CISTERNAS ROTAS
26 de julho de 1964
Jeffersonville – Indiana – E.U.A.
Tradução – GO


1 Vamos orar. Senhor, agora nós cremos. Nós cremos no Filho de Deus, e através disto nós aceitamos a Vida Eterna, através Dele. Agora, temos nos reunido novamente nesta tarde — ou melhor, nesta noite, para outro culto, confiando em Ti para a mensagem e para aquilo que Tu nos dirás nesta noite. Nós cremos em Ti, Senhor, e esperamos em Ti. Tu disseste: “Aqueles que esperam no Senhor renovarão as suas forças; voarão com asas como águia.” E oramos, Deus, que Tu nos dês aquele poder de voar, nesta noite enquanto esperamos em Ti.
2 Nós te agradecemos por estas pessoas e por aquilo que elas significam para Ti e o que elas significam para mim. Eu Te agradeço por isso, Pai. Elas são as Tuas jóias. E eu oro, Deus, que nesta noite, Tu manifestes a Ti mesmo conforme a necessidade de cada um. Se houver algum enfermo aqui, que eles possam ser curados. Se houver uma dúvida na mente de alguém, esclareça-a, Senhor, e simplesmente nos dês da Tua presença e de Tuas bênçãos, porque necessitamos delas, Senhor. Tu és nosso Todo-Suficiente, e sem Ti nada podemos fazer.
3 Oramos para que Tu recebas nossas ações de graças por tudo aquilo que Tu tens feito. No Nome de Jesus Cristo esperamos por Tuas bênçãos. Amém (Podem se assentar.)
4 E… Bem, está apenas um — um pouquinho mais fresco neste domingo à noite aqui do que foi no último domingo à noite. E estamos muito agradecidos pelos nossos irmãos que trabalharam tão fielmente colocando isto aqui. Eu sei que dois ou três deles: irmão Mike Egan, como vejo ali atrás, e eu — irmão Mike e irmão Sothmann, irmão, eu creio, Roy Roberson, irmão Wood, e todos eles, estavam aqui embaixo simplesmente transpirando, tentando colocar isto aqui para que então pudéssemos ter esta mensagem agora — ou hoje. Então estamos agradecidos.
5 Agora, no próximo domingo de manhã, o Senhor permitindo, eu quero ter um culto de cura, oração pelos enfermos. E nós designaremos isto para um culto de cura, se o Senhor permitir.
6 Eu observei nesta manhã que havia um punhado de lenços aqui. Eu orei por eles, e eu – enquanto vocês estavam orando e cantando eu orei pelos lenços, e então tem outro tanto aqui nesta noite. Então nós — nós cremos que Deus cura os enfermos, são tantos os grandes testemunhos de cura no nosso meio e através do mundo. E estamos agradecidos por isto.
7 E eu pensei, no próximo domingo, uma vez que eu tenho que estar afastado por um pouco de tempo, e temos empregado mais tempo para o ensinamento e da Mensagem, eu pensei que seria uma boa coisa se tivéssemos um — um culto de cura, oração pelo enfermo. E confiamos que Deus nos dará grandes momentos.
8 Agora, muitos de vocês têm que dirigir muitas milhas nesta noite. Então eu estava falando com os grupos lá no — no Restaurante Blue Boar hoje, onde eu estava almoçando, muita gente boa. Eu estreitei suas mãos e conversei com elas, pessoas que eu nunca encontrei antes, que frequentam a igreja aqui. Estou agradecido por amigos como estes, e eu quero agradecer a cada um de vocês. Algumas delas colheram amoras e nos trouxeram. E outro trouxe um balde de melaço — ou melado, eu creio que foi, e — e apenas coisas… Você não sabe o que isto significa. E de manhã, eu levanto e saio de casa, estão lá. . .
9 Certa manhã havia certo irmão ali que estava realmente em uma situação difícil, não tinha roupas e coisas e queria que eu conseguisse algumas roupas para ele. Eu comecei a sair e quase tropecei em um balde de amoras que estava colocado ali. Eu disse: “Foi você quem trouxe essas amoras?”
10 E ele disse: “Não, não tenho nada a ver com isso. Eu estou aqui desde antes do amanhecer, e elas estavam colocadas bem aí então.” E havia sido o meu bom irmão Ruddell que as trouxe para mim. E então essas coisas, com certeza eu aprecio.
11 Billy Paul mencionou para mim há poucos minutos atrás, que desta congregação, nesta noite, eles tiraram um oferta — para mim. Eu — eu vos agradeço por isto. Eu não queria que vocês fizessem isto. Eu — eu aprecio os seus esforços, mas isto — isto não era necessário, e… Mas o Senhor vos abençoe. Vocês sabem — vocês sabem, a Bíblia diz: “Tudo que fizerdes a estes pequeninos, a Mim o fazeis.”
12 Agora, eu tenho falado a vocês sobre a Mensagem de modo bastante franco, e eu … Algumas pessoas podem ter a impressão que — que eu penso que Jesus virá de manhã ou à noite. Eu acho. Agora, eu não digo que Ele virá. E novamente, Ele talvez não venha nesta próxima semana. Pode ser no ano que vem. Pode ser daqui a dez anos. Eu não sei quando Ele virá, mas há uma coisa que eu quero que você guarde sempre em mente: esteja pronto a cada minuto ou hora. Vêem? Então, se Ele não vier hoje, Ele pode estar aqui amanhã. Então apenas guarde isto na sua mente, que Ele está vindo.
13 E eu não sei quando será a minha última hora nesta terra; nem mesmo nenhum de nós sabe. E nenhum de nós sabe quando Ele virá. Nem Ele mesmo sabia através de Sua Palavra. Ele disse que somente o Pai sabe quando Ele virá; nem mesmo o Filho sabia quando Ele viria. É quando Deus O enviará a nós novamente. Mas estamos esperando por Sua vinda. E se Ele não vier na minha geração, Ele pode vir na próxima. Se Ele não vier naquela, Ele virá na outra. Mas para mim mesmo, quase não vejo nenhum tempo sobrando. Eu — eu apenas… Para mim, isto pode acontecer a qualquer minuto. Mas agora, isto não significa — agora isto não significa que você verá os céus mudarem e cada… Esta não é a vinda da qual estou falando. Estou falando do rapto.
14 Veja, Ele executa três vindas. Ele vem no Nome de três Filhos. Ele vem em uma trindade: Pai, Filho, Espírito Santo. Vêem? Tudo isto no mesmo Cristo, o mesmo Deus o tempo todo.
15 Agora, sabemos que Ele vem para trazer três obras da graça: Justificação, Santificação, Batismo do Espírito Santo. Tudo em Deus é completo em três. E então Ele vem primeiro para redimir a Sua Noiva; Ele vem na segunda vez como um raptor para levar Sua Noiva; Ele vem pela terceira com a Sua Noiva, Rei e Rainha. Depois… É aí quando muitas pessoas estão esperando a vinda. Mas quando Ele vier desta vez, dificilmente alguém, exceto aqueles que estão prontos, saberá quando Ele vier. Apenas sentirão a falta das pessoas. Eles não saberão o que aconteceu com elas. Elas apenas serão tomadas de repente. E aquilo… Elas apenas estarão faltando, serão transformadas num piscar de olhos. Então, esteja pronto para aquilo. Será horrível em alguma manhã, sentir a falta de um querido, e ninguém poder encontrá-lo. Não será bastante ruim saber que isto passou e você o perdeu? Então, se mantenha diante de Deus.
16 Agora, na próxima semana, o Senhor permitindo, próxima… Segunda-feira, de — a uma semana desta segunda, se o Senhor permitir, estou levando a família de volta para o Arizona onde eles tem aula, então eu — eu voltarei.
17 Agora, eu não saio por ali… Eu não tenho nenhum culto para estar ali fora. Dificilmente estou no Arizona; estou em outra parte. Eu levarei minha esposa ali na próxima segunda. Voltarei aqui novamente. Eu partirei daqui para a Columbia Britânica. Eu voltarei para o Colorado. Eu estarei no Arizona novamente em algum tempo nas vésperas do Natal apenas por alguns momentos, um — um tempo suficiente por talvez dois ou três dias, reunirei a família, estarei por aqui por volta dos feriados do Natal, o Senhor permitindo, farei um culto aqui durante a semana de Ano Novo.
18 Então, estou aqui praticamente… Estou aqui dez vezes mais do que estou lá, porque não temos nenhuma igreja ou nenhum culto ali, nada temos ali, então — no sentido de culto da igreja. Esta é uma coisa ruim em relação a isto; eu não tenho nenhum lugar para mandar as crianças ouvirem estas Mensagens como suas crianças ouvem aqui. E — e então esta é uma falta que temos. Mas estamos todos saudáveis. É um clima seco, quente, mas todas as crianças parecem estar mais saudáveis. Eu não estou aqui o suficiente para saber se é mais saudável ou não. Eu — eu estou em movimento, e eu — eu — eu acho que eu simplesmente nasci um andarilho.
19 Minha esposa me chama… (Eu sei que ela está aqui, então eu receberei o merecido depois do culto, todos vocês sabem.) Como é chamado? “Ventania” ou “Vento Incansável” ou seja o que for — seja o que for, vocês sabem: “Areia Movediça,” ou … Estou sempre me movendo, em outras palavras. E tenho estado casado agora por vinte e dois anos, e eu — às vezes eu acho que sou um estranho nos arredores de casa, mas eu tenho que estar viajando. Porém, estou esperando pela hora quando um dia estaremos estabelecidos na terra natal. Mas por agora a batalha está acontecendo, então vamos ficar em — em oração.
20 Não se esqueçam, no próximo domingo de manhã, o Senhor permitindo, tragam seus enfermos e aflitos. Cheguem mais cedo; consigam um lugar; então provavelmente há um grupo que receberá oração. Nós teremos que distribuir os cartões de oração. Se não houver suficiente, nós não distribuiremos o cartão de oração, apenas o suficiente para formar uma pequena fila como que de duas ou três dúzias ou algo. Mas nós — provavelmente distribuiremos cartões de oração. Então provavelmente faremos isto cerca de uma hora antes do culto normal, o que eu penso que tomará… Será as oito — oito ou oito e meia que eles distribuirão os cartões de oração, ao abrir a igreja, distribuirão os cartões de oração no próximo domingo de manhã.
21 E então, estejam certos de estarem aqui para sua — trazendo seus amados. Coloque-os ali. Estará confortável e fresco aqui dentro da igreja (se eles estiverem enfermos), e faremos tudo que pudermos para orar por eles. Obrigado novamente pela oferta de amor.
22 E agora, nós vamos ler um pouco da Palavra de Deus nesta noite, e estejam prontos para este evento de Sua Presença novamente para trazer a Sua Palavra. Agora, sabemos que podemos ler um texto, mas Deus tem que revelar o contexto. Vêem? Podemos tomar um texto, mas Deus tem que revelar o contexto.
