ELE HAVIA DE PASSAR POR ALI
21 de Março de 1964
Denham Springs – Louisiana – E.U.A.
Tradução – GO


1 Permaneçamos de pé por alguns instantes enquanto lemos a Palavra de Deus. Eu estava pensando de toda aquela introdução, eu teria que ter uma vida real para viver aquilo, não teria eu? Este é um homem que vos ama. No Livro de São Lucas, o capítulo 19, eu quero ler apenas uma porção da Escritura, os primeiros cinco versos.
E, tendo Jesus entrado em Jericó, ia passando.
E eis que havia ali um varão chamado Zaqueu; e era este um chefe dos publicanos, e era rico.
E procurava ver quem era Jesus, e não podia, por causa da multidão, pois era de pequena estatura.
E, correndo adiante, subiu a uma figueira brava para o ver; porque havia de passar por ali.
E, quando Jesus chegou àquele lugar, olhando para cima, viu-o e disse-lhe: Zaqueu, desce depressa, porque hoje me convém pousar em tua casa.
E, apressando-se, desceu, e recebeu-o gostoso.
E, vendo todos isto, murmuravam, dizendo que entrara para ser hóspede de um homem pecador.
E, levantando-se Zaqueu, disse ao Senhor: Senhor, eis que eu dou aos pobres metade dos meus bens; e, se nalguma coisa tenho defraudado alguém, o restituo quadruplicado.
E disse-lhe Jesus: Hoje veio a salvação a esta casa, pois também este é filho de Abraão.
Porque o Filho do homem veio buscar e salvar o que se havia perdido.
Oremos.
2 Nosso Pai Celestial, estamos agradecidos a Ti, esta manhã, porque Tu ainda estás procurando por salvar os filhos de Abraão, que estão perdidos. Nós oramos, Pai Celestial, que Tu recebas nossa humilde oração e abençoes nosso ajuntamento aqui hoje. E possa ele não ser em vão, mas possa o grande Espírito Santo nos ensinar o caminho de Vida, sabendo disto, que um dia devemos nos colocar em Sua Presença, para prestarmos conta do que temos feito com esta vida. Abençoe-nos juntos agora enquanto continuamos esperando em Ti. No Nome de Jesus. Amém.
Podem se assentar.
3 Eu com certeza estou muito feliz por ter bons amigos, pessoas que crêem, e crêem nos esforços que vocês estão tentando empregar. Se eu tivesse qualquer outro objetivo, apenas para ser meramente diferente, ora, eu seria um – um real pecador. Porém meu objetivo é exaltar Jesus Cristo.
4 E alguma coisa que há em um homem, quando você uma Mensagem de Deus, você não pode se deter. Existe algo em você, pulsando. Isto continua, de alguma forma. Você não pode tornar-se mais lento, parar isto, ou iniciar isto. Isto pára e começa e diminui em você. Vêem? Ele é o Único que tem o controle.
5 Obrigado a – a estes bons irmãos por seu testemunho de nosso Senhor Jesus. Eles não estavam pensando de mim, claro que não. Eles estavam falando Dele.
6 Como eu estive lendo um pequeno artigo, aqui a não muito tempo, sobre o Sr. Moody. Dizia, Chicago ia para… o jornal ia escrever um editorial sobre ele. E eles enviaram alguém que saísse, para descobrir por que as pessoas se ajuntavam para ouvir o Sr. Moody. O editorial; o Sr. Moody é como eu mesmo, ele não teve suficiente formação para ler o – o editorial, então seu administrador teve que ler aquilo. O Sr. Moody era um sapateiro, antigamente, e fora chamado de Deus para uma mensagem da – da hora. E então o administrador estava lendo o editorial, e ele dizia, “Por que iria alguém ouvir Dwight Moody?” Dizia, “Em primeiro lugar, ele é o homem mais feio que eu já vi”. E dizia, “Ele é careca, e de longas costeletas, e assim por diante”. E dizia, “E ele – ele chora quando fala. Sua gramática é a pior que já ouvi”. Uh-huh. E, oh, ele estava apenas se comportando daquela maneira.
7 Disse, “O Sr. Moody apenas encolheu seus ombros. Ele disse, ‘Certamente que não. Eles vem para ver a Cristo’”.
8 Assim, isto é, eu penso que esta é realmente a resposta. É a Cristo que queremos ver. “Se for levantado, eu atrairei todo homem a Mim”.
9 Eu estava pensando, após visitar aqui na – na cidade, e observando que o povo, quão agradável eles tem sido, que reuniões agradáveis nós temos tido aqui nesta Escola de Denham Springs, ou auditório escolar. Eu estive pensando, o povo aqui é algo como o café. Eles são… Que coisa! Não é quantidade, mas é qualidade; uma porção numa daquelas xícaras.
10 Eu recordo minha primeira vez que eu aterrissei no aeroporto aqui. Os irmãos que vieram me apanhar estão assentados aqui. E uma garotinha Francesa ali; eu pedi um hambúrguer e uma xícara de café.
11 Eu nunca tinha bebido isto até que estava com cerca de trinta e oito anos de idade; eu devia ter sabido melhor. Mas então o Irmão Brown, eu acho que ele está aqui esta manhã, em algum lugar. Ele está assentado bem aqui. Ele gostava muito, e ele me trouxe… Eu tinha um café ministerial da manhã às sete horas, um às oito, e um às nove horas; você não podia comer tudo aquilo, assim eles coavam café. E eu tinha que bebericar, e, primeira coisa, eu comecei a tomar.
12 Assim eu perguntei a esta moça, eu lhe disse, “Eu quero um hambúrguer e uma xícara de café”. Quando eles trouxeram a xicrinha, eu pensei, “Oh, que coisa, eles são realmente sovinas com o café deles aqui”. Primeiro gole, primeira engolida que eu dei, oh, que coisa, eu tive que lutar por fôlego. Vêem?
13 Aquela pequena senhora disse, “Você deve ser um Ianque”. Ela disse, “Eu lhe prepararei uma xícara Ianque”.
14 Assim esta foi a maneira que eu achei as pessoas, talvez não a maior multidão à quem eu tenha falado, mas uma qualidade realmente genuína. Eu estou agradecido por isto, uma audiência atenciosa, alguém que assenta e presta atenção no que estamos dizendo. Eu…
15 Isto é o que eu quero fazer. Examinar o que um homem diz pela Palavra de Deus. E, se Ela não estiver correta, então não está. É tudo. Se ela for a palavra de Deus, então Deus tem que testificar de Sua Palavra, pois Ele prometeu faze-lo. Então esta é a maneira que gostamos de examinar estas coisas, para – para certificarmos.
16 Agora eu entendi, esta manhã, que este seria um café da manhã dos homens de negócios, e dos Homens de Negócios do Evangelho Completo, do qual eu sou um membro de sua assembléia. E eu acho que esta… Eles disseram que alguns deles estavam aqui. Alguns deles não saíram. Talvez, eles sejam homens de negócio, eles tem seus negócios que eles tem que atender. Eu vou lhes desculpar, de qualquer maneira, assim – então está tudo bem. Ele disse que muitos de sua gente estavam aqui, de qualquer forma, isto é muito bom.
17 Agora apenas um gracejo. Eu o tenho contado, mas talvez… Este não é um lugar para piada, naturalmente, mas isto é apenas um pouquinho de senso de humor. Quando você fala, como nós estivemos, um tempo atrás, bem, talvez tragamos as pessoas de volta a um senso de humor.
