PORTAS NA PORTA
06 de Fevereiro de 1965
Flagstaff – Arizona – E.U.A.
Tradução – GO


1 …aqui nesta manhã. Eu estava pensando quando vim a Flagstaff a … pela primeira vez. Isto foi cerca de, eu creio, cerca de trinta e oito anos atrás, talvez quarenta. Eu estava falando sobre subir uma colina. Ali não havia neve alguma, mas o meu pequeno “Model-T (carro daquela época – Trad.) dificilmente podia subir a colina. Ele podia ir até trinta milhas por hora, isto é quinze para este lado e quinze deste outro, vocês sabem, sobre algumas destas estradas que tínhamos aqui. E isto era um tanto…
2 (Um irmão na plataforma diz, “Por que o senhor não recita para nós aquele poema sobre o Ford?” – Ed.) Irmão Carl! (“Por Favor”) Não. Ele está me falando a respeito de certo pequeno poema que fiz certa vez, sobre o meu Ford. O lugar não é adequado para citar isto, irmão Carl.
3 Então, estamos bastante agradecidos. E eu tinha tantos bons testemunhos nesta manhã, que ouvi destes irmãos, conversando com alguns dos irmãos.
4 E havia um ministro que acabou de falar aqui, um irmãozinho que fala espanhol, o qual deu seu… oportunidade ao garotinho para cantar. Não foi isso maravilhoso para um garotinho de seis anos de idade? (A congregação responde. “Amém” – Ed.) Que coisa, a voz mais engraçadinha que já ouvi, para um garotinho como aquele.
5 Agora, este irmão, os irmãos esqueceram isto, mas ele está tendo uma campanha aqui nesta cidade. Eu creio que é lá na Igreja de Deus, ou Assembléia de Deus? (o irmão diz, “Assembléia”). Assembléia de Deus, lá na Assembléia de Deus. E eu tendo certeza que eles apreciariam a vossa – a vossa presença. Até que dia serão as reuniões, irmão? (“Até domingo”) Até domingo. (“Domingo à noite”) Até domingo à noite. (“Estamos tendo hinos inspirados nesta noite”) Como? (“Teremos nesta noite os hinos inspirados”). Hinos inspirados nesta noite. Agora vocês estão todos cordialmente convidados para irem a esta reunião. (“As sete e trinta”) Sete e trinta nesta noite. E onde está localizada a igreja, irmão? (“West clay, 113”). Pode nos dizer onde é? (“West clay 113”). Rua West clay, 113, bem aqui na cidade de Flasgstaff. E – e estou certo de que vocês…
6 O garotinho está com você? (O irmão responde “Não” – Ed.) Não, o pai dele vai cantar. Você canta, não é? Bem, está certo, eu acho que não terá problema, uma vez. Bem, é muito raro você ver isto; mas é, geralmente, se há um talento na família, isto passa para – o resto, eu acho. Então eles tem… (Tudo isto começou com jejum e oração, irmão Branham”). Oração e jejum, agora isto – isto é muito bom.
7 Agora, vocês sabem, se a América toda junta, todas nossas famílias Americanas fossem assim, bem, eles dispensariam toda a força policial. O milênio estaria aqui, não estaria? Isto simplesmente… Tudo estaria em uma primeira classe então. Isto é correto. Toda a morte se desvaneceria, toda enfermidade, tristeza, todas as decepções, e nós estaríamos com Cristo.
8 Então, estamos felizes, e eu ouço todos estes bons testemunhos! E tive o privilégio de encontrar com o irmão Earl, pela primeira vez. E – e ontem à tarde eu estava falando com a sua esposa, e – e ela já foi chamada e curada, várias vezes, nas reuniões; disse que na última reunião ela estava na plataforma.
9 Então, nos faz um pouquinho, como que um pouquinho de humor. Eu não lembrava do irmão Earl, eu pensei que havia estreitado a sua mão em alguma parte. E – e eu estava assentado à janela, ontem à noite, observando-o chegar. E um homem alto e grande chegou, e tinha bigode preto. Eu disse, “Ali vem ele”. E então quando… Billy, meu filho, disse, “Oh, não”. Disse, “Este não é o irmão Earl. Ele é bem mais novo do que aquele sujeito”. Então eu fiquei conhecneod a irmã Earl aqui ontem à noite, e tive o privilégio de estar em sua encantadora casa aqui na cidade.
10 Este é um bom lugar. Eu sempre desejo chamar aqui de “Flagpole” em vez de Flagstaff, bem aqui em cima da colina aqui, vêem. E, vou te contar, se houver alguém aqui do Texas, fique jactancioso agora. Eu saí de Tucson, ontem, com aproximadamente 72o a 75o,em certo lugar ali, e cheguei aqui de manhã vestido com o meu paletó. Vêem, o que eles tem no Texas, nós temos no Arizona, não temos? Isto é certo. Estamos bem aqui.
11 Este tempo de companheirismo! O velho Dr. Bosworth, um amigo meu, muitos de vocês devem ter conhecido o irmão Bosworth. Ele era um dos velhos mais santos. E ele me disse certa vez, ele disse, “Irmão Branham, você sabe o que é companheirismo?”
Eu disse, “Eu creio que sim, irmão Bosworth”.
12 Disse, “São dois companheiros em um barco, então eles tem que repartir um pouquinho”.
13 Então é isto que é companheirismo, nós tomamos e damos, repartimos com cada um; com o irmão Carl Williams, todo o restante, o irmão Outlaw. Oh, uma das primeiras pessoas no Arizona que patrocinaram uma de minhas reuniões, foi o irmão Jimmy Outlaw, e temos sido irmãos do peito desde esta época. E estamos bastante felizes por todos vós, pelos ministros e irmãos que se reúnem aqui. Eu não tenho tempo de estreitar a mão de todos, como eu gostaria, mas é um companheirismo onde nos ajuntamos.
14 Isto simplesmente me faz lembrar de – da convenção de Phoenix. Eu tive o privilégio, desde que começou o primeiro capítulo, para – para ajudar organizar os capítulos e falar neles. E é a única organização a que eu pertenço, e não é uma organização. É simplesmente um organismo trabalhando entre o povo.
15 E se alguém dos homens aqui nesta manhã, que – que não pertence a este companheirismo, destes Homens Cristãos de Negócios do Evangelho Completo, que… se vocês crerem e tomarem minha palavra, é um dos melhores grupos de pessoas. E – aos irmãos ministros, não é contra sua igreja, é a favor de sua igreja. Vêem, é sua maneira de posicionar isto na igreja.
16 Eu estava olhando para esta encantadora dama aqui que acabou de cantar aquele hino há poucos momentos atrás. Já ouvi muitas tentativas disto, mas aquela dama tem voz que sustentou isto corretamente, vocês sabem, sem ficar estridente. Eu gostei muito, senhora, foi muito, muito bom. Me disseram que é a esposa de um ministro aqui. E, irmão, você deve faze-la cantar para você dormir toda noite, que será muito bom, muito bom. Foi um ótimo hino. Eu gostei muito.
17 E, nesta manhã, isto me faz lembrar de uma pequena história. Que, eu – eu gosto de caçar e pescar, e esta é uma das razões pela qual eu estou aqui no Arizona, então, é para caçar e pescar. E eu gosto disto. Então eu estava pescando certa vez em New Hampshire.
18 E eu creio que tenho muitos companheiros aqui que gostam de peixe, tanto homens como mulheres, vêem. Todos nós gostamos disto.
19 Então eu tinha uma pequena barraca que levei lá para cima, lá em cima onde vocês sabem, os companheiros um tanto pesados ou algo assim não davam conta de subir ali em cima. E ali haviam muitas daquelas boas trutas do riacho, as marrons, as de rabo quadrado, as assassinas. Oh, elas são perfeitas, aqueles pequenos afluentes descendo do topo das montanhas em New Hampshire. E a pequena truta, talvez chega a quatorze, a dezesseis polegadas de comprimento, há muitas belas! E eu somente… Eu vou até ali e as pesco, pelo simples prazer de apanha-las, e soltá-las. Se eu mato uma, então eu a como, vê você, a levo.
20 Então tinha alguns destes salgueiros de alce crescendo, e – e todas as vezes que eu manobrava a linha do meu anzol… eu estava com uma pequena Royal Coachman. Eu lançava aquilo de volta, enrolava em um punhado de salgueiros de alce. E eu pensei, “Bem, eu vou apanhar uma machadinha e subirei ali, esta manhã, e – e cortarei aquele salgueiro de alce, para que a minha linha não fique embaraçada nele”. Oh, eu olhei para trás sob um pequeno… castores, como uma mãe com suas crias, e eles estavam simplesmente esperando para que aquela Coachman (mosca artificial que serve de isca – Trad.) caísse sobre eles. E agora, por toda a noite… Eu costumava tirar o meu cabelo, mas não tenho suficiente cabelo para eles se encaixarem agora (se referindo à sua cabeleira – Trad.) Então eu – eu simplesmente… simplesmente como eles os observariam. E então eu subi até ali naquela manhã, apanhei aquela velha machadinha, e cortei aquele salgueiro de alce. E pesquei três o quatro, ia preparar para o desjejum, e voltar. E, eu disse a minha esposa que eu não dou conta de ferver água sem seca-la, então você pode imaginar que tipo de comida sai.
21 Então, quando voltei, ali estava uma mãe ursa e dois ursinhos, e eles haviam entrado em minha pequena barraca. E falar em destruição total de alguma coisa, vocês não sabem como uma coisa pode ser destruída totalmente até que você deixe um urso entrar numa barraca. Ele, não é o que eles destroem, ou melhor, o que eles comem, quero dizer, é o que eles destroem. Eu tinha um fogãozinho, destes fogãozinhos comuns ali dentro, e eles apanharam aquele fogãozinho e simplesmente pularam em cima dele, você podia ouvir o barulho dos canos, e simplesmente o trituraram em pedaços, vocês sabem. E quando eu cheguei, eu tinha um pequeno velho rifle vinte e dois ali no chão, mas eu estava com aquela machadinha em minha mão.
22 E, vocês sabem, quando eu cheguei, a velha mãe correu para um lado, e ela gritou para os seus ursinhos. E um ursinho a seguiu, tudo bem; mas o outro assentou, um sujeitinho. Na flor da vida, vocês sabem, brotando. Tinha sua costa toda corcunda erguida para mim, assim. E eu pensei, “O que ele está fazendo?” Bem, então ela olhou para mim. E eu procurei por uma árvore, para ver simplesmente como – a que distância estava, porque eles podem te arranhar, vocês sabem, os ursinhos. E, eles, você não pode leva-los na conversa, você sabe, vêem. Então eu observei a velha mãe um pouquinho, sabe. Ela continuou chamando e fazendo barulho, algo como um pássaro. Você precisaria saber como é o som. Então ela continuou gritando com aquele ursinho, e aquele ursinho não ia.
23 Bem, eu pensei em meu rifle. E pensei, “Não, se eu corresse ali e agarrasse aquele rifle, se eu atirasse na velha mãe, eu deixaria dois órfãos na floresta”, e eu não queria ser culpado daquilo. E, além disto, a sua carga, aquele vinte e dois seria muito pequeno, sabem. E às vezes ele não disparava, tinha que manobrá-lo três ou quatro vezes para faze-lo disparar. Então eu pensei, “Bem, eu simplesmente alcançarei aquela árvore ali, se ela começar a vir para cá. Eu subirei ali na árvore e apanharei uma varinha fina e simplesmente a passarei em seu nariz”. O nariz deles é bastante sensível. E eles simplesmente gritam, então descem, vocês sabem, e eles te deixam em paz. Então eu pensei, “Eu alcançarei aquela árvore”.
24 Porém a curiosidade daquele sujeitinho, oh, assentado assim. E eu pensei, “O que ele está fazendo?” Então eu continuei me movendo e observando, vocês sabem, me afastando um pouco, e me aproximando da árvore, porque ela continuou gritando com aquele ursinho. Então eu me afastei um pouquinho, e sabem o que aquele sujeitinho estava fazendo?
25 Agora, eu gosto de bolo de grelha, ou panquecas, eu creio que é assim que vocês as chamam aqui. Lá no sul nós as chamamos de bolo de grelha. E eu não sou bom para faze-las, mas tenho certeza que sou bom para come-las. E, sabem, eu era um Batista. E eu não gosto de aspergi-las; eu realmente gosto de batiza-las, e coloco bastante melado nelas. Então eu tinha comigo uma lata de melado, mais ou menos deste tamanho, colocado ali, um baldinho de meio galão para as minhas panquecas.
26 E aquele pobre sujeitinho, vocês sabem, os ursos gostam de doces, de qualquer modo. Ele havia aberto aquele balde de melado. E ele estava assentado ali com aquela patinha mais ou menos deste tamanho. E ele estava com aquilo até em cima em seus braços, e batia com seu pezinho e chutava assim, vocês sabem. Correto. E lambia com aquela lingüinha. E eu comecei… E se eu simplesmente tivesse uma máquina fotográfica, eu gostaria de mostrar aquilo nesta manhã, simplesmente para olhar nisto. E ali estava ele, colocando sua patinha ali embaixo, e lambendo daquele jeito. E eu gritei, “Saia daí”, assim. E ele não prestou nenhuma atenção em mim, e simplesmente continuou a chutar assim. Ele se lambusou naquele balde, vêem.
27 E eu gritei para ele assim, ele virou e olhou para mim assim. Ele não dava conta de abrir seus olhos, ele estava tão lambusado de melado, vocês sabem. Tudo sobre os seus olhos, sua barriguinha, simplesmente tão cheio de melado o quanto ele poderia estar! E então, depois de algum tempo, ele começou a cambalear de um lado para o outro e foi para a sua mãe. Eles o apanharam ali num arbusto e começaram a lambe-lo. Eles estavam com medo de pegar no balde, mas eles podiam lambe-lo.
28 E eu disse, “Se isto não é um tipo de uma boa, velha reunião pentecostal, eles simplesmente se enchem daquelas coisas boas, doce, e saem, e alguém começa a lamber aquilo. Esta é uma verdadeira reunião de companheirismo. Agora nós chegamos assim, para colocar nossas mãos num balde, cada um de nós, imergir até os cotovelos, nas bênçãos de Deus. E tenho certeza de que você encontrará aquilo no reavivamento que tem sido derramado nas Assembléias de Deus, que está acontecendo ali agora. O Senhor te abençoe.
29 Eu disse em Phoenix, outro dia, um pouco… eu espero que não soe como sacrilégio, é uma piadinha sobre um ministro de subia na plataforma toda manhã, por vinte anos, firme, ele pregava vinte minutos, e então terminava, e assim sendo eles não compreendiam porque isto era assim. Então certa manhã, ele pregou por cerca de quatro horas. E o – os diáconos o chamaram, e – e disseram, “Pastor, nós realmente te amamos”. Disseram, “Nós – nós achamos suas mensagens maravilhosas”. E disseram, “Nós sabemos, como quadro de diáconos, nós temos te observado e cronometrado, e são exatamente vinte minutos todo domingo de manhã”. E disseram, “Hoje de manhã foram quatro horas”. Disseram, “Nós simplesmente não compreendemos”.
