PARADOXO
10 de dezembro de 1961
Jeffersonville – Indiana – E.U.A.
Tradução – GO


1 Bom dia amigos. É um privilégio estar aqui novamente esta manhã. E, agora, eles me disseram que tinham tido uma reunião especial, e tinham alguns minutos. E eles desejavam que eu viesse ouvir estes minutos, nos quais, se eu tivesse alguma coisa para dizer a favor ou contra isto, acerca, disseram que havia alguma coisa sobre entrevistas, eles tinham tido alguns problemas. Eu acho que foram grandes. Aquilo me dá chance então que me faculta.
2 Há muitos, eu acho que por volta de seiscentos nas listas de espera agora, vejam, de entrevistas especiais. E eu estou sempre obrigado para com minha palavra, estar com cada um até que ouçamos de Deus, para aquela pessoa, vê. E então se a gente faz isto, você deve ter uma pessoa na lista ali aguardando, ou talvez com aquela única pessoa, aguardando por duas ou três semanas por aquela única pessoa, vê, até que realmente ouvimos de Deus; vindo juntos; orando juntos; voltando; separando, voltando juntos, orando juntos; até que tenhamos o Assim Diz o Senhor para aquela pessoa. Bem, naquele tempo, vêem, há outras coisas.
3 Agora deste modo, o modo que eu entendo isto, correto, cada um escreverá seus pedidos, seja o que for, e simplesmente os passam para mim. E me deixam ter isto, e então me deixem orar por estes pedidos, então eu posso chamar estas pessoas para onde… Era dessa, era dessa forma que era? (O irmão Neville diz, “Amém” – Ed.). Agora, está, está bem. Vejam, e talvez enquanto eu estou esperando com esta única pessoa, eu poderia ter cem ou duzentas pessoas, exatamente neste, neste grupo aqui, onde estou esperando com uma. Porque desta forma, me dará a oportunidade então para poder ver mais pessoas. Eu – eu realmente gosto disto. Qualquer um que aceitar esta idéia, bem, eu creio ser muito boa. Correto.
4 E assim, agora, esta tem sido uma das grandes semanas para mim, estas duas últimas semanas. Eu tenho estado fora diante do nosso Senhor, como vocês entendem.
5 Porém, eu acho que, antes de começarmos o trabalho, eu acho eu… e alguém que eu conheço, eu tenho um neto aqui em alguma parte no edifício, e talvez…se ele é um Branham, ele é desordenado, correndo ao redor aqui em algum lugar, talvez, então ele é – é um que tem que tomar estas instruções, então ele está em algum lugar aqui em redor. Eu creio há um serviço de dedicação, e para as outras mães que têm seus pequeninos. Bem, se o irmão Teddy, eu creio que é, vier ao piano, nós cantaremos o nosso velho e familiar hino de dedicação de nenês, “Traga-os para dentro”.
6 Agora, muitas pessoas, em muitas igrejas, elas aspergem os bebês. E nós tentamos simplesmente seguir a direção da Bíblia, simplesmente tão de perto quanto eu saiba como seguí-La. Agora, não há lugar na Bíblia onde eles aspergiram um adulto, quanto mais um bebê. Em nenhuma parte que já tenha havido aspersão, nunca foi ordenada por Deus, um bebê ou um adulto.
7 No entanto, há na Bíblia, onde trouxeram pequenas crianças a Jesus, e Ele levantou Suas mãos e as colocou sobre os pequeninos, e os abençoou, e disse: “Deixai vir a mim as criancinhas”. Agora, é a nossa… nossa forma de fazer isto aqui. E agora, como seus servos, nós os levamos adiante – diante de Deus, em oração; e se houver alguém aqui que tenha o seu bebê que não tenha sido dedicado…
8 Nós não cremos em batizar, de forma alguma, estes bebês. Porque, eles não têm pecado. “Eles nasceram em pecado, foram formados em iniqüidade, vieram ao mundo falando mentiras”, mas eles não têm nada do que se arrependerem. E o batismo é para arrependimento e remissão de pecados. Então, seus bebês não têm do que se arrependerem, e quando Jesus morreu na cruz. Ele limpou todo o pecado. E agora quando nós temos idade suficiente para sabermos que temos que nos arrepender pelo que nós temos feito, então nós somos, e reconhecemos que Cristo morreu por nós, e então nós somos – nós somos batizados então por Sua morte e levantados para Sua ressurreição. O Senhor permitindo, no próximo domingo eu terei isto, o Senhor…se Deus quiser.
9 Agora, por esta razão, nós os trazemos e os dedicamos. Qualquer mãe, qualquer igreja, qualquer credo ou qualquer cor, tudo mais, nós dedicamos todas as criancinhas ao Senhor Jesus Cristo.
10 Agora, irmão Teddy, se você nos deixar cantar este, “Traga-os para dentro”, se você desejar. Muito bem. Vamos todos juntos agora.
Traga-os para dentro, traga-os para dentro
Traga-os para dentro vindo dos campos de pecados,
Traga-os para dentro, traga-os para dentro.
Traga-os errantes para Jesus.
11 Na visão que eu tive logo após a partida de minha mãe, o hino que eu estava dirigindo, é “Traga-os para dentro”, quanto às pequenas crianças, tragam-nas.
Você virá, irmão Neville.
12 Eu conheço este menino. Billy diz: “Não o deixe cair. Não o deixe cair”. Sim. Este é William Branham, três gerações e três nomes. Ele está me olhando esta manhã também. Apenas alguma coisa sobre eles, é uma espécie de aparência inocente, vocês sabem. E ele é William Paul Júnior. E então nós estamos agradecidos, e eu estou nesta manhã, por entregá-lo ao Senhor Jesus, dos braços de seu pai, (meu filho), o neto, para uma vida de serviço; bênçãos sobre o pai e mãe.
Curvemos nossas cabeças.
13 Nosso Gracioso Pai Celestial, eu sei que estou saindo para tomar a estrada, quando eu seguro meu neto em minhas mãos.
14 Mas estou pensando em Jacó, quando ele trouxe seus netos entre seus joelhos, quando ele era um homem velho, Efraim e Manasses; abençoou aqueles filhos, e concedeu-lhes as bênçãos espirituais que permaneceram até este dia. Como ele cruzou suas mãos de um para o outro, levando as bênçãos dos judeus aos gentios, na cruz. Deixe o Deus dos Céus se aproximar agora.
15 Este neto, que Tu me tens dado, Senhor, através de meu filho e de minha nora! Eu estou pensando nela sendo estéril, não podendo dar à luz, e vindo naquele dia de Yakima, Washington, quando ela estava chorando, e disse, “Eu desejo ter uma criança”.
16 Teu Espírito desceu dentro do carro, e alí eu disse, “Você a terá”. E hoje eu seguro este saudável garoto em minhas mãos; Tua Palavra falada, Tua promessa.
17 Agora, Senhor, na simplicidade de nossas ações, nós colocamos este bebê, por fé, nas mãos do Senhor Jesus; que Ele estando aqui na forma do Espírito Santo, tome o bebê em Seus braços e Seu cuidado, e o guie através da vida. Dê a ele saúde e força, uma vida longa, se Tu tardares. E possa o bebê ser usado para Tua glória. Que o Poder do Deus vivo repouse sobre a criança. Se ele viver para ser um homem, e Jesus tardar, que ele possa pregar o Evangelho. O Poder de Deus que o deu para sua mãe e pai, que nunca se separe dele.
18 Abençoe seu pai e sua mãe. Possam eles serem levantados , e possam eles criarem este bebê na atmosfera cristã. Que, todo treinamento humano possível que possam fazer, este bebê tenha isto.
19 Agora, pequeno Billy Paul Branham, eu te entrego ao Deus Todo Poderoso, em dedicação, no Nome de Jesus Cristo. Amém.
20 Há alguma coisa acerca das criancinhas, que eu acho muito agradável!
21 Eu me lembro de Loyce, ele chorava e apertava suas mãos. Ela é realmente nervosa. Loyce saiu de grandes tribulações, apenas uma pequena garota de Kentucky que teve uma vida difícil. E ela… Uma noite, Jesus apareceu para ela, parado no frio. E ela vei ocorrendo para casa, por volta da meia noite, e ela e Billy, depois de se casarem, e eles…ao lado do casal ali, eu coloquei o meu braço em volta dela e a conduzi ao Senhor Jesus.
22 Ela queria ardentemente filhos. Eles estavam casados há vários anos. E vindo de Yakima um dia, ela parecia chorar. Era…o Espírito Santo entrou e lhe disse de um problema feminino que ela havia tido, tinha sido a razão pela qual ela não poderia ter filhos. Então o Espírito Santo veio outra vez e aboliu aquele problema e lhe deu bênçãos. Eu o dediquei agora mesmo. Há um…
23 Eu tenho algumas pequenas coisas escritas aqui, que eu quero dizer primeiro, antes de lermos o texto. Primeiro são as reuniões futuras, eu tenho escrito. Que será o próximo domingo, sendo a vontade do Senhor. Eu seu que está gelando e ficando ruim nas estradas.
24 E nós temos pessoas aqui que vieram da Geórgia, e Alabama, Flórida, Ohio e Ilinois. E este pequeno grupo de pessoas é formado de todas as partes.
25 Algumas das pessoas que me falaram, disseram: “Eu passei pela sua igreja ali, Billy, manhãs ali. Haviam placas de carros de todo o país aqui”.
Eu disse: “Sim”.
26 Um daqui, um dali, é a forma que eu creio que a Noiva será. “Dois no campo, e eu levarei um e deixarei o outro”. Assim por diante.
E eu – eu não quero que as pessoas dirijam em estradas geladas.
27 E creio também, que logo após o Natal agora, eu estarei saindo ao campo, o Senhor permitindo. Tenho cerca de quinze trabalhos diferentes acertados agora.
28 E eu quero anunciar no próximo domingo, o Senhor permitindo. Eu quero ensinar uma mensagem de real projeção para mim. Eu tenho estudado esta semana e na semana anterior a história bíblica e eu quero falar sobre o assunto de cristianismo versus paganismo, então, ou idolatria; no próximo domingo.
29 E então no próximo domingo é véspera de Natal, próximo domingo e domingo, uma semana, ou melhor, me desculpem. Domingo, uma semana, é véspera de Natal. Agora se eu transmitir uma mensagem, e aqueles, alguns de meus amigos que vieram ao Alabama, Mississipe e Geórgia, e ao redor assim, as pequenas crianças ficarão desapontadas na noite de Natal. E se o Senhor colocar em meu coração para trazer a Mensagem de Natal para a Igreja, eu trarei então, se Deus permitir, eu prometo a cada um que estiver fora da cidade, vêem, eu lhes enviarei a fita eu mesmo, vêem. Então vocês não têm que deixar seus filhos na noite de Natal, véspera da noite de Natal. E então eu – eu enviarei a vocês a fita, em minhas recomendações da reunião. E recordem isto.
30 Outra coisa, vocês sabem, vocês – vocês não podem esperar que todo mundo acredite em tudo que a gente diz. Isto realmente – isto realmente não funciona desta forma.
31 Eu me esqueci esta manhã, saindo rapidamente no intuito de chegar aqui. Eu olhei para cima…Irmão Wood trouxe minha esposa com eles. Eu – eu olhei e era quase hora de começar o trabalho aqui, para eu entrar. E eles me disseram, Billy me ligou na noite passada, e disse que me queriam aqui esta manhã para ouvirem estes minutos lidos na reunião.
32 Eu ia trazer a história, simplesmente para tratar de endireitar alguma coisa que eu disse. Não importa quão claro você possa tentar fazê-lo, ainda assim haverá alguém que não entende. É sobre os altares na igreja. Vêem? Alguém disse: “O irmão Branham não crê em altar na igreja”. Eu creio em um altar na igreja. Vê? Mas os altares não eram os lugares onde o povo vinha orar. Nunca houve uma chamada de altar em tempo algum na Bíblia. Ali não há tal coisa.
33 E eu quero trazer-lhes, eu trarei no próximo domingo, na história da igreja primitiva, a razão pela qual não existia altar na igreja. Porque, prostrar-se aos pés do altar é uma forma pagã de culto, de forma alguma é uma idéia cristã. Agora, eu falarei sobre isto também no próximo domingo. Porém não haviam altares na igreja primitiva, para se fazer chamada de altar. Nenhum crucifixo, nada, nada no salão, mas apenas um piso vazio. O povo era a – a igreja pentecostal no começo, como eu trarei a vocês de diferentes historiadores, no próximo domingo, o Senhor permitindo. E eu quero trazer-lhes do Ironside’s “A Primitiva Igreja Peregrina”, e de Hislop “As duas Babilônias”, dos “Pais Pré-Niceianos”, “O Concílio de Nicéia”, oh, muitos deles, Hazeltine escreveu sobre a igreja primitiva, e diferentes deles, vê você. Para mostrar-lhes que em parte alguma…
34 Até mesmo na Irlanda onde eu visitei uma igreja que os católicos chamam de um santo católico, São Patrício, mas não houve absolutamente uma partícula da história em lugar algum que fale isto. Aquele São Patrício não era nada mais do que um protestador da igreja romana. Não há em parte alguma. Ninguém pode produzir uma história que mostre que, que ele era um católico. Ele, sua, toda sua escolaridade foi do norte da Irlanda. Então quando este imperador católico veio para a Inglaterra, ele mandou matar dez mil do povo de São Patrício. E a igreja ainda continua ali hoje, suas escolas, todas no norte da Irlanda.
35 E onde ouvirem dizer: “São Patrício tirou todas as cobras da Irlanda”, vocês sabem qual era o fato histórico disto? Ele acreditava no pentecostes, que tinha poder para pegar em serpentes, tomar serpentes. Esta é a razão pela qual isto é dito, originou.
36 E Pedro sendo crucificado de cabeça para baixo, em Roma, não existe na martirologia. E eu pesquisei cada uma, em todos os lugares, e li de historiadores, tudo que eu sei disto, e ali não há nenhuma escritura que diga que tanto Paulo ou Pedro tenham sido mortos em Roma. São dogmas que começaram com a primeira igreja romana; e não é verdade. Existe uma grande quantidade. Eu entrarei nisto no próximo domingo.
37 Então outra coisa sobre qual eu tenho ouvido muito. Alguém me disse, um grande pregador de projeção, ele disse: “Irmão Branham, por que você não deixa as mulheres de lado? Ele disse: “Você sabe, as pessoas te consideram como profeta. Por que você não lhes ensina coisas altamente espirituais, onde você tenha subido, e faz com que elas subam ali, ao invés de lhes dizer sobre não cortarem os cabelos, e sobre que vestidos usarem?”
38 Se você tiver aqui, ou ouvir a fita, irmão. Se eu não puder tirá-las do jardim de infância, como poderei ensinar-lhes álgebra? Elas não têm decência e moralidade sobre si nem mesmo para deixarem os seus cabelos crescerem, e usarem vestidos como senhoras, como você vai ensinar-lhes coisas espirituais? Vêem? Muito bem. Não sabem o primeiro, não conhecem o ABC. Tratar de ensinar-lhes alguma coisa, lhes dar educação colegial quando não sabem o ABC? Deixe que primeiro aprendam o ABC, e então nós – nós continuaremos para aquilo.
39 Agora, na última semana, vocês tiveram um – um grande homem aqui no púlpito, para tomar meu lugar. Esse era o irmão William Booth-Clibborn, o qual é conhecido entre todos os pregadores, por ser o príncipe dos pregadores; grande homem, grande, grande pregador. Francamente, ele é um dos melhores da terra, em qualquer lugar. O homem pode pregar o Evangelho em sete línguas diferentes, logo você pode imaginar o que ele é. E ele é um pregador do Evangelho Completo.
40 Ele é aquele que ficou comigo naquele debate com aqueles sete pregadores da Igreja de Cristo aquela vez. E se já houve alguma pessoa que eu senti pena, foram daqueles homens após ele ter arrasado com eles. Eu – eu nunca ouvi tal coisa em minha vida. Ele os encontrou na porta e disse: “Eu pensei que vocês queriam falar sobre cura divina”?
41 E ele é tão positivo , aliás, terrivelmente positivo. Ele realmente os chamou de tudo que pôde, de “ignorantes” e tudo que vocês sabem. Então ele é realmente positivo, e aquela era a única coisa sobre ele. Se ele realmente adaptasse aqueles conhecimentos com outro pouco de amor, poderia ser diferente, vêem. E ele – ele pode estar aqui. Sim, mas eu – eu quero dizer que, assim, se ele pudesse ser apenas amável acerca disto. Porém, oh, que coisa, ele é um inglês, e ele realmente pode ficar muito agitado.
