adão. E estamos aqui esta manhã, Pai, reunidos com nenhum outro propósito, senão o de conhecer e estudar para—para conhecer, melhor dizendo, a vontade de Deus e o que devemos fazer para tornar Cristo real para as pessoas desta geração. Sabendo com certeza que no dia do Juízo seremos colocados face a face com esta geração. E, sendo ministros, seremos juízes. E as pessoas às quais falamos, e a atitude delas em relação à Palavra que lhes trazemos determinará seu destino eterno. Portanto, Senhor, naquele dia nós seríamos um juiz a favor ou contra a geração para a qual pregamos.

2 Deus Pai, por favor, através do Nome de Jesus, não nos deixes dizer uma palavra que seja errada. Mas que tenhamos o coração sincero e a mente aberta para que possamos receber as coisas que são Tuas, para que possamos sair para nossos diversos campos de trabalho após hoje e—e estar melhor equipados por causa do nosso encontro Contigo esta manhã. Concede, Senhor. Não queres vir e ser nosso orador e nossos ouvidos e nossa língua e nossos pensamentos? Que a meditação do meu coração, os pensamentos da minha mente, tudo que há em mim e em meus irmãos, seja aceitável à Tua vista, Senhor, para que possamos ser tão cheios e repletos do Teu Espírito, da Tua Presença aqui, que o salão se torne… o salão, não tanto o edifício em que estamos sentados, mas o edifício em que estamos vivendo, se torne completamente uma nuvem da Glória de Deus. Que saiamos daqui esta manhã tão cheios do Espírito Santo que estejamos mais determinados do que nunca na vida a levar a Mensagem à geração moribunda em que estamos vivendo. Ouve-nos, Senhor, e fala-nos através da Tua Palavra, pois pedimos em Nome de Teu Filho e nosso Salvador Jesus Cristo. Amém.

3 Desejo ler esta manhã, uma—uma porção da Escritura que se encontra nos Salmos, no Salmo 105. Desejo ler apenas uma parte. Vocês que tomam nota destas leituras bíblicas; vejo muitos deles; e sendo que somos ministros e assim por diante. É bom ler a Palavra.

E, agora, a que horas eles geralmente saem, por volta das doze horas? Hã-hã. O que disse? Obrigado.

Salmo 105:

Louvai ao SENHOR, e invocai o seu nome; fazei conhecidas as suas obras entre os povos.

Cantai-lhe, cantai-lhe salmos; falai de todas as suas maravilhas.

Gloriai-vos no seu santo nome; alegrem-se os corações daqueles que buscam ao SENHOR.

Buscai ao SENHOR e a sua força; buscai a sua face continuamente.

Lembrai-vos das maravilhas que fez, dos seus prodígios e dos juízos da sua boca,

Vós, semente de Abraão, seus servos, vós, filhos de Jacó, seus escolhidos.

Ele é o SENHOR, nosso Deus; os seus juízos estão em toda a terra.

Lembrou-se da sua aliança para sempre, das palavras que mandou, a milhares de gerações.

A qual aliança fez com Abraão, e o seu juramento a Isaque.

E confirmou o mesmo a Jacó por lei, e a Israel por aliança eterna,

Dizendo: A ti darei a terra de Canaã, a região da vossa herança.

Quando eram poucos homens em número, sim, mui poucos, e estrangeiros nela;

Quando andavam de nação em nação e dum reino para outro povo,

Não permitiu a ninguém que os oprimisse, e por amor deles repreendeu a reis, dizendo:

Não toqueis os meus ungidos, e não maltrateis os meus profetas.

4 Que o Senhor abençoe a leitura das Suas Palavras. Tenho algumas Escrituras anotadas aqui em algum lugar a que talvez me refira enquanto falo.

5 Eu me pergunto hoje, quem vai ser o próximo presidente? A eleição está chegando, vocês sabem. Quem vai ser presidente neste próximo mandato? E se eu soubesse? Só há um que sabe, que é Deus. E se Deus me revelasse quem vai ser o próximo presidente, e eu me levantasse aqui em Phoenix e fizesse uma predição de que tal homem seria o próximo presidente dos Estados Unidos? E colocassem isso em jornais e assim por diante, e eu acertasse com exatidão. Fosse perfeito, e tudo o que eu tivesse dito acontecesse. Mas de que adiantaria? De que adiantaria, de qualquer maneira, se eu—se eu fizesse tal coisa? Os jornais anunciariam, e seria publicado, talvez, se tal pessoa pudesse fazer tal predição e fosse verdade, todos os jornais e revistas iriam—iriam divulgar isso.

6 Mas vocês sabem que Deus não faz coisas assim, Deus não usa Seu poder e Seus dons para tolice. Vai ser, seja qual for o presidente, vai ser presidente. E saber agora qual seria o presidente, não nos ajudaria em um centavo. Não nos adiantaria nada saber quem vai ser presidente. Assim, portanto, Deus não faz essas coisas assim.

7 E, então, se eu fizesse uma predição como essa, e viesse a acontecer, e os jornais publicassem e as revistas, então seria para a minha glória. As pessoas diriam: “Vejam que grande profeta o irmão Branham é. Ele nos disse muito antes de acontecer exatamente quem seria o presidente.” E isso seria para a minha glória. Mas Deus não quer… Ele não está interessado em operar coisas para a minha glória, ou para—para a glória de qualquer outro homem. Ele está interessado em operar coisas para a Sua glória, algo que traga benefício.

8 Como Paulo disse: “Se falamos em línguas e não temos intérprete, de que serve? Só glorificamos a nós mesmos,” e, ou seja, ou “edificamos a nós mesmos.” Isso não está de acordo para Deus. Deus quer que Ele seja edificado. E não devemos buscar engrandecimento próprio, mas engrandecer a Deus em tudo o que fazemos.

9 Por isso, eu creio esta manhã, que se soubesse quem seria e exatamente quando seria eleito, e, oh, quantos votos ele estaria acima ou abaixo, ou o que fosse, não serviria para nada dizer. Seria melhor eu simplesmente deixar quieto, se de fato soubesse. Não tentar anunciar, porque haveria—não haveria razão para fazê-lo. Porque vai acontecer, de qualquer maneira, e não faz muita diferença para nós quem vai ser presidente.

10 Mas Deus, quando usa Seus dons, Ele os usa para Sua própria glória, e para a glória do Seu povo, para a glória da Sua Igreja, para a edificação do Corpo de Cristo, e para a glória do Reino de Deus. É por isso que Ele dá essas coisas à Sua Igreja, porque Ele tem doutores, profetas, evangelistas, pastores. Eles são para a edificação da Igreja e para a glória de Deus. O profeta não deve sair e se misturar com o mundo e tentar usar um dom como Balaão fez, e destruir ou—ou ganhar dinheiro com ele ou algo assim. Se é profeta, ele deve revelar Deus à Igreja e ficar fora das coisas do mundo. É tudo para a glória de Deus!

