UM EM UM MILHÃO
24 de Abril de 1965
Los Angeles – Califórnia – E.U.A.
Tradução – GO


1 Obrigado, irmão Shakarian. E bom dia, amigos. Com certeza é bom estar
aqui em Los Angeles, nesta manhã, outra vez, antecedendo esta grande convenção e a aproximação da reunião nesta próxima semana no Hotel Embassy. Espero ver todos vocês ali. E estamos todos sob grandes expectações para encontrar com nosso Senhor Jesus e vê-Lo ali. Ele prometeu que estaria. “Onde estiverem reunidos dois ou três,” Ele estaria ali.
2 E tenho certeza que O encontrei nesta manhã enquanto subia as escadas aqui neste auditório, quando todas as pessoas com grandes expectativas, aguardavam pelo café da manhã e a palestra. E é bom estar aqui convosco e com a audiência do rádio. Há tantos aqui… tivemos que descer no outro andar e falar com alguns. E parece haver tantos pedidos, problema cardíaco e diferentes doenças de seus corpos e estamos aqui agora para orar pelos enfermos e os aflitos.

3 Logo que cheguei no último degrau…Estou olhando para o velho cavalheiro agora. Ele chegou para mim e disse: “Irmão Branham, anos atrás…” Ele disse que tinha um problema cardíaco tão sério que ele…eles pensaram que ele ia morrer. E oraram por ele e a graça de Deus o curou. E aqui está ele nesta manhã, rumo aos seus oitenta, apenas regozijando. Então isso nos faz tomar uma nova esperança.
4 E agora estou, com certeza, rogando as orações das pessoas de fora onde o rádio alcança, bem como as daqui. Depois que eu sair desta reunião, eu irei para a Europa, descerei até a África e por ali, em reuniões. E isto está acontecendo por causa de uma visão, então será uma grande reunião ali, tenho certeza. E eu senti por anos que o Senhor quer que eu volte. O pequeno, humilde, modesto ministério que Ele me deu, eu não creio que Ele haja terminado com ele ainda, por ali. Parece haver uma alma em alguma parte que eu poderia apanhar na rede do Evangelho, aquela rede de arrasto que Ele me deu para pegar as pessoas, no curso da cura divina, orando pelos enfermos. E com certeza eu rogo vossas orações, tanto a vocês aqui e àqueles que estão na audiência do rádio.
5 Agora, eu não tenho tempo para tomar um texto e pregar, o que eu espero após alguns minutos aqui no — no — neste auditório, mas apenas falar a — a vocês por alguns momentos, para nos familiarizarmos. E para as pessoas de fora, eu vou orar por aquelas que estão distantes e por vocês, aqui, também. E com certeza estou alegre em encontrar todos estes bons novos amigos que eu nunca havia encontrado antes, só entrei em contato com eles nesta manhã.
6 Tivemos um bom tempo nos cultos de outros lugares. Eu não saio muito; por estar muito ocupado. Nós apenas tentamos manter quente a estrada entre Jeffersonville, Indiana e Tucson, Arizona, para onde nos mudamos há poucos anos atrás, por uma visão do Senhor, que nos enviou para lá, não sabendo onde eu estava indo. E muitos de vocês aqui, em Clifton, eu falei com vocês um pouquinho antes de eu deixar a reunião de Phoenix, sobre a visão que havia chegado, vendo sete Anjos em um agrupamento.
7 E eu sei, para a audiência do rádio, talvez muitos de vocês não sejam do Evangelho Completo, e isto possa parecer um pouquinho misterioso para vocês. O que seria para mim, mas há . . . Se alguém pode explicar alguma coisa, você não tem que aceitar aquilo por fé. São coisas que não podemos explicar, que temos que aceitá-las pela fé. Nós não podemos explicar Deus. Ninguém pode explicar Deus. Ele é soberano e Ele é grande e poderoso. Nós somente — nós O aceitamos porque sabemos que Ele está ali. E então por nossa fé, em aceitá-lo, Ele nos traz a resposta do batismo com o Espírito Santo.
8 Sobre o qual eu vou falar a vocês daqui a poucos momentos: “O caminho de Deus, o lugar de adoração.” E o único lugar onde você pode adorá-Lo, o único lugar onde Ele te encontrará, tem que…há uma igreja, um tempo, um povo, tudo que Deus encontra. E eu espero que o Senhor abençoe a Mensagem em nossos corações aqui.
9 Agora, chegando a Tucson, foi estranho. Aquelas visões te falando no Nome do Senhor, nenhuma delas até onde posso me lembrar, pergunte a qualquer um, a qualquer tempo, se eles podem se lembrar, que Ele alguma vez tenha dito alguma coisa senão a verdade. Isto sempre acontece exatamente da maneira que Ele diz que acontecerá.
10 E Ele está suposto a, de acordo com as Escrituras, retornar a nós nos últimos dias, neste tipo de ministério. Isso será depois do batismo do Espírito, e do falar em línguas, e da cura divina, e assim sucessivamente, estas coisas. O arremate da mensagem pentecostal é o que estamos evidenciando hoje. Este ministério do Próprio Cristo personificado entre Seu povo, com as mesmas coisas que Ele fez quando Ele estava aqui na terra; em Seu Corpo, a Noiva, que é parte Dele, fazendo as mesmas coisas, como Marido e Esposa, ou Rei e Rainha, pouco antes da cerimônia Matrimonial.