42 Mas ele os encontrou na porta e apontou seu dedo na cara deles e disse: “Vocês pulem sobre ele outra vez”, esse era eu, disse: “Eu colocarei vocês diante do público e eu realmente farei de vocês uma tropa de burros”, ele disse. E eu nunca ouvi deles desde então, vê. Sim, eu não os censuro. Eu estaria longe também. Oh, oh, porque você nunca conseguiria se pronunciar lado a lado com o irmão Booth.
43 Um maravilhoso pregador, bom homem, bom criatão, limpo, homem de moral, é tudo que eu sei sobre ele, o tendo conhecido por anos. Eu ouvi sua fita, o que ele pregou aqui, sobre o quão santo e poderoso Deus era, e como nós nascemos em pecado; e o que poderia um homem fazer que trouxesse, poderia dizer a Deus o que fazer. Vêem? E aquilo foi maravilhoso.
44 Agora, a razão pela qual eu fui esta vez, eu tive uma semana de jejum e oração, a qual conduziu-me a tomar uma decisão.
45 E eu fiz uma pequena mudança aqui, estava suposto a estar em algum lugar, essa censura, censurar aquilo que eu não quero. É isto. O que eu quero na fita, e o que você não quer na fita. Então, irmãos, se suas fitas são um pouco confusas, bem, não… Você pode cortar aquela parte fora. Agora, mas ali, daquela forma, muitos cortes, quando o irmão Mercier e eles tiveram apenas uns que poderiam tomar a fita, porque, eu as teria censurado ali, antes que pudessem deixá-las sair. Porém nisto, qualquer um pode levá-las agora, vê você? Qualquer pessoa que desejar levá-las pode fazê-lo. Então eu – eu tenho que censurá-las eu mesmo, a partir desta mudança aqui, o que eu não quero dizer, deixe isto sair das fitas.
46 Porque existem algumas coisas que eu posso dizer para todos vocês aqui, que eu certamente não desejaria que saísse com o povo. Porque, deixe-os as sós. Se um cego conduzir outro cego, eles cairão num buraco de todos os modos, vêem. Então não os ofenda. Como disse Jesus: “Não escandalizem os fariseus”. Disse: “Se desejam algum dinheiro de tributo, desçam e lancem o anzol no mar; tire de sua boca uma moeda; vá e pague isto a eles”. Disse: “Não os escandalize; simplesmente deixe-os”.
47 Mas em toda minha vida desde pequeno, eu tenho… O Senhor sempre me tem dado visões, com as quais nós estamos familiarizados aqui na igreja e, eu estou certo, de visões também, na terra onde estas fitas viajarão, e com este Bíblia aberta em minha frente, e diante de Deus eu me coloco, eu nunca soube que alguma delas falhasse. E elas têm sido sempre perfeitas.
48 E eu tive uma visão poucas semanas atrás, cerca de três semanas agora esta terça próxima; que me fez ajoelhar e levou-me para fora no deserto, para jejum e oração. E eu coloquei (sendo que aquilo é frio) roupas isolantes pesadas, como as que uso em viagens para caçada, de tal modo que não me congelaria, ali ao redor de minha toca e nas matas, e eu continuei, não…
49 Alguém disse, “Bem, irmão Branham, você foi buscar? Você deve ter subido para obter uma visão do Senhor”.
50 Eu disse: “Não, você não vai… você não faça dessa forma. Você não pode obter nada fora de Deus”.
51 Vejam, é razão pela qual as pessoas continuam dizendo nas entrevistas, dizendo: “Pergunte ao Senhor. Simplesmente permaneça com isto! Simplesmente permaneça com isto!”
52 Eu tinha uma palavra do Senhor para tomar o irmão Neville, acerca de profetizar sobre cada um que vem a este altar aqui. Deus lhe disse, realmente advertiu-lhe sobre isto, vê. Não faça isto, você o empurrará na carne e você terá um falso profeta. Vêem? Vejam, deixe-o fazer simplesmente o que o Espírito o dirigir a fazer. Vêem?
53 Não, não tente tirar nada de Deus, porque você não pode fazer isto. Ele simplesmente falará… Como Balaão, o profeta mercenário disse: “Eu só posso falar o que Deus colocar em minha boca. De outro modo, eu não posso dizer isto”.
54 E é a mesma coisa, eu gosto deste sistema que eles têm agora, assim eu posso saber o que o Senhor teria que fazer. Isto é muito bom.
55 Mas Jesus foi para o deserto, para jejuar, depois que o Espírito Santo veio sobre Ele, João testemunhou, vendo o Espírito Santo vir sobre Ele e Ele foi cheio do poder de Deus, Deus nele, e Ele foi para o deserto para jejuar, depois disto. Não antes do Espírito Santo vir sobre Ele. Vê?
56 E agora, na visão, eu posso dizer isto. Eu mencionei isto uma vez. Eu estava para cortar isto da fita, mas acho que vou deixar ir nela e…
57 Era cerca de três horas da manhã, eu acho, eu tinha acordado e olhado em minha frente e eu estava descendo para o Jordão. Parecia que eu estava sobre o mapa da Palestina, e eu descia para o Jordão. E parecia que eu podia ouvir o hino, “Estou indo para o Jordão”. Alguém o cantava. E como eu passava perto do rio eu olhei para traz e vi de quão longe eu tinha vindo, e eu estava a dois terços do caminho ali, para o Jordão. E eu olhei através do Jordão, e eu disse: “Oh, louvado seja Deus, bem do outro lado é onde todas as promessas estão! Toda promessa encontra-se na terra prometida”.
58 E então eu voltei a mim, e eu pensei, “Poderia eu ter… teria isto sido um sonho, uma vez que é noite?” Vê, uma visão é algo que você vê com seus olhos abertos, simplesmente como um sonho, você está olhando justamente naquilo. E você está – está consciente que você está como que aqui no púlpito, e você está – está de pé aqui, mas ainda assim você parece estar em um sonho. Você não pode explicar isto, não há maneira de fazê-lo. Vejam, é obra de Deus. E os caminhos de Deus são inexplicáveis. Eles têm que serem aceitos pela fé.
59 E então assim que eu assentei ali um pouquinho, ao lado desta cadeira, então como que de súbito, eis que voltou outra vez. Assim percebi então que aquilo era visão. E assim quando voltei para a visão outra vez, parecia que eu havia flutuado e assentado sobre uma – uma rodovia, uma rodovia estreita, com alguns irmãos. Eu nunca soube quem eram os irmãos. Eu olhei em volta e disse: “Agora eu estou certo e sei que isto é uma visão, o Senhor Deus está aqui”. E pareceu-me que todos estavam com medo. Eu disse, “Por que todos vocês estão com medo disto?”
60 E uma voz veio e disse, “Há tantos perigos nestes dias. Há uma grande e terrível coisa que é morte quando toca em você”.
61 E eu ouvi os ramos se amassando, e olhei e eis que veio uma imensa e monstruosa cobra rastejando por entre o mato. Eu pensei, “Agora, sabendo que isto é uma visão, então devo ver qual é – é este animal ou esta besta”. E ela rastejou rodovia acima. E tão logo que eu pude vê-la, eu percebi que era uma Mamba. Agora, uma Mamba é uma cobra africana, cuja picada é mais mortal de todas as coisas que existem. Não há nada tão venenoso como uma Mamba. E a cobra, naturalmente, representa pecado, morte. Vê? E há o… Nós temos neste país, a cascavel, e a “copperhead” e a Cottonmouth Moccasin, muitas dessas cobras, se você está em mal estado de saúde e uma te pica, ela pode te matar, se você não procurar socorro imediatamente.
62 E então – então nós vamos para a África, e nós encontramos a cobra. Há uma Cobra Preta, ela é uma cobra perigosa, ela tem uma picada mortífera, também. E há a cobra Amarela, a qual está acima dela. E a cobra Amarela, a vítima morre com uma morte horrível, ela mata de sufocação. Ela – ela paralisa o sistema respiratório. E eles – eles não podem respirar, eles simplesmente abrem suas bocas e ofegam, e tentam, e morrem assim. E essa era a espécie de cobra que estava a apenas um golpe para pegar Billy Paul, quando pegamos a cobra na África.
63 E então – então vem a Mamba, ela é mortífera. Simplesmente quando ela… Ela é tão rápida que você não pode vê-la. Ela vai para a ponta dos galhos e impulsiona a si mesma com a parte traseira de seu rabo. Simplesmente se vai! Te ataca na sua face, geralmente. Levanta-se alto e te golpeia duramente. E, quando ela te acerta, você simplesmente respira poucas vezes e se acaba. Torna-se real…não apenas paralisa, cai na corrente sanguínea, envolve os nervos, tudo, você morre em apenas poucos segundos. Aqueles rapazes nativos que seguem os rastros você pode dizer “mamba” e eles balançam suas cabeças juntos, gritam, porque é – é morte em apenas alguns segundos, vê, quando uma te pica.
64 E ali estava ela, sobre a rodovia. Eu pensei, “Bem, esta é ela”. Então eu olhei para ela. E ela olhou com raiva para mim, e ela mostrou sua língua, e veio. Mas quando ela chegou perto de mim… ela correria mais rápido, e então ela ficou mais e mais lenta, e apenas trêmula e parada, e então alguma coisa a segurou. Ela não pôde me picar. E ela virou-se para outro lado, e tentou se aproximar daquele lado. E poderia voltar e começar e a mover-se com som sibilante exatamente em minha direção, devagar e mais devagar e mais devagar e então uma parada, e então balançou-se e voltou-se. Ela não pôde me atingir.
65 Então virou-se e olhou para meu amigo, e de longe ela foi após meu amigo. E eu vi a meu amigo simplesmente pulando no ar, e sobre ele, e sobre ele, tentando, e a coisa o estava atingindo. Eu pensei, “Oh, se ela pelo menos o tocar, será morte instantânea”. Não era de se admirar que todos estivessem com tanto medo; pois quando esta coisa atinge é morte instantânea. E – e ela estava exatamente atacando desta forma, e eu lancei minhas mãos para cima e disse: “Ó Deus, tenha piedade de meu irmão!” Eu disse: “Se aquela serpente a atacar ela o matará”.
66 E então a serpente voltou-se para mim quando eu disse aquilo, e olhou para mim outra vez. E uma Voz veio de cima para mim, e disse: “A você tem sido dado poder para amarrá-la, derrotá-la, ou qualquer coisa”.
E eu disse, “Bem, Deus, que devo fazer?”
67 Ele disse, “Há uma coisa que você deve fazer, você deve ser mais sincero. Veja, você deve ser mais sincero”.
68 Eu disse, “Bem, Deus, perdoa-me por minha insinceridade, e deixe-me ter sinceridade”. E quando eu levantei minhas mãos para Ele novamente, houve alguma grande Coisa que veio sobre mim, levantou-me, pareceu como se todo meu corpo fosse carregado com Algo.
69 E eu olhei para a serpente. E então ela começou a mover-se em minha direção, e ela não podia fazê-lo, ainda. E eu disse, “Satanás, no Nome do Senhor Jesus Cristo, eu te amarro”. E a serpente, uma fumaça azul subiu dela, e ela enrolou-se e fez aquele sinal como um S, S maiúsculo feito ao contrário, um sinal de “e” &. E significa “Amarre este ou alguma coisa sobre ele”, porque ela estava vencida. Fumaça azul saiu dela, e seu rabo chocou-se consigo mesma para matá-la ao redor de sua cabeça, quando ela fez este S ao contrário, aquele “e” significa, & (como uma conjunção, vê você), chocou com ela para morte. E o irmão estava livre.
70 E eu fui e a esmaguei. Eu disse, “Agora, eu quero descobrir acerca disto, porque isto é visão”. E eu toquei sobre a – sobre a coisa, e a virei assim, parecia como que uma alça, uma alça sobre um jarro, e apenas feito de um cristal sólido. E eu disse, “Pense nisto rapidamente! Aquela fumaça azul era vida. E todas as coisas tinham deixado aquilo, todos os elementos, e tornando vidro”.
71 E então uma Voz veio novamente, e disse, “Você pode desamarrá-la, também”.
72 Então eu disse, “Então Satanás, para que eu possa saber, eu solto a você”. E quando o fiz, ela começou a voltar à vida outra vez agitando-se. E eu disse: “Eu a prendo de volta, no Nome de Jesus Cristo”, e quando o fiz, a fumaça saiu dela novamente , e chocou-se de volta outra vez e tornou-se em cristal.
73 E então quando ela fez aquilo, aquela Voz disse, “Agora você deve ser mais sincero do que você é, para fazer isto”. Então aquilo me deixou e eu estava de pé no quarto.
74 Em alguns momentos, eu ouvi um relógio despertar, e minha esposa tinha… estava se levantando. As crianças, vocês sabem como são, eu creio, em suas casas, uma diz, “O que eu vou vestir hoje, mamãe? Onde estão meus livros? E o que eu faço?” Vocês sabem. Vocês, simplesmente como em toda casa, você não pode ouvir a si mesmo, pensar, dificilmente, pois todas elas tentam se aprontar de uma só vez.
75 E – e então eu fui para a pequena sala de escritório e ajoelhei-me e eu disse: “Senhor Jesus, eu não conheço estas coisas. E o que devo eu fazer? E as crianças estarão me chamando para levá-las para a escola em poucos momentos. O que devo fazer?” E eu olhei ao redor, e minha Bíblia estava ali, e eu disse, “Senhor, se me perdoares…” Eu não acredito em abrir as Escrituras, e tirar alguma coisa da Bíblia e dizer isso, mas há vezes que Deus pode te confortar através de tal coisa. E eu disse, “Senhor, neste caso de emergência agora, antes que Seu Espírito me deixe. E eu – eu não sei o que fazer. As crianças terão uma hora ainda antes que saiam. Poderias Tu me mostrar? Se aquilo era alguma coisa que Tu estás tratando de me persuadir, Pai Celestial, então me deixe saber”.
76 E eu tomei esta Bíblia e simplesmente a puxei aberta assim, e meu polegar estava colocado em I Coríntios, capítulo 5, verso 8, quando se lê alguma coisa como isso: “Quando você vem…” Eu estava planejando jejuar ao Senhor. E eu disse a Ele que eu iria e jejuaria. Diz, “Assim quando vires a esta festa, não venha com o fermento velho ou o fermento da malícia”, e assim por diante; “porém, venha com os pães asmos da sinceridade e da verdade”, exatamente o que Ele me havia dito na visão. “Venha…” Deus é meu Juiz solene. “Venha com os pães asmos da sinceridade e verdade, é a Palavra”. Então eu vi o que Ele queria dizer. Como Ele…
77 Anos atrás, quando eu vi a Bíblia descer, eu tenho isto escrito aqui, descer; e uma mão veio do Céu a apontou para Josué, e leu os primeiros nove versos, e parou ali. Este é Josué, veio ao deserto, mas nunca… ele estava pronto para… Quando se aproximou do Jordão, Deus o chamou e disse, “Neste dia Eu começarei a te magnificar diante do povo”. E então ele tocou os filhos de Israel e atravessou o Jordão, para a terra onde…deu-lhes, dividiu com eles, a terra prometida.
78 Eu fui para o mato, e orei, e jejuei. E, agora, eu voltei para aquela árvore onde eu tinha encontrado, onde aqueles esquilos estavam, aqueles que já ouviram em outras mensagens, vejam, onde aqueles esquilos estavam. E permanecendo ali, por volta de três ou quatro horas da manhã, depois de vacilar através do mato, com a luz que podia ver, para chegar à árvore, vindo cedo porque eu fui conduzido ali. E então eu O encontrei. Deus, ajuda-me a viver sempre verdadeiramente!
79 Eu vou ler meu texto agora. Eu tenho tomado para um texto esta manhã, escrito aqui em algum lugar (oh, aqui está), Josué, no Livro de Josué, o capítulo 10. Para vocês que irão ler após mim, ou, o capítulo 10, verso 12. Eu só tenho uma hora.
80 E então eu penso, eu não estou certo, mas eu creio que Billy disse que ele distribuiu cartões de orações esta manhã, disse, “Não há muitos, mas algumas pessoas querem que ore por elas”. E quem tem cartão de oração, levante sua mão agora. Então, é isso. Bem, está bem, isto é bom. Correto.
Agora o verso 12 do capítulo 10 de Josué.
81 E agora recordem, agora, no futuro, no próximo Domingo eu desejo falar sobre Cristianismo versus Idolatria. E então eu direi a vocês daí, se o Senhor me dirige sobre a mensagem de Natal ou não. Parece que eu tenho uma mensagem em meu coração, para o povo, no Natal. E então eu direi a vocês então.
82 Agora, começando a leitura no verso 12 do capítulo 10 de Josué.
Então Josué falou ao Senhor, no dia em que o Senhor deu os amorreus na mão dos filhos de Israel, e disse aos olhos dos israelitas: sol, detem-te em Gibeom, e tu, lua, no vale de Ajalom.
