ESPÍRITO DA VERDADE
18 de Janeiro de 1963
Phoenix – Arizona – E.U.A.
Tradução – GO


1 Vamos ficar de pé por um momento enquanto oramos. Vamos inclinar nossas cabeças.

2 Nosso justo Pai Celestial, ao nos aproximarmos de Ti agora naquele Nome todo suficiente do Senhor Jesus, queremos Te louvar pelo que tens feito por nós, o que nossos olhos viram, e nossos ouvidos ouviram neste últimos dias das cenas finais da história deste mundo, quando o tempo está se desvanecendo na Eternidade, e vemos as luzes brilhando, sabemos que não resta muito tempo até a vinda do Senhor Jesus.

3 Nós pediríamos a Ti, Pai Celestial, que Te lembrasses de nós esta noite. E se houver algum mal em nós, retire-o, Senhor, esta noite, para que possamos ser apresentáveis a Ti se Tu vieres nesta noite. Nós oramos pelos enfermos e necessitados.

4 Nós oramos pela Tua Igreja, tanto aqui como no exterior, ao redor do mundo, Tuas crianças em todos os lugares, de todas as nações, para que possamos lavar nossas vestes no Sangue do Cordeiro, e escutar esse chamado: “Eis aí o Noivo. Saí-lhe ao encontro.” Que possamos nesse tempo, Senhor, pela graça de Deus e pelos méritos de Jesus em Quem confiamos, aparar as nossas lamparinas e seguir em frente para encontrarmos o Noivo. Tome a Palavra do Senhor esta noite e circuncide nossos corações. Tire toda incredulidade. Nos dês um ótimo culto. Em nome de Jesus, nós pedimos. Amém.

Podem se assentar.

5 É, certamente, bom estarmos de volta aqui no… Neste santuário do Senhor, esta noite, no culto. Tivemos um momento glorioso ontem à noite no… Irmão Groomer. E eu lembro que no ano passado tivemos um tempo glorioso.

6 Tivemos bom tempo em todos os lugares. O Senhor acaba de nos abençoar excessivamente, mais do que jamais pensei que faria. Mas Ele é tão cheio de misericórdia e bondade. É bom conhecê-Lo. Não é? [A congregação diz: “Amém.” – Ed.] E pensar que “conhecê-Lo é vida.” Conhecê-Lo é vida.

7 Agora, amanhã à noite, vamos descer à Assembleia da Avenida Central, creio que é como é chamada. Irmão Fuller, outro bom irmão. E eu acho que é uma grande igreja lá embaixo. E esperamos talvez que possamos ter uma – uma fila de oração, se estiver tudo bem com o irmão Fuller. Então nós…

8 E então, na manhã seguinte, vamos estar em, creio eu, na chamada Igreja Apostólica aqui em Phoenix. E simplesmente não me lembro quem é o pastor, esse irmão. Eu estive lá no ano passado? [Um irmão diz: “Não. Essa é uma nova igreja mexicana, irmão Branham.” – Ed.]

9 E então, domingo à noite, na igreja do nosso precioso irmão Outlaw aqui em cima, a Igreja do Nome de Jesus. E eu estou com grande expectativa, e minha família, para entrarmos lá e ouvirmos um pouco daquele bom cântico.

10 Billy Paul devia conhecê-lo, um pouquinho, de todo coração. Nós tocávamos essa música, Subindo vou, até que, honestamente, a coisa está desgastada na fita. Ele vai para o escritório, e toda hora do dia quando eu vou lá, não importa, ele está tocando isso, “Para cima, para cima.” É alguma coisa! Nós tocamos, e o disco está desgastado.

11 Você sabe, eu tive como que um pressentimento hoje à noite. Estou um pouco rouco. Eu pensei: “Oh, se eu pudesse encontrar alguém, que falasse em meu lugar,” e aconteceu de eu olhar por aqui e ver Jack Moore. Exatamente. Eu nunca… Oh, eu creio que seria maravilhoso, irmão Jack. [O irmão Jack Moore faz um comentário – Ed.] Agora escute isso.

12 E creio que vejo o irmão Roy Borders saindo aqui também. Sim, senhor. O irmão Noel Jones assentado aqui. Oh que coisa! Simplesmente estamos por toda parte, em todo lugar. Eu acho que seria um bom momento, talvez, se eu descansasse um pouco, vocês sabem, e alguns desses bons homens subissem aqui e falassem por mim, uma vez que estou rouco, vocês entendem. O irmão Jack disse: “O Senhor não está nessa revelação.” Bem, eu estava esgotado quando cheguei. E eu – e estou um pouco cansado durante todo esse tempo.

13 E vejo as pessoas ali de pé e como têm que ficar de pé, e fico feliz de estar com elas. Agora, o Senhor vos abençoe.

14 E estamos ansiosos agora por essas outras reuniões chegando. E na semana que vem, é para as Assembleias Pentecostais e lá em cima. E acabaremos na próxima quarta-feira à noite, no dia 11 e no Garfield. Não consigo me lembrar de todos eles na mente. Na primeira, creio, a Primeira Assembleia de Deus na cidade. E então a Convenção começa no Ramada.

15 E agora há um banquete para os homens de negócios na principal cidade do Arizona, Tucson.

16 E, claro, todos nós sabemos de Phoenix e esses lugares, nos arredores da cidade. E isso mesmo. Esse é o lugar principal. Essa é minha cidade natal, vocês sabem, tal e tal sobre a colina. E então isso, é apenas uma espécie de periferia, ora, é bom ter todos vocês como vizinhos.

17 Então, eu creio que foi o irmão Rasmusson, uma noite, disse algo assim em uma reunião, e, oh, que coisa, como que para dilacerar a reunião. Eu acredito que nós estávamos em – nós estávamos em Houston. E foi Ramsar. É quem era. Ele disse, na noite em que o Anjo do Senhor desceu, eles tiraram a foto, e ele disse: “Todos vocês daqui de – de Dallas”, disse, “sabemos que é periferia de Houston.” E, oh, que coisa! O Texas não pôde aguentar isso, como vocês, gente do Arizona. Então houve um grande silêncio sobre a reunião.

18 Bem, ele é muito bom. E agora eu acho que vamos voltar às Escrituras aqui, e apenas dar um pequeno testemunho por um tempo. Isso não mudaria? Eu bati tão forte até ficar com vergonha de olhar para vocês. E talvez dê a vocês um pouco de descanso, algum testemunho da bondade de nosso Senhor.

19 Vamos encontrar um lugar em São João, o capítulo 16 de São João. E eu tenho 16:12. Eu gostaria de ler – desse  lugar no Evangelho de São João. Eu gosto de ler a Palavra, porque a Palavra é o que nos faz saber que é a Verdade. Começando com o verso 12, e ouça atentamente agora, porque eu quero dar testemunho.

20 E então tentaremos entrar um pouco mais cedo. Eu tenho vos segurado até muito tarde. E amanhã à noite, ora, ficaremos meia hora extra. Isso vai durar cerca de uma hora, não é? [O irmão Branham e a congregação riem – Ed.] Então, isto começa com o versículo 12.

Ainda tenho muito que vos dizer, mas vós não o podeis suportar agora.

Mas quando vier aquele, o Espírito de verdade, ele vos guiará em toda a verdade; porque não falará de si mesmo, mas dirá tudo o que tiver ouvido, e vos anunciará o que há de vir.

Ele me glorificará, porque há de receber do que é meu, e vo-lo há de anunciar.

Tudo quanto o Pai tem é meu; por isso vos disse que há de receber do que é meu e vo-lo há de anunciar

21 Vocês sabem, ontem à noite, especialmente, nós tivemos uma pequena amostra disso. Agora, nós somos um povo do Evangelho completo, cremos em todas as operações do Espírito Santo. E agora, essa é a única maneira pela qual podemos ser Evangelho completo, é crermos no Evangelho completo, tudo o que o Senhor escreveu. E eu creio que somos, nós mesmos, não somos nada. Nós somos como…

22 Como eu disse ao irmão Carl, ontem, olhando para uma árvore, eu disse: “Não é aquela uma bonita palmeira? Mas, afinal, não há nada além de um monte de cinzas vulcânicas. É tudo o que é.” E eu disse: “Quão diferente é agora daquela árvore de eucalipto. Bem, o que é uma árvore de eucalipto? Cinzas vulcânicas, com vida em si.” Eu disse: “Afinal, o que eu sou e o que você é? Cinzas vulcânicas, isto é, da terra; pó da terra, com vida.

23 Mas cada vida foi plantada pelo Mestre Doador de vida e Ele sabe exatamente como e o que fazer. E tudo o que Ele colocou aqui na terra é para Sua glória. As estrelas são para Sua glória. Os ventos são para Sua glória. As flores são para Sua glória. E nós somos a coroação da Sua glória.

24 Mas parece que tudo Lhe obedecerá, exceto o homem. O homem parece… Ele tem tal tempo, porque ele foi a única coisa que caiu. Todo o resto ficou em sua condição original. Mas o homem caiu. Portanto, Deus tem uma batalha com ele, para fazê-lo fazer o que é certo e obedecer.

25 E um dos grandes problemas para Deus, através dos anos, à medida que a história da igreja avança, é encontrar alguém que Ele possa obter completamente em Seu controle. Ele só precisa de um homem. Ele sempre usou um homem de cada vez. Estudamos nas últimas noites: um homem, não um grupo. Ele só quer um. Isso é tudo que Ele precisa. Porque, dois homens teriam duas ideias diferentes. Ele apenas obtém um homem, representa a Si mesmo através dessa pessoa. Ele nunca fez isso senão dessa forma. Veem?

26 Agora, Ele tem uma Pessoa hoje, e essa Pessoa é Aquela que acabamos de ler: o Espírito Santo. Ele é a Pessoa que Deus enviou, o Espírito de Jesus Cristo na terra, o Espírito de Deus, para manifestar e declarar Cristo através de Sua Igreja, veja, apenas para continuar a Vida de Cristo através da Igreja.

27 Agora, é uma coisa tão maravilhosa e – e, no entanto, é tão simples, se apenas parássemos e pensássemos. Nós pressionamos, nós trememos, nós – tememos, entramos em agitações e dúvidas, apenas pensando. “Bem, devo pressionar?” Não é isso. É apenas ceder, ver, perceber que você não é nada, e simplesmente deixar que Ele assuma completamente seu controle, assuma seu pensamento, assuma o controle.

28 Agora, não pretendo caminhar até Cristo com – com uma mente vazia. Eu não quero dizer isso. Você vem a Ele em sua mente certa, e em uma – uma – mente penitente e humilde. E então diga: “Senhor Jesus, aqui estou eu. Agora, está escrito aqui na Tua Palavra que ‘Tu ainda tens muitas coisas para dizer aos discípulos.’ Tu disseste que: ‘Eles não podiam suportá-lo agora.’” E talvez esse seja o nosso caso hoje, não podemos entendê-lo.

29 Deus pode levantar algo um pouco diferente, e geralmente condenamos aquilo. Em vez de procurarmos nas Escrituras para vermos se está certo ou não, nós simplesmente jogamos aquilo fora, “Não há nada nisso.” Devemos procurar essas coisas, descobrir se elas estão certas ou não. E lembre-se, se não estiverem certas, elas finalmente definharão, pois Jesus disse: “Toda planta que Meu Pai Celestial não plantou será arrancada.”

30 Mas eu acho que foi Gamaliel quem fez aquela grande declaração naquele tempo: “Se for de Deus, não queremos ser encontrados lutando contra isto. E – e se não for de Deus, isso não dará em nada.” Então, estude e pense nisso.

31 E agora, Ele disse aqui: “Mas quando Ele, o Espírito Santo, vier.”

32 Agora, alguém disse, há algum tempo, tem dito: “O Espírito Santo é realmente sua concepção mental. Você pensa.” Isso faria do Espírito Santo um pensamento.

33 Mas a Bíblia diz: “Quando Ele…” E “Ele” é um pronome pessoal. Veem? Veem? “Quando Ele,” a Pessoa, Espírito Santo, Deus, “vier, Ele revelará a vocês estas coisas que eu lhes digo.”

34 Então, você veja, não há outra maneira de saber o que é verdade. Somente por… Você não pode obtê-la pela cultura, pelas experiências do seminário. Você só vai conseguir pelo Espírito Santo. Ele é o único que foi enviado para revelar isso. Agora, então, Ele também disse: “E Ele lhes mostrará as coisas por vir.”

35 Agora, Hebreus, no capítulo 1, diz: “Deus, muitas vezes e de diversas maneiras falou aos pais através dos profetas, mas nestes últimos dias por Seu Filho, Cristo Jesus”. Veem? É o Espírito Santo tomando posse, ou melhor, tomando posse da Igreja, para operar Cristo na Igreja. Então você se torna como Ele foi. Ele se tornou como você era, para que então você pudesse se tornar como Ele. Veem? Ele se torna você, para que você possa se tornar Ele. Isso, está, está acima do entendimento. Não há como explicá-lo e não tente. Apenas aceite-o. Ele falou, e isso estabelece tudo. Apenas diga que está certo. Creia

36 Agora, como jovem cristão, sempre fiz esta declaração. Fiquei feliz por Deus ter me agarrado antes da igreja. É difícil dizer o que eu teria sido. Mas eu – eu estava agradecido pela liderança e pelo contato direto com que o Espírito Santo recrutou minha vida antes de eu me render a ela. Pois, como um garoto, eu sabia que havia algo. Ele havia me falado e eu falado com Ele. Ele falou de volta a mim. E comecei a notar que as coisas que Ele me disse, como um garoto, começavam a acontecer exatamente da maneira que Ele disse que aconteceriam. Então eu sabia que tinha que ser verdade.