11 Agora, de fato temos… e acho que é uma coisa boa para nós, como ministros, seguir nossa ordem, quando vemos tais coisas no mundo como vemos hoje. E temos uma ordem de Deus, que é para o discernimento de espíritos, pôr à prova o espírito. Creio que essa é uma lição muito importante para a igreja hoje, é pôr à prova o espírito de qualquer coisa, ter discernimento do espírito. Não acho que devemos jamais, de modo algum, tentar julgar uma pessoa pela denominação a que pertence, ou pelo grupo onde congrega, quer seja metodista, batista, presbiteriano, pentecostal, ou—ou seja o que for. Nunca devemos julgar o homem pela denominação a que pertence. Devemos sempre julgá-lo pelo espírito que ele tem, vejam, o espírito. Quer ele seja chuva serôdia ou chuva temporã ou chuva interior, exterior, ou de nenhuma chuva, ou seja o que for, nunca devemos julgá-lo por isso, mas pelo seu espírito. Devemos discernir espíritos. Observem o que esse homem tem em mente, o que ele tem… o que ele está tentando realizar. Se o homem, por um dom, independente de quão grande seja o dom…

12 Agora, quero trazer isto à Igreja esta manhã, o que, nas diversas denominações vocês ainda são a Igreja do Deus vivo, juntos. E isto é o que quero trazer a vocês, vejam, que realmente não estamos divididos. Somos as pedras que foram cortadas em diversas formas, tudo para a glória de Deus.

13 Agora, há tanto no dia em que vivemos concernente a “dons.” Tantas pessoas são julgadas pelos dons que têm. Bem, eu creio que essas coisas são dons. Creio que o que vemos acontecer são dons, e são dons dados por Deus. Mas nós, se não os usamos da maneira certa que Deus pretendeu que fossem usados, então podemos causar mais dano com os dons do que se não tivéssemos os dons. A outra noite fiz uma afirmação no púlpito dizendo isto, que prefiro ver o amor fraternal existindo no meio da igreja, mesmo que não tivéssemos nenhum caso de cura ou qualquer outra coisa. Vejam, temos de saber para que são essas coisas.

14 Agora, se um homem vem e tem um grande dom, independente se ele pertence à nossa denominação ou a outra denominação, não o julguem pela denominação da qual ele vem, como se veste, mas o que vocês vão querer ver é o que ele está tentando fazer com aquele dom. Que propósito ele tem. Se está tentando usar sua influência e formar para si um grande nome com isso, eu teria discernimento de espírito suficiente para saber que está errado. Não importa quão grande professor ele seja, quão poderoso seja, quão intelectual seja, ou como seu dom opere, se não está tentando realizar algo em benefício do Corpo de Cristo, seu próprio discernimento espiritual lhes diria que isso está errado. Não importa quão exato, quão perfeito, como seja, está errado se não é usado para o Corpo de Jesus Cristo.

15 Para realizar algo, talvez ele tenha um grande dom que possa atrair as pessoas com um grande poder intelectual ou espiritual, que possa atrair as pessoas, e talvez esteja tentando usar esse dom e se tornar famoso de modo que tenha um grande nome, de modo que outros irmãos olhem para ele como uma pessoa importante. Então isso está errado. Talvez ele esteja tentando engrandecer determinada coisa aqui que queira que todos os demais saiam de cena e deixem que ele e seu grupo sejam a cena. Isso ainda está errado, vejam.

16 Mas, se ele tem um dom de Deus e está tentando edificar o Corpo de Cristo, então não me importa a que ele pertença. Você não está discernindo o homem, está discernindo o espírito, a vida que está no homem. E foi isso que Deus nos disse para fazer. Nem uma vez fomos comissionados a discernir o—o grupo do homem. Mas fomos constrangidos e ordenados por Deus a discernir o espírito do homem, o que ele está tentando fazer, a que o espírito em sua vida está tentando conduzi-lo. E então, se pudermos constatar que ele está tentando conduzir as pessoas (não dispersá-las, mas juntá-las) e trazer a Igreja do Deus vivo, não todos a uma denominação, mas a um entendimento, um companheirismo, uma unidade de espírito. Então, se ele é da chuva temporã ou da chuva serôdia, ou o que quer que seja, seu espírito e seu propósito estão certos. E o espírito que está nele, não importa a que movimento pertença, o Espírito que está nele está tentando encaminhar as pessoas para o Calvário, para longe de si ou para longe de qualquer outra coisa, mas o único êxito para ele é encaminhá-las para o Calvário. Ele nem mesmo se importa se é conhecido ou não. Ele nem mesmo se importa se seu próprio movimento… o que está ótimo, vejam, é bom, se ele é metodista, ou presbiteriano, ou católico romano, ou o que queira ser quanto à denominação.

17 Mas o que ele está tentando fazer, o propósito do seu coração que está tentando alcançar. Então você pode ver o que está na vida do homem, se seus motivos são pela sua—sua denominação, se são para si mesmo, se são por fama mundana, se são por grandes nomes, para dizer: “Eu predisse isso e aconteceu exatamente.” Agora, você vê que está errado aí mesmo, para começar. Mas se ele está tentando usar o que Deus lhe deu, como professor, como profeta, como vidente…

18 Um profeta do Novo Testamento é um pregador. Todos sabemos disso. Simplesmente qualquer ministro que seja um pregador é um profeta, um profeta do Novo Testamento, se está profetizando, pregando, não para tentar engrandecer a si mesmo para formar um grande nome, ou engrandecer sua organização. Sendo que, ele deveria estar em uma organização. Aqui estou eu sem uma; todavia, pregando você deveria estar. Isso mesmo. Todo homem deve ter uma igreja onde frequenta. Você deve ter um lugar, não ficar vagando para lá e para cá, mas ter um lugar onde frequenta e chama de sua igreja, algum lugar onde você paga seu dízimo, e algum lugar onde você ajuda a apoiar a Causa. Faça sua escolha, mas então nunca exclua do companheirismo o outro homem pelo fato de não pertencer ao seu grupo. Está vendo? Discirna seu espírito e veja se ele tem o mesmo propósito no coração, então tenham companheirismo um com o outro. Vocês estão trabalhando para uma grande Causa, que é a Causa de Cristo. Penso que isso é com certeza verdade.

19 Agora, se notarmos os motivos e objetivos dos profetas do Antigo Testamento, aqueles homens tinham um objetivo, que era Jesus Cristo. Eles tinham uma única coisa em torno da qual todo o seu tema do Antigo Testamento estava baseado, o Messias vindouro. Eles—eles não saíam fazendo coisas só por dinheiro ou por fama. Eles tinham uma única coisa: estavam ungidos com o Espírito de Deus, e prediziam o Messias vindouro. E aqueles homens estavam tão ungidos com o Espírito que às vezes agiam como o Espírito que estava neles; aparentemente falavam de si mesmos. Observem como o Espírito de Deus fazia aqueles homens agirem.

20 Vamos tomar, por exemplo, Moisés, o grande profeta, como aquele homem não tinha objetivos egoístas em absoluto. Ele poderia ter sido o rei do Egito. Ele poderia ter tido o mundo debaixo dos seus pés. Mas porque era profeta de coração, recusou ser chamado filho da filha de Faraó, escolhendo antes sofrer a perseguição e as provações de Cristo, tendo por maiores tesouros, os tesouros do Céu do que os do Egito. Ele deixou e rejeitou a fama mundana, o luxo e as—as coisas que a vida oferece. Ele teve de olhar para além daquilo. Vejam, ele—ele poderia ter sido isso.

21 Somente considerem o ministro hoje, se ele tem o batismo do Espírito Santo, e sabe que se pregar essa Palavra, isso vai derrubar sua fama; vai colocá-lo em uma pequenina igreja em algum lugar, ou talvez na rua. Mas ele sabe que algo em seu coração está ardendo. Ele vê a Vinda do Senhor. Ele não se importa se tem uma igreja grande ou uma igreja pequena. Ele não se importa se tem comida para hoje ou não tem comida. Ele não se importa se tem roupas boas ou não tem roupas boas. Ele só está atento a uma coisa, que é a própria Vida dentro dele clamando. Ele está tentando realizar algo para a glória de Deus, e esse homem, ao fazer isso, representará a própria Vida do Espírito que está nele. Estão me acompanhando? Ele a representará.