E o sol se deteve, e a luz parou, até que o povo se vingou de seus inimigos. Isto não está escrito no livro do Reto? O sol pois se deteve no meio do céu, e não se apressou a pôr-se, quase um dia inteiro. (Ouçam agora)
E não houve dia semelhante a este, nem antes nem depois dele, ouvindo o Senhor a voz dum homem; porque o Senhor pelejava por Israel.
E tornou-se Josué, e todo o Israel com ele, ao arraial, a Gilgal.
83 Possa Deus acrescentar Suas bênçãos a Sua Palavra. Agora eu desejo, se for a vontade do Senhor, que vocês permaneçam comigo por alguns minutos. Eu desejo tomar um assunto estranho, curioso; lendo tal Escritura. Eu desejo vossa atenção e – e oração durante este tempo. Eu desejo tomar o assunto, de uma palavra: Paradoxo.
84 E, primeiro, eu gostaria de explicar o que é um paradoxo. No dicionário Webster, diz que um paradoxo é uma “coisa que é incrível, porém verdadeira”. Isto é um paradoxo. Alguma coisa que é quase que completamente fora da razão, que não poderia ser, mas que mesmo assim é, isto é um paradoxo. Agora eu desejo nos poucos minutos que restam ficar com esta palavra, paradoxo.
85 Agora nós temos muitas coisas que gostaríamos de referir como sendo um paradoxo. Uma coisa sobre a qual eu gostaria de me referir é, este mundo em si mesmo é um paradoxo. Sua colocação é um paradoxo.
86 Na noite passada eu estava falando com minha filha Rebekah, que está na escola secundária. E eu estava estudando aqui na Escritura, e – e estava falando com ela acerca desta leitura – deste verso aqui. E ela disse, “Papai, Josué em realidade parou o mundo, não parou?”
Eu disse, “Eu não sei o que ele parou. Ele parou o sol”.
87 Ela disse, “Ele não poderia parar o sol, porque o sol não anda”.
88 Eu disse, “Os reflexos dele percorrem a terra, e sem dúvida, ele parou tudo aquilo”.
Ela disse: “Bem, então Deus parou o mundo”.
89 Eu disse, “Então, para o agnóstico, que acontece se o mundo vier a parar e perder sua gravitação? Ele se atiraria através do espaço com uma – uma estrela, e projéteis dele estariam caindo por centenas de bilhões de anos no espaço”.
90 Mas a Bíblia diz que, “O sol parou, e permaneceu em seu lugar por todo dia”. Eu creio nisto. Isto é irracional e incrível, mas é a Verdade.
91 Ore e diga-me então, qual é o topo do mundo, o Pólo Norte ou o Pólo Sul? Como você sabe, se você está no espaço? Você diz, “O Pólo Sul está para baixo, sob nós”. Eles pensam que o Pólo Norte está para baixo, sob eles. Vê?
92 Está em um espaço, em um pequeno círculo de ar, enquanto ele esta girando a alguns milhares de milhas por hora. Ora, há vinte e quatro ou vinte e cinco mil milhas ao redor dele. E ele dá volta em vinte e cinco mil milhas ao redor dele. E ele dá volta em vinte e quatro horas, logo ele está fazendo mais do que mil milhas por hora, viajando em redor. E ele nunca falha, bate precisamente. Onde ele está – onde ele está sobre o equador, vai em volta e nunca perde um minuto; perfeitamente cronometrado, posicionado no ar. Se isto não é um paradoxo, eu não sei o que é. Como todo o sistema celestial, como eles são tão cronometrados, tão perfeitamente; até ao ponto em que, em anos que estão por vir, vinte e trinta anos desde agora, a ciência pode ver a vinda da eclipse do sol e da lua, passando. E pode lhe dizer, no momento, quando eles acontecerão e quando a eclipse comecará.
93 Não importa quão bom um relógio que tenhamos, um de precisão… Eu tenho um aqui que me foi dado na Suíça, como presente, quando eu estive ali. O valor está em torno de trezentos dólares, em dinheiro americano. Ele me foi dado. E não há uma semana no entanto que ele não tenha que ser reacertado; todos os relógios, nada há que o homem possa fazer que seja tão perfeito. Ele estará em poucos anos gasto pelo uso e se acabará. À medida que vai ficando mais velho, ele vai ficar cada vez pior. As jóias estarão gastas. A precisão dele o deixará. Não existe nada que possa ser afiado ou ajustado pelo homem, que possa permanecer perfeito.
94 Mas este mundo permanece perfeito! O que o controla? Bem, você diz, “Eu não sei o que controla, o que é que o segura em seu lugar”. Isto verdadeiramente é um paradoxo, Ele é, você não pode descrever como Deus faz isto, mas Ele o faz. Então, esta é a principal coisa, que Ele faz isto. E nós sabemos que isto é assim.
95 É inacreditável como você poderia girar uma bola no ar, ela não faria uma revolução completa no mesmo lugar.
96 Eu estava pensando, aqui há algum tempo atrás, quando eu estava no deserto. E um daqueles velhos cactus saltadores que os ácidos em seu sangue os puxa diretamente para você, um daqueles saltou em mim. E você não pode apanhá-lo, você tem que usar alguma coisa e limpar. E ficam pequenas rebarbas sobre aquilo. E não importa quão fina seja a agulha, uma agulha será grossa no final; uma perfeita agulha tão perfeita quanto você possa obtê-la, ela será grossa, para um daqueles cactus saltadores. E ainda aquilo é uma folha, ela mesma, enrolada e caída para baixo. Como poderia a natureza enrolar um folha tesa e de ponta aguda, mais fina do que uma que uma máquina poderia afiar uma? E, ainda assim, cair perpendicularmente para o fim daquele ponto ser um pequeno anzol saliente assim, pequena saliência para permanecer e para segurar a si mesma enquanto aquilo vai. Oh, um paradoxo, correto, para a ciência. Isto é inacreditável, mas é verdade.
97 Eu gostaria que alguém me explicasse isso. Eu não poderia te dizer exatamente as milhas, ou quantas milhas a ciência diz que a lua está da terra. Mas como poderia aquela lua, eu diria, posicionada a milhões e milhões de milhas de distância da terra e ainda controlar aquela maré do mar. O que faz isto? Como pode ser? Este é um paradoxo, mas mesmo assim nós olhamos e vemos que isto é real. Isto acontece. A lua controla a maré. Quando a lua oscila assim, da terra a maré faz o mesmo. E Deus colocou a luz sobre as marés, e estabeleceu limites. E elas não podem ultrapassar aquele limite onde Deus traçou uma linha, e disse: “Veja, você pode chegar até aqui, mas você não pode tomar o resto dela, porque eu coloquei minha guarda sobre você”.
98 Aquela lua a milhões de milhas da terra, chama para aquele mar e ela coloca seus limites e controla aquilo. Inacreditável! O que está sobre a lua? Quando, apenas a poucas milhas da terra, toda gravitação, todo ar, tudo mais, sai, vai para o espaço onde não existe ao menos ar por milhões e milhões e multiplicados milhões de milhas. E ainda, ela o controla! Disse: “Você pode ir bem longe, mas você não pode ir além, pois eu sou o guarda que está aqui, e você não pode passar estes limites”. Explique isto. É um paradoxo. Como é que Deus faz isto, mas mesmo assim Ele o faz. Isto não pode ser explicado.
99 Nós tivemos o inverno, neve sobre o chão, frio, o chão gelado. Uma pequena semente, e naquela pequena semente há um germe de vida, e aquela pequena semente congelou e abriu a polpa saiu dela. E aquele germe de vida ficou assentado no pó e congelado em camadas de gelo que poderiam matar qualquer vida. Como ela se preservou, e chegou outra vez até a primavera? Não poderíamos explicar isto, poderíamos? É um paradoxo.
100 Nós tomamos Hebreus, o capítulo 11, verso 3, nós entendemos ali que a Bíblia diz, Paulo falando que, “O mundo foi formado e ajuntado pela Palavra de Deus”, um paradoxo, que uma – uma palavra pudesse ser falada e daquela Palavra – se formassem as coisas materiais. “Assim, as coisas que se vêem foram feitas de coisas não aparentes”. As coisas que nós vemos, eram a Palavra de Deus. A terra é a Palavra de Deus. As árvores são a Palavra de Deus. Por que receiaríamos confiar Naquele que deu tal Palavra, com tanto poder e autoridade? Por que temeríamos tomar essa Palavra para nós mesmos e aplicá-la a nós mesmos? Isto mostra onde temos falhado, em incredulidade. A Palavra, a Palavra de Deus, um paradoxo. Verdadeiramente um paradoxo, a Palavra de Deus.
101 Também, eu gostaria de mostrar um paradoxo rapidamente, e este foi quando Deus chamou Abraão e lhe falou, quando ele tinha uns cem anos de idade; e Sara tinha noventa, quarenta anos após o seu tempo de menopausa. E Abraão cuja vida estava tão boa quanto a morte; e Sara era estéril desde o princípio, e seu ventre esta tão bom quanto a morte. E mesmo assim Deus disse que Ele traria, através deles um filho. Isto é um paradoxo. Pergunte ao doutor, se uma mulher, aos cem anos de idade, poderia trazer um bebê, ter um bebê. Isto é impossível, isto é inacreditável, mas ela o teve porque Deus disse que ela o teria.
102 Esta é uma coisa inacreditável, pensar que um homem assentado com suas costas voltadas para a tenda, um estrangeiro com barro sobre Seus vestidos, e dizer a uma mulher, que estava detrás da tenda, o que ela estava pensando sobre aquilo. Um paradoxo, incrível, mas mesmo assim verdade.
103 Foi inacreditável, quando Abraão tomou a Isaque no cume da montanha, seu único filho, e o levou para o pico do monte, para oferecê-lo como um sacrifício. E quando ele chegou no cume da montanha, e deixou Isaque sobre a lenha, e estava pronto para tirar sua vida. E quando ele estava descendo a sua mão, Alguma coisa tomou sua mão! E ali estava um cordeiro enganchado pelo chifres, no deserto no cume da montanha. Um paradoxo! De onde veio o cordeiro? Como poderia ele estar a cem milhas da civilização sem haver sido morto; com leões e – e chacais, e cachorros do mato e bestas e coisas? De onde veio? Como ele chegou ali, e sobre o cume da montanha onde não existe água? Por que ele não estava ali quando ele apanhou as pedras? Ele chamou o nome de Jeová-Jire, “O Senhor para si sacrifício proverá”. Inacreditável, porém ainda assim muito verdadeiro, pois Ele é Jeová-Jire. Coisas inacreditáveis para nosso conhecimento e ciência, mas mesmo assim verdadeiras! Um grande paradoxo!
104 Foi um paradoxo, e será, quando Jesus, Marcos 11:22 e 23, quando Ele disse, “Se disserdes a este monte, “mova-te” e não duvidares em vosso coração, mas crerdes que tendes o que disserdes, isto vos será feito”. Isto é inacreditável, mas isto é verdade. Este é um paradoxo.
105 Posso parar aqui para dizer, ali aquelas matas, assentando ao lado daquela árvore naquela manhã, nenhum esquilo no mato, mas quando uma Voz falou e disse: “Diga onde eles estarão”.
106 E ali, ajude-me, se eu morrer antes de terminar esta mensagem, apontando meu dedo a um galho desfolhado, uma nogueira, disse: “ele estará ali”, e ali estava! Incrível, mas verdade!
Ele disse, “Onde estará o próximo?”
107 Eu disse: “Naquela moita de coisas”, e eu não abaixei o meu dedo antes que ele ali estivesse!
Onde está o próximo?
108 “Naquele galho lá naquele campo”. E alí estava ele! Incrível, mas verdade.
109 Perguntei a minha esposa, na manhã seguinte. Disse: “Querida, perdi meus sentidos? Estou me tornando um demente? O que se passa comigo? Por que digo as coisas que digo? Porque faço as coisas que faço? O que me faz fazê-las?” Amo as pessoas e mesmo assim as ofendo. E jejuo e oro para me ver livre disto, e quanto mais jejuo e oro, pior isto se torna. Incrível, mas é verdade! Isto é verdade!
110 Vi uma mulher levantar a mão lá atrás no edifício, glorificando o Senhor. Era Hattie Writgt, assentada lá. Quando tinha dois garotos, se me permitem dizê-lo, renegados, garotos do mundo. Aquela pequena senhora assentada ali naquele dia, uma viúva. E disse, “Hattie, o Senhor Deus…você disse a coisa certa. Ele proveu os esquilos. Ele é Jeová-Jire”.
111 Ela disse, “Isso não é nada senão a verdade de Deus!” Oh, ela disse a coisa correta! Parece incrível que um ser humano pudesse falar um palavra…
112 Como disse o irmão Booth. Tão sujos e corruptos como somos, Quem é Aquele que se assenta além da lua e estrelas, e todo espaço e tempo e eternidade? Tal como Booth disse, e li a mesma coisa outro dia, lendo Irineu, que mesmo os Anjos são sujos em Sua promessa. Quem somos nós?
113 Mas uma mulher disse uma coisa correta, aquilo intima o coração de Jeová! Disse, “Peça o que desejar, e isso será dado a ela”. Amém. Incrível, mas é verdade! Corretamente aqui agora em nossa vista está a evidência visível, ela pediu por seus rapazes para que suas almas se tornassem cristãos. Deus lhe deu seu desejo. Incrível! Aquilo era mais milagre do que curar uma pessoa doente. Aquilo era uma mudança na vida do homem, sua alma, corpo, e tudo que ele é. Aquilo mudou sua formação. Inacreditável, porém verdade! Era um paradoxo. Nós o vemos em todo lugar.
114 Paradoxo na época de Noé. Quando Noé, um homem, simplesmente um homem comum, tornou-se um profeta, ou melhor, era um profeta do Senhor, talvez agricultor, Deus lhe falou, “Prepare-se para uma chuva que virá do céu”, quando não existia chuva. Ali nunca tinha chovido. Não havia maneira de se obter chuva ali. Nunca tinha chovido sobre a terra. não havia mares, não havia águas, mas mesmo assim Deus lhe disse para fazer uma arca para salvar os de sua casa. E Deus trouxe a água para baixo! Isto era um paradoxo. Uma coisa não científica, mas (o que?) isto era um paradoxo, de todos os modos. Sim.
115 Foi um paradoxo quando os filhos hebreus decidiram que ele permaneceriam com a Palavra de Deus, indeferentes ao que acontecesse, que o rei construísse uma fornalha sete vezes mais aquecida do que qualquer temperatura já obtida, e jogasse aqueles homens ali. Quando, o intenso calor do – da fornalha matou o homem que caminhou com eles na prancha, para a boca da fornalha, ele morreu. Mas ainda assim aqueles homens caminharam naquela fornalha por talvez três horas. Ali não haveria mais nem cinzas deles, pois a vida humana que estava neles teria perecido. Se aquilo havia feito uma vida humana perecer, por se aproximar daquilo, o que faria aquilo a outra vida humana? Mas eles os atiraram ali, e dizemos três horas, isto deve ter sido cinco.
116 Ele deve ter ido almoçar, e voltado e dito: “Abram a porta da fornalha. Ali não há nem mesmo cinzas daqueles sujeitos!” Mas quando ele abriu a porta, ali estava eles, ilesos, caminhando ao redor do fogo. Incrível, mas verdade! Por que? Ele disse, “Quantos vocês colocaram ali dentro?”
Eles disseram, “Nós colocamos três”.
117 Ele disse, “Eu vejo quatro”. Isto é que fêz o paradoxo. “E Aquele se parece ao filho dos deuses”. Ele não era um filho dos deuses; Ele era o Filho de Deus! Eles eram pagãos. Oh, Deus em Sua grande Palavra!
118 Houve um tempo quando e exército de Deus havia se acovardado e estava com medo de um homem, e parou de um lado da colina. Quando eles deixaram um homem que dava três vezes o tamanho deles se colocar do lado da colina, e dizer, “Agora, vocês crêem em Deus real, ou, vocês dizem. Um de vocês venha e lute comigo, e nós não – nós não teremos nenhum derramamento de sangue”. O inimigo de Deus tinha encurralado a igreja de Deus contra os lados da colina, e estavam tomando aquilo! Eles estavam temerosos. Eles eram covardes.