18 Eu recordo uma vez, um amigo e eu estávamos numa escola juntos. Seu nome era Wilmer Snyder. Seu irmão é um ministro Batista, e ele – ele escreve neste “Cenáculo”, uma – uma coluna no “Cenáculo”. Éramos colegas de escola juntos. E eu estudei o ministério, e ele – ele tornou-se um agente de seguro. E então ele veio para minha casa, um dia, para visitar-me. E agora pode haver alguns agentes de seguro aqui. E eu não estou dizendo nada a respeito de seguro agora. Eu espero, que não pensem errado com isto, mas você pegue a pequena idéia do que eu… como eu disse isto. Então meu irmão também é – tem o Prudencial, e ele vende o seguro Prudencial.
19 Assim uma vez eu tinha uma pequena coisinha feita por uma companhia de seguro que estou… Eu acho, não conhecendo muito, eu… eles leram errado a apólice para mim, e ela foi mal representada à mim, e eu simplesmente nunca a obtive. Eu…
20 Então, um dia, Wilmer veio ver-me, e ele disse, ele disse, “Como você está indo, Billy?”
Eu disse, “Bem”.
Disse, “Ouvi que você tem estado nas reuniões!”
Eu disse, “Sim, eu estou nas reuniões”.
21 Eu estava lhe contando sobre o que um companheiro me disse. Ele disse, “Digamos, você é um pregador. O que você está fazendo, ficando por aí com estes homens de negócios?”
Eu disse, “Eu sou um homem de negócio”.
E eles disseram, “Ah, em que negócio você está?”
Eu disse, “Negócio de seguro de vida”.
22 E, vejam, ele não entendeu. Eu jamais disse, “seguro”. Eu disse, “Seguro de Vida”. Vêem?
E então eu disse, “Seguro de Vida”.
23 Ele disse, “Oh”, disse, “Eu vejo”. Ele disse, “Qual – qual seguro você vende?”
24 Eu disse, “Eu vendo Seguro de Vida Eterna”. E eu ainda estou vendendo isto. Assim eu estaria interessa-…alguém de vocês está interessado, eu gostaria de falar-lhe sobre a apólice, logo após a reunião, se tudo estiver bem.
25 E então ele disse, ele disse, “A Vida Eterna?” Disse, “Eu não creio que haja ouvido desta companhia”.
26 Eu disse, “Oh, você nunca ouviu?” Eu disse, “Isto é bem conhecido”. E ele disse…Eu disse, “Isto é um antigo estabelecimento”.
E ele disse, ele disse, “Onde estão os escritórios centrais?”
Eu disse, “Na Glória”.
27 Wilmer me disse, ele disse, “Billy, eu pensei que ele viria e lhe venderia algum seguro”. Disse, “Eu ouvi que você não tem nenhum seguro”.
E eu disse, “Oh, sim. Eu – eu tenho seguro de vida”.
28 E ele disse, ‘Oh, eu sito muito”. Ele disse, “Eu acho, seu irmão, você o tem com ele”.
Eu disse, “Não, não exatamente com ele”.
29 Minha esposa olhou-me, como se para dizer, “Bem, você deve estar contando uma estória”. Ela sabia que eu não tinha nenhum seguro. Mas ela não o entendeu também. Eu disse, “Seguro de Vida”, não “seguro”.
Ele disse, “Qual seguro você tem, Billy?”
30 Eu disse:
Bendito seguro, Jesus é meu!
Oh, que antegozo da glória Divina.
Sou um herdeiro da salvação, comprada de Deus,
Nascido de Seu Espírito, lavado em Seu Sangue.
31 Ele disse, “Billy, isto é muito bom. Isto é muito bom”. Disse, “Eu nada tenho contra Isto, mas,” disse, “Isto não porá você aqui neste cemitério quando você tiver ido”.
32 Eu disse, “Isto me tira fora. Eu não estou preocupado em entrar”.
33 Eu não estou preocupado a respeito de entrar; isto sim, em sair. E então – então Esta é a única coisa que eu sei que o colocará de fora. Então se você estiver interessado em sair, vamos falar com você a respeito Disto.
34 Olhando sobre a audiência, esta manhã, eu não lhes segurarei a não ser um pouquinho mais. E eu tinha um texto do qual eu ia pregar, assim então eu pensei, bem, é melhor não fazer isto. Eu ia apenas ter um pequeno drama de alguma coisa, um personagem da Bíblia.
35 Eu estou pensando aqui num assunto sério. Que, enquanto estamos assentados aqui como Cristãos, eu suponho que a maioria de nós, vocês sabiam que esta pode ser a última vez que nós tomaremos café da manhã juntos? Vocês já pensaram nisto?
36 Vocês compreendem, que as poucas palavras que eu tenho que dizer aqui, Deus me fará responder por isto lá em cima no Dia do Julgamento? Vêem? E eu tenho almas aqui, não importa se este é um grupo pequeno, mas de todos os modos eu tenho. São as palavras que eu digo, bem, eu terei que responder por elas Lá em cima.
37 Assim nós podemos nunca mais tomar outro café da manhã juntos, porém eu espero que tomemos uma Ceia juntos, algum dia. Que é a última Ceia, Lá em cima com Ele, esta será a primeira Lá.
38 E então enquanto nos assentamos aqui esta manhã, e eu olho sobre estes homens aqui. Alguns deles, grandes ministros que tem estudado. E eu, aqui, apenas um – um camponês que sai, nenhuma instrução, assentado aqui com homens que são qualificados para pregar, e Doutores da Divindade. Eu me sinto muito pequeno para levantar e falar diante de homens como estes. Mas, ainda, eu – eu tenho que expressar o que eu sinto. E a enorme gratidão e amabilidade deles para me permitir levantar e fazer isto. Eu aprecio isto, irmãos, cooperando nas reuniões, e ficando juntos. Eu estou aqui para ajuda-los. Eu vou fazer tudo que posso por cada um de vocês, pela graça de Deus.
39 E então quando tudo estiver terminado, algum dia, se eu tomar café da manhã com vocês outra vez, quando tudo terminar, nós estivermos assentados num lado da mesa um do outro, aquela é a hora pela qual estou procurando. Nenhuma dúvida, mas pequenas lágrimas rolarão por nossas faces, e olharemos através da mesa e tomaremos um ao outro pela mão. Isto significará alguma coisa então. Trabalhemos enquanto é tempo para trabalhar, enquanto o sol está alto. Ele declinará após um tempo; está ficando muito baixo. Então, para pensar isto, enquanto estivermos assentados lá, segurando a mão de cada um, e chorando um pouco, então o grande Rei sairá, em todos os Seus notáveis mantos, ao longo da fila, limpará nossas lágrimas de nossos olhos, e dirá, “Está bem, meus bons e fiéis servos, entrem no gozo do Senhor, que vos tenho preparado desde a fundação do mundo”. Enquanto o sol está alto, e há luz suficiente para trabalhar, vamos trabalhar.
40 Agora este pequeno texto aqui, ele pode parecer como que ridículo, mas nós vamos falar sobre este assunto: Ele Havia De Passar Por Ali.
41 Deve ter sido um – uma noite horrível para o sujeitinho. Ele não podia dormir de forma alguma, e ele simplesmente rolava e agitava-se, toda a noite. O dia estava rompendo.
42 E todos nós sabemos o que significam aquelas noites agitadas, você não pode dormir. Você tem alguma coisa em sua mente, ou algo que coloca seus nervos agitados.