22 Vejam Moisés quando chegou a um tempo em que expôs, toda a sua vida era o Espírito de Cristo, pois Cristo estava nele. Cristo estava em Moisés por medida. Agora, se notarmos, ele nasceu no tempo da perseguição. As crianças foram mortas para tentarem pegá-lo, exatamente como fizeram com Jesus. E verificamos que quando ele chegou ao ponto em que os filhos de Israel haviam desobedecido de tal forma que Deus estava irado com eles, e Ele disse a Moisés: “Põe-te de lado e destruirei todo o grupo deles, e tomarei a ti e levantarei outra geração.”

23 Moisés lançou-se na frente do juízo de Deus e disse: “Tira-me antes de tirá-los.” Em outras palavras: “Antes que possas pegá-los, terás que passar por cima de mim.”

24 Foi exatamente isso o que Jesus Cristo fez. Quando Deus teria arrasado toda a face da terra com esses pecadores, vocês e eu, mas Cristo lançou-Se na frente. Deus não podia passar, Ele não podia passar por cima de Seu próprio Filho.

25 E quando Deus viu esse Espírito em Moisés, pendurado no juízo como uma cruz lá: “Tu não podes chegar a eles, terás de tomar-me primeiro,” estão vendo o Espírito de Deus em Moisés? Quando ele poderia ter sido rei do Egito, quando poderia ter tido todo o luxo do mundo, ser popular, quando poderia ter sido o grande rei do mundo daquela época. Mas ele escolheu sofrer as perseguições e a aflição, pois teve por maiores tesouros o vitupério de Cristo do que os do Egito. Vejam, ele se lançou na frente. Por quê? Foi Deus em Moisés que fez isso. O homem intelectual de pensamento normal nunca faria isso, ele tomaria o caminho fácil. Portanto, não importa quão fanático Moisés parecesse ser, ele estava tentando… Vejam, ele era um verdadeiro profeta de Deus, porque estava tentando realizar algo para o Reino de Deus.

26 Agora, com seu grande dom de profecia ele poderia ter sido um sábio, poderia ter se levantado no Egito e dito: “Agora, esperem, vou profetizar assim e tal. Vou dizer assim e tal,” e assim com sua profecia. Mas é… e, oh, ele teria sido mundialmente famoso. Mas isso não estava em seu coração. Não podia estar em seu coração.

27 Portanto, se você vir uma pessoa com um grande dom, tentando fazer algo para glorificar a si mesma, seu próprio discernimento do espírito lhe diz que isso está errado. Mas Moisés estava tentando realizar algo para a glória de Deus. Não importava quão ruim fosse; quão mal parecesse, o quanto se falasse a respeito, o Espírito em Moisés o dirigia direto a cumprir o dever. O Espírito nele!

28 Vejam José, José foi… quando nasceu, ele foi amado pelo pai e odiado pelos irmãos, um tipo perfeito de Cristo. E a única… ele era irmão de sangue deles, o mesmo pai. Mas o motivo de seus irmãos o odiarem sem causa foi porque Deus o tinha feito um profeta, espiritual, um vidente. E eles o odiaram exatamente por causa desse propósito. Mas José não podia evitar, porque Deus o tinha feito daquela maneira.

29 E observem o Espírito de Deus em José. Observem o que ele fez. Ele até mesmo desempenhou o papel de Cristo. Ele foi odiado pelos irmãos, amado pelo pai, porque o Espírito fez a diferença. Ele era um homem espiritual. Ele tinha visões, interpretava sonhos. Ele não o fazia para sua própria glória. Ele fazia porque havia algo nele, o Espírito de Deus. Ele não teria ido lá por conta própria, e sido jogado numa cova, e feito o coitado do velho pai se lamentar todos aqueles anos, vendido por quase trinta moedas de prata; tirado da cova e se tornado o braço direito de Faraó, o rei da terra naquela época. E em seu cárcere havia um copeiro e um padeiro, e um se perdeu e o outro se salvou, por sua predição no cárcere.

30 E notaram que Jesus, quando veio, foi amado pelo Pai? E o pai deu a José uma túnica de muitas cores (o arco-íris, uma aliança). E Deus Pai deu a Seu Filho Jesus a aliança, e então o irmão judeu odiou-O sem causa. Ele não tinha motivo para odiá-Lo, Ele era espiritual, e era a Palavra de Deus manifestada. Ele veio para fazer a vontade do Pai, veio para cumprir as Escrituras. Ele veio para lhes trazer paz, mas eles O entenderam mal, e odiaram-No sem causa. Eles não pararam para tentar ver o que Ele estava tentando realizar. Eles simplesmente O julgaram porque Ele não concordava com eles. Eles fizeram… “Ele Se faz tal e tal. Ele Se faz Deus.” Ele era Deus! Deus estava Nele. A Bíblia disse que Deus estava em Cristo, manifestando-Se ao mundo. Ele era o Deus da Glória manifestando a glória de Deus.

31 Vejam Moisés, ele não podia deixar de se interpor lá. Ele não fez aquilo hipocritamente. Ele o fez porque Deus estava nele. Nem poderia José deixar de ser o que era, porque era Deus nele operando ou mostrando-Se através do homem. Ele nunca fez isso para a glória de si mesmo.

32 Qualquer homem que… Se aqueles sacerdotes somente tivessem tido o discernimento de espírito, como estou lhes falando esta manhã. Independente do quanto o mundo falasse Dele, ainda assim teriam sabido se tivessem olhado para a Palavra, se tivessem visto o propósito Dele. Ele estava sempre fazendo aquilo para glorificar o Pai. Ele disse… Eles disseram: “Oh, este homem é um grande curador, Ele faz essas coisas assim.”

33 Ele disse: “Não posso fazer coisa alguma até que o Pai Me mostre. Não sou Eu que faço as obras. É o Pai que está em Mim, Ele faz as obras.” Ele nunca aceitou glória.

34 Tampouco qualquer servo de Deus aceitaria glória. Tampouco qualquer servo de Deus usaria um dom de Deus para tentar glorificar a si mesmo, ou qualquer outra coisa, mas a realização correta é ele fazer algo para a glória de Deus. É por isso que se vê a mesma coisa hoje. Temos de ter discernimento de espírito para ver o que uma pessoa está tentando fazer. Está tentando glorificar a Deus? Está tentando glorificar a si mesma?

35 Agora, o Espírito de Deus operando em homens faz os homens agirem como Deus. Não foi à toa que Jesus tenha dito: “Não está escrito: ‘Sois deuses’? E se chamaram ‘deuses,’ àqueles a quem o Espírito de Deus veio, como podeis condenar-Me, então, quando Eu sou o Filho de Deus?” Se pudessem ter visto o Espírito de Deus em Moisés… que aliás, era Deus. Moisés era um deus. José era um deus. Os profetas eram deuses. A Bíblia disse que eram. Eles eram deuses porque… eles teriam se rendido completamente ao Espírito de Deus, pois estavam trabalhando para a glória de Deus.

36 E quando um homem está tão ungido com o Espírito… Agora, deixem isso penetrar bem fundo sob a quinta costela do lado esquerdo. Quando um homem está ungido pelo Espírito de Deus, seus hábitos, suas ações, e tudo mais, são Deus movendo-Se nele. Às vezes ele é julgado mal.