119 E no campo veio um pequeno sujeito, com uma pequena pele de carneiro enrolada em torno de si, um casaco de carneiro, o menor homem de todo o exército, e nem mesmo um soldado. Mas isto era um paradoxo, quando Deus tomou aquele homem, aquele pequeno e tranqüilo indivíduo. A Bíblia diz que ele era ruivo. Aquele pequeno homem pôs todo o exército, o inimigo, para fugir! Aquele era um paradoxo. Veja como Deus teria dado aquele grande exército em marcha suficiente coragem para ir batalhar. Eles eram servos de Deus, por que não irem batalhar no combate de Deus? Aqueles são inimigos de Deus, tome-os. Veja como Ele lhes teria dado coragem. Mas Deus tomou um pequeno indivíduo.
120 E recordem, outro paradoxo, ele nunca tomou uma espada, Saul tentou colocar suas armaduras sobre ele, tratou de colocar uma espada em sua mão. O pobre sujeito não pôde segurar aquilo. E ele tomou uma pequena funda, uma pequena borracha ou um pequeno couro com dois pedaços de barbante enrolados nele. E ele derrotou todo o exército em fuga.
121 Isto é um paradoxo. Correto. Deus faz isto. Ele está cheio disto. Claro, Ele está. Isto é o que Ele faz. Esta é Sua maneira de fazer isto. Sim, senhor. Isto foi um paradoxo.
122 Quando o Egito tinha o grande exército que eles tinham, o mundo todo foi conquistado. Eles tinham cada nação sob suas mãos. E quando Deus decidiu destruir aquele exército, destruir aquela nação, poderia ter levantado algum exército amorreu, ou algum grande exército de algum lugar, e o teria enviado ali embaixo com o melhor equipamento; ou estabelecido uma consolidação de todas as denominações juntas, para descerem e batalharem, juntos, assim ele obteria plena cooperação. Mas, Deus usou um paradoxo! Ele tomou um velho homem, oitenta anos de idade, e nunca colocou uma espada em suas mãos, mas um velho cajado, aquele que afundou o Egito no mar morto. Incrível, que Deus pudesse fazer, mas esta é a maneira pela qual Ele faz isto. Ele usa paradoxos para fazer isto. Veja, Ele traz isto e um paradoxo, um cajado de pastor em lugar de um exército em marcha, para destruir uma – uma nação que governava o mundo.
123 Oh, a única coisa que Deus espera agora, eu creio. A Rússia não significa nada para Deus. Ele deseja conseguir um homem. Ele não tem que ter grandes organizações. Ele não tem que ter grandes denominações. Ele deseja obter um homem que Ele possa concentrar Seu Espírito nele! Que dirá o resto disto, haverá outro paradoxo; quando Ele puder obter alguém completamente rendido, isto será feito. Essa é a maneira pela qual Deus faz Sua obra, Ele usa paradoxos.
124 Foi um paradoxo quando um grande soldado de – de Deus, por nome Jeosafá, se colocou nos portões, com um apóstata por nome Acabe, e disse, “Antes de sairmos a esta batalha, não seria um boa coisa consultamos ao Senhor?” Agora, se o coração daquele homem estava faminto para conhecer a vontade de Deus, deveria existir a vontade de Deus em algum lugar.
125 Nem sempre na multidão de conselhos está a segurança. Acabe disse, “Eu tenho todos meus ministros. Eles todos são profetas. Eu os chamarei aqui. E você sabe, se eu trouxer quatrocentos profetas, nós encontraremos a Palavra do Senhor”. Nem sempre, nem sempre.
126 Se isto não está com a Palavra, então permaneça longe disto. Não me importa quantos sejam. Permaneça com a Palavra! Deus não pode retirar a Palavra.
127 Agora, ele trouxe todos ali, e eles todos profetizaram em acordo, que, “O Senhor era com eles. Subam”.
128 Mas ali havia alguma coisa que não estava correta. Ele disse, “Não tem você mais nem um? Só mais um, em algum lugar?”
“Oh”, disse, “nós temos um, mas eu o odeio”.
129 Deus escolheu um rapaz, um pequeno renegado para a nação, um desprezado e rejeitado, para trazer Sua mensagem ao coração faminto. E ao invés de todas as denominações juntas falando de acordo em união, Deus trouxe uma pessoa. Um paradoxo, mas o homem tinha a Verdade. E isto provou ser a Verdade, porque ele estava com a Palavra. Aquilo era um paradoxo, exatamente.
130 Agora você diz, “Você quer dizer que você discorda com tudo isto, aquilo e aquilo outro?” Se isto não está com a Palavra, eu discordo com isto. Isto é certo. A Palavra de Deus nunca falhará.
131 Falando com um sacerdote, há não muito tempo atrás, ele disse, “Sr. Branham, está você tentando argumentar um ponto da Bíblia”, Disse, “Nós cremos na igreja, nada mais que isto. Nós cremos na igreja, no que a igreja diz. Deus está em Sua igreja”.
132 Eu disse, “Deus está em Sua Palavra. E Ele é a Palavra”. Isto é correto, a Palavra!”
133 Está é a razão pela qual Micaías tomou a Palavra. E Deus usou um paradoxo para colocar cada denominação envergonhada , e trouxe a acontecimento a Palavra do servo de Deus, um homem, deprezado, rejeitado, odiado! O que? Odiado por sua própria gente. Agora, ele não era um comunista, ou não era alguma coisa mais. Vamos dizer que ele era pentecostal, e os grupos pentecostais o odiavam. Eles não gostavam dele. Não tinham nada a fazer com ele. Mas ele tinha a Palavra de Deus, Deus fez dele um paradoxo.
134 “Por que não poderia ele, se todos estes outros companheiros são profetas e ministros, e assim por diante, por que não pode, todo este grande grupo decidir alguma coisa melhor do que uma pessoa? Parece irrasoável que Deus fizesse apenas a palavra de um homem correta, mais do que o do resto deles”.
135 Porque a Palavra daquele homem era a Palavra de Deus. Esta é a razão pela qual Deus fez a coisa acontecer, porque o homem estava com a Palavra de Deus. Os outros estavam profetizando uma mentira. Sim, foi um paradoxo quando Deus tomou a Palavra de um pequeno sujeito, e a fez verdadeira, porque aquela era Sua Palavra. Deus sustenta Sua Palavra, não a Palavra do concílio. Mas, a Palavra de Deus, esta é a que Ele sustenta.
136 Ele tomou Micaías em vez de um bem treinado ministro, homem de renome. Nada contra eles, eles eram grandes homens. Eles eram homens que não criam em outro Deus, eles criam no mesmo Deus que Micaías cria. Mas eles agiram como eles creram, mas não tomaram Sua Palavra. Ora, eles desejavam ser populares. Eles desejavam encontrar favor com o rei. E em sua cegueira negligenciaram a Palavra de Deus. Como poderia Deus abençoar aquilo que Ele havia amaldiçoado?
137 Vocês senhoras e homens, ambos, não pensem que eu faço isto para ser desagradável. Eu faço isto para ser honesto. Esta é a razão. Como posso eu dizer isso, “Mulheres tenham… certo, cortem os seus cabelos e coisas assim; usem suas roupas, sem ter nada a ver com Isto?” A Palavra de Deus diz tem! Ela está em vergonha e desgraça desde que ela faça isto, e Deus nunca concordará com ela. Não me importa o quanto ela fale em línguas, ou salte ou grite, ela não está em lugar nenhum com Deus, ainda. E a Palavra do Senhor.
138 Homem, você não pode governar sua própria casa, e então trata de ser pregador e diácono? Como pode você se moldar para ser um pregador no púlpito, dirigir a Igreja do Deus vivo, e dividir suas heranças? Quando você pensa mais em seu bilhete de alimentação na oferta que vem do que na Palavra de Deus, e se envergonha de dizer isto diante das mulheres, temendo não ser popular. Deus tenha misericórdia de sua alma pecaminosa.
139 Fale a Palavra de Deus, em Verdade! João disse, “O machado está na raiz da árvore”. E o machado é a Palavra de Deus. “Toda árvore que não trouxer fruto correto, será derribada e lançada no fogo”. Deus, traga-nos outro paradoxo!
140 Por que Deus tomou a João Batista, como eu estava falando, em vez de Seu bem treinado sacerdote daquele dia? Ele tomou um homem que nunca foi escola um dia em sua vida. Então, nós entendemos que João foi ao deserto, na idade de nove anos, e esteve só com Deus.
141 Há poucos dias atrás, lendo o Concílio de Nicéia, isto foi muito tempo depois da morte do último apóstolo, São João. Quando aqueles homens vieram ali ao Concílio de Nicéia, alguns daqueles velhos irmãos embaraçaram o resto deles. Eles vieram ali, vestidos em peles de ovelhas; sobre aqueles imperadores em trajes cerimoniais, como Constantino e os bispos de Roma. Velhas peles de ovelhas ao redor deles, e viviam no deserto, de ervas, mas eram profetas do Senhor. A pequena igreja, o lado grego foi em frente; o lado romano voltou. Mas isto vai mostrar, quando você se compromete, você não pode ser um servo de Cristo.
142 João, Naquele dia, a igreja era muito ortodoxa, eles tinham os sacerdotes, os homens bem treinados. Mas Deus escolheu um homem que não tinha nenhuma educação, e o tirou do deserto, com um pedaço de pele de carneiro envolto ao seu redor e sua barba crescida, e seus cabelos à altura do pescoço. Nenhum púlpito de onde pregar. Nenhuma igreja para convidá-lo. Mas ele provavelmente estava no barro até o meio dos joelhos, e pregava: “É chegado o reino de Deus”. Deus escolheu o homem.
143 Quando Jesus disse, “Quem vocês foram ver, um homem que pode falar em todas as escolas, a homem que está finamente vestido, e assim por diante?” Ele disse, “Eles estão nos palácios reais”. Disse, “Que saístes a ver, um profeta?” Ele disse, “Mais que um profeta”. Este é aquele que o profeta disse que haveria de vir, “eis que envio o meu mensageiro diante de minha face”. Ele era o – o anjo da promessa divina. Ele era o – o grande precursor.
144 Mas, isto foi um paradoxo, como isto sucedeu. Por que ele não veio daquela grande escola lá em cima em Jerusalém? Por que não veio Ele a Caifás, o sumo sacerdote? Por que Ele não veio a algum daqueles grandes, treinados homens, os quais haviam sido treinados desde a infância, e seus pais tinham sido treinados antes deles, e os pais destes treinados antes deles, geração após geração e geração, treinados e educados, finos, de alta cultura, educados? E então pegar um velho homem lá fora no deserto, um que nunca teve um dia de escola em sua vida, e colocá-lo ali no Jordão, e dizer, “Este, este é ele”. Um paradoxo, exatamente. Inacreditável, mas mesmo assim verdade. Deus faz isto.
145 O nascimento virginal de nosso Senhor, inacreditável, uma mulher trazer um filho sem conhecer um homem. Deus faz isto. Deus faz isto. Veja, isto é um paradoxo. Tomou uma mulher um pouco velha ali embaixo, um jovem, noiva com um homem de cerca de 45 anos de idade, ela mesma estava com mais ou menos dezesseis ou dezoito e ficou noiva deste homem que era viúvo, com quatro crianças, e então tomou esta mulher e cobriu-a com o Espírito Santo, e concebeu no seu ventre o corpo daquele tabernáculo do Deus Todo Poderoso. Um Paradoxo!
146 Como o céu não pôde retê-Lo! A terra é o escabelo de Seus pés, os Céus é seu trono, e ainda assim podia trazer a plenitude da Divindade corporalmente, e encarná-la num Homem. Oh! Quando você pode medir quatrocentos bilhões de milhas numa eternidade de tempo e nunca medir a Deus; e mesmo assim um pequeno bebê deitado numa manjedoura, contendo a plenitude da Divindade corporalmente. Jeová! Uma paradoxo! Aquele grande Deus, que se assenta lá no além, para controlar um centena de milhões de sol brilhando sobre os planetas, o qual nunca teve começo e nunca terá fim, e encarnar a si mesmo num estábulo cheio de estrume.
147 E então nós saímos e dançamos e bebemos e continuamos em uma celebração! Não é uma celebração; é uma adoração. Nós celebramos o Natal. Como Deus pôde fazer aquilo de maneira de maneira tal que viesse a morrer, para tomar o lugar de um pecador?
148 Foi um paradoxo quando um pequeno rapaz de cabelos encaracolados, pequeno indivíduo de cabeça e ombros inclinados para a frente, ele não tinha nem um metro e meio de altura; e ele tinha sete tranças penduradas ao redor de sua cabeça, um pouco efeminado. E ele estava descendo sua estrada um dia, para ver sua namorada, e um leão rugiu contra ele.
149 Alguém já ouviu alguma vez um leão rugir? Você provavelmente já ouviu nessa jaula ao redor por aqui. Mas eu desejo lhe dizer, eles só estão miando então. Você precisa ver um rugido realmente selvagem. As rochas cairão da montanha a meia milha de distância; o cascalho rolaria montanha abaixo, aquilo vibra o chão então. De onde vem aquele rugido, eu não sei.
150 Oh, eu vi um, um dia, ele estava abaixando sua cabeça, um leão velho com uma grande juba escura amarela rugiu para um de juba escura porque o de juba escura tinha pego um pedaço de carne. Ele o deixou caído ali, e o muito que disse foi: “Agora deixe isso, eu vou descer para beber água”. Quando ele voltou este de juba escura tinha estado lambendo aquilo. O velho papai parou, baixou sua cabeça e soltou um arroto, e eu disse que as pedras haviam rolado da montanha. Oh, que coisa! Ele balançaria a cidade, se rugisse daquela forma aqui. Um rugido de leão, oh, ele é violento.
151 E aquele rugido foi contra aquele pequeno anão de cabelos enrolados, como nós o chamaríamos, e então alguma coisa aconteceu. Aquele pequeno anão caminhou em volta e o pegou pela boca, e colocou uma mão para baixo assim e outra assim, não nervosamente, e apenas o puxou para o lado e o deitou ali. Aquilo foi um paradoxo. O que causou? Se você conheceu a leitura anteriormente “e” a conjunção, “o Espírito do Senhor veio sobre ele”. Aquilo foi o que fez a diferença. E ele matou o leão.
152 Então um dia alguns filisteus vieram sobre ele. Ele estava desarmado. Ali havia mil deles. Eles tinham longas lanças e grandes escudos, e aquilo era como uma porta em sua frente, assim, os escudos. Pense em um grande, grande escudo de bronze agora, todo o caminho em sua frente, com capacetes de bronze, grandes casacos de bronze e tudo em volta de seus rostos, tudo em bronze, grandes e longas lanças, tão longas quanto aquele poste ali, e longos, talvez cinco a seis metros de comprimento. Grandes cabeças de bronze sobre eles assim, afiada como uma navalha. E eles encontraram este pequeno anão de cabelos encaracolados vindo da Palestina, para visitar alguma namorada sua ali embaixo. Então eles disseram, “Ali está aquele pequeno sujeito. Vamos apanhá-lo!” Um poderia tê-lo pego com a ponta daquela lança, tê-lo levantado e balançado um pouquinho, e ele cairia bem em sua mão descendo pelo cabo sobre a lança. Pois ele apenas um pequeno camarada.
153 Algumas pessoas, os artistas, tratam de desenharem a Sansão com – com ombros que ele não poderia andar nesse tabernáculo. Bem, aquilo não seria nenhum mistério, um homem daquele tamanho. Sansão era apenas uma coisinha pequena, mas o Espírito do Senhor é que era grande. Vê? Ele toma o… Isto – isto – isto é desonra à Escritura, dizer que ele era um homem daquele tamanho.
154 Deus sempre toma o tolo e coisas ignorantes como essa, para fazer com ele sua obra, vê você. Ele toma alguma coisa que não é nada.
155 Assim este pequeno sujeito estava de pé ali, e todos ao mesmo tempo aqui, estes Filisteus, vieram e o cercaram, para matá-lo. E ele tomou a queixada de um jumento que estava jogada ali, um selvagem, um pequeno jumento; pegou o osso da mandíbula daquela mula. E o Espírito do Senhor veio sobre ele. E ali estava o paradoxo, como ele deu pancadas com uma mandíbula de mula, através daquele capacete de meia polegada sobre a cabeça, com o osso da mandíbula de uma mula! Ora, a primeira coisa, aquela velha e seca mandíbula caída ali, a primeira pancada que ele disse, ele a teria quebrado em mil pedaços, no cume de um daqueles capacetes ou daqueles grandes escudos. Quando uns mil o cercaram e vieram sobre ele, ele golpeou cada um deles mortalmente. Paradoxo! Aquilo ocorreu quando o Espírito de Deus veio sobre ele.