37 Agora eu sou um homem velho. E eu – eu nunca tive uma vez… E posso chamar o mundo para uma  parada, e perguntar a eles: “Coloquem o dedo em uma coisa que Ele já me disse, com o Assim Diz o Senhor, no Nome do Senhor, senão o que foi absolutamente a verdade e fato, e que veio a acontecer, dentre milhares de vezes milhares de coisas.” O que…

38 Para que estou dizendo isso? Veja, eu coloquei todos nós como poeira vulcânica. Mas esta é a promessa da Palavra de Deus. Portanto, não posso ter confiança em mim mesmo. Você não pode confiar em si mesmo. Mas, juntos, podemos ter confiança Naquele que nos tomou. O Espírito Santo tem nos tomado. Nós devemos ter confiança Nele. E quando colocamos nossa confiança Nele, os resultados chegam

39 Seria fora da razão para mim tentar – até mesmo arranhar a superfície e contar-lhes algumas das coisas que o Espírito Santo fez em minha própria vida fragmentada, meus dias. Eu digo isto com a Sua Bíblia aberta, a Sua Palavra. E é isso que Ele é. Ele é a Palavra

40 Veja, esta – esta Semente aqui entra na cinza vulcânica, na forma de um Ser espiritual. Deus entra como Espírito e opera através das cinzas. Então não é o homem. É Deus

41 E se eu me assentasse e tivesse tempo para escrever as coisas que vi, fariam um volume de livros. E pensar nisso aqui, com cinquenta e três anos de idade, e posso dizer diante de Deus, de Sua Igreja e da Bíblia, na presença deste grupo, que: Eu não vi uma vez que Ele falhasse; perfeitamente no alvo, todas as vezes

42 Com exceção de outro dia quando vim para o ocidente. Vocês tocaram a fita, muitos de vocês, eu acho, e vocês entendem. Eu não sei o que é.  Estou esperando. Eu estou aqui agora. Eu não sei porque. Eu estou apenas aguardando

43 Pode ser a minha hora de ir para casa. Parece muito assim. Se for, haverá alguém depois de mim, que levará a Mensagem adiante. Ele será uma pessoa estranha, mas ele se levantará depois disso e levará a Mensagem adiante. E vocês ouçam. Enquanto for Escritura, fiquem com ela

44 Se não for, vem outra porção agora, pois creio que estamos vivendo nos últimos dias e estou agradecido por ter vivido neste dia. Eu não trocaria este dia por nenhum dia. Este é o dia mais glorioso que já existiu na terra. Não há outro dia que tenha sido tomado como este dia

45 Oh, o que seria se Moisés, Elias, Paulo, Silas, aqueles grandes heróis da fé, nos dias passados, pudessem se levantar e pegarem um livro de história, e verem acontecer  exatamente o que eles profetizaram, e verem onde estamos agora? Ora, eles os teriam na cadeia, em uma hora. Certamente. Eles seriam como homens selvagens, subindo e descendo as ruas, tão duro quanto pudessem, fazendo explodir o Evangelho. “O tempo está próximo.” Então vemos, esta noite, que estamos muito perto da glória de Deus

46 Mas eu gostaria de repassar apenas um instante, para fazer com que a igreja…

47 A propósito, Billy Paul distribuiu cartões de oração nesta igreja hoje à noite? Eu acabei de chegar de Tucson há alguns minutos atrás. [Alguém diz: “Sim.” – Ed.] Ele – ele distribuiu cartões. Agora, essa será uma maneira terrível de tentar trazê-los. Nós vamos tentar

48 Não demorarei muito, apenas dando testemunho sobre esta Escritura

49 Que, Cristo mantenha todas as Suas palavras. Ele tem que manter. Ele tem que fazê-lo. Veem? Eu não tenho que fazer isso; eu sou um mortal, sujeito a erros. Ele é imortal, infalível. Ele tem que manter a Sua. Veem? Mas eu não tenho que manter a minha. Você não precisa manter a sua. Mas Ele tem que manter. Oh, isso não faz algo a você, ao saber que Ele está absolutamente ligado a essa Palavra? [A congregação diz: “Amém.” – Ed.]

50 E nesta semana, como nós viemos através da Bíblia, com aqueles profetas e patriarcas, e cada vez mostramos que quando a igreja se afastou disso, Deus enviou alguém e a sacudiu de volta para essa Palavra novamente, alinhando a Igreja. Sempre foi. Essa é a política de Deus. Ele escolheu homens para fazer isso

51 Agora, se Ele tivesse escolhido as estrelas para pregar o Evangelho, isso teria sido feito há muito tempo atrás. Elas nunca saíram de Sua vontade. Se Ele tivesse escolhido o – o sol para pregar, ou os – os ventos para pregar, eles nunca saíram da Sua vontade. Veem?

52 Mas estamos sobre a base de agente moral livre. Nós podemos agir da maneira que queremos. E essa é a razão pela qual temos sido uma dor de cabeça para Ele. Sempre desta maneira, e querendo injetar nossas próprias maneiras, e ficarmos longe de Seu caminho. Veem?

53 E eu – eu disse antes, o homem está constantemente louvando a Deus pelo que fez. E ele está sempre dizendo o que Ele vai fazer. E então, ao mesmo tempo, ignorando o que Ele está fazendo. Veem?

54 O homem dirá: “Oh, Deus abriu o Mar Vermelho. Sim. Glória a Deus! Isso mesmo.” “Sim, Jesus está vindo de novo. Aleluia! Isso mesmo.” Mas, fale sobre Ele hoje. “Ah, isso foi para outro dia.”  Vê? Veem? Sempre o que Ele fez, o que Ele fará e ignoram o que Ele está fazendo

55 Essas são as mesmas condições que Jesus Cristo encontrou quando veio à terra. Exatamente. Deus tinha prometido o que Ele fez. E aqui estava Ele, de pé diante deles, e eles não O conheceram. “Ele estava no mundo, e o mundo foi feito por Ele, e o mundo não o conheceu.” Isso mesmo.

56 “Mas a todos quantos O receberam, a eles deu o poder de se tornarem filhos de Deus.” Essa é a parte gloriosa

57 Foi há algum tempo, uma pequena visão sobre a qual gostaria de falar a vocês. E eu não sei, talvez eu nunca tenha dito isso, mas apenas para um indivíduo em algum lugar. Mas eu acabei de perder uma das maiores pessoas da terra para mim, minha mãe

58 E eu – eu amo minha mãe. Como eu a via se afastar da mesa, quando éramos tão pobres, não tínhamos nada para comer! E ela… O papai trazia algum pão, onde ele ia varrer uma loja, ou algo assim, e eles colocavam o café sobre ele, então colocavam açúcar em cima daquilo. E a mamãe agia como se não estivesse com fome, de modo que nós, crianças, pudéssemos comer alguma coisa. Oh, eu nunca consigo esquecer isso. Veem? E as muitas vezes que ela me pegou, e as coisas que ela fez por mim. Mas, você sabe, Deus é – é tão cheio de misericórdia. Ele entende todas essas coisas, quando Ele tem que tomá-las. E eu – eu O amo por isso

59 Sempre foi, que, antes que qualquer um de minha gente morresse, eu via isso antes que acontecesse, na visão

60 Eu vi meu irmão, quando eu tinha apenas dezoito anos, dezenove anos. Eu o vi antes dele partir. Eu não era nem um cristão, mas eu vi a visão chegar ante mim, vi meu irmão partir. Eu vi meu pai quando ele se foi

61 Howard, muitos de vocês se lembram de Howard. “Howard”, vocês se lembram, dois anos antes de acontecer, eu disse: “Howard, eu vi o seu lugar marcado. Você é o próximo.” Eu disse: “Conserte-se irmão, porque você será o próximo.” E ele o fez, exatamente. E então, aqui há algum tempo atrás..

62 Agora, espero que isto não pareça um sacrilégio, mas, apenas para mostrar a – a preocupação de Deus. Deus está sempre preocupado com coisas pequenas, assim como com as grandes. Eu quero dizer isso para o benefício de alguns desses bons pregadores. Isso pode ser… E eu me jogo nisso

63 Agora, nós todos gostaríamos de ser um Billy Graham, mas nós… E todos nós gostaríamos de ser um Oral Roberts. Mas nós não somos um Billy Graham ou um Oral Roberts. Somos servos de Deus no campo em que Ele nos colocou. Veem? Não importa quão pequeno seja, ou quão grande, é a mesma coisa aos olhos de Deus, sempre o mesmo, para agir no lugar onde você está. Sempre é muito bom seguir ao Senhor

64 Eu preferiria ganhar… Ou ir e ter uma igreja com cinquenta pessoas, na vontade de Deus, do que ter cinco mil fora da vontade de Deus. Certo. Deus pode fazer mais com um homem em Sua vontade, em uma hora, do que poderia com um homem fora de Sua vontade, em cinquenta anos. Veem? Ele está tropeçando e cambaleando, como se estivesse atirando no escuro. Mas quando um homem está realmente na vontade de Deus e conhece seu chamado, ele deve permanecer lá.

E agora, visões, como o Senhor Deus trabalha com elas. Eu…

65 “Quando Ele, o Espírito Santo vier, Ele revelará estas coisas de que eu vos falei.” Agora, não há necessidade de tentar descobrir de outra maneira. Ele é o autor. Ele certamente deveria saber o que Ele escreveu. Veem? A Bíblia diz que Ele A escreveu. “Homens da antiguidade, inspirados pelo Espírito Santo, escreveram a Palavra”. E se o Espírito Santo é o Autor da Palavra, certamente Ele sabe como interpretá-La melhor do que nós. Deixe-O fazer a interpretação Dela. E você sabe como, a maneira como Ele A interpreta? Agora, não perca essas coisas se você estiver vindo para um culto de cura. Veja. Não perca isso. Como Ele A interpreta? Por isso, pela vindicação da Mesma, veja, fazendo-A assim

66 Isso é o que Jesus disse. “Examinai as Escrituras. Vós cuidais ter nelas a Vida Eterna; são elas que de mim testificam. São elas que falam de mim. E quem pode me condenar? Quem pode Me acusar de pecado?” Pecado é “incredulidade.” “Se eu não faço as obras que foram escritas de Mim, então não creiam em mim. Mas se eu faço as obras, e vocês não puderem crer em Mim, então creiam nas obras, porque a – a Palavra falou sobre isso.” Veem? Isso é apenas o senso comum e cotidiano.

Agora, Deus, “Dons e chamadas são sem arrependimento.”  Sabemos que a Bíblia diz isso. Ela diz

67 Já fazem quase dois anos. Eu estava… Certa manhã, eu estava andando na casa e me sentei em uma cadeira. Agora, isso parece muito estranho, que Deus inclua um animal. Como algum irmão precioso, naquela visão do Céu, daquela pequena transposição que eu tive; creio que falei sobre isso uma vez ou em alguma reunião. Ele me escreveu uma carta outro dia, e disse… Voz dos Homens de Negócios. Disse: “Foi… Sua visão estava bem, irmão Branham, sua trasladação. Mas, escute, estava tudo bem até você dizer que seu cavalo, que uma vez você montou, tenha colocado a cabeça dele em seu ombro.” Ele disse: “Não há cavalos no Céu, irmão Branham. O Céu foi feito para seres humanos, não para cavalos.” Bem, eu pensei..

68 Bem, normalmente, você vê alguém assim, você tem que explicar tudo, eles estão apenas tentando apanhar alguma coisa. Veem? Você não pode explicar Deus, de forma alguma. Você só precisa crer Nele

69 Mas isso pode aliviá-lo. Eu disse: “Irmão, eu nunca disse que estava no Céu. Na visão, eu perguntei por Jesus e eles disseram que Ele ainda estava além dali. Eu estava em um estado como que no paraíso. Mas, para que possa te ajudar, a Bíblia diz, no livro de Apocalipse, que Jesus veio dos Céus dos Céus, cavalgando em um cavalo branco. E todas as hostes dos Céus O estavam seguindo, sobre cavalos brancos. Então deve haver alguns lá em cima nos Céus do Céu.”

70 Deus está interessado em tudo. Ele está interessado nas pequenas coisas que você faz, ou nas grandes coisas que você faz. Ele está interessado em saber como você cuida do seu pequeno rebanho, ou como o outro companheiro cuida do seu grande rebanho. Ele está interessado

71 Algum tempo atrás, um ótimo e bom irmão meu, nós estávamos em uma… Uma pesca em um lugar. Eu estava vindo das reuniões, estava descansando. Nós estávamos pescando com caramujos, e pegamos uma boa porção de peixes. E naquela noite nós estávamos correndo nossas linhas e ficamos sem isca. No final da tarde, eu saí para pegar alguns peixinhos de água doce, aqueles pequenos sujeitos. Não pode… Os grandes a gente podia comê-los, mas aqueles eram apenas uma pequena isca de peixe. Sacudi a linha, a linha flutuou, estava pegando-os, colocando-os em um balde

72 E Algo me atingiu, assentado naquele barco. Aquele rapaz tinha sido uma Testemunha de Jeová e seu irmão acabara de ser salvo e de ser cheio do Espírito Santo, e assim os dois rapazes estavam conosco. E quando eu estava pegando aqueles peixes, todos nós, Algo me atingiu. Eu disse: “Vocês sabem, haverá uma ressurreição de alguma vida, como um pequeno animal.” Bem, um pequeno animal?