11 Nesta semana, o Senhor permitindo, eu gostaria de falar um pouco sobre isto, na nossa campanha aqui, no — no hotel Embassy, e familiarizando com minha humilde maneira de fazer isto. O — o tempo e a hora em que estamos vivendo, se uma pessoa não sabe para que lado vai, o que fazer ou como se virar, você — você não está andando mais pela fé; você está apenas conjecturando, você está presumindo. E presumir é — é “avançar sem a autoridade oficial.” Então se não temos a verdadeira autoridade oficial para saber o que Deus disse que aconteceria nesta hora, como vamos alguma vez enfrentar esta hora? E temos que encará-la, conhecendo, pela fé em Sua Palavra, as coisas que devem acontecer agora; e a condição das nações, a condição do povo, a condição da igreja e assim sucessivamente.
12 Nós temos que saber isto e então como sair para encarar isto. Se você não sabe como fazê-lo, você está apenas — exatamente o que costumávamos chamar, ‘a esmo’; apenas aventurando, esperando que isto esteja aqui, esperando isso e esperando aquilo, “e será isto?” Porém Deus não quer que façamos isso. Ele quer que saibamos o que Ele tem dito sobre este dia, e então encontrá-lo pela fé, porque Ele disse que isto seria desta maneira. Então nós — nós sabemos que você está na Verdade, porque você não tem a Palavra de alguma pessoa para isto; você tem Sua Palavra quanto ao que devemos fazer. E esperamos que o nosso Pai Celestial — nos conceda isto nesta semana.
13 Agora, me desculpem por ter cortado o que eu estava dizendo há poucos minutos atrás, a respeito de vir para Tucson. E eu pensei, eu mesmo, que isto fosse o fim de minha vida. Eu pensei que ninguém poderia alguma vez resistir àquele choque daquela situação que aconteceu naquela visão naquela manhã, mais ou menos às dez horas em casa, que eu jamais seria capaz de sobreviver àquilo. Ora, eu fui a Tucson, fazendo alguns preparativos juntamente com o meu filho, para minha esposa e — e as crianças continuarem depois que eu partisse, porque eu pensei que fosse o meu fim. E eu, em Phoenix, e em muitas reuniões antes que isto acontecesse, eu disse a eles exatamente como isto aconteceria.
14 Bem, poucos meses após aquilo, eu estava lá em cima do Canyon Sabino, certa manhã, que é bem ao norte de Tucson. Eu estava ali em cima para orar. E enquanto eu estava orando, eu tinha minha mão levantada no ar, dizendo: “Pai, eu rogo a Ti que Tu, de alguma forma, me ajudes; dá-me força, para a hora que estou agora enfrentando. E se meu trabalho terminou aqui na terra, então eu devo ir para Ti. E não é que eu lamente ter que ir, mas eu sei que Tu tomarás conta da minha família. E eu — estou apenas pedindo força para aquela hora.” E algo atingiu minha mão!
15 Agora, audiência radiofônica, isto que eu disse pode parecer estranho, mas é a verdade. E Deus é meu Juiz.
16 Eu olhei na minha mão, e ali estava uma espada, tinha uma proteção sobre o cabo. E o próprio cabo era feito de pérola, e parecia que a guarnição sobre o cabo era de ouro. E a — a lâmina parecia como se fosse de algo brilhante, oh, algo como cromo ou algo reluzente ao sol.
17 Agora, era por volta de dez ou onze horas da manhã, lá no alto da montanha. Você pode imaginar como uma pessoa (eu sinto que estou na minha mente sã) se sentiria ali de pé com uma espada vindo do nada, pessoas a milhas de distância, segurando aquilo na sua mão. Eu a senti, peguei e balancei a lâmina de um lado para o outro, e, ora, era uma espada.
18 E eu olhei ao redor. Eu disse: “Bem, agora, como poderia isso acontecer? Aqui estou de pé aqui, bem aqui, e ninguém ao redor por milhas e milhas, e de onde veio isto?” E eu disse: “Bem, eu — eu suponho que talvez isto seja — isto seja o Senhor me dizendo que é o fim de meu tempo.” E uma Voz falou e disse: “Esta é a Espada do Senhor.”
19 E eu pensei: “Bem, uma espada, então é — como um rei ao cavaleiro.” Você sabe, como costumavam fazer na Inglaterra e diferentes lugares. Eu pensei: “É para isto que é, para o cavaleiro.” E eu pensei: “Bem, talvez eu tenha que colocar as mãos sobre o povo, ou. . .” Eu tinha todo tipo… A mente humana pode estar toda confusa, vocês sabem. Você não sabe. Nossas mentes são finitas; a Dele é infinita. Então, e à medida que eu estava, isto. . . Então ela saiu da minha mão e eu não sei para onde foi, simplesmente desapareceu. Ora, se uma pessoa não compreende um pouquinho das coisas espirituais, você — você enloqueceria. Você ficaria ali de pé, querendo saber o que aconteceu.
20 E Ele disse: “A visão não é seu fim de tempo. É para o seu ministério. Essa Espada é a Palavra. Os sete Selos serão abertos, os ministérios de. . .”
21 E então duas semanas após aquilo, ou melhor, dois meses após aquilo, eu estava lá em cima na montanha com um grupo de amigos quando aquilo aconteceu. Sete Anjos, tão claro como estou aqui de pé, vieram velozmente do Céu. As pedras das montanhas rolaram colina abaixo, e — e as pessoas que estavam ali de pé gritavam e corriam, vocês sabem, e poeira por todos os lados. E quando aconteceu, Ele disse: “Volte para tua casa. Será agora, cada Anjo será um dos selos dos Sete Selos.”