156 Oh, se pudéssemos simplesmente ser mandíbulas nas mãos de Deus, haveria outro paradoxo. Sim, haveria.
157 Foi um paradoxo quando Jesus nosso Senhor pegou cinco pães e dois peixinhos e partiu, a alimentou com eles cinco mil. E ainda sobraram cestas cheias. Pequenas porções que alguns deles não comeram. Eles colocaram quatro ou cinco peixes nesta mesa, quatro ou cinco pães, e alguns deles não puderam nem mesmo comer tudo e deixaram ali. Então pegaram aquilo, cestas cheias daquilo. Oh, viram? Como Ele o fêz? É inacreditável, aquele homem poder tomar quatro pães e dois peixes e alimentar a cinco mil, e encher sete cestas com o que sobrou. É inacreditável, mas Ele o fez. Por que? Era Deus. Era um paradoxo. É inacreditável, mas Ele o fêz.
158 E foi inacreditável, e nunca antes ou após, sobre um tempestade no mar, e as ondas tão altas até ao ponto em que estavam para afundar o barco, quando um homem veio caminhando sobre as águas. Eu posso ver exatamente toda vez que a – a grande onda de crista espumosa vinha ao redor e partia e caia em direção ao fundo, e ele andava bem em cima, como se eles estivessem sobre um pedaço de concreto. Andando sobre o mar, em tempo de tempestade! Deixe a ciência resolver isto. O que o segurava ali? O que o manteve sobre o mar, quando ele tinha meia milha de profundidade? Quando aquelas grandes ondas, muitas vezes maiores do que este Tabernáculo, esguichando, ora, ora, aquilo encheu o pequeno barco, e a água o atingiu. Ele estava molhado por dentro e por fora, ele estava afundando, os pólos dos mastros tinham quebrado, e os remos tinham ido, e todas as esperanças de salvação tinha se acabado. E aqui veio alguém andando sobre a água! Um paradoxo, claro, inacreditável, não pode ser explicado, mas ele o fez. Oh, sim, Ele o fêz, veio andando sobre a água. É inacreditável que esta pessoa…
Ó Deus, eu espero que isto dirija sua casa!
159 Inacreditável, um paradoxo real, este é o mesmo Jesus de Nazaré, que escolheria uma turma de ignorantes pescadores para sua igreja, em lugar de bem treinados sacerdotes e denominações daquela época. Como é que um Deus que tinha toda sabedoria, que podia andar sobre as águas, que podia tornar a água em vinho, que podia pegar cinco pães e alimentar cinco mil pessoas, e ainda sobrarem sete cestas cheias! Como é que esta mesma pessoa, o Deus que se assenta além na eternidade, aquilo era tão brilhante até ao ponto em que os dois esconderam suas faces dele; o verdadeiro poço de sabedoria e pureza, e de entendimento e conhecimento, supremo dos supremos! E Ele iria para um lugar onde uma grande organização de igrejas tinha todos juntos e treinado juntos todos seus homens, e ele desceria e pegaria uma turma de pescadores sujos, fedendo, que não podiam nem ao menos escreverem seus próprios nomes, e escolher aquele tipo de homem para colocar em ordem a igreja para Sua Noiva. Coisa estranha, não é? Parece pelo menos, ele poderia ter escolhido alguém que fosse treinado.
160 Ele é o treinador. E é aquele que reina. É estranho que Ele tenha feito isto. Ao invés de tomar os homens da igreja. Ele tomou pescadores para fazer isto. Muito estranho, mas esta é a maneira que Deus faz. Esta é a verdade. Este é um real paradoxo.
161 Quando Deus tomou um grupo de ignorantes, como nós os chamaríamos hoje, “santos-roladores”, pobres dos bens deste mundo, derramou o Espírito Santo sobre eles, no cenáculo, ao invés de derramá-Lo sobre o Concílio do Sinédrio, onde todos os teólogos se achavam, onde todos os grandes homens estavam, onde o cabeça de todas as igrejas, onde aqueles que tinham estudado nas Escrituras, e tinham feito uma grande escola, bem treinados, esperavam pela vinda do Messias, e conhecendo que eles seriam aqueles que sairiam e o encontrariam e diriam: “Messias, você desceu como que nas asas de uma aeronave, você se coloque aqui nos degraus do templo, nós O vimos descer do céu, de um corredor de ouro dos céus. Agora nós estamos todos treinados e prontos para ir ao trabalho. Nós tomamos aulas, nós temos nosso bacharelado de artes, nós temos nosso Ph.D, LL.D. e tudo isto. Nós somos todos treinados. Aqui nós nos colocamos, dez mil potências. Nós estamos prontos para Você. Venha! Nós estamos aguardando, chamando, “Venha!”
162 Mas ao invés disto, Ele desceu e obteve um grupo de pessoas que dificilmente conhecia entre a mão direita e esquerda. Isto é certo. E os colocou no cenáculo e derramou Seu Espírito, oh Deus, sobre um grupo de pessoas como aquelas. Ao invés de tomar o Concílio do Sinédrio, Ele tomou pescadores. Não é estranho que Ele não usasse a educação deles? Aprouve a Deus.
163 Parece agradar a Deus fazer de Sua própria igreja um paradoxo. A mesma coisa Ele está fazendo agora, fazendo um paradoxo de Sua Igreja, passando por alto toda jactância, e toda esta coisa aí que a si mesma se chama de igreja. E Ele… alguém que Ele possa ter em Suas mãos que terá os olhos abertos e verá qual é a verdade, e a testará com a Palavra de Deus no tempo em que estamos vivendo, os colocará dentro do Corpo. Um paradoxo! Deus escolhe os tais. Ele faz de Sua igreja um paradoxo, gente estranha, povo estranho.
164 Todos aqueles ali em cima no cenáculo, saíram ali falando em outras línguas, cambaleando como bêbados, cambaleando, com comportamento duvidoso. Mulheres, Sua própria – Sua própria mãe e todos eles no cenáculo, saíram ali, gaguejando alguma coisa que ninguém podia entender o que eles estavam fazendo, à primeira mão. Eles tinham línguas divididas sobre eles. Divididas quer dizer, “repartidas”. Ninguém entendia o que eles estavam fazendo. Eles estavam gaguejando por ali, e agindo como bêbados.
165 E ali se encontrava um grupo de pessoas que estavam treinadas, estudantes do Evangelho, teólogos, mas Deus escolheu (Deus) para tomar e deixá-los em sua ignorância, com seus altos conhecimentos e educações, e vir aqui e pegar este grupo de garotos que não sabia nem seu ABC, e derramou Seu Espírito sobre eles, fêz deles um paradoxo. Sim, Deus faz isto, Ele faz por Seu próprio propósito. Ele faz de Sua igreja um paradoxo. Eu creio neles. Eu creio nisto!
166 Assim sendo, ajuda-me Deus, eu creio na Palavra! “Que a palavra do homem seja mentira e Esta a Verdade”. O que esta Palavra diz “faça”, façamos da maneira que a Palavra diz para fazer; não importa quão engraçado isto pareça, e quão estranho você possa achar, ou algo assim. Permaneça com a Palavra . você é chamado de antiquado, você é chamado disto, daquilo ou daquilo outro, o que importa, de todos os modos? Permaneça com a Palavra! É esta, a Verdade. Não tome o que alguém mais diga. Tome o que a Palavra diz.
167 Aqui, há algum tempo atrás, um ministro amigo… Eu simplesmente ouvi isto ser dito eu creio. Uma tarde quente na Geórgia, ele estava visitando com este farmacêutico. O velho farmacêutico era um velho e bom irmão cristão, cheio do Espírito de Deus. E ele disse, “Venha e se assente, e vamos tomar uma – uma coca”. Eles estavam assentados ali, tomando suas cocas. Ele disse: “Eu quero lhe dizer um coisa, e você talvez não crerá nisto”
“Bem, deixe-me ouvir isto, primeiro”, disse o ministro.
168 Ele disse: “Eu tenho sempre tentado fazer o melhor de mim para Deus”. Ele era um diácono numa igreja. Ele disse: “E tenho sempre tentado viver para minha chamada, e fazer o que é correto”. Ele disse, “Eu nunca enganei a ninguém. E tenho sempre testificado por meu Senhor, onde quer que eu possa”. E disse, “Eu tenho…” Disse, “Meus medicamentos aqui”, disse, “Eu sempre tenho tentado trazer a mais alta classe que eu posso adquirir. Eu nunca cobrei a mais de ninguém. Eu tenho tratado de fazer tudo que é correto, que eu saiba como fazer, para servir ao Senhor”. Ele disse, “Eu vou lhe dizer o que aconteceu”.
169 Disse, “Meu filho, o qual está estudando para ser um farmacêutico, também, para me seguir, ele estava em frente do edifício ali um dia”. E disse, “Isto foi durante o tempo da depressão”. Disse, “Uma pequena senhora caminhou para a – a porta”, e disse, “você devia ver qual era seu problema. E ela estava para ser mãe. E ela e seu esposo. Ambos, pobremente vestidos”. Disse, “Eles entregaram a receita para meu filho”, e disse, “que era para aviá-la, pois a mulher estava precisando daquela certa coisa, que o médico havia prescrito para ela, e disse, ele disse, “Isto está tanto, tanto e tanto”, quando o – o futuro pai perguntou, “Quanto vai ser?” “Tanto e tanto”, Ele disse, “Senhor, eu não tenho condição de aviar a receita”, ele disse, “porque eu não tenho dinheiro”.
170 Bem, ele disse, “Meu filho disse, Vá lá embaixo na rua ali, simplesmente a meia quadra, ou uma quadra, e vire à esquerda, e você verá onde o – o lugar onde eles fazem caridade. E você vai ali ao encarregado, e eles talvez te darão o dinheiro necessário, eles pagarão por esta receita, porque (isto é certo) a senhora tem que ter o – o – o medicamento de imediato”. E disse, “Ele foi ao lugar, começou”.
171 E disse que ele ouviu ao seu filho. “E alguma coisa disse, “Oh, não, não faça isso”. Disse, “Esta mulher necessita disto”. Disse, “Ele pensou, “Aquela longa fila de gente lá embaixo! É difícil para um homem sadio ficar ali, quanto mais uma mãe naquela condição”.
172 Disse, “Eu disse para meu filho, “Vá, chame-os, diga-lhes para voltarem”. Ele disse, “E eu cheguei para a porta, e disse, “Voltem! Voltem!” eles voltaram. E eu disse para meu filho, “avie isto. Não cobre”.
173 E disse, “Meu filho me deu a receita, e eu fui e a aviei, e a aviei da melhor maneira que pude. E trouxe e a dei para a senhora, e disse a ela que, “Não cobraria aquilo. Que estava tudo certo”, pois ela estava precisando daquilo, realmente muito mal, e – e eu obtive sem isto, assim, o dinheiro para aquilo”.
174 Então disse, “Eu simplesmente comecei a entregar o medicamento em sua mão. E quando o fiz, eu olhei na mão, e havia cicatriz”. Disse, “Eu olhei para cima, e eu estava colocando aquilo na mão de Jesus”. Disse, “Eu aprendi então o que essa Escritura significa: “O que fizerdes a um destes, meus pequeninos…”
175 Disse, “Você crê nisto?” esse companheiro me disse. “Ora, claro, eu creio nisso”.
Isto é um paradoxo, incrível, mas é verdade.
176 Como com o grande São Martin, de Tous, France. Quando ele, sendo um soldado, estava uma noite descendo uma fria e escura rua e ali estava um…Naquela fria e escura rua um velho vagabundo estava deitado, congelando-se. Seu sangue estava congelando em suas veias. E Martin, ainda não era um cristão. E qualquer um que tenha lido a história bíblica, sabe sobre São Martin. Um historiador outro dia que estava tentando obter seu cartão, é aquele que eu peguei para – para a terceira era da igreja, São Martin, porque ele tinha sinais que o seguiam. E São Martin olhou para baixo antes… ele era um soldado, e ali estava aquele velho homem deitado, deitado na rua, congelando-se. E ele olhou, e ele tinha um casaco; sem o casaco ele congelaria. Ele olhou sua faca e cortou o casaco no meio, e cobriu com ele o vagabundo. Colocou a outra metade em volta de si, e foi caminhando.
177 Aquela noite, quando ele entrou em seu quarto, e assentou, ele ouviu alguém entrando no quarto. Ele olhou, ali vinha Jesus, embrulhado naquele pedaço de casaco. Esta foi a sua chamada para o ministério.
178 Ele se tornou um santo. Ele falou em línguas. Sua escola foi treinada. Ele treinou seu povo corretamente com a Palavra de Deus. A ele não importava o que a Primeira Igreja de Roma ou qualquer uma delas dissesse. Ele permaneceu corretamente com a Palavra de Deus. Ele os ensinou; falando em línguas, e impondo as mãos sobre os enfermos. Eles levantaram os mortos. Eles expulsaram os demônios. Um homem, seu amigo, tinha sido morto, e ele foi e colocou seu corpo sobre ele, (perguntou se ele poderia vê-lo nuns poucos minutos), ele e seu amigo saíram caminhando para fora, juntos. Por que? Era um paradoxo. Certamente Deus faz isto.
179 Eu creio em paradoxos. Certamente Deus faz isto. Creio neles, com todo meu coração.
180 Foi um paradoxo quando, todos os homens inteligentes estavam no mundo e Deus deu as chaves do Reino nas mãos de um daqueles que era considerado “um ignorante e um iletrado”. Isto é certo. Um dos homens mais inteligentes naquele diz, era Caifás, o sumo sacerdote, outro era o imperador e os reis, e os grandes homens da terra, como presidentes e assim por diante, todos estes grandes homens.
181 E qual é a mais importante coisa do mundo? É a Igreja de Deus! Deus fez a terra, e a fez por um propósito: para tirar uma Igreja dela, uma Noiva. E esta é a obra mais importante do mundo.
182 E os homens mais inteligentes que Ele tinha eram imperadores e reis, e potentados e monarcas, sumo sacerdotes e homens de igreja. Ele poderia ter tomado qualquer um deles. Mas foi um paradoxo quando Ele chamou um homem que não podia nem mesmo assinar seu próprio nome, e disse, “Eu te darei as chaves do Reino. O que você desligar na terra, eu desligarei no Céu”.
183 Disse, eu simplesmente pensei sobre aquela visão, “O que eu vou ligar ou desligar?”
184 “O que você ligar na terra, eu ligarei no céu. O que desligar na terra, eu desligarei no céu”. Sim. Ele não deu aquilo a um estudado sumo sacerdote, Caifás. Mas para um pescador ignorante. Verdadeiramente um paradoxo.
185 Nós vemos a Paulo, um pequeno e velho de nariz aquilino, a descer sua estrada, arrogante, descendo para prender aquele povo fazendo aquele barulho e gritando e coisas; atirando-os na prisão, fazendo o massacre da igreja; apedrejaram a Estevão, testemunhou aquilo, e segurou seus casacos. Ele – ele era um terror. Como escolheria Deus um homem como aquele?
186 E, veja, os bispos, todos os apóstolos, eles disseram, “Nós faremos uma escolha, alguém para tomar o lugar de Judas”. E quem eles escolheram? Eles escolheram Matias, eu creio que era chamado Matias. Matias, sim. Matias, eles o escolheram lançando sorte, e ele não fez coisa alguma. Ele parecia ser um homem justo. E Deus escolheu o mais temperamental, o mais desprezível que havia ali na terra, para tomar seu lugar. Paradoxo! Isto é o que Deus faz. Paradoxo!
187 Foi um paradoxo quando este ímpio, cabeça agitada, temperamental, desprezível, ignóbil judeu estava em seu caminho, um dia para a cidade, para prender os cristãos e colocá-los nas grades, e quando, todos ao mesmo tempo, ele foi derrubado no chão. E quando ele olhou para cima, ali estava aquele Pilar de Fogo, e uma Voz vindo, dizendo, “Saulo, Saulo, por que me persegues?” Foi um paradoxo quando Ele viu aquilo, e o resto deles não pôde ver. Vê?
188 Alguém disse, “Oh, eu nunca vi aquilo. Nunca houve uma coisa assim ali. Sim, você não. Está errado”. Sobre isto hoje, eles dizem isto, “Eu não creio em tal coisa”. Não, claro que não. Certamente não. Mas está aí, aqueles ali viram. Claro, se você não pode, você está cego, você não pode ver isto.
189 Uma pessoa me disse, algum tempo passado, há vários anos, disse: “Agora, se eu estou em seu caminho…” ele disse: “Agora Paulo tornou um homem cego”. Disse: “Se eu for um demônio”, disse, “faça-me você um cego”.
190 Eu disse: “Isso não tem necessariamente que ser feito. Você já está cego. Você tem o pior tipo de cegueira, vê”. Eu disse: “Ana no templo podia ver mais do que você pode ver. E ela era cega fisicamente”. Ele era cego espiritualmente. Claro. Foi um paradoxo.