43 E este camaradinha era um homem de negócio, talvez na cidade de Jericó, o qual era algo como vocês homens de negócios e mulheres aqui, e ele – ele sem dúvida tinha um negócio prosperando. Ele estava bem com os… todos os clubes, e assim por diante, e era um – um membro da igreja, do concílio do Sinédrio, e tinha um bom sacerdote, e cria neste sacerdote.
44 E a coisa estranha sobre este caso, entretanto, é sua esposa. Nós a chamaremos Rebeca. “Ela tinha desviado no lado errado”, ele pensou, e assim fez o sacerdote. Ela estava seguindo um Homem que estava suposto ser um profeta de Nazaré, um Homem chamado Jesus. As pessoas, a classe mais pobre de pessoas, cria ser Ele um profeta, ou um Messias que fora prometido, mas isto não encaixava exatamente às qualificações do Sinédrio.
45 Estranho, as vezes Deus faz coisas fora da cor que nós pensamos que devia ser. “Esta Pessoa, veja você, nasceu”, para opinião deles, “Um nascimento ilegítimo. Sua mãe deu-Lhe à luz antes que ela e seu esposo fossem casados”.
46 Outra coisa, Ele não tinha nenhum estudo. Eles não tinham nenhum registro que ele alguma vez tivesse freqüentado escola. Ele não era um sacerdote, nem era Ele um rabi. Ele simplesmente tinha alegações, assim, de Si Próprio.
47 Como o Irmão Don afirmou esta manhã, “Estava dobrando a esquina”. Eles não reconheceram. Normalmente acontece assim. Isto vem para àquela hora da esquina.
48 Porém de alguma maneira, ou outra, sua esposa tinha sido convencida que Ele era aquele Profeta que estava por vir, e ela O tinha seguido, crido Nele.
49 E ela tinha tentado dizer a seu esposo. Porém ele estava tão preocupado com seus negócios, e com a … Ele pertencia à igreja. “Não é isto suficientemente bom?”
50 Algo igual ao jovem rico monarca, vocês sabem. Ele tinha um negócio, também. Mas ele concluiu que era um – um membro da igreja, porém ele não tinha Vida Eterna. E ele perguntou… Ele viu algo em Jesus que outro homem não tinha. E ele disse, veio à Ele e disse, “Eu…” Ele queria saber se ele… o que ele poderia fazer para obter Vida Eterna. E Jesus lhe disse que guardasse os mandamentos. Ele disse, “Eu tenho feito isto desde que eu era jovem”. Vêem, isto mostrava que ele era um – um crente, mas ele sabia que Jesus tinha algo que aqueles sacerdotes e rabis não tinham.
51 E quando um homem alguma vez entra em contato com Jesus Cristo, Ele é diferente de homem. Você nunca é o mesmo quando uma vez você O vê, se houver alguma centelha de Deus sobre você.
52 Então Rebeca tinha encontrado este Jesus. E Ele – Ele era, para ela, exatamente o cumprimento da promessa que os Judeus estavam procurando, para seu dia.
53 Assim as notícias tinham chegado que Jesus ia tomar café da manhã, ou algum tipo de jantar ou alguma coisa, em Jericó, assim que ela tinha ficado ocupada em orar por seu esposo homem de negócio.
54 Nós precisamos de mais Rebecas, por toda parte, vejam vocês. Vêem, a oração muda as coisas. Se você puser seu esposo, ou seus não salvos, diante de Deus, e então orar, Deus fará um caminho em algum lugar, pois Ele o prometeu.
55 Então isto é o que Rebeca, sendo uma crente leal e uma seguidora do Senhor Jesus, e uma pessoa bem amável ela devia ter sido, e ela tinha… interessado em sua casa.
56 E eu acho que aquilo reflete novamente, que se – se uma pessoa alguma vez encontrar a Jesus e encontra-Lo realmente em seu coração, você está interessado não somente em sua própria casa, mas na casa de Deus, em toda parte. Você está interessado, que eles O conheçam. “E conhece-Lo é Vida”. “Conhece-Lo”, vejam, não saber como ler a Palavra, ou assim. Mas, “conhece-Lo, é Vida”.
57 Assim ela tinha orado muito. E o dia veio quando Jesus estava suposto a entrar na cidade. E nenhuma dúvida exceto que, no dia anterior, ela devia ter visto se sua atitude tinha mudado em algum ponto. Assim ela disse, talvez, “Zaqueu, irá você – irá você àquele café da manhã?”
58 “Ora, certamente não. Ora, aquele grupo de pessoas! E você espera que eu… Eu possuo o melhor restaurante na cidade, e eles o tinham em Lavinski”. Eu espero que não haja um Lavinski aqui. mas de alguma maneira, “Em outro lugar, vê você. E, ora, eu tenho o melhor lugar na cidade, e eles pegaram aquele lugar lá embaixo. Ora, eles não deviam. Eles deviam vir para o meu lugar, para obterem isto, vê você”. Ele não estava indo.
59 Então ela começou a orar, desesperadamente. Assim então aquela noite, o camaradinha nem pôde descansar.
60 Vocês sabem, existe algo a respeito disto, se você realmente for desesperadamente orando a respeito de alguma coisa, Deus opera em ambos os extremos da linha vê. Ele – Ele – Ele responde.
61 Assim o companheirinho, ele deve ter ficado pensando aquela noite, “Fico por saber se eu deveria descer e – e – e ouvir aquele Homem? Agora, Rebeca diz que Ele é um profeta. Agora, nós sabemos que não temos tido nenhum profeta por centenas de anos. E eu perguntei ao sacerdote sobre isto, ele disse, ‘Nada senão uma loucura! Se houvesse ali um Profeta para surgir, não viria ele através da igreja? Esta é a maneira que ele teria que vir. Ele viria à nós Fariseus, ou Saduceus, ou nosso grupo, ou ele não seria um Profeta’”. Você sabe, aquela atitude ainda permanece. Assim eles pensam que Isto tem que vir daquela forma, ou Isto não está correto. Assim eles disseram, nenhuma dúvida, mas, neste notável tempo que… Ela creu Nele, de qualquer forma.
62 E ele tinha discutido isto com o sacerdote. O sacerdote disse, “Agora olhe aqui, aqueles dias de profetas foram a muitos, muitos anos atrás. Nós temos a lei. Nós temos tudo isto escrito. A situação está sob controle, e nós a temos em nossas mãos, e nós sabemos destas coisas”.
63 Mas então, claro, Zaqueu, não olhando para Isto, simples e absolutamente presumindo, tomando isto por achar certo. a palavra presumir é “aventurar sem autoridade”. Ora, ele – ele pensava que aquilo estava bem; desde que ele pertencesse à igreja, aquilo era tudo que ele tinha que fazer.
64 Mas então quando a noite começou a chegar, aí vem um súbito desejo em seu coração. “Talvez se esta pessoa estiver na cidade, Ela pode não estar aqui outra vez. Eu deveria ir e investigar a – a situação, ver por mim mesmo”.
65 Agora esta é uma boa idéia. Verificar você mesmo. Não vá criticar. Tome a Palavra, e examine a Palavra por ela.
66 Assim ela, Rebeca, tinha tentado, como podia uma mulher, explicar aquilo que os profetas tinham dito, e o que Moisés tinha dito, o que esta Pessoa seria, e quando Ele viria. Assim ela deve ter pensado, tentando explicar isto para ele, mas ainda o sacerdote tinha muito mais influência sobre ele do que Rebeca, sua esposa.