22 O que está na fita. E o livro sairá logo, agora a gramática está sendo corrigida. Como vocês sabem, minha gramática não é muito boa, e o povo não… vocês são simplesmente as pessoas que me amam e sabem como me compreender na minha gramática. Mas um teólogo está verificando a gramática para mim, e tirando fora todo – O… Bem, talvez eu disse uma palavra errada ali. Eu mesmo não sei. Então, eu ouvi alguém rindo, então eu creio que aquela “gramática” não estava correta. Mas como o holandês: “me tomem pelo que eu quero dizer e não pelo que digo,” realmente.
23 E faltam apenas três minutos agora, me disseram, para encerrar o programa.
24 Agora, vocês pessoas queridas, no rádio e, você que está enfermo e necessitado aqui na audiência, poderia você colocar suas mãos um sobre o outro agora enquanto temos esta palavra de oração pelos enfermos? Agora, Jesus disse, Sua última comissão para a Igreja: “ Estes sinais seguirão aos que crêem.” “Àqueles”, àqueles que crêem! “Se colocarem suas mãos sobre os enfermos, eles sararão.”
25 Querido Pai Celestial, somos como filhos hoje, estamos obedecendo o que Tu disseste para fazer. Estamos impondo as mãos sobre todos este pedidos telefônicos. Tu os vê por todas as partes aí, como estão necessitados, o sofrimento. Tu vês estes aqui que estão necessitados, sofrendo. E nós os entregamos a Ti, Querido Deus, com esta fé em Tua Palavra que Tu disseste: “Estes sinais seguirão àqueles que crêem. Se colocarem as mãos sobre os enfermos, eles sararão.” Conceda-o, Senhor, no Nome de Jesus Cristo. Amém. [Espaço vazio na fita – Ed.]
[O irmão Branham termina o primeiro programa radiofônico]
26 Obrigado, irmão Shakarian. Com certeza é um grande privilégio estar de volta ao programa radiofônico, para falar com alguns de nossos amigos através do rádio, e aos que estão aqui presentes.
27 E com certeza estamos lhes estendendo estes convites, para virem ao Hotel Embassy amanhã à tarde, para receberem oração. E não somente isto, mas tragam aqueles que são pecadores e aqueles que estão desviados. Se nós simplesmente temos orado pelos enfermos, e vimos Deus constantemente fazendo grandes milagres, porém isto é secundário. A coisa principal é ser salvo, cheio do Espírito de Deus, sobre o que vou lhes falar daqui a poucos minutos, e a suficiência de como devemos estar cheios do Espírito de Deus.
28 A cura divina geralmente atrai a atenção das pessoas e as traz à Presença de Deus. Quando Deus faz algo que — que eles sabem que é in. . . bem, não é compreendido. Não podemos mecanicamente mostrar como isto é feito. Deus faz aquilo da Sua Própria grande maneira. Então aquilo atrai a atenção das pessoas, ao saber que há uma Presença de um Poder em algum lugar, que pode fazer algo que está além do entendimento humano, e isso os faz olhar para o Cordeiro de Deus. E sempre, a cura divina, me foi dito, e eu creio, eu mesmo, que cerca de, entre sessenta, talvez, setenta por cento do ministério de nosso Senhor, foi de cura divina. E Ele fez aquilo para atrair o povo. Então quando eles estavam ali, Ele disse: “A não ser que creiam que Eu O Sou, perecereis em vossos pecados.”
29 Agora, a cura divina é um grande cartão para atrair, para fazer com que as pessoas olhem para o Senhor Jesus. E o Doutor F. F. Bosworth, do qual muitos de vocês eram amigos, e o conheciam, e o seu ministério significou tanto para mim como um jovem ministro. Eu comecei com as minhas reuniões, e fui até ao irmão Bosworth. Ele costumava dizer: “a cura divina”, é uma afirmação um pouquinho grosseira, ele dizia: “A cura divina é a isca no anzol.” Dizia: “Você nunca mostra o anzol para o peixe. Você lhe mostra a isca, então ele vai atrás da isca e é apanhado no anzol.” Então é isto que tentamos fazer. Isto é nosso … nos … nosso objetivo é conseguir pessoas para o Senhor Jesus Cristo. E Ele é o mesmo ontem e hoje e eternamente. Então se Ele foi o Curador nos dias passados, Ele é o Curador hoje.
30 Só um testemunho pessoal antes de eu orar pelos enfermos no rádio. Isto foi há poucos dias atrás, eu estava assentado lá em cima nas montanhas onde uma grande coisa havia acontecido diante de quinze ou vinte irmãos ali, onde o Anjo do Senhor desceu, e uma grande Luz voando como um cometa, explodindo por ali através das montanhas, e rochas voando a duzentos pés, ou mais, por aquele lugar, cortando o topo das árvores. E eu estava de pé bem debaixo Daquilo. E lhes falei apenas há alguns meses antes que aquilo acontecesse, aquilo estaria ali e o que aconteceria; francamente, foi dito no dia anterior. E todos aqueles homens correram para debaixo dos caminhões e tudo mais, tentando se afastar. Eles não sabiam o que havia acontecido. E Ele falou e disse que aquilo aconteceria imediatamente após aquilo.
31 Assentado numa rocha ali, bem onde Ele havia aparecido, eu tinha um — um amigo que estava conosco, que tinha chegado de Minnesota. Seu pessoal está aqui nesta manhã e, não tenho certeza, mas pode ser que ele esteja por aqui no outro andar. Era Donavon Weerts, um jovem sujeito muito bom, um luterano que havia acabado de dar sua vida a Cristo e se encheu do Espírito. Um garoto alemão muito humilde, com cerca de trinta anos de idade, com família de dois ou três filhinhos. Ele se mudou para Tucson apenas para ser meu vizinho, para onde uns trezentos ou quatrocentos haviam se mudado para sermos vizinhos. Então ele. . .