30 Disse, “Vou lhes dizer, irmãos”. Ele disse, “Toda manhã quando vou pregar”, disse, “quando vocês me chamam à plataforma, eu enfio a mão no bolso e coloco uma destas pastilhas “Life Savers” debaixo da minha língua”. E, disse, “em vinte minutos a pastilha se dissolve”, disse, “Eu – eu – aí eu termino”, ele disse, “então eu sei que é hora para parar”. E disse, “O erro nesta manhã foi que coloquei um botão”.
31 Carl Williams e Jewel Rose, meus verdadeiros amigos do peito, eles foram até o centro da cidade outro dia, e compraram um botão mais ou menos deste tamanho, para me darem, e, mas eu não estou com ele nesta manhã. Então, estamos agradecidos em poder estar aqui.
32 Agora, há alguém aqui que conhece o Dr. Lee Vayle? Eu creio que não… talvez não. Ele era um pregador batista, doutor em Divindade, e ele tem os seus graus. Ele era professor de ginásio, para começar, e ele é um homem estudado, muito bom. E as minhas fitas das Sete Eras da Igreja, eu as enviei para ele, para ver a gramática. Porque meu velho jeito de Kentucky “carregado, batido, esforçado e acidentado”, isto não soa bem para as pessoas que lêem os livros, então ele vai acertar a gramática para mim. E então, depois que ele terminar, me enviará de volta umas duas vezes, para declarar mais algumas coisas. Sendo que o livro será impresso agora, depois de cerca de três ou quatro anos.
33 Ele me perguntou, ele disse, “Eu posso escrever um livro, somente com meus comentários?”
E eu disse, “Bem, tudo certo, irmão Lee”. E eu pensei…
34 Então ele disse, “Eu vou dizer algo”. Disse, “Não é para ser vendido; distribuído”.
Eu disse, “Bem, então, tenho certeza que não tem importância”. Vêem?
35 Então eles tinham um patrocinador, cerca de dez pessoas patrocinariam aquilo, sendo que lhes custaria cerca de um mil e quinhentos dólares, creio eu, tal como compreendi, para dez mil deles. E então nós – nós os temos, todos já saíram da gráfica a uns dois dias atrás, e nós temos somente uns dois ou três, ontem, Billy os trouxe. E eles os estão distribuindo. Agora, eu não o li, eu não sei o que ele disse. Mas eu… Isto é pela fé. Mas tenho certeza, se você quiser ter um, se você escrever para nós, isto lhe será enviado, grátis. Vêem? E é chamado de “O Profeta do Século Vinte”.
36 E então eu observei na fotografia aqui, na frente do livro, muitos de vocês tem esta foto, naturalmente, e eu a vi, foi aí onde o Anjo do Senhor foi fotografado em Houston, Texas. Mas eles cortaram fora parte disto.
37 Então eu vi aqui atrás. E quantos aqui já foram em uma das reuniões, vejamos? Eu creio que praticamente todos vocês já estiveram. Vocês já me ouviram dizer, muitas vezes, “Daquela sombra pendida sobre alguém”. Agora, veja, se você faz uma declaração, e não é a verdade, Deus não terá nada a ver com isto. Você sabe que Deus não se associa com mentiras, porém Ele simplesmente sustenta o que é a verdade.
38 Então quando Ele falou com Moisés, quando Ele o encontrou lá atrás no deserto, na Coluna de Fogo, lá naquela sarça ardente. Então quando Ele trouxe aquelas pessoas para fora e aqueles que seguiram a Moisés para fora, para sua jornada, então Ele desceu sobre o Monte Sinai, aquela mesma Coluna de Fogo e vindicou que o que Moisés havia dito era a verdade.
39 Agora, Deus fará aquilo. Ele sempre faz aquilo. Então esta luz aqui, naturalmente, nós A associamos com Deus, porque Isto tem a mesma natureza e tudo que Ele fez quando Ele estava aqui na terra.
40 Então sobre aquilo, dizendo, “Esta pessoa aqui, vejo que está coberta com a morte, uma sombra negra”. Quantos, quantos já me ouviram dizer isto? Bem, recentemente aqui em uma reunião alguém curioso, queria ver se conseguia tirar uma foto daquilo, quando Aquilo foi dito. Então eles… Havia uma senhora assentada ali perto, e este homem tinha uma máquina fotográfica. E eu disse, “Esta senhora assentada aqui, é a Sra. Fulana de Tal”, seja o que for. Eu disse, “Ela está coberta com a morte, mas ela está com câncer”. E imediatamente ele tirou a foto, porque ele estava perto. E ali estava, vêem, aquele capuz, o câncer negro da morte pendurado sobre a mulher. E então o Espírito Santo falou de volta outra vez…
41 Agora, quando eles colocaram isto no livro, eles cortaram isto, então eles simplesmente colocaram isto aqui até imprimirem outro livro. E isto é porque vocês verão aquela página solta ali. Eu acho que “A Voz da Cura” foi que imprimiu o livro.
42 E agora é absolutamente grátis. E os patrocinadores aqui atrás na capa do livro, os quais colocaram mil e quinhentos dólares nisto, simplesmente para levarem isto ao público, para que o público possa ler. Então, é grátis, e é um livrinho bom. E eu não conheço o conteúdo, eu nunca o li, o Pai sabe disto.
43 Mas vejam, Isto foi, para mim, e Isto é absolutamente a Verdade. É isto que estamos procurando, a Verdade. Jesus disse, “Conhecereis a Verdade e a Verdade vos libertará”. E Ele é aquela Verdade. Ele é, Jesus, o Filho de Deus, é a Verdade da Palavra, porque Ele era a Palavra feito carne. “No princípio era a Palavra, e a Palavra estava com Deus, e a Palavra era Deus. E a Palavra foi feito carne e habitou no nosso meio”. Então, aquilo fez a Verdade, porque a Palavra é a Verdade, e Ele era a Verdade.
44 Agora quando nós O vemos retornar nestes últimos dias, este grande movimento de Deus, movendo pela nação, do mundo, ajuntando um povo para a Noiva, isto é a Verdade.
45 Anos atrás eles diziam, “Não existe tal coisa como o falar em línguas. Isto é loucura”. Deus prometeu isto, e Ele provou que isto seria a Verdade. Isto é certo.
46 Alguém disse, nesta manhã, eu creio que foi a nossa nobre irmã ali que trata com as crianças de tal forma sobre seu batismo, ele disse, “Você pode ouvir alguém falar em línguas. Mas, ouvir alguém cantar em línguas, veja, foi uma coisa muito bonita”.
47 Eu recordo da minha primeira experiência lá no Tabernáculo Redigar em Fort Wayne, Indiana. E eu estava falando, tendo um serviço de cura, após a morte do – do irmão B. E. Redigar. E o irmão Bosworth estava ali, Paul Rader. E muitos de vocês irmãos mais idosos, como eu, vocês lembram do Paul Rader; e ele era Batista, e nós éramos, então nós éramos grandes amigos. E então enquanto falávamos ali, íamos orar pelos enfermos. Isto era uma coisa estranha para o homem, mas uma senhora trouxe um garoto, que era aleijado, e, quando ele veio pela plataforma, a visão do Senhor apareceu e lhe disse tudo o que havia com o garotinho. E eu pedi a moça para eu segurar – me deixar segurar o garotinho.
48 Agora simplesmente para o testemunho da irmã, para que você possa ver que alegria e qual o verdadeiro fenômeno da – da graça de Deus, o que Isto poderia fazer, quando Isto operou de acordo com a Palavra de Deus, vêem, a promessa de Deus para a hora.
49 Agora, a promessa de Deus para Noé não funciona para nós hoje. A promessa de Deus para – para Moisés, nós não poderíamos ter a Mensagem de Moisés. Moisés não poderia ter a mensagem de Noé. Nós temos a Mensagem da hora. Nós não poderíamos ter a mensagem de Lutero. Nós não poderíamos ter a mensagem de Wesley. Este é outro tempo. Deus tem concedido Sua Palavra para cada era. E quando chega esta era, Ele manda alguém ali para vindicar aquela Palavra, para provar que aquilo é a verdade. E agora vemos em cada um deles, exatamente o que Jesus disse quando Ele estava na terra, Ele disse, “Construís as sepulturas dos profetas e vossos pais os colocaram ali”.
50 Agora, meu pessoal é católico, como vocês sabem, sendo um irlandês. Agora nós… Agora eles – eles falam a respeito de São Patrício, os católicos o declaram. Bem, ele é tão católico quanto eu sou. Eles falam sobre Joana D’arc. Eles queimaram aquela moça em estacas, como uma feiticeira, todos nós sabemos disto, porque ela era espiritual e tinha visões. Naturalmente, uns duzentos anos depois, eles escavaram o corpo daqueles sacerdotes, e fizeram penitência, e os jogaram no rio. Mas não é aquilo que precisava ser feito, vêem.
51 Eles sempre perdem isto. O homem está sempre louvando a Deus pelo que Ele fez, esperando pelo que Ele fará, e ignorando o que Ele está fazendo. Isto é simplesmente a natureza do homem. E ele não mudou sua natureza, o homem do mundo.
52 Então nós encontramos que nossa Mensagem é, hoje, a mensagem que temos, de “Saia da Babilônia, e estejam livres, e – e cheios do Espírito, e suas lâmpadas adornadas e limpas, e olhem para cima, nossa redenção se aproxima”, estas coisas são estranhas para muitas pessoas que respiram e chamam pelo Nome de nosso amado Senhor.
53 Mas ainda em meio a tudo isto, nós não temos nada contra aquelas pessoas, aquelas pessoas denominacionais. Elas estão bem, elas são boas. Elas são nossas… elas são nossas associadas no Evangelho, porque Jesus disse, “Ninguém pode vir a Mim a não ser que Meu Pai o traga. E – e tudo que o Pai tem me dado, virá”.
54 Então, nós somos somente responsáveis por semear as Sementes. Algumas caíram ao lado do caminho, em algum tipo de chão diferente, outras caíram e trouxeram cem vezes mais. Então, somos simplesmente semeadores da Semente. Deus é Aquele Quem A dirige quando Ela está caindo. E agora nós oramos que talvez, nesta manhã, ali haveria uma Sementinha caída em algum lugar, para poder encorajar alguém. E simplesmente como um – um – um homem…
55 Para terminar meu testemunho a respeito daquela senhora da qual eu ia falar. Esta senhora trouxe aquele bebezinho, um garotinho, eu creio, com cerca de dez, doze anos de idade, e talvez não tão velho assim, porque aquela mulher o estava carregando. E ela o entregou. E logo então, enquanto eu fazia uma oração pela criança, o pequeno companheiro pulou de meus braços e saiu correndo pela plataforma, e havia umas três mil e quinhentas ou quatro mil pessoas. E quando eles viram, a primeira coisa que eles viram ser feita, a mãe, assentada na frente, simplesmente desmaiou e caiu. E uma garotinha Amish…
56 Então vocês familiarizados com os Amish? Eu não sei se aqui tem deles, cabelos compridos, são boas pessoas bastante dóceis, e bastante asseadas e um bom tipo. Vocês sabem, todos os Menonitas, ou Amish, e assim por diante, não temos nenhum registro de delinqüência juvenil. Podem chamá-los de esquisitos se vocês quiserem, mas nós – nós temos algo faltando em nossos lares, que eles tem. Eles não tem nenhum registro nos tribunais, de – de uma má conduta vindo do meio deles. Eles criam seus filhos, somente de uma maneira, e esta é a maneira em que eles crescem.
57 E esta jovem era uma famosa pianista, uma linda mulher jovem, e cabelos loiros, longos, arrumados atrás. E quando ela olhou… Agora, ela era Amish, ela nada sabia sobre os Pentecostais, e nem mesmo eu. Mas quando ela olhou na plataforma, e viu aquele garotinho andando por ali, ela levantou suas mãos para cima.
58 Agora, eu sei que existe fanatismo, e espero não ser propenso. Eu – eu não sou um mentiroso. E eu – eu não sou. Se estou errado, eu – eu não estou errado por querer, estou ignorantemente errado.
59 Mas aquela moça levantou seus braços para cima, e aquele cabelo caiu sobre seus ombros, e ela começou a cantar em uma língua desconhecida. E ela estava tocando aquele hino “O Grande Curador agora está perto, o simpatizante Jesus”. E quando ela saiu dali… eu sei que isto soará muito estranho agora. Mas esta garota nunca soube nada a respeito de falar em línguas, mas ela estava cantando numa língua desconhecida, “O Grande Curador agora está perto, o simpatizante Jesus”. E aquele piano continuou tocando, “O Grande Curador está perto, o simpatizante Jesus”. Bem, eles abarrotaram o altar, e embaixo na galeria, no chão, as pessoas gritavam! Aquela moça ali de pé, com a sua face levantada assim falando em outras línguas, e, o piano continuou movendo o teclado de marfim:
O Grande Curador agora está perto,
O simpatizante Jesus,
Ele fala aos corações tristes para alegra-los,
Nenhum outro Nome a não ser Jesus.
60 Oh! “O que os olhos não viram, e os ouvidos não ouviram, é o que está guardado para nós”. Você sabe o que eu penso? Por que – por que iríamos aceitar um substituto ou simplesmente algo que é fictício, quando os céus estão cheios do genuíno, do verdadeiro Poder de Deus, que pode libertar uma alma, que pode fazer algo para nós? Deus te abençoe. Agora, há muitas coisas.
61 Eu nunca lhes disse onde conseguir este livro, vêem. Caixa Postal 325, em Jeffersonville. E se você escrever, eles enviam isto para você. Ou se você for em uma das reuniões, eles estarão distribuindo.
62 Agora, estou muito agradecido por este bom tempo de companheirismo. E nesta manhã eu estava pensando sobre uma historiazinha que eu costumava contar aos Homens Cristãos de Negócios, é sobre Zaqueu. Muitos de vocês já me ouviram contá-la, sobre como este sujeitinho não acreditava neste discernimento, e, do Senhor. Naturalmente, eu creio, como temos em toda era, você vê um genuíno, então você vê os personificadores. E temos que simplesmente suportar aquilo. Mas bons, pensadores sólidos e homens Escriturísticos compreendem, vêem. Que nós, e não importa…
63 Quando a Sra. Aimes Semple McPherson, quando ela estava aqui na terra, em seu ministério, eles dizem que quase todas as mulheres pregadoras usavam asas, como vocês sabem, ou mantos assim, e carregavam a Bíblia.
64 Simplesmente veja o que Billy Graham é na terra hoje. Mas, você sabe, Billy Granham nunca poderia tomar seu lugar. Eu – eu não poderia tomar o lugar de Billy, ele não poderia tomar o meu. Eu não posso tomar o seu, e você não pode tomar o meu. Você é um indivíduo, em Deus. Deus te fez da maneira que você é, para algum propósito. Se nós simplesmente encontrássemos nosso lugar, e então ficássemos ali. Se nós tentamos fazer algo diferente, então, vejam, nós – estamos no terreno de outra pessoa, sendo que misturamos o quadro de Deus.