67 Então quando a manhã começou a romper, ora, o companheirinho estava… Rebeca, eu posso imaginar, vendo-a cotovela-lo, dizendo, “Zaqueu, você quer dizer que não quer descer?”
“Não, eu não quero ter nada a fazer com Isto”.
68 Você sabe, não seja, Reb-… Não discuta, Rebeca. Às vezes este é um bom sinal. Vejam, exatamente – exatamente quando ele está tão desencorajado, você fala sobre Isto, e tudo mais. Este é um bom sinal, algumas vezes.
69 Então, após um tempo, Rebeca agiu como se ela tivesse dormido. Somente, que ela estava orando. E ela observava Zaqueu sair da cama, bem cuidadosamente, vocês sabem, e ir aprontar-se, e pentear seu cabelo direitinho, e colocar sua melhor veste. E ela deu uma olhadela, de um olho, para ver o que ele estava fazendo. Ela soube de imediato que Deus tinha respondido a oração. Ela sabia que algo estava para acontecer. Assim Zaqueu saiu nas pontas dos dedos, não deixando que Rebeca soubesse onde ele estava indo, você sabe. E ele escapuliu, e chegou do lado de fora e olhou para trás.
70 Ela levanta a cortina, olha para fora, para vê-lo sair. Ela diz, “Obrigado, Senhor. Tudo está bem agora”. Vêem?
71 Como fez Elias, quando ele disse, “Eu vejo isto, a nuvem do tamanho da mão de um homem”. Apenas a primeira pequena evidência, alguma coisa está se preparando para acontecer.
72 Então ele sai, e ruas abaixo. Ele disse, “Agora eu acho que Ele está indo para entrar pelo portão sul, então, é melhor que vá e tome posição”. E disse, “E eu arranjarei para mim um lugar, e me colocarei lá. E quando Ele vier entrando, eu verei quão Profeta aquele cidadão é. E eu vou sair para fora e colocar meu dedo em Seu nariz, e eu vou Lhe dar meu parecer, e quando Ele vier. E eu vou Lhe dizer o que toda Sua falta de senso tem causado à minha esposa… e estas reuniões de oração e coisas. Eu estou ficando doente e cansado disto. Eu vou dizer algo sobre isto, vê, e Lhe direi. E então eu sei rabi com certeza me baterá nas costas, e dirá, ‘Zaqueu, você é um bom membro desta igreja aqui. Você realmente é um bom sujeito’”. Então ele disse, “Eu descerei lá cedo”, então ele desceu.
73 Quando ele está a cerca de um quarteirão, ou dois, do portão, encontrou que, o lugar estava aglomerado. Eles estavam pendurados nas paredes e em toda parte. De alguma forma ou outra, apesar do que Ele falava, ali havia alguém que ainda gostava de ouvi-Lo. Alguém ouviria.
74 Então ele disse, “Agora como eu O verei entrar no portão?” Vocês se lembram, a Bíblia disse que ele era de pequena estatura. E ele disse, “Eu sou muito pequeno”. Assim ele empurrou em volta, “Aqui, dá-me um lugarzinho!” Você pode dize que ele não é Cristão ainda, veja você, agindo desta maneira. Cristãos não tem aquela atitude, vêem. “Agaste-se! Você sabe quem sou eu? Eu sou Zaqueu. Eu possuo o restaurante aqui. Fique, saia do meu caminho!” Vêem? Agora, aquele não é um Cristão. Todos sabiam que ele não era. Talvez alguns deles soubessem que Rebeca estava orando.
“Bem”, eles disseram, “Bem, você fique atrás”.
75 Assim ele soube que nunca chegaria a vê-Lo, em toda aquela multidão, então ele não seria capaz de expressar seus pensamentos à Ele. Então ele pensou, “Bem, agora, o que farei? Talvez eu volte para casa e simplesmente esqueça todo o problema”.
76 Mas, vocês sabem, existe algo sobre isto, que quando você decidir que você quer vê-Lo, não há nada que vai te impedir de vê-Lo. Não me importa o que seja, você seja – você seja persistente, e como a pequena mulher Grega foi persistente para chegar a Jesus. E existe algo sobre isto, seja quando for que você intentar vê-Lo, não há nada que possa te impedir. Mas, lembre-se, quando você decidir, então o diabo fará tudo que puder para te impedir. Ele está determinado que você não vai compreende-Lo, você não vai vê-Lo. Ele atirará todo lençol preto na frente, ele pode, manter você sem vê-Lo.
77 Então lá estava sua primeira barricada, bem ali. Assim então ele começou, disse, “Bem, eu acho…”
78 E olhou lá, e lá estavam alguns de seus competidores, e, eles, ele conhecia que alguns eram do povo da igreja. Então ali ele tinha feito muitas chacota deste Jesus de Nazaré, de ser um profeta, então aqui estavam alguns de seus membros olhando para ele, bem lá embaixo no mesmo grupo. Ele simplesmente não podia ficar escondido. Ele fora identificado.
79 Agora, Zaqueu, você já está identificado, assim apenas… você sabe, se aconteceu de estar um aqui. Você já está misturado no grupo agora, assim eles já sabem quem, nós estamos aqui, então simplesmente podemos ficar familiarizados, conhecer um ao outro.
80 Assim ele disse, “Bem, isto aqui está estranho”. E ele olhou ao redor, vendo um de pé aqui. “E você sabe, além de tudo, eles estão todos por aí como você, eles – eles querem encontrar alguma coisa”.
81 Um homem sabe que ele vem de algum lugar, vindo do além; e quando ele sair, ele volta para algum lugar. E ele está sempre tentando encontrar alguma coisa para saber de onde ele veio e para onde ele vai. Há somente um que tem aquela resposta, que é Deus. Todo homem quer olhar além daquela cortina. E quando você vê qualquer coisa que… que pode lhe mostrar o que existe além da cortina, onde você tem estado, e quem você é, e para onde você está indo. Existe somente um Livro, de toda a literatura que fora escrita, aos milhões de toneladas, Este é o Livro que lhe conta quem você é, de onde você veio, e para onde você vai. Não existe nenhum outro livro que fará isto; que Bíblia! “E a Palavra é Deus”, a Bíblia disse.
82 Agora, nós observamos que este companheiro, com todos em volta, ele estava embaraçado ao encontrar que ele estava no meio das pessoas que estavam clamando, e chorando, e gritando, e agindo como se fossem loucas. Assim, mas ele… Lá estava ele assentado, identificado com eles, assim ele – ele simplesmente teve que ficar, isto era tudo que havia para isto. Agora ele disse, “Bem, se eu vim desta distância, eu igualmente devo continuar até que realmente O encontre”.
83 Agora, Zaqueu, esta é uma boa idéia. Você chegou aqui no café da manhã, assim agora vamos continuar. Vejam, todos nós estamos a esta distância.
84 Então agora nós concluímos, que, enquanto eles iam, ele disse, “Agora se eu ficar aqui, eu – eu não posso vê-Lo, porque eu sou muito pequeno. Assim, você sabe, eu acho que vou sair desta multidão, e correr para a esquina onde me posicionarei por mim mesmo, arrumarei um lugar bem sobre a – a extremidade do pavimento. E quando Ele vier por ali, então eu caminharei para fora na rua e Lhe direi o que penso Dele. Eu lhe darei um pouco do meu parecer”.
85 Então ele saiu, para longe da multidão, e desceu. Ele pensou, “Agora qual caminho que Ele irá?” Bem, ele desceu pela “Avenida Aleluia”. Este é normalmente o caminho que Ele viaja, veja você. E desceu para a “Esquina Amém”, onde ela vira ali, para descer pra o – para o lugar de comer.
