NAS ASAS DE UMA POMBA BRANCA
28 de novembro de 1965
Shreveport – Louisiana – E.U.A.
Tradução – GO


1 Inclinemos nossas cabeças:
Querido Senhor, Te damos graças nesta noite pela promessa da Vinda do Senhor Jesus, onde nos congregaremos numa grande reunião que nunca terá fim, de gozo e hinos, enquanto louvamos a Ti através das — das ininterruptas eras ainda por vir. Pedimos Tuas bênçãos para esta reunião esta noite. Pedimos Tuas bênçãos sobre este Tabernáculo, sobre seus oficiais, seus pastores, seus cooperadores, co-pastores, e todos.
2 Abençoe estes, Senhor, que têm vindo através de muitas milhas para estarem na reunião, ponha Tua mão de misericórdia sobre eles enquanto regressam a seus lares. Conceda-o, Senhor. Que possamos nos reunir muitas outras vezes neste lugar chamado a casa de Deus, para adorar. Abençoe aqueles que estão ligados nesta noite, Senhor, através da linha telefônica. Que cada pessoa que ainda não é salva encontre Jesus Cristo como seu Salvador, nesta noite; cure a todos os enfermos e aflitos. Pai, teu servo se dispõe ao serviço, no Nome de Jesus. Amém!
3 O Senhor abençoe a cada um de vocês. Estou tão feliz de estar aqui nesta noite. Eu entrei exatamente quando o irmão Ernie estava cantando a última parte de seu hino: Sobre as Asas de uma Pomba. Certamente um belo poema, certamente belo, e eu — eu sei que é muito apropriado. Assim sendo, então agora estamos muito agradecidos.
4 E para todos vocês que estão sintonizados nesta noite através da nação, eu desejaria que estivessem aqui para ver esta expectativa, expectações nas faces das pessoas enquanto elas estão reunidas no edifício nesta noite; tendo um tempo maravilhoso.
5 Queremos agradecer ao irmão Jack Moore e à irmã Moore, e o irmão Noel, irmão Bootlayer, irmão Brown, todos estes associados aqui, todo o Tabernáculo, todos os oficiais, por nos ter convidado novamente.
6 Foi uma… realmente uma… uma espécie de uma… não diria uma coincidência, foi simplesmente a mão de Deus que operou. Ali está um irmão que faz certo tempo, teve um sonho concernente ao que aqui está sucedendo, disse que eu “estava usando umas calças brancas e mocassines indígenas.” E essa foi justamente a forma em que eu estava vestido quando eu chamei o irmão Jack para esta reunião aqui, exatamente, (em Carson, Colorado) mocassines indígenas e calças brancas; Irmão Leo, se você está ouvindo, eu estava a ponto de me encontrar com você em poucos minutos. Então foi ali onde nasceu esta reunião, bem ali.
7 Agora é domingo à noite; eu sei que vocês terão que dirigir a noite toda indo para casa, alguns de vocês estarão dirigindo pela manhã. Eu tenho dois dias de direção pela frente. E então nós — nós não queremos segurar vocês por muito tempo. E eu tentei fazer isto naquelas noites de então, a noite que o irmão Brow, o irmão Jack, e todos nós, os que costumávamos orar pelos enfermos anos atrás, oraremos pelos enfermos da mesma forma que o fazíamos anteriormente.
8 Agora, vocês podem me ouvir lá atrás? Eu continuo abaixando estes microfones porque eu estou rouco.
9 E então eu queria… simplesmente uma coisinha, este pequeno incidente que aconteceu. Ora, eles estavam me contando há pouco acerca de um irmão, talvez esteja aqui esta noite, que acabava de sair do denominacionalismo; veio para Shereveport, queria ouvir sobre a Mensagem. E ele se confundiu, ele não sabia onde estava, então ele foi para o centro da cidade. Viu logo um grupo de pessoas reunidas, ele disse “É aqui onde Billy Branham vai pregar?”
10 Ele disse: “Não, é onde Billy Graham está pregando através — através de um — um filme.”
11 Ele disse: “Bem, sinto muito, eu — eu me enganei de lugar.”
12 Ele disse que ele subiu, ele disse: “Agora onde eu vou, Senhor?” Assim, continuou caminhando pela rua principal. Eu não sei qual é, há uma grande igreja lá em cima no final. Rua Texas. E ali havia uma grande cruz branca sobre uma igreja. Disse que o Senhor lhe disse, disse: “Continue caminhando.” Disse… quando ele chegou lá, lá estava… disse: “Bem, aqui deve ser onde é, há uma porção de carros estacionados ao redor.” E disse: “Uma noiva e um noivo vinham saindo da igreja.” Isso ocorreu ontem à noite, havia um casamento, eu os vi sair. “O Senhor disse: ‘agora, isso é o que é. Você está saindo do denominacionalismo para entrar na Noiva, para ir com o Noivo.’” Vêem? Vêem?
13 Eu estava comentando com minha esposa, descendo a rua, como a lua e a estrela pairavam exatamente sobre aquela cruz, enquanto nos aproximávamos a ela. Eu creio que eu olho em coisinhas como essa, talvez como que para complementar minha fé em Deus e meu ministério.
14 Eu estava pensando nesta noite, em Tucson, aconteceu de estar aquele Victor La Deaux, ele era francês… ele é um genuíno francês. Creio que lhes contei outro dia quando eu terminei de falar acerca da diferença do denominacionalismo e do real cristianismo… e um homem estava me dando… uma curta explicação sobre isso, de uma famosa denominacional igreja Pentecostal.
15 E então Danny Henry, eu creio que ele é primo de uma estrela de cinema ou algo assim, ele era um Batista; subiu à plataforma e pôs seus braços sobre mim e disse: “Irmão Branham, espero que não soe como um sacrilégio, mas isso poderia ser o capítulo 23 de Apocalípse.” E quando ele começou a dizer algo mais, ele começou a falar em línguas.
16 E isto, três pessoas francesas… uma mulher francesa (grande, uma mulher pesada, negra, de Louisiana, ela talvez esteja sentada aqui esta noite) anotou aquilo sobre um pedaço de papel, o que ele disse. Então Victor La Deaux, um ministro, anotou a mesma coisa; e eles se propuseram a comparar as notas, ou iam fazê-lo. Um homem de cabelos claros (de cabelos loiros) que estava assentado na parte de trás, e se adiantou tanto quanto pôde, veio caminhando, queria ver aquelas notas. Ele era o intérprete Francês das Nações Unidas. E todas as três notas diziam a mesma coisa.
17 E a nota dizia isto:
Porque tens escolhido este caminho difícil… Tu o tens escolhido, tu tens tomado… o tens escolhido por tua própria vontade. (Claro, nós sabemos que Moisés teve que fazer sua escolha.)
Este é o caminho preciso e correto, porque é Meu Caminho.
E que — que gloriosa decisão tens feito!… (Disse)… Por isso uma larga porção do Céu espera por ti.
E isto por si mesmo é o que fará cumprir a tremenda vitória no Amor Divino.
18 Todos os três eram o mesmo. Eu pensei que tinha isto em minha Bíblia esta noite, (eu olhei ali, mas não tenho), a cópia original disto.
19 Danny Henry não sabia… como eu mesmo, ele dificilmente conhecia um bom inglês, só francês. Se você observar ali, é como a língua francesa, eles colocam o verbo antes do advérbio. E a interpretação de todos três era exatamente igual.
20 Danny Henry, algum tempo atrás, ele fez… Danny talvez esteja ouvindo isto nesta noite. E Victor La Deaux talvez esteja, porque segundo eu entendi ele está em Tucson. E vocês, pessoas em Tucson na igreja, no tabernáculo, no Tabernáculo Tucson, onde o irmão Green é o pastor; irmão Victor La Deaux eu creio que ele está em uma reunião em uma tenda exatamente no cruzamento da avenida Park com a Autopista 80, vindo deste lado. E se você estiver ali à noite e na próxima noite enquanto ele estiver ali, vá ouvi-lo; e Danny talvez esteja com ele. E pode ser que eles estejam ouvindo no tabernáculo nesta noite, eu não sei.
21 Danny foi a Jerusalém exatamente depois daquilo, e disse que ele estava repousando ali na tumba sobre a beira… Junto a pedra onde Jesus foi colocado, um corpo antes de Sua ressurreição. E disse, que nesse momento eu vim subitamente a seu pensamento; e disse que ele saiu correndo, começou a chorar e saiu para o lado de fora. E ele foi dirigido… Ele é um homem que faz coisas de pedras; túmulos de pedra, eu quero dizer. Assim se dirigiu ao lugar onde eles dizem que a cruz foi cravada, ele simplesmente escapoliu… e quebrou um pedaço daquela pedra, aproximadamente de uma polegada quadrada, a pôs no bolso e sentiu de trazê-la consigo.
22 Quando o fez, algo lhe disse: “Faça ao irmão Branham um par de abotoaduras disso.” Então ele colocou aquilo em ácido, e o calor mudou a cor natural da pedra a uma cor vermelha. E fez as abotoaduras da pedra.
23 E quando ele as deu a mim, ele não havia notado, porém no meio de cada uma das abotoaduras, corria uma linha reta e estreita. As estou usando nesta noite, para orar pelos enfermos. Vê, uma — uma cor avermelhada como de sangue derramado, com a linha estreita e reta no meio delas. Exatamente como disse sua profecia: “O caminho reto e estreito.” O vê? Eu o mostrei.
24 Danny, se você está ouvindo, você ou o irmão La Deaux, qualquer um dos dois, esta noite será uma dessas noites antiquadas em que oraremos pelos enfermos. E eu me alegro em caminhar por esse caminho estreito e reto, o caminho do Evangelho, o caminho da Palavra, com nosso Senhor Jesus Cristo.
25 Deus abençoe a todos. Agora, é bom falar com vocês, eu simplesmente falaria por bastante tempo e eu os terei aqui por muito tempo. Billy disse que há entre 300 a 400 pessoas enfermas para receberem oração, então eu simplesmente terei que me apressar com nossa mensagem o máximo, e então orar pelo enfermo.
26 Agora, para as pessoas que estão no Arizona, no próximo sábado à noite, estaremos em (nunca consigo lembrar o nome daquela cidade) Yuma, Arizona, no banquete. Então, na Califórnia seguiremos diretamente para Los Angeles no domingo de manhã e para os lugares que foram anunciados ali.
27 Nesta noite, quero tirar um texto da Escritura.
28 Por falar nisto, hoje eu estava assentado numa cafeteria, a cafeteria “Morrison”; o irmão Jack, sua esposa, minha esposa e eu. Fomos até a cafeteria Morrison para passarmos um pouquinho de tempo juntos, não temos saído, as mulheres nunca estão juntas. E ali havia um jovem companheiro que se aproximou de mim, seu nome era Green, era o pai do irmão Pearry Green. E disse: “Irmão Branham, você estava falando a respeito de um ‘prendedor de páginas’ outra noite.” Que é realmente um… o que é isto? Um fixador de páginas. Ele disse: “Você está querendo dizer ‘um fixador de páginas,’” disse: “Eu te arrumo um fixador de páginas.’” E ele me deu.
29 Agora, este é um “prendedor de páginas”, senhoras, e não funciona no cabelo. Um “prendedor de páginas”, ele disse — disse que ele o havia usado por anos, para segurar as páginas de sua Bíblia. Então ele disse, “eu lhe darei um genuíno ‘prendedor de páginas.’” Então, Irmão Green, se você estiver aqui em algum lugar ou ouvindo a isto, é execelente, ele realmente segura.
30 Agora vamos voltar imediatamente às Escrituras. E quero que abram comigo agora no Salmo 55, e então em Mateus capítulo 3 também. E meu assunto nesta noite foi o tema do irmão Ernie : Nas Asas de Uma Pomba Branca como a Neve. Agora, eu não poderei me referir a todas as anotações e Escrituras que tenho aqui, então eu simplesmente vou saltar algumas delas, porque eu prometi a mensagem.
31 O Senhor permitindo, no próximo sábado à noite em Yuma, quero pregar sobre: As condições para o Rapto se o Senhor permitir.
32 No Salmo 53… me perdoem, Salmo 55:
Inclina… (desculpem. 55 sim, senhor) Inclina, ó Deus, os teus ouvidos à minha oração;… não te escondas da minha súplica.
Atende-me, e ouve-me; lamento-me e rujo;
Por causa do clamor do inimigo e da opressão do ímpio; pois lançam sobre mim iniquidade, e com furor me aborrecem.
O meu coração está dorido dentro de mim, e terrores da morte sobre mim caíram.
Temor e tremor me sobrevêm, e o horror me cobriu.
Pelo que disse: Ah! Quem me dera asas como de pomba! voaria, e estaria em descanso.
Eis que fugiria para longe, e pernoitaria no deserto. Selá. (Selá significa amém)
33 Davi, um amante do deserto, quando se sentia oprimido e as pessoas não criam nele, e seus inimigos se lançavam sobre ele, disse: “Se tivesse as asas de uma pomba, voaria ao deserto e ali permaneceria.” Quantas vezes eu tenho pensado a mesma coisa! Se pudesse tomar o rifle da parede, a tralha de campo, sair para o mato e nunca mais regressar. Tenho pedido ao Senhor se eu vivesse para ver o dia… eu não quero nenhum serviço funeral, e tenho dito: “Se pudesse sair para o mato em algum lugar, e recostar a minha ‘Loirinha’ numa árvore,…”
34 Me desculpem, esta é o meu rifle, eu — eu — eu disse isso por causa de minha mulher que está assentada ali. Você sabe, aquele rifle um irmão aqui me deu há anos atrás, matei cinquenta e cinco cervos com ele, sem errar um tiro, alguns deles estavam a setecentas a oitocentas jardas. Eu o chamo de ‘Loirinha’ porque minha esposa é morena, então ela diz que eu penso mais no rifle do que nela. Mas. . .