23 E enquanto vocês estão abrindo agora no Livro de Jeremias capítulo 2, eu quero dizer que estou feliz porque o irmão Lee Vayle, um precioso irmão no Senhor está conosco, e eu penso aqui, um irmão aqui (não consigo lembrar seu nome), irmão Willard Crase. E eu vejo os irmão do Arkansas, irmão John e outros ali do popular Bluff, e o irmão Blair. E oh, o irmão Jackson, e o irmão Ruddell, são tantos que eu apenas não posso… Eu gostaria de poder citar o nome de cada um, mas eu apenas não posso fazê-lo, e você compreende. O irmão Ben Bryant, eu o vejo assentado aqui. Ele geralmente é o meu “Amém do canto” enquanto estou… Todos conhecem o Ben pela sua voz.
24 Nós… Lá na Califórnia certa vez, eu estava pregando uma mensagem para um povo batista lá em cima no vale. Eles tinham uma grande tenda ali e um monte de batistas aristocratas. Eu nunca ouvia nenhum “Amém” de parte alguma, você sabe. As mulheres com medo de trincar a maquiagem de sua face. E então a primeira coisa, você sabe, eu vi um par de pés mais ou menos desse tamanho subirem no ar, e duas grandes mãos, e cabelos negros balançando por toda parte: “A — a — Amém!” Gritando assim. Eu olhei lá embaixo; eu disse: “Ben, de onde você saiu?” Ele realmente estava dizendo “Amém.”
25 Eu vi a sua esposa dar uma olhadinha. Bem, ele está perdendo um pouquinho do seu cabelo preto, mas tudo bem. Não se preocupe com isto. Eu perdi os meus há muito tempo atrás.
26 Então agora, não esqueçam de orar. Agora, enquanto entramos na parte sincera do culto, recordem, se lermos esta Palavra, então Deus abençoará a Sua Palavra. Ela não retornará a Ele vazia, mas Ela cumprirá o Seu propósito. E eu sei que lendo a Palavra, eu sempre estarei correto. Quando eu leio a Palavra, Deus honra a Sua Palavra.
27 Agora, vamos nos colocar de pé em respeito a Sua Palavra, Jeremias capítulo 2, verso 12 e 13 de Jeremias 2:
Espantai-vos disto, ó… Céus, horrorizai-vos! Ficai verdadeiramente desolados, diz o Senhor.
Porque o meu povo fez duas maldades: a mim me deixaram, o manancial de águas vivas, e cavaram cisternas, cisternas rotas, que não — retêm as águas.
28 Vamos inclinar nossas cabeças agora. Querido Deus, a Tua Palavra foi lida, e oramos para tu Tu honres essa Palavra e nos dês nesta noite a parábola — ou melhor, um paralelo Dela, enquanto olhamos para os dias que passaram, Israel como exemplo, como a Bíblia nos ensina, que possamos ver o que Tu fizeste a eles quando eles obedeceram a Palavra; ver o que Tu fizeste a eles quando eles desobedeceram a Palavra, e aprendermos o que devemos fazer. Então oramos para que Tu fales conosco nesta noite, de uma forma bastante especial, para que possamos saber como nos conduzir neste dia, conforme aprendemos nesta manhã, no qual estamos vivendo. Pois pedimos isto no Nome de Jesus. Amém. (Podem se assentar.)
29 Eu gostaria de falar nesta noite em um assunto por apenas um tempo curto, sobre “Cisternas Rotas.”
30 Israel havia cometido dois grandes males. Deus disse que eles haviam se afastado Dele, a Fonte da Vida, e haviam cavado para si, cisternas para beberem dela.
31 Agora, isso é algo… A razão pela qual pensei neste tema, foi porque isto traçaria um paralelo ao que eu estava falando nesta manhã sobre a hora em que estamos vivendo e a causa pela qual estamos lutando.
32 E tomamos Israel como exemplo do que Deus foi, Ele sempre tem que permanecer o mesmo. E há somente uma coisa que Deus sempre honrou; foi o Seu caminho que Ele proveu para o povo. E quando eles saíram daquele caminho, então Deus foi desonrado, e Deus fez com que as pessoas sofressem por terem se afastado daquilo que Ele lhes disse para fazer. Não importa o que fosse. Ele até mesmo lhes deu uma lei: “Não toqueis, não manuseies, não proveis,” só — não propriamente por causa do mal por fazer aquilo, mas o mal da desobediência do que Ele havia dito para fazer. E há — não pode haver uma lei sem uma punição para a lei, porque se não há castigo, então a lei não significa tanto — a menos que ela tenha uma penalidade, a lei.
33 Agora, descobrimos que o que eles fizeram naquele dia , parece um paralelo do que estamos fazendo hoje, o que o povo da igreja está fazendo.
34 Agora, vemos uma coisa estranha aqui. Pode ser estranho para algumas pessoas quando Ele disse: “Vocês têm– eles cavaram para si mesmos cisternas, cisternas rotas.” Agora, talvez alguns de vocês não saibam o que é uma cisterna. Quantos sabem o que é uma cisterna? Bem, a maioria de vocês. Se você nasceu em uma fazenda, você sabe o que é uma cisterna. Eu recordo que já bebi insetos o suficiente de uma para — para saber o que uma — uma cisterna é. Preguei em um país onde você — usa uma bucha e tem que ter uma grande jarra cheia de água da cisterna ali — da chuva, você sabe, e estava um pouquinho velha, e — e então os insetos à noite caíam ali… E assim, eu sei o que é uma água de cisterna.
35 Uma — uma cisterna é um — um lugar, uma coisa que é furada no chão para tomar o lugar de um tanque. Onde as pessoas não têm um tanque, então elas têm uma — uma cisterna. Em outras palavras, uma cisterna é um tanque feito pelo homem ou um poço feito pelo homem no chão, o qual o homem cavou para apanhar água para — para usá-la. E alguns usam a água para lavar, e outros usam a água para bebê-la, e diferentes maneiras, talvez. Toda água que usamos às vezes foi obtida em uma cisterna. Costumavam ter uma velha coisa que você tinha que girar, girar, girar, girar para obter água, tinha pequenos baldes para você tirar a água da cisterna.
36 Bem, observamos uma coisa em relação a cisterna, que é diferente do tanque. Agora, uma cisterna se esvazia. A — a — a cisterna não pode encher por si mesma. Ela — é — não é confiável. Você não pode confiar em uma cisterna. Ela tem que confiar e depender das chuvas que caem no verão ou no inverno, seja o que for, para… Geralmente na época do inverno, quando vem a neve e a chuva, então isto leva a água para a cisterna. E se ela não obtiver aquela água, então você — você não terá nenhuma água. Estará toda — toda… seca. E ela não pode se reencher. Uma velha cisterna não pode encher a si mesma; ela tem que obter da — das chuvas que caem.
37 E eu quero que você observe outra coisa a respeito da cisterna. Geralmente, você encontra… A maneira que era em nossa região, a cisterna… Geralmente o celeiro é duas vezes maior que a casa, e geralmente eles fazem correr a água do celeiro para a cisterna. Eu recordo daquela velha cisterna ali fora quando tinham — quando o — os canos escoavam no — do celeiro. Enchiam o celeiro, e então a água era levada do telhado do celeiro, onde todos os animais pisam ao redor através do estábulo e todo — toda a imundície do pátio que caía em cima do estábulo na época seca, e então a água vinha e lavava aquilo para uma tina que é feita pelo homem, então para um bica feita pelo homem, e então para uma cisterna feita pelo homem. E se você nunca obteve uma bagunça, eu não sei o que você obtém quando você cava uma cisterna. Sim, senhor. É tudo feito pelo homem e simplesmente tão sujo o quando pode ser.
38 Você sabe, nós costumávamos chamar — nós tínhamos um filtro de trapo em uma. Você sabe o que era aquilo? Colocar um filtro de trapo naquilo para apanhar todos os insetos e coisas que saíam de cima do — do celeiro, e ao redor de todo o lugar, e derramar de um lugar para o outro dentro da cisterna. Nós costumávamos colocar um — um filtro de trapo naquilo para apanhar toda — toda escuma e coisas que podíamos. Claro que aquilo não podia filtrar toda a sujeira, apanhava apenas os grandes projéteis que desciam e caíam lá. O besouro podia cair naquilo, mas o caldo do besouro ia junto com a água. Então você — você realmente tinha um bagunça quando você tinha uma velha cisterna suja.
39 Em poucos dias, você deixava aquela água parada ali, e ela se tornava estagnada. Você deixava a água parada em uma cisterna, ela se estagnava, e ficava cheia de — de sapos, e lagartixas, e cobras, e — nós costumávamos chamar aquilo — “larvas,” pequeninas… Eu não sei se… Eles não são um parasita, eles…?… Eu não sei como você os chama, mas umas coisinhas que ficam na água que — que nós os chamamos de larvas. Vocês sabem o que é. Quantos sabem a respeito do que estou falando? Oh, ora, claro, todos vocês do interior, sabem. Fica cheio de estagnação, e então esses amantes da estagnação vêm junto com isso. Isso realmente vem, porque está estagnado. E porque está estagnado, isto atrai animais que gostam de coisas estagnadas.
40 Isto é exatamente como nossas igrejas hoje. Eu acho que deixamos… Um dos maiores pecados que a igreja tem cometido hoje, exatamente como Israel então, ela O deixou, a Fonte da Água viva, tem cavado para si mesma cisternas feitas por homens. E tem se tornado habitação de tudo que ama esse tipo de água. Lagartixas, sapos, e todos os tipos de germes que vivem nisto, porque é um tanque feito pelo homem; e neste tanque estas coisas permanecem. Um exemplo perfeito de nossos denominacionais hoje.
41 “Agora,” você diz: “Irmão Branham, por que você atinge àquelas pessoas tão duramente?” Elas têm que ser atingidas. Têm que ser atingidas. Fujam disso, porque isso no final formará a marca da besta. Recordem, essa é a Verdade. Isso será a marca da besta; a denominação se dirigirá diretamente a isto. Está a caminho bem ali agora, para forçar através do poder…
42 Veja, no velho império Romano, foi exatamente isso que os guiou àquela marca da apostasia. Você descobre que ninguém podia comprar ou vender sem a marca da besta. Ele tinha que ter isto.
43 Há apenas duas classes de pessoas que estarão na terra: aquelas com o Selo de Deus, e aquelas com a marca da besta. Apenas duas classes. Então você terá que ter um ou o outro. E será uma apostasia, uma — uma marca de — de religião, religião apóstata.
44 E haverá uma imagem à besta. Enquanto estudamos, descobrimos que Roma foi, é, e sempre será a — ou a besta. Exatamente. Não há nenhuma maneira de obter nada mais. Roma…
45 E o que Roma fez? Se converteu de Roma pagã para Roma papal e organizou um sistema, um sistema universal, que forçava todos àquela única religião ou seriam colocados à morte.
46 E é uma coisa estranha que estes Estados Unidos entrem em cena, e sejam um — como um cordeiro. E um cordeiro tem duas pequenas pontas, e rituais civis e eclesiásticos. E após algum tempo, quando aquilo era um cordeiro, descobrimos que foi citado então, como um dragão e exercia todo o poder que o dragão tinha diante disto. E a Bíblia nos diz que eles disseram: “Façamos uma imagem à besta.” Uma imagem é algo semelhante a outra coisa. E podemos ver isto exatamente agora que está em sua condição apóstata, a igreja formando o Concílio Mundial de Igrejas, que é a imagem ao poder de Roma, e exercerá força sobre as pessoas, com a mesma coisa que a Roma pagã fez — ou a Roma papal fez. Então não há outra maneira, nenhuma outra coisa, exceto que isto é a Verdade.