37 Vejam Davi no Salmo 23, ele clamou: “Deus meu, Deus meu, por que me desamparaste?” como se ele fosse, como se Davi fosse o homem. “Todos os que passam por mim, estendem os lábios para mim.”

38 Ele estava tão ungido com Deus, estava tão perfeitamente rendido a Deus, e a unção estava sobre ele de tal maneira, e quando clamou pelo Espírito de Deus, se alguém se encontrasse lá, diria: “Ora, vejam, ele acha que alguém está estendendo os lábios para ele. Por que Deus o desamparou?”

39 Não era Davi, era o Espírito clamando através de Davi. “Deus meu, Deus meu, por que me desamparaste? Meus ossos todos me contemplam. Traspassaram-me as mãos e os pés.”

40 Bem, alguém disse: “Escutem aquele hipócrita lá. As mãos de quem são traspassadas? Os pés de quem são traspassados?” Esse é o intelectual.

41 Mas alguém que tivesse discernimento de espírito saberia que aquele era o Espírito de Deus nele clamando. Quando um homem está ungido pelo Espírito de Deus, ele tem a ação de Deus e a ação de Deus nunca é para nos dividir. A ação de Deus é para nos unir, pois somos um em Cristo Jesus, e o propósito de Deus é nos unir. “Amai-vos uns aos outros.”

42 Agora, aqueles grandes profetas, vemos o Espírito movendo-Se neles, Jesus chamou-os “deuses”. Ele disse que eles eram deuses. Agora, quando o Espírito veio a eles por medida; mas quando veio sobre Um, Jesus, que era o Filho de Deus, veio sobre Ele sem medida, a plenitude da Divindade corporalmente habitou Nele, pois Ele foi o exemplo perfeito. Ele foi o Deus da Glória manifestando a glória de Deus ao povo, Deus Nele indo de uma parte a outra. Observem Sua vida, todo o Antigo Testamento, Ele foi o tema do Antigo Testamento. Todos os antigos profetas lá no Antigo Testamento clamaram, não a si mesmos, eles clamaram sob o Espírito de Deus, fazendo-os agir como Deus, de tal modo que foram chamados deuses, e então isso, a plenitude daquele Espírito foi manifestada em Jesus Cristo.

43 Vejam Davi, quando foi destronado como rei de Israel, rejeitado pelo seu próprio povo, subindo o Monte das Oliveiras, ao norte de Jerusalém, e ele contemplou a cidade atrás e chorou porque foi rejeitado. Que foi isso? Foi o Espírito de Cristo.

44 Quinhentos anos mais tarde, o Filho de Davi, Jesus, sentou-Se no mesmo monte contemplando a cidade, como rei rejeitado, e clamou: “Jerusalém, Jerusalém, quantas vezes quis Eu te ajuntar (tuas diversas denominações e tudo mais) como a galinha ajunta sua ninhada, mas não quiseste. Quantas vezes quis Eu fazer isto!”

45 Agora o mesmo Espírito que estava em Davi, que foi manifestado na plenitude em Cristo, está na Igreja hoje clamando às pessoas. “Quantas vezes quis Eu vos ajuntar!” E quando você vê separações e—e divergências e—e os irmãos separados e a vida cristã, um contra o outro, então isso faz o Espírito de Deus em seu coração clamar. Você está tentando realizar algo, um verdadeiro profeta de Deus, um verdadeiro mestre está tentando trazer a Igreja a uma unidade de espírito, uma unidade de espírito, para que possam reconhecer a Deus; tentando realizar isso, independente da denominação a que pertençam no que tange a isso. Nós temos discernimento de espírito para discernir o espírito que está no homem, para ver se é o Espírito de Deus ou não.

46 Agora, notamos, quando Ele esteve aqui na terra, como andava fazendo o bem. Notei outra coisa que me veio à mente. Notaram quando Davi foi rejeitado como rei?

Ele saiu da cidade, e um pequeno benjamita, benjamita, que devia ter agido como irmão para ele, devia ter ficado triste porque ele foi rejeitado, mas o que… Ele era aleijado. E se arrastava por lá na condição de aleijado, jogando terra em Davi, e chamando-o de todos os tipos de nomes ruins, e amaldiçoando-o em Nome do Senhor, amaldiçoando o rei Davi em Nome do Senhor, este aleijadinho benjamita.

47 Observem o Espírito de Deus e o espírito do diabo operando. Agora, se notarem, ele era aleijado. Representa a deficiência espiritual do povo hoje que zomba do verdadeiro Espírito de Deus em Cristo manifestando-Se. Isso era o Espírito de Cristo em Davi sendo rejeitado como rei. E hoje, quando zombam das pessoas que receberam o Espírito Santo e estão tentando realizar algo para unir metodistas e pentecostais, e batistas e pentecostais, e presbiterianos e todos como uma unidade, como um Corpo de Cristo e veem o Espírito operando, dizem: “Bem, veja, esse é pentecostal. Fora com ele! Sei que um fugiu com a mulher de outro homem. Sei que este ficou bêbado. Sei que este fez isto. Sei que este fez aquilo.” Tudo isso, mas eles são grandes o suficiente para esconder suas próprias coisas, eles conseguem escondê-las. Mas descobriram o que Davi havia ocultado. Por quê? Ele tinha o Espírito de Cristo nele.

48 Aquele guarda disse: “Queres que eu tire a cabeça desse cão que amaldiçoara meu rei?”

49 Observem o Espírito de Cristo em Davi: “Deixa-o, pois o Senhor lhe disse para me amaldiçoar.” Perceberam? “Deixa-o, o Senhor lhe disse para me amaldiçoar.”

50 Em vez disso, hoje queremos levantar os punhos e lutar contra ele, vejam, cortar-lhe a cabeça: “Sim, tirem-no, ele não pertence a nós.”

51 “Deixa-o, o Senhor lhe disse para me amaldiçoar.” Aquele aleijadinho movendo-se por ali, jogando terra em Davi.

52 É isso o que fazem hoje com o Espírito de Cristo. “Eles são um bando de santos roladores. Ora, são um bando disso. Eles não estão com nada. Cura divina não está com nada. Não existe essa coisa de Anjos. Não existe essa coisa de profetas.” Todas essas coisas: “Os dias dos milagres já passaram,” jogando terra. Mas deixem-nos! Mas quando Davi retornou em poder, aleluia, quando ele voltou como rei pleno de Israel… Não se preocupem, este Jesus, Cujo Espírito temos hoje, que desempenhou Seu papel, retornará em um corpo físico a segunda vez, em glória, em poder e majestade.

53 Aquele pequeno atirador de terra caiu sobre seu rosto e implorou por misericórdia. “Deixem-no,” o Espírito de Cristo em nós. Não o excomunguem. Lembremo-nos de que todas essas coisas têm de acontecer. Temos uma coisa a fazer, seguir em frente. Deus prometeu que faria tudo contribuir juntamente para o bem daqueles que O amam. Vamos manter o discernimento de espírito, manter o objetivo correto. Estamos aqui para servir a Deus, cada um tendo companheirismo, indo e servindo a Deus. Se o homem tem o tipo errado de objetivo, então o que vai acontecer? Estão vendo?

54 Agora, verificamos que o Espírito de Deus estava Nele. Todos os profetas antigos falaram Dele. Todos os espíritos, em porção, cada pequena porção, não estavam glorificando a si mesmos (profetas verdadeiros), todos os profetas verdadeiros O estavam manifestando, falando Dele. E tudo o que disseram cumpriu-se Nele. Mostrou que era o Espírito de Deus neles, cumpriu-se. Que foi isto? Deus falando de Si mesmo. Estão vendo? Deus manifestando-Se através destes profetas.