86 É onde vocês vão, vocês sabem, “Avenida Aleluia” e “Esquina Amém”, e então você está pronto para comer a Palavra. Vêem? Vêem?
87 Assim ele foi para esta esquina, e permaneceu lá na esquina, disse, “Agora não há ninguém aqui. E quando eu…” Eu sei que isto parece ridículo, mas eu apenas… Ficarei um minuto. Assim então, a primeira coisa você sabe, ele desceu por esta esquina, e ele disse, “Não há ninguém aqui, então eu ficarei aqui. Quando Ele vier, eu verificarei quão Profeta Ele é. Eu caminharei para a rua, e Lhe direi algo”.
88 Assim ele estava lá, e aconteceu dele começar a pensar, “Agora só um minuto. Você sabe, se eu estava muito pequeno lá embaixo, aquela multidão provavelmente irá onde Ele for. E eu – eu não quero ninguém gritando quando eu falar com Ele. Eu quero falar à Ele de tal modo que Ele me ouça. E eles gritando ‘Amém’, e ‘Aleluia’, e ‘Glória a Deus’, ‘Hosana ao – ao Profeta que vem no Nome do Senhor’. Oh, eles jamais me ouvirão, todo aquele grupo barulhento. Assim há somente uma coisa… Então eles se aglomerarão todos ao meu redor, e então eu – eu – eu não poderei nem mesmo vê-Lo”.
89 Assim aconteceu dele olhar, de pé na esquina, e lá havia uma antiga e familiar árvore de sicômoro. Esta era uma boa árvore Indiana. Então de pé na esquina. Ele pensou, “Bem, se eu pudesse subir lá naquele galho e assentar, então eu estaria lá em cima, então eu poderia realmente Lhe falar quando Ele vier por ali”.
90 Então ele vem, corre. E ele era muito pequeno; ele não podia alcançar o galho. Então ele disse, “Bem, agora há somente uma coisa que eu posso fazer”, e lá estavam as – as latas de lixo da cidade, colocadas na esquina. Então ele pensou, “Bem, agora, se eu for lá e pegar aquela lata de lixo, e pegá-la e traze-la aqui, então eu posso alcançar o resto do caminho para dele subir à árvore. Aquilo me ajudará”.
91 Assim ele vai lá. E os lixeiros não tinham passado, ainda, aquela manhã, e estava muito pesada. Então ele era pequeno e não podia levanta-la. A única maneira para conseguir isto, era colocar seus braços ao redor dela. E ele trajava sua melhor veste. Assim, você sabe, existem sempre obstáculos quando você está tentando ver Jesus. Porém aquilo não fazia nenhuma diferença, se era boa veste ou não, ele queria ver Jesus, de qualquer forma. Então ele abraçou com a lata de lixo, assim ele pôde leva-la ali. Então ele correu, e lá ele tinha o lixo sobre ele. Bem, não faz nenhuma diferença; ele – ele queria vê-Lo, de qualquer maneira.
92 Então enquanto ele estava puxando a lata, com seus braços ao redor dela, ele ouviu alguém rindo. E ele olhou em volta, e se isto não fosse Lavinski de pé ali, seu competidor, dizendo, “Bem, você sabe! Zaqueu começou, arrumou um novo serviço de seu restaurante. Ele está trabalhando para o recolhimento do lixo”.
93 Você sabe, o diabo realmente quer ver o que ele pode fazer para atirar tudo em seu caminho, que ele pode para manter você sem ver a Jesus. Ele lhe dirá, “Eles são um grupo de santos roladores”. Eles lhe dirão, “Eles são um grupo de idiotas”. Ele dirá, “Eles são, não há nada para eles. Eles são simplesmente os pobres mais à-toa da cidade”, qualquer coisa que ele possa fazer. Mas se você estiver determinado a vê-Lo, Deus lhe preparará um caminho para você vê-Lo; simplesmente mantenha isto em sua mente. Alguma coisa acontecerá. Se aquela fome começar a romper dentro de seu coração, alguma coisa. Você O verá, de qualquer forma.
94 Assim não fazia nenhuma diferença. O velho rostinho ficou vermelho, e ele ficou embaraçado. Mas ele apenas empurrou a lata para adiante, de alguma forma, e conseguiu segura-la, e escalou a árvore. Está correto, não é isto, escalou? Vocês Sulinos sabe o que é escalar, isto é, escalar a árvore, subir na árvore. E ele subiu ali, e achou onde dois galhos vinham juntos e se encontravam no tronco da árvore, e lá se assentou.
95 Agora, aquele era um bom lugar para assentar, onde dois caminhos se encontram; o seu e o de Deus; sua idéia, e a Dele. Aquela era uma boa hora para se assentar e pensar. Seus próprios pensamentos acerca Dele; e o que Sua Palavra diz que Ele é. O que você pensa que Ele seja; e o que a Palavra diz que Ele é. O que a Mensagem da hora é, para seu pensamento; e o que a Mensagem da hora é, para Sua Palavra. Esta é a diferença. Assentar ali e pensar sobre isto por um tempo.
96 Nenhuma dúvida, Satanás ficou sobre um de seus ombros. Ele disse, “Você sabe o que? Você está num ponto muito bom, assentado aqui em cima tirando ferpas de suas mãos. E com sua melhor veste, e toda suja de lixo. E agora seu nome será publicado por toda a cidade, as caçoadas estarão todas sobre você, porque veja que coisa irrefletida você tem feito, assentado aqui”.
97 Vejam, Satanás, quando você dá uma partida, então ele tentará dizer-lhe, “Você cometeu um erro”.
98 Lá ele assentou, naquela condição! Ele disse, Bem, Rebeca disse que Ele era um Profeta. Eu Lhe darei uma provação. Eu verei se Ele é um Profeta”. Agora ele disse, “Quando Ele vier por aqui, eu me camuflarei, e Ele nunca saberá que estou aqui em cima. Primeiro, eu darei uma olhada Nele. E então quando eu O vir, então eu vou pular desta árvore, e então descerei lá e lhe direi”. Agora disse, “Agora, se Ele – se Ele for um Profeta, assim mesmo, como Rebeca disse que Ele era, Ele deve saber que eu estava nesta árvore, se for verdade. Assim eu lhe direi, eu encarregarei Dele”, assim ele puxou todas as folhas ao seu redor e disfarçou-se, todo, assim ele não poderia ser visto; e deixou uma folha, para olhar para fora, você sabe, para vê-Lo logo que Ele dobrasse a esquina.
99 E então assentado lá, pensando tudo isto. Após um tempo, ele ouviu um barulho na esquina.
100 Isto é estranho, onde quer que ele esteja, há sempre muito barulho. Você sabe, barulho é um sinal de vida. Vêem? Recordam do sumo sacerdote, quando ele se vestia e entrava no Santo dos santos, no fim de sua veste ele tinha uma romã e uma campainha, e aquele barulho no Santo dos santos era a única maneira que os serventes sabiam que ele estava vivo ou não. Isto fazia um barulho. E onde não existe nenhum barulho, então, oh, ele pode estar morto. Bem, eu acho que isto é o que acontece com nossas igrejas, hoje não há muito barulho a respeito dela, não há suficiente entusiasmo, não há algo suficiente. E assim, onde Jesus está, existe sempre um barulho.
101 Uma vez, quando Ele entrava em Jerusalém, eles estavam clamando e gritando, e, “Hosana ao Rei que vem em Nome do Senhor!”