47 E é por isto que estou atingindo isto em minha era, em meu tempo, é porque isto tem que ser atingido. A chamada veio: “Saia dela, povo Meu, para que não sejais participantes de seus pecados.”
48 Agora, estou comparando isto com aquelas sujas, imundas cisternas. Ele é a Fonte da Vida; Ele é a Água viva. E os homens deixam isto e cavam para si mesmos cisternas que apenas captam a imundície. Esta é a única coisa que ela pode apanhar. E é isto que o denominacionalismo faz; ele apanha tudo que chega, que deseja se unir. Eles estão desejando colocar isto para dentro se tem algum dinheiro ou podem se vestir de um certo modo. Não importa quem sejam eles, de onde eles venham, eles os recebem de qualquer modo.
49 Agora, descobrimos novamente que esta marca da besta que foi formada aqui… A América é o número 13; ela nasceu com 13 colônias; ela tinha uma bandeira que tinha 13 estrelas, e 13 listras; e ela até mesmo aparece em Apocalipse capítulo 13. E a América sempre tem sido uma mulher, representada em nossas moedas. Até mesmo a cabeça do índio em um centavo é o perfil de uma mulher. Nós sabemos disso, conhecemos a sua história. Tudo, o Sino da Liberdade e tudo mais, a Liberdade — Estátua da Liberdade é… Tudo é uma mulher, o número 13 da mulher. Vêem?
50 Agora, é — é lindo ver estas coisas. E agora, tenho predito através da revelação de Deus ou uma visão em 1933, que sete coisas aconteceriam antes do fim do tempo. E uma delas, que Mussolini, que estava então se tornando ditador, ele se tornaria ditador; e também ele faria um invasão e desceria até a Etiópia, e tomaria a Etiópia. E o Espírito havia dito: “Ele cairá no seu avanço.”
51 Eu gostaria de saber se há alguém dos velhos tempos que ainda está no tabernáculo que se recorda de me ouvir dizer isto no Redman’s Hall aqui embaixo, quando pregávamos há muitos, muitos anos atrás. Há alguém no edifício nesta noite que estava ali embaixo no Redman’s Hall quando eu preguei aquilo, quando eles tiraram o N.R.A., bem atrás, no primeiro mandato de Roosevelt? Eu creio que não há ninguém aqui. Há alguém? Sim, sim, uma. Há uma, sim, a Sra. Wilson, eu recordo dela. Minha esposa, assentada lá atrás. Restam duas da — da velha geração daqueles dias. Quando eles disseram que este N.R.A. era a marca da besta, eu disse: “Não tem nada a ver com isto. Nada de modo algum. A marca da besta não veio daqui; ela virá de Roma, e isto não pode ser a marca da besta.”
52 E agora, recordem que estas coisas foram distas. Disse que Adolf Hitler teria um fim misterioso; e ele declararia guerra aos Estados Unidos; e eles construíram um grande — uma — uma grande coisa de concreto, que eles mesmos morariam ali, e bem ali os americanos tomariam uma horrível derrota. E esta era a linha de Siegfried — onze anos antes disto ter começado a ser construido. E então disse que ele chegaria ao fim, e os Estados Unidos ganhariam a guerra.
53 E então disse que haveria três “ismos”: Nazismo, Fascismo e Comunismo. E eu disse: “Todos eles se resumirão em Comunismo. A Rússia levará isto tudo ao Comunismo.”
54 E eu disse: “Então a ciência será tão grande, os homens ficarão tão inteligentes que inventarão tantas coisas, que farão um automóvel que se parecerá com um ovo que terá vidro em cima, e ele será controlado através de algum outro poder além do volante.” E eles têm o carro.
55 E eu disse: “Então a moral de nossas mulheres cairá em tal degradação que elas serão uma desgraça para todas as nações. Elas vão usar as roupas dos homens. Elas vão continuar tirando suas roupas até que realmente elas sairão com suas roupas de baixo. Isto é tudo. E finalmente elas usarão apenas uma folha de figo.” E se você observar, na Revista “Life” eles colocaram uma mulher usando folhas de figo; e esta é uma nova camisola ou roupa noturna, que elas usam à noite, transparente, se pode ver através dela, apenas as folhas de figo escondendo certos pontos do seu corpo. Sem alças — ou alça — roupas de banho sem alças, e a parte de cima disto é exposta… E como aquelas coisas têm acontecido.
56 Então eu disse: “Eu vi uma mulher de pé nos Estados Unidos como uma grande rainha ou algo. E ela era linda para se olhar, porém cruel em seu coração. E ela fez a nação — seguir seu passo.”
57 Mas eu disse: “Finalmente Ele me disse para olhar em direção ao leste novamente, e quando o fiz, eu vi, parecia, como se fosse, o mundo havia explodido. Até onde eu podia ver não havia nada a não ser paus e — rochas em combustão que haviam sido explodidas da terra. E aquilo teria que acontecer antes do fim do mundo.” E cinco das sete já aconteceram em trinta e três anos.
58 Aí estamos nós, de volta ao fim do tempo. E eu falei contra aquele sistema denominacional então. E eu ainda creio nesta noite que é uma fossa, aquele é um lugar onde corre a imundície. Eu não posso crer que Deus alguma vez tomaria tal coisa na Sua Igreja, porque ela tem que nascer do Espírito de Deus e então ser limpa antes que ela possa ser chamada de Sua. O Corpo místico de Cristo, somos batizados nele através do batismo com o Espírito Santo.
59 Sim, este sistema de cisternas é certamente um exemplo perfeito de denominação. Um homem sábio deve observar e nunca entrar nisto, pois Deus tem provado através dessas eras que Ele está contra isto e nunca operou com isto. Qualquer grupo… Todas as vezes que um homem se levanta com uma mensagem, como Lutero, Wesley, e outros demais e Smith, e Calvino, e outros, quando eles começaram a organização, Deus colocou a coisa em uma prateleira e nunca a visitou novamente em um reavivamento.
60 Veja através da história. Nunca houve um tempo que Deus alguma vez tomou uma denominação e fez um reavivamento dela; em parte nenhuma. Então através da história e através da Bíblia se prova que isto é uma coisa imunda diante de Deus. Então eu nada quero ter a ver com isto. E esta é a razão pela qual sou contra ela e tento tirar as pessoas dela.
61 Somos convidados (Como em Israel, do mesmo modo é agora.) a olhar para Israel como exemplo. Eles, desde que eles permanecessem com aquela Fonte, eles estavam bem. Mas quando eles começaram a cavar para si mesmos cisternas, sistemas feitos pelo homem, então Deus os deixou totalmente. Ele fará o mesmo conosco. Eles O abandonaram, a Fonte da Água viva. Aquelas eram as reclamações que Deus tinha contra eles, fazer algo que eles — eles pudessem dizer: “Vê você o que temos feito?”
62 Agora, quando — no tempo de — da viagem de Moisés, quando Deus pela graça lhes havia dado um profeta, lhes havia dado uma Coluna de Fogo para ir diante deles, havia vindicado Isto através de sinais e maravilhas, a graça havia provido todas estas coisas, Israel ainda queria…?… lei. Eles recusaram a graça para tomar a lei. Isto é exatamente o que as pessoas fazem hoje; elas recusam a Palavra para tomar um sistema denominacional, porque naquilo eles podem fazer o que desejam e passar com aquilo. Mas vocês não podem fazer isto em Cristo. Você tem se fazer limpo e claro a fim de estar em Cristo.
63 Deixando o poço artesiano por causa de um sistema feito pelo homem ou cisterna, pode você imaginar alguém fazendo isto? Pode você imaginar as condições mentais de uma pessoa que pode beber em um poço artesiano fresco, e deixar aquilo por uma cisterna feita pelos homens com sapos, e lagartixas, e larvas e tudo mais nela? Não parece nem mesmo sensato para ser correto, mas isto é exatamente o que as pessoas têm feito. Elas deixam a Palavra, a verdadeira Fonte da origem de Deus para poder beber da cisterna e se tornarem cisternas. O mesmo que fizeram então, eles o têm feito agora. Eles dizem… Ele disse: “Eles Me deixaram aqui.” Ele disse aqui em Jeremias 2 e 14 — ou melhor, 13. Ele disse: “Eles Me deixaram, a Fonte de Água viva.”
64 Agora, nós vemos o que é uma cisterna. Vemos o que ela apanha. Vemos como é feita. É uma coisa feita pelo homem que cai de um telhado sujo. A água que cai atingindo o telhado sujo, e ela simplesmente lava o telhado, descendo através de algo feito pelo homem, através de uma canaliza feita pelo homem, para um tanque feito pelo homem. E toda a imundície se ajunta ali, e o — os germes, as lagartixas, e sapos, e coisas da terra assim. E observem, eles são animais impuros, vermes, estagnados. Um verme não pode viver em água limpa. Se viver, aquilo o matará. Ele tem que estar na estagnada.
65 E esta é a maneira que é com muitos destes parasitas hoje. Você não pode viver na água fresca do Espírito Santo. Esta é a razão porque eles se firmam contra a Palavra, e dizem que Ela contradiz a Si mesma; não há nada Nisto. É porque eles têm que ter algum tipo de tanque estagnado para se agitarem nela. Correto. Esta é a mesma maneira que é com os sapos, e com as lagartixas, e com os girinos, e tais como estes. Eles têm que se reunirem ao redor de um pântano ou de um tanque estagnado para viverem, pois é da natureza deles viver ali. E você não pode mudar um animal até que você mude a sua natureza. E você não pode fazer um homem ver a Palavra de Deus até que a natureza dele seja mudada. E quando sua natureza é mudada do que ele é para um filho de Deus e o Espírito Santo entra nele… O Espírito Santo escreveu a Palavra de Deus.
66 Hoje, eu estava conversando com meu bom amigo Dr. Lee Vayle, o qual está presente agora. E ele é um — um teólogo e tanto. E então nós geralmente temos algumas — temos algumas boas discussões na Escritura. Muito inteligente, e ele me perguntou certa vez o que eu pensava da evidência inicial do Espírito Santo; era falar em línguas? (Isso foi há muitos anos atrás.) Eu disse: “Não, não posso ver isto.” Ele disse: “Nem eu creio.” Disse: “Embora eu tenha sido ensinado assim.” Ele disse: “O que você acha que seria uma evidência?”
67 Eu disse: “A evidência mais perfeita que posso pensar é o amor.” E então continuamos a falar sobre isto. E eu pensei: “Aquilo soou muito bem.” Então eu apenas me mantive naquilo: Se um homem tiver amor. Mas um dia o Senhor, em uma visão, me corrigiu, e Ele disse que a evidência do Espírito era aqueles que podiam receber a Palavra, nem amor nem falar em línguas, mas era o receber a Palavra.