55 Não para receber glória: “Quem será o próximo presidente? E quem será isto?” E bater na cabeça: “Dize-nos quem te bateu e creremos em ti.” Não é isso. É algo para manifestar Deus. Não é algo para tornar o irmão Weathers aqui, ou o irmão Shores, ou o irmão Fulano de Tal lá um grande homem, e torná-lo maior do que os demais do seu grupo, torná-lo o maior de Phoenix. Não é para tornar William Branham grande. Mas é para fazer o quê? Não é para tornar Oral Roberts grande, Billy Graham grande. Mas são os corações, estamos tentando realizar algo para o Reino de Deus. É para manifestar Deus. Todos os dons e coisas tais não tornam um maior que o outro, apenas fazem com que todos nós trabalhemos juntos para a perfeição do corpo, para nos unir como um só povo, como povo de Deus. Mas quando os virem indo na direção contrária, não os amaldiçoem; apenas deixem-nos, alguém tem de fazer isso. Mas esperem até que Jesus venha em poder.

56 Agora vemos todos aqueles profetas falando. Cada um deles estava glorificando a Deus e o Messias vindouro. E quando entravam no Espírito, eles agiam e falavam e viviam a vida exatamente como o Messias. Se fez isso daquele lado da cruz, falando da Sua vinda, quanto mais depois da Sua vinda, colocará o Espírito do Messias na Igreja para agir, fazer, trabalhar e viver como o Messias? É o Espírito de Deus.

57 Discirna esse espírito, veja se é de Deus ou não. Veja se age como Ele. Veja se suas emoções… Se alguém levanta algo contra você e joga terra na sua vida, quando você sabe que é totalmente inocente e você sabe que tem o Espírito de Deus, não tente separar-se. Não tente agir de maneira maldosa para com ele. Não o amaldiçoe. Apenas siga caminhando, sabendo que Deus fez isso para lhe dar um teste para ver como você reagiria. Ele terá de chegar a isto de qualquer maneira.

58 Como disse o outro dia, creio que na igreja do irmão Fuller, do ciclista no Canadá. Bem, todos eles achavam que podiam ser melhores do que este rapaz, não passava de um rapazinho delicado. E ele era o único que não sabia andar sem segurar o guidão.

59 Estou contente de gostar de ser um dos antigos ciclistas de guidão, segurar ambos os lados da Cruz e dizer: “Nada trago em meus braços. Deixa-me apegar-me à Cruz, Senhor, não tenho intelectualidade. Não tenho nada. Deixa-me apenas segurar aqui, olhar além.”

60 E tinham uma prancha de trinta centímetros para andar por um quarteirão para ganhar uma bicicleta Schwinn de cem dólares. Todos aqueles meninos que sabiam andar sem segurar, iam ao centro da cidade para comprar mantimentos para a mãe e voltavam e nem tocavam no guidão, todos eles começaram a olhar. Não estavam acostumados a segurar no guidão e caíram. Mas aquele menino montou lá e segurou o guidão e andou até o fim. Perguntaram-lhe, disseram: “Como fez isso?”

61 Ele disse: “Foi nisto que vocês erraram, companheiros. Vocês são melhores ciclistas do que eu, mas estavam olhando aqui,” e disse, “isso os deixou nervosos, ver o que… Vocês estavam tentando se equilibrar, e caíram.” Disse: “Eu não olhei nem uma vez aqui, fiquei de olho no fim e fiquei firme.”

62 Isso é o que devemos fazer. Não olhem para estas pequenas coisas agora: “Será que este fez isto ou aquele fez aquilo?” Fiquem de olho no fim e fiquem firmes. Cristo está vindo. Observem o fim, apenas fiquem firmes. Não reparem no que está acontecendo agora. Observem o que vai acontecer além, no tempo do fim, quando teremos de nos apresentar e—e prestar contas pela nossa vida.

63 Davi não estava de olho naquele pequeno benjamita que jogava terra nele, ele era aleijado, de qualquer maneira. Ele não pôs atenção nele. Ele nem deixou o guarda cortar-lhe a cabeça, disse: “Deixa-o, Deus lhe disse para fazer isso. Deus lhe disse para me amaldiçoar, deixa-o.” Pois Davi sabia que algum dia retornaria em poder. Chegaria a hora daquele benjamita.

64 Sim, é isso. A Igreja se levantará em triunfo. Só fui enviado para orar por Seus filhos enfermos, de qualquer maneira. É tudo que posso fazer. Onde quer que estejam e em que igreja estejam, não faz diferença para mim. Estou tentando orar por Seus filhos enfermos, tentando manifestar o dom para a Sua glória. É por isso que nunca pertenci a nada.

65 Agora, lembrem-se, isso está bem. Vejam, não estou—não estou dizendo isso agora. Quero que me entendam bem que creio que Deus tem cristãos em cada igreja, Seus filhos. Ele nunca me questionou sobre isso. Apenas fui enviado para orar pelos filhos, e fazer estas coisas, e manifestá-Lo.

66 Agora, vejam, Jesus e esses profetas, tudo o que eles falaram tinha de ser verdade, pois era o poder de Deus neles, o próprio Deus falando através deles a respeito de Si mesmo vir, para Sua própria Glória.

67 “Quem é presidente? Quem vai ser, vai ser? Será que vamos ter chuva suficiente este ano?” Isso não significa nada. Algo para a glória de Deus, algo para pôr a Igreja em ordem, algo para o poder de Deus; não para tornar-se conhecido, mas para tornar a glória de Deus manifestada.

68 Agora, notamos que todos aqueles profetas e tudo o que disseram a respeito Dele, tudo veio a ser verdade, porque Ele era o tema do Antigo Testamento. Foi para Jesus, o Messias, o Messias vindouro que todo profeta olhou desde—desde Adão até Malaquias. Todo profeta falou da vinda do Senhor. Cada um incluiu sua parte porque estava ungido por Deus. Era tudo de que ele podia falar.

69 Agora, gostaria que tivéssemos mais tempo nisso. Mas, observem, tudo o que eles disseram aconteceu. Olhem aqui, tomemos apenas algumas das coisas que os profetas disseram.

70 “Uma virgem conceberá, e dará à luz uma criança.” Aconteceu? Claro. “Seu Nome será: Emanuel, Príncipe da Paz, Deus Forte, Pai da Eternidade.” É o que Ele foi, exatamente, o “Pai da Eternidade.” Ninguém nesta terra deveria ser chamado “Pai,” mas Deus que é o seu Pai.

71 Muito bem, agora vejamos novamente. “Ele foi ferido por causa das nossas transgressões, e moído por causa da nossa iniquidade; o castigo que nos traz a paz, sobre ele, pelas suas pisaduras fomos sarados.” A audiência de Pilatos, enquanto o próprio homem, tendo suas costas açoitadas daquela maneira com um chicote chamado gato de nove caudas, não percebeu que as Escrituras disseram que seria assim. Eles não tinham discernimento de espírito, aqueles sacerdotes que diziam: “Tira, tira.”

72 E na cruz, quando eles estenderam os lábios, e coisas assim, quando O ouviram clamar: “Deus Meu, por que Me desamparaste?” Eles não tinham discernimento. Vejam, eles não podiam discernir o Espírito. Era disso que Davi estava falando no Salmo 22, eles estenderam os lábios não sabendo que estavam fazendo isso. Exatamente o que aquele benjamita fez a Davi. Vejam, ele achou que Davi estava todo errado, porque não concordava com ele em seus princípios de governar seu reino. Ele não entendeu que era o Espírito de Deus em Davi fazendo isso.