35 Então, eu — eu gostaria de recostá-lo em uma árvore, e dizer: “Senhor, deixe José encontrá-lo um dia.” Gostaria de tomar as asas de uma pomba e voar para longe.
36 Porém da mesma forma certa vez quando eu estava na montanha observando a uma águia, e a vi voando (vocês conhecem a história), eu disse: “É bom estar aqui, Senhor; como Pedro disse: ‘Poderíamos edificar três tabernáculos.’ Mas lá embaixo no pé da montanha, os enfermos e aflitos estão esperando, os perdidos e moribundos estão esperando.” Então façamos o que pudermos fazer enquanto é dia, e algum dia haverá uma… as asas de uma Águia branca baixarão, e Ele nos levará para longe.
37 Agora em Mateus 3:16, eu gostaria de ler o 16 e 17:
E, sendo Jesus batizado, saiu logo da água, e eis que se lhe abriram os céus, e viu o Espírito de Deus descendo como pomba e vindo sobre ele.
E eis que uma voz dos céus dizia: Este é o meu Filho amado, em quem me comprazo. (Em outras palavras, “em quem me agrada habitar”)
38 Agora gostaríamos de falar alguns minutos a respeito desta ave. A pomba tem sido sempre uma de minhas aves favoritas. E falando da pomba, a pomba é realmente… e a pomba doméstica é a mesma ave. A pomba é uma ave doméstica. São da mesma família. Eu examinei e são da mesma família. O pombo e a pomba, são da mesma família. Os hábitos dessas aves são extraordinários.
39 Eu preguei aqui, alguns anos atrás, numa reunião numa tenda aqui com o irmão Moore, acerca do tema: A Pomba e o Cordeiro. Suponho que vocês recordam disto; e como a pomba é a ave mais limpa que temos, e o cordeiro é o mais manso dos animais que temos. Ambos são a ave e o animal de sacrifício.
40 Quão belo está tipificado aqui Jesus sendo o Cordeiro, e Deus sendo a Pomba. E a pomba não haveria pousado sobre um lobo, porque a natureza deste não é correta. Ele não pousaria sobre um cachorro. Sua natureza não é correta. Tinha que ser sobre o cordeiro; Suas naturezas tinha que ser a mesma. E essa é a forma que deve ser conosco, nossa natureza tem que mudar do pecador temperamental à mansidão do cordeiro.
41 E você observou que a Pomba dirigiu o Cordeiro? E observem, o Cordeiro rendeu tudo que tinha à Pomba. E vejam para onde O dirigiu a Pomba: à crucificação por todos nossos pecados.
42 Agora, a Pomba de… Deus quis representar a Seu Filho, Ele foi representado através do animal mais manso e limpo da terra, uma criatura terrena; mas quando Deus representou a Si mesmo nos céus, foi através da ave mais mansa e limpa que há nos céus, a pomba.
43 Agora, há diferentes variedades ou classes de pombas. Geralmente a rola é de uma cor acinzentada. Há uma pomba da manhã e uma pomba noturna. Há outra que se conhece como a sonora, é pequenina e cinza com franjas vermelhas em suas asas. Há muitos tipos de pomba doméstica, elas variam em cores. Então o mesmo é com os pombos.
44 Agora, a pomba é constituída de uma forma rara, porque em seus hábitos ela não pode comer nada que seja impuro; ela simplesmente não poderia fazê-lo, pois ela não foi constituída para isto.
45 Agora, eu sempre tenho falado que a pomba é um símbolo de Deus, e o corvo sendo o símbolo do hipócrita. Um corvo pode parar sobre um corpo morto e corrompido e comer dele todo o dia e logo levantar vôo e ir ao campo de trigo e comer do grão junto com a pomba. A pomba pode comer trigo, mas não comerá um corpo podre. Vêem? Ela simplesmente não pode fazê-lo, não tem estômago para isso. E eu me pergunto por que não pode fazê-lo; ambas são aves, são ambos pássaros. Mas, por que? É a estrutura delas.
46 E assim é com um genuíno cristão. Um… apenas um Cristão denominacional pode engolir qualquer coisa, mas um genuíno cristão nascido de novo não pode tomar as coisas do mundo. Sua constituição é diferente.
47 Descobri que a pomba não tem nenhum fel. Não existe fel na pomba porque não necessita dele.
48 Assim é com um genuíno cristão, não necessita de nenhuma amargura, vêem, porque ele só pode comer o alimento de Deus. E não necessita de amargura para dissolver isso; toma amor, veja, então ele… para dissolver o alimento. A amargura: “Ó” eles dizem, “bem…” Eles diferem com Isto. Mas o amor sempre recebe Isto, a Palavra de Deus.
49 Agora, ela não tem fel, portanto ela não poderia… é simplesmente contra si próprio comer qualquer coisa ruim. E se ela o fizesse, aquilo a mataria. Mas não há nenhum perigo, ela não o comerá; (Oh — oh), porque não tem apetite para aquilo.
50 Assim é um genuíno cristão. Sabia você que a um genuíno cristão Deus não lhe imputa pecado? Davi disse: “Bem-aventurado é o homem a quem Deus não lhe imputa pecado.” Quando você é lavado no Sangue do Cordeiro (não por manufatura de um crente, porém realmente no — no Sangue do Cordeiro), Deus não imputa pecado a você em nada que haja feito, porque você está sob o Sangue e Ele não o vê. Há um sacrifício de Sangue; e a única forma em que Ele pode ver você, é da forma que viu a você antes da fundação do mundo quando Ele pôs seu nome no Livro da Vida do Cordeiro. Isso é tudo que Ele pode ver, porque você tem sido redimido de tudo que você tem feito, você tem sido lavado no Sangue do Cordeiro. Portanto não há fel em você, não há hábitos impuros em você, porque o Sangue do Cordeiro tem feito isto; e Deus não pode lhe imputar pecado uma vez que você tem uma oferta pelo pecado esperando por você ali.
51 “Bem,” você diz: “isso me dá muita liberdade então, irmão Branham, eu posso fazer o que quiser.” Eu sempre faço; sempre. Mas quando um homem pode ver claramente o que Jesus tem feito por ele, e volta atrás a fazer algo contrário a Ele, demonstra que nunca recebeu a Cristo.
52 Eu tenho a minha esposa assentada ali atrás. É dez anos mais nova que eu, e está tão grisalha quanto eu. A razão disto é porque ela tem permanecido entre mim e — e o mundo exterior. Se eu fosse ao estrangeiro, e eu… que família seria esta para se viver nela, se eu reunisse a minha família ao meu redor e dissesse: “Olhe aqui, senhora Branham, você tem que saber que você é a senhora William Branham. Você não terá nenhum outro marido enquanto eu estiver fora. Não vá olhar para nenhum outro homem,” e todas estas coisas. “Não vá flertar de modo algum. Se o fizer, quando eu voltar vou me divorciar de você.”
53 E ela virasse e me dissesse: “Agora, meu bom homem, eu também quero lhe dizer uma coisa. Você não sairá com nenhuma outra mulher enquanto estiver fora. Você não fará isto e aquilo. Se você o fizer, simplesmente considere-se divorciado quando voltar para casa.
54 Agora, seria essa uma família maravilhosa? Vêem? Não! Se eu realmente a amo… Embora creia que se eu realmente cometesse algum erro, e escorregasse e fizesse algo errado, eu creio que ela me perdoaria por isso, porque ela me ama. E se ela o fizesse, eu creio que eu a perdoaria por isso; certamente, porque eu a amo. Mas se eu realmente a amo assim, desde que eu a ame dessa forma ela não terá porque se preocupar. Embora me perdoasse, eu não a magoaria por nada. Eu — eu — eu me sentiria o sujeito mais culpado do mundo, eu não poderia esperar pela hora de dizer sobre o que eu havia feito, porque a amo. Bem, isto… Se eu a amo com amor phileo assim, quanto maior seria meu amor ágape a Cristo Jesus?
55 Se eu fumasse um cigarro, ainda que nunca o tenha feito em minha vida; porém imaginemos que eu o fizesse. Ele poderia me perdoar por isto, eu creio que Ele assim o faria. Se tomasse alguma bebida, nunca o fiz em minha vida, mas eu creio que Ele me perdoaria por isto. E eu O amo tanto, (Deus, me ajude) não quero fazer nada disso; vejam, porque eu O amo. Isso saiu de mim, porque quando Ele me transformou de um corvo a uma pomba, a coisa mudou, meus apetites e coisas me deixaram; então o pecado não me é imputado porque não é minha intenção fazê-lo, não está em mim fazê-lo.
56 Agora outra coisa interessante sobre essa pomba. É uma ave estranha. Tem visto vocês todos os pássaros…
57 Um de meus pássaros favoritos é o pintarroxo. Agora, vocês rapazes deixem de atirar em meus pintarroxos, veja, porque eu não quero que vocês o façam. Meu pintarroxo, sabem vocês, como adquiriu seu peito avermelhado? Vocês sabem, um dia havia um Homem morrendo na cruz, ninguém se dispunha a ajudá-Lo, Deus havia abandonado o Homem, e Ele estava morrendo. Tinha cravos em Suas mãos, Seus pés e Seu lado sangravam, tinha uma coroa de espinhos sobre Sua cabeça, e o sangue corria por Seu rosto. E um passarinho passou por ali, um pequenino, pássaro marrom. E Ele olhou para aquilo, era… viu que era o quadro mais triste que ele já havia visto. E ele sabia que ele era apenas um passarinho, porém observou aqueles grandes cruéis cravos romanos cravando Suas mãos, e voou até ali e com seu biquinho tentou tirar os cravos. Ele ficou com todo seu peito banhado de sangue, e desde então ele tem sido vermelho. Eu quero meu peito protegido com Seu sangue, também, protegendo-me quando eu for a Seu encontro. Eu gosto do pequeno pintarroxo.
58 Mas, você sabe, o pequeno pintarroxo necessita tomar um banho; porém, você sabe, a pomba não tem que fazê-lo; não. Ela tem uma espécie de azeite dentro dela que a unta e a limpa de dentro para fora. Você sabia disso? A pomba tem! A pomba se unta. Você já apanhou uma, já sentiu o cheiro dela, uma pomba ou algo? Este é o óleo produzido dentro dela. Seu corpo tem uma glândula que produz óleo que mantém sempre sua plumagem limpa por fora porque sua limpeza é de dentro para fora. Isso é correto. É uma pequena ave maravilhosa.
59 Agora, eu sei que vocês podem caçá-las aqui, eu acho, em Louisiana. Não façam isto! Oh, eu não faria tal coisa. Eu acho que se eu estivesse com fome, estaria correto, mas eu — eu simplesmente não conseguiria puxar o gatilho em uma se eu tivesse que fazê-lo.
60 Existe… Uma pomba tem tido grandemente a ver com nossa família. Um dia quando minha avó… Ela veio aqui de cima de Kentucky, lá da reserva dos Cherokee. Ela estava morrendo, uma pequena mulher e ela estava… Eles tinham… Eu acho que eles tinham escrófula ou algo, ela estava morrendo. E o vovô se ajoelhou ao lado da cama; enquanto mamãe, a tia Bertie, tia Howlie e todos eles se ajoelharam também ao redor da cama; Tio Charlie, (era pequenino, um garoto de quatro anos) o bebê; mamãe, a mais velha, tinha cerca de doze anos de idade. E ela havia penteado o seu cabelo negro na cama, e ela começou a cantar, “Rocha das Eras, se fenda para mim, permita-me refugiar-me em Ti”, quando ela estava morrendo. O vovô, naquela época, não era cristão. Eu o batizei aos 87 anos no Nome do Senhor Jesus Cristo às margens do rio onde o Anjo do Senhor me apareceu.
61 Enquanto ela cantava esta canção, com suas débeis mãos levantadas, uma pomba voou pela porta; deu a volta, pousou na cabeceira da cama e começou a arrulhar. Deus tomou sua alma.
62 Eu fui a Londres, Inglaterra com o irmão Jack e o irmão Gordon Lindsay, e ali havia uma mulher chamada Florence Naghtingale (diz ser, eu acho, bisneta ou algo da recém falecida Florence Naghtingale) que havia me escrito muitas cartas. Ela estava lá na África do Sul, morrendo com um câncer. E ela tinha uma fotografia; vocês a têm visto no livro. Na minha vida eu nunca havia visto um mortal naquela condição. O irmão Jack, eu creio, estava comigo naquele dia. Fomos à casa de um ministro, na reitoria, bem atrás da igreja onde eles a haviam trazido.
63 Enquanto ainda estávamos lá no… onde os aviões descem, eles nos comunicaram, e ela estava em uma ambulância ali então; eles haviam voado da — lá de baixo da África do Sul, sabendo que eu estava indo para a Inglaterra naquela data. O ministro a levou para a reitoria, então nós voltamos e oramos por ela.
64 Tenho visto uma quantidade de pessoas enfermas, mas seus bracinhos não pareciam ter nem mesmo uma polegada de espessura, você poderia ver onde seu — seu crânio se unia. E ela… seus membros bem aqui em cima ao redor do quadril não era mais que isso, cerca de duas polegadas, só o osso. E ela não podia levantar suas mãos, ela estava muito fraca para levantar suas mãos. E ela estava tentando dizer algo, e eu não conseguia compreendê-la. E quando finalmente consegui ouvir o que dizia, creio que por meio de uma enfermeira, ela disse: “Irmão Branham, ore para que Deus me permita morrer.” Ela não podia… não queria viver. E eu notei, que lágrimas corriam por um lado daqueles ossos em sua face. Eu não sei de onde tirou as lágrimas de seu choro, eu não sei; porque suas veias estavam em colapso, e ela estava em terrível condição. Havendo sido chamado para orar pelos enfermos, não podia orar para que ela morresse. Mas parecia que ela simplesmente não conseguia morrer, ela estava apenas protelando.