32 E estou contente em ter vizinhos como estes. Eles me seguiram até a África do Sul, e por todas as partes, apenas para estarem perto e verem o. . . comigo, e estarem comigo e desfrutarem os prazeres do Senhor. Um sujeito bastante humilde, eu nunca o havia observado muito.
33 Naturalmente, as pessoas que conheço e com as quais me associo são exatamente como meu próprio irmão, e irmã. Eu os observo, e sinto, se eu penso que eles estão saindo de linha, levo-os a um lado e converso com eles, porque eu os amo. Nós queremos viver na Glória juntos. E às vezes, talvez, nas reuniões, vocês acham que eu falo duro com vocês. Não é isto. Não é porque eu não vos ame, porém isto realmente vem do meu coração, porque eu — eu. . . Isto deve ser só de uma maneira. Há somente uma maneira para servir a Deus, e esta. . . E devemos permanecer em seu caminho, não importa qual sejam nossos pensamentos. O Seu caminho!
34 E eu observei Donavon, que do lado direito da sua orelha, estava inchado, talvez três vezes seu tamanho, e parecia bastante vermelho. Bem, agora pensando que talvez estivesse no deserto por alguns dias, onde havíamos ido, que talvez fosse algum cacto na sua orelha. Mas segurando a sua mão, eu descobri que era um câncer. Então eu disse para o Donavon, eu disse: “Donavon, você … A quanto tempo você tem isto na sua orelha?” Simplesmente disfarçando, como se eu não soubesse. Eu disse: “A quanto tempo isto esta ai, Donavon?”
Ele disse: “Irmão Branham, por cerca de seis meses,” Ele disse.
Eu disse: “Por que você não me mencionou sobre isto?”
35 Ele disse: “Oh, te vejo tão ocupado”, disse: “eu não quis – fazê-lo.” Disse: “eu apenas pensei que talvez fosse algo que o Senhor pudesse lhe dizer.”
Então eu disse: “Você imagina o que seja isto?”
Ele disse: “Eu tenho uma idéia.”
Eu disse: “Isto é certo.”
36 E na segunda manhã. Não mais do que isto, segurando na mão dele; na segunda manhã, ali não havia nem mesmo uma cicatriz na sua orelha. Havia desaparecido completamente.
37 Muitas vezes nos apressamos, tentando obter isto, aquilo. Ou … Vêem, e, “Estes sinais seguirão o crente.” Ali não diz: “se orarem pelo enfermo.” “Se colocarem as mãos sobre o enfermo, eles sararão!” Devemos ter fé, nós mesmos, no que estamos fazendo. Correto.
38 Então, agora, o Donavon provavelmente esteja aqui. Você se encontrará com ele. Ele estará aqui, se ele não estiver aqui nesta manhã, nos outros andares. Você encontrará com ele, e ele estará a par do testemunho.
39 E o que mais eu poderia dizer? Eu creio em Lucas, ou João, um, disse que o mundo não podia . . . comportar, conter os livros que poderiam ser escritos do que Ele tem feito entre o povo nestes últimos dias; como os enfermos têm sido curados, alcoólatras libertados, milhares deles, e todas as espécies de enfermidades e aflições.
40 Agora, vocês que ouvem pelo rádio, os que estão aqui, estou segurando aqui agora a mão cheia de pedidos que chegaram pelo telefone nesta manhã, que toca ininterruptamente desde que chegamos aqui. E então nós . . . cento e noventa e seis pedidos têm chegado nesta manhã, através do telefone, desde que chegamos aqui. Então vamos nos unir em oração agora cada um . . . Onde quer que você esteja, ai fora, coloque sua mão um sobre o outro, se vocês são crentes. Se não, coloque sua mão sobre a Bíblia ou algo ai, enquanto oramos aqui e ai.
41 Querido Pai Celestial, o pequeno testemunho de Donavon Weerts, é apenas um entre os milhares, Senhor, que Tu bondosamente…Eu oro para que Tu olhes para os corações das pessoas, ambos: os daqui e os que ouvem pelo rádio. E que eles possam, cada um, ser curado. Que o mal possa lhes deixar, e que possam ser libertos de todas suas aflições. Conceda-o, Pai. No Nome de Jesus Cristo, Teu Filho, nós pedimos isto. Amém. “Obrigado, Senhor . . .” [Espaço vazio na fita–Ed.]
[O irmão Branham termina o segundo programa radiofônico]
42 Bem, três vezes para mim aqui em cima nesta manhã. Oh! E, você sabe, nos foi dito que temos que desocupar o edifício por volta de doze, quatorze minutos, ou algo. E o gerente disse, que aqueles que estão no outro pavimento ali, eles não podem servir nenhuma refeição. Nossas refeições se prolongaram. Naturalmente temos muitos, vocês sabem. Então estamos muito, muito felizes por termos este grande espiritual jubileu gastronômico, como eu chamaria, nesta manhã aqui, com este bom grupo de homens.
43 Eu gostaria de — mencionar que estamos . . . os cultos outra vez, amanhã à tarde, outra vez no Embassy. Agora, estaremos orando pelos enfermos ali e esperando que Deus se encontre conosco. E eu vim para fazer minha parte, meu ministério, fazendo (tudo que podemos) para que esta reunião tenha sucesso. Não um sucesso porque são nossas reuniões, mas um sucesso de pessoas encontrando a Jesus Cristo. Este é o sucesso. Em qualquer reunião, não importa o quanto louvamos a Deus, quão grandes coisas O vemos fazer, quantas vezes Ele fala conosco em Espírito, e assim por diante; a não ser que haja algo realizado, algumas almas sejam trazidas ao Reino!