73 É aí onde devemos discernir hoje o espírito de um homem. O que ele está tentando fazer? O que ele está querendo? Não a que grupo ele pertence, ou o que isto, aquilo, ou aquilo mais, se é branco, negro, amarelo, ou o que seja. Vejamos o que ele está tentando realizar, e consideremos isso, vejamos o que ele está tentando fazer para o Reino de Deus. Se tem ideias estranhas às nossas, está perfeitamente bem, se está tentando realizar algo para o Reino de Deus. Discirnam isso nele. Se ele estiver errado, e for verdadeiro de coração, Deus o levará à Verdade disso depois de um tempo. Deixem-no, deixem-no, vejam o que ele está tentando fazer.

74 Agora, vemos aqui, então verificamos em Sua—em Sua morte, quando Ele morreu na cruz, e clamando, tudo que os profetas falaram Dele: “Traspassaram-Me as mãos e os pés.” Ali se cumpriu. Os profetas estavam certos. Eles achavam que eram eles mesmos, ou clamavam como se fossem eles mesmos, mas foi manifestado na cruz.

75 “Ele—Ele foi contado com os transgressores.” Isso é o que foi feito com Ele. Ele esteve com os transgressores. “Em Sua morte puseram Seu sepultamento com os ricos.” Puseram, Ele foi sepultado no túmulo de um homem rico. “Não deixarei Sua alma… Ele não deixará minha alma,” disse Davi, o Espírito de Deus em Davi falando. “Ele não deixará a minha alma no inferno, nem permitirá que o Seu Santo veja corrupção,” como se Davi fosse o Santo. Não era Davi, era o Espírito de Deus em Davi clamando. Vejam, o Espírito de Deus no homem clamando.

Alguns deles disseram: “Ouçam aquele velho hipócrita lá.”

76 Não era ele, era o Espírito de Deus nele clamando. Vejam, o Espírito de Deus manifesta a Si mesmo: “Não deixará Sua alma no inferno, nem permitirá que o Meu Santo veja corrupção.”

77 Agora, irmãos, encerrando, permitam-me dizer isto, nosso tempo está se esgotando. Mas, olhem, permitam-me dizer isto, encerrando, com estas Escrituras aqui. Vejamos. Se um homem, que o tema de todo o Antigo Testamento era sobre Ele, todos os santos profetas ungidos com o Espírito de Deus, se tudo isso e tudo o que eles disseram se cumpriu exatamente ao pé da letra Nele, com certeza essa grande Pessoa, chamada o Filho de Deus, deve saber como estabelecer a Igreja do Novo Testamento. Vocês não creem nisso? Ele deve ter uma concepção para saber como estabelecer a Igreja do Novo Testamento.

78 A primeira coisa a que quero lhes chamar a atenção, aqui em Mateus, capítulo 16, quando Ele—Ele está falando então, quando Ele desceu e estava falando com os discípulos. Ele disse: “Quem dizem os homens ser o Filho do Homem?”

79 E eles disseram: “Alguns dizem que Tu és ‘Elias,’ e alguns dizem que Tu és ‘Fulano,’ e alguns dizem que Tu és ‘Beltrano,’ e assim, diversos.”

Ele disse: “E vós, quem dizeis que Eu sou?”

80 E Pedro disse: “Tu és o Cristo, o Filho do Deus vivo.”

81 Ele disse: “Bem-aventurado és tu, Simão, filho de Jonas, porque tu não revelou a carne e o sangue, mas Meu Pai, que está nos Céus tu revelou isso. E—e Eu te digo que tu és Simão, ou Pedro, e sobre esta pedra edificarei a Minha Igreja, e as portas do inferno não podem prevalecer contra Ela.” Agora, aí estamos falando da Igreja. Agora, observem atentamente, e, se estou errado, que Deus me perdoe e vocês me perdoem.

82 Agora, a—a igreja católica diz que “aquela foi uma pedra que se encontrava lá, Pedro, e sobre Pedro Ele edificou a Igreja.” Agora, sabemos que isso está errado. Nós, protestantes, discordamos disso.

83 Mas nós, protestantes, dizemos: “Foi Ele mesmo, que edificou a Si mes-… a Igreja sobre Si mesmo.” Mas, se notarem, quero discordar disso amigavelmente. Não foi isso.

84 Foi sobre a revelação espiritual de Si. Estão vendo? “A carne e o sangue…” Você nunca aprendeu isso em seminário, por melhores que sejam. Você nunca aprendeu isso por meio de algum credo de igreja, por melhor que seja. Está bem, mas a carne e o sangue não revelou isso a você. Não é uma concepção intelectual de como você pode fazer seu discurso, como você deve se curvar, como ou que grande coisa você deve fazer aqui na terra. Não é isso. Não é edificar uma coisa grande ou fazer uma coisa grande. O que é: é uma revelação da Palavra de Deus. Ele era a Palavra. “No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus. E o Verbo Se manifestou e habitou entre nós.” Ele era… Isso foi a revelação da Palavra de Deus.

85 O Espírito em Pedro revelando por revelação espiritual que Ele era o Filho de Deus manifestado. O Deus da Glória manifestando a glória de Deus. “Sobre esta pedra (revelação espiritual da Palavra) edificarei a Minha Igreja.” Por quê? Se aqueles profetas estavam sob Deus, falando pelo Espírito Santo que aquele era o Filho de Deus, o mesmo Espírito deste lado volta a revelar a mesma coisa. Estão vendo?

86 “A carne e o sangue,” não se pode aprender isso em um seminário. Você aprende seu… recebe seu Doutorado em Divindade e seu Doutorado em Filosofia e o Doutorado em Leis ou… Essas coisas são boas, quisera tê-las. Isso mesmo, mas ainda assim, não é Isto. Você não tem de ter, todavia é bom ter. Você pode ser Isto e mais; mas se tiver de apagar o mais, fique com Isto. Isto é Aquilo. Se não for Aquilo, deixem ficar com Isto de qualquer maneira. Eu quero Isto! Isto!

87 “To não revelou a carne e o sangue.” Vocês não aprenderam isto pela via educacional. Vocês não aprenderam isto pelas vias denominacionais. Elas são ótimas, instrução, denominação é ótima. É parte disso. Mas as pessoas estão dando ênfase demais a isso e deixando o discernimento espiritual. Estão vendo?

88 “To não revelou a carne e o sangue, mas Meu Pai, que está nos Céus, to revelou. E sobre esta pedra edificarei a Minha Igreja, e as portas do inferno não podem prevalecer contra Ela.” “Nunca conseguirão prevalecer,” mostrou que estariam contra Ela.

89 Agora, observem e vejam o que é que as portas do inferno estão contra. Não é contra a denominação. O governo a reconhece. Não é. O mundo reconhece nossas denominações, todas elas. Nós temos direito, cada um de nós como cidadãos americanos, temos direito à denominação, o que está bem, nós somos gratos por isso. Mas não é contra isso que as portas do inferno estão. Estão contra a revelação espiritual de Cristo estando aqui agora, o mesmo ontem, hoje e eternamente. É contra isso que estão. “As portas do inferno estarão contra Ela, mas nunca prevalecerão.”