68 E então o Dr. Vayle estava me dizendo que isso é escriturístico. Ele disse: “Porque em João 14 Jesus disse: ‘Quando Ele, o Espírito Santo vier sobre vós, Ele vos revelará estas coisas que vos tenho ensinado, e lhes mostrará as coisas que hão de vir.’” Então aí está a genuína evidência do Espírito Santo. E ele nunca me disse nada errado ainda. É isto; a evidência do Espírito Santo é poder crer na Palavra; poder recebê-La. Porque Jesus nunca disse: “Quando o Espírito Santo vier, você falará em línguas.” Ele nunca disse: “Quando o Espírito Santo vier vocês farão qualquer uma destas coisas,” mas Ele disse: “Ele tomará estas minhas coisas e as mostrará a vocês, e lhes mostrará coisas que hão de vir.” Então aí está a genuína evidência do Espírito Santo, de acordo com Jesus, Ele mesmo.
69 Então todas estas sensações e coisas que as pessoas têm e na qual continuam vivendo, você pode ver porque elas o fazem. Veja, isto se torna uma denominação ou um tanque estagnado, e nunca haverá uma denominação formada sobre a — a perfeita Palavra de Deus. Isto não pode ser feito, porque você não pode nominar — ou denominar Deus. Não, senhor.
70 A razão é, você apanha um grupo de homens que pode crer na Palavra, deixe-o começar uma organização; a primeira coisa você sabe, no prazo de um ano haverá um punhado de Rickys ali que você não poderia fazer nada com eles. Eles têm um domínio, e você nada pode fazer a respeito disto. Não é o sistema de Deus. Não é. Então sabemos que aquela coisa morreu e se tornou uma cisterna e se tornou um lugar onde cada um se comprometerá com isto, aquilo ou aquilo outro, para conseguir membros ali ou deixar as pessoas entrarem.
71 Descobrimos que este sistema começou certa vez lá atrás nos dias israelitas quando eles estavam cavando estas cisternas. E ali havia um homem e um grupo de fariseus que haviam cavado algumas cisternas. E eles tinham um homem chamado Herodes, e ele era um procurador, governador de estado. E ele desceu para ouvir um homem que não se enganava com as suas denominações. Ele era um profeta. E nenhum profeta nunca teve nada a ver com nenhuma denominação, mas a odiou.
72 Este profeta começou a dizer: “Não comecem a dizer consigo mesmos; ‘Temos Abraão por nosso pai,’ porque eu lhes digo que Deus é capaz de destas pedras levantar filhos a Abraão.” E eles trouxeram um dignatário para ouvi-lo, e este dignatário havia tirado a esposa de seu irmão e se casado com ela. E o que fez aquele homem quando ele chegou a sua frente? Eles pensaram que ele se comprometeria e diria: “Agora, senhor, você — você tem um bom lugar aqui. E você deve… Estou tão feliz por você estar aqui para me ouvir hoje.” João o provocou diretamente em sua face e disse: “Não te é lícito possui-la.” A primeira coisa que ele disse, ele declarou seu pecado.
73 Vejam, as denominações fazem tanques estagnados onde homens podem viver com mulheres, e aquelas mulheres podem ter um comportamento duvidoso e cortarem seus cabelos e usarem shorts e tudo mais e chamarem a si mesmas de cristãs; mas uma fonte genuína (Aleluia.) do poder de Deus, não pode permanecer ali, porque é empurrado para fora. “Eu Sou a Fonte de Águas Vivas. Eles Me deixaram para cavarem cisternas para si mesmos.”
74 Agora, uma fonte de águas vivas… Nós descobrimos o que é uma fonte de água viva. Nós descobrimos o que é uma cisterna. Agora, o que é uma fonte de água viva? É um poço artesiano. “Um poço artesiano, o que é isto, irmão Branham?” É um poço que — é — sempre vem de baixo e empurra a água para fora. Ela flui o tempo todo. Ela é auto-suficiente, sempre fresca e limpa, um poço artesiano, uma fonte de água viva. Não está morta e estagnada; está viva. Está constantemente mudando, trazendo para cima algo novo o tempo todo, se movendo, vindo de seus recursos. Ela extrai seu recurso de — do seu leito, que é um — continua uma fonte de águas vivas jorrando, auto-limpeza. É limpa, pura, água limpa. É auto-sustentável; você não tem que esperar para que as chuvas encham o tanque. Ela está sempre bombeando, dá água gratuitamente. Você não tem que bombeá-la, içá-la, torcê-la, ou juntá-la. É apenas uma fonte de águas vivas.
75 Você sabe, você toma estas velhas cisternas, você tem que pegar a manivela e girar e girar e girar, e bombear, e tudo mais para tirar um pouquinho daquela água estagnada, mas uma fonte de água viva flui gratuitamente sem ter que bombear, se unir, tudo mais.
76 Oh, estou feliz por aquela Fonte. Sim, senhor. Ela não necessita de nenhuma peneira sobre ela para tirar os parasitas, pois ela vem das profundezas das rochas ali onde não existe nenhum parasita. Ela não precisa de ter um trapo educacional pendurado nela (Isto é correto.), algum sistema mundano feito pelo homem, sabedoria denominacional para lhe dizer diante de um psiquiatra se você está apto para pregar ou não. Ela não possui nenhum destes trapos imundos pendurados nela. Ela o lança para fora tão logo que você o coloca ali. Você não pode fazer isto. Aquele poço fica borbulhando o tempo todo. Se você colocasse um daqueles trapos ali, ele o lançaria de um lado para o outro. Ele não tem nenhum tempo para um trapo denominacional sobre si. Há!
77 Você não precisa de nenhum filtro, nenhuma peneira, nenhum bombeamento, nenhuma sacudida, nada mais. Apenas está ali, borbulhando. Ele não precisa depender da chuva local para enchê-lo. Chuvas são reavivamentos. Onde aquela fonte — aquilo está naquela fonte da vida, onde está o Corpo é onde se ajuntarão as águias. Você não tem que bombear um reavivamento; você não precisa bombear nada. A única coisa que você tem que fazer é apenas vir à fonte. Ela está sempre cheia de boa, água fresca, e é infinita. Ela apenas segue borbulhando.
78 Você não precisa de chegar à cisterna e dizer: “Bem, se chover e escorrer pelo celeiro, teremos alguma coisa para beber.” Que coisa, que coisa. Não este, este poço artesiano jorra boa água fria o tempo todo. Você pode depender dela. Você não precisa de dizer: “Bem, eu vou até a velha cisterna. Nós costumávamos beber dela, mas faz muito tempo que não chove. Vou te contar, ela pode estar seca.”
79 É assim que são alguns destes sistemas feitos pelos homens. Você pode entrar, se você tem algo grande acontecendo, um grande…, e vendendo algo, ou — ou algum tipo de coisa acontecendo, uma grande festa e coisas acontecendo, jogos de baralhos e festas no porão, tudo mais, você pode encontrar a casa cheia; mas quando você chega naquela Fonte que está sempre borbulhando, as pessoas estão ali tomando um bom gole de boa água fresca; você pode depender daquilo. Dizer: “Eles não têm reavivamento por dez anos.” Se você viver ao lado daquela Fonte, ela sempre tem um reavivamento acontecendo.
80 Como o pequeno galês disse ou … Certa vez quando eles tiveram o reavivamento galês, ali havia alguns dignatários dos Estados Unidos, alguns destes grandes doutores da divindade que foram até Gales para descobrir a respeito de onde e o que era tudo aquilo. Então eles tinham ali os seus ‘colarinhos virados’, seus chapéus atolados, e eles estavam descendo a rua. E eis que vinha um pequeno policial, girando o seu pequeno cassetete em sua mão, assobiando: “Lá na cruz onde o meu Salvador morreu, lá embaixo, pela limpeza dos pecados eu clamei. Ali no meu coração o sangue foi aplicado, Glória ao Seu Nome,” descendo a rua. Então eles disseram: “Este parece ser um homem religioso, vamos perguntar a ele.” E eles disseram: “Senhor!”
Respondeu: “Sim, senhor.”
Ele disse: “Viemos dos Estados Unidos para cá. Somos uma delegação. Viemos aqui para investigar o reavivamento galês, assim chamado. Somos doutores em divindade, e estamos aqui para olhar isto.” Ele disse: “Queremos saber onde está o reavivamento e onde está sendo realizado.”
Ele disse: “Sr. você o encontrou. Eu sou o reavivamento galês.” Amém. “O reavivamento galês está em mim. É aqui onde ele está.”
81 Esta é a maneira que é quando você vive através daquela Fonte de Águas vivas. Está viva o tempo todo, borbulhando, sempre, e sempre, e sempre; não há nenhum fim para ela. Não vai ver se há alguma água, se tivemos uma chuva aqui há não muito tempo atrás; não é isto. Ela é aquela Fonte de Água viva.
82 Como eu disse, ela dá sua água gratuitamente. Você não precisa colocar trapos nela para descobrir — alguns trapos denominacionais antes que você possa enviá-lo para pregar lá fora e ver se ele soletra as suas palavras corretamente, se as fala de modo correto, se ele usa os substantivos e pronomes e assim por diante, e adjetivos. Muitos deles nem mesmo sabem o que são. Mas ele está vivendo na Fonte do mesmo modo (Vêem?) — o mesmo.
83 Não tem que depender das chuvas locais para encher, ou dos reavivamentos locais, pois isto — não tem que fazer isto, pois seu poder e sua pureza estão dentro dela mesma. É ali onde está a Palavra, Ela tem poder próprio. Quando um homem pode recebê-La em seu coração, tem Sua pureza; tem o Seu poder. Está exatamente na Palavra. Jorrando para a Vida.
84 Israel não se afastou Dela. Eles entraram em problemas. Todas as vezes que eles se afastavam Dela, eles entraram em problemas, tal como fazemos agora. Quando o reavivamento, se afasta daquilo, então não é bom; cavam para si mesmos alguns poços e — ou algumas cisternas estagnadas, e lá vão eles.
85 Mas Ele sempre os ajudou. A murmuração no Mar Vermelho. Então quando eles murmuraram… Mesmo em tudo que Ele prometeu, lhes fez uma promessa. Ele deveria tê-los feito voltar bem dali, de forma que olhássemos para isto, mas Ele prometeu tirá-los de lá. O que Ele fez? Aqueles filhos de Israel, Ele lhes deu a Coluna de Fogo e tudo mais como vindicação, seu profeta. E os guiou dali para o mar — e sempre existem problemas contra isto — e eis que vem Faraó e seu exército. E você sabe o que Deus fez? Ele simplesmente abriu aquela velha cisterna Vermelha estagnada. O Mar Morto é a coisa mais morta que há no mundo, ele realmente está morto; esta estagnado, não se pode viver nele. E Ele o abriu e os colocou livres do outro lado. Ele os levou para onde eles não teriam que estar por tais coisas como aquela.