44 E o irmão Shakarian agora acabou de fazer uma – uma verdadeira afirmação sobre o que ele pensava sobre estes dias em que nós – nós estamos vivendo. Eu realmente creio nisto com todo meu coração, que estamos vivendo no tempo final, bem no … bem às sombras do entardecer. O sol está bem adiantado. E quando vemos coisas acontecendo da maneira que estão hoje, ora, é difícil dizer o que a outra geração trará. Há poucos dias atrás…
45 Deixe-me lhes dar algo confidencial. Eles fizeram uma análise através do Arizona, onde eu moro, em todas as escolas. Eles deram às crianças, sem elas saberem, um teste mental. E adivinhem? Incluindo o ginásio e – e o primário, oitenta por cento das crianças sofrendo de deficiência mental. Setenta por cento delas assistiam televisão. Vejam os males, eles simplesmente passaram por nós e nós não…Você quer saber porque isto vem. Você pode ouvir a Voz de Deus gritando contra isto, e mesmo assim nós…nós nos encontramos enredados nisto.
46 Deixe-me lhes dizer algo chocante. Veja, “Nem todo aquele que me diz: ‘Senhor, Senhor’, entrará; porém aquele que faz a vontade do Meu Pai.” Sua vontade é Sua Palavra. Podemos ser muito religiosos, ter bom tempo gritando, pulando nestas reuniões, nas quais estamos . . . Eu não — eu não desejo ser crítico. Mas eu tenho um — um dever para com Deus, e esse dever é ser sincero e dizer o que Ele deseja que eu diga. E eu — eu com certeza estou agradecido às autoridades eclesiásticas da Califórnia que abriram caminho comigo em — em minhas convicções. Se eu não declarar minhas convicções, eu sou um hipócrita e não estarei sendo nem mesmo honesto com vocês. E se eu não puder ser honesto com vocês, como poderei ser honesto com Deus, porque eu te vejo e falo contigo. Naturalmente, nós o fazemos, com Deus, também, mas temos que ser realmente sinceros e honestos um para com o outro. Estamos, com certeza, em uma — uma terrível, terrível era. E você alguma vez já parou. . .
47 Deixe-me lhes dar uma pequena análise. “Nem todo que Me diz: ‘Senhor, Senhor,’ entrará; mas aquele que faz a vontade do Meu Pai.” Jesus disse na terra: “Nem só de pão viverá o homem, mas de toda Palavra.” Toda Palavra! Não uma aqui e outra ali, a Palavra, através de toda Palavra.
48 Foi a descrença em uma Palavra de Deus — dos mandamentos de Deus, que causou morte, tristeza e cada enfermidade e dor no coração, ao perder a Palavra de Deus, uma Palavra! Se isso levou a raça humana à morte, a perder – descrendo numa Palavra, “certamente” certamente. Mas Ele disse que aquilo aconteceria. Satanás disse: “Claro que não.” Mas aconteceu.
49 Então, temos que guardar cada Palavra de Deus. E se o ser humano e todos estes sofrimentos e coisas que acontecem na raça humana, destruindo, ou — ou duvidando de uma Palavra, como perderemos Uma, se custa todo este preço, até mesmo a vida do Seu Filho?
. . . Muitos são chamados, . . . poucos são escolhidos.
. . . Muitos são chamados, . . . poucos são escolhidos.
50 Eu não posso tirar um tema disto, porque não temos tempo, mas apenas para deixar algo com vocês. Vamos pensar em . . .
51 Eu fui certo dia com o irmão Shakarian, onde eles estavam hibridando o gado. E eu vi o – o … o laboratório onde o irmão Shakarian me levou. E eles mergulhavam no esperma do boi, só um pouquinho … uma espécie de um pequeno instrumento, como um palito de fósforo, e tomaram um pouco daquele esperma e o colocaram na lâmina que o aumentou centenas de vezes. E ali havia pequenos seres vivos pulando naquilo, naquele esperma. Pois sabemos que a semente vem do macho e o óvulo da fêmea. E eu perguntei ao químico ali, eu disse: “O que é que o faz pular dessa forma?”
Ele disse: “Aquilo é – são os boizinhos e as vaquinhas.” Vêem?
E eu disse: “Naquela gotinha?”
Ele disse: “Sim.”
52 Eu disse: “Então é possível que em todo o esperma haverá um milhão deles?”
Ele disse: “Oh, sim.” Vêem? E eu observei atentamente.
53 Agora, quando esta grande coisa acontece, há um óvulo esperando por um esperma no meio daquele milhão. E não há ninguém que possa dizer qual será o esperma, ou qual óvulo será. Se você observasse, o nascimento natural é mais mistério do que o … o nascimento virginal, porque neste esperma, há um ali que está predestinado a viver e o restante deles morrerá. E não é o primeiro que encontra; é o primeiro que chega junto com o óvulo. Talvez o óvulo possa se levantar detrás do esperma, ou no meio do esperma; o esperma pode fazer o mesmo, o óvulo. O esperma entra no óvulo, e a pequena cauda dele cai e ali começa a espinha. Há somente um em toda aquela carga de um milhão, que fará isto, somente um; e isto é determinado através de uma força desconhecida ao homem. Embora sejam todos eles parecidos, todos aqueles espermas são parecidos. A mesma coisa é com os animais. O mesmo é com o homem. Isto determina se será menino, menina, cabelo vermelho, cabelo preto, seja o que for. Isto é determinado por Deus. Todos parecem o mesmo, naturalmente, mas há um ali que foi ordenado à vida; um em um milhão, embora todos eles se pareçam.