191 Foi um paradoxo quando Deus fez a assim chamada heresia…todo este barulho, e gritos, e louvores a Deus, e falando em línguas, e pessoas que são desprezadas e rejeitadas, e chamadas idiotas e heréticas; e um paradoxo quando Deus, o Grande Pai de todos, o Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, o Qual escolheu uma porção de “hereges” para trazer a salvação para Sua igreja, em lugar do bem preparado sistema eclesiástico e teológico. É um paradoxo.
192 Não há muito tempo eu estava na cidade de Washington, ou não, eu acho que foi Oregon, e ali havia um – um repórter vindo, dois pequenos repórteres, tinham cigarros em suas mãos, ele entraram. Eles iam me elogiar, claro, realmente está bem, vocês sabem, e eles prosseguiram, dizendo uma coisa e outra. E ele disse: “E, é você um santo rolador?”
193 Eu disse: “Não”. Eu disse: “Eu nunca rolei. Mas”, eu disse, “Eu – eu creio que se Ele me dissesse para rolar, eu rolaria”.
194 E então continuou falando assim, vocês sabem. E ela estava indo, e ela disse, oh, continuando. Eu disse: “Simplesmente deixe-me lhe dizer algo, senhorita, você escreva o que você desejar. Você é uma católica”.
195 Ela disse, “Está certo”. Disse, “Como você sabe que eu sou uma católica?”
196 Eu disse: “Bem, da mesma forma que eu sei as outras coisas no púlpito, vêem”. Eu disse: “Você é uma católica. E você vai escrever isto, mas eu estou te advertindo agora; daqui a trinta dias, você escreve isto, e você estará caída ao lado da estrada, com sua garganta cortada pelos vidros de seu próprio carro, gritando por misericórdia, e você então pensará em mim muitas vezes.”
Ela disse, “É você Irlandês?”
‘Sim”
“Sua gente não era católica?”
“Talvez antes de mim”
197 Disse, “O que sua mãe pensaria sobre tal coisa, sobre você agindo desta maneira…”
198 Eu disse: “Eu a batizei no Nome de Jesus Cristo. E ela recebeu o Espírito Santo. Oh, oh. Sim”
199 E eu disse: “Agora, se você quiser ir nesse caminho, então eu tomo seu nome e você toma o meu nome. Então, se assim não for, depois de trinta dias, você escreva isto no jornal, que eu sou um falso profeta. Agora, vá em frente e escreva isto”.
200 Ela disse: “Bem, eu detestaria pensar, que quando eu chegar no céu, que um grupo de ignorantes como aqueles ali naquela reunião, estaria governando o céu”.
201 Eu disse: “Você não terá muito trabalho”. Eu disse: “A única coisa é, eu não… a menos que você mude de idéia e o seu comportamento, você não estará lá, de todos os modos, vê”. Eu disse: “Porque, eles estarão lá. Deus os tem escolhido”.
202 É um paradoxo, que Deus haja tomado os tolos, vê, essas coisas. Ele, Deus, escolheu trazer salvação ao mundo através dos tais, uma porção, um paradoxo, totalmente diferente de seus altamente treinados e polidos estudantes, e teólogos e coisas. Deus simplesmente passa por alto isso. Toma algum pequeno ignorante e o levanta, e coloca Sua mensagem nele, como Ele fez com João, alguns do resto deles, Pedro e eles, enviou-lhe a pregar o Evangelho, e trazendo Sua Igreja; e os salvou e os trouxe de volta à terra, e é tudo que existe, vêem. E apenas deixou toda aquela coisa. Eu…
203 Deus, quando Deus escolheu os ignorantes e iletrados, em vez de educados e letrados, por Sua Noiva! Poderia você imaginar um homem, escolhendo sua noiva, escolheria ele… um homem com as forças supremas altíssimas.
204 Eu tenho uma coisinha aqui que quero dizer, mas eu vou ter tempo para dizê-la, acerca de uma pequena parábola que eu vi uma vez. Porém eu não serei capaz de contá-la. Eu a tinha rascunhado aqui, mas não tive tempo para isso.
205 Porém, Deus escolheu sua noiva de um grupo de pessoas daquele nível. Agora, qualquer pessoa dizendo que não é assim, então você não crê em sua Bíblia. Isto é exatamente correto. Leia sua Bíblia, isto é exatamente o que é.
206 Foi um real paradoxo quando Deus escolheu a loucura de pregadores inspirados ao invés de altamente polido teólogo. Um homem que não sabe, dificilmente, usar “sucesso, transportar, estratagema, capturar”, todas palavras como estas, e – e dizer todas as espécies de – de coisas fora de sua gramática, e tudo mais. E Deus escolheu aquilo em vez de escolher estudiosos polidos, os quais poderiam pronunciar as palavras e dizê-las exatamente corretas. Porém aprouve a Deus tomar os ignorantes de pregação inspirada, alguns lavradores um pouco idosos que não sabiam o ABC e tomou aqueles homens e ganhou almas com eles. Enquanto, enganadores, todos altamente polidos, simplesmente liderando, cego dirigindo cego. Um real paradoxo.
207 Oh, a Palavra esta cheia deles. Muitos contextos, ou textos, eu tenho que – que ignorá-los.
208 É verdade que a grande igreja brilha e resplandece, com teologia polida, enquanto o reino dos céus ruboriza-se com a humildade dos pobres e humildes. O evangelho não brilha; o outro real incandesce. Existe uma diferença entre um brilho e uma incandescência. Nós sabemos disto. Enquanto a grande igreja resplandece e brilha com estudiosos altamente polidos, finos bancos de igreja, crucifixos por toda parede, e as mais altas e finas estruturas de prédios, e coisas muito grandes, altas torres, tudo desta maneira; o pequeno reino, embaixo em algum lugar, está incandescendo com a glória de Deus, cheio dos humildes de coração, vêem. Deus operando neles, curando os doentes e ressuscitando os mortos, e expulsando demônios, e assim por diante, desta forma, apenas deixando-os prosseguir.
209 Houve um grande ministerial. Não se esqueçam disto. Houve uma grande reunião ministerial aqui há algum tempo atrás, em uma certa cidade, onde algumas pessoas daqui mesmo estavam na reunião. E eles tinham certo homem o qual estava indo para… Oh, ele era um teólogo. “Ele tinha a mensagem para o dia, para o povo”. E ele tinha estado duas ou três semanas sobre ela. Aquilo estava certo. E quando andou para cima para a plataforma, nenhuma dobra em suas roupas, oh que coisa, usando as coisas mais finas, vocês sabem, andou ali para cima e estufou o peito para a frente e ajeitou todo seu – seu material para sua mensagem. E ele realmente pregou uma mensagem de uma hora que não poderia ser tocado, intelectualmente. Oh, como ele colocou seu material para fora e tomou o nome de Doutor LL. Fulano de Tal, de uma certa grande escola. Aquele era tão polido e estudioso, que ele trouxe uma obra-prima para o povo de psicologia e coisas. Disse. “Estava muito bonita”.
210 Mas os cristãos assentados aqui, como no Concílio de Nicéia, isto apenas entristeceu o Espírito, oh, ela era uma obra-prima, claro. Sim, senhor. Tinha todo polimento que possa haver. Mas as pessoas cheias do real Espírito, simplesmente “Oh?” Aquilo não ia… Ali não havia Espírito para sustentá-los.
211 Então ele desceu, ele tinha sua cabeça baixa, ele viu que não deu certo. Ele vinha de outra escola; e ele estava com o povo pentecostal. Assim sendo, quando ele desceu da plataforma, suas penas estavam caídas. Começou ele a andar para baixo ali, com todas suas coisas debaixo do braço, assim, andando através da congregação.
212 Havia um velho santo prudente assentando-se do lado direito, encostado em outro homem, e disse: “Se ele tivesse subido da maneira que ele desceu, ele teria descido da maneira que ele subiu”. É isto. Se ele tivesse tido uma subida humilde, ele teria provavelmente descido cheio com a glória. Se ele tivesse subido da forma que desceu, ele teria descido da forma que subiu. Está certo, um paradoxo!
213 Ouçam, em conclusão agora, só um momento antes da fila de oração. Eu desejo dizer outra palavra, sobre dois, outro paradoxo!
214 As visões dos velhos profetas ainda são um paradoxo. São intocáveis. Quem pode dizer que um homem, quatrocentos anos atrás, poderia falar de carruagem sem cavalos colidindo transversalmente, umas contra as outras. Os profetas do Velho Testamento, como eles poderiam prever coisas e predizê-las, levantados pelo poder de Deus, que viu o caminho nos anos vindouros, e as predisse com exata perfeição. Explique isto! É um paradoxo. Oh!
215 Um outro que eu quero lhes dar, um pequeno, insignificante. Mas minha conversão foi um paradoxo. Eu digo isto com amor e respeito. Meus ancestrais tinham morrido. O povo de minha mãe era todo pecador, caçadores de animais por meio de armadilhas, caçadores, e gente da montanha. O povo de meu pai era todo beberrão, fabricantes de bebidas clandestinas, jogadores, atiradores, matando-se uns aos outros, muitos deles morreram calçados. Não havia uma pequena mancha de religião, de qualquer maneira para nós. E como fez Deus…o que era aquilo, que veio para dentro daquela pequena e velha cabana ali em cima aquela manhã, que você vê estampada naquela parede ali? O que? Era totalmente diferente.
216 Se você plantar um grão de trigo no chão, ele produzirá grão de trigo. Você planta milho ele produzirá milho. Você planta joio ele produzirá joio.
217 Mas isto é um paradoxo! Cada um de vocês pode dizer a mesma coisa sobre vocês mesmos. Todos nós podemos pensar em um paradoxo de que tenha acontecido.
218 Aqui está outro paradoxo. Como posso eu, após pregar quase trinta anos, poderia ainda temer aquele pensamento de ir para o além? Como poderia ser? Após ter pregado desde que eu era um rapazinho. E agora, aqui um homem de cinqüenta e dois anos de idade, e então pensando em temor… eu – eu não…eu soube que eu fui salvo. Porém, estava temendo o pensamento… Mas o amor de Deus uma manhã, veio em meu quarto, levantou-me e levou-me para dentro de um lugar onde o redimido estava. Na verdade um paradoxo!
219 Eu quero perguntar-lhes alguma coisa. Diga-me, o que é aquilo naquela figura ali? De onde ela veio? Para que ela está aqui? A ciência não pode negá-lo. O que é ela na reunião, que se coloca ali e esquadrinha através do povo e lhes diz: “Volte ali, ao que você fez. Você está aqui para este propósito. Você está aqui por aquilo”? É inacreditável para a mentalidade científica.
220 Agora, nós conhecemos telepatia mental. Telepatia é alguma coisa, como você está falando alguma coisa e posso eu dizer a mesma coisa, vêem, ou, eu estou lendo a sua mente, esta acontecendo, logo então. Mas quando você vê aquilo que ele diz que acontecerá além do caminho, aquilo deixa a telepatia sozinha.
221 É inacreditável que Deus, nestes últimos dias, como Ele prometeu, Ele faria, faria coisas assim. Mas é verdade, é um paradoxo! O mesmo Deus que sempre teve paradoxos e os mostrou, ele é o mesmo Deus hoje, porque ele mantém Sua Palavra. A ciência não pode negar isto. Lá está Ele na câmera mecânica. Isto é um paradoxo, Deus!
222 O que é ele? Em – em Êxodo capítulo 13, nós lemos que Deus deu aos filhos de Israel, os quais eram um tipo da igreja hoje; como eles viajaram naturalmente, nós estamos viajando no Espírito. No próximo domingo nós tomaremos isto, agora. Recordem, é tudo sobre aquilo vêem. Agora, como que – que onde eles foram sobre o chão, materialmente, assim, e Deus foi com eles; a Igreja está assentada em Cristo, em lugares celestiais, nos reinos espirituais, em andamento com todos os domínios sob nossos pés. Aleluia! Sim, senhor. E eles tinham uma Coluna de Fogo, uma Luz que eles seguiam. Onde quer que esta Luz fosse, eles seguiam aquela luz. Milhares de anos passaram, centenas e centenas de anos têm se passado, e Ele continua vivo, um paradoxo! O mesmo ontem…cumprindo a Escritura, está aqui por um testemunho , não por nossa causa, mas porque Deus o havia prometido, que Jesus Cristo é o mesmo ontem, hoje e para sempre. Ele era o que Moisés estimou, as riquezas de Cristo, ou o vitupério de Cristo como maiores riquezas que os tesouros do Egito. E que era o Cristo que foi antes Dele? A Luz, e Coluna de Fogo.
223 Ele disse, “Eu vim de Deus e volto para Deus”. Ele o fez. “Um pouco mais e o mundo não me verá mais, mas vós me vereis, pois eu estarei convosco, e em vós, até o fim do mundo”. Até no fim do mundo Ele estará ali, também. Aqui estamos nós!
224 Após Sua morte, sepultamento e ressurreição, S. Paulo O encontrou no caminho pra Damasco, Ele havia voltado àquele Pilar de Fogo.
225 Quase dois mil anos têm se passado desde então, e aqui está Ele! Não entre as denominações, não entre os altamente polidos estudantes do dia, mas um grupo de pobres e humildes. Um paradoxo. Um paradoxo. Para aqueles que O amam, acreditam Nele, milhares em todo o mundo que crêem Nele, para cumprir Sua promessa de ambos, velho e novo testamento. Isso é o que é. Mas é um paradoxo.
226 Foi um paradoxo quando Deus prometeu dar o Reino para um pequeno rebanho, em vez de uma grande e organizada igreja. “Não temas ó pequeno rebanho, porque ao pai aprouve dar-vos o reino”. Ele irá… É um paradoxo. É um paradoxo!
227 Será um real paradoxo, um destes dias, quando Jesus vier e os mortos em Cristo ressuscitarem, e que é mortal se tornar imortal, e o rapto da Igreja vir.
228 Neste tempo de Natal, quando as pessoas estão comprando, e dançando e bebendo, e celebrando alguma coisa sobre a qual eles não sabem nada, como se estivessem celebrando o aniversário de Washington ou Lincoln, e não adorando…Eles ainda não têm Deus em uma manjedoura.
229 Quando Deus não está numa manjedoura. Ele ressuscitou da morte, e vive para todo o sempre, vivendo entre nós, dando provas de si mesmo, como o mesmo Deus que os pais niceianos seguiram, e através das eras têm vindo desde o dia de Pentecostes o mesmo Deus que encontrou Paulo na estrada de Damasco; ele era um missionário dos gentios, e um mensageiro de Deus para os gentios, a mensagem dos gentios começou por uma visitação do Pilar de Fogo, e ela termina da mesma forma.
230 O Reino gentílico saiu, o Reino do mundo, aquele era o mundo, para começar uma repreensão em uma língua celestial, nos dias do rei Nabubodonozor, termina a mesma coisa, como o Espírito Santo derramou sobre a igreja dos gentios, dos últimos dias, para repreender as nações gentílicas outra vez com um manuscrito na parede. O manuscrito sobre a parede, que, Deus tem preparado sua igreja, ele tem preparado seu povo, ele tem preparado seu lugar, e eles estão esperando que Ele venha.
231 E aquele rapto! “Quando a trombeta de Deus soar, e os mortos em Cristo se levantarem, nós os que estivermos vivos permaneceremos, não impediremos aqueles que dormem. Pois a trombeta de Deus soará e os mortos em Cristo ressuscitarão; seremos arrebatados juntos com eles, para encontrar o Senhor nos ares”. Um paradoxo, numa destas manhãs quando os sepulcros se abrirem e mortos caminharem para fora; quando aqueles que estão vivos forem transformados, num momento, de um piscar de olhos, e subirem a encontrá-Lo nos ares.
232 A coisa toda é um paradoxo, Deus se movendo entre Seu povo. Crê você nisto? (A congregação diz: Amém! – Ed.). Curvemos nossas cabeças para uma palavra de oração.
233 Deus, agora por mais de uma hora, cerca de uma hora e dez minutos, temos estado aqui falando de eventos passados e presentes, de como o Espírito Santo dividia-se a eles, Senhor, como a Palavra de Deus tem graciosamente feito, mostrando o verdadeiro Deus dos céus, que viveu nos velhos dias, na mesma forma e da maneira que vive hoje. As mesmas maravilhas, e a mesma força que estava sobre os profetas do passado, que estava sobre a igreja de pentecostes, estava sobre Ana, sobre Acabo, os profetas do Novo Testamento naqueles dias, os quais até corrigiram a S. Paulo. E São Paulo se viu em problemas por não ouvir a Ágabo, porque Ágabo… no entanto ele era um apóstolo, Paulo era, mas Ágabo tinha a palavra do Senhor, e ele o avisou para não ir ali. Mas Paulo estava determinado a ir, e então teve problemas. E, Pai, sempre estamos em problemas se desobedecemos a Palavra de Deus.