86 No deserto descobriram que não podiam depender dos tanques; eles estavam secos. Descobriram que iriam de um poço ao outro. Quando eles estavam no deserto, eles estavam morrendo de vontade de tomar um gole de água, e eles chegavam naqueles poços ali, um pequeno poço; ele estava seco. Eles iam a outro lugar; estava seco. Eles simplesmente não podiam imaginar alguma vez que iriam conseguir um gole. E então, no lugar mais improvável de todo o deserto, eles encontraram água. Foi em uma rocha. Foi numa rocha. O lugar mais improvável em que um homem poderia encontrar água, seria em uma rocha seca no meio do deserto. Mas veja você, Deus faz coisas como estas, nos lugares mais improváveis, da maneira mais incomum. É isto que sempre tivemos.
87 Eles pensam que você tem que ter uma grande denominação para se juntar a ela e deixar todos se reunirem, e ter grandes milhas ao redor e assim por diante, e conseguir a cooperação de milhares, e tudo isto assim para se ter um reavivamento. Às vezes Deus toma um pequeno velho sujeitinho que nem mesmo sabe o seu abc e bem no meio de um grupo de pessoas iletradas que dificilmente distinguem a mão direita da esquerda, Ele pode levantar um reavivamento que agitará o mundo. Ele fez isto nos tempos de João. Ele fez isto nos tempos dos profetas. Nenhum deles, que conhecemos, alguma vez teve cultura. Mas Deus pôde tomá-los e fazer algo com eles.
88 Desta rocha vieram as águas. Ele era a Rocha. E Ele ordenou que esta Rocha e — devia ser ferida. E Ele deu em abundância água pura, fresca e limpa para todos que quisessem beber. Ele salvou todos que beberam dela, um paralelo perfeito com João 3:16: “Porque Deus amou o mundo de tal maneira, que Ele deu o Seu Filho unigênito, … para que quem Nele crer não pereça, mas tenha Vida Eterna.”
89 Deus feriu aquela Rocha no Calvário. Nosso julgamento estava sobre Ele, para que Dele pudesse vir o Espírito de Vida que daria a você e a mim Vida Eterna. Este é um paralelo perfeito disto ali neste deserto.
90 Eles nunca tiveram que puxar, cavar, bombear, ou nada, apenas participar gratuitamente de Sua maneira provida. Quando… Eles não tiveram que cavar um lago; eles não tiveram que puxar com um balde; eles não tiveram que ter nenhum sarilho para obter aquilo; eles apenas tiveram que participar daquilo. E isto é tudo que há agora. Você não tem que se unir a nada; você não tem que se ajoelhar no altar e trabalhar algo, bombear isto; você não tem que repetir nenhuma palavra várias, várias vezes até que você tenha uma confusão de línguas; a única coisa que você tem que fazer é somente ser participante Dele gratuitamente, o caminho provido por Deus. Sem bombear, sem empurrar, sem nada, apenas tomar isto de graça. Você não tem que fazer nada, apenas participar disto; crer nisto é tudo que eu posso dizer sobre isso. Você nunca teve que fazer nada por isto, nunca teve que cavar por isto. Eles nunca tiveram que descer e clamar a noite toda por isto; eles apenas se tornaram participantes disto. Ela estava ferida e pronto. Isto é correto.
91 Estou olhando para um homem agora assentado aqui atrás. Eu recordo de falar sobre isso em um velho estábulo certo dia, perto de um cocho. E ele disse: “Mas eu não sou bom.”
92 Eu disse: “Eu sei que você não é.” E eu disse: “Eu também não sou.” Mas eu disse: “Você está olhando no que você é. Pare de olhar no que você é, e olhe no que Ele é.”
Ele disse: “Se eu simplesmente pudesse me livrar desses cigarros, irmão Branham, eu — eu — eu seria um cristão.”
93 Eu disse: “Não largue deles. Você está tentando ficar bom e então vir até Ele. Ele nunca veio salvar homens bons; Ele veio salvar homens perversos, que sabem que são ruins.”
Ele disse: “Bem…”
Eu disse: “Ouça, você não quer ir para o inferno, não é?”
Ele disse: “Não.”
94 Eu disse: “Bem, você não tem que ir. Ele morreu para que você não precisasse ir.”
Ele disse: “O que eu tenho que fazer?”
Eu disse: “Nada. É simples assim.”
Ele disse: “Mas se eu pudesse alguma vez…”
95 Eu disse: “Aí está você de volta àquele cigarro novamente. Pare de pensar sobre aquele cigarro. Apenas recorde: pense a respeito Dele, o que Ele fez, o que Ele é, não o que você é. Você não é bom, e você nunca foi e nunca será, mas Ele é. Ele é o Único.” E eu disse: “Agora, a única coisa que você tem que fazer, se Ele tomou o seu lugar ali embaixo, você apenas esteja desejoso em aceitar o que Ele fez. A única coisa que você tem que fazer é simplesmente aceitar isso.”
“Ora,” ele disse, “isto é simples. Eu farei isto.”
96 Eu disse: “Aqui está o riacho.” Eu o levei aqui em cima e o batizei no Nome de Jesus Cristo. Alguns de seus parentes estão assentados aqui, e eu — eu sei como — eles acharam estranho que eu fizesse aquilo. Eu sabia o que eu estava fazendo. Eu vi no homem algo que era genuíno. Eu pude ver isto ali, e eu o tomei e o batizei no Nome do Senhor Jesus. E quando fizemos aquilo, não foi muito tempo depois que eu estive — desci até à casa de seu filho. Vimos uma — uma visão de uma árvore sendo quebrada em determinado lugar, e o homem caiu, quase quebrou sua coluna, o levaram a um hospital, e naquela noite o Senhor me revelou que aquele era o fim de seus cigarros. Então no dia seguinte ele queria alguns cigarros. Eu disse: “Eu vou comprar um maço e levar para ele. Vocês apenas observem e vejam.” Seus dias de cigarro haviam terminado. Desde então ele nunca mais fumou, nunca mais os quis desde então.
97 Deus… Veja, a primeira coisa que você tem que fazer é vir àquela Fonte. Você tem que vir àquela Água, sabendo que não há nada que você possa fazer; é o que Ele fez por você. Você não tem que cavar; você não tem que bombear; você não tem que parar com isto; você não tem que parar com aquilo; a única coisa que você tem que fazer é chegar ali e beber. Isto é tudo. Se você tem sede, beba.
98 Agora, Ele era a Rocha. Deus O feriu por nós, e Ele nos deu em abundância água limpa e pura. Ele ainda o faz hoje a qualquer um que crê. Esta é Sua graça, naturalmente, para o Seu povo, nós.
99 Há algo ali como as pessoas de hoje, prontas para receber o que elas podem obter, mas não desejam mostrar nenhum trabalho em retorno. Israel estava pronto para — para beber da rocha agora. Mas não queria dar a Deus seu serviço que era devido a Ele.
100 E Ele está sempre nos dando um serviço. Você sabe, não podemos nem mesmo respirar sem Ele. Não podemos respirar sem o serviço de Deus. Isto mostra o quanto somos dependentes Dele. E não obstante, isto quase nos parte em dois se tentamos fazer — ter que fazer algo por Ele; Ele nos pede para fazer algo, ir ver alguém, ir orar por alguém, ir ajudar alguém. Isto quase nos despedaça ao fazer isto. Mas nós não queremos prestar nenhum serviço a Ele.
101 Sua reclamação foi: “Eles Me abandonaram, a Palavra, e em lugar aceitaram uma cisterna rota. Aceitaram… Eles Me abandonaram, a Fonte da Vida, a Fonte da Água da Vida, e eles desejaram e preferiram beber de uma cisterna estagnada.”
102 Pode você imaginar isto? Poderia você imaginar uma pessoa agora, estando aqui um poço artesiano o qual jorra aquela fina água da pedra calcária, diretamente do coração das rochas, ali embaixo nos leitos de areia e assim por diante, e simplesmente tão fria e boa o quanto poderia ser, e preferir beber de uma cisterna ali, cuja água havia lavado a cobertura do celeiro, das cabanas, e de todos os edifícios externos ao redor do lugar, e havia sido colocada naquela cisterna ali pela infiltração da água drenada que vem diretamente do celeiro, dos estábulos, dos cochos, e tudo drenado diretamente para a cisterna, e então querer — beber daquilo, ao invés de ir até àquele poço artesiano? Haveria algo mentalmente errado com a pessoa. Isto é correto.
103 E quando um homem ou uma mulher toma uma denominação como seu suporte, a qual permitirá cabelos cortados, uso de shorts, maquiagem, e todos outros tipos de coisas, e algum tipo de — um programinha, e todo este comportamento duvidoso, e os permite ir pelos corredores de boliche, e — e todas estas besteiras aí fora, e tolera isto, e gosta mais disto do que da velha e antiquada Palavra de Deus que corta, decepa e faz das mulheres, damas, e as toma — as faz vestir corretamente e agir de forma correta, tirando os cigarros e tabacos e os palavrões e praguejamentos e mentira e roubo para longe de você, e o mundo todo para longe de você, e te dá algo que é uma satisfação perfeita? Por que um homem ou uma mulher buscaria tal coisa como aquela como consolo? Como pode você obter consolo daquilo? Como poderia você obter um gole fresco de uma cisterna estagnada? Porque uma pessoa. . .
104 Se uma pessoa vai a uma cisterna estagnada para beber quando se tem um poço artesiano aberto, você diz: “Há algo errado com a mente daquele homem.” E se uma mulher ou um homem vai a tal lugar para encontrar conforto, há algo espiritualmente errado com aquela pessoa. Eles não querem a Palavra. Isto mostra que sua natureza continua sendo de um sapo, ou um girino, ou algo. Isto é correto. Algo daquela natureza como aquele tanque estagnado, porque estes tipos de coisas não viveriam em um poço de água fresca. Eles não podem fazer isto, é água fresca. Eles não podem fazer isto.
105 Agora, a reclamação era, eles deixaram isto. E hoje eles tem feito a mesma coisa. Agora, veja aquela mulher no poço. Bem, ela chegou até à cisterna de Jacó, e ela apanhava água ali o tempo todo, na cisterna de Jacó. Mas a cisterna de Jacó, a denominação, nós chamaríamos assim, porque ele cavou três delas, e esta ele cavou… Agora, ela tinha uma grande história. Ela disse: “Agora, nosso pai cavou este poço, Jacó; ele bebeu dele, e seu gado bebeu dele, e tudo mais; não é ele suficientemente bom?
106 Ele disse: “Porém a água que você tira dali, você sentirá sede novamente, você terá que voltar para obtê-la. Mas disse: “A água que Eu lhe dou é uma Fonte, um géiser, jorrando de dentro para fora, e você não tem que vir aqui para obtê-la, está exatamente com você.”
107 Observem, mas quando ela descobriu que uma Fonte Escriturística lhe havia falado através de um sinal escriturístico, o qual ela estava buscando, ela deixou aquele sistema denominacional de Jacó e nunca mais voltou para ele, porque ela havia encontrado a verdadeira Rocha. Vêem? Ela correu para a cidade. Ela liquidou com o pecado. Ela não tinha mais pecado. Ela não era mais uma mulher infame. Ela disse: “Venham, vejam Quem eu encontrei, um Homem o Qual me disse as coisas que tenho feito. Não é este o próprio Cristo? Ela… Aquela cisterna pode ter sido boa. Ela tinha servido o seu propósito. Agora ela estava na Fonte Verdadeira. A cisterna tinha sido boa até que a Fonte Verdadeira foi aberta. Mas quando a Fonte Verdadeira chegou, a cisterna perdeu sua força. Ela encontrou um melhor lugar onde beber. E aí está o melhor lugar. Aí está o melhor lugar, e este é em Cristo.