73 Agora, muitos de vocês se lembram da predição da Palavra, que dizia: “Haverá um garotinho que voltará dos mortos, atingido por um automóvel.” O irmão Jack Moore está comigo esta noite, ele estava na Finlândia, quando isso aconteceu. Veem? Muitos de vocês aqui se lembram de mim contando isso aqui, veja, disse para vocês anotarem em seus livros. Vejam.

74 E o irmão Wood se virou, irmão Banks Wood, aquele que seu filho foi curado, com poliomielite. E ele se virou e disse a seu irmão: “Você acabou de ver. Algo está se preparando para acontecer.” Eu continuei pegando o peixe, veja você. Então, nós preparamos nossas linhas com os peixes.

Naquela noite não pegamos nada

75 Na manhã seguinte, eu disse: “Havia alguns, muito poucos, peixinhos ali.”

76 Ele disse: “Diga, a propósito, você não disse que haveria algum tipo de ressurreição de vida?”

Eu disse: “Sim.”

77 Eu te digo, quando eu saí de casa, eles estavam… Minha filhinha… Nós somos meio que… Vocês podem tê-los se você os quiser, agora, veja, mas eu tenho pavor de gato. E então eu simplesmente não gosto desse sentimento supersticioso que vocês têm por eles. E assim nós não os temos em casa, e – e eu acredito que o gato pode perceber que eu tenho medo dele. Então, meu pai tinha medo de gatos. Então, minhas filhas sabiam que não tinham gatos por lá. E o pequeno…

78 Minha filhinha desceu a alameda com outra garotinha, e ela voltou, toda triste, e disse: “Papai?”

Eu disse: “O que você quer, querida?”

Ela disse: “Uma coisa horrível aconteceu.”

Eu disse: “O que foi?”

Ela disse: “Se você soubesse!”

Eu disse: “Bem, me diga.”

79 Ela disse: “Alguém jogou fora um pobre velho gato, lá embaixo.” E disse: “A coisa está prestes a morrer, mal pode andar.”  E disse: “Papai, você se importa se nós o alimentarmos? E cuidarmos dele?

80 Eu disse: “Certamente não. Se você quiser alimentá-lo, tenha cuidado. Não o deixe te arranhar.” Eu disse: “Deixe-me ver o gato.”

81 Então, quando eles trouxeram o gato, eu peguei uma caixa e, claro, na manhã seguinte, tínhamos um monte de gatinhos

82 E então, então, o pequeno – o meu garotinho, quando eu partia, o pequeno José, ele estava olhando para eles. Oh, ele achou que eles eram fofos, sabe, subindo por ali, você sabe. E então ele pegou um na mão; ele o apertou um pouco demais e o deixou cair no concreto. O pequeno companheiro começou a se virar ao redor. Eu pensei “Oh, que coisa!”

83 E eu pensei: “Bem, agora, pode ser aquele pequeno gatinho, quando eu voltar para casa.” Vocês se lembram do caso da gambá. Pensei: “Bem, pode ser aquele gatinho.” Então, estávamos voltando para uma pequena enseada, pescando, e então estávamos pegando aqueles  peixinhos de bom tamanho, jogando os pequenos de volta

84 O irmão Lyle, irmão do irmão Banks, estava pescando com uma vara, um grande anzol e um  monte de minhocas. Deixou aquele pequeno e velho peixinho engolir aquele anzol em sua pequena barriga. E quando ele o puxou para cima, ele disse: “Agora, eu gostaria que você olhasse para lá”, só por algum tempo. E ele só… Ele não podia tirar o anzol, eu acho. Não havia outro jeito; senão cortar a linha. E ele queria salvar seu anzol. Então ele apenas puxou as brânquias, a barriga e tudo para fora dele, daquele jeito, e o jogou na água. E ele – ele estremeceu três ou quatro vezes e ficou imóvel ali. Ele disse: “Você detonou seu último cartucho, sujeitinho.”

85 Eu disse: “Lyle, quando ele começar a abocanhar… Consiga um anzol menor do que esse. Quando ele começar a abocanhar, levante a vara aqui, e assim que ele começar a beliscar, pegue-o. Veem? Antes que ele consiga engolir, pegue-o em sua boca.” Eu disse: “Essa é a maneira divertida para pegá-los.”

86 “Ah”, ele disse, “eu dei o puxão errado”, e seguiu em frente. E ele tentou algumas vezes e perdeu cerca de três ou quatro. Ele colocou a coisa no chão, disse: “Eu vou deixá-lo engolir de novo.”

87 Então este peixinho flutuava na água lá por um pouco, ah, eu acho, uns trinta minutos. E as ondas começavam a se levantar e entrar

88 Eu disse: “Bem, teremos que nos ir daqui a pouco. Temos um balde agora, então teremos que ir.

89 E eu levantei, para jogar aquilo numa moita de lírios, e soltei. Havia uma parte de barriga-vermelha lá atrás. Então eu comecei a puxar a isca da moita, você sabe, virando-a e tirando-a, como vocês companheiros e as mulheres sabem sobre a pesca

90 E quando eu comecei a fazê-lo, de repente, Algo desceu através daquelas colinas, apenas como um vento impetuoso.  E avançou sobre mim. Larguei a vara e me levantei no barco. Eu olhei em volta. Eu ouvi uma voz dizer: “Você vê aquele peixinho?” E lá estava ele, jazendo ali

91 Eu disse: “Você vê o peixinho?” Exatamente como Ele disse. Lá suas pequenas barbatanas estavam endurecidas e ele havia ficado na água por meia hora. E esta Bíblia está aberta agora.

Veem? E Ele disse: “Fale com ele e devolva sua vida”

92 E eu disse: “Peixinho, no Nome do Senhor Jesus, eu te devolvo sua vida.”

93 E aqueles homens de pé, observando. Aquele peixinho virou-se sobre suas costas e desceu pela água. Eles quase desmaiaram. Lyle lavou o rosto na água. Ele disse: “Vou acordar depois de um tempo.” Ele disse: “Eu sei que estou sonhando”.

Eu disse: “Você não está sonhando.”

94 E, exatamente naquele tempo, acho que eu tinha, nas listas de oração, trinta ou quarenta crianças com espasmos. E como Deus iria por aí, daquelas crianças com espasmos, e levantar aquele peixinho, isso apenas mostrava que Ele está interessado em tudo

95 Por que Ele usaria Seu poder para amaldiçoar uma figueira, quando havia milhares de leprosos na terra? E Ele passou por aqueles leprosos e foi e colocou uma maldição em uma figueira. E disse: “Ninguém coma de ti”, e a figueira secou. Usou o Seu poder mostrando que Ele está interessado em árvores. Ele está interessado em peixe

96 Ele está interessado em você. Ele está interessado em mim. E Ele está interessado em ver a Sua Palavra manifestada, e Ele depende de nós para fazê-lo, pois somos Seus agentes. Nada em nós mesmos. É Ele; nos rendendo e andando com Ele

97 Vi uma visão naquela manhã. Eu vi um grande animal deitado em um lado da colina. Oh, tinha um par enorme de chifres. Eu estava em uma viagem de caça naquela visão, por volta das dez ou onze horas do dia. E eu deslizei e atirei no animal

98 E então, no caminho de volta, um gigantesco urso pardo levantou-se contra mim e eu atirei nele

99 E então eu os vi pegar nos chifres, e uma pequena mão chegar e pegar no chifre, colocar a fita nele. Mediu quarenta e duas polegadas, do topo de um feixe ao topo do outro feixe de chifres, quarenta e duas polegadas. Eu nunca vi nenhum animal como aquele, grandes pontas em seus chifres. E, no entanto, parecia um cervo, mas é, oh, que coisa, dava dois ou três veados. Eu nunca vi nada assim

100 “Bem,” eu disse, “provavelmente vai acontecer um dia. Eu simplesmente vou anotar isso.”

101 Eu desci em Kentucky com um amigo meu, e o irmão Miner Arganbright me telefonou, disse: “Irmão Branham, você está ocupado?”

102 Disse: “Não tanto.” Eu disse: “Eu estava no meu… Eu tenho duas semanas agora. Estou de férias

103 Disse: “Corra para o Canadá, para o Alasca, comigo. Queremos organizar um capítulo de homens de negócios em Anchorage e também em Fairbanks.”

Eu disse: “Parece bem, se eu conseguir tempo para fazer isso.”

104 Ele disse: “Bem, irmão Branham, se você puder, eu lhe digo, nós lhe daremos uma boa caça aos ursos pardos.”

105 Pensei: “Oh, isso soa bem.” Pensei: “Oh, oh, há uma visão. Veja, é isso

106 “Uma boa caça aos ursos pardos”, eu disse, “isso soa bem. Eu não vou por isso. Mas, enquanto estivermos lá em cima, e alguns dos guias quiserem me levar, gratuitamente, ficarei feliz em ir.

Então, ele disse: “Bem, eles farão isso. Nós prepararemos tudo.”

Eu disse: “Bem, agora espere. Deixe-me orar sobre isso.”

107 E eu fui para o mato naquele dia, e toda vez que eu orava, mais longe eu ficava, o tempo todo, completamente longe daquilo. Pensei: “Isso é estranho.” E dois dias depois, liguei para o irmão Arganbright. Eu disse: “Não.”

108 Ele disse: “Irmão Branham, nós estamos preparando as coisas.”

109 Eu disse: “Não faça isso. O Espírito Santo reprovou isso.” Eu disse a ele da visão. Eu disse: “Eu não sei, irmão Arganbright, mas é estranho. Mas Ele não me deixa ir até aí, e, mesmo assim, parecia que aquele seria o lugar.”

E ele disse: “Bem, agora, estamos todos prontos para ir.” E eu disse…

110 Agora, muitos de vocês verão o irmão Arganbright. Ele vem aqui agora para fazer os preparativos comigo para ir ao exterior depois dessa reunião. E então você poderá perguntar a ele sobre a história. Então nós dissemos…

Eu disse não. Eu simplesmente não podia fazê-lo. O Espírito Santo me disse não

111 É melhor obedecer, não importa quanto, quão bom pareça. Eu vou pregar algo assim amanhã à noite, o Senhor permitindo. Então agora, lembre-se, não importa quão bom pareça, se Deus não estiver naquilo, fique longe. Não importa quão encantador pareça, fique longe daquilo. Quão próspero, fique longe daquilo se Deus não estiver naquilo. Fique longe. Agora vamos falar sobre isso amanhã à noite, o Senhor permitindo.

112 Agora, quando eu fui para casa, Billy disse para mim, meu filho, ele disse: “Pai, você conhece aquele caçador com quem você foi caçar na primavera passada lá em cima, em Southwick?”

113 “Oh”, eu disse, “No… No… Abaixo de Yukon?”

Ele disse: “Sim.”

Disse: “Tem uma carta dele aqui para você.”

114 Ele é o irmão Eddie Byskal, que é o dirigente da – da Associação Ministerial daquela região noroeste lá em cima, um rapaz muito bom, pode que esteja aqui nesta reunião. Ele estava planejando vir desta vez. Ótimo moço, e ele tem uma boa família. Ele é missionário lá em cima agora para os Crees, índios Crees. E eu estive com ele no outono passado e depois, ou melhor, no verão passado.

115 Então ele, Eddie, queria me levar para a casa de Bud, que era um dos seus convertidos a Cristo. Sua esposa era uma leal pentecostal. Bud era um fazendeiro, e ele tinha acabado de entrar. Mas ele foi lotado, onde expulsaram os índios e os colocaram na reserva, um ótimo território para caçar. Cerca de seis… Ah, acho que ele tem cerca de trezentas milhas quadradas, ou mais, por ali, um território dividido pelo governo canadense.

116 Bem, naquela primavera, quando eu estive lá em cima, nós fomos caçar ursos depois da reunião, mas quando nós… Em maio, mas o vento quente veio e nos impediu. Nós tínhamos cerca de… Ele nunca tinha ouvido falar nada sobre as reuniões, e Eddie continuou a falar sobre a reunião.

117 E ele disse: “Você não quer me dizer, hoje, que Deus está Se mostrando e mostrando as coisas que estão vindo antes que elas aconteçam?”

Eddie disse: “Isso é exatamente certo.”

118 Então ele continuou falando comigo. Ele disse: “Você sabe, eu tenho um irmão que tem epilepsia.” Disse: “Se você simplesmente pudesse chegar a esse irmão!” Disse: “Eu creio, se eu pudesse levá-lo a uma de suas reuniões, eu creio que ele seria curado.” Eu disse… Disse: “Ele teve isso a vida toda.”

Eu disse: “Talvez sim.”

119 Bem, não fica escuro lá naquela época do ano, você sabe. O sol se põe e fica… Oh, você pode, a qualquer hora, meia-noite, uma hora, você pode ficar de pé e ler o jornal, ou qualquer coisa, você vê. E na última parte de maio, o sol nunca se põe. Dificilmente cerca de dez minutos e volta. Então nós apenas nos deitamos sempre que nos cansamos

120 E então, na estrada, nos encontramos com um grupo de índios. E, oh, eu tenho o velho chefe lá atrás. Eles o deixaram permanecer lá porque ele tinha dois filhos. Eles enterram seus filhos em um tronco, seus entes queridos. Algum tipo de religião. E eles os penduraram na árvore, então deixam a família ficar lá. O bom velho companheiro, com mais de noventa anos de idade, montando em sua sela tão bem quanto um de seus rapazes

121 E assim nós partimos no dia seguinte. Ele disse: “Não tem como atravessar agora. Sobe pelas montanhas e por este caminho.” Oh, eram outras cem milhas, para cortar uma trilha. Então, nós não poderíamos fazer aquilo. Era tarde demais. Nós começamos de volta.