65 Nós tomamos como Billy Graham no mundo denominacional hoje, como ele é, se chamássemos isto talvez para jogador de futebol, ele teria a bola.
66 Agora se você tenta tirar a bola do seu próprio homem, você está simplesmente bagunçando o seu time. Proteja seu homem, vêem. Conserve protegendo-o, que o restante deles o protejam para que ele possa fazer a carreira. E teremos, após algum tempo, colocando a bola no chão atrás do gol, e Jesus virá, e então tudo estará terminado. O Senhor te abençoe.
67 Agora vou falar sobre este homem, Zaqueu. E ele estava ali em cima daquela árvore, vocês sabem, com folhas puxadas ao seu redor. E então quando ele desceu da árvore, ele foi para casa com Jesus. E eu disse, “Ele se tornou um membro do capítulo dos Homens de Negócios do Evangelho Completo”. Então se há algum Zaqueu aqui, nesta manhã, eu espero que você tome aquele bom conselho e se torne um membro dos Homens de Negócios do Evangelho Completo.
Você diz, “Evangelho Completo?” Sim, senhor.
68 Esta é a única coisa que Jesus teria pregado, teria sido o Evangelho completo. Isto é certo. Não é isto certo? (A congregação responde, “Amém” – Ed.) Claro, pois Ele era o Evangelho Completo. Isto é certo. Ele não podia negar a Si Mesmo.
69 Mas agora eu tenho algumas Escrituras anotadas aqui, de um pequeno, um texto comum e pequeno, isto não me tomará a não ser alguns minutos, se vocês querem sofrer comigo. E antes de fazermos isto… Agora, em nosso pequeno companheirismo de nos ajuntarmos, e falarmos sobre as patas do urso no balde, e assim por diante, agora vamos simplesmente colocar de um lado tudo isto agora, e simplesmente pensar que estamos nos entendendo. E, e nós queremos entrar na parte profunda da Palavra.
70 Vamos inclinar nossas cabeças agora, enquanto nos aproximamos Disto. Porque, não temos nenhum direito de nos aproximar da Palavra, sem primeiro falarmos com o Autor.
71 Com nossas cabeças inclinadas, nossos olhos fechados, e eu confio que nossos corações estão inclinados com nossas cabeças. Eu gostaria de saber, estão inclinados com nossas cabeças. Eu gostaria de saber, enquanto há alguém aqui que diria, levantando suas mãos, “Irmão, ministro, lembre de mim em oração – eu – estou necessitado hoje”? Deus te abençoe. Agora Ele vê sua mão. Ele sabe o que há abaixo da sua mão, no seu coração. Que Ele possa conceder isto, é a minha oração.
72 Querido Deus, como estamos agradecidos por este edifício que nós, teus humildes filhos, podemos nos reunir aqui, para conversarmos e termos companheirismo, só por sermos nós mesmos, enquanto nos rendemos a Cristo, e desejamos nos tornar mais como Ele. Somos irmãos ministros assentados aqui, Senhor, homens que são mais capazes de se colocarem aqui para entregarem esta Palavra do que eu, Teu servo indigno, mais isto é o meu dever. E, Pai, rogo, hoje, que se eu disser algo que não esteja de acordo com a vontade de Deus, que antes de eu dizer isto, que Tu feches a minha boca; como Tu fizestes com as bocas dos leões, certa vez, para que eles não incomodassem a Daniel.
73 E, Pai, nós Te pedimos agora para lembrar de cada um, cada ministro. E este reavivamento nas Assembléias de Deus, eu oro, Querido Deus, que Tu envies tal reavivamento ali que toda estas cidade seja agitada pelo Poder de Deus, que todos estes bares e filhos peregrinos por aí na rua sejam trazidos ao Trono de Deus, e sejam cheios com Sua bondade e com Seu Espírito. Conceda isto, Pai Celestial.
74 E nós oramos para que hoje, que se houver homem ou mulher, menino ou menina, que foram trazidos a esta reunião nesta manhã, aqui sob o abrigo da neve, que o grande Espírito Santo visite seus corações e opere com eles de uma maneira misteriosa. Talvez alguém que tenha vagado, que uma vez Te acolheu, Senhor, mas agora tem se afastado, traga-os de volta, Senhor, nesta manhã.
75 E nós oramos por esta reunião, pelo irmão Earl e por sua esposa, e pelos outros. Conceda isto, Senhor.
76 Agora parta para nós o Pão da Vida, enquanto abrimos de volta as páginas da Palavra, porque sabemos que a Bíblia não é de interpretação privada. Mas, Deus não precisa de nós para interpretar Sua Palavra, Ele é o Seu Próprio intérprete. Ele disse um dia, “Haja luz”, e houve luz. Ele disse, “Uma virgem conceberá”, e ela concebeu. “E nos últimos dias eu derramarei de Meu Espírito sobre toda carne”, não importa o que o mundo diz, Ele fez isto. Ele não precisa de intérprete. Ele interpreta Suas Próprias Palavras, fazendo-as viver e vindicando-as para que assim sejam. Venha aos nossos corações, Senhor Jesus, e interprete para nós, hoje, as coisas que temos necessidade. Nós pedimos isto no Nome de Jesus. Amém.
77 Agora na Bíblia, se vocês abrirem. E creio que nunca tive uma mensagem que tentei entregar, sem que primeiro lesse a Palavra. Porque minha palavra falhará, eu sou homem. Mas Sua Palavra simplesmente não pode falhar, Ele é Deus. Então vamos ler agora para um pequeno tema, e nós sairemos daqui uns trinta, quarenta minutos, o Senhor permitindo.
78 Em Apocalipse agora, nós gostaríamos de ler no capítulo 3 de Apocalipse, começando com o versículo 14. E queremos ler só uma porção, é uma Mensagem para a Era da Igreja de Laodicéia. E eu creio, e eu – eu suponho que todas as pessoas cheias do Espírito e leitores da Bíblia crêem, podem dizer amém a isto, que estamos na Era da Igreja de Laodicéia, porque esta é a última era. Ouçam a Mensagem da condição da igreja neste tempo.
Ao anjo da igreja em Laodicéia escreve:
Estas cousas diz o Amém, a testemunha fiel e verdadeira, o princípio da criação de Deus:
Conheço as tuas obras, que nem és frio nem quente. Quem dera fosses frio, ou quente!
Assim, porque és morno, e nem és quente nem frio, estou a ponto de vomitar-te da minha boca:
Pois dizes: Estou rico e abastado, e não preciso de cousa alguma, e nem sabes que tu és infeliz, sim, miserável, pobre, cego e nu.
Aconselho-te que de mim compres ouro refinado pelo fogo para te enriqueceres, vestiduras brancas para revestires, a fim de que não seja manifesta a vergonha de tua nudez, e colírio para ungires os teus olhos, a fim de que vejas.
Eu repreendo e disciplino a quantos amo. Sê, pois, zeloso, e arrepende-te.
Eis que estou à porta, e bato; se alguém ouvir a minha voz, e abrir a porta, entrarei em sua casa, e cearei com ele e ele comigo.
Ao vencedor, dar-lhe-ei sentar-se comigo no meu trono, assim como também eu venci e me sentei com meu Pai no seu trono.
Quem tem ouvidos ouça o que o Espírito diz às igrejas.
79 O Senhor abençoe a leitura desta Palavra. Agora eu desejo tomar, por somente poucos momentos um pequeno texto chamado, Portas na Porta. Portas na Porta. Agora isto é muito… Portas na Porta são três palavras. Portas na Porta.
80 Você pode dizer para mim, “Irmão, há provavelmente cem pessoas aqui. Aí, não acha você que este é um tema pequeno, quando você tem diante de você cem almas?”
81 Bem, isto, isto pode ser verdade, o – o tema é pequeno. Mas não é o tamanho do tema, que – que conta, é o que ele é. É – é o que o tema diz, que conta.
82 Como, eu creio que foi em Louisville, Kentucky, a algum tempo atrás, um – um garotinho estava em cima do sótão, brincando com alguns baús velhos em cima no sótão, e ele encontrou um selo postal antigo. Bem, a primeira coisa que veio em sua mente, que com aquilo ele poderia conseguir um sorvete de casquinha. Havia um colecionador descendo a rua, então ele correu para lá, o mais rápido que pôde. E disse, “O que você me dará por este selo?”
83 O colecionador o olhou e ele estava um pouco amarelado. Ele disse, “Eu te dou um dólar”.
84 Puxa, aquilo foi facilmente vendido. Ele teria entregue aquilo por um centavo, e estaria feliz por aquilo, compraria um sorvete, mas isto foi vendido por um dólar. O colecionador o vendeu por quinhentos dólares. E mais tarde, eu não sei para onde isto foi, isto ficou valendo centenas de dólares. Vê você, o pequeno pedaço de papel não era muito, um simples pedaço de papel que você não apanharia do chão. Mas, não era o papel que contava, é o que está no papel que conta.
85 E esta é a maneira que é em ler a Palavra de Deus. Não é somente o papel, o valor do papel, ou o tamanho do papel, é o que está escrito naquele papel. E uma palavra é suficiente para salvar todo o mundo, se isto for recebido daquela maneira.
86 Há algum tempo atrás havia… Eu li a história nos dias de nosso nobre… Um dos maiores presidentes que eu creio que a nação já teve, foi – foi Lincoln. Não que ele veio de Kentucky, mas porque ele era um grande homem. Ele foi privado de uma educação, mas mesmo assim foi – havia algo em seu coração, algum propósito.
87 Eu – eu gosto de um homem de visão. Eu gosto de pessoas que tem algo e lutam por aquilo, e não se prostram simplesmente por aí, “Bem, seja o que for que aparecer, tudo bem”. Oh, desperte e faça alguma coisa! E Lincoln nunca deixou sua educação ser um obstáculo; ele tinha algo para fazer. Eu creio que cada cristão deve ser desta maneira; descubra seu objetivo e vá realiza-lo.
88 Cada membro desta congregação, não somente, “Bem, nós temos o café da manhã uma vez por mês”, aquilo não é isto, “Ou todo o sábado”. Tenha um propósito na vida, algo que você fará. Vamos. Deus te colocou aqui; faça algo agora, cada membro de cada igreja. Há um reavivamento na cidade. Aquele reavivamento está ali para um propósito. Vamos obter algo disto. Vamos fazer algo sobre isto.
89 O Sr. Lincoln. Havia um homem, um sujeito jovem, ele – ele estava na guerra, e – e ele era – ele era um covarde, para começar. E na hora de cumprir seu dever, ele – ele – ele se afastou de seu posto; e eles encontraram algo contra ele, que ele teria que ser fuzilado. E, oh, ele… isto foi terrível. E um sujeitinho que gostava muito dele, foi até ao Sr. Lincoln, para obter o perdão. Ele era o Presidente naquela época, nos Estados Unidos aqui, então ele foi até ele para obter o perdão.
90 E ele lhe disse, enquanto ele descia de sua carruagem; e o Sr. Lincoln, alto, com barba, um tipo sulino, magro. E ele disse, “Sr. Lincoln, há um rapaz que vai morrer, daqui a dois dias será fuzilado, porque ele fugiu no tempo da guerra”. E ele disse, “Sr. Lincoln, o rapaz não é um sujeito ruim. Mas todos aqueles mosquetes atirando, e – e pessoas morrendo, ele estava nervoso. E ele ficou tão desnorteado, que, ele levantou suas mãos e começou a gritar”. E disse, “Eu conheço o rapaz”, disse, “Sr. Lincoln, somente a sua assinatura neste pedaço de papel poderá poupa-lo. O sr. fará isto?
91 Naturalmente, este cavalheiro cristão, rapidamente assinou o papel, “Fulano de tal, perdoado”. Então assinou seu nome, “Abraham Lincoln, Presidente dos Estados Unidos”.
92 O mensageiro volto o mais rápido que podia. E correu até a cela, ele disse, “Você está livre! Você está livre! Aqui está a assinatura do Sr. Lincoln, do Sr. Lincoln. Você está livre!”
93 Ele disse, “Por que vem você zombar de mim, sabendo que morrerei amanhã? Ele disse, “Afaste isto daqui, você está simplesmente zombando de mim”. E ele não aceitou aquilo. Ele disse, “Não, eu – eu não quero isto”. Disse, “Você está simplesmente fazendo…” Disse, “Se isto fosse do – do Presidente”, disse, “isto teria o – o escudo de armas, e isto estaria em um papel apropriado”.
Ele disse, “Mas é a assinatura dele!”
94 Ele disse, “Como saberei que é a assinatura dele?” Ele disse, “Você está simplesmente zombando de mim, você está tentando fazer com que eu me sinta bem”. E ele simplesmente começou a gritar, virou suas costas. Na manhã seguinte o rapaz foi fuzilado.
95 Então depois que o rapaz morreu, e o nome do Presidente naquele pedaço de papel, dizendo que ele estava perdoado, então o que aconteceu? Eles levaram isto para o tribunal federal. E aqui está a decisão do nosso tribunal federal, que é o supremo de todos os nossos tribunais. O que eles dizem, às vezes nós não gostamos de suas decisões, mas nós temos que aceita-las de qualquer forma, vêem, porque esta é a estaca do jogo empatado. Esta é a palavra final. Agora dizem que foi esta a decisão, “Um perdão não é perdão a não ser que ele seja aceito como perdão”.
96 E esta é a maneira que é com a Palavra de Deus. É perdão se Ela for recebida como perdão. E Isto é a Palavra de Deus, Isto é o Poder de Deus para aqueles que crerem Nela e a receberem.
97 Não importa, você está olhando para Isto, e você diz, “Oh, isto está confuso, existe um milhão de traduções e tudo isto”. Isto pode ser assim para alguém.
98 Mas para mim, Isto permanece sendo a Palavra de Deus, “Jesus Cristo é o mesmo ontem, hoje e eternamente”. Ele está obrigado a ficar com aquela Palavra.
99 Agora, um dia Ele tem que julgar a igreja. E se Ele a julgar através da igreja Católica, que eles dizem que é o que Ele fará, então através de qual das igrejas católicas Ele julgará isto? Eles são diferentes uns dos outros. Se Ele julgar isto através dos Metodistas, vocês Batistas estão perdidos. Se Ele julgar isto através dos Pentecostais, o restante de vocês estará perdido.
100 Mas Ele não julgará isto pela igreja. A Bíblia diz, “Ele julgará o mundo através de Jesus Cristo, e Cristo é a Palavra”. Então você vê que estamos sem desculpas, é a Palavra de Deus que nos julga; e não importa quão pequena, uma palavra é significativa a Isto, diz Apocalipse 22:18.
101 Primeiro, eu comecei em Gênesis. Deus deu a raça humana Sua Palavra, para lhes fortificar da morte, pecado e tristeza, ou qualquer desastre. Uma corrente, de Sua Palavra. “Não toques nesta determinada árvore, pois no dia em que dela comerdes, neste dia morrereis”. E uma corrente é melhor em seu elo mais fraco. E nossas almas são puxadas para o inferno, segurando nesta corrente; rompendo um deles, isto é tudo que você tem que fazer. Eva não rompeu com uma frase, ela rompeu uma Palavra, através de Satanás. Aquilo foi a primeira coisa do Livro.