108 Em São João 7:37 e 38, Jesus disse no final da Festa dos Tabernáculos: “Se alguém tem sede, que venha a Mim e beba.” E todos eles estavam regozijando. Eles tinham uma pequena fonte de água vindo de debaixo do altar, e — e ali estavam todos eles bebendo dela em celebração à — à festa, e diziam: “Nossos pais beberam da rocha espiritual no deserto…” Veja, eles cavaram para si mesmos uma cisterna, bombearam uma água estagnada de algum lugar, e a fizeram jorrar sob o templo ali. E todos eles se reuniam ao redor daquela água, e bebiam, e diziam: “Anos atrás nossos pais beberam no deserto.”
Jesus disse: “Eu sou aquela Rocha que estava no deserto.”
Disseram: “Comemos o maná do céu e Deus o fazia cair.”
109 Disse: “Eu sou aquele Maná.” Aquela Fonte estava no meio deles, aquele Pão da Vida estava de pé no meio deles e mesmo assim eles não O desejavam. Eles preferiam ter suas cisternas, porque o homem havia feito isto e Deus havia enviado Aquilo. Esta é exatamente a diferença. Cavaram cisternas para si mesmos. . .
110 Ele disse: “Se alguém tem sede, que venha a Mim e beba.” Ele é aquela Fonte. E como as Escrituras têm dito: “De seu ventre fluirão rios de água viva.”
111 Oh, ele é aquele Poço Artesiano. “De seu ventre ou do seu ser interior fluirão rios de água viva.” Ele é aquela Rocha que estava em — que foi a rocha de Hagar nos tempos de problemas. Quando o seu filho estava quase morrendo, quando ela havia sido colocada para fora do arraial e estava ali fora com o pequeno Ismael, sua água de sua cisterna que ele estava carregando consigo havia acabado, e ela deitou o pequeno Ismael no chão, afastando-se a uma distância de um tiro de arco e chorou, e oh — porque ela não queria ver o seu filho morrer. E de repente o Anjo do Senhor falou, e ela encontrou o poço de Laai-Roi — o poço que estava fluindo e flui até hoje. Ele foi a Rocha do poço de Laai-Roi de Hagar ali no deserto. Estava aqui de pé na Fonte cheia do Sangue daquele dia, ali de pé no Templo…?… [Espaço vazio na fita — Ed.]… tempo de tempestade.
112 Em Zacarias capítulo 13, Ele era aquela Fonte na casa de Davi para a limpeza e para o pecado — limpeza de pecado. Ele era aquela Fonte. Em Salmos 36:9, Ele era a Fonte da Vida de Davi. Ele continua sendo aquela Fonte na casa de Davi, e Ele é o poeta… Em seu coração ali — o poeta disse:
Há uma fonte cheia de Sangue
Extraída das veias de Emanuel;
Onde os pecadores mergulham no fluxo,
Perdendo todas as suas manchas de culpa.
Ele é aquela Fonte da Vida, Fonte de Água. Ele é a Palavra de Deus
113 As pessoas nestes últimos dias O tem abandonado, a Palavra verdadeira, Água da Vida, e têm cavado para si mesmos cisternas denominacionais. E novamente, cavando, cavando. . .
114 E agora, descobrimos que eles têm cisternas rotas. E então esta cisterna está cheia de germes de incredulidade, incredulidade, jactanciosos, programas educacionais, e assim sucessivamente, que são contrários às promessas de Deus. Eles são céticos da Palavra.
115 Agora, estas cisternas que eles possuem, a Bíblia diz: estão rotas. Cisternas rota é uma cisterna com vazamento, que está vazando. O que isto faz? Está vazando para uma fossa religiosa chamada de Concílio Mundial de Igrejas. E para aí onde as cisternas rotas os estão guiando. Tudo porque eles O abandonaram. E têm — a Fonte de Água viva e fizeram estas cisternas.
116 Cavando o aprendizado e grandes sistemas de seminários, educacão, e assim por diante, este é o tipo de cisterna que eles estão cavando hoje, pois o homem tem que ter um Ph.D. ou um LL.D. ou bacharelado em artes, ou algo antes mesmo dele sair para pregar. Cisternas que estão cheias de teologias humanas, eles os levam para estas grandes escolas de aprendizagem, e ali eles injetam neles sua própria teologia feita por homens, e lhes enviam com aquilo. Que dia estamos vivendo!
117 Cisternas feitas por homens! Não perturbando o… Não é de se admirar que a coisa se tornou fétida. Oh, que coisa. É porque as pessoas estão bebendo daquilo. E quando as pessoas querem alegria hoje, o que elas fazem? As pessoas, em vez de aceitarem a alegria do Senhor, elas se voltam para o pecado para se alegrar. Pessoas que vão à igreja e alegam serem servas de Cristo, quando elas ficam realmente nervosas, elas acendem um cigarro. E quando elas — quando elas querem — um pouco de diversão, elas vestem suas roupas imorais e saem para aparar a grama e quando os homens passam, eles assobiam para elas. Elas fazem tudo para serem populares. Elas querem se parecer com as estrelas de cinema. Esta é a alegria delas, quando Jesus disse: “Eu Sou Suficiente.” A razão pela qual elas chegaram a isto, porque elas não querem beber daquela Fonte. Elas A rejeitaram. Elas não querem beber Dela. Eles se unem a algum tipo de sistema feito pelo homem, algum tipo de cisterna que está cheia de todos os tipos de coisas estagnadas que podem existir assim.
118 Ontem subimos com as crianças rio acima — ou melhor, eu creio que foi sábado de manhã. Nós descemos; Billy estava pescando em um barco. E levamos as crianças para cima (meu pequeno neto e outros, minha filha, e meu pequeno filho) e subimos o rio para — para fazer um passeio de barco. Você não pode nem mesmo fazer um passeio pelo rio por causa da sujeira, imundície, aquela gentinha ali fora no rio, semi-nua e se comportando daquela forma. Um barco passou ao nosso lado, um grupo de rapazes de doze, quatorze anos de idade, cada um com uma lata de cerveja em sua mão e um cigarro. Eles chamam isto de “diversão.” Oh, que coisa. Por quanto tempo pode este mundo durar com um sistema tal como este?
119 Então para aliviar os pensamentos de que quando morrerem eles irão para o inferno, a coisa que eles fazem, eles vão e se unem em uma dessas cisternas feitas pelo homem. Então aquele mesmo tipo de pessoa pertence àquela cisterna. Não são nada a não ser um bando de impuros, germes imundos do mundo. E eles se associam com aquilo, porque como minha velha mãe costumava dizer: “Pássaros da mesma plumagem voam juntos.” Eles não vêm àquela Fonte e são limpos daquela vida de pecados. Eles desejam viver ali fora e ainda sustentam o testemunho de que são cristãos. Por que? Eles se afastaram Dele, a Verdadeira Fonte da Alegria, Vida, Vida Perfeita, e satisfação. Esta é a razão pela qual eles fizeram isto, porque eles desejam se unir. Eles têm uma classe de pessoas que crêem naquela bobagem.
120 Aqui há não muito tempo atrás, o irmão Fred, e eu, e o irmão Tom, um punhado de nós fomos a uma — uma notável igreja batista na cidade de Tucson para ver se podíamos encontrar alguma coisinha que nos desse, talvez, uma pequena sensação de refrigério. E o ministro disse alguma coisa ou outra a respeito do povo no Egito, quando saíram, eles estavam comendo alho e outras coisas; queriam voltar novamente e comer aquilo. Disse: “Isto é algo como o povo hoje.” E nós — todos dissemos: “Amém.” Eu nunca tinha visto um grupo como aquele. Toda a igreja tirou as vistas do pregador e olhou para trás para ver quem disse aquele, “Amém.” Parecia que quase os matou de susto. Eles não sabiam o que isto era. Quando o — Davi disse: “Louvai ao Senhor com brados de júbilo. Louvai-O com harpas; louvai-O com saltérios; que tudo que tenha fôlego, louve ao Senhor, e louvai vós ao Senhor.” Deus Se regozija em Seu povo. Deixe-os — se aprenderam, dizer “Amém.” Quando tudo é dito corretamente.
121 Por que não mudar deste sistema e cisterna do mundo para o fiel sistema de Deus, que é o Poço Artesiano, Jesus Cristo? Porque você não se volta para Ele? Deus é nosso abundante fornecedor de alegria, nosso abundante fornecedor em louvor, nosso abundante fornecedor de satisfação. A tranquilidade de meus nervos vem de Deus. Quando estou esgotado, encontro satisfação em Cristo, não em um cigarro; não nas coisas do mundo; não me unindo a algum credo, mas encontrando-O, a Palavra prometida que Ele disse: “Se Eu for, voltarei novamente para vos receber.” Eu encontro minha alegria nisto. Ele é minha Alegria.
122 Eles dizem hoje que se unindo a estas coisas e fazendo o Concílio Mundial de Igrejas, que farão um melhor lugar para se viver. Na minha honesta opinião, eles farão um melhor lugar onde pecar. Isto é apenas… A coisa toda é pecado, de qualquer modo. Não para se viver nele, mas para morrer. Fazer um lugar para nos assentarmos — pecarmos, em vez de vivermos.
123 Qualquer outra coisa fora de Jesus Cristo e de Sua Palavra de Vida é uma cisterna rota. Qualquer coisa que você tenta fazer para te trazer conforto, qualquer tipo de alegria que você recebe de qualquer coisa a mais como um substituto para isso, é uma cisterna rota cheia de imundície. Ele dá a satisfação perfeita.
124 Eu me recordo aqui há uns dois verões atrás eu saí pela porta do fundo. E ali havia um jovem ali fora que me disse, disse: “Você sabe a razão pela qual você está sempre falando a respeito das mulheres assim, usando estes shorts e coisas,” ele disse: “é porque você é um velho.” Disse: “Esta é a razão.”
Eu disse: “Olha aqui. Quantos anos você tem?”
Disse: “Vinte e sete.”
125 Eu disse: “Quando era muitos anos mais novo que você, eu pregava a mesma coisa.” Eu encontrei a Fonte da satisfação; Ele é a minha Porção. Amém. Enquanto Ele suprir isto, esta é a beleza. Isto é — isto é minha — esta é minha arte, é olhar para Ele, ver Seu trabalho e ver o que Ele está fazendo. Não existe nenhuma outra fonte que conheço.
Oh! fluxo precioso
Que me faz tão branco quanto a neve;
Nenhuma outra fonte conheço,
Nada a não ser o Sangue de Jesus.
Há uma fonte cheia de Sangue
Extraída das veias de Emanuel;
Onde os pecadores mergulham no fluxo
Perdendo toda a sua mancha de culpa.