122 E no caminho de volta, Bud tinha uma porção de cavalos jovens, e alguns deles desceram para o pântano e coisas. E eu estava indo até lá, conversando, Eddie e eu. E Bud estava no cavalo principal, tentando sair. Nós tínhamos 21 cabeças. E eu peguei um pela corda e o tirei. E logo que ele saiu, então meu próprio cavalo de sela entrou. E aqui estava eu, indo para lá. E eu estava enlameado, você sabe. Em poucos minutos, levantei do meu cavalo, e limpei a lama das minhas roupas, assim, comecei

123 E exatamente diante de mim, do outro lado daquela colina, vem um jovem. Eu olhei para ele. Voltei para a sela e parei meu cavalo. E eu o vi cair em um ataque, e de novo e de novo, e espumando, e ficou realmente inconveniente, rasgando tudo. Então ele se acalmou. Eu vi um fogão. Eu vi a camisa dele queimando.

124 Eddie estava a meio quarteirão de cidade à minha frente, tentando pegar outro cavalo. O jovem cavalo fugiu da trilha, chegando lá, tirando as mochilas, fugindo. Então eu corri até lá para Eddie. Nós aquietamos o cavalo. Eu disse: “Eddie, eu tenho o Assim Diz o Senhor para Bud.”

Ele disse: “Irmão Branham, o que aconteceu?”

Eu disse: “Uma visão. Eu vi seu irmão.

Ele disse: “Oh, chegue até ele.”

125 Eu disse: “Segure os cavalos de volta. Vou esporar o meu e seguir em frente, correr ao redor desses cavalos, ver se consigo pegá-los e segurá-los contra o lado da colina

126 Eu corri ao redor do penhasco, assim, com o meu… No meu cavalo. O dirigi para cima e subi até lá. E eu coloquei minha mão na sela. Eu disse: “Bud?” Ele disse: “Sim, irmão Branham”

127 Eu disse: “Eu quero lhe dizer uma coisa. Seu irmão…” E o descrevi.

Ele disse sim. Quem te contou?”

Eu disse: “Ninguém. O Senhor apenas o mostrou para mim.”

Eu disse: “Você crerá em mim como Seu servo?”

Ele disse: “Certamente, irmão Branham.”

128 Eu disse: “Mande-o descer,” cerca de oitocentas milhas de volta à civilização, “faça seu irmão vir aqui. E a primeira vez que ele cair em um desses ataques…” Eu disse: “Ele tem isso desde os dois anos de idade. Você pode não crer, mas é hereditário. Seu avô tinha isso.

Ele disse: “Agora, isso é verdade. Correto.”

129 Eu disse: “Agora, quando esse rapaz tiver esse problema, você tire a camisa das costas dele e a jogue no fogo, e diga: ‘Eu faço isto no Nome de Jesus Cristo, de acordo com a Sua Palavra’. Ele nunca terá outro, contanto que você creia.

130 Ele apenas levantou as mãos e começou a gritar. Ele disse: “Eu nunca vi isso ser feito mas você, com certeza, me contou como era meu irmão e me contou a verdade sobre meu avô.”

Eu disse: “Isso mesmo.”

131 Depois que saímos, ele mandou buscar seu irmão. E ele estava saindo para a trilha naquela manhã. Quando ele subiu no ônibus, chegando; passava duas ou três vezes por semana, subindo e descendo a rodovia do Alasca. Ele veio.

132 E a esposa de Bud, Lila, é apenas uma coisinha, uma pequena mulher, grande como uma barra de sabão depois que uma família se lavou com ela. Só um pouquinho… Tem cinco filhos e uma doce mulherzinha.

133 E assim Bud saiu para preparar seus cavalos, porque ele cortaria a trilha, para que pudéssemos voltar com seus caçadores.

134 E assim que ele se foi, bem, seu irmão ali, antes de trocar a roupa boa ainda, caiu em um ataque. E eles estavam acampados em um antigo quartel, onde os americanos, quando eles estavam construindo a rodovia, estavam lá. E quando… Eles tinham um grande e velho fogão. E a pequena Lila… Ele tem – ele ficava arrebatado quando ficava daquele jeito. E ela morria de medo dele, e ela ia limpar uma janela, ou outra coisa, para se afastar dele. Mas ela começou a saltar e pensou no que havia sido dito. Ela tinha estado em uma das reuniões, em Dawson Creek.

135 Ela correu até lá e escarranchou sobre aquele grande sujeito, arrancou a camisa de suas costas, chorando, com botões e tudo, sua camisa branca, caminhou até o fogão, e disse: “Eu faço isso no Nome do Senhor Jesus, de acordo com a Palavra do Senhor que nos foi dita.” E ele nunca mais teve um ataque desde então. Aquilo ficou resolvido.

136 Ele havia enviado para eu vir para uma caçada gratuita. E eu estou sempre procurando por coisas grátis, vocês sabem. Então eu pensei… “Bem”, eu disse, “eu vou. Vou ver se o Senhor me deixa ir.” Eu orei. E assim que eu orei, tudo se movendo assim.

137 Eu peguei o irmão Fred Sothmann. Ele está aqui em algum lugar da reunião. Onde você está, Fred? Aí está. Sim. Ele é um dos administradores da nossa igreja. O irmão Fred sabe que isso foi dito três meses antes de acontecer. É isso mesmo, irmão Fred? E eu acho, irmão Simpson. Quantos estão no prédio hoje à noite que sabem que, antes de acontecer, foi dito? Levantem suas mãos. Aí está você. E foi dito anteriormente à igreja, exatamente o que aconteceria. Bem, eu não sabia que aquela era a hora

138 Então eu fui até a – a estrada do Alasca, e o irmão Fred parou na casa de um amigo, para caçar alces. É muito longe lá atrás para alces. Então estávamos na região de ovelhas, para onde estávamos indo. E assim nós… Eu peguei um pedaço de giz ou barro e desenhei no para-brisa. Eu disse: “Agora, irmão Fred, então se esta é a hora, você se lembrará exatamente do que será”. E ele se lembra

139 Eu subi. Naquela noite, quando chegamos ao acampamento, Bud disse: “Irmão Branham!” Ele me abraçou e pulou para cima e para baixo, falando em línguas e gritando, você sabe. Ele disse… E isso, um velho cowboy áspero também. E ele – ele apenas louvando a Deus. Ele disse: “Você sabe de uma coisa, irmão Branham? Meu irmão não teve nenhum ataque a partir daquele momento. Ele está perfeitamente normal e bem, ano antes.

140 Eu disse: “Enquanto ele crer, continuará assim.” E eu disse: “Agora diga a ele para entregar sua vida a Cristo e servi-Lo pelo resto de seus dias. ‘Vá e não peques mais, ou uma coisa pior virá sobre ele.’ Viu?” Eu disse: “Diga a ele para fazer isso agora.”

141 Então eu disse: “Eu tenho outra visão”, e eu lhe falei da visão. Eu disse: “Agora, havia alguns pequenos companheiros comigo. Nós estávamos em uma viagem de caça. Eles eram homens pequenos. E um deles tinha uma camisa xadrez verde

142 E ele disse: “Bem”, ele disse: “Irmão Branham”, ele disse, “eu não tenho uma camisa xadrez verde.” Seu garoto, Blaine, dezoito anos, disse que não tinha camisa xadrez verde…

143 Eddie Byskal, outro sujeito pequenino, pesava cerca de cinquenta e cinco quilos, ele disse: “Eu também não tenho, irmão Branham”.

Eu disse: “Bem”, eu disse, “agora, o animal…”

Ele disse: “Que tipo de animal era?”

Eu disse: “Parecia um veado”

144 Ele disse: “Não há veado aqui em cima. Isso é muito alto.” Ele disse: “Talvez seja um caribu.”

Eu disse: “Um caribu tem um painel.”

Disse: “Isso mesmo.”

Eu disse: “Esse não tinha.”

145 Ele disse: “Bem, irmão Branham”, disse, “nós estamos indo para a região das ovelhas, não para a região dos veados ou qualquer coisa assim.”

146 Eu disse: “Bem, provavelmente é numa outra viagem. Irmão Arganbright… Pode ser no Alasca em algum lugar,” eu disse, “porque era um gigantesco, grande urso.”

Ele disse: “Que tipo de urso era?”

Eu disse: “Ponta-prateada.” Esse é o mais famoso de todos.

147 Ele disse: “Eu sou um guia. Eu estive nestes bosques aqui toda a minha vida. Eu nunca vi um ponta- prateada.” Disse: “Eu vi um acinzentado normal. Mas,” disse, “nunca vi uma ponta-prateada, nunca vi um em minha vida.”

148 Eu disse: “Bem, há algum, em algum lugar, e eu vou pegá-lo”.

Ele disse: “Eu vou dizer que isso é verdade.” Ele disse: “Eu vou dizer isso.”

149 Saímos três dias depois. Nós nivelamos o acampamento, acima da linha de madeira

150 E Deus me ajude, se eles permanecerem daquela maneira até o Milênio, deixe-me viver lá durante o Milênio. Eu simplesmente adoro me banhar naquela natureza. Oh! Se alguém não puder ver Deus ali, é cego, surdo e mudo. Apenas vê-Lo refletindo-Se naquelas montanhas gigantescas! Oh que coisa! Um abismo chama o outro, então, e lá em cima, apenas tendo um tempo glorioso.

151 Então nós subimos em uma montanha. Você apenas tem que andar em linha reta, assim, para chegar. Oh, sem madeira, apenas o musgo caribu é tudo que você vê. Nós vimos cerca de trinta ou quarenta cabeças de ovelhas. Não havia nenhuma grande o suficiente para tomarmos. Eram pequenas pela metade e três quartos. Eu queria um que fosse grande o suficiente para sair de lá com ele, então eu fui muito para trás. Então nós… Eu voltei para baixo.

152 E no dia seguinte começamos a atravessar, e Eddie caiu na água quando saltou para atravessar, com um grande par de sapatos.

153 Subindo a encosta da montanha, Bud parou e disse: “Me dá seus binóculos, Billy.” Eu lhe dei os binóculos.

154 Nós andávamos um pouco e conversávamos sobre o Senhor, e gritávamos, e corremos de um lado para o outro da colina, simplesmente tendo um tempo glorioso. É bom ir numa viagem de caça se você for com irmãos.

155 E então ele pegou meus binóculos. Ele disse: “Irmão Branham, o seu carneiro existe. Há cerca de oito deles, cerca de seis milhas, ali mesmo em cima do outro pico. Olhe para eles. Os vê juntos?

Eu peguei. Eu disse: “Eu lhe direi, lá estão eles, exatamente.”

156 Ele disse: “Bem, poderíamos também voltar para baixo, começarmos amanhã por volta das três da tarde.” Disse: “Deveríamos estar lá em cima às nove ou dez. Os carneiros velhos estarão deitados. Essa vai ser a hora.

Eu disse: “O que são aquelas outras coisas andando por ali?”

157 Disse: “Aquilo é caribu.” Eu disse… Então, a seis milhas de distância, você sabe, é difícil dizer como eles são.

158 E então, dali em diante, seiscentas milhas, o caminho do corvo mosca, não há sequer um caminho ou trilha. E quando você atinge a costa oeste, você percorre oitocentas milhas até Vancouver, não há sequer uma partícula de civilização. E as próximas civilizações, seguindo esse caminho, são Anchorage, cerca de setecentas ou oitocentas milhas. Indo de volta por este caminho, você vai à pequena cidade, Yellow Knife, onde você tem um navio ali uma vez por ano para os esquimós. E, em seguida, você atinge a Rússia. Então, você é realmente por si mesmo. É onde Deus pode descansar, lá de cima, de todos os nossos problemas e provações em que O colocamos. Então eu gosto de ir até lá e conversar com Ele quando Ele está descansando, então, como foi ontem à noite sobre o –  o navio.

159 Então descemos e na manhã seguinte começamos cedo. Ao longo  cerca de oito horas, passamos por emaranhado e tudo, até chegarmos ao topo da colina. E na estrada, aqui estava uma velha caribu e um macho de bom tamanho. Ele foi, começou a subir a colina e grandes moitas sobre ele. E eu disse: “Bem, e então ali está o primeiro caribu que eu já vi na floresta, selvagem. Eu nunca estive tão alto antes.

Ele disse: “Sim. Aquilo é um caribu.”

160 Então subimos a colina e olhamos. A ovelha não estava lá. Então Bud e eu andamos por ali. E Eddie começou a andar de um lado para o outro e Blaine, seu filho, buscando um passa tempo.

161 E nós caminhamos até aquele lugar, e, oh  eu apenas gritei: “Glória a Deus!” Eu olhei lá embaixo, e lá estavam as grandes montanhas cobertas de neve; musgo caribu amarelo, abaixo da neve. E logo abaixo vinham as sempre vivas, que são o abeto anão. E um pouco mais abaixo, havia a “escova de dinheiro”, vermelha. Um pouco mais longe, estava o álamo tremedor, tremendo, amarelo. Todos refletindo no lago abaixo deles. Oh que coisa!