234 E nós vimos que o mesmo que estava com aqueles irmãos ali, é o mesmo Deus hoje. Nós O vemos em cada manifestação. É um paradoxo, Senhor. O mundo olha, e sacode suas cabeças e diz: “Não há nada para Ele”. O crente O aceita e O abraça, e sabe que é o Deus vivo.
235 Oh Pai, nós oramos esta manhã, que se houver entre nós alguém que ainda não seja crente, que esta seja a hora em que eles crerão. Oh Deus, confirma isto agora no coração de cada pessoa que está aqui, que não conhece a Cristo como seu Salvador, que seja esta a hora em que haverá um paradoxo diante deles, que um desprezível e infame pecador (pecador nato, nascido no mundo em pecado, gerado em iniqüidade, veio ao mundo falando mentiras, através de culpa) possa ser transformado e feito justiça do Filho de Deus. Conceda, Senhor, que, que um grande paradoxo tome lugar no coração de todos aqui esta manhã que não conhecem a Ti como Seu salvador e Rei que está vindo, e estejam prontos para encontrar a Ti na última trombeta se ela soar hoje.
236 Então nós oramos também, Senhor, para que lembres daqueles que aqui estão doentes e angustiados. Oh Deus, hoje nós oramos para que Tu possas curar cada pessoa que se ache doente e aflita. Deixe-os saber que Deus ainda realiza paradoxos a qualquer um que faça acontecer Sua Palavra.
237 Sabemos que Sua Palavra é um paradoxo. Quando Ela promete alguma coisa tão irreal, para o mundo, alguma coisa que eles não podem prescrever, isto é – isto é alguma coisa além de seus conhecimentos e entendimentos. Mas quando um simples coração toma essa Palavra e a coloca no profundo do seu ser, então essa Palavra produz os fatos vivos daquela promessa.
238 Oh, como agradecemos a Ti por isto, que haja pessoas simples que crêem nesta Mensagem. Nós não estamos buscando um reino onde as eras atômicas governem, mas estamos procurando um reino que Cristo governará no poder e majestade, paz e gloria, sobre a terra; não onde nós pressionaremos nossos pés aos pedais da gasolina do automóvel, ou voaremos pelos ares com aviões a jato; mas nós nos assentaremos ao redor do trono do Deus vivo, oh, e olharemos para Ele, e veremos Aquele que foi ferido pelas nossas transgressões e moído pelas nossas iniqüidades, o que o castigo de nossa paz tomou sobre Si, e pelas Suas pisaduras nós fomos sarados. Nosso desejo de coração, Senhor, desde que o grande paradoxo veio para nós, que nós o encontraremos e nos assentaremos com Ele naquele dia. Permita-o, Senhor. Nós pedimos isto no Nome de Jesus.
239 E enquanto nós temos nossas cabeças inclinadas, eu quero saber, na audiência esta manhã, se alguém gostaria de ser lembrado em oração, diga: “Senhor Deus, eu levanto minha mão para Ti”? “E, irmão Branham, você vai olhar e ver minha mão, e ore por mim, para que o Grande Paradoxo tome lugar em meu coração, então quando eu encontrar a Cristo no batismo do Espírito e o poder de Sua ressurreição”. Deus abençoe a você, cada, e cada um. Isto é bom. “Que eu encontre Deus”. E Deus seja contigo. “Eu O encontrarei e um grande paradoxo tomará lugar em minha vida, e eu serei cheio com Seu poder e Sua glória, e da bondade e misericórdia Dele que permanece para sempre e sempre. E algum dia eu serei incluído naquele paradoxo que está vindo. Algo que quando…”
240 O pó daqueles profetas repousa em algum lugar na terra. Quando o pó dos mártires os quais foram comidos pelos leões, e com os escrementos dos leões foram esparramados através da sujeira e por toda a terra, mas ainda assim Cristo ressuscitará aquele corpo outra vez! Ele mostrará que Ele é a ressurreição.
241 Quando Ele tomou um pouco de barro de suas mãos e o colocou sobre os olhos de um homem que nunca tinha tido olhos, mostrou que aquele homem fora feito do pó da terra, e ele voltou com os globos oculares e pôde ver o Criador que o fez.
242 Deus não tencionava ressuscitar da morte, porque Ele se tornou carne como nós, e voltou ao pó, e ressuscitou a Si mesmo outra vez? Porque Ele ressuscitou a si mesmo se não existe nenhuma ressurreição de mortos? Oh, não vamos ser crianças, mas vamos ser homens e mulheres no Espírito, crer em Deus com todo nosso coração.
243 Haveria um outro agora, antes de começarmos a orar? Deus te abençoe, e a você, meu irmão, e a você. Sim.
244 Nosso Pai Celestial, agora nós trazemos a Ti estes que levantaram suas mãos. De algum modo ou outro, o Espírito Santo tem feito o seu caminho em seus corações, ali dizendo-lhes: “Você não está aqui apenas para comer e beber, e – e para dormir e se levantar para o trabalho, e daí voltar, comer e beber e dormir outra vez. Você está aqui para ser filho e filha de Deus. Vocês estão aqui para tomarem suas posições e lugares em Cristo. E eu estou aqui esta manhã para chamá-los”, diria o Espírito Santo para as suas vidas.
245 Pai, com oração, a única arma que conheço, para apresenta-los a Ti. E – e desafio o inimigo a arranca-los de Ti. Eu coloco pela fé, o Sangue de Jesus Cristo entre o inimigo e eles, que os ocultaria desta gloriosa experiência deste grande paradoxo, de receber o Espírito Santo e ter vida eterna, pois estamos convencidos de que a única coisa há, a única solução que fora concedida, para a vida eterna, é ter a vida de Deus em nós, logo haverá vida eterna em nós. Permita isto Senhor, que Isto aconteça a cada um que tenha levantado suas mãos. E talvez aqueles que não tiveram coragem de fazê-lo, conceda a eles também. Agora, Pai, eles são teus. Eu os apresento a Ti no Nome de Jesus Cristo.
246 E agora que nossa fila de oração é formada, Pai, eu não sei o que virá aqui, porém dê-nos um outro paradoxo esta manhã, Senhor. Possa algum grande e misterioso poder de Deus mover-se e fazer alguma coisa como Tu nos tens prometido. E esta será minha primeira vez, Senhor, desde o encontro Contigo outro dia. Eu oro agora para que Tu concedas os pedidos do povo, através do Nome de Jesus Cristo. Amém.
247 Agora eu desejo que cada um fique assentado, se puderem, só por um momento.
248 Agora, qualquer um que tenho um cartão de oração. Billy veio esta manhã, como prometeu que viria, e distribuiu cartões de oração para algumas pessoas aqui. Ele disse que não havia muitos. Poderia levantar as suas mãos, aqueles que pegaram cartões de oração. Correto. Eu gostaria que vocês tomassem seus lugares e se colocassem aqui mesmo, aqueles que têm cartões de oração. Onde Billy, onde está você? Oh, certo. Coloquem-se ao lado aqui.
249 Agora, cada um em oração agora. Nós estamos nos colocando diante de nosso Senhor Deus. Agora vamos cantar aquele hino com a música, se você deseja, enquanto a irmã Arnold toca ali. Todos juntos agora, bem calmamente.
Somente crer, somente crer,
Tudo é possível, somente crer.
Somente crer, somente crer.
Tudo é possível, somente crer.
O irmão Branham começa a sussurrar somente crer – Ed.
…Somente crer,
Tudo é possível, somente crer.
Somente crer, somente crer.
Tudo é possível, somente crer.
250 (O irmão Branham começa a sussurrar “Somente crer”, e então lê Marcos 11:21-24 – Ed.)
E Pedro, lembrando-se, disse-lhe: Mestre, eis que a figueira, que tu amaldiçoaste, se secou.
E Jesus, respondendo, disse-lhes: Tende fé em Deus.
Porque em verdade vos digo que qualquer que disser a este monte: Ergue-te e lança-te no mar; e não duvidar em seu coração, mas crer que se fará aquilo que diz, tudo o que disser lhe será feito.
Por isso vos digo que tudo o que pedirdes, orando, crede que o recebereis, e te-lo-eis.
251 Jesus disse, uma vez quando eles não puderam entender quem Ele era, Ele disse: “Se vocês não podem crer em mim, creiam nas obras que eu faço. E se não faço as obras de meu Pai, então não creiam em mim. Mas se eu faço as obras de meu Pai, então vocês creiam nas obras”.
252 Eu tenho simplesmente passado esta manhã, trazendo a mensagem de – de um Paradoxo. Um paradoxo é algo que é irracional, mas é – é realmente inacreditável, diz Webster, mas é verdade. Algo que é inacreditável, que você não pode entender, é simplesmente um mistério.
253 Jesus fez as obras de Seu Pai porque o Pai estava Nele. Isto é porque as obras foram feitas, porque o Pai estava no Filho. Crê você nisto? (A congregação diz: Amém”. – Ed.). Aquilo Nele. Ele era o Deus encarnado. Vocês crêem nisto? (“Amém”). Aquele, Deus o Pai, o qual é o Pai de Jesus Cristo, o grande Espírito habitou (na plenitude de seu poder) em Jesus Cristo o qual foi Tabernáculo de Deus, feito carne e habitou sobre a terra, representando a Palavra. Jesus era a Palavra. A Bíblia diz assim, são João capítulo primeiro. E a Palavra era invisível até que ela se tornou carne, e então a Palavra se tornou visível.
254 E através de Seu sacrifício mortal no Calvário, e Sua ressurreição, posicionalmente colocou Sua Igreja naquele Reino, que o mesmo Deus invisível pudesse vir para dentro da pessoa e fazer a Palavra visível. Oh, que coisa! Eu – eu desejo que minha igreja possa ter isto. Se vocês pudessem ver, amigos, o Deus invisível fez-se visível.
Agora ouçam. Vamos estuda-lo outra vez agora.
255 Eu tenho muitas vezes querido vir a uma igreja, eu tenho mencionado vê-la, eu acho, onde eu possa andar na porta dos fundos, porta da frente, onde quer que ela esteja, olhar através da audiência e ver uma igreja perfeita, toda em ordem. O pecado ficar ali, não, o Espírito chamaria para fora, vêem vocês? Ele realmente não poderia ficar. Tal como Ananias e Safira, vocês…vocês realmente não poderiam fazê-lo. Não haverá nenhum pecado naquele grupo. Não senhor. Vejam, o Espírito rapidamente falaria isto como que (O irmão Branham rapidamente faz um barulho com seus dedos quatro vezes – Ed). Não importa o que fosse, quão pouco, isto seria feito. Ver mulheres e homens assentados ali sob o poder do Espírito Santo, o Espírito de Deus movendo-se perfeitamente, movendo isto. Alguém tem feito alguma coisa errada na congregação, não poderiam, eles seriam…Eles não poderiam, poderiam…eles viriam rapidamente e confessariam antes que o Espírito os encerrasse naquilo, para confessarem aquilo antes e viriam dizer isto, pois eles saberiam imediatamente que isto iria ser chamado. Correto. Esta é a Igreja do Deus vivo. Como meu velho, pobre velho coração, agora está se tornando velho, como eu desejei me pôr de pé e ver uma igreja como essa. Eu posso, ainda, eu espero que sim. Obras perfeitas de Deus. Sem pecado, agora, que poderia entender.
256 Agora aqui está um grupo de pessoas para receber oração. Agora nós concluímos, se esta Escritura é verdadeira… e o Deus dos céus, que pôde criar um esquilo, pode criar um carneiro, pode parar o sol por todo um dia, vinte e quatro horas, que pode segurar o fogo de queimar pessoas na fornalha por três horas, ele parou a boca dos leões, que pode ressuscitar da morte, que pode andar sobre as águas, pode pegar os pães e alimentar cinco mil, aquele era Deus. Aquilo era a Palavra transformada em carne, em seres humanos. Agora todos entendem aquilo? Agora, este mesmo prometeu que nos últimos dias estas coisas aconteceriam outra vez, mas Ele não pode fazer isto até que haja alguém quem Ele possa operar com ele o operar nele. Você vê o que eu quero dizer? Agora vamos crer que, enfaticamente, com todo nosso coração, que será desta maneira.
257 Agora aqui encontra-se um grupo de pessoas, muitas delas eu conheço. E acho…eu – eu não acho, que esta primeira mulher aqui em frente, esta moça, eu não creio que as conheça. Eu conheço ao irmão Way; e a irmã, o próximo ali, irmão Roberson…ou a esposa do irmão Border. E não conheço o próximo homem. Eu devo conhecer a mulher seguinte; e não sei, eu não creio que conheça. Sim, eu conheço. E o seguinte, o homem que está ali, se eu não estiver enganado, aquele é o irmão filho do Daulton. E ao longo da fila e praticamente conheço todo mundo ali.
258 Eu não tenho nenhuma idéia quem são…as pessoas, de onde elas vêm. Porém agora, o que elas precisam por agora é oração. Algumas delas, é claro, estão além, elas não podem compreender exatamente o que é.
259 Agora cada um de vocês olhem nesta direção por um minuto, cada um de vocês na fila de oração. Se eu puder ajuda-los, eu o farei. Vêem, e estou aqui para ajuda-los. Mas a única forma pela qual eu serei capaz de fazê-lo, para restaurar de volta o que Satanás tem feito a vocês, é vocês crerem em mim. Se vocês simplesmente crerem em mim, com todo o seu coração, será feito.
260 Agora costuma haver, em meu ministério, ele costuma causar visões. Visões poderiam surgir, e eu poderia dizer às pessoas para que elas foram. E, vocês, quantos já viram tal coisa acontecer? Oh, todos já viram, vêem. Está certo. Sim, ainda posso fazê-lo. Oh, isto pode ainda ser feito. Claro. Sim. Está certo.
261 Mas nós estamos caminhando para alguma coisa maior do que esta agora. Sim. Nós estamos nos levantando acima daquilo. Vêem, estamos indo para aquela palavra falada. E Satanás terá que fazê-lo; ela o amarrará em um laço. Se eu simplesmente puder crer Nela! Você não duvide.
262 Aqui, se você quiser saber se eu estou dizendo a verdade a você, se o Espírito Santo está aqui. Eu sei o que, o que está errado com aquela moça. Eu não a conheço, mas eu sei o que está errado com ela. Vê? Sim. Isto está exatamente correto. E ele está lutando comigo tão forte o quanto pode, mas terá que render-se. Somente creia. Não duvide, irmã. Oh, oh. Sim, não duvide. Está certo irmão. Você ficará bem. Estará bem. Vê?
263 Aqui está um homem de cor olhando para mim, está ali na fila. Eu não te conheço, mas Deus conhece você. Se eu lhe dissesse qual é o problema você creria em mim como seu profeta? Você não está aqui por você mesmo. Aquela criança no hospital ficará boa se você crer. Você crê nisto com todo seu coração? Então vá, volte para seu banco. Eu pronuncio o poder de Deus sobre a criança; o diabo a deixe!
264 Pequeno Daulton olhando para mim, você está aqui por aquela criança. Aquele bebê tem algo errado com seu umbigo. Não tem? Volte para o seu assento e creia, ele ficará bom.
265 Eu estou olhando para outra mulher assentada ali, é a Sra. Stricker, eu não tenho falado com a senhora há meses. Eu não tenho nenhuma idéia porque você está aqui. A senhora crê que Deus pode me dizer qual é seu problema? Isto faria com que todos vocês cressem? A senhora está aqui por causa daquela criança que tem algo errado com sua perna. Então, a senhora está orando por um amigo na África. Está exatamente correto. Assim diz o Senhor. Agora se isto estiver correto, Sra. Stricker, levante sua mão. Vêem?
266 Ele está aqui, vejam. Porém aquele – aquele ministério existirá sempre, mas aqui vem um outro. Você acredita agora! Vocês não duvidem. Nenhum de vocês duvide. Quando eu coloco as mãos sobre vocês, e peço que isto seja feito, isto é feito. A única coisa, é simplesmente tomar a Palavra de Deus. A única coisa, se você não crer Nela, isto não acontecerá. Se você crer Nela, isto acontecerá. Pois alguma coisa aconteceu outra noite ali, e eu sei que o mesmo Deus que pôde criar pode fazê-lo. Correto.
267 Eu quero que todos curvem suas cabeças. Todos em oração. (O irmão Branham deixa o púlpito para orar pelos que estão na fila de oração – Ed.).
Tu diabo que tem amarrado Sharon, esta amável garota!
268 Mas, Deus, Tu me deste a visão outra noite daquele diabo sendo amarrado, e disse: “Em sinceridade, você pode amarra-lo”. E com sinceridade em meu coração por est criança, eu tenho vindo, Senhor, para pedir misericórdia e favor de Ti, por ela.