90 Aí está, discernimento espiritual. Independente de quem seja, é meu irmão, contanto que esteja tentando alcançar o mesmo objetivo pelo qual estou trabalhando. Seja ele profeta, seja pastor, seja diácono, seja fulano de tal, que Deus o honre desta maneira, daquela maneira, seja o que for, me desonre, faça o que quiser, mas ainda assim é meu irmão. Estamos trabalhando pela mesma coisa. Estamos enviando nossas—nossas… todas as nossas obras para o mesmo Reino além. Ele está trabalhando pela mesma coisa que eu. Discernimento espiritual, revelação espiritual de Deus. Olhem aqui, se quiserem…

91 Jesus… Eu preguei a outra noite em algum lugar, talvez lá, “Não Foi Assim ao Princípio.” Temos de voltar ao princípio para encontrar nosso texto agora só por um momento. No princípio houve Caim, intelectual, construiu uma bela igreja (diríamos), fez um belo altar, ofereceu um sacrifício, orou, sincero, deu graças, pagou seu dízimo, tudo tão religioso quanto Abel.

92 Mas Abel, (não havia Bíblia naqueles dias), mas por revelação espiritual ele viu que não foram frutos do campo que nos fizeram pecar, não foram maçãs que eles comeram. Vejam, não foram maçãs, a revelação lhe disse isso. E não foram os frutos que o fizeram sair de lá. Foi vida, a separação de vida; assim ele foi e pegou um cordeiro e o ofereceu em seu lugar pela fé, que é revelação espiritual. Amém…?… A revelação de Deus, revelação espiritual que lhe foi revelada. Não é um fruto, não são maçãs, não são pêssegos, ameixas e peras. Foi uma separação de vida, assim ele foi e pegou uma vida e a ofereceu em vez de frutos.

93 Frutos são o que você… suas obras de suas próprias mãos. O que você faz aí: “Vou construir isto. Vou fazer isto. Vou apoiar aquilo.” Isso é bom. Ele tinha um altar exatamente igual ao que o outro tinha. Ambos tinham altares. Isso era bom.

94 Mas foi a verdade espiritual revelada da coisa, pois o Espírito de Deus revelou, “e sobre essa pedra, a pedra sobre a qual Cristo morreu, a Rocha das eras, sobre a pedra em que o cordeiro de Abel morreu.” Aquele pequeno Abel, ao colocar as mãos sobre aquele cordeirinho, e sua lãzinha branca sendo banhada quando ele pegou uma—uma pedra, não tinham objetos cortantes naquele dia, e retalhou seu pequeno pescoço daquela maneira e o malhou. E o pobrezinho morrendo, o sangue banhando suas mãos, e sua pequena lã toda banhada de sangue, balindo e gritando.

95 Do que isto falou? Do Cordeiro de Deus, uns quatro mil anos mais tarde, revelou espiritualmente a igreja rejeitando-O. E as pessoas O chamaram de “Belzebu” e “um diabo,” porque todos os profetas tinham declarado. Elas negaram os profetas. Oh, Ele disse: “Vós edificais seus sepulcros, e vós os colocastes lá. Paredes caiadas,” Ele lhes disse. Sem discernimento espiritual, não sabendo que aquele era o Cordeiro de Deus. Que era para Ele ser daquela maneira e agir daquela maneira, pois estava cumprindo a Palavra de Deus.

96 E a Igreja do Espírito Santo hoje, agindo da maneira que eles agem, fazendo as coisas que fazem, estão cumprindo a Palavra de Deus. Aleluia! Não estão vendo? Pedro disse no dia de Pentecostes: “Isto é Aquilo.” E disse: “Isto vos diz respeito a vós, a vossos filhos, e aos que estão longe, a tantos quantos Deus nosso Senhor chamar.”

97 Aquele mesmo profeta inspirado disse que a Luz do entardecer iria brilhar, que haveria uma chuva temporã e serôdia juntas, como nos dias da graça. Olhem aqui. Que é isto? As chuvas temporãs chegando, e a chuva serôdia está atrasada. Então chegam juntas, e estão juntas, a chuva temporã e a serôdia juntas, o Espírito Santo manifestado pelo poder e ressurreição de Jesus Cristo. Aí está, chegam juntas, a temporã… A graça de Deus! Ele disse: “Como aconteceu nos dias de Noé.” Sua graça estava sendo longânima. Aqui está hoje, sendo longânima, uma sobreposição. Traz uma nuvem dos tempos antigos e uma nuvem deste dia, juntas. A chuva temporã cai primeiro, a primeira chuva que tivemos, agora aqui vem a chuva serôdia se sobrepondo, a chuva temporã vindo junto com a chuva serôdia, o oriente e o ocidente se encontrando. As duas chuvas caindo juntas, cura divina, mais o Anjo de Deus revelando os segredos dos corações e fazendo tudo acontecer. Oh, parece que os verdadeiros filhos nascidos de Deus enxergariam isso. Aí está, o Espírito revelando, revelação. Foi sobre isso que Jesus disse que a Igreja seria edificada.

98 Bem, então alguém poderia se levantar e dizer: “Bem, claro, nós, da Tal e tal, nós estamos edificados Nisso.”

99 Tomemos Sua Palavra um pouco adiante. A última comissão à Sua Igreja, Ele disse: “Ide por todo o mundo, pregai o Evangelho a toda criatura.” Todo o mundo. Quanto tempo é para durar? Todo o mundo. A quantos? Toda criatura. “Quem crer e for batizado,” não a igreja, “quem” é um pronome pessoal. “Quem crer,” o indivíduo.

100 Como David duPlessis disse sobre os netos, não há netos no Reino de Deus, são filhos! Seu pai foi pentecostal e você só vem aqui a esta igreja porque ele vinha aqui à—à esquina da rua Onze e Garfield, recebeu o Espírito Santo, trouxe você como neto, você está errado! Deus tem de Se revelar a você.

101 E ninguém pode chamar Jesus de Cristo por concepções intelectuais. Ninguém pode chamar Jesus de Cristo porque se sente triste pelos seus pecados e vem e se arrepende. Ninguém pode chamar Jesus de Cristo, senão pela re-… essa revelação do Espírito Santo, dando a conhecer a ele. “Sobre esta pedra edificarei a Minha Igreja, e as portas do inferno nunca prevalecerão contra Ela.” Aí está a revelação. Aí está, sobre o que Ele edificou a Sua Igreja.

102 Quem fez isso, Pedro? Não, não, não. Quem fez isso? Cristo disse: “A revelação de Deus, o Espírito Santo a traria a vós. Um pouco e vos deixarei, mas Eu rogarei ao Pai e Ele vos enviará o Consolador que vos fará lembrar destas coisas.” Está certo? O que Ele está fazendo esta manhã. E fará o quê? “Anunciará a vós o que há de vir.” O Espírito Santo na Igreja nos últimos dias.

Agora você diz: “Irmão, aleluia, essa é a minha igreja.”

103 Espere um minuto! Jesus disse: “Isto todos conhecerão que sois Meus discípulos,” em São João 13:35: “Isto todos conhecerão que sois Meus discípulos, quando tiverdes amor uns pelos outros.” A Verdade revelada pelo Espírito do Reino de Deus por vir, olhando para o final além, vendo sobre o que os profetas clamaram, vendo sobre o que Jesus falou, e aqui o mesmo Espírito Santo em você clamando de novo: “Está certo! Está certo!” Que é isto? É Verdade espiritual revelada. Eu amo meu irmão, independente de qual igreja ele frequenta, quer seja da temporã ou da serôdia, ou de nenhuma chuva, contanto que esteja no Corpo de Cristo, tentando realizar algo. Não algo com certo propósito para—para manifestar a si mesmo na terra, mas o propósito pelo Reino de Deus e a glória da Sua Vinda, para revelar e dar a conhecer Seu breve Aparecimento.