162 Bud e eu colocamos nossos braços em volta um do outro, e dançamos a jiga um pouco por ali, simplesmente gritando e gritando e louvando a Deus. E nos assentamos com os braços em volta um do outro e louvamos a Deus. E tive um tempo maravilhoso, eu acho, cerca de duas horas

163 E eu disse: “Diga, imagine o que será de Eddie?” Nós o chamamos de “o Sujeito.” Então, voltamos. Começamos a atravessar a colina. Eu disse: “Ele não se perderia aqui.”

164 E disse: “Não. Blaine está de volta em algum lugar, e ele é um índio.”

165 Então nós olhamos ao redor, e eu vi uma câmera de filmar lá. Eu disse: “Isso foi o Eddie.” Olhei de volta para baixo da colina. E eu fui por esse caminho e ele foi pelo outro lado

166 E Eddie estava indo, “Sh-sh-sh-sh.” Ele estava perseguindo aquele pequeno caribu. E ele ia levá-lo de volta para baixo, alimentar os amigos índios aos quais ele estava pregando. Então, ele atirou no caribu. Nós saímos e o limpamos.

167 Voltamos, por volta de uma hora. Encontramos nossos cavalos de sela novamente, a cerca de 800 metros, onde estavam de pé. E nós estávamos lá. Ele disse: “Irmão Branham, você gostaria de caminhar?”

Disse: “Claro.”

168 Ele disse: “Se escalarmos esta montanha… Os carneiros atravessaram aquele caminho e desceram para aquela outra abertura ali, talvez. Se eles não o fizeram, voltaram pelo outro lado.” Disse: “Vamos deixar Eddie e eles voltarem, e passar por esse corte aqui, e levar meu cavalo e seu cavalo, e levar o caribu para o acampamento. E nós vamos subir até atingirmos aquele lugar. E devemos chegar por volta das dez ou onze horas desta noite.

Eu disse: “Tudo bem. Nós vamos fazer isso.”

169 Então, nós estávamos de pé ali. Nós só comemos uma lata de sardinha, cada um de nós. E nós enterramos debaixo do musgo, aquelas latas de sardinha. E nosso pão, nós os tínhamos em nossa camisa, e suamos até que tudo aquilo se transformou numa massa informe. Mas estava bom, uma vez que estávamos com fome. E está tudo bem. Então, ficamos lá.

170 E eu estava olhando em volta. E eu olhei através dos binóculos. Eu disse: “Bud, olhe aqui. O que é aquilo ali?”

171 Cerca de três milhas de distância, lá estava aquele caribu. E era estranho. Não eram painéis; eram grandes pontas. Eu disse: “Você lembra? Olhe aqui. Existe esta panorâmica, exatamente. E ali está aquele animal, do jeito certo.” Eu disse: “Só tem uma coisa que embaraça a visão, alguém com uma camisa xadrez verde.” E lá estava Eddie com uma camisa verde e xadrez. Eu disse: “Eu pensei que você não tivesse uma.”

172 Ele disse: “Minha esposa deve ter colocado isso na sacola. Quando eu caí na água, ontem, tive que trocar as camisas.” Ele disse: “Eu não sabia que ela estava lá, irmão Branham. Me desculpe, eu te disse uma coisa errada.

Eu disse: “Você tinha que fazer isso, filho.”

173 Oh, Bud começou a gritar. Ele disse: “Você pode ficar bem aqui e atirar nele, mais de três milhas de distância. Você não pode, irmão Branham?

Eu disse: “De acordo com a visão, eu o acertei.”

174 Ele disse: “Irmão Branham, eu lhe digo, como você vai chegar lá?”

Eu disse: “Eu não sei, mas vou chegar lá.”

Então ele disse: “Como você vai?”

Eu disse: “Vou ao redor dessa paisagem.”

175 Ele disse: “Isso é rocha.”  E eu… Disse: “Se você deslizar, você terá cerca de mil toneladas de neve em você, em cerca de um segundo.”

176 Eu disse: “O Senhor cuidará disso. Foi assim que eu fui, na visão, bem por aí.” Ele disse: “Bem, eu vou te seguir.” Aqui veio ele

177 E aqueles rapazes disseram: “Nós ficaremos aqui agora até vermos você pegar o caribu,” e eles disseram: “Então nós vamos – desceremos, pegaremos os cavalos e entraremos. Te encontraremos no final, cerca de quatro ou cinco milhas abaixo.

Ele disse: “Tudo bem.”

178 Então nós começamos por ali, Bud e eu. Em cerca de meia hora, nós fomos ao redor. E aquele caribu deitado ali, olhando diretamente para nós, e não nos viu. Ele devia ter dormido. E subi um pequeno corte e voltei, e subi a trinta jardas dele. Lá estava ele. Aquele animal grande e gigantesco levantou-se de lá e eu o acertei

179 E enquanto estávamos assentados ali, tirando a capa, e assim por diante, assim, Bud disse: “Você disse que esses chifres eram de quarenta e duas polegadas?”

Eu disse: “Isso é exatamente certo.”

180 Ele disse: “Irmão Branham, eles devem ser cento e quarenta e duas”, grande cabeça.

Eu disse não. São exatamente quarenta e duas.

Disse: “Eu tenho uma fita métrica lá em baixo.”

Eu disse: “Você duvida disso?”

Ele disse: “Não, senhor”

181 Ele disse: “Mas, espere um minuto, você não me disse que ia pegar um grande urso antes de voltar? Haveria um ponta de prata, antes de você voltar aonde aquele rapaz estava, de camisa verde?

Eu disse: “Isso é a verdade.”

182 Ele olhou para baixo ao redor da colina. Bem, não há uma coisa tão alta, absolutamente nada. Apenas musgo, tudo que você vê, milhas e milhas, apenas colinas de musgo. Ele disse: “Onde ele está, irmão Branham?”

183 Eu disse: “Ele pode prover um. Ele disse isso.” Eu disse: “Você duvida disso, Bud?” Ele disse: “Não, senhor.”

184 Bem, descendo a colina, nós viemos assim. Ele embrulhou o rifle por algum tempo e eu empacotei a cabeça, e vice-versa. Só tinha que andar de lado, descendo, os grandes chifres simplesmente entrando no musgo. E nós chegamos  cerca de uma milha daquilo. Paramos e olhamos em volta. Ele disse: “Aquele velho urso deve estar aparecendo, não é?”

Eu disse: “O que você, com que você se incomodou?”

Disse: “Nada.”

185 Nós continuamos até chegarmos a uma pequena geleira. Nós nos assentamos lá e nos refrescamos um pouco. Disse: “Irmão Branham, apenas pense nisso”, disse, “nós não temos mais que, oh, menos de meia milha até que nós os atinjamos, e em algum lugar entre aqui e ali você vai matar um ponta prateada.”

186 Eu disse: “Está certo. Isso mesmo.” Ele disse… Eu disse: “Você está duvidando disso, Bud.”

187 Ele levantou e me pegou pela mão. Ele disse: “Irmão Branham, meu irmão nunca mais teve um ataque desde aquele dia até este.” Ele disse: “O Deus que pôde lhe contar sobre meu irmão, não mentiria para você.”

Eu disse: “Bud, ele estará lá.”

Ele disse: “De onde ele virá?”

188 Eu disse: “Eu não sei.” Eu disse: “Bud, tenho cinquenta e dois anos,” então. E eu disse: “Eu vi visões desde criança. E quando eu vi este caribu aqui, morto, e veja você se os chifres dele não são quarenta e duas polegadas. E então, na mesma visão, no meu caminho de volta para onde aquele agrupamento estava, com quem eu estava, matei esse urso de ponta prateada, acinzentado.

Ele disse: “Irmão Branham, eu posso ver por vinte milhas.”

189 Ele disse: “Deus vai ter que tirá-lo do chão, ou derrubá-lo do céu, ou algo assim.” Eu disse: “Não se preocupe. Ele estará lá

190 Nós percorremos mais cem jardas. Ele estava quase esgotado também. Aquilo pesava cerca de cento e cinquenta libras, aquele troféu. Então, descendo a colina, e a gente o colocou no chão. Ele disse: “Ufa! Estou prestes a desistir

191 Eu disse: “Sim.” Nós entramos em um pequeno lugar de árvores de abeto anão, pigmeu, naquela altura. Havia algumas perdizes voando ao redor, e havia aves, então joguei algumas pedras nelas assim.

Então ele disse: “Você já comeu algumas dessas aves?”

Eu disse: “Não. Eu acho que não.”

192 Ele disse: “Elas são boas. Elas são tão boas quanto as perdizes.” Ele disse: “Irmão Branham?” Tirou seu grande e velho chapéu preto, se abanando. Disse: “Já era hora de o velho urso aparecer, não é rapaz?”

E eu disse – eu disse: “Bud, você está duvidando disso.”

193 Ele disse: “Não. Eu não estou. Mas, irmão Branham, eu – eu – eu simplesmente não consigo entender.”

194 Eu disse: “Nem eu posso. Não é para eu entender. É para eu crer.” Amém. Deus no céu sabe que estas coisas são verdadeiras. Eu ficaria aqui e diria isso, se não fosse verdade?

195 Então comecei a me virar, dei a ele o rifle e levantei a cabeça. E quando me virei, eu disse: “Bud, você tem os binóculos no pescoço. O que é aquilo em pé lá do lado da colina?

196 E ele puxou os binóculos para cima. Ele disse: “Oh, valha-me”, disse, “se não for a vaca leiteira de alguém!” Não existe tal coisa na região. Disse: “Esse é o maior urso que já vi na minha vida. E então valha-me, olhe para aquele sol amarelo brilhando sobre ele. Ele é um ponta prateada.” Disse: “A que distância você diz que ele está?”

197 Eu disse: “Ele está a cerca de duas milhas de distância.” E nós estávamos esgotados. Ele disse… Eu disse: “O que estamos esperando? Vamos lá.”

E ele disse: “Você tem certeza que vai pegá-lo?”

Eu disse: “Claro que vou pegá-lo”.

Ele disse: “Que arma é essa que você está usando?”

198 E eu disse: “Agora, não se preocupe com isso.” É uma pequena arma que um irmão me deu em uma reunião uma vez, vários anos atrás. Eu disse: “Uma pequena, barata, 270.” E eu disse: “Tudo bem. Eu tenho… Eu … Vai ser.

199 Continuamos nos aproximando um pouco. E quanto mais nos aproximávamos, maior o urso parecia em si mesmo. Oh, ele parecia um palheiro gigante, ali naquele musgo, você sabe. De pé, grande coisa, enorme, cabeça tão grande, sabe, e mandíbulas para fora, grandes patas. E ele estava saindo daqueles pequenos ramos de mirtilo, assim, você sabe, comendo-os. E assim, grande companheiro! Chegamos cerca de oitocentas jardas dele.

200 Ele disse: “Ei, irmão Branham, você já atirou em um urso antes?”

201 Eu disse: “Eu tenho atirado em muitos ursos, Bud, mas eu nunca atirei em um urso de ponta prateada antes.”

202 Ele disse: “Você sabe, o ponta prateada é o maior lutador de todos eles.”

Eu disse: “Sim, eu sei disso.”

Ele disse: “Ele não sabe morrer.”

E eu disse: “É?”

203 Ele disse: “Não… como – como – até onde você tem? A que distância você tem que chegar dele com isso?

204 Agora, simplesmente pergunte a ele. Escreva uma carta para ele. Vou te dar o endereço. Ele disse: “Deixe alguém me escrever sobre isso, o que quiser, sobre qualquer uma dessas coisas. Deixe-me contar a eles.” E então…

E eu disse: “Bem?” Eu disse…

Ele disse: “Agora?”

205 Eu disse: “Não, não. Eu estava mais perto do que isso, Bud. Eu estava bem perto dele.

206 Ele disse: “Estamos chegando muito perto agora. Ele pode investir a qualquer momento.

207 Eu disse: “Eu sei disso. Mas,” eu disse, “Bud,” eu disse, “tudo ficará bem.”

208 Ele disse: “Agora, quando você atirar num urso”, disse: “agora, irmão Branham, você atira nas costas dele. Você tem que derrubá-lo, porque ele continuará lutando, e então ele não pode se levantar.”

Eu disse: “Não, de acordo com a visão, eu atirei no coração.”

Ele disse: “Espero que você não tenha cometido nenhum erro quanto a isso.”

209 Eu disse – eu disse: “Eu não cometi.” Eu disse: “Eu me lembro disso.” Porque, em uma – em uma visão, você está – você está consciente, e ambos, como explicamos na outra noite. Você está em dois. Você não pode esquecer isso. Veem? Então está aí você

210 Então nós entramos novamente, cerca de duzentos e cinquenta jardas. Esse foi o último pequeno barranco a que fomos. Eu disse: “É sobre isso agora. Olhe para ele. Ele não é uma beleza?

Ele disse: “Sim, eu acho que ele é.”

211 Eu disse: “Tudo bem, Bud. Agora, quando eu levantar daqui, ele estará vindo.” Eu disse: “Você simplesmente observe.”

E ele disse: “Eu estarei observando.”

212 Então eu coloquei uma bala no tambor da arma, você sabe. E nós estávamos na parte de baixo daquele pequeno barranco. Assim que eu levantei, ali vinha ele. Oh, que coisa! Eu parei, atirei, e pareceu um atirador de ervilhas acertando nele. Rapaz, nada foi mais enquadrado que aquilo. E antes, meu…

213 Você fala de velocidade! Eu nunca vi nada assim. Ele, eles superariam um cavalo, veado ou qualquer coisa, você sabe, um urso pode, assim. Ele descendo aquela colina, bem na nossa direção, assim!