65 Eu me ajoelhei junto ao seu pastor, no quarto para orar. E quando me ajoelhei para orar, uma pequena pomba voou pela janela; começou a arrulhar. Quando terminei de orar, pensei que era alguma pomba doméstica de algum lugar por ali. Do lado de fora havia um nevoeiro, como ocorre na Inglaterra, nas Ilhas Britânicas. E esta pombinha cessou de arrulhar e saiu voando. Me aproximei, e pus minhas mãos sobre ela e pronunciei o Nome do Senhor. E hoje essa mesma mulher é uma enorme mulher forte e sadia, nas asas de uma Pomba.
66 Ela se mantém limpa desde o interior. O Cristão faz o mesmo, se limpa de dentro para fora. Isso mantém a malícia… Ele não precisa de nenhum fel para digerir alguma coisa, porque ele não come aquilo. Vêem? Ele se limpa de dentro para fora.
67 Agora, observamos que esta ave… Muitas coisas eu tenho anotado aqui, mas o relógio continua se movendo. Esta ave também foi usada no Velho Testamento para o sacrifício, e para o pacto e para a purificação. Vamos apenas nos referir aqui a uma de Gênesis 15:9. Vamos pensar neste versículo só por um momento. Agora, Abraão estava… Perguntou a Deus aqui, como Ele faria isto. E Deus levou Sua Palavra de volta a Abraão, e Ele o fez de uma forma estranha. Comecemos por volta de… Vamos começar no primeiro versículo, eu não gosto de me apressar nisto.
Depois destas coisas a palavra do Senhor veio a Abraão numa visão… (Veja, Abraão era um profeta, então ele via visões) …dizendo: Não temas Abraão. Eu sou teu escudo e… grande… recompensa. (Jeová-nissi, vêem?).
Então disse Abraão,… disse: Senhor Deus,… (observe o S. maiúsculo, “Senhor Deus.” Elohim! Vêem?)… Senhor Deus,… (na visão)… que me hás de dar, pois ardo sem filhos e o mordomo de minha casa é o damasceno Eliezer?
Disse mais Abraão: Eis que me não tens dado semente, e eis que um nascido na minha casa será o meu herdeiro.
E eis que veio a palavra do Senhor a ele, dizendo: este não será o teu herdeiro;… (realmente havia lhe feito uma promessa, você sabe. Não… veja, bem ali então Abraão poderia ter falhado, porém a promessa é incondicional; o pacto, incondicional)… mas aquela que de tuas entranhas sair, esse será o teu herdeiro. (E ele estava com cem anos agora)
Então o levou fora, e disse: olha agora para os céus, e conta as estrelas, se as pode contar. E disse-lhe: Assim será a tua semente. (um homem sem filho e agora com 100 anos de idade)
E creu ele no Senhor, e foi-lhe imputado isto por justiça.
Disse-lhe mais: eu sou o Senhor, que te tirei de Ur dos Caldeus, para dar-te a ti esta terra, para a herdares.
E disse ele: Senhor… ou Senhor… como saberei que hei de herdá-la?
68 Agora ouçam isto:
E disse-lhe: Toma-me uma bezerra de três anos, e uma cabra de três anos,… (observe os três agora, “três anos de idade”)… e um cordeiro de três anos, uma rola. (Ambos da mesma espécie, ambos da mesma coisa. Veja, foi usado em um sacrifício pois estava prefigurando Jesus)
69 O pacto foi feito… Vocês sabem, como os abriu pelo meio, e como isto…
70 Nos velhos tempos, quando eles tomavam… faziam um pacto, eles pegavam e escreviam o — o pacto. E matavam um animal, e o separavam no meio, rasgavam o pacto em dois e cada pessoa tomava uma parte…
71 Como faziam os chineses que tinham lavanderias. O chinês aqui, não sabia escrever em inglês, então ele escrevia ali e rasgava o pedaço de papel e te entregava uma parte. E você — vocês recordam quando eles costumavam fazer aquilo nas lavanderias chinesas. E você… seu — os dois pedaços tinham que se igualar, ao pegar suas roupas. Veja, você não podia enganá-lo, porque ele tinha a outra parte daquilo. Você podia recopiar o seu nome, mas não podia rasgar novamente aquele papel. Vêem? Então, ele tinha… tinha que ser o mesmo pedaço de papel.
72 Assim faziam tempo atrás nos dias orientais, há muito… ou há muito tempo atrás nos dias do Velho Oeste. Eles matavam um animal, separavam no meio, partiam a pele de cabra, um tomava uma… E quando o pacto era confirmado, eles traziam ambos os pedaços e os ajuntavam e deviam se encaixar corretamente.
73 Agora, o que Deus está mostrando nisto, nestes sacrifícios, está falando de Cristo, de como Deus tomou a Jesus no Calvário e o fez pedaços, e recebeu o corpo no Céu e enviou o Espírito sobre nós, sendo que o mesmo Espírito que morava Nele tem que estar em você para que possa coincidir com o Corpo, para ser a Noiva no tempo do fim. Vêem? Vêem? Isto é correto. Vêem? Nunca será uma denominação, agora. Será a Palavra, o que Ele foi. Vêem?
74 Mas como essa Palavra tem que vir à Palavra, como a célula no ser humano. Vocês sabem, quando o seu — seu corpo foi construído, não era uma célula humana próxima a do cachorro e próxima a do porco. Oh, não, não. Era toda uma célula humana. Esta é a forma que é o Corpo de Cristo, toda a Palavra de Deus. Não apenas parte Dela, alguma tradição adicionada a Ela; não, Ela é toda o Corpo de Cristo.
75 Agora, encontramos aqui que usou uma rola e uma pombinha, porque são da mesma família. Agora, você sempre…
76 Então observe (eu apenas me referirei a essas duas Escrituras) Levíticos 12, versículo 6. Encontramos aqui na ordem de purificação de uma mulher; se a mulher tivesse um bebê, tinha que esperar. Se fosse um menino, ela tinha que esperar trinta e três dias antes que pudesse entrar na congregação com as pombas, para a purificação. Se fosse menina, tinha que esperar noventa e seis dias antes que ela pudesse entrar na congregação.
77 Agora encontramos aqui, o versículo 6:
E, quando forem cumpridos os dias de sua purificação por filho ou por filha, trará um cordeiro de um ano por holocausto, e um pombinho ou uma rola para expiação do pecado, diante da porta da tenda da congregação, ao sacerdote,
78 Veja, ela não podia entrar porque seus dias ainda não tinham se cumprido, mas ela podia dar isto ao — ao sacerdote na porta, como sua oferta. Vêem, ou um pombinho ou uma rola. São ambos da mesma família.
79 Agora isto — agora isto era usado para a expiação, na expiação pelo pecado, uma pomba. Ou pela lepra, a qual é um tipo do pecado, você trazia duas pombas: a cabeça de uma era cortada, e se inclinava o corpo sobre a outra para regá-la com seu sangue; e então a outra era solta. E quando a pomba voava, ela banhava o chão com o sangue de sua companheira, e o sangue clamava a Deus, “Santo! Santo! Santo é o Senhor Deus!”
80 Não pode você ver a nosso Companheiro Jesus Cristo morrendo? Foi morto e fomos aspergidos, para que pudéssemos ser livres, clamando: “Santo! Santo! Santo!” ao Senhor. Que tipos formosos. Gostaria de poder expressar.
81 Agora tipificar o grande Espírito Santo como acabamos de ler em Apocalipse 3:16; usado por Deus para sinais, era esta pomba.
82 A Noé foi dado um sinal, como o irmão acabou de cantar. Deus estava desgostoso, e nada podia suportar Sua ira, porque Ele disse: “No dia em que dele comerdes, nesse dia morrereis.” E Noé havia encontrado graça diante de Deus e havia construído uma arca de acordo com as construções… as instruções, melhor dizendo, que Deus lhe havia dado. E ele flutuou.
83 Posso imaginar seu… o que aconteceu naqueles dias quando eles diziam: “Este velho homem em cima da colina, um velho fanático, construindo uma arca, dizendo ‘vai chover,’ e nunca choveu. Mas isso…
84 Noé disse: “Choverá, de todas as maneiras.”
85 E então sei que ele entrou, penso que… Não me lembro que dia foi, eu creio que foi no décimo sétimo dia de maio. Noé entrou na arca e Deus fechou a porta.
86 E as nuvens começaram a chegar, as chuvas começaram a cair, os canais começaram a se encher, as profundas fontes se romperam, e todas as fontes transbordaram suas águas. Finalmente as pessoas subiram em cima de suas casas. E a velha arca estava ali da mesma maneira.
87 Após algum tempo, quando aquilo estava suficiente ao seu redor, ela começou a subir mais alto e mais alto. As pessoas batiam nas suas portas e gritavam, mas isto não — não adiantava, Noé não podia abrir a porta. Deus a havia fechado, Deus era o único que podia abri-la.
88 Do mesmo modo é com a nossa Arca, Jesus Cristo; Deus nos abriu a porta no Calvário, e Ele a fechará tão seguramente como a abriu.
89 E ela flutuou, e seguiu e seguiu, talvez uma milha sobre o topo da terra enquanto esta terra era tirada… de — de… sua órbita normal. E seguiu dando voltas ao redor ela foi, pedaços de corpos, e árvores, e acima das montanhas e de tudo, se jogando por quarenta dias e noites.
90 E quando os ventos começaram a amainar…
91 A ira de Deus é horrível. Seu amor é puro e Divino; e Sua ira é tão Divina — tão Divina quanto Seu amor o é, porque, sendo Juiz, tem que julgar. Ele é o Legislador, e uma lei sem castigo não é lei. Então deve haver um penalidade para a lei. E você transgressor da lei de Deus, é aí quando você paga a pena.
92 Agora, observamos que depois de Noé haver flutuado ali em cima, sem dúvida sentindo enjôo de tanto balanceio e movimento, e a ira de Deus triturando e esmagando, e gritos e demais coisas. Então isto começou a se acalmar, nada aconteceu. Passaram os dias, nada acontecia. Talvez já as provisões de alimentos para os animais estavam terminando, e nada acontecia. Então ele pensou: “Gostaria de saber… eu não posso ver lá fora.”
93 E a arca estava tão bem construída (uma vez que você estivesse dentro dela), só havia uma janela e era em cima. Você não podia olhar para os lados, você não podia olhar para lado algum a não ser para cima. E essa é a forma que é com a Arca, Jesus Cristo. Você não pode olhar para outro indivíduo, você não pode olhar para nada a não ser para Cristo quando você estiver na Arca porque há somente uma porta, e Ele é aquela Porta da qual falamos esta manhã. Você tem que permanecer olhando para cima: “Porque aquele que põe a mão no arado e olha para trás, não é digno de arar.”
94 Agora, como nessa arca… E ele podia ver luz e talvez a luz do sol, mas ele queria saber onde ele estava. A arca ainda continuava flutuando, ele podia ouvir as ondas batendo nos lados, mas ele sabia que havia passado muitos dias, com certeza a água estava baixando por aquele tempo. Logo foi e tomou uma ave desleal, traiçoeira, e ele a testou e a enviou para fora. Era um corvo, e aquele corvo nunca regressou, porque ele encontrou prazer ali fora, fora da arca de Deus. Voou de um corpo podre a outro, comendo daquela carniça velha que flutuava sobre a água; e ele estava perfeitamente satisfeito.
95 Então depois de vários dias, ele tentou novamente, porque ele sabia… Ele não queria descer dali sob a ira de Deus. Assim sendo soltou uma pomba. E esta pomba era de uma natureza diferente do… Ela não era um abutre, nem mesmo um carniceiro, ela só podia comer coisas limpas e puras. E então surtiu tanto efeito que ela retornou à arca, não encontrando nada limpo onde pousar seus pés. Noé disse: “Bem, a inundação continua.”
96 Então ele esperou vários dias mais, e voltou a enviar de novo; com sua oração: “Ó Deus, tem se acalmado Tua ira? Tem — tem — tem terminado Tua ira, Senhor? Já tem terminado?” E ele disse: “Agora, se eu a enviar desta vez, se a inundação abaixou, ela ficará por lá, ela pode ficar.” Mas ele a enviou mediante a oração, e então quando ela saiu fora, dirigida por Deus, ela recolheu uma folha de azevim de uma árvore, e voou de volta e bicou a janela outra vez.
97 Deus usou uma pomba como sinal. Ela regressou dizendo que “a inundação havia terminado,” e então quando Deus abriu a porta, e eles saíram. Isso é Gênesis 8:8.
98 Também usada em Mateus 3:16, novamente quando a ira de Deus estava sobre a terra. E não havia outra maneira, a escuridão da noite, à meia noite, as igrejas tinham torcido tanto as coisas que era impossível encontrar a saída. E havia falsos mestres, toda classe de coisas surgindo, toda classe de crença aparecendo, porém Deus voltou a usar a pomba. Aquilo O agradou, Seu Filho Jesus Cristo Lhe havia agradado tanto que Ele O identificou.
99 Agora, eles não puderam crer que aquele bebê que nasceu ali naquele estábulo em uma manjedoura de feno… antes que seu pai e mãe houvessem se casado. Eles não podiam imaginar Deus usando nada daquele jeito. Então Ele tinha que ser identificado ao mundo; e naquele dia lá embaixo no rio quando Ele desceu para provar a Si Mesmo a Obra Prima de Deus (do que falei nesta manhã)… Quando Ele obedeceu caminhando para as águas…
100 Agora, se você observar ali, há uma grande lição. João era o maior homem na terra, naquela época. Jesus disse: “Nunca tem havido um homem nascido de mulher maior que ele,” até esse tempo. E ele era um profeta. Você crê nisto? Agora, recorde, se a Palavra de Deus tem vindo a qualquer coisa na terra, será a um profeta. Essa é sempre a maneira de Deus. Crê você que Jesus foi a Palavra manifestada em carne? Então só há uma forma em que Ele pode vir para ser apresentado; não mediante os sacerdotes.