102 E alguns destes sacerdotes que estavam por ali, disseram, “Ora, faça-os ficar quietos, calados”.
103 Ele disse, “Se eles se calarem, as pedras clamarão”. Alguma coisa tem que mover-se quando Ele está por perto. Observem. E, então, aqueles que creram Nele.
104 E então ele ouviu este barulho vindo da esquina, e gritando e prosseguindo. Então ele pensou, “Bem, Ele deve estar se aproximando”. Assim ele puxou sua folha para cima, e levantou para olhar por cima. “Agora eu O peguei todo. Nós observaremos quão Profeta Ele é”. Então quando ele estava assentado lá, com sua folha levantada, olhando; e – e em cima nesta árvore, acima de suas cabeças, onde eles passariam debaixo da árvore.
105 Então quando ele observou o primeiro homem vindo na esquina, deve ter sido o apóstolo, Pedro, pois ele era uma espécie de homem grande, forte, robusto. Eu posso vê-lo puxando a multidão para trás, dizendo, “Amigos, sinto muito. Nosso Mestre teve um grande culto na noite passada, muita virtude saiu Dele. Todos vocês entenderão. Poderiam apenas ficar ao lado de tal modo que o Mestre possa passar? Por favor façam isto”. E aqui vem Mateus, Marcos, e eles, ao longo, dizendo, “Agora nós – nós não queremos ser rudes; nós não estamos aqui para tal propósito. Porém nosso Mestre está terrivelmente cansado, e Ele não tomou Seu café da manhã, então nós – nós… Nós queremos que vocês fiquem de lado, se puderem”.
106 Havia um – um homem de pé lá, que talvez Zaqueu tenha lhe dado uma olhadela.
107 Uns poucos dias antes disto, numa das reuniões num lugar de negócio, um – um doutor tinha estado lá, e disse este sujeitinho que tinha garotinha que se achava muito enferma de uma febre, e ela não ia viver se alguma… Ele tinha feito tudo que ele podia por ela.
108 E Zaqueu, quando levantou sua folha, e olhou, ele viu este homem, com esta criança enrolada numa manta, vindo na esquina. Ele pensou, “Que coisa ridícula aquele pai faria, tentando seguir aquele – aquele assim chamado Profeta! Aqui vem ele na esquina com sua criança, e ela com febre, e exposta e este vento”.
109 Mas, você sabe, exatamente como Zaqueu, quando você realmente crê, nada existe que esconda você, você.
110 E ela queria levar aquela criança à Ele. E todas as vezes que eles faziam uma – uma esquina, ou uma mudança, ele era empurrado para trás. Mas, ele – ele era persistente, ele continuava. Finalmente, nesta esquina, a pequena mãe correu com a criança em seus braços, e ela deve ter caído, e ela disse, “Senhor, tenha misericórdia de minha criança”. E lá estava o pai da criança, chorando, também, o qual era um amigo de Zaqueu.
Ele disse, “O que mudou sua atitude?”
111 Então ele não pôde provar Quem o Homem era, ainda, Ele estava na multidão. De repente, ele vê uma mão se estender e tocar, sobre a ponta deste cobertozinho. E a garotinha ficou desembrulhada, e foi pulando rua abaixo.
“Agora deve ter havido alguma coisa para aquilo”, disse Zaqueu.
112 Finalmente, Ele vem à vista. E uma olhada Nele, Zaqueu tinha mudado sua opinião. Apenas uma olhada rápida Nele! Lá estava Ele. Ele não parecia como homem. Havia algo diferente Nele. Humilde, gentil, amável; e ainda, parecia como, se Ele falasse, o mundo viria a um fim. Ele era um caráter diferente do que ele tinha pensado. Sua atitude começou a … Toda sua formalidade começou a sair quando ele O viu. Ele vem andando pela rua. Ele pensou; sobre esta folhinha, olhando, para ver o que acontecia. E enquanto Ele andava, Ele chegou exatamente debaixo de onde ele estava.
113 E ele disse, “Você sabe, este Homem poderia ser um Profeta. Talvez Rebeca esteja certa. Ela pode ter um conhecimento maior acerca das Escrituras do que eu tive”. Assim Ele caminha adiante, com Sua cabeça baixa, caminhando ao longo, humilde, gentil, como Ele sempre foi. E os discípulos mantendo o povo fora de Seu caminho.
114 E assim que Ele chegou bem debaixo da árvore, Ele parou. Zaqueu, olhando por cima da folha, algo assim. Ele olhou para cima na árvore, disse, “Zaqueu, desça”.
115 Não somente Ele sabia que ele era – ele estava em cima na árvore, mas Ele sabia que seu nome era Zaqueu. Ele teve muito menos trabalho em descer da árvore, do que teve para subir. Ele o conheceu; o milagre foi feito sobre ele. Vêem?
116 Ele disse, “Senhor, eu estou errado. Eu estou pronto para confessar que estou errado. Se eu tenho feito alguma coisa, que está errada, eu – eu pagarei de volta. Eu darei metade de meus bens aos pobres”.
Jesus disse, “Hoje, a salvação tem vindo à sua casa”.
117 O que o mudou? Qual foi a mudança, irmão e irmã? Pensem apenas por um momento. A mudança foi, ele tinha visto Algo real.
118 Ele tinha ouvido todas as promessas que tinham sido feitas, o sacerdote falando acerca do que era, grande profeta Moisés, grande isto, aquilo, ou aquilo outro, prometendo algo grande no futuro, porém ignorando o que está sendo feito agora. Esta é a maneira do homem.
119 Ele viu algo genuíno, algo que ele podia ver, ele próprio. O milagre tinha acontecido à ele. Ele era aquele Profeta. Porque, Ele não o conhecia, nem mesmo Ele o tinha visto subir na árvore. Mas quando Ele chegou bem debaixo da árvore, Ele parou e olhou, e disse, “Zaqueu, desça. Hoje a salvação veio à sua casa”.
120 Irmãos, é a coisa real que muda a mente do homem, muda sua atitude. Às vezes isto é uma pressão, claramente, para chegar a Isto. Porém se você for se aproximar de Cristo, esta manhã, com – com o – o pensamento em seu coração, que, “Eu não serei crítico, mas eu estudarei a Escritura e verei o que ele foi”.
121 Se Ele vier à reunião, esta noite; antes de você vir, estude e veja o que Ele foi. Seja lá o que Ele foi, Ele tem que ser o mesmo hoje. Seu… Como eu falava a noite passada, se muitos de vocês estavam lá, vejam. Identifica Deus a Si Mesmo por Sua característica? Ele sempre deve permanecer daquela maneira, porque Ele é o mesmo ontem, hoje, e eternamente. Os corações dos homens são – são tão… Um – um verdadeiro homem ou mulher temente a Deus, homem de negócio, ou seja lá o que for, ele é sempre… existe algo em seu coração, se houver qualquer temor de Deus a seu respeito, para saber alguma coisa a respeito de Deus.
122 Dizer, eu jamais lhes contei o que aconteceu a Zaqueu. Ele tornou-se um membro da Associação dos Homens de Negócio do Evangelho Completo, em Jericó. Vejam, eu quero lhes contar sobre ele, primeiro, vê você. Oh, claro, ele não seria nada senão Evangelho completo, claro que não. Aquilo foi tudo que Jesus pregou. Assim ele se tornou um membro lá. E você deve ser um membro do mesmo. Agora observem.
123 Porém ele queria ver algo real. E quando ele viu algo real, ele mesmo, que estava Escrituristicamente identificado, então ele estava pronto. São as coisas reais que ajustam.