102 No meio do Livro vem Jesus e diz, “Não só de pão viverá o homem, mas através de toda Palavra”. Não parte dela, uma aqui e outra ali, mas “Cada Palavra que procede da boca de Deus”.
103 Quando Ele estava morto, ressuscitou, e foi ao Céu, e retornou e deu a João… que Ele disse ali após a Sua ressurreição. Disse, “O que se…” Disse, “O que acontecerá a este homem?”
104 Jesus disse, “O que será para vós se ele continuar até que eu venha?” Não exatamente que sua vida continuaria, mas seu ministério sim. E Ele o levantou, no capítulo 4 de Apocalipse, e lhe mostrou todas as coisas que haveriam de vir, em que vivemos, até mesmo no tempo de hoje.
105 E então no capítulo 22, o último capítulo, no verso 18, Ele disse, “Quem tirar uma Palavra deste Livro, ou adicionar uma Palavra a Ele, sua parte será tirada do Livro da Vida”. Vêem? Então nós cremos que o homem vive através de cada Palavra de Deus. Eu creio nisto e sei que é a verdade. Quão pequena, isto não importa. É necessário somente uma Palavra para fazer isto.
106 Pensando em quão pequeno e insignificante, vendo que muitos dos meus amigos Canadenses estão assentados aqui. Eu recordo que eu estava no Canadá quando o Rei George… Aquele que eu tive o privilégio de orar por ele, quando ele foi curado, com aquela esclerose aumentada; ele estava sofrendo naquele dia, de esclerose, e ele tinha também um problema no estômago e uma úlcera; como muitos de vocês canadenses sabem, e os americanos também. Mas vendo-o passar por ali, assentado naquela carruagem, ele – ele era um rei. Ele se portava como um rei. Sua bela rainha assentada ao seu lado, com seu vestido azul, enquanto passavam pelas ruas.
107 E um amigo meu, e eu, estávamos de pé juntos. E quando aquela carruagem passou, ele simplesmente virou a sua cabeça e começou a chorar. Eu coloquei minha mão sobre seu ombro, e disse, “Qual é o problema?”
108 Ele disse, “Irmão Branham, ali está o meu rei e a sua rainha”. Bem, eu – eu pude apreciar aquilo.
109 Então eu pensei, “Se um canadense, sob o comando do governo, não no comando governamental, mas continua também um líder governamental da Inglaterra, e o rei passando, isto pode fazer com que um canadense chore, e vire a sua cabeça a chorar, o que ele fará então quando vir o nosso Rei?” E para pensar sobre isto, de nossa parte seremos a Rainha.
110 Então as crianças não tiveram aula, as criancinhas, eles lhes deram uma pequena bandeira Britânica. Eles chamam a bandeira canadense de outro nome. Irmão Fred, como é chamada a Bandeira Canadense? (O irmão Fred Sothmann diz, “Pavilhão do Reino Unido” – Ed.) Pavilhão do Reino Unido. Mas eles lhes deram uma pequena bandeira Britânica para balançarem. E quando o rei passou, todos os sujeitinhos se levantaram, balançando suas – suas bandeirinhas, e gritando para o rei. E – e ali havia bandas tocando, “Deus salve o Rei”, enquanto ele passava pelas ruas.
111 Oh, se você pudesse simplesmente obter um… obter uma imagem do que será na ressurreição ali!
112 E eles foram instruídos, os garotinhos, para retornarem para a escola logo que o – o desfile terminasse. E na volta das criancinhas, uma menininha de uma das escolas, se perdeu. E eles foram em toda as partes, para encontra-la, subiram e desceram as ruas. E, finalmente, atrás de um poste telegráfico, estava aquela pequenina coisinha, uma garotinha, com seu coração em prantos.
113 Bem, a professora lhe levantou e… (Espaço vazio na fita – Ed.) “Qual é o problema? Você não viu o rei?”
Ela disse, “Sim, eu vi o rei”.
Disse, “Ah… você não balançou sua bandeirinha?”
Ela disse, “Sim, eu – eu balancei minha bandeira”
Ela disse, “Bem, então, por que você está chorando?”
114 Ela disse, “Veja, professora, eu sou tão pequenina, os outros estavam na minha frente, eles eram maiores. E eu balancei a minha bandeira, mas ele não a viu”. E ela ficou preocupada com aquilo. Bem, pode ser que o Rei George não viu aquela coisinha pequena. Ele pode não ter visto o seu coração patriótico, e como ela se sentiu para com ele. Ela era muito pequena.
115 Mas isto não é assim com nosso Rei! Oh, a menor coisa que fazemos, Ele vê. E Ele conhece as próprias coisas e pensamentos que estão em nossos corações, seja o que for que fizermos, quão pequeno seja. E como O servimos? Como servimos uns aos outros. Se eu não te amo, como poderei amá-Lo? Vêem? “O que fizerdes a estes pequeninos, estareis fazendo comigo”. Vêem?
116 É o – são as coisinhas que deixamos de fazer, às vezes, aquilo rompe toda corrente, vê você, e nos deixa livres, com o intelecto denominacional, e esquecemos as coisinhas que são as – as coisas essenciais. Tudo, cada Palavra de Deus, é essencial. Nada Dela pode ser deixado. Nós temos que tomar cada Palavra Disto, exatamente.
117 “Estou à porta”, disse, Jesus, nesta Era de Laodicéia, “e bato”. Você observou, a única era da igreja que Ele foi colocado para fora de Sua igreja? Todas as outras eras Ele estava dentro da igreja. Através dos Metodistas, e Luteranos, e assim por diante, Ele estava do lado de dentro, na igreja. Mas aqui Ele está fora, nossos credos e coisas O tiraram para fora da igreja. Mas Ele está ali fora, continua a bater. “Aquele que ouvir e abrir a porta, eu entrarei e cearei com ele, e lhe darei cura a seus olhos, e – e roupagem, e lhe darei as riquezas do Céu; aquele que Me ouvir bater”.
118 Eu pensei que podia lembrar do nome daquele artista que desenhou aquele quadro, ou melhor, que pintou um quadro, da porta. Quando ele… Você sabe, todos grandes quadros tem que passar primeiro por um curso, ou melhor, pelo quadro de críticos antes dele ser dependurado na Galeria da Fama. Aquele quadro original agora vale milhões de dólares.
119 Mas vejam, é como a Igreja, tem que passar pelo quadro de críticos. Nós passaremos. Nós seremos chamados “santos roladores”, nós seremos chamados de tudo. Mas se você puder simplesmente segurar a sua posição em Cristo, então algum dia Ele nos levará para a Galeria da Fama. Mas primeiro temos que suportar a crítica. Aí está onde a minoria de nós está de pé, ao está onde isto mostra. “Aquele que não suporta a correção é um filho ilegítimo, e não um filho de Deus”. Não importa o quanto ele se uma a uma igreja, e seja o que for que ele fez, se ainda faz, se ele não pode suportar a punição, ele é ilegítimo, e ele não é um verdadeiro filho de Deus. Mas um verdadeiro, genuíno filho de Deus não se importa pelo que o mundo diz, tudo é secundário. Ele tem sua mente em Cristo, e isto determina tudo. Sim. Seja, o que for que Cristo disser, ele faz seja onde for que o Cordeiro vá, eles estão com Ele, em qualquer parte. Então você vê a Sua aparição, a Sua Presença, e o que Ele faz. Ele está sempre com o Seu povo, a Sua Noiva. Ele a namora. Em algum dia haverá as Bodas de Casamento.
120 E este artista, todavia, quando isto passava pelos críticos, um punhado de críticos se ajuntavam ao redor deste artista. Eu não me lembro de seu nome. Estou lembrando de Miguel Ângelo, mas ele esculpiu foi o monumento de Moisés. Mas não me lembro do seu nome. Porém, contudo, ele disse, “Sua tela é de destaque”, disse, “Não tenho nada a dizer contra o quadro”. Ele disse, “Porque, ele está segurando uma lanterna em Sua mão, isto mostra que Ele vem também na escuridão da noite”. Ele disse, “E então Ele está à porta, com sua cabeça, seu ouvido, então ele… está certo de não perder o chamado. Ele tem Seu ouvido voltado para a porta, e Ele está batendo na porta”. Ele disse, “Mas sabe, senhor, há uma coisa que esqueceste em tua tela”.
121 E o artista levou um tempo de sua vida para pintar aquilo, ele disse, “O que foi que eu esqueci senhor?”
122 Ele disse, “Não importa o quanto Ele bata, vê, você se esqueceu de colocar o ferrolho nela. Não há ferrolho na porta”. Se você observar a porta, não existe ferrolho nela.
123 “Oh”, disse o artista, “Eu o pintei assim. Veja, senhor”. Ele disse, “o ferrolho está do lado de dentro. É a gente quem abre a porta. A gente abre a porta”.
124 Oh, para que um homem bate na porta do outro? Ele está tentando entrar. Ele tenta entrar. Ele talvez tem algo que deseja lhe dizer ou conversar com você. Ele tem um recado para você. E esta é a razão pela qual as pessoas batem na porta das outras. Elas tem alguma razão para faze-lo. Aquilo não pode acontecer sem um motivo. Você não iria a casa de alguém a não ser que houvesse uma razão para ir; se não houvesse nada, para visitar, levar-lhe um recado, ou algo. Há alguma razão para um homem ir e bater na porta do outro.
125 Onde há uma pergunta, tem que haver uma resposta. Não poderia haver uma pergunta sem uma resposta. Então é isto que procuramos na Bíblia, estas perguntas do dia, a Bíblia tem a resposta. E Cristo é aquela resposta.
126 Agora, muitas pessoas importantes tem batido nas portas, através do tempo da vida, e muitas bateram em tempos passados e ali provavelmente, o tempo continua, haverá muitas outras; pessoas importantes.
127 Agora, a primeira coisa, talvez, se alguém bater na sua porta, se você puder, você vai em silêncio e puxa a cortina para ver quem está ali.
128 Se você está ocupado, como alegamos estar hoje, “Mui ocupado para ir à igreja; muito ocupado para fazer isto. E, você sabe, a minha igreja não crê neste tipo de coisa”. E, veja, estamos um pouquinho fora, às vezes, da Palavra.
129 Mas você afasta a cortina, querendo ver quem está ali de pé. E se é um homem de importância, rapidamente você corre até a porta.
130 Agora vamos voltar só um pouquinho, e tomarmos algumas pessoas que bateram. Vamos voltar e lembrar de Faraó no Egito, há muitas centenas de anos atrás. O que seria se – se Faraó, o rei do Egito, fosse até a casa de um camponês? E se este camponês não concordasse com Faraó, e ele não cresse em seus policiais, e se ele discordasse com ele. E – e, mas aqui está Faraó, de pé à porta de um – um pedreiro ou de um pintor, como nós os chamaríamos, lá embaixo no Egito. E ele abre sua cortina, e ali está o Poderoso Faraó na porta. E ele está batendo; com um sorriso em Sua face. (O irmão Branham bate em alguma coisa – Ed.) Ora, aquele camponês abriria a porta, e diria, “Entre, grande Faraó, que o teu humilde servo possa encontrar graça diante de ti. Se há qualquer coisa dentro das minhas paredes, eu não sou mais do que um escravo teu, Faraó. Tu me honraste sobre meus irmãos. Tu vieste a minha casa, e eu sou um homem pobre. Tu visitas somente a reis e – e nobres, e pessoas importante. Mas tu – tu me visitaste, tu me honraste, Faraó. O que o Teu humilde servo poderia fazer?” Não importa o que Faraó pedisse, até mesmo a sua vida, ele daria. Claro. É uma honra.
131 Ou, digamos por exemplo, o falecido Adolf Hitler, quando ele era o “Fuhrer” da Alemanha. Como seria se ele fosse até a casa de um soldado? E aquele punhado de soldadinhos nazistas todos acampados ali, e, a primeira coisa que se sabe, ora, alguém bateria na porta. E o soldadinho diria, “Ah, eu me sinto mal nesta manhã! Mulher, diga-lhes para irem embora”.
132 E ela iria devagarinho até a porta, e abriria a cortina. Ela diria, “Meu marido! Marido, levante depressa!”
“Qual o problema? Quem está aí de pé?”
“Hitler, o Fuhrer da Alemanha!” Oh, que coisa!
133 Aquele soldadinho pularia para trás, colocaria suas roupas, rapidamente, e ficaria em posição de sentido. Chegaria até a porta, destrancaria a porta, e abriria a porta e diria “Heil Hitler!” Vêem, ele era um grande homem em seus dias na Alemanha. “O que posso fazer?”
134 Se ele dissesse, “Vá e pule daquele penhasco ali”, ele teria feito. Por que? Não havia, não havia um homem mais importante na Alemanha, nos dias dos Nazistas do que era Adolf Hitler. Ele era um grande homem. E ele… E, que honra, quando ele visitava somente generais e grandes homens, mas ali estava ele à porta de um soldado de infantaria! Oh isto seria certamente uma grande honra para ele.
135 Bem, agora, e em Flasgstaff? Nós traremos isto para mais perto de casa. O que seria se nesta tarde, que – que o nosso Presidente, o Sr. Johnson, L.B. Johnson, e se ele descesse de um avião, por aqui em alguma parte? E agora somos todos uma só classe de pessoas. Somos todos pobres. Talvez um tenha um empreguinho melhor, mas, além disto tudo, somos simplesmente humanos. Mas o que seria se ele descesse em sua casa aqui, talvez na mais humilde das nossas, e se ele batesse à porta, e você fosse até a porta e ali estivesse o Presidente L. B. Johnson? Ora, isto seria uma grande honra. Você pode divergir com ele, na política. Mas você seria um homem honrado em ter o Presidente dos Estados Unidos de pé em sua porta. Quem é você ou quem sou eu? E ali está Lyndon Johnson à sua porta! Seja você um socialista ou republicano, ou difira com ele um milhão de milhas, mas mesmo assim isto seria uma honra.
136 E sabe de uma coisa? Porque lhe foi concedido esta honra, ora, a televisão colocaria isto em suas telas nesta noite. Claro. Os jornais amanhã colocariam isto em suas manchetes, aqui no jornal de Flagstaff, que “John Doe. O Presidente dos Estados Unidos voou até Flagstaff ontem, não sendo chamado, e simplesmente desceu até mesmo sem um convite, e bateu” na sua porta. Humilde! Aquele Presidente teria Nome por ter sido humilde, tão grande o quanto ele é, para vir até a minha ou a sua porta; não somos ninguém, então vir e falar conosco.
137 Ora, você sairia pelas ruas dizendo, “Sim, sou eu o sujeito. O presidente me visitou”.
138 “Fique quieto, deixe-me fazer seu – traçar o seu perfil. Olhe bem para mim. Agora como você parecerá quando fores embora?” Você será uma pessoa importante. Certamente.