101 Ele não subiu e disse: “Caifás, você Me apresentará?” Se Ele o fizesse, Ele cometeria o mesmo erro que cometeu Davi na lição desta manhã; Veja, se Ele fosse à igreja e dissesse: “Vocês me apresentarão?”
102 Simplesmente observe mesmo quando Ele nasceu. Quando Ele nasceu, Ele nasceu à sombra da igreja. E provavelmente eles estavam repicando os sinos e tudo mais, porém foi reconhecido por pastores do campo e por Magos. Vêem?
103 E aqui está Ele agora, sobre… pronto para o Seu ministério. E se Ele é a Palavra…
104 De acordo com o grande plano de Deus, a Palavra pode somente… “O Senhor Deus não faz nada até que primeiramente o revele a Seus servos, os profetas.” Esse é sempre Seu padrão, tem que ser; quando os Selos foram abertos, quando tudo mais. Qualquer evento maior que ocorra sobre a terra, Deus o revela a Seus profetas.
105 E João era o profeta, porque estava profetizando “Ele haverá de vir.”
106 Então, ao lado de uma colina certo dia… quando estava acontecendo uma discussão, um grupo de sacerdotes ali de pé ao redor. E eles disseram: “Está você tratando de nos dizer que chama a si mesmo de um ‘profeta’, e aí de pé no meio dessa lama?” (não na igreja, porque eles não deixariam) “De pé no meio dessa lama, e nos dizer que a hora se aproxima quando o grande Jeová que ordenou estes sacrifícios, quando o grande Jeová que construiu este templo, o qual veio como uma Coluna de Fogo, ‘o dia virá em que o sacrifício diário será tirado’?”
107 Ele disse: “Virá um Homem, e Ele está entre vocês agora mesmo (em algum lugar aí fora), e Ele tirará o pecado.” O sacerdote já estava desgostoso com ele.
108 João olhou! Agora, que é ele? O profeta! E aqui está a Palavra, aqui vem a Palavra direitinho para onde está o profeta, direto para a água. João disse: “Eis o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo. Ali está, esse é Ele.” Jesus nunca disse uma palavra, caminhou para a água. E posso imaginar ali, de pé naquela água (pense no drama), os dois maiores que já estiveram sobre a terra: Deus a Palavra, e Seu profeta.
109 Observem, a Palavra vem ao profeta nesta dispensação da graça, na água (oh, oh). Pensei que vocês captariam isto (oh — oh). Na água! A primeira revelação da Palavra foi na água. Agora você pode ver onde a Noiva começou, na Mensagem da Luz do entardecer? Na água! A Palavra, a Verdadeira Palavra, sem mistura de credos, vem ao profeta na água, junto a água.
110 Observem! Poderia você imaginar o encontro dos olhos da Palavra e os do profeta na água? Oh, isso é muito para mim. Ali estava o profeta, ali estava a Palavra, olhando nos olhos um do outro. E o profeta disse: “Eu preciso ser batizado por ti, por que vens Tu a mim?”
111 E a Palavra disse… Ela tem que ser verdadeira.
Deixe-me mostrar-lhes o drama aqui:
112 “João, você é um profeta, você conhece a Palavra.” Vêem? “Você Me reconhece, você sabe Quem sou Eu.”
113 “Eu preciso ser batizado por você,” disse João.
114 Disse Jesus: “Permita que assim seja feito. Isto está exatamente correto, você realmente tem necessidade de ser batizado por Mim. Mas lembre-se, João, você sendo um profeta, nos convém, ou nos é conveniente (como a Palavra e o Profeta), que cumpramos toda a Palavra (oh — oh). Ora, João (aqui está a revelação agora) “João, você sabe Quem Eu sou, Eu sou o Sacrifício. E de acordo com a Palavra de Deus, o sacrifício tinha que ser lavado antes que fosse apresentado para o sacrifício.” Isso é correto? A Palavra… “O cordeiro era lavado e então apresentado ao sacrifício, e Eu sou aquele Cordeiro. E eu tenho que ser lavado antes de ser apresentado ao mundo para o sacrifício. Permita que assim seja feito, João, pois assim nos convém como a Palavra e o Profeta juntos.”
115 Bem, ali não pode haver erro. Agora, cada uma destas coisas…
116 Agora, vejam, se essa não foi a situação, João haveria sido como qualquer um de nós; assim dizem: “Sim, eu — eu sei quem tu és, Senhor.”
117 “Bem,” Ele disse: “espere um momento, Eu sou a Palavra. (oh — oh). “Não só de pão viverá o homem, mas de toda a Palavra.’ Eva deixou fora uma (oh — oh), mas você têm que tomar cada palavra. E Eu sou aquele Sacrifício e devo ser lavado antes de ser apresentado. Porém o que você disse, João, é verdade.”
118 João sendo um profeta, e sabendo que a Palavra tinha que se cumprir, permitiu e O batizou. E quando Ele foi levantado das águas, ali veio a Mensagem dos Céu sobre as asas de uma Pomba: “Este é Meu Filho amado.” Ele enviou a Mensagem da graça, a mensagem de redenção nas asas de uma Pomba, que veio descendo dos céus. “Paz na terra, aos homens de boa vontade.” Ali mesmo o Sacrifício estava preparado; sendo criado, alimentado, Seu ministério estava preparado, uma Palavra que redimiria a todo o mundo: “Está consumado!”
119 A pomba é usada na Bíblia como um símbolo de paz, e também é usada pelas nações como um símbolo de paz. Temos nações… Nossa nação é representada por uma águia. E existem outras aves de outras nações, Roma tem uma águia, Alemanha uma águia, muitas delas, grandes aves dos céus. Mas em todos eles a pomba simboliza paz em todas as nações. É uma coisa universal.
120 Como disse o irmão Green outra noite, o irmão Pearry Green disse, “O Símbolo de rendição é ‘Levante sua mão.’ Em qualquer nação, “levante sua mão”, é rendição.” Ele disse: “Quando você canta, levanta suas mãos, você se rende totalmente.”
121 E a pomba é o símbolo de paz em todas as nações. Por que? Por sua delicadeza, e por sua inocência. É por isso que ela simboliza a paz.
122 Outra coisa a respeito da pomba, é uma ave amante do lar. Ela gosta de ficar em casa.
123 E a outra coisa é, ela é sempre leal a seu companheiro. A pomba, macho ou fêmea, nunca deixa um ao outro. A fêmea encontra seu companheiro na estação de acasalamento. Veja, isso lisonjeia a grande criação de Deus. Essa é a razão pela qual Ele fez Eva um subproduto. Vêem? Se ela houvesse sido feita como as demais fêmeas, quando chegasse a época do acasalamento para ela, ela haveria encontrado o seu companheiro; porém ela podia em qualquer época. Vêem? E essa é a forma, isso é o que é. Eu apenas… Não queremos entrar nisso, porque tenho isso em Casamento e Divórcio e assim por diante. E como isto… mas mesmo assim ela é honrável e trouxe aquela virtude, vocês sabem como eu preguei sobre isso outra noite. Tudo bem, observe, ela tem uma grande responsabilidade.
124 Mas a pomba é sempre leal ao seu companheiro. Sempre! Nunca abandona.
125 Permitam-me parar aqui só por uns momentos para dizer isto: Uma Noiva fiel, uma pomba fêmea, é leal ao seu Companheiro, também. Não injetará dogmas ou doutrinas denominacionais nem nada do mundo. Se manterá leal a seu Companheiro, a Palavra; sempre leal.
126 E por sua amável conduta doméstica, através da conduta de amar seu lar, tem sido utilizada com êxito como pombo correio. Porque ama o lar, você a solta em qualquer lugar e sempre regressa ao lar. Ela volta para casa.
127 Gostaria de frisar isso por um momento, e vocês cristãos entenderiam o que quero lhes dizer. Ela sempre encontra seu caminho de volta ao lar, portanto tem sido usada como pombo correio. Tem sido utilizada em tempos de guerra, costumava ser; eles ainda as usam, pombos correios para carregar mensagens. Vejam então, isso faz da pomba, para ambos, Deus e o homem, uma mensageira; uma pomba é uma mensageira. Ela foi uma mensageira para Noé, para dizer a Noé que: “Há paz de novo.” Foi utilizada por Deus para vindicar que este era Seu Filho, “o sacrifício que traria paz à terra e boa vontade ao homem.” Foi utilizada como mensageira.
128 Bem, aqui eu tenho uma pequena história na mente, eu li certa vez em um livro. Agora, não quero afirmar que isso seja verdade, isto pode ter acontecido no “Declínio da Primeira Guerra Mundial.” Não tenho certeza positiva disto agora; se você não conseguir ver isso, então estou enganado. Ou eu li isto em um livro… Foi há muitos anos atrás. Mas certamente foi um — um… realmente um — uma coisa dramática que aconteceu.
129 Os soldados americanos estavam imobilizados por causa do fogo das metralhadoras alemãs, e eles estavam em um estado lastimável. Vocês soldados, eu creio, sabem o que é uma patrulha de reconhecimento. E eles estavam imobilizados, e só restava um pouquinho de munições. E os alemães se moviam em grandes unidades, agindo por todas as partes. Sabiam que se não recebessem algum reforço, alguma ajuda, todos eles morreriam imediatamente; (eles tinham que receber) os alemães desciam das montanhas, olhando diretamente para seus pescoços, indo diretamente na direção deles assim.
130 E aconteceu de um deles lembrar que ele tinha consigo uma pequena mascote, uma pombinha. Então ele sabia que esta pomba, se ela pudesse sair dali, levaria uma mensagem aos principais quartéis generais onde eles estavam localizados. E então eles foram e escreveram uma nota: “Estamos sitiados em certa posição em determinada área. Estamos sem munição, em poucas horas teremos que nos render ou seremos massacrados.” E eles espetaram aquilo, ou amarraram aquilo no- no pé dessea pombinha e a soltaram.
131 Agora, ela é um amável pássaro doméstico, então ela… o que ela faz? Ela vai para casa para seu… encontrar, encontrar seu companheiro. Ela estava preocupada com ele, ela tinha que voltar para casa.
132 E quando ela subiu, os alemães se deram conta do que estava sucedendo. Então o que eles fizeram? Eles começaram a disparar na pomba. E um deles a acertou com uma metralhadora calibre 30, ou uma bala, quebrou sua perna. Outra arrancou um pedaço de suas costas. O seu peito estava ferido por toda parte. Uma de suas asas ficou aleijada, no final do tiroteio, e ela voava de lado. Mas ela continuou subindo, e finalmente conseguiu. Aleijada, ferida, quebrada, machucada, mas chegou no acampamento com a mensagem. Esta foi uma grande pomba.
133 Mas, oh, irmão, Isaías 53 nos fala de Um que desceu do Lar e tudo isso era bom:
“E Ele foi ferido por nossas transgressões e moído pelas nossas iniquidades: o castigo que nos traz a paz estava sobre ele, e por suas pisaduras fomos sarados.”
134 Enfermidade, superstição, e os demônios nos prendiam, não havia nenhuma saída, a igreja havia se desviado, havia ido após coisas denominacionais (e os fariseus, saduceus e a lavagem de potes e panelas), e a Palavra de Deus se tornou sem efeito. Porém esta Pomba desceu, e tão somente uma coisa tinha que acontecer: tinha que haver um redentor.
135 Mas, estando ferido, quebrado, açoitado, dilacerado, mas Ele conhecia o Seu caminho de regresso ao Lar. Assim que da cruz do Calvário onde eles O feriram, O esmagaram, O dilaceraram, como um bando de lobos sobre Ele, Ele alçou Seu vôo do Calvário e Ele aterrissou às portas do Céu dizendo: “Está consumado! Está consumado! Eles são livres! As enfermidades podem ser curadas agora! Os pecadores podem ser salvos! Os cativos podem ser livres!”
136 Embora Ele estivesse ferido e machucado, aquela grande batalha ali quando tudo mesmo estava contra Ele… Mesmo o poeta clamou:
As rochas se fenderam e os céus escureceram,
Meu Salvador inclinou Sua cabeça e morreu
Porém o véu rasgado nos revelou o caminho
À alegria do céu e ao Dia interminável.
137 Eu tenho sido neurótico toda minha vida. Quando era garotinho houve algo que me afetou, aquilo me assustou, por volta de cada sete anos aquilo acontecia comigo. O irmão Jack recorda quando no meu comecinho, saí do campo por um ano; algo simplesmente aconteceu.
138 Recordo o dia que Juanita Hemphill… Creio que seu nome atual é Juanita Kelly, ela se casou com o irmão Kelly depois da morte de seu esposo. Ana Jeanne, eu tenho seus retratos e coisas, elas eram tão… E seu… E aquelas duas garotas e a irmã Moore faziam um — um pequeno trio. Elas cantavam esse hino que eu nunca tenho esquecido: Olhando além do pôr do Sol. Irmão Jack, você recorda, eu creio, quando vínhamos da Flórida. Que mocinhas tão bondosas.
139 E recordo naquela mesma manhã de um pequeno grupo Pentecostal da parte norte do país, em algum lugar em Michigan, aquelas moças estavam ali quando o irmão Hooper… Eu o vi aqui outra noite, eu… pode que não esteja aqui agora, irmão Ed Hooper. Está você aqui, irmão Ed? Eu acho que ele… ele estava assentado aqui outra noite. Nenhum… Muitos de vocês o conhecem. Ele e eu, e o irmão Hooley, estávamos saindo. E aquelas meninas estavam cantando aquilo ali na esquina, nos deram a cada um de nós uma rosa amarela que tiraram de seus cabelos. (Foi ali que aquele maníaco foi curado ali embaixo, e grandes coisas sucederam.)