104 Agora, para encerrar, queremos pensar nisso. “Sobre esta pedra edificarei a Minha Igreja,” corretamente. E então verificamos em João 14:7 que Ele disse isto: “Também fareis as obras que Eu faço. As obras que Eu faço.” Que tipo de obras Ele fez para Se tornar conhecido? Vocês se lembram de Pedro, não se lembram? Do que temos falado? Filipe? A mulher junto ao poço? Predizendo que isto não iria aos gentios, mas seria nos últimos dias, como Ele disse: “Como aconteceu nos dias de Sodoma, assim será na vinda do Filho do homem.” Há uma revelação escrita em mistérios como esta, para o mundo exterior, para o mundo que não sabe nada sobre Isto. Mas vocês, preciosos irmãos, vocês, preciosas irmãs, vocês não são filhos das trevas, não são filhos da noite, mas são filhos da Luz, andando na Luz como Ele na Luz está, então temos comunhão uns com os outros, enquanto o Sangue de Jesus Cristo, o Filho de Deus, purifica todos os nossos pecados de todos nós. Aí estão, os servos do Senhor.

105 Jesus… Como cito minha Escritura aqui, tenho Marcos 16, sim, Marcos 16, Ele disse: “Ide por todo o mundo.” Aqui está que tipo de Igreja Ele estabeleceu. A última comissão à Igreja: “Ide por todo o mundo, pregai o Evangelho a toda criatura. Quem crer e for batizado será salvo. Quem não crer será condenado.” Agora, olhem aqui, vejam este discerni-… espiritual. “Quem crer e for batizado.” Ele não disse exatamente de que maneira, mas queremos causar polêmica a respeito, vejam, a outra coisa. Vejam: “Quem crer e for batizado será salvo.” Seja como for que ele queira ser batizado, isso é com ele. Se sua realização é para o Reino de Deus, vamos, irmão. Estamos marchando com o mesmo Espírito. Se eu estiver errado, então me diga, resultará dessa maneira. E se você estiver errado, será isso. Mas nosso coração e nossos motivos e nossos objetivos, são para o Reino de Deus além. Nós estamos além, estamos mostrando o Calvário.

106 Eu e minhas ideias, ora, eu tenho… não tenho um irmão que goste de torta de cereja o tanto quanto eu, mas somos irmãos. Estão vendo? Nenhum deles gosta de caçar e pescar como eu, mas somos irmãos. Estão vendo o que quero dizer? Tenho minhas próprias ideias, mas isso não faz com que ele não seja meu irmão, o pai dele é meu pai, a família dele é minha família. Aí está.

107 Todos os patriarcas discordavam uns dos outros, mas havia um único pai e devia contribuir para uma coisa, e rejeitaram o principal lá porque ele era espiritual. Não estão vendo, irmãos? Não podem ver do que estou falando?

108 Agora, notem, e estamos… encerrando, “Ide por todo o mundo, pregai o Evangelho a toda criatura. Quem crer e for batizado será salvo. Quem…” [Espaço em branco na fita—Ed.] “E estes sinais seguirão aos que crerem; em Meu Nome expulsarão os demônios, falarão novas línguas.” Que é isso? Revelação espiritual. Estão vendo? “Falarão novas línguas. Se pegarem nas serpentes ou beberem coisas mortíferas, não lhes fará dano algum. Se impuserem as mãos sobre os enfermos, os curarão.” É o que a Nova Igreja era. Esse é o tipo de Igreja que Jesus Cristo, este Grande de que todos os profetas falaram, faria. Verificamos que Seu Espírito vem aqui e prediz que Seu Espírito no povo retornaria e faria as coisas que Ele fez.

109 Permitam-me encerrar dizendo isto. Tenho aproximadamente mais uma dúzia de Escrituras aqui, mas não temos tempo. Estão vendo? Mas ouçam isto. Permitam-me encerrar dizendo isto. Todo verdadeiro profeta que nasceu de novo do Senhor, pregador, professor de escola dominical, vidente, apóstolo, missionário, seja ele o que for, seu coração está estabelecido, e ele está tão cheio e ungido com o Espírito de Deus, tão ungido, seja qual for o seu ofício, seja qual for, pregar, ou ensinar, ou evangelizar, ou ter visões, seja o que for, que ele o fará para o Reino de Deus. E o Espírito de Deus voltará a falar através do homem e manifestará que é o Reino de Deus.

110 Então nós… Eu, como batista, vejo você, pentecostal, você é meu irmão. Você não pertence à igreja batista, eu pertenci. Essa foi a única igreja a que já pertenci, foi a igreja batista. Mas isso não me atrapalha, eu vejo como o Espírito de Deus é com vocês. Vejo o que estão tentando fazer. Bem, se eu, um batista, posso sentir assim, com certeza as assembleias, a igreja de Deus, os pentecostais unidos, os independentes, e todos nós irmãos juntos, deveríamos ver que estamos tentando trabalhar com um propósito. Tenhamos discernimento espiritual.

111 Agora, ouçam. Encerrando, vou fazer esta última observação. Há entre vocês muitos doentes e fracos, e muitos estão dormindo, espiritualmente mortos, porque não têm discernimento do Corpo de Cristo. Este corpo enfermo que temos! Deus nos ajude a ter discernimento espiritual daquela revelação do Reino de Deus e do amor de Deus em nosso coração, derramado pelo Espírito Santo, para tentar estender bem os nossos braços e dizer: “Somos irmãos.” Estão vendo o que quero dizer? E cada pequeno dom que vocês tenham, não o usem para tentar torná-lo algo grande para nós mesmos, vamos fazê-lo para o Reino de Deus, para trabalhar com todos, para tentar engrandecer a causa de Jesus Cristo, pois Sua Vinda é breve. Vocês creem nisso?

112 Sinto muito tê-los segurado por tanto tempo. O irmão David estará aqui amanhã para lhes ensinar as Escrituras, mas agora vamos inclinar a cabeça só por um momento. [Um irmão fala em outra língua. Uma irmã dá uma interpretação—Ed.] Louvado seja Deus! Amém.

Avante soldados, cristãos!
Marchando como para a guerra,
Com a cruz de Jesus
Indo adiante;

Não estamos divididos,
Somos todos um só corpo;
Um em esperança e doutrina,
Um em caridade.
Oh, avante, soldados cristãos!

Vocês creem que são? Levantem a mão.

Marchando como para a guerra, (com quê?)
Com a… (nosso objetivo) Jesus indo adiante.

Deus os abençoe. Seu pastor.


DISCERNIMENTO DE ESPÍRITO POR60-0308
(Discernment Of Spirit)

Esta Mensagem foi originalmente pregada em inglês pelo irmão William Marrion Branham no dia 8 de março de 1960, terça-feira de manhã, na Primeira Assembleia de Deus de Phoenix, Arizona, E.U.A., cuja transcrição foi feita de gravação em fita magnética e impressa na íntegra em inglês. Esta tradução ao português foi impressa e distribuída por Gravações “A Voz de Deus”.

PORTUGUESE
©2020 VGR, ALL RIGHTS RESERVED

GRAVAÇÕES “A VOZ DE DEUS”
P.O. BOX 950, JEFFERSONVILLE, INDIANA 47131 E.U.A.
www.branham.org

Deixe seu comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading Facebook Comments ...
Loading Disqus Comments ...