139 E se a rainha da Inglaterra viesse, embora você não esteja sob o seu domínio? Mas seria uma honra para algumas de vocês, mulheres, hospedarem a rainha da Inglaterra, embora você não esteja sob seu domínio. Mas, mesmo assim ela é uma grande pessoa, ela é a maior rainha do mundo, desta época. Claro, ela é, isto é politicamente falando. Mas se ela te pedisse algum pequeno adorno de sua parede, aquele que você sempre deu grande valor, você lhe daria aquilo. Seria uma honra para você fazer isto. Claro, ela é a rainha da Inglaterra.
140 E você seria honrado, pelo Presidente. E todo mundo falaria a respeito da humildade da rainha da Inglaterra, viajando para ver determinada mulher em Flagstaff, uma pequena ninguém. E os jornais falariam sobre isto, e as notícias seriam sobre isto.
141 Mas, você sabe, a Pessoa mais importante de todos os tempos, Jesus Cristo, bate em nossa porta. E Ele é rejeitado, mais do que todos os reis e potentados que já existiram. Isto é correto. E você pode aceita-Lo e sair e dizer algo sobre isto, o mundo de fora riria em sua cara. Nenhum noticiário iria…
142 Quem, maior do que Jesus Cristo, poderia vir a sua casa? Quem poderia bater à sua porta, maior que Jesus Cristo? Quem poderia fazer isto? O Filho de Deus. Quem poderia bater à sua casa, quem seria mais importante? E mesmo assim Ele bate, dia após dia. E se você até mesmo recebe-Lo, você é chamado de fanático. Então, veja como o mundo conhece os seus? Isto é certo. Mas agora Ele não viria a não ser que Ele tivesse uma razão para vir.
143 E pense na humildade do Presidente Johnson, ou da rainha da Inglaterra, ou qualquer grande pessoa, como isto seria mostrado, a humildade daquela grande pessoa importante em bater à sua porta!
144 Que tal a humildade do Filho de Deus? Quem somos nós, a não ser imundos, “nascidos em pecado, formados em iniqüidade, viemos ao mundo falando mentiras”? E então, o Filho de Deus vir e bater em nossa porta.
145 Agora, a rainha da Inglaterra pode te pedir um favor. Ela pode tirar algo de você. Da mesma forma pode o Presidente, ele pode te pedir para fazer coisas que você não queira fazer. Ele pode te pedir tesouros que você não deseja entregar, e que para ele não significaria nada.
146 Mas Jesus está te trazendo algo quando Ele bate. Ele te traz um perdão. Não o rejeite. Pois, como isto foi julgado em nossos tribunais, aqui, da mesma forma será no Reino do Céu. Se Ele bateu e trouxe o perdão, e você o rejeitou, se morrer em seus pecados, você perecerá; mesmo você tendo a honra de se assentar em uma reunião como esta, mesmo tendo a honra de vir ao reavivamento ou sua igreja, e ouvir seu pastor pregar a mensagem do Evangelho. E você teve a entrevista, e dizer, “Sim, eu estava ali”. Talvez, você, é difícil dizer o que todos vocês poderiam dizer. “Eu ouvi os cânticos. Eu gostei deles”.
“Eu estava ali… eu ouvi os testemunhos. Eles eram verdadeiros”. Mas você O rejeitou.
147 E se eu fosse um jovem e encontrasse uma jovem, e se ela fosse bonita e uma cristã? Ela faria… Ela fosse toda qualifi… (Espaço vazio na fita). Você não pode encontrar nenhuma falha Nisto, mas você tem que colocar de lado as tradições do homem. Você diz, “Oh, eu creio que Isto é correto. Vejo que Deus disse Isto”. Mas, você tem que aceitar Isto, você. Então aquela mulher se torna parte de mim. Então você se torna da Palavra, que é a Noiva. Se Ele é a Palavra, a Noiva será a Palavra Noiva. Vêem, claro que será! Vêem, você tem que aceitar Isto. Você… você poderia dizer o que quisesse, você poderia bajular o Presidente; mas em geral quando é a vez de Jesus chegar até nossa porta, nós simplesmente O colocamos de um lado. Vê, nós simplesmente não queremos ter nada a ver com Ele. Nós dizemos, “Bem, outro dia”.
148 E se você batesse à porta de alguém? Agora vamos virar o quadro por um momento. Como seria se você fosse e batesse na porta de alguém, e se você tivesse algo para eles? E, depois de tudo, eles agissem com você como você agiu com Deus, bem, se você fizer, ora, está bem, mas você não tem laços atados. Então quando você bate na porta de alguém, e eles espiam pela janela, e fecham a cortina, ou mesmo chegam a porta e dizem, “Outra hora!”
“Bem, eu gostaria…”
149 “Eu não tenho tempo nesta manhã!” Você sabe o que você faria? Provavelmente a mesma coisa que eu faria, e o restante deles, você não voltaria nunca mais.
150 Mas Jesus não. “Está de pé e bate”, continua batendo. (O irmão Branham continua batendo em alguma coisa – Ed.) Vêem? “Aquele que busca” não que buscou. “Busca! Aquele que bate!” Bate, bate é uma coisa contínua, bate! Vêem, “Aquele que busca, aquele que bate, ele…” Não somente…
151 Como a parábola do juiz injusto. Uma mulher foi ali e queria vingança, desforra, mas ela não pôde obter. Ele… continuamente ela batia e implorava. E ela disse… “Simplesmente para me ver livre dela, vingarei seu inimigo”.
152 Quanto mais fará o Pai Celestial? Vêem, tem que ser nós batendo em Sua porta. Adão é quem tinha que correr de um lado para o outro pelo jardim, gritando, “Pai, Pai, onde Tu estás?” Mas em vez disso, era Deus quem corria de um lado para o outro pelo jardim, “Filho! Filho, onde tu estás?” Vêem, isto, simplesmente mostra o que somos. Nós estamos sempre correndo, em vez de virmos logo e confessarmos. Nós tentamos correr, esconder atrás de alguma coisa. Vêem, isto é simplesmente a natureza do homem, nós temos isto desta forma. Sim, senhor.
153 Você daria a estas pessoas o melhor que você tivesse, tudo. Mas você não, você – você não aceitaria Jesus. Não estou dizendo você, mas quero dizer o povo daqui.
154 Ou talvez você possa dizer isto, você pode dizer, “Pregador, eu já fiz isto. Eu – eu simplesmente abri meu coração e deixei Jesus entrar. Eu fiz isto há dez anos atrás. Eu fiz isto há vinte anos atrás”. Bem, isto pode ser correto, mas é isto tudo que você fez? Vêem?
155 Eu quero te perguntar agora. Se você convidasse qualquer pessoa em sua casa e então quando você entrasse… ou melhor, se alguém te convidasse para entrar, dizendo, “Entre”.
156 “Sim, eu tenho um propósito, eu sairei da cidade e serei honrado, vê você”. Esta é a maneira que muitas pessoas aceitam a Cristo. “Eu – eu – eu pertenço a igreja. Eu pertenço a um grande determinado lugar aqui embaixo, onde o Dr. Ph. LL. pertence, você sabe. E é a maior igreja. O prefeito freqüenta ali, e tudo mais, você sabe. Eu – eu pertenço àquela igreja”. Eles o deixam entrar, desta forma. “Sim, eu O aceitarei”. Vêem, para um benefício pessoal.
157 Porém o que acontece quando Jesus entra no coração? Muitas pessoas O aceitam porque elas não querem ir para o inferno. Mas quando Jesus entra em seu coração, Ele quer ser o Senhor. Não simplesmente um Salvador; mas Senhor também. Senhor é “posto de dignidade”. Ele entra para – para governar. Agora você diz, “Isto é correto, irmão Branham?” Claro.
158 E se – se eu te convidasse à minha casa, e você chegasse à porta? E você batesse na porta e eu olhasse para fora e dissesse, “Sim, entre. Se você pode me ajudar, bem, você entra. Mas agora, quando você entra, eu não quero você se intrometendo pela minha casa afora. Você fica bem ali na porta”.
159 Recorde, nosso texto é “Portas” do lado de dentro da porta. Agora, dentro do coração humano há muitas portinhas, e estas portinhas escondem muitas coisas. Simplesmente deixa-Lo entrar, aquilo não é tudo quanto a isto, quando Ele entra.
160 Quando eu chego à sua casa, se você me dá boas vindas na porta, ora, se você dissesse, “Entre, irmão Branham, estou bastante feliz em ver-lhe”.
161 Eu diria, “Bem, é um privilégio para mim vir até sua casa!”
162 “Oh, não quer entrar e se assentar? Irmão Branham, entre, sinta-se em casa!” Oh, que coisa!
163 Eu iria até a geladeira e faria para mim um sanduíche daqueles bem grandes, mais ou menos deste tamanho, tiraria meus sapatos, e iria até o quarto e me deitaria. E eu simplesmente teria um – um verdadeiro jubileu gastronômico, vêem. Por que? Porque eu senti as boas vindas. Você me deu boas vindas. Portanto eu apreciaria aquilo, por você me ter feito bem-vindo.
164 Mas se eu fosse a sua casa e você me dissesse, “agora, você está ali de pé à porta, não vá se intrometer por aí!” Eu não me sentiria tão bem-vindo. Você se sentiria? Não, veja, você não se sentiria bem-vindo. Alguém te convidaria para entrar, e diria, “Agora, espere! Sim, entre, mas fique bem aí!”
165 Agora, há uma portinha quando se refere ao coração humano. Nós falaremos somente sobre umas duas delas, vêem. Nós não temos tempo de ir por todas estas portas, porque existem muitas delas. Vêem? Mas, digamos, nos próximos dez minutos, vamos falar de duas, três portas.
166 Agora, do lado direito do coração humano, quando você entra pela porta, há uma portinha do lado direito, e esta é chamada ali, a porta do orgulho. Oh, que coisa! “Não entre Você por esta porta!” Eles não querem o Senhor ali, naquela porta, isto é o orgulho. “Eu tenho sangue azul. Eu me cuido! Oh, sim, veja agora, vou Lhe dizer, eu – eu…” Vêem, é o orgulho. “Não te intrometas ali!” Agora, Ele não pode se sentir bem-vindo a menos que você conserve aquela porta do orgulho fechada.
167 Ele tem que te humilhar. Vêem, é para isto que Ele entra. “Você quer me dizer que tenho que descer até ali e – e agir como o restante?” Bem, você não tem que faze-lo, há somente uma coisa certa. “Bem, vou lhe dizer o que você acha que farei quando eu for no concílio dos homens de negócios da próxima vez? O que faria se eu encontrasse com o meu – meu patrão amanhã? E aquilo, eu teria que ter aquele Espírito sobre mim, e pularia ali no meio do meu serviço e sairia falando em línguas, oh, aquilo me humilharia. Não, fique fora disso!”
168 Vêem, aí está você, veja. Sim, você deixará Jesus entrar, você se unirá a igreja e colocará o seu nome ali, aceitará a Jesus como seu Salvador; mas e sobre ele ser o seu Senhor, quando Ele tem todo controle? Quando Ele é Senhor, Ele tem isto tudo, pertence a Ele; vêem, você, você está completamente rendido a Ele agora.
169 Mas aquele pequeno orgulho. “Oh, você quer dizer, para nós mulheres, nós teremos que deixar nossos cabelos crescerem?” Bem, isto é o que Ele disse. “Nós teremos que parar de usar maquilagem, ou aquela coisa de pintura?” Isto é o que Ele disse, “Bem, o que você acha que meu círculo de costureiras diria? Elas me chamariam de antiquada. Bem, então conserve seu orgulho. Vá em frente. Ele ficará parado à porta, é a distância que Ele pode chegar.
170 Mas quando você está pronto para abrir aquela porta, e deixa-Lo entrar, Ele a limpará para você. Os shorts irão para a lata de lixo, a maquilagem irá para a lata de lixo, e o barbeiro morrerá de fome se ele só corta cabelo de mulher, isto é para o verdadeiro crente.
171 Agora diga, “Aquilo não!” Oh, sim, Isto faz também, isto é o que a Bíblia diz. Isto é certo. veja, há uma pequena palavra ali, que você não O deseja ali.
“Bem, meu pastor!”
172 Não me importa o que o pastor disse. Isto tem que ser o que a Bíblia diz, “É uma vergonha para uma mulher fazer tal coisa”.
173 “Bem”, você diz, “deves nos ensinar coisas, irmão Branham, é como receber o Espírito Santo, e como ser isto, aquilo”. Como pode você aprender álgebra se você não conhece seu ABC? Não sabe nem mesmo como agir, como parecer, como se vestir. É uma vergonha ver estas mulheres na rua hoje.
174 Eu fui a u m lugar ontem, quando, oh, alguns de uma gang pervertida entraram. Eles, os homens com os cabelos nos olhos, compridos batendo nos ombros, como os garotinhos usam na escola, com grandes sapatos velhos, com a sola aberta. Você pode dizer que eles eram delinqüentes. E entraram ali assim e disseram, “Somos franceses”.
175 Quem no mundo colocaria um homem como aquele para trabalhar em seus negócios? Como eles farão a vida. E eu vi uns dois rapazes de verdade assentados ali… Eles vieram daquela universidade dali de baixo, estes “beatniks” vieram, ou eu creio que eles se chamam de bichos ou micróbio, ou algo assim, algumas destas coisas vieram da Inglaterra. E então ali assim, quem contrataria um homem como aquele para trabalhar para ele? Você colocaria um homem como aquele em seus negócios, vocês homens de negócios? Se você colocasse, haveria algo, você ainda não estaria suficientemente perto da Cruz.
176 Veja estas mulheres na rua, e é uma desgraça! Talvez estas mulherzinhas inocentes com estas roupinhas, vêem, bem, é uma desgraça, a aparência delas. Bem, você diz, “Ora, mulher, você está cometendo adultério”.
177 Eles dizem, “Espere um momento aqui, jovem! Eu sou tão virtuoso quanto…” Isto pode ser assim, em seus próprios pensamentos. E isto pode ser assim, provando até mesmo através de um exame médico, que você pode ser.
178 Mas, recorde, no Dia do Julgamento, você terá que responder por ter cometido adultério. Jesus disse, “Quem olhar para uma mulher e cobiça-la, já cometeu adultério com ela em seu coração”, e você se apresenta a ele. Vêem como o Diabo os cegou? É uma desgraça. É uma vergonha. Vê você, eles – eles tem um espírito. É o espírito quem faz aquilo. É um espírito imundo.
179 Mas um genuíno Espírito Santo faz com que uma mulher se vista decentemente e que tenha uma aparência santa.
180 Minha esposa me disse, certa vez. Nós andávamos pela rua, e nós encontramos uma mulher vestida, isto foi no nosso Estado. Era uma coisa muito estranha, vejam, ali não existem muitos Pentecostais. Então, nós vimos que ela estava vestida. E ela disse, “Billy”, disse, “Eu conheço algumas destas mulheres. Elas cantam no coral aqui embaixo nestas igrejas”.
Eu disse, “Claro”.
Disse, “Bem, e elas alegam ser cristãs”.