140 Viajando pela estrada tão feliz quanto era possível, e de repente isto me atingiu; um ano mais tarde, antes de regressar de novo ao ministério, quase me matou.
141 Desde pequeno, eu sempre dizia que eu não sabia o que era uma visão. Como garotinho, eu sempre dizia: “Se eu — se eu alguma vez entrar em um desses transes, e vir aquilo, serei curado.” Naquela época… Eu sempre quis ir à [Clínica] Maio para descobrir o que havia de errado. Os médicos ali…
142 Meu estômago ficava ácido; oh, que coisa! O irmão Jack me ajudava ao redor do edifício. Eu corria para detrás do edifício; e parecia que uma água quente e gordurosa assim, voava de minha boca e eu voltava para o púlpito, e orava por pessoas que estavam duas vezes piores que aquilo, e eram curadas. Já coloquei minhas mãos sobre um homem que tinha câncer em sua face e o câncer desapareceu de sua face, ali de pé; eu estava tão mal que quase não podia ficar de pé.
143 E vocês não sabem quanto tenho sofrido; simplesmente uma opressão mental. Se repete cada sete anos, em toda minha vida. É aí onde estou agora, sete vezes oito.
144 Então eu estava — eu estava tão angustiado; eu chorei, eu implorei, eu roguei.
145 E eu recordo quando eu finalmente tive dinheiro suficiente para ir à Mayos para um exame; eles diziam: “Eles encontrarão qual é o seu problema.” Minha esposa e eu, e Becky ali atrás… Sara era uma pequena, pequena companheira. Eu tinha entrado em meu ministério de cura. E nós fomos para a Mayos.
146 E eu entrei na clínica. E a noite antes que eu encontrasse… teria meus exames na manhã seguinte, e logo que despertei estava assentado ali na cama olhando ao redor. E eu olhei e frente a mim, estava um menino, que se parecia comigo, como que de sete anos de idade; e olhei nele e era eu. E estava de pé junto ao galho de uma velha árvore. E naquela árvore…
147 E vocês caçadores de esquilos, sabem que se você esfrega um pedaço de pau de cima para baixo sobre uma árvore assim, isto assusta o esquilo, ele corre para fora se ele estiver no buraco.
148 E eu olhava para onde o esquilo havia estado e pensei: “Que classe de esquilo é este?” E eu esfreguei aquilo. E quando o fiz, eu olhei e era eu então com cerca de trinta e oito anos de idade, já não era mais o garotinho. Assim que esfreguei aquele galho, com uma vara, de um tronco oco saiu um esquilo mais ou menos desse tamanho, escuro, quase negro, e parecia que tinha correntes elétricas saindo dele; tinha olhos pequenos como pérolas, como a coisa mais malvada que eu jamais havia visto, se parecia mais com uma doninha do que com um esquilo.
149 E ele me olhou fixamente. E abri minha boca para dizer: “Bem…” E quando o fiz, ele… Antes mesmo que você pudesse piscar os olhos, ele voou diretamente dentro de minha boca, desceu ao meu estômago, e simplesmente me rasgou em pedaços. E quando saí da visão, com minhas mãos para cima, olhando, comecei a gritar: “Oh Deus, tinha misericórdia! Está me matando!”
150 Ouvi uma Voz no fundo do quarto, que disse: “Recorde, mede tão somente seis polegadas.”
151 Quantos ouviram esta história? Eu tenho contado a vocês isso muitas vezes, as pessoas ao redor do Tabernáculo.
152 Bem, continuou e segui sofrendo do mesmo modo.
153 Os irmãos Mayos, no dia seguinte, me examinaram. Disseram: “Seu pai era um irlandês, ele bebia. Sua mãe era meio índia, e isso fez de você um mestiço. Então você será… você é — você é — você é tão nervoso até ao ponto em que você nunca se livrará disto.” Disse: “Por outro lado, você é sadio. Porém isso, isto é algo na alma que está fora do controle do homem.” Disse: “Você será…” Disse: “Quando um homem morre, você não pode impedir uma autópsia, porque sua alma se foi.” Ele disse: “Bem, assim você nunca se livrará disso.”
154 E aquele sujeito disse, meu antigo médico, disse: “Meu pai tinha isso, ele morreu com cerca de oitenta e cinco, noventa anos,” em algum lugar ali, disse ele. E disse: “Um ou dois meses antes de sua morte, eu o examinei; teve por toda sua vida, ele tinha isso.” Disse: “esse mal.”
155 “Algumas pessoas,” disse: “elas pegam isso, são bastante mal humoradas”; disse: “este é o tipo de condição que te mataria.” Disse ele, “O outro tipo, como a mulher na menopausa, elas choram. Você tem o tipo que é como que um sentimento de fadiga.” Disse: “Os antigos costumavam chamar isto de ‘melancolia,’ isto não o deixa.” Disse: “Quando aquilo te atinge, o seu estômago fermenta; você simplesmente fica contrariado.
156 Eu disse: “Mas, senhor, eu nada faço.” Disse eu: “Eu sou feliz.”
157 Disse: “Está bem. Isto é como tirar de um saco de surpresas.” Disse: “Você sempre terá isso.” Oh, que coisa desalentadora!
158 Mas as palavras, pensando nisto: “Recorde, são apenas seis polegadas,” que grudou em mim, como minha querida esposa ali atrás pode lhes dizer. Ano após ano, tenho pensado nisto.
159 E então, quando viajei ao estrangeiro esta última vez, eu estava… antes. Bem, eu havia voltado para casa, eu estava numa viagem de caçada de esquilos. Saí do carro com o irmão Wood, que está ouvindo esta noite, e comecei a correr colina acima, e meu coração parecia que ia pular para fora de mim.
160 E perguntei ao Dr. Sam Adair, eu disse: “Qual é a causa disso?”
161 Ele disse: “Na próxima vez que você tiver, faça um eletrocardiograma.”
162 Disse: “Está bem.”
163 Então isso aconteceu novamente no — no ano seguinte, e fui e fiz o eletrocardiograma. Ele disse: “Não há nada de errado com seu coração,” disse: “Você está apenas nervoso.” Começou a vir então.
164 Bem, outro médico me disse, um bom amigo meu, disse: “É este o seu coração, rapaz,” Disse: “É melhor você ter cuidado.” Este foi o ano que chamei ao irmão Moore e ele conseguiu a alguém que pregasse em meu lugar, quando fui caçar carneiros com o irmão Fred. Eu subi pelas montanhas exatamente como fiz quando eu tinha dezesseis anos, milha após milha, correndo; nunca me incomodou nenhum pouquinho. Vêem?
165 E eu voltei e contei ao Sam. Ele disse: “Bem, há algo errado, é melhor você ter cuidado.”
166 Então vi uma visão de um velho médico de pé com aqueles… um médico antiquado com os estetoscópios em seu braço. Ele disse… Ele estava de pé em minha frente certo dia, ele disse: “Não deixe que eles lhe digam que ‘é seu coração,’ é o seu estômago.”
167 Então, eu — eu pensei: “Bem tomarei essa palavra, porque foi uma visão. Vamos.”
168 Parti para a África; e tomei algumas injeções, e tive que tomar um punhado de injeções antes de ir para a África, é a lei. Então, quando estava tomando essas vacinas, ele disse: “Ora, não posso encontrar nada errado com você.” Disse:“Sua hemoglobina, seu sangue é noventa e seis, é noventa e seis.” Disse: “Se você tivesse dezesseis anos, não poderia estar melhor, não estaria melhor.” E disse: “Forte o suficiente para bater até cem anos. Pulmões, tudo,” disse: “Você está bem; sem açúcar, nada.”
169 Eu disse: “Obrigado.” Então eu fiz um teste físico, e — e para pegar meu — meu atestado de saúde para viajar.
170 Então, ele disse,:“Você sabe alguma coisa sobre isto?”
171 Eu disse: “Nada a não ser uma fermentação persistente no estômago o tempo todo.”
172 Ele disse: “Bem, vou te contar.” Ele disse…
173 Eu disse, “Oh, já fui examinado. Fui até aos irmãos Mayos, em todas as partes.”
174 Ele disse: “Mas espere um momento.” Ele disse: “às vezes as úlceras são tão pequenas que não aparecem com o exame de Barium; e algumas vezes é muito grande para que possa ser detectada, porque o RX é tão somente uma sombra. E uma úlcera pequenina, você não pode vê-la, não dá contraste suficiente. Um montão de pequeninas úlceras poderia fazer isto. Disse ele: “Eu conheço a um velho médico aqui em cima que descobriu um aparelho, eles o têm agora; colocam você para dormir com um pouco de pentotal de sódio, põem um tubo em sua garganta, e eles realmente vêem dentro de seu estômago, e vêem o que está errado.” Disse: “Ele… “Disse: “Ele é seu tipo de pessoa, ele é um cristão.” Disse: “Por que você não vai vê-lo?”
175 Anotei seu nome: Dr. Van Ravensworth. Então, quando regressei, eu subi para ver o velho médico. Oh, ele é um fino velho homem das Índias holandesas ocidentais, descendente de uma longa linha de missionários. Ele havia ouvido de mim e lido meu livro, e oh, ele apertou minha mão, ele disse: “Irmão Branham, será um prazer fazer isto por você.” Ele disse: “Lhe direi o que fazer; na próxima semana venha ao hospital aqui,” e disse: “e me telefone antes de você vir.” E disse: “Eu tenho que te dar uma pequena injeção de pentotal.” E disse: “Quando eu o fizer,” disse, “te fará dormir por uns cinco minutos.”
176 Minha garotinha havia tomado isto para a extração de um dente, e a pequena garotinha do irmão Norman. “Cinco minutos de sono,” eu pensei: “isto não vai me incomodar.” Então, eu pensei que eu gostaria então de olhar naquilo.
177 E então, na manhã seguinte, despertei na cama e olhei ao redor, eu olhei para uma cama dupla; minha esposa estava ali, ela não havia acordado ainda. Eu estava olhando através da janela em direção às grandes Montanhas Catalinas ali onde eu morava, e olhei para o lugar onde o Anjo do Senhor pôs a Espada em minha mão, onde apareceram os sete Anjos que vocês podem ver na fotografia, grandes coisas aconteceram.
178 E eu olhei, e enquanto eu olhava, me encontrei junto a árvore de novo, bem onde estava o esquilo. Olhei ali em cima, pensei: “Aí está a cova do esquilo.” E pensei, “gostaria de saber se ele ainda estará ali em cima?” (na visão). Mexi de um lado a árvore, e dali saiu ele. E antes que eu pudesse piscar meus olhos, (ele era o esquilo mais estranho que eu jamais havia visto; agora, você deve conhecer o meu ministério para conhecer estes símbolos e coisas), ele pulou em mim, mas errou, errou minha boca, bateu em meu peito e caiu.
179 E tão logo que caiu, ouvi Alguém dizer: “Vá às Montanhas Catalinas.”
180 Então virei, eu disse: “Meda, você está acordada, querida?” E eu a despertei.
181 Ela disse: “O que aconteceu?” Eram mais ou menos cinco da manhã.
182 Eu disse, “Eu estava olhando aqui fora, e vi aquele esquilo outra vez, querida.”
183 “Que esquilo?”
184 Eu disse: “O mesmo que vi na Mayos.” Eu disse: “Sabe de uma coisa? Ele errou minha boca desta vez, ele não me acertou, ele foi direto para o meu peito.” Eu disse: “Louvado seja Deus! Eu olhei, oh, desde garotinho, tenho almejado ver isto acontecer. Se eu pudesse ver isto acontecer, nem mesmo… Antes que eu soubesse o que era a visão, se eu alguma vez pudesse ver aquilo acontecer, então eu disse: eu estaria bem. Seja o que for que aquilo me dissesse, era isto o que eu seria.” E por quarenta anos tenho esperado isto, e ali aconteceu.”
185 Antes, quando estava na Mayos, na mesma hora que eu estava ali em cima quando eles me deram aquela mensagem, e eu tive a visão…
186 Minha velha mãe partiu para a glória agora, uma mulher muito estranha. Ela teve três ou quatro sonhos em sua vida, e todos eles foram verdadeiros. Ela me contava, e o… Ela começava a me contar, eu lhe dizia… Eu dizia: “Pare… mamãe, eu lhe contarei o restante disto.” Vêem?
187 Porque quando você me relata um sonho para ser interpretado, você nem sempre diz exatamente o que sonhou. Assim sendo, quando eu vejo o que você realmente sonhou, então Ele me diz a interpretação. Vêem? Você não tem que me contar o sonho, Ele mesmo me mostra o sonho. Vêem? E então eu vejo, eu digo: “Bem, você não me contou isto nem aquilo.” Vêem? E então, o Deus que pode interpretar um sonho, pode mostrar um, Ele pode interpretá-lo e então…
188 Bem, não houve algo assim na Bíblia, disse: “Se você puder…”? Eu — eu… simplesmente aconteceu de vir a mim. Daniel, não foi isto? Não, José — José. Bem, está em algum lugar na Bíblia. Acabei de lembrar disto. Disse: “Se você puder me mostrar… Se você puder me dizer o que… Oh, é o rei Nabucodonosor, isto é correto. Disse: “Se você pode… Se você não pode…”
189 Os magos disseram: “Conte-nos o sonho.”
190 Ele disse: “Saiu de mim.” Isso é correto, aquilo, eu recordo daquilo; apenas pensei nisto então.
191 Agora observe. E mamãe, ela disse: “Billy,” quando eu regressei, ela disse: “Venha aqui, filho, e se assente.” Ela disse: “Eu tive um sonho estranho. Sonhei que eu te via deitado doente, quase morrendo, por causa de seu estômago como de costume.” Quantas dietas ela preparou para mim! E ela disse: “Você estava construindo uma casa sobre uma colina.” E disse: “E vi seis pombas brancas descerem do céu, cantando, numa formação de ‘S’ e pousaram sobre teu peito. E você estava olhando, e a que estava na frente tentava te dizer alguma coisa.” Disse: “Elas eram realmente lustrosas pombas brancas. E elas encostaram as suas cabecinhas em sua face e continuaram, ‘coo, coo, coo.’” e disse: “Eu não compreendi isso.” Disse: “Elas simplesmente continuaram fazendo, “coo, coo, coo.’”