126 Estou lhe dizendo, não conheço nenhuma outra fonte a não ser aquela Fonte. Ela me limpou quando eu estava sujo. Ela continua me limpando, porque eu quero viver exatamente Nela, bebendo desta Água fresca que enche minha alma de alegria. Eu posso estar tão — alguma vez tão arrasado e sentir que dificilmente poderia — dar outra volta, não poderia ir a parte alguma, então posso me ajoelhar e colocar meu dedo em uma promessa e dizer: “Senhor Deus, Tu és minha Força; Tu és minha Satisfação; Tu és meu Tudo em Tudo.” Eu posso começar sentir algo borbulhando dentro de mim, eu saio daquilo.
127 Como passei dos cinquenta anos de idade, eu me levanto de manhã… Você sabe como é; você dificilmente pode tirar um pé da cama. Que coisa, você dificilmente pode fazer isto, e alguém na porta batendo ou Billy me dizendo que há uma emergência em algum lugar e eu tenho que ir, e eu penso: “Como poderei fazê-lo?” Tento colocar um pé para fora; eu penso: “Tu és a Fonte que preenche minha força!” Amém. “Minha força e minha ajuda vem do Senhor. Tu és meu Poço Artesiano; Tu és a minha Juventude.” “Aqueles que esperam no Senhor renovarão suas forças; voarão com asas como uma águia. Correrão e não se cansarão; andarão e não desfalecerão.”’ “Senhor Deus, este é o meu dever: ir. Fui chamado ao posto de dever,” e a primeira coisa você sabe, algo começa a borbulhar dentro de mim.
128 Outro dia ali em um pequeno lugar eu estava tendo uma reunião ali em Topeka, Kansas, ali havia um moço, um jovem pregador, um dos meus primeiros patrocinadores… Irmão Roy, assentado aqui, recorda do lugar. Neste — neste grande lugar ali, havia um — um — este ministro estava debaixo de um telhado ou um lugar na calçada, que o esmagou sob aquilo. Aquele sujeitinho ia morrer. Seu fígado estava estourado; seu baço havia saído do lugar; toneladas haviam caído sobre ele.
129 Eu estava assentado à mesa do café, conversando com minha esposa. Eu disse: “Minha esposa, você sabe que Jesus esteve aqui; você sabe o que Ele fez?” Eu disse: “Quando ele me patrocinou — eu creio nessa Palavra — ele estava patrocinando a Cristo.” Eu disse: “Isto é um truque do diabo.” Eu disse: “Se Jesus estivesse aqui, Ele iria colocar as Suas mãos santas sobre ele. Aquele rapaz ficaria bom. Não importa se o seu fígado estivesse estourado. Ele ficaria bem, porque Jesus entraria ali sabendo exatamente Quem Ele era. Ele conheceria o Seu chamado, as Escrituras estavam certas, vindicando Nele que Ele sabia Quem Ele era, e não uma – sem nenhuma sombra de dúvida. Ele colocaria Suas mãos sobre ele e diria: “Filho, seja curado, saia daí.” E eu disse: “Não existiriam demônios suficientes no inferno para matar aquele moço então.” Eu disse: “Ele ficaria bem.” Mas eu disse: “Veja você, querida, Ele era Jesus, as mãos santas de Deus.” Eu disse: “Sou um pecador; nasci através de um nascimento sexual. Meu pai e minha mãe eram ambos pecadores. E eu simplesmente não presto para nada.” E eu disse: “Mas sabe de uma coisa? Se o Senhor me desse uma visão e me enviasse ali embaixo, então aquilo seria diferente.” Eu disse: “Eu desceria até ali, colocaria minhas mãos sobre ele, ele sairia daquela cama, se Ele me desse uma visão.”
130 Então eu comecei a pensar: “Depois de tudo, se houvesse uma visão, o que era isto? Eram as mesmas mãos sujas sobre ele, o mesmo homem orando por ele, as mesmas mãos sujas.” Então eu comecei a pensar: “Eu sou o Seu representante. Então Deus não me vê. Aquele Sangue daquele Justo está ali sobre o altar; fazendo intercessões por mim. Ele é meu Suficiente; Ele é minha Oração; Ele é minha Vida.” Eu disse: “A única coisa que me faria colocar minhas mãos sobre ele com fé, é porque eu tenho fé na visão, e sem a visão, a mesma fé faria a mesma coisa. Então eu posso reconhecer que eu mesmo não sou nada, mas reconheço que Ele é meu Tudo em Tudo. Ele é a minha Vida; Ele é meu Comissionador. Nenhuma denominação me enviou; Ele me enviou. Aleluia. Eu vou em Seu Nome. Agora, eu colocarei as minhas mãos sobre ele.” Saí por ali, e coloquei as mãos sobre aquele moço, e naquela noite ele estava na reunião completamente bom. Amém. Oh, sim, Ele é aquela Fonte. “Não conheço outra fonte. Nada a não ser o Sangue de Jesus.”
131 Sou um calhorda; sou um renegado; cada um de nós o é. Mas diante de Deus nós somos perfeitos. “Sede vós perfeitos, como vosso Pai que está no céu é perfeito.” Como você pode ser? Porque Um que é Perfeito nos representa ali. Aquela Fonte está todo dia ali, fresca, não algo estagnado, mas fresca todo dia, que lava todos os meus pecados. Ele é aquela Fonte.
132 Agora concluindo eu quero dizer isto: Qualquer coisa diferente disto é cisterna rota e finalmente vazará aquilo que você coloca dentro. Se você está colocando todas as suas esperanças, todo o seu tempo, e tudo mais em uma daquelas cisternas estagnadas… Jesus disse que elas eram cisternas rotas. Deus disse que elas são rotas, e elas vazarão seja o que for que você colocar nelas. Você não pode ir adiante com elas, porque elas vazarão. Pois Ele é o único Caminho à Verdade, à Vida, e o gozo eterno e à paz eterna. Ele é o único e o único Caminho para aquilo.
133 Oh, que coisa! A inexaurívell Fonte da Vida é Jesus Cristo. Por que? E Quem é Ele? A Palavra, a mesma; a Palavra, a Vida, a Fonte, o mesmo ontem, hoje e eternamente. Para o verdadeiro crente, sua alegria suprema, sua vida suprema, e sua satisfação suprema estão em Cristo. Sem bombear, sem empurrar, sem se unir, sem fiador, apenas crendo e descansando. É isso que Ele é para os que crêem.
134 Como o pai Abraão, ele nunca puxou, ele nunca lamuriou; ele nunca se exauriu; ele tinha a Palavra. Ele estava apoiado sobre o seio do El Shadai. Quando Abraão tinha cem anos de idade Deus apareceu para ele e disse: “Eu sou o Todo Poderoso (A palavra hebraica é ‘El-Shadai,’ significando ‘O que tem seio.’), e você está velho, e suas forças acabaram, mas apenas deite sobre Meu peito e nutra sua força nesta Fonte.” Amém. Que obteve ele ao se alimentar? Um novo corpo. Ele teve um bebê com Sara, e cinquenta anos depois teve sete filhos com outra mulher.
135 Oh, El Shadai, o Velho Testamento mostra o que Ele fez, e o Novo Testamento conta o que Ele fará. Amém. No Velho Testamento. . .
136 Agora, o ar está desligado, então eu me apressarei e pararei aqui agora, em apenas um minuto. Eu gostaria de dizer isto antes de concluir. Eu tive um bom exemplo disto certa vez. Eu estava patrulhando. E muitas pessoas aqui, embaixo ao redor do Georgetown, havia uma fonte lá atrás nas colinas. Era um poço artesiano. Ele era — jogava cerca de — quatro ou cinco pés de água, simplesmente esguichando o tempo todo, e uma grande, enorme fonte ali ao redor e apenas um … Bem ao redor havia bastante deste poejo, você conhece e coisas crescendo ali, parecendo hortelã. E oh, eu simplesmente tinha sede de chegar ali (Oh que coisa.), para chegar naquela fonte! E eu deitava ao lado desta coisa e simplesmente bebia e bebia e assentava e bebia, esperava. E ano após ano eu continuava indo àquela mesma fonte, e ela nunca secava, inverno ou verão. Elas não se congelavam. Você não pode congelar um poço artesiano. Oh, não. Oh, não. Não me importa quão — quão frio esteja, ele não congelará aquilo. Isto congelaria uma cisterna, apenas uma pequena nevasca faria isso. Vêem? Mas qualquer coisa que esteja se movendo, tem Vida em si, está se movendo ao redor. E você não pode congelar um poço artesiano. Não importa quão depressivo esteja o espírito ao redor do lugar, o Poço está sempre vivo. Viva naquele Poço.
137 E eu observei ali, eu passei, e bebi ali, e oh, que coisa, simplesmente água fresca; você nunca tinha que se preocupar, “Gostaria de saber se eu chegar ali, e se ela tiver parado de correr?” Ela tinha corrido… Um velho fazendeiro me disse, disse: “Meu avô bebeu dela.” E disse: “Ela nunca diminuiu ou nada; continua sendo a mesma fonte, jorrando para o Rio Azul ali.”
138 Eu pensei: “Oh, que coisa. Que lugar bom para água.” Eu andava cerca de uma milha fora do caminho para chegar àquele lugar, porque era realmente um verdadeiro lugar para se beber. Oh, quão boa era aquela água. Oh, que coisa. Eu — eu saía daquele deserto, Arizona, e continuava pensando sobre isto. “Aquele poço maravilhoso ali embaixo. Se pudesse apenas ficar ali.”
139 Como disse Davi certa vez, “Oh, se eu pudesse beber mais uma vez daquele poço.” Se eles simplesmente chegassem ali.
140 E eu me assentei certo dia, e aconteceu uma coisinha engraçada comigo; e eu disse: “O que te faz tão feliz o tempo todo? Eu gostaria de ser tão feliz assim. Ora, eu nunca te vi triste desde que tenho vindo aqui. Não há nada triste a seu respeito.” Eu disse: “Você sempre está cheia de alegria; você está pulando e borbulhando e se portando assim. No inverno ou verão, no frio ou no calor, seja como for, você sempre está cheia de alegria. O que te faz — o que — o que é isto? É porque estou bebendo de você?”
“Não.”
Eu disse: “Bem, talvez os coelhos bebam de você, e você goste muito disto.”
“Não.”
Eu disse: “Bem, o que te faz ficar sempre borbulhando assim? O que te faz tão feliz? O que te deixa sempre cheia de alegria?” Disse: É porque aquele — os pássaros bebem de você?”
“Não.”
“Porque eu bebo de você?”
“Não.”
Eu disse: “Bem, o que te deixa tão cheia de alegria?”
141 E se aquele poço pudesse falar de volta para mim, ele diria isto: “Irmão Branham, não é porque você bebe — eu aprecio isto — e porque eu posso fornecer aos pássaros. Eu forneço para qualquer que deseja beber. A única coisa que você tem que fazer é vir aqui e beber. Mas o que me faz feliz, não sou eu borbulhando, é algo por dentro me impulsionando. É algo borbulhando em mim.”