Eu disse, “Querida, veja. Vê, não somos…”
Disse, “Por que o nosso povo?”
Eu disse, “Veja querida, nós não somos de sua – de suas raças de maneira alguma”.
Ela disse, “O que?” Disse, “Elas são Americanas”.
Eu disse, “Sim, mas nós não somos”.
Ela disse, “Nós não somos?”
Eu disse, “Não”.
181 Eu disse, “Quando vou à Alemanha, eu encontro o espírito da Alemanha. Quando fui à Finlândia…” Na sauna ali, muitos de vocês Finlandeses sabem, as mulheres dão banhos nos homens. Então, este é simplesmente o espírito Finlandês. São ótimas pessoas, porém, você encontra, seja onde você for, você encontra o espírito Nacional”.
182 Se você vai a uma igreja e observa o pastor, se ele é muito desvairado e se comporta de certa forma, a congregação será do mesmo modo. Vêem? Eles captam o espírito uns dos outros em vez do Espírito Santo.
183 Esta é a razão pela qual temos tantos ensinamentos pervertidos da Bíblia. Em vez de voltar à fotocópia azul, eles tomam o espírito de alguma denominação. Vê? Mas a Palavra é tão estranha para eles como Ela foi nos dias quando Jesus veio, introduzindo o real e verdadeiro Evangelho. Eles diziam, “Ele é um demônio. Ele é o Belzebu”. Vêem? Mas ao você compreende isto.
184 E ela disse, “Bem, então, nós não somos Americanos, o que somos?”
185 Eu disse, “Nosso reino é do Alto”. Vêem, somos livres, nascidos de novo. O reino de Deus está dentro de você. Vêem, proceda como ali em cima, você é representante Dali. Mas, nosso Espírito, somos peregrinos e estrangeiros”. Somos estrangeiros para o mundo agora, mesmo a nossa própria nação, pois temos aceitado o convite quando Ele bateu em nosso coração, para nos tornar parte Dele, Sua Palavra. E a Palavra nos estabelece, faz-nos viver e proceder como cristãos.
186 Há algum tempo atrás, no Sul, é uma pequena história. Havia um rei… ou… um comprador. Eles vendiam escravos. Isto foi no tempo da – da segregação, e eles tinham escravos no Sul. Eles eram… Eles iam até ali e os compravam, exatamente como você faria com um carro usado, em parcelas.
187 Agora, eu sou um integracionista, absolutamente… quero dizer um segregacionalista. Eu sou um segregacionista. Porque não me importa o quanto eles discutam, você não pode ser um cristão e ser um intergracionista. Isto é exatamente certo. Deus separou até mesmo Suas nações. Ele separa o Seu povo. “Saia do meio deles”. Ele é um… Ele é um segregacionalista. “Nem mesmo… Não toqueis em suas coisas imundas!” Ele tirou Israel, aquela raça judaica, fora de cada, de todas as raças do mundo. Ele é um segregacionalista.
188 Mas eu não creio que homem algum tenha que ser escravo. Deus fez o homem; o homem fez os escravos. Eu não creio que um deve prevalecer sobre o outro, seja qual for a raça, cor ou nada.
189 Mas existe uma segregação, a Noiva de Cristo é segregada do restante das igrejas, e isto é exatamente certo: a igreja natural, e a Igreja espiritual; a igreja carnal, a Igreja Palavra. Isto sempre foi assim. Jesus veio para os Seus, e os Seus não O receberam; mas tantos quantos O receberam!”
190 Então ali havia compradores, avaliadores passavam e compravam estes escravos. Certa vez um chegou a uma grande plantação, e eles os observava. Os escravos apanhavam muito, e tudo mais, vocês sabem. Eles estavam longe de casa; eles nunca voltariam outra vez. Os camponeses, os holandeses, haviam chegado e os dominaram, os traziam aqui e os vendiam. E eles nunca viam mais seu papai, sua mamãe, nunca mais viam seus filhos. Eles os cruzavam uns com os outros; apanhavam um homem forte e o cruzavam com uma mulher forte, longe de sua própria esposa, para fazer escravos fortes. Oh, Deus os fará responder por isto um dia! Isto é certo. Aquilo não é correto.
191 Como Abraão Lincoln disse certa vez, quando ele desceu de um barco ali em New Orleans, apanhou sua cartola…
192 Ele viu três ou quatro negrinhos, andando, ali sem sapatos, onde tinham… uma vaca havia deitado e ficou – gelada com a geada do chão, eles estavam cuidando das vacas. Seus pezinhos queimavam sangrando. Eles cantavam, “Você tem sapatos, eu tenho sapatos e todos os filhos de Deus tem sapatos”.
193 Quando ele desceu do barco ali, e chegou até um curral, ali de pé havia um grande negro, sendo açoitado, testavam o seu coração. E o faziam andar pelas ruas, e o açoitavam; então examinavam seu coração para ver se ele estava bem. Sua pobre e pequena esposa ali de pé, dois ou três filhos sob seus braços assim; para vende-lo, para cruza-lo com uma mulher mais forte. O velho Abraão Lincoln colocou aquilo sob seu chapéu… ou melhor, seu chapéu debaixo do seu braço, assim e bateu seu punho, ele disse, “Isto está errado! Um dia eu irei contra isto, ainda que custe minha vida”. E lá em cima em um museu em Chicago, está uma vestimenta suja de sangue, aquilo libertou aquele negro daquilo.
194 E eu digo que o pecado e coisas está errado! Deus me ajude a combater isto, e todos os outros ministros do Evangelho. Somos nascidos livres, filhos de Deus. Não temos nada a ver com nenhum credo ou culto que chega até nós a um Concílio Mundial de igrejas. Somos homens nascidos livres, no Espírito Santo. Nos temos um direito. Nós saímos daquela coisa, para sermos pentecostais. Isto é correto. Agora somos livres. Não temos que nos sentir amarrados a estas coisas outra vez.
195 Mas este comprador disse, olhando para seus escravos, uns cem ou a algo assim, em uma grande plantação, ele disse, “Diga-me!” Um sujeitinho ali, eles não tinham que açoita-lo; seu peito estufado e seu queixo levantado, trabalhando! Disse, “Diga, pois eu quero compra-lo”.
196 Ele disse, “Oh, não!” Disse o dono, “Ele não está à venda”. Oh, oh.
Ele disse, “Bem, ele é um escravo?”
Disse, “É”.
197 Ele disse, “Bem, o que o faz ser tão diferente?” Disse, “Você o alimenta diferente?”
Ele disse, “Não, todos eles comem ali fora na cozinha da senzala, juntos”.
Disse, “É ele o chefe deles?”
Disse, “Não, ele é um simples escravo”.
“Bem”, disse, “o que o faz diferente?”
198 Disse, “Sabe, eu me preocupava com isto, eu mesmo. Mas, disse, “Sabe, lá na sua terra natal de onde eles vieram, na África, o pai daquele rapaz é o rei da tribo. E mesmo sendo um estrangeiro, ele se porta como filho de um rei”.
199 Oh, eu pensei, que coisa para um jovem e uma jovem cristã. Mulheres, parem de usar estas roupas assim! Homens, parem de contar estas piadas obscenas e todas estas coisas. Somos filhos e filhas do Rei. Vista-se como uma rainha, vista-se como um – uma dama. Conduza-te como um cavalheiro, não deixe o seu cabelo crescer até embaixo assim. A Bíblia diz, “é errado (a natureza te ensina) um homem ter cabelos longos. É uma desgraça e uma coisa comum até mesmo para uma mulher orar com seu cabelo cortado”. E isto? É um – é uma abominação para uma mulher colocar roupas que pertençam ao homem”. O grande Deus imutável não muda. Mas mesmo assim hoje estão soltas como o resto da nossa nação está, uma vergonha! Vamos agir como filho e filhas de Deus. Vamos viver assim. Nós somos, somos filhos de um Rei. Nós somos. Nós somos. Neste momento este punhado de confusão e sujeira e imundície, por aqui, as pessoas se chamam de “cristãs” e continuam agindo desta forma!
200 Mas lembre, nós ouvimos bater um dia, e abrirmos para Ele entrar, o orgulho e tudo saiu. Amém. Não me importa do que eles me chamem!
Oh, eu creio que sou um pouco antiquado, porém meu Salvador era antiquado também.
201 Não é isto correto? Vocês já ouviram o hino. Seja antiquado! Não tente seguir exemplos de outros. Ele é o seu Exemplo. Tente ser como Ele, e o Espírito em você te ajudará a fazer isto, fazer sua vida como a Dele.
202 Sim, há uma porta ali. Eu desejo chamar outra porta. Eu estou bastante ferido. Há outra porta ali, próximo àquela porta, indo pelo lado direito, e aquela porta é a porta para sua vida particular. Oh! Oh, você não O deseja se intrometendo ali. “Agora, se eu desejo sair para uma festinha de cocktail, o que significa isto para você? Que igreja me dirá o que terei que fazer?” Oh, oh, aí está você, vêem. “Um décimo do meu salário? Quem me dirá o que fazer? Esta é minha própria vida privada! Eu ganho este dinheiro. Eu tenho minha própria vida. Eu uso shorts se eu quiser. Este é o meu próprio privilégio americano”. Isto é verdade. Claro. Correto.
203 Mas se você é um cordeiro, e não um bode, vê, Ele está atrás é de Cordeiro. Eles estarão separados um dia.
204 Uma ovelha tem lã. Esta é a única coisa que ela tem. E ela não pode manufaturar aquela lã. Não nos foi pedido para manufaturarmos o fruto do Espírito, mas para carregarmos o fruto do Espírito. E desde que seja uma ovelha, ela carregará. Isto não tem que ser manufaturado. As glândulas e tudo nela é de ovelha, ela produzirá lã porque dentro dela tem as glândulas e a adrenalina e coisas que fazem a lã.
205 E quando você é um cristão, você está de acordo com a Palavra. Não me importa o que os outros dizem. Você não tem que ajeitar nada, e trazer alguma coisa, puxar bombear. Você é um cristão. E você automaticamente carrega o fruto do Espírito. Vêem? Vêem, e esta é maneira que é. Vêem?
206 Porém, as pessoas hoje, elas não querem que você se intrometa em suas vidas particulares.
207 A única coisa que você faz, simplesmente abra cada porta que está ao seu redor, agora diga, “Entre Jesus”. Observe o que acontece. Quando você vê no Livro, você tem que fazer isto, você o faz. Por que? Você é uma ovelha, para começar, então.
208 Mas, se você simplesmente deseja se assentar, e conserva-Lo à porta, simplesmente diga, “Tenho me unido à igreja. Sou tão bom o quanto você. Vêem, eu aceitei a Cristo”. Talvez aquilo foi simplesmente o que você fez. Mas você O fez Senhor? Vêem?
209 Agora, o Senhor não pode estabelecer um Livro de regras e dizer a Palavra, e então voltar e nega-La. E se você diz que tem o Espírito Santo e a Bíblia diz uma determinada coisa a fazer, e você diz, “Oh, eu não creio Naquilo”. Recorde, aquele espírito em você não é o Espírito Santo, porque Ele não pode negar a Si Mesmo. Isto é correto. Ele não pode negar a Si mesmo. Ele escreveu a Palavra, e Ele A guarda, para realiza-La. Vê, então não é o Santo…
210 É um espírito, certo. Pode ser um – um espírito da igreja. Pode ser o Espírito do pastor. Pode ser o espírito do mundo. Isto pode ser. Eu não sei o que é, mas, seja o que for, isto pode ser um espírito denominacional, “Sou Metodista. Sou Batista. Sou Presbiteriano. Sou Pentecostal. Sou isto, aquilo”.
211 Pentecostal! agora recorde, deixe-me consertar isto; Pentecoste não é uma organização, pentecoste é experiência que você recebe. Vocês Metodistas, Batistas, Católicos, e todos, podem ter experiência pentecostal. Você não pode se unir ao pentecoste, porque não há maneira alguma de se unir a ele.
212 Estou na família Branham a cinqüenta e cinco anos. Você sabe, eles nunca me pediram para me tornar um Branham. Eu nasci um Branham.
213 E é assim que você é um cristão, você é nascido cristão. Isto é certo, agora.
214 Oh, aquela vida privada! “Oh, vou lhe dizer, o meu pastor vai a estas danças, e nós dançamos twist. Eles tem isto”. Correto. Vêem? “Não venha me dizer o que eu posso fazer o que eu não posso fazer”. Correto, vêem, você não O deixa entrar.
215 Deixe-O entrar uma só vez, e então volte para o twist ou para o “Rock-and-roll”, ou seja o que for que você for fazer, veja o que você pode fazer. Você não pode fazer isto. Deixe-O entrar uma só vez, e então comece a vestir um short, algumas de vocês, mulheres.
216 Eu sei que estou demorando muito, mas eu quero lhes dizer mais uma coisa, se não tiver problemas, a respeito disto.
217 Eu suponho, que a maior reunião que o Senhor me deixou ter para Ele foi em Bombay, onde eu tinha cerca de quinhentas mil, porém, e duzentas e tantas mil em – em Durban, África, na pista de corridas. Naquela tarde, eu disse, depois de ver aquela grande coisa maravilhosa que o nosso Senhor desceu e realizou, eu disse, “Os missionários Te ensinaram a Palavra, mas a Palavra é vivificada e feita viva. O que Ele disse tem que vir à vida”. E – e então quando ali houve vinte e cinco mil curas que aconteceram de uma só vez, e cargas após cargas de cadeiras ali; uma simples oraçãozinha, eles tinham visto o Espírito Santo somente… Aquelas pessoas que nem mesmo sabiam quem eram elas e de onde vieram, isto é tudo que elas queriam ver. Vê?
218 E eu perguntei, “Quantos desejam receber a Cristo?” Trinta mil pessoas se colocaram de pé ali, os nativos em geral, carregando ídolos.
219 O Dr. Bosworth, Dr. Baxter e outros, começaram a chorar. E o irmão Bosworth correu, disse – disse, “Irmão Branham, este é o dia da sua coroação”.
220 O irmão Baxter disse, “Irmão Branham, eu gostaria de saber, eu acho que eles entenderam que era para a cura física”.
221 Aquele rapaz usava suas mãos e joelhos. E o Espírito Santo lhe disse de onde ele veio, o que havia acontecido, disse, “Você falará. Pense sobre seu irmão, ele está a meia milha ali atrás. Ele estava montado num bode amarelo, e ele feriu a sua perna”. Eu disse, “Mas, Assim Diz o Senhor, ele está curado”. Ali veio o rapaz, com as muletas em suas mãos, assim. E gastou cerca de vinte minutos para a polícia acalma-los.
222 Então este rapaz, se arrastava com suas mãos e pés, assim, pelo chão, nu, não podia nem mesmo se levantar. Oh, puxa, era uma coisa horrível! Ele pensou que estava indo até ali para os turistas o verem, vocês sabem, para fazerem – tipo de uma dança selvagem. E eu apanhei a corrente e a balancei. Eu disse, “Se eu pudesse ajudar aquela pobre criatura, a não fazer aquilo, eu seria um… Eu não estaria qualificado para estar aqui atrás. Mas, eu disse, “Eu não posso ajuda-lo. Mas agora eu tenho um pequeno dom, eu simplesmente posso coloca-lo a caminho, seja o que for que o Senhor disser”.