192 Eu disse: “Oh, eu vi isto, louvado seja o Senhor!” E disse: “Elas voltaram a formar a letra ‘S’ novamente e tornaram aos céus, fazendo ‘coo, coo, coo, coo,’ retornando ao lar.”
193 Bem, o animalzinho que eu vi tinha seis polegadas de comprimento. O cordão de pombas que mamãe viu eram seis, seis é incompleto. Eu sabia que algum dia eu veria a sétima. Aquele era o homem sofrendo, então em frente e em frente aquilo seguiu.
194 Naquela manhã, me levantei depois de haver visto a visão; obedeci ao Senhor. Levei meu garotinho, José, à escola (ele está me ouvindo agora em Tucson). Eu o levei para a escola e disse a Meda que não sabia quando retornaria.
195 Fui às montanhas Catalinas, em cima no — no pé das colinas, e — e subi até o lugar onde o Anjo do Senhor pôs a Espada em minha mão. Era muito cedo, e comecei a subir a montanha.
196 Bem, em vez de subir aos picos deste lado (onde há muitas cobras, escorpiões, vocês sabem como é o Arizona), virei a minha direita; Algo disse: “Vire à tua direita.” Segui subindo os picos; segui rodeando, e estava rodeando aquelas grandes e imensas rochas, muitas vezes maiores que este tabernáculo, ali nas alturas onde raramente pode chegar uma pessoa.
197 E por volta das onze horas do dia, e eu estava entrando por um pequeno abrigo, atrás onde algum… um lugarzinho parecendo uma pequena trilha de cervos. E eu havia tirado minha camisa, meu chapéu em minha mão, porque estava simplesmente coberto de suor. E então eu virei ali, e quando eu virei naquele pequeno abrigo, eu senti a presença do Senhor. Eu agitei meu chapéu e olhei ao redor. Pensei: “Ele está aqui em algum lugar. Eu sei que Ele está aqui.” Eu pensei, “O que é isto?” Eu dei mais alguns passos. Eu disse: “Senhor, estás aqui em algum lugar.”
198 E olhei deitado no caminho, e ali estava aquele pequeno esquilo; ele pulou em alguma coisa e errou, e acertou num punhado de ‘cholla’ (estes são cactos puladores). Traspassou através de sua cabeça, peito, estômago, e ele estava morto. Aquele pequeno esquilo de estranha aparência, ele não acertou a minha boca e acertou aquele cacto. E a Voz do Senhor disse: “Seu inimigo está morto.” Eu fiquei parado ali, e tremi. Toquei meu pé e ma –…
199 Geralmente os corvos o teriam devorado. Eu havia matado uma cobra uns dois dias depois daquilo, e só ficou na estrada por meia hora. Sempre tem águias e corvos voando por ali, e eles o agarram imediatamente. Eu matei uma cobra coral, que é uma das serpentes mais venenosas que temos; estava bem do meu lado, poucos dias depois daquilo. Quando voltei para apanhá-la para mostrá-la, os corvos já a haviam levado. As gralhas já haviam passado.
200 E aquilo ficou ali desde que eu vi a visão, dois dias antes; creio que foi no sábado, e eu fui na montanha na segunda. Então ali estava ele. Deitado ali morto. O esmaguei com o pé.
201 E dei uma volta, assentei novamente; assentado ali chorei por um momento, e orei; olhando para Tucson, milhas abaixo de mim.
202 Dei a volta e voltei, e ele ainda estava ali. Quando entrei naquele abrigo, o Espírito de Deus voltou sobre mim.
203 Dei uma volta, desci a montanha. Entrei e disse a minha esposa, eu disse: “Querida, eu não sei como, mas eu vou superar isto.”
204 Quando o Dr. Ravensworth me examinou, ele disse: “É totalmente impossível você ficar bom.” Ele me deu uma injeção de pentotal que era para durar em mim por cinco minutos, e dormi dez horas. Então aquela coisa, até mesmo uma aspirina me derruba. Então eles… ele me deu uma injeção, colocou aquele tubo pela garganta abaixo. Quando regressei, e ele me contou na manhã seguinte, ele disse: “Reverendo, não gostaria de dizer-lhe isto, mas” disse: “as paredes de seu estômago estão tão duras, elas estão secas.” (Eu nunca vi isso; ele usou a palavra gastrites, e eu fui e olhei no dicionário e ali dizia: “algo que está secando”). E disse: “Você nunca poderá se livrar disso.” Ele disse: “Você sempre terá isto.” E eu estaria como um menino desanimado se não fosse pela visão do Senhor.
205 E no outro dia Algo disse: “Volte à montanha.”
206 E naquele dia em vez de ir por um lado, fui guiado a seguir por outro caminho. E eu estava ali de pé; e olhando, à minha frente, ali estava aquela sétima pequenina pomba branca, olhando diretamente para mim. Eu esfreguei meus olhos, eu disse: “Claro, é uma visão; claro que é.” Olhei, e eu disse: “Pombinha, de onde você veio?” Simplesmente tão linda e branca, poderia ser um pombo; seja lá o que fosse, se foi naquela mata.
207 O Deus Todo Poderoso, O Que levantou a Jesus Cristo dos mortos, de Quem eu sou servo, e com Sua Palavra aqui aberta diante de meus olhos, sabe que digo a verdade e não minto.
208 Ali estava a pomba, assentada ali me olhando. Caminhei de um lado para outro, pensei: “Com certeza é uma visão.” Voltei minha cabeça, olhei para trás, e ali estava ela assentada; aquelas pequenas, asas brancas, simplesmente tão alvas o quanto podiam ser; seus pequenos pés amarelos; e um pequenino, bico da mesma cor; assentada ali olhando para mim. Ela estava olhando diretamente em direção ao oeste. Eu andei ao seu redor assim, não tocaria nela por nada. Subi a trilha; olhei para trás, e ali continuava ela assentada me observando.
209 Irmão, como filho de Abraão, não considerei o que o médico havia me dito, eu vou ficar bom, de qualquer modo!
210 No terceiro dia quando eu voltei, eu estava subindo alto. E muitos de vocês conhecem a visão acerca do chefe índio cavalgando aquela muralha para o oeste. Algo chamou minha atenção para uma grande rocha, por volta do meio dia, disse: “Põe suas mãos naquilo e ore.” O Deus do céu sabe que é verdade.
211 Pus minhas mãos sobre a rocha e levantei os meus olhos ao Céu e comecei a orar, e ouvi uma Voz que descia do pico das rochas ali, dizendo: “Contra o que você está recostado, seu coração?” Me afastei assim, meus ombros nus; estava despido da cintura para cima, acalorado. Olhei para trás. E ali estava escrito no quartzo, na pedra: “Águia Branca”; exatamente do modo que a visão havia dito que a próxima Mensagem viria.
212 Eu estava tão agitado, eu corri para minha casa; apanhei uma máquina fotográfica e voltei no dia seguinte, e tirei uma foto daquilo. Ainda permanecia ali, escrito na rocha: “Águia Branca” (Águia guiada pela pomba).
213 De algum modo, eu — eu sei. Eu lhes digo antes que aconteça. O médico é um bom mé — … bom médico, sem dúvida; eu — eu acho que ele é um excelente homem. Mas eu — eu sei que eu superarei isto. Está feito! Está terminado, eu vou ficar bom!
214 E eu estava pensando enquanto Ernie cantava o hino momentos atrás, Nas asas de uma Pomba. Qual é a música dele? Comece para mim, Ernie.
…asas… pomba branca como a neve, (Cantem comigo)
Deus enviou Seu puro, doce amor,
Foi um sinal do alto,
Nas asas de uma pomba.
215 Entendo que Ernie compôs dois versos. Eu comporei o terceiro:
Noé navegou
sobre o dilúvio por muitos dias,
ele procurava por terra
de várias maneiras;
Teve alguns problemas,
Porém não do alto,
Porque Deus lhe deu Seu sinal,
Nas asas de uma pomba .
Nas asas de uma pomba branca como a neve,
Deus enviou Seu doce e puro amor,
Foi um sinal do alto,
Sobre as asas de uma pomba.
Jesus, nosso Salvador,
Desceu à terra um dia;
Ele nasceu em um estábulo
Em uma manjedoura de feno,
Foi rejeitado aqui,
Mas não em cima,
Pois Deus nos deu o Seu sinal
Nas asas de uma pomba.
Nas asas de uma pomba branca como a neve,
Deus enviou seu puro, doce amor,
Oh, um sinal do alto, nas asas de uma pomba.
Embora haja sofrido
de muitas formas,
Clamei por minha cura
noite e dia;
Mas a fé não foi esquecida
Pelo Pai em cima,
Ele me deu Seu sinal
Sobre as asas de uma pomba.
Nas asas de uma pomba branca como a neve,
Deus enviou Seu puro, doce amor,
Oh, um sinal do alto,
Nas asas de uma pomba
Nas asas de uma pomba branca como a neve,
Deus enviou seu puro, doce amor,
Um sinal do alto,
Nas asas de uma pomba.
216 Querido Deus, Te agradeço por estas coisas, Pai. Tu deste o sinal a Noé, Tu deste ao mundo o sinal, e Tu me deste um sinal. E no dia seguinte, vendo aquela águia voando, ó Deus, há uma Mensagem surgindo agora, e eu oro, Deus, que Tu permitas a direção da Pomba. Conceda isto, Senhor. Me guiou a uma fé que nunca antes havia tido. Eu sei, Deus, eu sei que tudo se acertará; assim Te dou graças por isso, Pai.
217 E, nesta noite, envie de novo Tua Mensagem, Senhor, sobre as asas da Pomba da Palavra. Conceda isto, querido Pai Celestial. E que cada um passe pela plataforma, nesta noite, e nas outras reuniões através do país, que Tua grande Pomba de fé caia dentro de seus corações e lhes dê fé, Senhor, para sua cura. Recordem que em Deus não há acepção de pessoas. Ele pôde enviar a Mensagem a Noé, pôde enviá-La a João Batista, pôde enviá-La a mim e pode enviá-La a outros.
218 Eu oro para que aquela Pomba voe a cada coração agora mesmo, Senhor; e com Seu pequeno bico dourado, sussurre aquilo: “Pelas Suas pisaduras… Pelas Minhas feridas e pisaduras fostes sarados.” Deus, permita que nossas transgressões sejam apagadas, que nossas iniquidades sejam perdoadas, e nossas enfermidades curadas. Está em Tuas mãos, Pai. No nome de Jesus Cristo. Amém.
Permaneçam com suas cabeças inclinadas por um momento:
219 Quantos aqui gostariam de dizer, se você pode e deseja dizer isto: “Irmão Branham, eu tenho estado errado toda minha vida. Eu tenho querido servir a Deus, mas nesta noite estou pronto para me render. Oro a Deus, para que essa Pomba voe a meu coração nesta noite. Pode ouvir o bater de Suas asas enquanto Ele entra? Levante suas mãos, você fará isto? Aqui na audiência visível, que coisa, por todo o edifício.
220 Toda a audiência através do país, até lá em cima no Hunt e o irmão Coleman, até o irmão Leo, e outros, descendo até Tucson, até o Tabernáculo Branham, através da costa Oeste, levantem suas mãos em todas as partes: “Eu quero que a Pomba voe a meu coração nesta noite. Traga-me o doce amor de Deus sobre as asas de uma Pomba branca como a neve, o Espírito Santo. Traga-me essa noite, Senhor, e deposite em meu coração a fé que necessito.”
221 No nome de Jesus Cristo, eu oro, Deus, perdoe nossos pecados. A Pomba ferida tem trazido a mensagem de volta, ó Deus: “Está consumado!” Nós cremos nisso. Simplesmente dá-nos fé para crer Nisto, oramos. No Nome de Jesus. Amém.
Mas asas se uma pomba branca como a neve,
Deus enviou Seu puro, doce amor,
Foi um sinal do alto
Nas asas de uma pomba
222 De onde veio a pomba? Eu não sei. Ela não estaria no deserto por mera casualidade. Não, não! Não, ela não estaria ali. E por que era branca? O Pai Celestial sabe que era tão branca quanto a minha camisa. Ali ela estava.
Mas foi nas asas de uma pomba branca como a neve,
Que Deus enviou Seu puro, doce amor,
Oh, um sinal do alto,
Nas asas de uma pomba.
Nas asas de uma pomba branca como a neve,
Deus enviou Seu puro, doce amor,
Oh, um sinal do alto,
Nas asas de uma pomba
223 Oh, não se sente você realmente humilde? Estreitemos nossas mãos e cantemos:
Mas foi nas asas de uma pomba branca como a neve,
Que Deus enviou Seu puro, doce amor,
Oh, um sinal do alto,
Nas asas de uma pomba
224 Levantemos a Ele nossas mãos e cantemos:
Nas asas de uma pomba branca como a neve,
Que Deus enviou Seu puro, doce amor,
Um sinal do alto,
Nas asas de uma pomba
Noé navegou
Sobre o dilúvio por muitos dias,
Ele procurou por terras,
De várias formas;
Teve alguns problemas,
Porém não do alto,
Porque Deus lhe deu Seu sinal
Sobre as asas de uma pomba.