124 Apenas uma pequena estória antes de concluir. Quantos aqui são caçadores, deixem-me ver suas mãos, meus irmãos aqui? Oh, que coisa! Eu – eu sabia que eu não estava sozinho. Então eu adoro caçar, e eu sou…
125 Eu costumava ir às matas do norte, em cima em New Hampshire, é a morada dos veados de rabo branco. Como eu gosto de caça-los! E eu costumo subir todos os anos. E eu tinha um companheiro lá, chamado Bert Call, um dos melhores homens com quem já cacei.
126 E minha natureza sempre foi para as matas. E eu nasci nas matas, e eu realmente parecia que tinha surgido lá. E mesmo minha conversão jamais tirou isto de mim. Não tanto para obter a caça; mas simplesmente por estar na mata. Eu penso que Deus está lá; para vê-Lo, como Ele se move. E a natureza, como ela morre e vai abaixo, retorna outra vez, e ressurreição.
127 O sol nasce de manhã, um pequeno bebê nasceu; e então por volta das nove horas, ele vai para a escola; e por volta das dez horas terminou; as doze horas ele está em sua força; as duas horas da tarde ele está em torno de minha idade; e as cinco horas ele está com oitenta anos de idade, está morrendo. Ele se põe. Ele serviu ao propósito de Deus. Ele não está morto. Ele voltará na manhã seguinte. Isto é Deus testificando que existe uma vida, morte, sepultamento, ressurreição.
128 Ver aquelas árvores lá fora. No último outono, a seiva desceu para a raiz antes que qualquer geada ou qualquer outra coisa viesse. O que estava ela fazendo? Descendo para a sepultura. O que acontece então? Ela volta na primavera. Ela não está morta. Ela desce e deita no chão, volta. Se ela fica em cima, então o inverno a matará. Vêem? Deus, não tem nenhuma inteligência própria, envia aquilo lá para baixo. Então isto simplesmente segue o caminho providenciado por Deus. Desce, esconde no inverno, volta novamente com nova vida no próximo ano, testificando que há uma vida, morte, sepultamento, ressurreição. Em toda parte, isto é a mesma coisa; Deus, em Sua grande criação, testifica de Si Mesmo.
129 Este caçador, ele era um fino atirador, um bom atirador. Mas ele foi o homem mais cruel que eu já encontrei. Ele – ele fazia gracejo de mim o tempo todo. Ele atirava gamos novos.
130 Agora, não é errado atirar numa corça se a lei assim disser. Mas, você sabe, Abraão matou um bezerro e alimentou a Deus, então não era o – o sexo, ou o – o tamanho.
131 É a atitude. Ele atirava neles simplesmente porque isto me fazia sentir mal. E ele dizia, “Oh, você é um coração de galinha, igual àqueles outros sacerdotes”. Disse, “Billy, você seria um bom caçador se você não fosse um pregador”. E disse, “Mas você é muito coração de galinha. Esta é a maneira com aqueles pregadores”, disse, “eles são – eles são muito coração de galinha”.
E eu disse, “Bert, você é cruel”.
132 Ele tinha olhos como um camaleão, de alguma maneira. E ele disse… Ele fez, ele… Como as mulheres tentam pintar seus olhos, você sabe, em cima assim. E ele disse… E ele olhou por cima assim, e ele disse, “Você é realmente coração de galinha”. Assim ele atirava aqueles filhotinhos. E matou um, o deixou cair, e foi logo em seguida matar um outro, apenas para me fazer sentir mal. E ele disse, “Eu o afastarei daquela pregação, algum destes dias”.
E eu disse, “Oh, não, Bert. Não, não”.
133 Então um dia eu fui para lá, um outono, e estava tarde. E a estação tinha sido numa semana, e eu estava ocupado. Eu era encarregado de Caça do Estado de Indiana, e eu – eu tinha estado ocupado, e bem na estação de caça, assim tive que tirar minhas férias. Eu subi um pouco atrasado.
134 E aqueles veados de rabo branco, se eles fossem alguma vez atirados, você fala sobre Houdini sendo um artista de escape, oh, ele é um amador para eles. E assim então eles realmente ficam escondidos. E tinham sido noites de luar, neve sobre o chão de seis polegadas, bom para explorar os rastos.
135 E então Bert, quando ele vinha para acabana onde eu estava, ele dizia, “Diga, Billy, eu tenho algo bom para você este ano”.
E eu disse, “O que?”
136 Pegou em seu bolso e puxou-o para fora. Ele tinha um pequeno apito. Ele o soprava, e isto soava como um filhotinho chorando por sua mãe. Filhotinho de veado, você sabe, chorando por sua mãe.
137 Eu disse, “Bert, quão cruel você pode ser?” Eu disse, “Você quer dizer… Você não faria uma coisa desta!”
Ele disse, “Ha-ha, você pregador coração de galinha!”
138 E foi continuar caçando, aquele dia, e nós subimos para o Desfiladeiro Jefferson. E você não tinha que se preocupar com ele, ele sabia como encontrar seu caminho de volta. Então, nós escalamos até cerca de meio dia, e então nós nos separávamos e íamos um por um caminho, e o outro para outro. E então se pegássemos nosso veado, nós dependuraríamos, e – e então pegávamos nossos cavalos para pegá-lo.
139 Assim nós chegamos por volta das onze horas, nós não tínhamos visto um rasto, nem um rasto.
140 Todos os veados estavam deitados embaixo. Eles entravam no mato, e debaixo dos galhos amontoados e coisas, onde os topos das árvores, onde as toras estavam. E eles, eles estavam escondendo, ficavam longe, pois eles tinham sido atirados. Eles estavam assustados.
141 Cerca de onze horas, Bert parou, assentou-se. Havia uma pequena abertura, oh, o tamanho deste edifício, e o – o interior talvez duas vezes este tamanho, uma pequena abertura lá. E ele se assentou, e voltou para pegar, eu pensei, sua – sua garrafa térmica que ele tinha em seu casaco. Nós normalmente carregamos uma garrafa térmica e temos algum chocolate quente, e, pois ele dá estímulo a isto, você sabe, e – e então temos um sanduíche, e então nos separamos. Nós estávamos subindo em direção à barraca, então eu pensei que talvez Bert ia comer seu sanduíche. Então ele se assentou e tirou sua garrafa térmica e para… Eu pensei que ele fosse puxa-la. E eu simplesmente tinha deixado, minha espingarda encostada numa árvore, e começou após a minha.
142 Mas, o que ele estava, ele estava pegando aquele velho apitinho. Assim quando ele tirou este apitinho, ele apitou. E alguém alguma vez já ouviu um filhotinho gamo chorar, é como que lamentável, de alguma forma. E quando ele soprou aquele apito, para minha surpresa, bem do outro lado dele, uma enorme mãe corça se levantou. Agora a … Uma corça é a mãe veado, você sabe. Assim, ela levantou. Lá estavam seus grandes olhos castanhos, cada um, cuidando, aquelas grandes orelhas apontadas para cima assim. Vejam, seu filhote estava em apuros.
143 E ele apitou novamente, e ela olhou em volta. E ela caminhou diretamente para aquela clareira. Agora aquilo era anormal, qualquer um de vocês caçadores sabe disto, para um veado fazer aquilo. Ela caminhou lá fora. Eu pude ver seus grandes olhos. Ela se encontrava a mais de vinte jardas de mim. E eu pensei, “Oh, Bert, você não pode fazer isto, e matar aquela pobre preciosa mãe; ela está procurando por seu filhote, e você enganando-a assim”. E este apito tinha soprado, e ela estava… Ela saiu lá fora.