223 E quando o Senhor mostrou, lhe disse quem ele era, disse, “Sua mãe e pai estão assentados ali fora, eles são Zulus. E disse, “Eles são magros, incomuns”. Um Zulu pesa geralmente trezentas libras, cada homem. Então disse, “Não é comum. Mas este menino nasceu num lar cristão, por causa de seu… do lado direito, quando você entra pela porta, há um quadro de Cristo, naquela pequena cabana de palha”. E aquilo estava exatamente correto. Sua mãe e seu pai se levantaram. “E este é o seu nome”. Aquilo era quem Ele era, e tudo mais. Eles não podiam compreender. Eu olhei para trás e o vi de pé, em uma visão ali, tão ereto o quanto poderia estar. Ele nunca havia ficado de pé em sua vida, ele tinha nascido daquela forma. Eu disse, “O Senhor Jesus o cure”.
224 Ele não tinha nem mesmo um raciocínio correto, tentava falar assim, “uh, ba, ba, ba”, assim.
225 E eu segurei a corrente, e a balancei assim. Eu disse, “Jesus Cristo, filho, te cure. Fique de pé”.
Ali ele levantou. As lágrimas descendo, e caindo em sua barriga negra, enquanto ele saiu andando assim. Eu vi trinta mil nativos entregarem seus corações a Jesus Cristo.
226 Quando estava no Kiwanis Club, eu disse agora… E eles me disseram que eu “me tornaria um santo rolador” quando eu saí da igreja Batista, então eu poderia ter companheirismo com todas as pessoas. Eles disseram, “Ora, você se tornará um santo-rolador”. E eu me assentei com um grupo de meus irmãos Batista, eu disse, “Vocês enviaram missionários ali, por estes últimos cento e cinqüenta anos, o que eu encontrei neles? Eles continuam carregando ídolos”. Eu disse, “Mas o poder da ressurreição de Jesus Cristo, trinta mil receberam a Cristo de uma só vez”.
227 Agora eu quero falar com vocês mulheres, vocês sabem o que aconteceu com aquelas mulheres? Eu disse, “Bem aí onde vocês estão de pé, o Espírito Santo vos encherá”. E quando elas levantaram suas mãos para aceitarem a Cristo com seu Salvador, e quando saíram dali, nuas, agora, sem nada, exceto um pedacinho de tafetá, um trapo na frente. E quando elas foram embora dali, elas cruzaram seus braços assim, porque elas estavam na presença de homens, depois de terem aceitado a Cristo.
228 Agora como podemos nós, irmãs, como podemos nós nesta nação onde clamamos crer e ser cristãos, e cada ano elas vão tirando mais? Quando, aquela pessoa nunca nem mesmo ouviu o Nome de Cristo, mas simplesmente O aceitou em seu coração. Não, você não podia lhes dizer que elas estavam nuas, elas não sabiam disto. Mas elas se cobriram assim, para irem embora. No dia seguinte, ou dois, você as encontrava vestidas de algum modo. Oh, puxa!
229 Há algo errado em alguma parte. É uma teologia torcida. O poder da ressurreição de Jesus Cristo, como Ele fez com o homem chamado “Legião”, nós o encontramos vestido e com sua mente correta. E eu comecei a crer que é um espírito sobre as pessoas que as leva àquele americanismo e francesismo. Mas deixe-os uma vez encontrar com aquele Mestre, e eles sentirem aquela batida na porta, elas colocarão roupas e agirão como mulheres e homens, e serão cristãos nascidos de novo. Amém. Sim.
230 Agora terminei, vinte minutos para o meio dia, só uns – só alguns minutos, deixe-me passar alguns. Só um momento, algumas Escrituras, eu gostaria de abrir só mais uma porta. Posso? (A congregação responde: “Amém” – Ed.)
231 A próxima porta, dali é a fé. Vêem, sua vida particular… a porta do orgulho, sua vida privada. Agora vamos abrir a fé. Há bastante delas, vêem, mas vamos falar da fé.
232 Você sabe, há algum tempo atrás eu estava no hospital e uma mulher estava sendo operada. Ela me chamou, e disse, “Irmão Branham, eu sou desviada. Poderia orar por mim?”
233 Eu disse, “Sim, senhora, será um prazer”. Eu disse, “Você está desviada?”
“Estou”.
234 Eu disse, “Agora vamos esperar só um momento. Deixe-me ler as Escrituras para você”.
235 Havia uma senhor deitada ali na cama, olhou para mim, de uma maneira muito engraçada; ela e o seu filho de mais ou menos vinte anos de idade, um Ricky comum, e ali de pé olhando para mim desta forma.
236 E eu disse, “Sim, senhor”. Eu disse. Eu li as Escrituras para ela, “Embora seus pecados sejam como o escarlate, eles serão brancos como a neve. Embora sejam vermelhos como o carmesim, serão brancos como a lã”. E, oh, eu li isto para ela. Eu disse, “Se você se afastou, veja, você se afastou de Deus, mas Deus nunca se afastou de você, ou você não estaria me chamando”. Ela começou a chorar. Eu disse, “Nós oraremos”.
237 Aquela senhora na próxima cama disse, “Espere um momento! Espere um momento aí!”
Eu disse, “Sim, senhora”.
Ela disse, “Puxe esta cortina!”
E eu disse, “Nós somos Metodistas!”
238 Eu disse, “Bem, o que isto tem a ver com isto? Vêem? Isto não é mais do que dizer que você era um – você era um potro, se você esteve em um chiqueiro, vêem”. Eu disse, “Aquilo não significa nada”. Vêem?
239 Mas, vê você, aí está onde isto chega, aquela retidão própria. “Isto é contra a nossa fé!” Eu disse que o…” Nós não queremos a cura Divina em nossa igreja, ou este tipo de coisa”. Vêem, vêem o que eu quero dizer? Vêem, eles não querem entrar naquela porta. “Isto é contra a nossa fé”.
240 Há somente uma fé. “Uma fé, um Senhor, um Batismo”. Aquela fé!
Minha fé olha para Ti
Tu Cordeiro do Calvário,
Salvador Divino;
Agora ouça-me enquanto oro,
Tire toda minha incredulidade.
241 Pecado! Pecado, há somente um pecado, e este é a incredulidade. Um homem que bebe não é um pecador. Vê, aquilo – aquilo – aquilo, vêem, não é pecado. Não é um – não é pecado beber. Não é pecado cometer adultério. Mentir, roubar, isto não é pecado. Estes são atributos da incredulidade. Se você fosse um crente, você não faria isto, vêem.
242 Há somente dois, você é um incrédulo ou um crente, vêem, um ou o outro. Você não faz todas estas coisas e ordens religiosas assim, somente porque você é um incrédulo; se você é um crente, é na Palavra que você crê, porque Cristo é a Palavra. Vêem? Então você é simplesmente um incrédulo porque você crê em determinada tradição, ou alguns dogmas que foram adicionados na Bíblia, ou algo, e as denominações o fazem. Mas o verdadeiro crente permanece exatamente com a Palavra.e Deus opera bem através daquela Palavra, diretamente para faze-La acontecer, nesta geração em que estamos vivendo.
243 E agora observem, e você diz, “Oh, eu… Irmão Branham, o Senhor…” Bem, tudo bem, houve muitos filisteus incircuncisos que foram certa vez, também. E um grupo de Egípcios que tentaram seguir Moisés através do – do Mar Vermelho, mas finalmente…” Como Janes e Jambres resistiram a Moisés, bem, nós encontramos a mesma coisa no último dia”, diz a Bíblia.
244 Agora só mais um pouquinho adiante. Jesus disse aqui, nesta – nesta era, “Porque tu disseste que, “Eu sou rico e cheio de bens”. Simplesmente veja como estamos hoje, a igreja está tão rica como nunca esteve! E, bem, vocês sabem, vocês Pentecostais estariam numa esquina, como seus pais e mães estavam. Mas você tem melhores igrejas do que o resto deles agora, cresceram no mundo mais rápido; mas onde está aquele Espírito de Deus que existia no meio deles? Vocês deixaram a coisa verdadeira. Porque você diz, “Eu sou rico”.
245 Recordem, isto é Pentecostal que está sendo falado, porque a era Pentecostal é a última era. Vêem, todos estes avivamentos que tivemos, não há nenhuma outra organização começando. Não haverá. Este é o fim. O trigo está maduro agora. Ele veio através das folhas, do talo e casca, e o trigo está fora agora. Vêem, não haverá mais. Eles começaram uma pequena chuva temporã, mas isto simplesmente caiu bem dentro; e nada mais cairá. Eles cairão. Este é o trigo que está vindo. Observe.
246 “E porque você diz, “Sou rico e cheio de bens, de nada necessito”, e não sabes que és miserável, vil, cego, nu, e não sabes disto; vos aconselho…” Oh, que coisa! “Eu bato em sua porta”. (O irmão Branham bate em algo – Ed.) “Laodicéia, bato em sua porta, e te aconselho a vir até a Mim, e – e comprar ouro provado no fogo; roupagem branca, para que sua nudez não seja manifesta”.
247 Tire estas coisas, e coloque como você deveria, vejam, a justiça de Cristo, a Palavra. Não minha justiça; a Sua justiça!
248 “E também te aconselho – para vir, e obteres colírio, para que possas ungir seus olhos, para que possas ungir seus olhos para que você possa ver. Colírio!”
249 Eu sou de Kentucky. Eu nasci lá embaixo nas montanhas, e nós tínhamos um velho lugarzinho lá em cima no sótão. E nós crianças havíamos colocado uma – uma escadinha velha na qual subíamos toda noite. E nós nos deitávamos. Eles tinham que colocar um pedaço de lona sobre nós quando nevava. Bem, as estrelas, velhas tábuas finas…
250 Quantos sabem o que é uma casa de tábuas finas? Bem, irmão, por que eu não uso o meu paletó aqui? Estou me sentindo em casa, vêem. Bem, as velhas tábuas finas!
251 Quantos sabem o que é um colchão de palha? Agora isso você sabe! Eu pensei que senti muito religioso a respeito de algo. Bem, eu creio que estou bem em casa agora. Isto é bom. E eu não conhecia nada mais que isso até poucos anos atrás.
252 Quantos sabem o que é uma velha lamparina, e um velho candeeiro? Você sabe, aquilo era a grande e velha lua, e uma coruja ao lado. Eles tinham uma mãozinha em casa, tinha que limpar aquela velha batedeira, você sabe. E costumava apanhar um velho “protetor de respingos”, e tudo espirrava em mim; então eu apanhava o candeeiro daquela lamparina e virava ali, para não deixar respingar. Sim, era verdade.
253 Agora, meu avô caçava animais com armadilhas. A mãe de minha mãe veio das reservas. Ele se casou com uma garota índia das reservas do “Cherokee” ali em Kentucky e Tenessee, vocês sabem onde, o vale Cherokee. E, eles, ele – ele caçava e fazia armadilhas, todo o tempo, isto foi – esta foi a maneira que ele fez sua vida.
254 E nós crianças deitadas ali em cima, ora, às vezes fazia muito frio. E aquela brisa entrando ali, nossos olhos esfriavam, e – e à noite nossos olhos ficavam fechados e paralisados, vocês sabem. A mamãe chamava aquilo de “pus”. Eu não – eu não sei o que é aquilo, mas o frio entrava nos olhos da gente, e esfriava. E ela dizia, “Você está com pus nos olhos”. Por causa do – do, você sabe, da brisa circulando ali, a corrente de ar vinha à noite. Nossos olhos inchavam ficando totalmente fechados.
255 E a mamãe chegava ali na escada, de manhã, quando ela fazia os biscoitos. Ela colocava o melado de sorgo na mesa. E ela dizia, “Billy!”
Eu dizia, “Sim, mamãe?”
“Você e o Edward desçam”.
256 “Mamãe, eu não estou enxergando!” Eu chamava o meu irmão, nós o chamávamos de “Corcunda”. Eu dizia, “Ele também não está enxergando. Vêem, nossos olhos estão com pus”.
257 E o vovô, quando ele apanhava um mão pelada, tirava a gordura dele e a colocava em uma lata. E a banha do mão pelada era a cura de tudo em nossa família. Eles nos dava aquilo para uma gripe, com terebintina e querosene. Nós engolíamos aquilo quando a garganta estava inflamada. Então apanhava aquela banha quente do mão pelada, ela vinha e fazia massagem em nossos olhos, e os nossos olhos se abriam. Vêem, era a banha do mão pelada que fazia aquilo.
258 Agora, irmão, irmã, temos passado por um fascínio inconsciente, na igreja. E, isto é correto, muitas correntes de ventos religiosos tem vindo, todos se resfriaram. E muitas pessoas tem os seus olhos todos fechados, e aí está um grande Concílio Mundial de Igrejas chegando, até aqui, vai fazer com que cada um de vocês entre nele. Eles estão se afastando daquela Palavra, os nossos próprios grupos estão. E eu estou fiel a uma Mensagem; não para ser diferente, mas por causa do amor. O amor é corretivo. Voltem! Afastem-se daquela coisa! Vocês irmãos ministros, não me importa o que seus grupos façam, fiquem afastados daquilo! Fiquem fora daquilo! Aquilo é a marca da besta, afasta-te disto! Vêem, Jesus está batendo nesta era de Laodicéia. Vêem onde eles O colocaram para fora? Ele está tentando chegar nos indivíduos, não – não organizações e grupos de pessoas. Ele está tentando apanhar um aqui, e outro ali, e outro lá, tentando. “Eu castigo a todos aqueles que amo”.
259 Como o irmãozinho que teve a visão aqui, e disse que ele teve uma visão. E disse, “Esta mesma Luz que você recebe, causa a sua morte, também”. Vêem?
260 “Tantos quantos eu amo, eu castigo; sejam zelosos e retornem. Estou à porta e bato”. Agora, veja, banha de mão pelada não funciona nisto.
Mas há uma Fonte cheia do Sangue
Tirado das veias de Emanuel,
Onde os pecadores que se imergiram rio adentro,
Perderam toda sua mancha de culpa.
Aquele ladrão que morria regozijou em ver
Aquela fonte em seu dia;
Onde eu, embora tão vil o quanto ele…
261 Ele abriu os meus olhos com o Seu colírio. Seu Espírito desceu e a Bíblia, o Seu Bálsamo. Eu não podia ver Isto. Eu era um simples pastor Batista local. Mas certo dia Ele enviou o Seu Espírito, Ele não esquentou a banha do mão pelada, mas Ele enviou o Espírito Santo e Fogo! Um pouquinho de colírio revolvido pela minha Bíblia – minha Bíblia… e eu pude ver com meu olho, quero dizer, revolveu através de meus olhos, então eu pude ver em minha Bíblia. E eu vi aquilo, “Ele era o mesmo ontem, hoje e eternamente. Que toda palavra do homem seja mentira, e a Minha a verdade. Estou à porta, e bato”.