214 E agora, antes que eu pudesse pegar outro projétil na arma, ele caiu morto, cerca de trinta, quarenta jardas de mim, apenas virando de um lado para o outro; atingiu coração, pulmões e tudo dele. Era uma bala Nosler, vocês,  carregadores de mão, sabem. Então, aquilo o explodiu e ele caiu

215 Bud, parado ali, olhou para cima, estava branco de verdade ao redor da boca. Ele disse: “Irmão Branham, eu não o queria no meu colo.”

Eu disse: “Nem eu.”

216 Ele disse: “Ufa.” Disse: “Eu quero te dizer, depois que acabar, rapaz. Se isso não tivesse sido uma dessas visões, e eu tivesse visto acontecer antes, nunca teria chegado aqui, tão perto desse urso, com você.”

217 E nenhum de nós poderia movê-lo. Ele pesava quase quinhentos quilos, eu acho, então, enorme, grande. Nós não pudemos limpá-lo, nós conseguimos… Tirar a pele dele. Nós começamos a descer. E nós… “Irmão Branham?” Nós apanhamos os chifres. Ele disse: “Se os chifres tiverem exatamente  quarenta e duas polegadas”, disse: “Eu vou fazer uma corrida de boa forma.”

218 Eu disse: “É melhor você fazer isso agora, então, porque é isso mesmo.”

219 Ele disse: “Eu nunca vi um – um – um… Parece que estou sonhando com isso.”

220 E quando chegamos lá, e eu disse – para Eddie, eu disse: “Agora você observe. Blaine vai colocar as mãos dele

221 Agora, você se lembra, havia uma pequena mão ao redor daquele chifre. Lembre-se, irmão Fred, como eu lhe disse que seria?

E eu disse: “Você observe,” para Eddie.

E assim Bud disse: “Espere.” Ele pegou seu cavalo ali

222 E nós tínhamos sobre nós, você sabe, e aqueles cavalos furiosos com tudo. Você sabe como eles fazem quando cheiram um urso pardo ou qualquer tipo de urso. Então eu fui até lá, segurei, tentando segurar o cavalo, o cavalo de sela tentando fugir

223 E ele foi até a sua fita métrica e veio andando até lá, olhando para mim, daquele jeito. Disse: “Venha aqui, Blaine.” Eu cutuquei Eddie. Anote isso. Amém. E então valha-me, quarenta e duas polegadas, na mosca!

224 Agora, os chifres encolhem cerca de duas polegadas quando secam. Aquela pele de urso cinza está colocada no meu quarto, e os chifres estão pendurados na parede. O empalhador de animais os preparou e os fixou. Há uma fita métrica pendurada neles, quarenta e duas polegadas, exatamente

225 Agora, por que Deus diria a um homem algo assim, sobre uma viagem de caça?

226 Quando voltei, minha mãe estava doente. Eu fui vê-la. Ela disse: “Billy?” Veja, Ele estava me encorajando, preparando-me para algo.

Eu disse: “Mamãe, o Senhor sempre te curou.”

Ela disse: “Billy, vou para casa para ver o papai.”

“Oh”, eu disse, “mãe, não fale assim.”

Disse: “Sim, eu digo.” Eu orei por ela.

E o irmão Fred e todas essas testemunhas assentadas aqui sabem

227 Então, a próxima coisa que você sabe, eles a tinham no hospital. O médico nem sabia o que havia de errado. Bem, eu saí para orar por ela. Ela disse: “Filho, eu me vou.” E agora, minha mãe era uma mulher forte, de todos os modos

228 Um dia, alguns dias depois disso, eu entrei. Ela estava parada ali, olhando diretamente para os céus. Ela disse: “Billy, eu vejo você.”

Eu disse: “Ora, claro, mamãe.” Disse: “Eu vejo você bem aqui.”

229 Ela disse: “Oh, você é tão velho, Bill”, disse, “seus cabelos e barba brancos estão juntos. Você tem o seu braço em volta da cruz, me alcançando.” Eu tive uma boa ideia, então, do que era aquilo.

Agora, vocês, irmãos aqui, sabem que isso é verdade

230 O dia seguinte era domingo. Eu estava pregando. Eles me mandaram dizer: “Sua…” Eu disse: “Eu não acredito que a mamãe esteja indo. Deus sempre me mostra os meus indo. Mas, mamãe, Ele nunca me mostrou nada sobre isso.” Aqui dentro veio uma mensagem. E eu estava bem no meio da minha Mensagem, assim. Alguém entrou e disse: “Vá para sua mãe agora mesmo. Ligue para ela no telefone. Ela está morrendo neste momento

231 Eu disse: “Morte, contenha-se um instante. A Palavra de Deus é mais importante que isso.”

232 Este homem assentado bem aqui, irmão Borders. Depois que o culto terminou, saí para ver minha mãe. Eu encontrei o irmão Borders. Ele disse: “Irmão Branham, você não tem um metro e oitenta, mas eu vi um homem de três metros de pé no púlpito esta manhã.”

Eu disse: “Irmão Borders, Deus cuidará de tudo isso para mamãe.”

233 E alguns dias depois, eles me chamaram para o quarto, e ela realmente estava indo embora. Reunidos os filhos, estavam em volta da cama. Eu disse: “Mamãe, você está mesmo indo?”

Ela disse: “Sim.” Então ela não podia mais falar.

234 Eu lhe dizia: “O que Jesus significa para você, mãe?” Lembro-me de batizá-la em Seu Nome, há muito tempo, nas águas. Eu disse: “Diga-me o que Ele significa para você agora.”

Ela disse: “Mais que a vida para mim.”

235 Eu disse: “Mamãe, se você se for, sou seu filho, o… pregador. Eu quero saber, da minha própria mãe que vai se encontrar com Deus. Eu quero segurar sua mão aqui, mãe.

Disse: “Eu quero que você…” Eu continuei segurando.

236 Ela não podia falar. Parecia que ela estava paralisando seu rosto. Eu disse: “Você não pode mais falar, mamãe?” Ela não conseguia … eu disse: “Escute. Jesus ainda é o mesmo para você? Ela podia acenar com a cabeça.

237 Então ela chegou a um lugar que não podia mais acenar com a cabeça. Eu disse: “Mãe, Jesus é tudo para você agora? Ele está vindo para você em um minuto. Tudo, para você? Ela não conseguia se mexer.

238 Eu disse: “Mamãe, você só tem uma coisa, pisque os seus olhos. Se Jesus ainda significa a mesma coisa para você, como sempre fazia, o dia que eu te batizei nas águas, pisque seus olhos rapidamente.” Ela piscou seus olhos, e as lágrimas correram abaixo, assim.

239 E um pequeno vento veio, varrendo o quarto. Mamãe foi para casa.

240 Cheguei em casa, saí da casa funerária, peguei as roupas. Você sabe como é. Você teve que fazer a mesma coisa. Os filhos chorando, um em um lugar; um no outro. Eu disse: “Mamãe era o esteio. Nunca mais seremos os mesmos.” Doc e sua família num canto. Jesse e sua família no outro canto. Havíamos enterrado Howard recentemente. Eu disse: “Bem, vamos embora, meninos.” Eu disse: “Nós vamos… Nós não vamos nos ver. Mamãe era a nosso esteio.” Eu disse: “Não nos veremos muito mais um ao outro agora.”

241 Fui para casa, à noite, depois que escolhemos suas roupas. Eu fui para casa.

242 Sra. Domico, alguém a conhece, de Chicago? Foi uma amiga muito querida da campanha. Ela me deu uma Bíblia. (Desculpe-me.) E era uma daquelas Bíblias vermelhas, com um zíper. E alguém, quando eu preguei esse sermão, O Cordeiro e a Pomba, eles me enviaram duas pombas, como um apoio. Outro irmão meu, o irmão Norman, havia me enviado uma pequena pomba. E um cordeiro, e o irmão Borders me deu o cordeiro. Eu peguei a Bíblia. Meda estava em um canto, chorando.

243 E todos vocês, homens de negócios aqui, sabem quando eu estava na Jamaica, vi minha sogra, falei na mesa lá na Jamaica. Eu disse: “Alguém de minha gente, uma pessoa que não tem dentes, está morrendo. Eu a vejo morrendo.” Exatamente à mesa, Demos Shakarian e todos eles assentados ali. Poucas horas depois, minha sogra caiu quase morta, num momento, sem dentes, exatamente.

244 Eu disse: “Eu vi um jovem cuspir sangue.” Liguei, disse: “Não deixe Billy…”

245 Alguém aqui que esteve na – na reunião da Jamaica, lá naquela época na Jamaica? Não posso ver. Sim. Há dois. Então…

246 E eu disse: “Deve… Billy, não vá lá. Eu vi um jovem cuspir sangue.” E era meu cunhado. Ele foi, teve uma hemorragia quando sua mãe morreu. Aquilo o jogou em tal choque.

247 Então, de pé aqui naquele dia, eu peguei aquela Bíblia. Eu disse: “Pai, eu não sei. Talvez apenas o Teu amor, Tu não me mostraste ela indo. Mas eu estou tão despedaçado, Deus. Não me darás Tu alguma palavra de conforto de Tua Palavra?” Eu disse: “Deixe-me apenas ler algo que seja de conforto, reconfortante para mim.” Eu simplesmente deixei a Bíblia se abrir desse jeito. Lá estava, grandes letras vermelhas: “Ela não está morta, mas dorme.” E eu entrei no quarto. Fomos dormir

248 Na manhã seguinte, às oito horas, levantamos. Eles iam tê-la pronta ao meio-dia, então descemos e a vimos. Meda saiu para pegar o café da manhã das crianças e o pequeno Joe chorando. Becky em um canto, ainda chorando: “Eu vou ver a vovó de novo?”

249 Eu disse: “Sim. Sim. Você vai vê-la. Ela está do outro lado, subiu as escadas.” Eu disse: “Ela, nós a veremos de novo.” E ela amava aqueles pequeninos, vocês sabem

250 E assim, e eles estavam todos chorando, “Podemos ver a vovó esta tarde?”

251 Eu disse: “Você pode ver o corpo em que ela viveu, mas a vovó subiu para ficar com sua outra avó, com eles no Céu.”

252 E Joe não conseguia entender, meu garotinho, vocês sabem. Ele simplesmente não conseguia entender. Ele disse: “Então a vovó vai voltar hoje à noite?”

253 E eu disse: “Não, não. Eu não sei quando ela vai voltar. Quando Jesus vier, ela voltará.

254 Eu estava de pé ali. E eu me virei, entrei no quarto. E quando eu o fiz… Não me peçam para explicar isso. Não há como explicá-lo. Eu me vi em pé lá fora, exatamente como eu olho através desta audiência. E eu estava liderando as músicas. Eu nunca fiz isso. Eu não posso nem cantar. Então, e havia uma grande multidão de pessoas.

255 Por este lado, o auditório parecia externo, como, oh, eu não sei como você chamaria aquilo, como a descida de uma colina, e como uma espécie de anfiteatro. E ia tão longe para trás, as linhas iam, até que teve que ser levantado assim, se estendia de tal forma que tinha de se olhar desta maneira. Mas exatamente no meio… Três filas, assim. E bem no meio estava como que canteiros, pequenas crianças espasmódicas e aleijadas, que neles se enfileiravam.

256 Eu estava vestido com um terno escuro, e eu estava cantando: “Traga-os aqui, traga-os, traga os pequeninos a Jesus.” Nós cantamos isso na igreja, um pouco, especialmente para dedicar as crianças. E havia como – uma caixa aqui, onde o conjunto se punha, e o púlpito estava perto daquilo. Mas eu estava para baixo, dirigindo as músicas. E ao mesmo tempo, eu estava ali, olhando para mim mesmo, então… Oh, não tente pensar nisso, porque você não pode. Então quando eu estava aqui, então se tornava aqui. Eu não sei. Dois deles estavam juntos. E os seus…

Isso é bom quando seus dois vão juntos

257 Eu tinha uma câmera lá em cima. Descendo, eu não sabia tirar uma foto. Eu olhei através da coisa e, homem, eu podia ver cinco ou seis objetos diferentes. Então eu comecei a me concentrar. Billy me disse, disse: “Concentre-se, e todos eles se tornam um.”

258 É uma boa ideia para se fazer isso, você sabe. Você vê diferentes coisas quando você se concentra. E use a Palavra de Deus para se concentrar Nele e você verá o que eu estou falando. Mas consiga isso em foco, primeiro, veja você.

259 Então parados ali, olhando, e eu entrei nessa visão. E enquanto estava lá, notei uma pessoa de renome voltando na parte de trás do lugar. E eles foram… Eu disse: “Bem, eles estão vindo para o camarote das celebridades.” Então eles vinham andando por este caminho. E eu pensei: “Bem, cantarei mais uma vez enquanto esta senhora está chegando.” Ela estava vestida à moda antiga.

260 Agora, algumas senhoras se lembrarão disso, quando usavam saias por aqui, e desciam por cima de sapatos amarrados. E eles tinham uma espécie… O que é que vocês chamam coisas, tipo – como essa senhora tem aqui agora? Aquela blusa. Blusa, uma daquelas coisas assim, e tinha mangas cheias. Vocês se lembram delas? E subia ao redor do pescoço aqui, com uma espécie de pequeno botão de uma coisa que ia ali. Então, um grande chapéu, de lado. E as senhoras, naqueles dias, usavam cabelos compridos. Então elas o puxavam para baixo assim, e colocavam um chapéu, e colocavam um grampo nele, você sabe, para prendê-lo, porque elas tinham que andar de lado e coisas.