142 E esta é a maneira que é com uma vida cheia do Espírito. Como Jesus disse: Ele estava em… Ele lhe dá fontes de água, fluindo para a Vida Eterna, artesiano, um esguicho que flui constantemente. Se o resto da igreja está em cima ou embaixo, você permanece naquela fonte. Porque você tomaria um velho sistema denominacional e uma cisterna cheia de parasitas e tudo mais e beberia ali naquela coisa estagnada, quando você foi convidado a uma Fonte, a um Poço Artesiano?
143 Eu penso como ela simplesmente foi impulsionada e fez malabarismo e — e borbulhou, e sorriu, e alegrou, e pulou e festejou. No frio, na chuva, no calor, na seca, quando todo o restante do país estava secando ela estava borbulhando exatamente como sempre o fez. Porque ela era profunda, enraizada; vindo lá debaixo das rochas.
144 Oh, deixe-me viver ao lado desse Fluxo. Tire todos seus sistemas feitos pelo homem que você deseja, todos os seus velhos poços estagnados, mas deixe-me vir a — ou cisternas estagnadas, mas deixe-me vir a esta Fonte. Deixe-me vir onde Ele está simplesmente cheio… Ele é minha Alegria; Ele é a minha Luz; Ele é meu — Ele é minha força; Ele é minha Água; Ele é minha Vida; Ele é meu Curador; Ele é meu Salvador; Ele é meu Rei. Tudo que necessito é encontrado Nele. Por que quereria eu ir para outra coisa?
145 Irmão, irmã, não quer você vir a esta Fonte nesta noite. Não quer você, se você não — nunca foi ali, não quer você receber Isto nesta noite enquanto inclinamos nossas cabeças?
146 Cisternas rotas, infiltrando, vazando, e o mundo infiltrando nela, a imundícia dos celeiros e dos outros dias. Por que não este poço no qual aquela coisa não pode permanecer ali dentro, esta grande Fonte cheia de Sangue, extraído das veias de Emanuel? Por que você não recebe isto nesta noite? Que Deus possa nos ajudar nesta noite nesta terra seca e sedenta. Como o profeta disse: “Ele é a Rocha em uma terra cansada.” Ele é aquela Fonte. Não quer você vir até Ele nesta noite em seu coração enquanto oramos?
147 Querido Pai Celestial, não existe nenhuma outra fonte, enquanto a música está tocando, “Nenhuma outra fonte eu conheço, nada a não ser o Sangue de Jesus.” Eu nasci ali; fui criado ali; eu quero viver ali, e morrer ali, e ressuscitar ali em Sua Presença. Sempre, Senhor, que eu possa estar em Sua Presença, pois não há nenhum outro que conheço, nenhum credo, nenhum amor: nenhum amor a não ser o de Cristo, nenhum credo a não ser Cristo, nenhum livro a não ser a Bíblia, nada mais, nenhuma alegria fora Dele. Tirando-o de mim (Oh, Deus.), não me importa o quanto do mundo eu possua, isto — isto continuaria ser morte. Tenho andado ao redor com minhas mãos na cabeça. Tirando-O de mim, eu estaria perdido, Senhor. Mas deixe-O estar em mim, então dezembro será tão agradável quanto maio; então não haverá nenhum lugar quente e nenhum lugar seco; mesmo a morte não terá vitória. Que possamos tê-Lo, Pai. O dê em abundância para cada crente aqui nesta noite, enquanto temos esperado neste lugar.
148 Muitos deles têm que dirigir pelas rodovias nesta noite enquanto vão para suas casas, e que este possa ser o pensamento deles: “Estou vivendo naquela Fonte; estou vivendo ali, bebendo água fresca de hora em hora.”
149 E se eles ainda não receberam isso, que eles possam recebê-Lo agora, para que então eles possam levar a Fonte consigo: “Eu irei convosco; estarei convosco até o fim do mundo.” Conceda estas coisas, Pai.
150 E agora, enquanto temos nossas cabeças inclinadas, há alguém aqui nesta noite, ou quantos gostariam de dizer: “Senhor, leva-me àquela Fonte neste instante. Eu não vim aqui somente para ouvir; eu vim aqui para encontrar algo. Eu vim aqui para Te encontrar, Senhor. Eu tenho necessidade de Ti nesta noite. Venha ao meu coração neste momento. Tu farás isto, Senhor?” Deus te abençoe. O Senhor abençoe a cada um.
151 Pai, Tu viste as mãos, mesmo levantadas e ao redor das paredes e de todos os outros lugares, do lado de fora. Tu — Tu os viste, Pai. Eu — eu oro para que Tu supras tudo aquilo de que têm necessidade. Talvez eles estavam bebendo em alguma velha cisterna, Senhor, apenas alguma água meio parada onde alguns homens cavaram uma cisterna. Ela se contaminou com todos os tipos de doutrinas estranhas, negando a Palavra. Eu oro, Deus, que nesta noite elas possam vir até Ele o Qual é aquela Fonte, aquela Fonte da Vida. Conceda isto, Pai. Eu os entrego a Ti agora no Nome de Jesus.
152 E Tu me disseste: “Se pedires alguma coisa em Meu Nome, isso será feito.” Agora, eu não pediria isto, Senhor, se eu não achasse que seria feito. Eu seria — eu estaria apenas dizendo isto num ritual de rotina. Mas eu oro por eles com sinceridade; eu oro por eles, crendo que Tu concederás o que Tu prometeste.
153 E agora, eu os levo para longe daquela cisterna nesta noite. Eu os levo para longe do lugar onde eles têm bebido, onde eles não estão satisfeitos, até esta Fonte. Eu faço isto no Nome de Jesus Cristo.
154 Eles são Teus, Senhor. Que eles possam beber de Ti, a Água viva, a Fonte de Água viva. No Nome de Jesus eu peço isto. Amém. Conceda-o, Senhor.
Oh, precioso é aquele fluxo
Que me faz branco como a neve;
Nenhuma outra fonte eu conheço,
Nada a não ser o Sangue de Jesus;
O que pode lavar o meu pecado?
Nada, a não ser o Sangue de Jesus;
O que pode me fazer são novamente?
Nada, a não ser o Sangue de Jesus.
Oh… (Jesus, cure estes, Senhor. Conceda isto, Senhor, no Nome de Jesus eu oro, Deus, que Tu o faças. Tu conheces todas as coisas.)
Nenhuma outra fonte conheço.
Oh, nada a não ser o Sangue de Jesus.
155 Pense nisto. Não conheço nenhuma outra fonte. Nada mais conheço a não ser Ele. Eu não desejo conhecer nada mais a não ser Ele. Nada a não ser o Sangue de Jesus.
Oh, precioso é o fluxo
Que me faz tão branco quanto a neve;
Nenhuma outra fonte eu conheço,
Oh, nada a não ser o Sangue de Jesus.
156 Enquanto cantamos isso novamente, vamos estreitar as mãos um do outro. Você ama um ou outro? Há alguém aqui que tem qualquer coisa contra o outro. Se houver, vá e corrija isto, por favor. Que não saiamos daqui assim. Vêem? Se você tem alguma coisa contra alguém, vá e acerte isto, neste momento. Neste momento é a sua oportunidade para ir e dizer: “Irmão, irmã, eu disse algo a seu respeito… eu pensei algo … eu não quis fazer aquilo. Me perdoe.” Esta é a maneira para fazer isto. Que possamos ter a Fonte bem no nosso meio o tempo todo. Vêem?
Nenhuma outra fonte eu conheço,
Nada a não ser o Sangue de Jesus.
Oh, precioso é o fluxo
Que me faz branco como a neve;
Oh, nenhuma outra fonte conheço,
Nada a não ser o Sangue de Jesus.
157 Oh, não é Ele maravilhoso? Nenhuma outra fonte. Nós não nos contaminaremos com outras coisas. Nós nos separamos, deixamos o mundo para trás. Nós não queremos mais os alhos do Egito e as cisternas rotas. Estamos em viagem com o Senhor Jesus, aquela Rocha ferida (Amém.), comendo o maná do alto e bebendo — comendo alimento dos Anjos e bebendo da Rocha.
Não conheço nenhuma outra fonte,
Nada a não ser o Sangue de Jesus.
158 Vamos inclinar nossas cabeças, orar para que Deus abençoe ricamente cada um de vocês; que a Sua graça e misericórdia esteja com vocês através da semana que vem, e se qualquer coisa acontecer de um de vocês escorregar para além do véu agora, apenas recordem, há somente poucas horas de sono e descanso até nos encontrarmos. Recordem que aqueles que estiverem vivos e permanecerem não impedirão àqueles que dormem, pois a Trombeta de Deus, essa última Trombeta (a sexta já tem soado) e essa última Trombeta, como o último Selo, será a vinda do Senhor; ela soará, e os mortos em Cristo ressuscitarão primeiro. Apenas descansando até aquele tempo. E se você se ferir, recorde:
Leve o Nome de Jesus contigo,
Como um escudo para cada laço;
E quando as tentações se ajuntarem ao seu redor,
Apenas respire aquele santo Nome em oração.
159 Os demônios fugirão. Apenas recordem, esperamos te encontrar no próximo domingo de manhã. Traga os enfermos e aflitos. Estarei orando por vocês. Vocês orem por mim agora. Fará você isto? Diga: “Amém.”
160 [A congregação responde, “Amém.” – Ed.] Eu orarei para que Deus te abençoe.
… Nome em oração.
Nome Precioso, (Nome Precioso,) Oh quão dócil!
Esperança da terra e alegria do céu;
Nome Precioso, Ó quão dócil!
Esperança da terra e alegria do céu.
Se inclinando ao Nome de Jesus,
Caindo prostrado a Seus pés,
Rei dos reis no céu O coroaremos,
Quando nossa jornada se completar.
Nome precioso (Nome precioso, não é isto dócil e precioso?)
Esperança da terra e alegria do céu;
Nome precioso, (Nome precioso,)… (Oh quão dócil!)
Esperança da terra e alegria do céu.
161 É sempre tão difícil vos deixar. Embora sabendo que vocês estão ardendo, mas há somente alguma coisa a respeito… Vamos só mais um destes versos, vocês farão isto? “Bendito Seja O Laço Que Une,” irmã. Quantos conhecem a velha canção? Costumávamos cantá-la anos atrás.
162 E eu estava pensando nesta noite, duas mãos das centenas que sobraram de quando costumávamos cantar este hino ao redor do tabernáculo e segurando nas mãos uns dos outros. “Bendito Seja O Laço Que Une.” Eu enterrei muitos deles bem aqui no cemitério. Eles estão esperando. Eu os verei novamente. Eu os vejo de vez em quando em uma visão quando olho além do véu; eles estão ali. Vamos inclinar nossas cabeças agora enquanto cantamos.
Bendito sejam os laços que unem
Nossos coração em amor cristão;
Lembrando do companheirismo familiar
É como aquele lá de cima.
Quando nós (Agora, vá e segure na mão de alguém) nos separamos, (Agora incline a sua cabeça.)
Isto nos dá uma dor interna;
Mas ainda estaremos unidos em coração,
E espero encontrá-los novamente.
Com nossas cabeças inclinadas, eu entrego o culto para o pastor agora, e despedirá em oração.

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading Facebook Comments ...
Loading Disqus Comments ...