144 E o caçador levantou a alavanca em seu rifle trinta-o-seis, colocou isto embaixo, aquilo armou o cão da espingarda, você sabe, destravada.
145 E ela ouviu aquilo. E ela olhou em volta, e ela viu o caçador. Suas orelhas espreitaram para baixo. Normalmente eles teriam ido. E ela não teria ido lá para fora, em primeiro lugar, aquela hora do dia. Mas, veja você, ela era uma mãe. Havia algo nela, ela, alguma coisa genuína, alguma coisa. Ela não estava se exibindo. Ela era uma mãe. Ela nasceu uma mãe. E seu filhote estava em apuros, e aquele era o seu interesse.
146 E ele olhou para mim, com aqueles olhos de camaleão olhando, e sorriu, eu disse, “Bert, não faça isto. Não faça isto”. Ele simplesmente sorriu; virou-se com aquele rifle. Oh, que coisa!
147 Ele era um atirador infalível. E eu sabia que quando aquele alvo viesse mortalmente contra seu leal coração materno, ele explodiria imediatamente através dela. Vêem? Ela não estava a vinte jardas; grande cartucho de cento e oitenta grãos – grãos, cento e oitenta grãos, os balotes se espalhariam rapidamente, e ali ele estouraria seu coração imediatamente por ambos os lados.
148 Eu pensei, “Como pode você ser tão cruel, ao ponto de explodir o precioso coração daquela mãe, e ela procurando seu filhote? Como pode você fazer isto, Bert?” Eu estava pensando para mim mesmo. Eu vi seus braços fixos para baixo. Eu não podia olhar nisto. Eu simplesmente não podia faze-lo. Eu virei minhas costas. Eu – eu não podia ver aquilo.
149 Aquela leal e genuína mãe de pé ali. Ela não era uma hipócrita. Ela não estava apenas usando aquilo, para uma exibição. Ela era uma mãe. Este é o porque ela fazia aquilo. A morte nada significava para ela. Seu filhote estava em apuros. Ela pensava mais em seu filhote do que em sua própria vida. Deixava que os caçadores atirassem seja lá o que fosse; seu leal coração estava batendo, sua maternidade. A maternidade nela estava clamando. Seu filhote estava chorando. Havia algo dentro dela, pulsando, era real.
150 E como poderia aquele cruel caçador explodir aquele coração leal? Eu simplesmente não podia ver isto. Eu virei minha cabeça. Eu pensei, “Senhor Deus, não permita que ele o faça”. Eu estava de pé assim, eu não podia ouvir… Eu não queria ouvir o fogo da espingarda. Isto era realmente demais. Eu esperei.
151 A espingarda nunca disparava. E eu virei e olhei, e estava indo assim. Ele não pôde faze-lo.
152 Ele voltou e olhou para mim, e aqueles grandes olhos tinham mudado. Lágrimas estavam rolando em suas faces. Ele olhou para mim e seus lábios tremiam. Ele atirou a espingarda sobre o banco de neve, e me agarrou pela perna da calça. Ele disse, “Billy, eu tive o suficiente disto. Conduza-me àquele Jesus de quem você está falando”.
153 Lá sobre aquele montão de neve, eu o conduzi ao Senhor Jesus. Por que? Ele viu algo real. (Ele tinha estado em todos os tipos de igrejas). Ele viu algo que não fora simulado. Ele viu alguma coisa que era genuína.
154 Amigos, nós podemos ter normas de igreja e regulamentações de igreja, e teologias e tudo mais, porém existe um Jesus realmente genuíno. Olhemos para Ele exatamente agora enquanto nós curvamos nossas cabeças e oramos.
155 Com suas cabeças inclinadas, eu gostaria de fazer-lhes uma pergunta; seus corações curvados, também. Quantos aqui agora, você que professa Cristandade, quem não professa, se uma confissão for tudo que você tem? Mas quanto de vocês gostariam de ser tão Cristãos quanto aquela corça foi uma mãe, com algo genuíno em você, que significa mais do que sua vida ou qualquer coisa que você possua? E você diz, pode dizer isto, “Irmão Branham, eu pertenço à igreja. Eu sou um homem de negócio, mulher de negócio, ou o que mais, dona de casa. Mas, realmente, ser aquele tipo de Cristão, que eu poderia colocar o mundo inteiro de lado, suportar o criticismo ou qualquer coisa; eu – eu gostaria de ser tanto, eu gostaria de ser em meu coração um Cristão, como aquela corça foi uma mãe”.
156 Com suas cabeças inclinadas agora, e seus olhos fechados. Diante de Deus, eu lhes pergunto, no Nome de Cristo, no final da era, poderia você simplesmente levantar sua mão? Eu não posso fazer uma chamada de altar, pois não há espaço. Mas simplesmente diga, “Ore por mim, Irmão Branham, que eu seja um tipo de Cristão como aquela corça foi uma mãe”. Deus vos abençoe. Realmente existem mãos por toda parte. “Deixe-me ser tão Cristão”.
157 Agora, Zaqueu, quando você levantar sua mão, isto mostra que Ele te encontrou. Agora por que você não desce logo da árvore? Ele irá para casa contigo hoje para o jantar. Ele ficará contigo o resto de seus dias.
158 Pai Celestial, nós estamos agradecidos pelo Senhor Jesus, Sua Presença. E nós estamos cientes que existe algo aqui que fez homens e mulheres… Alguns deles tem até mesmo professado ser Cristãos, por anos. Mas havia, existe Algo presente que os motivou; ainda que eles sejam professados, mesmo como Zaqueu o era, mas uma vez o toque de Cristo, eles tem levantado suas mãos como um testemunho que Algo dentro deles lhes disse para fazer isto. Deixe-os saber agora mesmo que aquilo era Jesus. Ele havia de passar por ali, esta manhã, e Ele o tem.
159 Ali haviam, eu acho, algumas cento e cinqüenta mãos levantadas, Senhor. Eu oro que Tu visites a cada um, e dê a eles a realidade do que é ser um Cristão real. E não importa o quanto o mundo tente nos desencorajar, e quanto os outros tentem nos desencorajar, permita-nos saber que isto é uma luta para chegarmos Lá. Isto é um esforço que nós temos que empregar. Porém quando conectado com algo que seja genuíno, real, isto nos muda então. Eu oro que Tu mudes cada coração, Senhor, e faças a cada um na Presença Divina, nesta hora. Coloque o Espírito Santo em suas vidas, para serem tão Cristãos quanto a mãe corça foi uma mãe. Ela nasceu uma mãe. E possam eles nascer do Espírito de Deus, e se tornar um real seguidor de Jesus Cristo. Possam eles vir de suas árvores de sicômoro hoje. Permita-o, Senhor. Possas Tu ir para casa com cada um de nós, e lá residir conosco até o tempo em que Tu vieres para nos levar para o nosso Lar Eterno. Pois nós pedimos em Nome de Jesus. Amém.
160 Obrigado a vocês, amavelmente. O Senhor vos abençoe. Eu os mantive até tarde. Eu estava suposto a estar aqui as dez horas. São dez para as onze.
161 Eu espero que Deus tome estas poucas palavras, e nervoras e desordenadas, e lhes alimente em seus corações. Lembrem-se, existe algo genuíno a respeito de Cristo. Deus vos abençoe. Tudo bem.

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading Facebook Comments ...
Loading Disqus Comments ...