54 Quando Israel saiu do Egito, houve aproximadamente dois milhões de pessoas que saíram ao mesmo tempo. Todos eles ouviram a mensagem do profeta. Todos eles viram a Coluna de Fogo. Todos eles foram batizados por Moisés, no Mar Vermelho. Todos eles gritaram no – no Espírito, bateram os tamborins e correram de um lado para o outro nas margens com Miriam, quando Moisés cantou no Espírito. Todos eles beberam da mesma Rocha espiritual. Todos eles, comeram o maná novo cada noite, todos eles! Mas houve somente dois que tomaram a terra, um de um milhão.
55 Qual era o teste? Todos beberam da mesma Rocha, todos comeram do mesmo Maná espiritual, como estamos comendo nesta manhã, porém o teste da Palavra os provou. Quando chegou a vez de Cades-Barnéia, quando eles foram em direção à terra prometida e eles não puderam ir até que fossem testados pela Palavra. E todos os – os outros dez voltaram e disseram: “Não podemos fazê-lo! As pessoas são como…Somos como gafanhotos para eles, sua grande cidade murada. A oposição é muito grande.”
56 Mas Josué e Calebe calaram o povo. Eles disseram: “Somos mais do que capazes de fazê-lo!” Por que? Deus disse, antes que eles deixassem a terra prometida: “Eu vos dou a terra. Eu Vos dou. Ela é vossa.” Mas ali havia um em um milhão.
57 Existem aproximadamente quinhentos milhões de assim chamados cristãos no mundo hoje, e cada dia termina uma geração. E agora, e se o rapto fosse hoje e quinhentas pessoas, universalmente, fossem levadas no rapto? Você nunca saberia ou nem mesmo veria no jornal, acerca deles terem partido. E a Vinda do Senhor é uma Vinda secreta. Ele chegará e raptará. Será uma minoria tão pequena, até . . .
58 Exatamente como foi nos dias quando os discípulos perguntaram a Jesus: “Por que os escribas dizem que – que Elias deve vir primeiro?”
Ele disse: “Ele já veio, e não perceberam.”
59 Você já pensou no que as pessoas fizeram? Elas seguiram em frente crendo que Mo- … que Elias estava chegando. E ele havia estado entre eles, e eles não souberam disto.
60 Assim também será na vinda do Filho do homem! Eles farão com Ele exatamente a mesma coisa. O Espírito de Deus está aqui. Bem, o que faremos com Ele? Será que vamos comer maná, e assim por diante, e não nos moveremos continuamente enquanto nos desenvolvemos?
61 Você já observou uma semente, como o reverendo Pitts estava falando há poucos momentos atrás, e como uma semente vai para o chão? Muitas sementes estão ali no chão. Quando Deus Se moveu sobre as águas, com a luz, e a luz surgiu. A primeira presença de Deus, falou e a luz veio através da Palavra de Deus. E a Palavra de Deus é a única coisa que continua trazendo luz. E quando as águas voltaram, a semente já estava na terra, e a luz apenas trouxe as sementes que tinham germe em si, as quais brotaram. Deus fazendo Sua criação.
62 E agora, na manhã de Páscoa, ali houve outra Luz que atingiu a terra, quando o Espírito Santo foi dado. E Ele foi dado para trazer Luz àquelas sementes que Deus, por Sua presciência, sabia que estariam aqui na terra. Como Ele conhecia a primeira semente natural, Ele sabe onde a Semente espiritual está. Seu corpo estava bem aqui na terra, quando Deus primeiro trouxe a terra à existência. Somos parte da terra. Estávamos ali. E através da Sua presciência Ele sabia exatamente quem O amaria e quem O serviria, e quem não. Sua presciência diz isto. Se não for assim, então Ele não é Deus. Ele não pode ser Deus sem ser infinito. E se Ele é infinito, Ele conhece todas as coisas.
63 Então, você vê pessoas cometendo seus erros. Elas tropeçam nisso. Elas correm para isso, e elas pensam isto e aquilo, mas isso não funciona corretamente, nós o vemos. Mas há uma forma que dá certo, esta é, encontrar a vontade perfeita de Deus e se firmar na mesma, naquilo para o que Deus te chamou.
64 Como o irmão Jack disse há poucos momentos atrás aqui embaixo na – na ‘Persian Square’, toda a confusão. Um deste lado, e outro daquele lado; e sobre os teológos, e assim por diante, se você deseja saber alguma teologia desça até ali.
65 Eu creio que isto é mais ou menos como estar no ‘Hyde Park’ em Londres. Eu estive ali, cada um tem sua própria idéia. É uma – é uma conglomeração da Babilônia no mundo moderno de hoje.
66 Mas você observou como — como o irmão Pitts seguiu com sua linda mensagem nesta manhã para nós? Quando ele começou a sair do parque, ali ele encontrou um pequeno lírio de Páscoa. “No meio de toda confusão,” como ele nos trouxe aquilo, “não houve jeito de dizer ‘sim’ ou ‘não’! Era uma vida de Deus brilhando naquilo, no meio de toda a confusão.” Estava ali radiante, porque Deus a havia ordenado para estar ali. No meio de todo conflito, ninguém estava observando aquilo. Eles não viram a aplicação espiritual daquilo.