269 Satanás, eu te amarro. No Nome de Jesus Cristo, deixe a criança. E sua mente e memória voltem a ela, normalmente. Assim a Palavra tem sido falada, assim ela deverá ser feita no Nome de Jesus Cristo.
270 Senhor Deus, por meu irmão Way, possa o poder de Jesus Cristo amarrar o poder do diabo que amarra meu irmão. E deixe-o livre, no Nome de Jesus Cristo.
271 Deus, esta pobre pequena mulher será como esta pessoa aqui, em poucas semanas, se alguma coisa não for feita por ela. Ela é a esposa de meu irmão, irmão Roy, Senhor Jesus, dê-me força agora. Tu Quem deste a visão, Tu jamais fizeste algo ou falaste em vão.
272 Tu, espírito do diabo, que tem amarrado minha irmã, eu te amarro. No Nome de Jesus Cristo, deixe-a. isto tem sido falado, então, que seja feito!…?…correto.
273 No Nome do Senhor Jesus, liberte minha irmã de seu problema. No Nome de Cristo Quem prometeu, e deu a promessa, “Se disseres a este monte”. Que isto seja feito, Senhor.
274 Sobre esta mulher nós fizemos a unção pelo Espírito Santo no quarto. Eu coloco minhas mãos, no Nome de Jesus Cristo, pelo Espírito. No…Que seria feito, pois isto tem sido falado. Amém.
275 Sobre esta pequena garota, JoAnn, assim como eu coloco minha vida, e seu pai terá uma pequena garota cristã. Eu a liberto esta manhã, desta coisa diabólica. No Nome de Jesus Cristo, possa seu pedido ser concedido.
276 Senhor Deus, sobre esta querida companheira de meu amado irmão, Irmã Thoms. E que possa eu me aproximar daquele mal que a amarrava; possa ele ser amarrado. No Nome de Jesus Cristo, ela possa ser liberta.
277 Sobre minha irmã, impondo as minhas mãos, no Nome de Jesus Cristo, o Filho de Deus, possa o poder do inimigo ser retido. E nossa irmã, ela será liberta disto…
278 Sobre meu irmão, impondo eu minhas mãos, de acordo com a palavra de Deus. Possa o diabo que prejudicaria e impediria, sair dele. No Nome de Jesus Cristo. Amém.
279 Por pedido de minha irmã, eu oro para que Tu permita-o Senhor. Logo que eu coloque minhas mãos sobre ela, no Nome de Jesus Cristo, que isto seja feito. Amém.
280 Por minha irmã, Pai, eu coloco minhas mãos sobre ela. No Nome de Jesus Cristo, permita que seu pedido seja concedido. Amém.
281 Pela simples fé, Senhor, ainda que ela seja – ela seja um paradoxo, impondo minhas mãos sobre os irmãos. No nome do Senhor Jesus, que seu pedido seja concedido.
282 Sobre minha irmã Way, ela tem sido misericordiosa com aqueles que precisam de misericórdia com aqueles que precisam de misericórdia. E tem riscado…?…Possa Tu…Possam as misericórdias que ela tem pedido para esta manhã, serem concedidas a ela, no Nome de Jesus Cristo. Amém.
283 Senhor, esta pequena mãe de coração partido, sabendo o seu pedido, ó Deus Eterno, conceda isto a ela hoje. No Nome de Jesus Cristo. Amém.
284 Deus Pai, por minha irmã, eu imponho minhas mãos sobre ela comissionado pelo Espírito Santo e pela visão de outra noite. E possam seus pedidos serem concedidos, no Nome de Jesus Cristo. Amém.
285 Pai Celestial, enquanto esta irmã se move para cá para tomar seu lugar, para as mãos serem impostas sobre ela. Conceda seu pedido, ó Deus, no Nome de Jesus Cristo, possa isto ser feito.
286 Pai Celestial, enquanto eu seguro as mãos desta minha irmã, possa o poder de Jesus Cristo conceder seu pedido. Amém.
287 Senhor Jesus, enquanto seguro a mão desta irmã, e o lenço…?…possa seu pedido ser concedido. No Nome de Jesus Cristo, permita isto. Amém.
288 Deus Pai, no nome do Senhor Jesus, possa o pedido de nossa irmã ser concedido a ela. O que ela pede possa ela receber. No Nome de Jesus Cristo.
Somente crer, somente crer.
Tudo é possível, somente crer.
Somente crer, somente crer,
Tudo é possível, somente crer.
289 Agora antes de despedir, posso ter mais um momento ou dois de seu tempo. Um Paradoxo, Deus tem realizado isto. Em nossa própria presença, um paradoxo tem sido feito. Pois logo quando comecei a ir para aquela fila de oração. Alguma coisa encheu-me exatamente da maneira que ele disse que faria. Vejam, um paradoxo, vêem?
290 E quando o Espírito estava sobre mim assim, eu pude olhar a fila e ver aquelas coisas que aquelas pessoas estavam esperando ver. Então, no mínimo três ou quatro deles, ou alguma coisa, que deve ser uma confirmação, testemunho, de que Deus nunca tira um dom que é verdadeiro. Ele apenas acrescenta a ela, apenas continua construindo mais e mais alto.
291 Agora eu creio com todo meu coração que vocês estão curados. Amém, Eu creio com tudo que há em mim. Eu – eu acredito.
292 Agora, Jesus os convida para virem à salvação. Se vocês vierem, vocês a terão, pois ele a prometeu. Ele a prometeu, agora, não vamos duvidar. Mas vamos crer nela com todo nosso coração. Agora, não lute nisto, apenas saiba que isto tem que ser feito. Isto tem que ser feito. Jesus disse: “Fale esta Palavra. Não duvidem”. Vêem? E Ele era a própria.
293 E aquelas visões, tanto quanto eu saiba, com todo meu coração, nenhuma vez ela falharam, nenhuma vez. E ele disse; outra noite, e (aquelas) visões que eu contei a vocês, diante de Deus a Quem eu me submeto, isto é verdade. Vê. Ele viu aquela serpente amarrada. Ele disse: “Você tem que ser mais sincero”.
294 Por isto é que eu estou lutando, ser mais sincero. E cada um vindo para a frente esta manhã, eu tentei pensar, “Se aquela fosse minha mãe, aquelas mulheres, se aquela fosse minha irmã assentada ali atrás, se aquela fosse minha esposa assentada ali atrás, ou uma de minhas crianças assentadas ali atrás, o que seria se fosse uma delas?” Tentando colocar a mim mesmo em lugar deles, para ser sincero. E se vocês soubessem, o próprio…
295 Agora isto aconteceu de vir à minha memória. Outro dia, quando eu estava na Califórnia, e de pé naquele café da manhã dos Homens de Negócios, eu acho que o tenho aqui. Tenho certeza. Eu estava olhando isto a momentos. Uma profecia que foi dada. Aqui está ela aqui mesmo. Isto foi dado depois de permanecer de pé e pregar um sermão duro. E pessoas estão aqui esta manhã, irmão Roy Borders, foi um dos que estavam ali, eu creio, pois em todo lugar Roy está, sim, assentado aqui; estava ali quando isto aconteceu, e muitos outros que estava ali. Quando um rapaz que era um Batista, ele era primo de Jane Russel, estrela de cinema; qualquer coisa que queira, pode vir àquele café da manhã. E quando eu terminei de falar, o rapaz andou e colocou a mão ao meu redor e disse…
296 Quando desci de uma plataforma, para outra, para falar à congregação, na qual, diversas centenas achavam-se presentes. E eu estava falando em um – um programa de rádio que entraria no ar através da nação às nove horas da noite seguinte. Estava sendo então gravado. E quando isto…eu pisei no próximo nível, para falar outra vez, para estas pessoas aqui. E uma das grandes denominações tinha um de seus grandes homens, estava ali, e estava enviando a mensagem, veja, dizendo…
297 Eu estava falando sobre, que eu havia terminado em Phoenix, a poucos dias antes daquilo, e vi diversas frutas diferentes crescendo em uma árvore. Eu vi uma laranjeira, haviam toranjas, limões, e creio que tangerinas, e outros, e todos eles diferentes, crescendo, pois era uma árvore cítrica. Mas eu disse: “Todo ano ela floresce e produz novos frutos. Mas há somente aqueles galhos originais; quando ela brota, ele produz a mesma espécie de fruto que está no outro galho, ele produz a mesma espécie de fruto que está no pé. Porém estas outras estão produzindo seus frutos, contudo eles estão vivendo sem a – a vida desta árvore”. Eu disse, “É como as organizações sendo colocadas dentro da vinha. Jesus disse: Eu sou a videira” e todas as vezes que aquela videira produz um galho, ele será igual a videira. Vêem, ele terá os mesmos frutos.
298 Bem, este grande ministro da maior organização pentecostal que tivemos, estava ali, e transmitiu isto vêem, disse que eu não quis dizer aquilo daquela maneira.
299 Mas eu voltei e disse, eu quis dizer dessa forma. Vê. Eu disse exatamente! Eu não retiro nada.
300 Outro dia quando eu falava sobre aqueles altares, não sabendo, nunca tinha visto aquilo na história. Eu nunca disse nada ainda, na plataforma, sob inspiração, que eu tenha tido que voltar atrás. Agora você pode chamar aquilo de “A Semente da Serpente”, ou seja o que for que você desejar, seja o que foram aquelas mensagens, ou “A Grande Prostituta”, o quanto dê pontapé contra isto. Simplesmente venha, por que você não vem a mim com as Escrituras, com isto, vê, veja se está certo.
301 Este homem veio ali, colocou seus braços ao meu redor, e ia dizer…Ele disse, “Irmão Branham, não para ser sacrilégio, mas este poderia ter constituído o 23º capítulo de Apocalipse. Você sabe, outro Livro acrescentado. Naturalmente ele disse, “isto não seria correto, naturalmente, nós não devemos acrescentar nada a Isto”. E justamente quando ele começou a dizer isto, ele começou a falar em línguas. E o moço não sabia o que significa falar em línguas”.
302 E tão logo que ele o fez, logo em minha frente estava uma mulher francesa, de Louisiana, e ela disse: “Isso não precisa interpretação. Isso é francês puro”.
E um homem bem aqui levantou-se e disse: “Está correto”.
303 E de volta nos fundos estava o intérprete para a U. N. deu seu nome, nunca tinha estado ali antes. Ele disse, “Corretamente. Está certo”.
304 E aqui está o que eles fizeram juntos. E cada um deles tinha a mesma coisa quando eles vieram juntos, cada um deles dando a interpretação exatamente.
305 E o homem francês, o segundo aqui, ele escreveu, porque ele tinha tomado minutos da reunião. Aqui está o que ele escreveu: “Eu, Victor Le Dioux, sou um homem francês, de raça pura, cristão, nascido de novo, cheio com o Espírito Santo. Eu moro na estrada North Rings, 809 nº 46 Los Angeles”. Uma tradução de uma profecia dada sobre o irmão Branham, dada por Danny Henry, em francês, em 11 de fevereiro de 1961, no Café da Manhã dos Homens de Negócios do Evangelho Completo, uma verdadeira tradução da profecia: Todos os três disseram que é isto.
“Porque tu escolheste o caminho estreito…”
306 Vejam, mesmo contrário, eu teria que andar por mim mesmo, veja. Eu posso entender isto. Moisés teve que fazer sua escolha também, vêem? Ele não tinha que fazê-lo, mas ele o fez. Vêem? “O caminho mais difícil; tu…” Vê?
“Porque tens escolhido o caminho estreito, o caminho difícil; tu tens feito…tu tens andado pela tua própria escolha”.
307 Em outras palavras, eu não tinha que fazê-lo. Eu poderia compartilhar com eles se eu quisesse. Porém eu fiquei com a Palavra.
“Tu tens tomado a decisão precisa e correta, e ela é meu caminho”.
308 Se você perceber está pontuado e sublinhado. Se você percebeu, ela foi escrita em francês, isto: falada em francês, verbo antes do advérbio, veja.
“Porque nestes momentos de decisão, uma vasta porção dos Céus aguardam por ti”.
309 Agora aquilo era o que estava curioso saber. Quando eu morrer, o que será? Então por acaso pensei: “O céu não repartido em diferentes porções para nós alí em cima; céu é o Reino dos céus que está dentro de nós, que alguém espera por ele”. Vê? Agora vejam.
“Que decisão gloriosa tens feito!”
“Isto por si mesmo é o que fará acontecer a tremenda vitória no divino amor”.
310 Vejam, nós diríamos “a tremenda vitória no amor divino”. Mas em francês seria: “Divino amor”. Tal como em alemão ou qualquer outra, vejam, e tem o … eles colocam o advérbio depois”.
311 Agora vejam vocês o que significa descer para o Jordão? Nós estamos aqui embaixo agora. Vamos atravessar para o outro lado agora, pois tudo aquilo nos pertencerá. É tudo nosso. Aquelas visões nunca falharam. Elas não podem falhar, porque elas vieram de Deus. Eu creio que tudo aquilo está em mim. Nós não somos mercenários que corremos em volta do deserto. Nós atravessaremos o Jordão, a separação, Deus rompeu por nós os Selos que estavam sobre o Livro! Entremos dentro deste grande lugar agora, pois Josué dividiu para o povo suas heranças que Deus deixou para eles.
312 E se você percebeu, aquelas mães hebréias quando estavam em trabalho de parto e davam à luz àqueles patriarcas. Eu chegarei lá, um dia destes, o Senhor querendo. E davam à luz àqueles patriarcas; quando falavam seu nome, no parto, elas também os posicionava em seus lugares no Reino. Oh, que coisa!
313 Inspiração é – é um paradoxo. Vêem, vocês…vocês não podem captá-la. Mas ela é inspirada, e Deusa move diretamente para seu lugar, exatamente – exatamente na hora em que você nem pense.
314 Agora, se isto não for realmente branco como a neve, nós podemos, o Senhor permitindo, no próximo domingo eu quero falar sobre o assunto de Cristianismo contra Idolatria. E se você puder, pode trazer papel, o que desejar, para a mensagem. As mensagens estarão outra vez à noite, irmão…alguns dos irmãos aqui, eu creio que trarão isto. Eu ia ficar, mas seu eu muitas pessoas ficariam, e está previsto que nevará outra vez esta tarde, e cobrirá as estradas de Geordia e outros lugares. Assim eu…o Senhor querendo, no próximo domingo eu falaria a mesma mensagem desta noite, porém a transferi até o próximo domingo. Deus seja convosco.
315 Creio que Jesus Cristo é o Filho do Deus Vivo, nascido de uma virgem, concebido, Deus num ventre, um Tabernáculo no qual ele habitaria. E creio que Cristo, que Ele é Deus encarnado. Ele é Deus em carne. Quando o Deus Pai veio em Jesus Cristo, Ele era a plenitude. Deus o Pai falou a Palavra. Jesus disse: Não sou eu Quem fala, mas meu Pai Quem habita em mim. É Ele quem fala”. Portanto, sobre essas bases, Ele sendo feito carne então Ele podia morrer, Deus pegando a pena pela raça humana, para redimir e trazê-la, e – e vir, traze-la junto às coisas que Sua própria criação havia esquecido na queda. Ele redimiu de volta com Sua própria Vida.
316 Então, redimindo estas pessoas, que Seu Evangelho poderia alcançar, “As obras que eu faço, também as fareis. Maiores que estas fareis, pois vou para o Pai. Um pouco e o mundo não me verá mais, mas vós me vereis, pois estarei convosco e em vós, até o fim do mundo”. Agora estamos chegando a hora final. Cristo tem retornado em Sua forma de Espírito Santo, na plenitude de Seu Poder, entrada na igreja, para manifestar a Si mesmo. Isto é simples. É gente simples.
317 Se houver alguém aqui que seja suficientemente afortunado de ter uma boa educação, e talvez vá a uma grande igreja, não deixe a simplicidade desta classe pobre deslizar de você, vê? Não, não é assim. “As pessoas comuns ouviam-No com contentamento”. Vê, é a gente comum.
318 Agora aí está, há classes de pessoas. Há alguns que simplesmente não se importam, vivem qualquer classe de vida, eles estão fora das ruas, e assim por diante. Não são estes os que O ouviram. Foi a – a classe média, o povo comum, aqueles que mesmo pobres querem viver de modo limpo de decente, e desejam viver para Deus. Esses são os que O ouvem.
319 Assim, possam vocês e eu sermos esse povo que O ouvirá neste dia, pois eu verdadeiramente creio que uma das grandes coisas que uma vez irrompeu no mundo está irrompendo agora. Amém. Deus vos abençoe.
Agora passarei o trabalho para o irmão Neville.

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading Facebook Comments ...
Loading Disqus Comments ...