Sobre as asas de uma pomba branca como a neve,
Deus enviou Seu puro, doce amor,
Oh, um sinal do alto
Sobre as asas de uma pomba.
Jesus, nosso Salvador,
Veio um dia à terra;
Nasceu num estábulo,
Numa manjedoura de feno;
Embora rejeitado aqui,
Mas não do alto,
Porque Deus nos deu Seu sinal
Sobre as asas de uma pomba.
Nas asas de uma pomba branca como a neve,
Deus enviou Seu puro, doce amor,
Um sinal do alto,
Nas asas de uma pomba
225 Ora, sou um homem velho, sofri por toda minha vida, por que Ele me curou agora? Eu creio que cavalgarei esta trilha novamente, tenho que trazer uma Mensagem! E eu digo ao meu Pai, nesta noite, (como Junior viu um — um sonho outra noite nas asas desta Pomba se movendo nestas janelas aqui), Senhor, Teu servo se dispõe ao serviço. Amém, estou pronto!
Nas asas de uma pomba branca como a neve,
Deus enviou Seu puro, doce amor,
Um sinal do alto,
Nas asas de uma pomba
226 Creiamos que Ele está se movendo sobre a audiência.
Nas asas de uma pomba branca como a neve, (estamos esperando, Senhor)
Deus enviou Seu puro, doce amor,
Um sinal do alto,
Nas asas de uma pomba
227 Vocês que têm cartões de oração, neste corredor, dêem um passo até aqui; fiquem de pé, passem para este corredor aqui, por este lado.
Nas asas de uma pomba branca como a neve,
Que Deus enviou Seu puro, doce amor,
Um sinal do alto,
Nas asas de uma pomba
228 Aqueles com os cartões de oração nesta fila, vão para a sua esquerda.
Nas asas de uma pomba branca como a neve,
Deus enviou Seu puro, doce amor,
Um sinal do alto,
Nas asas de uma pomba
229 Aqueles… [espaço vazio na fita. Ed.]
Oh, nas asas de uma pomba branca como a neve,
Deus enviou Seu puro, doce amor,
Um sinal do alto,
Nas asas de uma pomba
230 De onde veio a pomba ali no deserto? Eu diria isto: Deus viu que Abraão tinha necessidade de um cordeiro como sinal, Ele é Jeová-jire, “O Senhor pode prover para Si mesmo o sacrifício.” Pensemos nisso! O mesmo Deus, através da mesma inspiração, pela mesma classe de gente, enviou uma pomba. Ele continua Deus, Jeová-jire pode prover qualquer coisa de que Ele tenha necessidade.
231 Enquanto você está vindo através desta fila de oração agora, não pediria a Deus para prover para você sobre as asas de uma Pomba? A Pomba, Espírito do Espírito Santo, que lhe dê fé em seu coração para crer que você será curado.
232 Estou tentando fazer com que todos se ponham de pé. Veja você. Estou pedindo agora. O irmão Brown está em seu lugar. Irmão Jack… O que disse? [Alguém fala com o irmão Branham — Ed.] Tudo bem, bom. Este lado aqui, venham por este lado primeiro, que está em fila. Este lado aqui atrás siga atrás deles. Estes sairão bem atrás da ala. E vocês sairão bem atrás destes aqui, darão a volta para receberem oração.
233 Agora, tenho certeza que esta não será uma fila rápida, vamos apenas tomar um pequeno tempo para que realmente possamos orar por cada um, até onde pudermos.
234 Agora, deixei minha mensagem só um pouquinho mais curta (e todos vocês notaram isto, vejam) para que eu pudesse ter esta fila de oração. Esta é uma fila memorial em honra àqueles dias em que o irmão Jack Moore, o irmão Young Brow, suas esposas o permitiram ir, e fomos à Califórnia, e através de todo o Arizona (juntos, através do deserto), e oramos pelos enfermos.
235 Sabe de uma coisa? Há pessoas vivendo hoje que era para estarem morta então, e ainda continuam vivas por causa daquele esforço. O que isto fez? Fez espalhar a cura Divina em cada igreja que há no país, mesmo entre os Presbiterianos e os demais. Eles… Isto calou suas bocas, pois foi necessário Deus ungir a alguém para matar Golias, para demonstrar que isto podia ser feito, então o resto se animou (isto é correto) e a coisa continuou. Isso pode ser feito novamente, porque Ele ainda continua enviando Seu amor nas asas de uma Pomba.
236 Cristãos, eu quero que vocês ouçam. Se eu parasse aqui e tratasse de citar as coisas sobrenaturais que eu tenho visto acontecer mesmo nestes três anos passados, eu permaneceria aqui até sábado à noite, lhes contando. Eu não falo muito sobre estas coisas, porque parece quase impossível, porém digo a Verdade. Isto é exatamente a Verdade. Estamos vivendo sob a liderança do Todo Poderoso Jeová, o Mesmo que esteve com o profeta do Antigo Testamento, com a Igreja do Novo Testamento, Ele está aqui hoje tirando uma Noiva dos gentios por amor de Seu Nome. Creia Nisto! Não crê você, gente? Se alguma vez você creu Nisto, creia Nisto agora mesmo. Este é aquele… Eu quero que você o faça . Não sabemos o que está por acontecer ainda nesta noite. Não sabemos o que haverá de suceder. Estamos simplesmente esperando, sob expectativa.
237 Por favor, em Nome do Senhor Jesus, eu lhes peço como Seu servo. Eu sei que quando se trata com congregações, você tem tudo misturado ali. Porém se você crê que sou Seu servo, se há uma partícula de dúvida (ou pecado é — é “dúvida, incredulidade”), se há uma partícula disto em seu coração, peça ao Pai que tire isto agora mesmo. Vêem? “Senhor…” E então quando você vem com fé genuína… Agora, minhas mãos não significam nada a menos que Aquilo te atinja primeiro; então quando isto chega, te alumiará, você será curado. Isso é correto, você saberá que tem sido curado. Vêem, você crerá nisto.
238 Agora, eu vou orar por cada um de vocês. E eu… Quando fizermos isso, ponham suas mãos uns sobre os outros também, então nós… E você estará orando pela pessoa sobre quem você tem suas mãos, então eu lhe farei passar pela fila. Ponha suas mãos sobre alguém que esteja com você na fila.
239 Querido Deus, eu — eu não conheço outra forma de dizer estas coisas, Senhor. Tão somente sei dizer o que sei que é a Verdade, e Tu és minha Testemunha nesta noite de que estou dizendo a Verdade. Minha fé, Senhor, e a minha própria cura no futuro; eu não sei quando, não sei como, não compreendo isto; porém o creio Nisto, Senhor, que recebi o Sinal do alto. Finalmente apareceu a sétima pomba aqui, a sétima polegada acabou rapidamente com o animal. Está terminado!
240 Deus, eu quero servir a Teu povo. Então eu oro Deus, que Tu nos unjas nesta noite de tal forma que todo aquele sobre quem pusermos nossas mãos, possa ser curado; não porque sejamos nós, mas porque estamos seguindo Teu mandamento. Tu disseste: “Estes sinais seguirão aos que crerem.” Senhor, ajuda-me a crer, e ajuda que seus corações sejam o lugar de habitação da fé. E permita, juntos, para a glória de Deus, que cada pessoa enferma e aflita neste edifício (ou qualquer edifício nesta terra), que esteja obedecendo este mandado agora, seja curada. No Nome do Senhor Jesus Cristo, eu peço isto. Amém.
241 Tenha fé; todos vocês orem conosco. Agora, essa não é uma fila de discernimento.
242 [Espaço vazio na fita — Ed.] Depressão, medo, eu sei o que isto… Pobre coisinha, ela disse que ela nunca teve paz na vida. A mesma coisa que…?… Não pode dormir, nervosa, tensa.
243 Querido Deus, seja minha Testemunha, Senhor, que tenho dito a Verdade. Como eu sinto por esta pequena mulher! Eu oro, Deus, para que Tu a envies neste noite, aquela faixa de fé do alto que conhece que Tu estás obrigado para com Tua Palavra, e Tu guardas cada Palavra. Que o Deus do Céu tire este medo da minha irmã. E eu Te obedeço impondo minhas mãos sobre ela e reprovo isto. No Nome de Jesus Cristo, que isto possa sair dela. Amém.
244 Agora, veja irmã, creia em mim agora, se você puder começar bem daqui, ao lado da cruz. Desta noite em diante, negue que você está com isto. Veja, vá em frente dizendo: “Eu não tenho isto mais.” Então isto te deixará.
245 Irmã Palmer, nossa irmã, irmã Palmer; o seu esposo é um amigo meu muito querido, um ministro da Georgia ou Alabama, Georgia — Georgia. E ela estava vindo ao Tabernáculo… Eles dirigem, quando estou pregando no Tabernáculo, mil e quinhentas milhas para ouvir um culto. O irmão Palmer perdeu o controle de seu carro, ou o rapaz, aquele, quando eles estavam fazendo a curva, e eles tiveram um acidente. Ela sente a consequência daquilo. Vamos orar:
246 Querido Deus, liberte este Teu servo, sua pequena esposa, fiel, verdadeira, pequena serva em Cristo, eu oro, Deus, enquanto coloco minhas mãos sobre ela juntamente com o meu irmão Jack Moore aqui, que Tu a cures e a deixe bem. No Nome de Jesus. Amém.
247 Com o pé direito, e você está de pé por ele? Seu garotinho é aleijado, ele tem uma dor no seu estômago e nas costas. Oremos:
248 Querido Deus, que aquela Pomba branca como a neve possa mergulhar em seu coração neste momento, “Ferido por nossas transgressões, moído por nossa iniquidade, pelas Suas pisaduras somos sarados.” Eu peço que isto seja assim para o nosso irmão e para o seu filhinho, no Nome de Jesus Cristo. Amém.
249 Fortes dores de cabeça, e uma indisposição na perna que o incomoda enquanto ele está trabalhando.
250 Querido Deus, conceda a Tua bênção de cura sobre este jovem, enquanto nós como servos de Deus colocamos nossas mãos sobre ele. No Nome de Jesus Cristo. Amém.
251 Ela tem um problema de senhora, feminino, e ela também deseja o Batismo com o Espírito Santo.
252 Querido Deus, enquanto te ofereço esta oração de fé por esta pequena senhora, que o problema feminino possa acabar, que o Batismo com o Espírito Santo possa vir nas asas de uma Pomba, no Nome de Jesus Cristo. Amém. (Deus te abençoe, irmã)
253 Tumor no seu olho, e por sua amada companheira.
254 Querido Deus, Tu conheces os corações dos homens. Eu oro a Ti Pai, no Nome de Jesus, que Tu concedas esta petição que este irmão solicitou; e nossa obediência à Tua Palavra de impor as mãos sobre ele. No Nome de Jesus Cristo. (Deus te abençoe, irmão)
255 Ela tem um tumor em seu lado esquerdo, e a sua voz também está ruim.
256 Querido Deus, eu oro para que Tu cures esta irmã; coloco as mãos sobre ela no Nome de Jesus Cristo, que ela seja curada. Amém. (Deus te abençoe, minha irmã)
257 Pobre irmã, vejo o seu problema, membro inchado. Rim, vesícula, e um tornozelo fora do lugar.
258 Oh Pai, Deus, cure esta preciosa mulher, Senhor, eu oro, enquanto coloco as mãos sobre ela no Nome de Jesus Cristo. Amém.
259 Deus te abençoe, irmã; esta é a maneira, isto será feito.
260 Vocês ouviram isto, não ouviram, no microfone? Seja quem estiver no… o técnico, se você aumentar isto só um pouquinho, a audiência pode ouvir seu teste-… ou o que elas dizem quando passam. Estejam em oração por elas quando vocês ouvirem; quando eu começar a orar, você ore comigo.
261 Querido Deus, eu oro por esta nossa irmã, para que Tu a cure, querido Deus. Estamos fazendo isto porque é o Teu mandamento. No Nome de Jesus Cristo. Amém.
262 Querido Deus, Tu ouviste aquele testemunho, Tu ouviste o que o inimigo fez com ela. Estamos tentando tomar o Nome de Jesus e derrotar este inimigo; ele já está, porque a ferida, atingida Pomba pousou no solo da Casa de Deus com uma Mensagem, “Está consumado!” Conceda isto, que ela possa crer nisto, Pai, no Nome de Jesus.
263 Querido Deus, eu oro para que Tu cures esta nossa irmã. Que a Pomba de Deus possa lhe testemunhar nesta noite que Ele fez isto por ela, que ela posa ficar boa. No Nome de Jesus. Amém.
264 Querido Deus, eu coloco as minhas mãos sobre o meu irmão que está aqui de pé. Ele teve fé suficiente para vir até aqui, Senhor, que ele receba a sua cura agora e possa ir curado para o seu lugar. No Nome de Jesus. Amém.
265 Querido Deus, eu oro por nosso irmão, imponho as mãos sobre ele. Ajude, querido Deus, que a fé de Deus possa imergir exatamente neste momento; e sendo como Abraão, chamando aquelas coisas que são, como se elas — não fossem, pois Deus fez a promessa. No Nome de Jesus. Amém.
266 Querido Deus, Tu és Aquele que podes fazer a decisão verdadeira. Eu oro, querido Deus, como esta jovem senhora pediu por isto, que ela possa receber isto no Nome de Jesus Cristo. Amém.
267 Querido Deus, eu coloco as minhas mãos sobre a nossa irmã em obediência ao que Tu disseste para fazer. Isto nos leva a muitos anos atrás, Senhor, desde que tínhamos uma fila de oração assim; mas sabemos o que aconteceu então, sabemos que Tu és o mesmo Deus hoje e o povo pode ter a mesma fé hoje. Eu oro no Nome de Jesus pela cura de nossa irmã. Amém.