67 E do mesmo modo é isto hoje no meio de todo grande ajuntamento e grupos, e igrejas e denominações e assim sucessivamente. Um puxa isto para um lado: “Devemos ser batistas, ou ser presbiterianos, devemos ser isto, aquilo, ou aquilo outro.” No meio de tudo isto, há uma flor que cresce. Há o poder de Deus bem no nosso meio, sendo levantado entre todos nós. Vamos apenas parar e ver isto, em poucos minutos e observar isto nesta semana, e ver isto se desenrolar bem na nossa frente. Nós cremos que Deus o fará . Você não crê? [A congregação responde, “Amém.” – Ed.]
68 Eu vejo que devemos descer agora. Então vamos orar, cada um de nós.
69 Querido Deus, quando inclinamos nossas cabeças na Tua Presença, sentimos que somos tão insuficientes para pedir. Porém Tu nos prometeste isto, se viéssemos, Tu não nos rejeitarias. E estas rudes declarações que acabaram de ser feitas, que não sejam de modo algum doutrina, “um em um milhão”, mas somente para recordar. Pois Tu disseste:
…Estreita é a porta, e apertado o caminho que leva à vida, e poucos há que a encontrem.
Pois muitos são chamados, porém poucos são escolhidos.
70 Ó Pai Eterno, envie a luz do Evangelho sobre esta cidade, durante a próxima semana de convenção. E se houver alguma semente, de algum modo, através da Tua própria grande e sábia providência, como tentei ilustrar isto no esperma do macho e da fêmea, que possa aparecer na convenção. Que o Espírito Santo lhe dê vida. Nós vemos que o tempo talvez seja mais tarde do que pensamos. Nós oramos, Deus, que como estamos aqui, somente crendo que talvez haja algo aqui que possa ser feito que ajudaria o povo, ou – ou apanharia a última ovelha. Nós sabemos, quando o aprisco estiver completo, então o pastor fechará a porta.
71 Como foi nos dias de Noé, quando o último membro da familia foi trazido, Deus fechou a porta. E eles batiam e esmurravam, mas era muito tarde. Querido Deus, eles tiveram a oportunidade.
Tu disseste: “Eu sou a Porta do aprisco.”
72 E quão tocante o hino do poeta: “Não são noventa e nove suficientes para Ti? Mas, não, há mais uma.” Pode ser uma pequenina ovelha negra, ou pode ser um pequeno João ninguém, pode ser um pequeno ele ou ela . Nós não sabemos onde eles estão, mas aquela última deve entrar e então a porta será fechada. Ó Deus, Quem conhece todas as coisas, examine nossas vidas nesta manhã. E nos envie para onde quer que possamos ir, para que encontremos aquela última, para que a porta seja fechada e o pastor dentro com as ovelhas. Conceda-o, Senhor. Se estiver aqui hoje, aquele que está suposto a entrar . . .
73 “Todo aquele que o Pai tem Me dado virá a Mim. E ninguém pode vir, a não ser que Meu Pai o traga.”
74 E se houver um puxão, ou um pequeno sentimento, que esta possa ser a hora em que alguém aqui nesta audiência, aqui ou lá embaixo, ou seja onde for, que possa responder: “Sim, Senhor, eu sou aquele pequeno peregrino que se afastou e que lutou por isso, em toda vida. Eu – eu – eu senti que deveria vir, mas hoje estou pendurado ao lado dos fracassados. Eu não posso subir nem descer. Eu não posso ir à parte alguma.” Oh, que o grande Pastor possa vir, alcançar com mãos delicadas e lhe trazer a salvo, colocar-lhe sobre Seus ombros e trazê-lo de volta em segurança.
75 Talvez haja alguém aqui, Senhor, que esteja enfermo, em condição parecida, a quem o médico disse: “Não há nada que possa ser feito.” Ele se esforçou para recuperá-lo, mas não conseguiu salvá-lo. Está além do seu alcance. Há — não há nada que ele possa fazer. Seu medicamento ou seu bisturi não pôde chegar a isto. Mas, ó Senhor, não há nada muito longe para os Teus grandes braços, e Tua Palavra é Teu braço. Então oramos, querido Deus, que nesta manhã, enquanto falamos Contigo, que Tu alcances e apanhes aquele que estiver enfermo e não puder se ajudar, fora do alcance científico, longe dos médicos, que possa ser curado. Conceda-o, Senhor.
76 Assim como pensamos em Davi, quando a ele foi dada a guarda de algumas ovelhas, apenas umas poucas. Mas um urso apareceu e apanhou aquela ovelhinha e a levou, e a teria comido (como um câncer comeria um corpo), ou um enorme leão. Porém Davi, não muito bem equipado com um — um rifle, ou, não um espadachim, somente com um estilingue, e ele seguiu atrás daquela ovelha. E ele encontrou o — o animal que estava prestes a matar a ovelhinha, ele o matou com seu estilingue. Uma simples pequena arma com um pedaço de couro e um cordão, mas ele tinha confiança naquilo.
77 Não temos nenhum grande gênio no nosso meio, Senhor. Somos pessoas simples com uma simples oração, mas estamos nesta manhã em busca da ovelha do Pai. Aquela mulher que tem andado pelas ruas miseravelmente, fumando cigarros, tentando encontrar paz através do cigarro; aquele homem com cheiro de bebida e que tem tentado se reestabelecer, porém o inimigo o segura fortemente, aquele rapaz ou moça que tem tentado fazer o que é certo, que simplesmente não pode encontrar forças para romper com o que é errado; nós chegamos no Nome do Senhor Jesus, para conclamar aquela ovelha nesta manhã. Nós desafiamos o inimigo; porque é uma coisa simples, uma funda, uma oração, mas viemos para trazê-los de volta ao aprisco do Pai; para que possamos dar conta destas coisas que foram entregues em nossas mãos. Que o poder de Deus possa agora agarrar a fé, nos corações do povo, e que aquela alma perdida possa retornar nesta manhã. Que possa estar livre das provações desta vida, que possa ir. Que possa se encontrar seguramente sobre os ombros do Mestre, ser trazido de volta em segurança outra vez. Nós pedimos isto no Nome de Jesus. Amém.