261 Então aquela senhora estava chegando, e todos a respeitavam. E eu pensei: “Bem, ela vai para o camarote das celebridades.”

262 Então, eu disse: “Mais uma vez, todos deste lado, ‘Traga-os para dentro’. Agora por aqui, “traga-os”. Então, todos no meio, todos juntos agora, ‘Traga os pequeninos para Jesus.”

263 Assim que eu disse isso, aquela senhora já havia entrado no camarote. Eu pude ver, quando ela entrou no camarote, todos se levantaram. E eles estavam fazendo isso, reconhecendo-a e ela os reconhecia.

264 Eu pensei: “Bem, é hora de eu pregar. Eu vou orar por aquelas pessoas doentes.” Levantei-me aqui no – no púlpito, assim, e a caixa estava perto, oh, tão perto como este irmão assentado aqui. E eu virei, assim

265 Eu pensei: “Bem, agora, essa dama se inclinará para mim, então eu a reconhecerei.” E então, quando eu me virei, ela já estava de cabeça baixa, assim. Eu estava abaixando minha cabeça, assim. E quando levantei a cabeça, ao mesmo tempo, a encontrei, era mamãe, jovem, bonita. Eu olhei para ela.

Eu disse: “Mamãe?”

Ela disse: “Billy.”

266 E então, relâmpagos começaram a brilhar ao redor do prédio, trovões rugiram e um tremor veio. E uma voz disse: “Não tenhas medo de sua mãe”. Disse: “Ela está como era em 1906.”

E eu disse: “O que, 1906?”

E Meda disse: “Qual é o problema com você?” Minha esposa.

Eu disse: “Querida, 1906, o que foi 1906?”

Ela disse: “Por quê?”

Eu disse: “Uma visão, eu vi mamãe de pé bem aqui.”

Disse: “Você viu o que?”

Eu disse: “Eu vi mamãe”.

Disse: “Tem certeza, Bill?”

267 Eu disse: “Sim. Ela estava de pé bem aqui, e ela era bonita. E Ele disse…” Eu disse: “Ela era simplesmente uma jovem mulher.”

268 Então eu fui e peguei o antigo registro da família. Você sabe o que ela era em 1906? Noiva do meu pai. Aquele foi o ano em que ela se casou. Agora ela é parte de outra Noiva, a Noiva do Senhor Jesus

269 Alguém, de algum lugar, me mandou um níquel. Eu o tenho aqui no meu bolso, 1906.

270 “E Ele, o Espírito Santo, quando Ele vier, revelará a vocês estas coisas  que eu disse, e lhes mostrará as coisas por vir.”

271 Agora, o que é isso? A viagem de caça estava apenas me edificando, entende? Uma das melhores viagens que já fiz, sabendo disso, desse grande choque. Aquilo foi amor. E, irmão, irmã, se todas essas outras visões estiverem perfeitamente certas, do que o Espírito Santo mostrou, tem que ser o Espírito Santo. A Bíblia diz que, “se acontecessem, então seria Ele.”

272 Então, que esperança nós temos! Algum dia nós vamos deixar este lugar. Estamos voltando para um jovem homem e uma mulher, para nunca mais morrermos. Eu preferiria saber disso do que saber que seria um presidente do mundo e viveria por um milhão de anos. Eu preferiria saber que eu estava nas mãos de Deus

273 E fico feliz em saber, esta noite, que aquele mesmo Jesus que fez essa declaração, que Ele está aqui, depois de dois mil anos. Veja, não pode perecer. É eterno. E Ele é exatamente o mesmo Jesus esta noite que Ele foi no dia em que Ele fez esta declaração. E Ele ainda confirmará essa Palavra, se crermos nela. Você crê nela? [A congregação diz: “Amém.” – Ed.]

274 “Quando Ele, o Espírito Santo, vier, Ele não falará de Si Mesmo. Mas Ele se ocupará das minhas coisas” essa é a Palavra, “e as mostrará a vocês. E então, também, Ele lhes mostrará as coisas que estão por vir.”

275 No livro de – de Hebreus, no quarto capítulo, a Bíblia diz: “A Palavra de Deus é mais afiada…”

276 Agora, quem era a Palavra? Jesus. “No princípio era a Palavra, e a Palavra estava com Deus, e a Palavra era Deus. A Palavra foi feita carne. Habitou…”

277 “A Palavra de Deus é mais penetrante do que  espada alguma de dois gumes, e penetra até a separação das juntas e medula, e é apta para discernir os pensamentos do coração.”

278 Esse é o nosso Deus. Nós não estamos perdidos, amigos. Nós ainda estamos na graça de Deus. Eu – eu sinto, para falar de algo, e falar de um pretérito… E como eu disse ontem à noite, como aqueles discípulos estavam tentando viver na reunião que eles tiveram no dia anterior, esperando por outra, mas esqueceram que o Criador do vento e das ondas estava deitado no barco

279 O Deus que estava lá naqueles montes, que colocou aquele ponta prateada, de acordo com a Sua Palavra, estava ali sobre o solo, como evidência

280 Agora, se você deseja escrever para esse homem, apenas escreva para Bud Southwick, Southwick, Bud Southwick, Fort Saint John, Columbia Britânica, e ele vai responder para você. E, a propósito, se você estiver fazendo uma viagem de caça, há um bom rapaz para acompanhar.

281 Agora note. Ele disse que entre todos aqueles caçadores de cima abaixo naquela estrada, até mesmo creio que eu vou ter uma boa reunião da próxima vez que eu for lá, apenas com guias, sim, para ver essas coisas acontecerem do jeito que acontecem. Isso foi no ano passado

282 Isto é este ano, agora mesmo. Aquele mesmo Jesus que fez essa promessa disse: “Nunca te deixarei, nem te desampararei. Eu estarei contigo sempre, até o fim do mundo.” Você crê nisso? [A congregação diz: “Amém.” – Ed.]

283 Com tais evidências, com tal verdade vindicada, verdade positiva, como podemos nos sentir de alguma outra maneira, senão que gostaríamos de passar por aquele teto, sermos arrebatados? Nós deixamos as coisas do mundo nos entorpecerem de tal maneira? Onde vemos coisas vitais que são positivas, provadas como verdade

284 Agora, cada pessoa doente aqui, se você apenas crer naquele mesmo Que fez aquela promessa, e o Mesmo que tirou aquela epilepsia daquele rapaz, daquele homem, Ele é o mesmo Deus que está bem aqui agora. Se eu pudesse tirar isso de você, eu faria, mas não posso fazê-lo. Ele já comprou isso para você, e a única coisa que você precisa fazer é crer

285 E se o rapaz tivesse caído no ataque, e a pequena mulher dissesse: “Agora, o que essa camisa tem a ver?” Isso provavelmente não funcionaria em mais ninguém. Veem? Apenas para ele, porque foi enviado para ele. Naamã mergulhou no rio sete vezes; mas outra pessoa, mergulhando, provavelmente não superaria a lepra. Veem? Mas observe. É o que Ele diz que é a verdade, uma verdade vindicada e perfeita

286 Agora, está ficando tarde, para chamar uma fila de oração. Vamos – vamos parar isso por um minuto

287 Vamos apenas pensar. É isso que Deus prometeu? Esse seria o genuíno Espírito Santo que faria isso. Correto? [A congregação diz: “Amém.” – Ed.] Bem, quem diria que Aquele não era o Espírito Santo? Era Ele. “Eu e Meu Pai somos Um.” O Espírito Santo era Seu Pai. “Ela trará. Aquela Coisa Sagrada que ela  concebeu  é do Espírito Santo.” Portanto, o Espírito Santo e Deus são o mesmo Espírito, e Ele estava Nele

288 E observe o que Ele fez quando uma mulher tocou em Sua vestimenta, quando Ele olhou para a audiência e percebeu seus pensamentos. Não diz a Palavra que: “A Palavra de Deus é mais penetrante   do que uma espada de dois gumes, uma discernidora dos pensamentos do coração”? [A congregação diz: “Amém.” – Ed.] Ele não prometeu, em São João 12, ou São João 14:12, que “Aquele que crê em Mim também fará as obras que eu faço”? [“Amém.”] Ou, alguma vez falhou, senão que fosse a verdade?

289 Então, Deus está aqui. Ele está aqui para fazer com que todas as pessoas estejam bem. Ele está aqui para salvar todas as almas perdidas. E antes que eu faça um apelo ao altar, como me sinto levado a fazer, veja, para fazer este apelo ao altar, vamos invocá-Lo. Quantos de vocês perderão ou dirão: “Se eu pudesse…” Talvez os estranhos aqui digam: “Eu nunca vi uma dessas reuniões. Eu ouvi pessoas falarem sobre essas coisas, mas eu nunca vi isso. Encorajaria o meu coração se eu pudesse ver a própria Presença de Cristo entrar no meio do povo e fazer a mesma coisa que Ele fez.” Isso encorajaria você? [A congregação diz: “Amém.” – Ed.]

290 Vamos inclinar nossas cabeças; uma palavra. Todos os olhos fechados. Agora deixe o Espírito seguir a Palavra.

291 Agora, Pai, eu tenho, o melhor que eu sei, Tu conheces meu coração. Sabendo que essas pessoas estão sofrendo sob esse calor, está lotado, estão em pé, mas foram muito pacientes. Eu posso imaginar que era o mesmo tipo de multidão que estava à margem naquele dia e Te ouviu falando do barco. E então Tu disseste a eles: “Lancem para o fundo e deixem a rede cair para o lado” Não vejo se há algum ali. Eles estavam lá.

292 E como aquelas palavras notáveis daquele apóstolo disseram: “Senhor, nós levamos a noite toda e não pegamos nada; mas, todavia, sob Tua Palavra, vamos baixar a rede.” E quando obedeceram a Sua Palavra, eles cercaram uma multidão de peixes, até que suas redes começaram a se romper.

293 Senhor Jesus, sem dúvida que muitas mulheres deixaram a lavagem naquela manhã, muitos homens deixaram seus campos, as plantações, pescadores deixaram suas redes, para ouvirem a Palavra de Deus. Senhor Jesus, se Tu estivesses aqui em forma física nesta noite, é muito duvidoso que mais do que os que estão reunidos, se reunissem. Mas estas pessoas creem que não estás morto, que ressuscitaste dos mortos e Tu manifestas e guardas a Tua Palavra, a Palavra que lhes tenho lido das Sagradas Escrituras esta noite.

294 E como nosso Senhor uma vez tomou uma Bíblia, ou o – o Pergaminho, e Ele leu, e Ele se assentou. E Ele disse: “Hoje tem se cumprido essa escritura.”

295 Deixe acontecer de novo, Senhor. Que seja novamente, que neste mesmo dia, nesta mesma noite, que a Escritura que eu li possa ser cumprida. Estivemos ensinando, ao longo da semana, que essa seria a mesma coisa que provaria o fim dos tempos. E então nossos corações irão embora, felizes.

296 Pode haver muitos aqui, Senhor, com quem Tu estás falando. Ajude-nos nesta noite a conhecer a Tua Palavra, Tua Palavra vindicada como sendo a Verdade. Conceda-o, Pai.

297 E enquanto temos nossas cabeças inclinadas, apenas por um meio de avaliação, para me acalmar da pregação. Quantos de vocês aqui, que não são realmente cristãos nascidos de novo? Agora você pode ir à igreja, mas não é isso que estou perguntando. Você é… Se você não é um cristão nascido de novo, mas você crê que há um Jesus vivo, um verdadeiro Espírito Santo, e você gostaria de ser lembrado por Ele agora. Você apenas, enquanto cada cabeça está curvada agora, e olhos fechados, apenas levante sua mão para Ele: “Senhor, lembra-Te de mim”? Deus te abençoe. Deus te abençoe, você e você. Deus te abençoe. Deus te abençoe. Isso é muito bom. Há outros?

298 Agora, não somos muitos em número. Mas, você sabe, não é o mundo que procura por coisas grandes e grandes números? Como dissemos ontem à noite, foi apenas a voz baixa e quieta que atraiu o profeta a se apresentar com o rosto velado.

299 Agora, você tenha fé em Deus. Meu irmão, minha irmã, tenha fé em Deus. E se nosso grande e bondoso Senhor Jesus vier onde esta Palavra está aqui, Sua Própria Palavra, aberta, e provar a você que este Espírito Santo, de que falo, é a Verdade! Você pode ter ficado confuso muitas vezes, com muitas coisas, mas isso só serve para mostrar que existe um real em algum lugar. E quando Ele fizer isso, eu quero que você levante suas mãos, venha, veja, apenas um momento. Agora você pode levantar a cabeça.

300 Senhor Jesus, tome este culto em Tuas mãos agora. Eu sou Teu servo. E toda a pregação… Apenas uma Palavra Tua significará mais do que tudo que poderíamos dizer em toda a vida; só uma palavra. Conceda-o agora, Pai, enquanto entrego estes testemunhos. Tu sabes que eles são verdadeiros, Pai. Foste Tu Quem os deste a eles. E nunca falharam. Conceda-o em nome de Jesus. Amém.