268 Querido Deus, eu coloco as minhas mãos sobre o meu irmão aqui e peço por sua cura, no Nome de Jesus Cristo. Amém.
269 Pai, eu trago diante de Ti nesta noite esta nossa irmã, e coloco minhas mãos sobre ela para testemunhar que estou aqui como testemunha da Tua força, de pé como testemunha das Tuas visões, da Tua Palavra, e sou testemunha que Tu és Deus. E coloco as mãos sobre ela em obediência a Palavra do meu Deus, e peço por sua cura. Amém.
270 Querido Deus, do mesmo modo eu coloco as mãos sobre o meu irmão, como testemunha da Tua força eu peço por sua cura no Nome de Jesus Cristo. Amém.
271 [Espaço vazio na fita-Ed.] “O que?”
272 Ela disse, “O Curador.” Disse que “Um homem de algum lugar ali em cima, lá em cima em Arkansas, havia sido curado naquela manhã, um velho sapateiro cego.” (Vocês conhecem a história, saiu no rádio)
273 E eu disse… eu pensei… eu fiz o papel do hipócrita. Eu disse: “Não crê você que esta é a Verdade?”
274 Ela disse: “Sim, senhor, eu creio.”
275 E eu disse: “Você crê neste dia quando Deus faz algo assim, quando…”
276 Ela disse: “Senhor, eu escutei aquele programa religioso.” Ela disse: “Eu sou uma Cristã.” Ela disse: “Eu ouço os programas, eu ouvi a respeito daquele homem ali em cima que foi curado nesta manhã, aquele sapateiro cego. Eles o colocaram para fora da igreja, ele estava fazendo muito barulho, de uma igreja para a outra. Com o seu chapéu numa bengala, agitando-a, correndo de um lado para o outro na igreja. Ele saiu por todas as partes da cidade, gritando: ´Estou curado! Estou curado!` Um sapateiro cego!”
277 Eu disse: “Você crê nisto?”
278 E ela ficou parada ali um pouquinho, estava como que garoando, ela disse: “Senhor, se você me colocar onde ele está, então encontrarei meu Pai.” Então me senti como que daquele jeito.
279 Eu disse: “Talvez eu seja aquele que você está procurando.”
280 Ela disse… me agarrou pela lapela do paletó, ela disse: “Você é o Curador?”
281 Eu disse: “Não, irmã, mas eu sou o irmão Branham.”
282 Ela disse: “Tenha misericórdia!” Eu lembrei do pobre velho cego Fanny Crosby, “Enquanto estiveres chamando os outros, não me ignores.” Veja, Ele havia curado um, Ele podia curá-la.
283 Eu coloquei minhas mãos sobre os seus olhos, eu disse: “Querido Jesus, certo dia uma velha rude cruz desceu aos trancos rua abaixo, o sangue escorria por aqueles ombros, o pequeno frágil corpo que praticamente caía sob o peso. Um homem de cor chamado Simão, de Cirene, chegou e apanhou a cruz, O ajudou a carregá-la. Tenho certeza que Tu Te lembras disto, Pai. E um dos Teus filhos está tateando aqui nas trevas, tenho certeza que Tu compreendes.”
284 Ela disse: “Glória a Deus! Eu posso enxergar!” (uh-huh)
285 Eu disse: “Você pode ver?”
286 Ela disse: “Sim, senhor.”
287 Eu disse: “Conta aquelas luzes.” E ela as contou. Eu disse: “Qual a cor do terno que estou usando?”
288 Disse: “Você está usando um terno cinza, com uma gravata amarela.” Era aquilo mesmo, ela podia enxergar.
289 Oh, Deus respeita a humildade (uh-huh):
Isto por si mesmo fará, fará cumprir a tremenda vitória no Amor Divino.
290 Querido Deus, tenha misericórdia e cure minha irmã, no Nome de Jesus Cristo. Amém.
291 Querido Deus, enquanto tomo esta frágil, mão enrugada, somente Tu sabes o que se passou por aqui. Eu oro, querido Deus, que a mesma mão que tenho nesta noite possa abraçar como aquelas mãos frágeis de Simeão naquele dia, “Senhor, descanse Teu servo em paz, pois agora eu vejo a Tua salvação.” Que isto possa vir sobre ela, Senhor, a Tua salvação, e que ela possa ficar bem no Nome de Jesus. Amém.
292 [Espaço vazio na fita- Ed.] Em O Julgamento, o Sr. Incredulidade acusou Jesus Cristo. Vocês recordam O Julgamento? Como que o… Eles tinham o — o advogado e tudo mais, e quem ficava do lado de quem. E nós tínhamos o — o promotor público, Satanás, que iria processar; quando o julgamento fosse encaminhado.
293 E ele disse, um, o Sr. Duvidador, ele subia e dizia: “Eu ouvi um pregador dizer, ‘Unja o enfermo com azeite, a Bíblia diz isto.’ Eu fui ungido com azeite, não fui curado. O outro dizia: Coloque as mãos sobre o enfermo, ele sarará.’” Ele estava tentando processar.
294 Mas quando a testemunha chegava, era assim, “Deus lhes dizia, dizia: ‘Você…’” Ele dizia: “Faz cinco meses que colocaram as mãos sobre mim, e a Sua Palavra diz que ‘Coloque as mãos sobre os enfermos e eles sararão.’ E as mãos foram colocadas sobre mim através dos Teus servos, e eu ainda não sarei. Portanto Você é um embusteiro falso, porque a Sua Palavra não cumpre o que Ela diz.”
295 Então quando a testemunha subia, a verdade era, que a “Sua Palavra é a verdade. Ele nunca disse quando Ele faria isto, Ele disse: ´Estes sinais seguirão àqueles que crêem; se colocarem suas mãos sobre os enfermos, eles sararão.’ Vêem? Veja, foi isto que Ele disse: ‘Eles sararão.` Então se está propenso a um milagre que simplesmente acontece bem assim ou se é apenas uma obediência a Deus, isto depende Dele na pessoa. Vêem? Mas se a pessoa crê Nisto, não me importa o quanto isto demore. Ele disse a Abraão: ‘Você terá um filho através de Sara.` Por vinte e cinco anos o bebê não apareceu. Ele disse a Noé que ‘iria chover.’ Noé teve o dilúvio… a — a arca foi construída para a inundação, muitos, muitos anos antes do dilúvio chegar, mas ele sabia que iria chover. A Bíblia diz: ‘A oração da fé salvará o enfermo, e Deus o levantará.’ Quando? Ele não disse. Deus é justo, Ele é a verdade, apenas leia o que a Sua Palavra diz.”
296 É isto que tenho feito nesta noite, impor as mãos sobre os enfermos. Agora, eu creio que cada um deles será curado. Eu creio, cada um deles. Crê você do mesmo modo? Creia agora por estas pessoas aflitas.
297 Há uma pequena senhora aqui, parece que eu a conheço, eu orei por ela ontem a noite, ali fora na fila de oração. Qual é o seu nome? Chambers… Chambless. Se esta pequena senhora tivesse vivido — tivesse vivido normalmente, não tivesse aflita, ela com certeza foi uma bela mulher. E ela está assentada ali agora, tremendo. Um excelente, amável espírito na garota. E ela está assentada ali sacudindo assim. Oh, como isto parte o meu coração. Como teria eu desejado… como eu gostaria!
298 Aqui está um bebezinho, segurado por uma senhora assentada aqui. Sua linguinha está para fora, seu corpinho está afligido. E se este fosse o meu pequeno José? E se fosse o meu netinho Paul? E se fosse Rebeca assentada ali atrás, ou Sara? E se a Sra. Simpsom aqui fosse a minha esposa Meda? Este homem jovem assentado aqui fosse o Billy Paul? Esta mulher idosa assentada aqui fosse a minha mãe? Recordem, é o bebê de alguém, irmã de alguém, filha de alguém, e filho de alguém. Vêem? Sou seu irmão, Ele é nosso Salvador. Tudo que posso fazer é… a fé que tenho é oferecida em favor deles. Isto é tudo que sei.
299 Agora, o Senhor pode me mostrar uma visão, Ele poderia me dizer qual é o problema com cada um deles. Eu posso te provar isto, veja, você sabe disto. Porém aquilo não os cura. Aquilo não os cura. Não, algo tem que cair dentro deles, veja. E eu espero…
300 Como eu poderia subir aqui e pegar cada um de vocês e vos batizar no Nome do Senhor Jesus Cristo, isto não perdoa os seus pecados. Não, não! Não, eu não creio que o batismo na água no Nome de Jesus Cristo possa regenerar; eu creio que o Sangue é a regeneração, veja, não na água. Mas, veja, eu poderia batizar e batizar, mas você apenas desce um pecador seco, e sobe um molhado; veja, até que você tenha inteiramente se arrependido. Arrependa, e então seja batizado no Nome de Jesus Cristo. Vêem? E é isto que diferencia do movimento da Unidade. Não batizando para a regeneração, não; eu creio que é o Sangue que limpa, não a água. Vêem? Arrependimento, e então ser batizado no Nome de Jesus Cristo.
301 Agora eu vou descer para orar. E estas pessoas são para vocês o mesmo que são para mim, talvez até mais do que — do que meus próprios parentes.
302 Agora vamos todos nos unir, e sua mão em fé, e minha mão em fé, trazendo as mãos do Senhor Jesus para colocá-las nestas pobres pessoas enfraquecidas. Você orará por mim?
303 [Espaço vazio na fita — Ed.] Aqueles com os lenços que são para os enfermos e aflitos, vocês podem apanhá-los logo após o culto. Agora me ajudem a orar por estes, vocês ajudarão?
304 Deus, nós Te agradecemos, Senhor, pelo que Tu tens feito nesta noite. Nós Te agradecemos antecipadamente pela cura de cada pessoa que passará pela fila. Querido Deus, eu oro sobre estes lenços, talvez por alguns que nem mesmo puderam vir a reunião, e seus queridos trouxeram os lenços. Fomos ensinados na Biblia que eles tiravam do corpo de Paulo, lenços o ou aventais. Agora, aquelas pessoas ali atrás viveram na Tua presença, elas Te viam na rua, elas Te viam em suas reuniões, e elas viam Teu próprio Espírito sobre Paulo. E eles sabiam que não era aquele homem, era o Teu Espírito que estava dominando a sua vida, pois vimos Paulo fazer as mesmas coisas que Tu fizeste.
305 E agora, Senhor, as pessoas deste dia vêem o mesmo Deus vivendo em Sua Igreja com o Seu povo. E elas trouxeram estes lenços, para que eles possam ser levados daqui para seus queridos. Conceda isto, Deus, que cada um deles possa ser curado na Tua própria maneira. Não pedimos para que alguma coisa específica seja feita ou alguma determinada maneira ou de alguma natureza; nós apenas pedimos: “Na Tua própria maneira, Pai, cure-os.” Para a glória de Deus, eu ofereço esta oração da fé sobre isto. No Nome de Jesus Cristo. Amém.
306 Eu tive um momento maravilhoso de companheirismo ao redor de sua fé, sua presença em Jesus Cristo. Esta será uma reunião que eu lembrarei por muito tempo pelo que aconteceu: amor, cooperação, companheirismo.
307 E agora, até nos encontrarmos outra vez, que o Deus do Céu possa te guiar. Aquele que faz as estrelas brilharem mais a noite iluminando o caminho quando chega o escurecer, que Ele possa iluminar o teu caminho com a Estrela de Belém para te guiar a uma vida completamente rendida a Sua Palavra, é a minha oração.
Até nos encontramos, até nos encontrarmos,
Até nos encontrarmos aos pés de Jesus;
Até nos encontrarmos, até nos encontrarmos,
Deus esteja contigo até nos encontrarmos novamente.
308 Agora vamos ficar de pé. Minha Fé Olha Para Ti…?… Eu… bem, eu mudarei isto. Eu creio que assim está ótimo:
Minha fé olha para Ti,
Tu Cordeiro do Calvário,
Salvador Divino!
Ouça-me agora enquanto oro,
Tire fora todo meu pecado,
Oh, que deste dia em diante
Seja totalmente Teu!
309 Agora vamos estreitar as mãos uns dos outros enquanto cantam:
Enquanto trilho este escuro labirinto da vida,
E as mágoas se espalham ao redor de mim,
Sejas Tu meu Guia;
Faça com que as trevas se tornem dia,
Enxugue as lágrimas de tristeza,
Nunca me deixes afastar
Do Teu lado.
310 Sente-se melhor agora, não sente?
Nas asas de uma pomba branca como a neve,
Deus envia o Seu puro, doce amor,
Um sinal do alto,
Nas asas de uma pomba.
Agora nas asas de uma pomba branca como a neve,
Deus envia o seu puro, doce amor,
Um sinal do alto,
Nas asas de uma pomba.
311 Esta é a nossa mensagem de encerramento para esta campanha:
Nas asas de uma pomba branca como a neve,
Deus envia o Seu puro, doce amor,
Um sinal do alto,
Nas asas de uma pomba.
312 Vamos inclinar nossas cabeças. Enquanto as rodas sussuram o cântico indo para casa, eu confiarei que isto… vocês ouvirão o sussuro das rodas, o barrulho do motor:
Nas asas de uma pomba branca,
Deus envia o Seu puro, doce amor,
Um sinal do alto,
Nas asas de uma pomba.
[O irmão Branham começa a sussurrar o corinho — Ed.]…pomba,
Deus envia o Seu puro, doce amor,
Um sinal do alto,
Nas asas de uma pomba.
313 Com suas cabeças inclinadas, eu lhes entrego ao vosso… Irmão Noel.

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading Facebook Comments ...
Loading Disqus Comments ...