78 Deus abençoe a todos. Vos verei amanhã, eu passarei o culto ao irmão Shakarian. [Espaço vazio na fita–Ed.]
[O irmão Branham termina a terceira parte]
79 Isso eu – eu espero que você … eu tenha encontrado mais graça diante de Deus e diante de vocês, para crer que eu me colocaria aqui para lhes dizer algo que fosse errado. Eu passei pelo meu quinquagésimo sexto aniversário, outro dia. Essa não é apenas a Mensagem de um velho. Eu creio nisto desde que eu era um garotinho. E se isto não for verdade, eu tenho sido a pessoa mais tola que Deus teve na terra. Eu dei toda a minha vida por esta causa. Deixe-me dizer isto com sinceridade: se eu tivesse dez mil vidas, eu jamais mudaria minha opinião.
80 Agora, a cura está ao alcance de cada pessoa. Recordem, a cura está em você. Deus colocou no pessegueiro cada pêssego que estaria nele, quando Ele o plantou no Jardim. Vêem, você apenas…o pessegueiro ou a macieira, ou uma árvore frutífera simplesmente tem que crescer, sugando água da terra. Agora cada um de vocês tem estes potenciais em si mesmos para libertar, pois isto é Deus, desde que você foi plantado em Cristo através do batismo (não o batismo na água), o batismo espiritual. Você não entra em Cristo pelo batismo na água. Pelo batismo espiritual!
81 Amanhã à tarde, o Senhor permitindo, estarei falando sobre isto, como e qual é a verdadeira aplicação Disto. Nós teremos isto à tarde para que então não interfira com nenhuma de suas reuniões.
82 Agora veja, cada um de vocês aqui de pé, como cristãos, veja, então a Vida que estava em Cristo está em você. Isto pode, se você pudesse ver isto!
83 É trabalho do diabo te manter bloqueado Daquilo, te deixar cego. Ele simplesmente pode te deixar cego, isto é, veja, você não sabe aonde você está indo então. Um homem que é cego não pode dizer para onde ele está indo, ele tem que procurar o entendimento de alguém que pode ver. Até que possamos compreender, alguém tem que nos dizer o que é a Verdade.
84 E Cristo morreu por você, e você é transplantado do mundo para Cristo. Tudo que você tem necessidade está bem em você, através do batismo com o Espírito Santo. Não é isto correto? Agora, a única coisa que você tem que fazer é somente começar a beber Daquilo.
85 E à medida que a árvore suga, ela começa soltar suas folhas, seus brotos, produzindo seus frutos cada ano. O fruto não está no chão, o fruto está na planta. Quantos compreendem isto, digam: “Amém.” [A congregação responde, “Amém.” – Ed.] Então, veja, o fruto está na planta, e cada planta tem que beber da sua fonte. Enquanto a chuva cai , dá vida àquela planta, para dela beber. E, à medida que ela bebe, ela cresce.
86 E ela cresce até se tornar um broto completo, exatamente como a Igreja tem florido nesta era.
87 E à medida que bebemos, crescemos. Porém se a planta se recusa a beber, então a planta não pode crescer. Creia você nisto agora, individualmente!
88 Naturalmente, você sabe como o Senhor faz, mostra coisas diferentes do que você tem feito e o que você não devia ter feito, e assim por diante, na reunião. Estávamos esperando que o Espírito Santo caísse sobre nós nesta manhã e que, tal como estávamos. Porém eu continuei esperando.
89 Eu penso que é a parte nervosa, penso que lá embaixo eles querem nos tirar daqui, veja. Mas eles nos esperam; estamos atrasados agora.
90 Mas creia nisto, com todo seu coração. Por favor creia. Se eu – se eu encontrei graça diante de seus olhos, como uma pessoa fiel, creia nisto. Agora coloque suas mãos em – um no outro.
91 Agora veja, agora, a Bíblia não diz: “estes sinais seguirão a William Branham.” Não diz: “eles seguirão a Oral Roberts somente.” Não diz: “seguirão ao irmão Kopp,” ou alguém.
92 “Estes sinais seguirão àqueles,” no plural, “que crêem. Se colocarem suas mãos sobre os enfermos, eles sararão.” E aquele Poder de Deus que está em você, que traz a Vida às pessoas sobre as quais você tem a sua mão, dando Vida da fonte do Espírito Santo.
93 Querido Deus, no Nome de Jesus Cristo, neste momento crucial quando a igreja…que eles possam estar calmos neste segundo, e que o Poder que levantou a Cristo da sepultura, possa vivificá-los neste momento na Verdade do Evangelho, pois a comissão de Jesus foi: “se colocarem as mãos sobre os enfermos, eles sararão.” Que cada poder do demônio, cada enfermidade, cada doença, cada aflição, cada coisa que está atormentando o povo, possa deixá-los neste instante pela fé. Como pessoas que crêem, pedimos isto no Nome de Jesus Cristo. Amém.
94 Agora levantem suas mãos e Lhe dêem louvor, se vocês crerem que Ele faz isto.
95 Querido Deus, este bebê morrerá, Senhor, a não ser que isto seja feito. Eu condeno este problema, no Nome de Jesus Cristo. Que isto possa deixar esta criança inocente. Amém.
Agora, os médicos tentaram, e eles falharam. Somente creiam.

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading Facebook Comments ...
Loading Disqus Comments ...