301 Agora, quantas pessoas aqui, que não têm cartões de oração, e estão doentes? Levantem as mãos, em todos os lugares do edifício, que não têm cartões de oração e estão doentes. Tudo certo. E aqueles que têm cartões de oração, levantem suas mãos. Do mesmo modo. E eles estão todos misturados

302 Agora, para examinar a audiência, primeiro, para ser honesto diante de Deus, diante de vocês. Eu sei que estou olhando por aqui, que alguns amigos meus estão assentados neste canto aqui. O irmão Noel, seu… seu… e a irmã Jones e o irmão Outlaw, meu filho, esse irmão aqui e o irmão Moore. Eu não conheço esse irmão, mas eu o vi nas reuniões, nas últimas vezes. Eu não posso recordar do nome do irmão, também, mas eu o conheço apenas pelo rosto. A irmã aqui, irmã Williams. A irmã Sharritt no canto. Lá atrás, há algumas pessoas do tabernáculo de Jeffersonville

303 Aqui está um velho e precioso amigo meu, de noventa anos, que vem de Ohio e dirige pelo país. E eu estou indo para a África, e ele e sua adorável esposa perguntaram se poderiam ir para a África comigo. Disse: “Nós pagaremos…” Noventa anos de idade, um irmão alemão, não conhecia o Senhor. Quando eu preguei uma noite, ele entrou com suas boas roupas, para ser batizado. Noventa anos! Fora de…

304 Eu creio, oh, este é o irmão Waldrop e a irmã Waldrop assentados ali. Agora, isso é até onde… E o irmão Borders. Agora, é isso.

305 Agora, estou chamando seus nomes. Agora, se você me conhece assim, não ore. Veem? Ore por mim. Veem?

306 Mas eu quero que você que não me conhece, e sabe que eu não te conheço. Eu quero que você diga em seu coração: “Senhor Jesus, eu ouvi o que foi falado. Eu – eu ouvi este ministro esta noite ler isto da Bíblia. Eu ouvi esse testemunho, e eu ouvi, você sabe, de diferentes momentos que isso aconteceu. Estamos tão perto do fim, Senhor? Estamos tão próximos assim?

307 Lembre-se, quando aquele sinal foi feito para Sodoma, a cidade que foi queimada, Jesus se referiu a ela, disse: “Como foi…” Esse foi o último sinal que eles receberam antes da cidade ser destruída. E Jesus disse que isso se repetiria na vinda do Filho do homem

308 Agora, você sabe que está certo, assim, o Deus, Deus em carne! Quantos creem que Deus falou com Abraão? [A congregação diz: “Amém.” – Ed.] Sim. Bem, a Bíblia diz: “Elohim”, então, esse é o – o – o grande Criador dos céus e da terra, o Todo-suficiente. Era Ele

309 O que Ele estava mostrando? Ele estava em um corpo humano, de pé ali, comeu a carne de um bezerro e bebeu o leite da vaca, e então desapareceu de vista. “Eu te visitarei de acordo com o tempo que te prometi.” Veem? O chamou pelo seu nome. E com as costas viradas, disse: “Onde está Sara?”

Disse: “Ela está na tenda atrás de você.”

Disse: “Vou visitá-lhe de acordo com o tempo da vida.”

310 E Sara disse… [O irmão Branham faz um gesto silencioso – Ed.] …na tenda.

311 Ele disse: “Por que Sara riu?” Lembre-se, a Bíblia diz que ela estava na tenda atrás dele. Disse: “Por que Sara riu?”

Sara disse: “Eu não ri.”

Disse: “Sim, você riu.” Vê? Correto

312 Um homem parado ali, Deus representando a Si Mesmo em carne humana. Jesus disse que seria a mesma coisa na vinda do Filho do homem: Deus em Sua Igreja, você, eu, representando a Si mesmo. Agora, havia uma pequena mulher…

313 Quando Deus estava em Cristo, Ele tinha o Espírito plenamente. Ele era Deus. Eu sou apenas um dos Seus servos, e você é apenas um dos Seus servos. Nós temos o – o Espírito por – por medida. Ele O tinha sem medida. “Nele habita a plenitude da divindade corporalmente.” Em mim é apenas um pequeno dom, e em você é um dom, Dele. Mas, não importa quão pequeno seja, é o mesmo Espírito.

314 Agora, se esse é o Espírito de Deus, Ele fará as obras de Deus. Agora, você ora e diz: “Senhor Jesus, uma pequena mulher uma vez tocou em Suas vestes.” E nós dizemos…

315 Aqui no Novo Testamento, ele disse em Hebreus, ele disse: “Ele é o Sumo Sacerdote agora, que pode ser tocado pelo sentimento de nossas enfermidades.” Quantos sabem que é a Bíblia? Digam: “Amém”. [A congregação diz: “Amém.” – Ed.] Claro. Bem, isso tem que ser verdade.

316 Bem, se Ele é o mesmo ontem e hoje e eternamente, como Ele te responderia? O mesmo que fez ontem, se é o mesmo hoje.

317 Agora ore e diga: “Senhor Jesus, deixe-me tocar em Tuas vestes. E então, dás ao irmão Branham um pequeno dom para nos encorajar. E ele não me conhece. (Estou por aqui; e por lá; e aqui embaixo; e onde quer que eu esteja…) Ele não me conhece, mas Tu me conheces. E deixe-me ver Teu grande Espírito, Senhor. Não como eu tenho que fazer, mas apenas para ajudar a encorajar a mim e ao resto deles, porque nós lemos a Palavra. Deixe-me tocar em Tuas vestes, então Tu falas de volta. Deixe-me ser usado hoje à noite, Senhor, para esse propósito. Isso mostrará a todo o público que Tu ainda estás vivo.” Seria maravilhoso se Ele fizesse isso?

318 Agora, apenas ore, você mesmo, em silêncio. Diga: “Senhor, deixe-me tocar em Tuas vestes.” Eu me entrego ao Espírito, e então o Espírito Santo fará o resto. Porque agora eu falei, testemunhei, mas não posso fazer nada mais agora. Eu estou no final do meu caminho.

319 Eu apenas observo a audiência, para ver se eu… Eu tenho que ver isso, você sabe. Você entende

320 De volta à minha esquerda, bem atrás, no meio, voltando no prédio, está uma mulher orando. Ela está para morrer, se Deus não a ajudar. Ela tem câncer e o câncer está no seio. Oh, que ela não perca!

Ajuda-me, ó Senhor.

Irmã, se você crer! Oh que coisa! Ela vai perder isso.

Senhor Jesus, ajude-nos, oramos.

321 Mary May. Aí está você. Somos estranhos um ao outro? Eu não te conheço. Você não me conhece. Eram essas as condições, e tudo o que foi dito era verdade? Então creia. Isso vai acabar. Amém.

322 Agora, as trevas que estavam sobre ela, são luz. Tão certo quanto aquele rapaz, a epilepsia ficou longe dele. O mesmo Deus, Aquele que estava lá em cima na floresta do norte, é o mesmo Deus aqui. Apenas continue crendo. Amém. “Se puderes crer!”

323 Aqui está sobre uma mulher assentada aqui na minha frente. Ela tem algo errado nas costas dela. É um disco nas costas dela. Ela não é daqui. Ela é de Montana. O nome dela é Miss Stubbs. Levante-se, receba sua cura no Nome de Jesus Cristo.

Você não precisa se comprimir, relaxe.

324 O grande companheiro assentado aqui, olhando para mim, fazendo assim. Creia. Você vai ficar bem. Tem um problema nervoso. Se você crer, Deus vai te deixar bem.

325 A senhora com problemas femininos. Creia e você pode ficar bem. Volte para casa e tenha fé em Deus. Por que eu disse volte para casa? Você teria que ir para o Novo México, para chegar lá, Sr. e Sra. Watkins. Agora você sabe que eu não te conheço. Amém.

326 A senhora logo atrás de você, com aquela úlcera na perna, Miss Brown. Você crê que Deus vai te curar? Você parece tão interessada. Agora, você sabe que nunca te vi na minha vida. Na perna esquerda. Agora, você crê com todo o seu coração, você vai ficar bem

327 Senhora, tentando se mover, e ela tem artrite. Está obrigando-a, está mal. Sra. Fairhead, você creia com todo o seu coração e vai melhorar. Agora, você sabe que nunca te vi na minha vida. Isso, oh… [A irmã diz: “… curada antes. Eu fui curada antes, e sei que vai me curar.” – Ed.] Amém. Sim.

328 Vocês creem com todo o seu coração agora? [A congregação diz: “Amém.” – Ed.] Agora, o que Ele fará? “Ele tomará as coisas que eu lhes disse e as mostrará a vocês. E então Ele lhes mostrará as coisas que estão por vir.” Vocês entendem o que eu quero dizer? [“Amém.”] Vocês creem Nele? [“Amém.”]

Agora vamos curvar nossas cabeças novamente

329 Agora, você que sabe que se você passar desta vida esta noite, que você seria… Não seria … você teria ido embora, você não nasceu de novo. “A não ser que um homem nasça de novo, ele não pode nem mesmo ver o Reino.” Por que você não vem aqui? Fique aqui e deixe-nos orar por você, aqui mesmo, em um minuto? Você virá agora mesmo na Presença deste Espírito?

330 Você nunca verá algo acontecer maior até vir a vinda do Senhor. Agora, lembre-se. Certamente eu sei do que estou falando, ou Ele não concederia o ministério. Não deixe passar por você agora. Você é sincero?

331 Você viria? Se não, então, é entre você e Deus, estabelecido. Eu sou inocente. Eu estou limpo de todo o sangue, porque eu lhe falei a verdade. Eu tenho pregado a Palavra. Eu te disse o que Ele era. E Ele, quando Ele veio, provou o que era então; e Ele me permite provar o que Ele é agora. Ele é o Mesmo que era então. Você crê nisso? [A congregação diz: “Amém.” – Ed.]

332 Então, quantos doentes estão aqui, outros que estão aqui que  estão doentes? Levantem suas mãos.

333 Agora coloquem suas mãos um sobre o outro, e vamos fazer a oração da fé por vocês.

334 Agora eu quero te perguntar uma coisa, calmamente. Se Deus – se Deus pode vir e fazer esse milagre! Um milagre é algo que não pode ser explicado. Agora, se você quiser questionar qualquer uma dessas pessoas, questione-as a qualquer hora e em qualquer lugar. Veem? Apenas lembre-se, é Deus. São apenas visões amadoras. Quem, quem, está fazendo isso? É você mesmo. Você é quem está fazendo isso

335 Veja, quando aquela mulher tocou em Suas vestes, Ele disse: “Virtude saiu de mim.” Mas quando o Pai Lhe mostrou sobre Lázaro, e Ele foi e voltou, e ressuscitou a Lázaro dos mortos, Ele nunca disse “Virtude.” Era Deus usando o Seu próprio dom, e no outro era uma mulher usando o dom de Deus.

336 Eu não sou um dom de Deus. Jesus Cristo é o Dom de Deus. É apenas um dom que Ele me deu, eu nasci assim, com o subconsciente e o consciente (primeiro consciente) juntos. Você não tem que dormir; você simplesmente vê aquilo. O Espírito Santo vem sobre o subconsciente exatamente como na primeira consciência. Se vier em seu subconsciente, você terá um sonho espiritual. Vem sobre mim, eu não sonho. Eu apenas olho lá e vejo. Veem? E nós nascemos, você não pode fazer nada diferente. Você nasceu assim. Veem? “Dons e chamadas são sem arrependimento.” O que fazer? Manifestar a Jesus Cristo. Ele é o mesmo ontem e hoje e para sempre.

337 Com suas mãos colocadas um sobre o outro, eu confio que você colocará seu coração aos cuidados de Deus agora mesmo, “Senhor, examina-me. Eu me tornei tão entorpecido pelas coisas do mundo que estou deixando de ver esta grande hora que está passando.”

338 Você sabe, é assim que sempre foi. Ele passou direto pela igreja e eles nunca souberam disso. Isso é história. Não deixe passar, amigos, ao ver uma palavra provada, repetidas vezes, ver a Palavra de Deus manifestada, e a própria Pessoa de Jesus Cristo vindo bem no meio deste povo e fazendo exatamente o que Ele fez antes

339 Pai Celestial, sinto agora, Senhor, que Tua Palavra foi lida. O testemunho foi dado. O Espírito Santo desceu e vindicou essa Palavra e o testemunho. Agora está nas mãos das pessoas, Senhor. Está no colo. Não há mais nada que eu saiba dizer. E eu não sei de mais nada que Tu escreveste na Palavra, que Tu farias, porque Tu já os curaste. É só para fazê-los crer. E Tu estás fazendo uma coisas como estas e como podemos duvidar mais? Como poderíamos permitir que Satanás entorpecesse nossa consciência por mais tempo?

340 Satanás, eu pronunciei esta cura sobre estas pessoas, e digo a você: “Eu te conjuro, no Nome do Senhor Jesus Cristo, saia daqui. Saia, no Nome de Jesus Cristo, e deixe este povo ir.”

341 Agora, se você crê Nele, fique de pé. Você crê? [A congregação diz: “Amém.” – Ed.] Levante-se, então, e dê louvores a Deus. Levante-se e creia. Não duvide mais disso

342 No Nome de Jesus Cristo, deixe o Espírito Santo trazer alegria, poder e ressurreição e Vida a este povo, Senhor

343 Deem-Lhe louvor agora e abençoe Seu Santo Nome. Nós O amamos. Nós O louvamos. Nós O adoramos, o Inigualável, o Eterno, o Filho do Deus vivo. Em Seu Nome, receba-o. Ele está aqui. Amém.

**************