262 Mais uma pequena história. Temos tempo? (A congregação responde, “Amém” – Ed.) Sim, sim, depois irei embora, certo?
263 Havia um velho negro lá embaixo no sul. E, seu pastor, eu o conheci, um velho bom companheiro. Nós o chamávamos de Gabe. O seu nome era Gabriel, e nós o chamávamos simplesmente de Gabe. Ele sempre, o pastor e eu, nós – nós caçávamos bastante. Ele era um velho irmão de cor, e nós saíamos para caçar. Então o velho Gabe gostava de caçar mais do que qualquer outra pessoa que já conheci, mas ele não era bom de tiro. Então, certo dia o seu pastor e ele foram caçar.
264 E nós nunca podíamos fazer com que o velho Gabe se endireitasse com a igreja. Ele simplesmente não queria. Ele não ia à igreja. Ele dizia, “Ah, eu não vou onde há hipocrisia”.
265 Eu disse, “Mas, Gabe, desde que você permanece fora, eles são maiores que você. Você está se escondendo atrás deles, vêem”. Eu disse, “Você está se escondendo atrás deles. Você é menor que eles; eles pelo menos vão e fazem um esforço, vêem”.
266 E então ele disse, “Eu – eu – eu – eu – eu penso muito em você, Sr. Bill. Mas”, disse, “eu – eu – eu – eu sei que o velho Jones freqüenta ali e ele não é nada; ele joga dados e tudo isso”.
267 Eu disse, “Tudo bem, Gabe. Vêem, não em importância. Mas, recorde, Jones terá que responder por aquilo; você não terá, vê você. Se você simplesmente for…” Eu disse, “Você tem um bom pastor”.
268 “Oh, o pastor Jones é um dos melhores homens que há no país”.
269 Eu disse, “Deixe-o ser o seu exemplo, se você não puder ver além disso. Deixe que ele seja seu exemplo”.
270 Então certo dia o irmão Jones disse, levou o velho Gabe para caçar, e disse, “Nós pegamos tantos coelhos e aves naquele dia, que dificilmente pudemos carregar”. E disse, “Vindo à noite”, disse, “O velho Gabe vinha atrás, e todo sobrecarregado, vocês sabe, assim”. E sua esposa era uma verdadeira cristã, fiel. Ela tinha um lugar bem ali, uma mulher cheia do espírito Santo e ela sempre ficou no seu posto do dever. Então ele estava… O velho Gabe vinha atrás, vocês sabem. E o pastor Jones disse que ele olhou ao redor, ele pôde ver, “O velho Gabe olhava por cima de seus ombros assim. O sol se punha”, disse, “estava bem baixo, e estava ficando frio”. Disse, “Após algum tempo”, disse que ele estava andando sozinho, disse, “O velho Gabe subindo. E estava com a sua espingarda pendurada cheia de coelhos e aves e coisas”. Disse, “Ele bateu no ombro do pastor, e disse, “Pastor”?
Disse, virou e disse, “Sim Gabe, qual é o problema?”
271 Então ele olhou, uma grande lágrima escorria por sua negra face, onde sua barba estava ficando grisalha. Ele disse, “Pastor, estou andando por esta margem aqui, por cerca de meia hora”. Disse, “Eu estava observando aquele sol se pôr”. Disse, “Sabe, esta barba grisalha minha, e o meu cabelo ficando também”, disse, “Sabe, o meu sol está se pondo também, pastor”.
272 Disse, “Certo, Gabe”. E ele parou e virou e disse, “O que há com você?”
273 Ele disse, “O meu sol está se pondo, também”. Ele disse, “Sabe de uma coisa?” Disse, “Eu comecei a pensar”, ele disse, “enquanto estava andando ali atrás”, ele disse, “Sabe”, disse, “O Senhor deve me amar”.
Disse, “Claro, Ele ama, Gabe”.
274 Disse, “Sabe, eu não sou bom de tiro”. Disse, “Eu não consigo acertar em nada, mas”, disse, “nós – nós realmente precisamos desta carne em casa”. E disse, “Veja este tanto de caça que Ele me deu, estas aves e estes coelhos”. Ele disse, “Tenho o suficiente para nos sustentar em toda próxima semana”. Disse, “Ele deve ter me amado, porque eu não posso acertar em nada, você sabe”. Disse, “Eu não poderia acertar nisto, mas veja o que Ele me deu”. Então ele disse, “Ele deve me amar, ou Ele não teria me dado isto”.
Disse, “Correto”.
275 E ele disse, “Bem, deram uma batidinha estranha em minha porta, lá embaixo. Ele me disse para virar, disse, “Gabe, o seu sol está se pondo, também”. Disse, “Pastor, sabe o que eu fiz, pastor?” Ele disse, “Eu lhe fiz uma promessa”.
276 Ele disse, “Gabe, eu quero lhe perguntar algo”. Disse, “Que sermão que eu preguei que te fez sentir dessa maneira?” Ele disse, pastor, ou disse, “Agora espere um momento”, disse, “que – que – qual o coral que cantou?”
277 Ele disse, “Oh, eu de fato gosto dos cânticos da igreja, pastor”. Ele disse, “Eu gosto de toda mensagem que você prega, porque isto vem diretamente daquele Bom Livro, e eu sei que isto é certo. Mas, disse, “Isto não foi aquilo”. Disse, “Ele simplesmente bateu, e eu olhei aqui ao redor, e vi quão bom Ele foi para mim, o que Ele me deu”. Ele disse, “Domingo de manhã, eu vou bem lá na frente onde você fica de pé”. Ele disse, “Domingo de manhã, eu vou bem lá na frente onde você fica de pé”. Ele disse, “Eu vou te dar a minha mão direita”, disse, “Porque eu realmente dei o meu coração ao Senhor, lá embaixo na colina ali”. Ele disse, “Eu vou ser batizado, e tomar o meu lugar bem ao lado da minha mulher. Eu vou permanecer ali até que o Senhor me chame para mais alto”. Vêem, simplesmente aconteceu dele olhar ao redor e ver quão bom Deus foi para com ele.
278 Eu sou um missionário. Se vocês pudessem olhar através dos olhos que estou olhando agora, e ver um lugar indu, aquelas pessoas famintas, mães morrendo de fome na rua, seus filhinhos não podem nem mesmo chorar mais, de fome, e pense no que tivemos aqui hoje. Vejam os carros nos quais vocês chegaram até aqui. Vejam as roupas que vocês estão usando. Veja o quanto você é rico. Amigo, não pode você sentir aquela batidinha ali em algum lugar?
Oremos.
279 Com nossas cabeças inclinadas, e nossos corações, enquanto os minutos agora voam, faltam sete minutos para o meio dia. Meu irmão, irmã, a ciência nos diz que são menos que três minutos para a meia noite. Agora se você pode simplesmente olhar ao redor, e pensar por um minuto. Seus filhinhos assentados aí ao seu lado. Quantas pequenas convulsões…”
280 Veja a sua boa esposa, irmão, e pense em quantos homens que possuem de dólares, e ama uma mulher de todo seu coração, e ela vive pulando de bar em bar. Ele daria seu milhão friamente para que aquela mulher o amasse da maneira que a sua esposa te ama. E você, esposa, quantas mulheres…
281 Quantas mães estão aqui nesta manhã com seus filhinhos, quantos pais; ora, puxa, há muitos homens olhando para um berço e uma pobre coisinha encolhida, aleijada ali, e veja que filhos saudáveis você tem. Vêem? E muitos, talvez…
282 Oh Deus! Existem tantas coisas, se você simplesmente olhasse. Ele tem sido tão bom para nós Americanos. Agora não pode você sentir vontade de ter um colírio, nesta manhã, “Abra meus olhos só mais um pouquinho adiante, Senhor, abra meus olhos”? Como nossa irmã tão amavelmente cantou, “Seus olhos estão no pardal, um simples pardalzinho, e eu sei que Ele me observa”.
283 Ele está olhando bem para você agora. Pode você ouvir lá embaixo em algum lugar, uma batidinha assim, (O irmão Branham bate em algo – Ed.) “Estou visitando, nesta manhã”. É a maior honra que alguma vez poderia ser paga, se você pode sentir aquela batida em seu coração.
284 Levantará você sua mão e dirá, “Através disto, Senhor, pela sua ajuda e Sua graça, de hoje em diante, eu viverei o mais perto de Ti da melhor maneira que eu souber. Isto é tudo que sei como Te pedir”? Deus te abençoe. Deus te abençoe. “Através da Tua ajuda e graça, hoje, de hoje em diante, eu nunca me esquecerei disto”.
“Eis que estou à porta e bato. Se algum homem…”
285 Agora, recordem, onde estava Ele batendo, no celeiro? Não. No Bar? Não. Onde está Ele batendo? Na igreja!
286 “Se alguém ouvir Minha Voz, e se abrir para Mim, Eu virei, cearei com ele, e ele Comigo”.
287 Querido Deus, estas pequenas, poucas palavras misturadas e gaguejadas que foram ditas nesta manhã, de alguma forma deixe o Espírito Santo interpreta-las ao coração do povo.
288 Agora houve muitos, Senhor, talvez desta centena aqui, houve vinte ou trinta pessoas que levantaram suas mãos. Eu não tenho nenhum modo de saber exatamente o que elas precisam, Senhor. Mas sei que faltam poucos minutos para o meio dia, e da mesma forma falta para a Vinda do Senhor; ainda, antes que esta neve derreta do chão, que possamos nos levantar, e este possa ser o momento que mudará todo futuro quanto a serem deixados aqui ou a subirem.
289 Querido Deus, humildemente nós aceitamos a Jesus, nós aceitamos todas Suas Palavras. Encha-nos, Senhor, encha-nos com o Teu Espírito Santo, que nossa vida possa automaticamente produzir o fruto. Conceda isto, Senhor.
290 Perdoa-nos pelos nossos inúmeros erros. Oh, somos tão cheios deles, Senhor. E não temos nada que possamos oferecer, Senhor, porque tudo que temos, Tu nos deste. Como Gabe disse, na pequena história que acabamos de contar, “Tu, Tu realmente nos ama, Senhor, ou Tu não farias isto”. E, em pensar, estas pessoas assentadas aqui desde cedo nesta manhã, assentadas aqui desde as oito horas, fazem quatro horas que elas estão assentadas aqui. Elas Te amam, Senhor. Elas Te amam. Agora, Pai, envie o colírio do Espírito Santo, abra nossos olhos. Que possamos…
291 Estes que estão aqui na cidade, que eles possam correr para aquele reavivamento nesta noite, que possa haver um grande derramamento! Conceda isto, Senhor. Que um reavivamento daqueles do tempo antigo possa acontecer aqui na cidade. Conceda isto. Abençoe a cada homem que se esforçou, cada um de Teus servos através do mundo, que fizeram um esforço. Esteja com eles, Senhor, e ajude-os.
292 Abra nossos olhos para que possamos ver, mais e mais, a semelhança de Cristo. Conceda isto, Senhor. Perdoe nossos pecados.
293 E agora estes que levantaram suas mãos, Pai, eu os entrego a Ti. Receba-os. Agora eu cito a Tua Própria Palavra, Senhor, a qual, “Os céus e a terra passarão, mas” Tu disseste, “Aquele”, que é um pronome pessoal, “Aquele que ouve Minha Palavra…” Senhor, elas podem ter sido gaguejadas e simples, mas alguém as ouviu. A Semente caiu. “Aquele que ouvi Minhas Palavras e…”, conjunção, “crê Naquele que me enviou”, porque Ele fez isto, “tem (no presente) Vida Eterna, e não (no futuro) passará pelo julgamento, mas tem passado da morte para a Vida”. Eles levantaram suas mãos, Senhor. Eles romperam a (cada) lei científica; a gravidade segura sua mão aqui embaixo. Mas eles provaram que há um espírito neles, puderam ouvir um batido à porta, e levantarem sua mão direita ao céu. Agora abra a porta. Abra, Senhor, e entre. Nós somos Teus. Receba-nos, no Nome de Jesus Cristo. Amém.
Eu O amo, eu O amo
Porque Ele primeiro me amou
E comprou-me a Salvação
No Madeiro, no Calvário.
294 Você O ama? Gostaria se pudéssemos fechar os nossos olhos, só um momento. Agora dos nossos corações, com nossas mãos levantadas.
Eu O amo, Eu O amo
Por…
295 Estamos aceitando Tua batida, nesta manhã, Senhor. Minhas mãos estão levantadas. Todas as nossas mãos estão levantadas, Senhor. E agora entre, Senhor Jesus. Entre em nossos corações e venha ceiar conosco, e nós ceiaremos Contigo.
No madeiro, no Calvário!
296 Você O ama? Oh, eu penso que Ele é tão maravilhoso! Não acha você? (A congregação diz, “Amém” – Ed.) Não sente você a Sua Presença te percorrendo? Eu sinto bastante religioso então, sinto muito bem, há algo nisto, vêem.
Minha fé olha para Ti,
Tu Cordeiro do Calvário,
Salvador Divino;
Agora ouça-me enquanto oro,
Tire todos meus pecados fora,
E que deste dia eu possa ser
Totalmente Teu!
297 Agora eu quero que você, quando sussurrarmos este verso seguinte daquele lindo hino, velho hino da igreja, eu quero que você estreite a mão de alguém. Permaneça em seu lugar, diga somente, “Deus te abençoe, irmão. Deus te abençoe irmã. Estou contente em estar contigo aqui!” Façamos isto. (O irmão Branham e a congregação sussurra, a Minha Fé olha para Ti, e estreitam as mãos uns dos outros – Ed.) Deus te abençoe, Carl e irmão Williams. Estou feliz em estar aqui.
298 Pensei, Metodistas pegaram em mãos Pentecostais, Batistas pegaram em mãos Presbiterianas.
Oh, deixe… desde este dia
Ser totalmente Teu!
299 Agora enquanto cantamos devagar, também, do fundo do seu coração. Você sabe, depois de uma mensagem de limpeza, repreensão, eu acho que é bom entrar no Espírito e cantar, a doçura do Espírito Santo.
300 “Oh, quão bom e quão suave é que os irmãos vivam em união!” A Bíblia diz, “É como o óleo precioso sobre a barba de Arão, que desce à orla dos seus vestidos”. Vocês aqui em cima são pessoas maravilhosas. Eu espero voltar para vê-los outra vez antes de Jesus me chamar, ou o Milênio. Se eu não voltar a lhes ver, eu lhes verei além do rio. Eu vos encontrarei no rio. Amém. Marcaremos um encontro.
Enquanto trilho pelo labirinto escuro da vida,
E a tristeza se espalha ao meu redor,
Que tu sejas meu Guia;
Que as trevas se transformem em dia (aquela pequena Luz da qual eles falam)
Varra o medo e a tristeza,
Oh, que desde este dia em diante
Eu possa ser totalmente Teu!
301 Cada porta aberta! Oh, simplesmente pressione um botãozinho, e os observe ir em círculo; diga, “Entre, Senhor Jesus, sede meu Senhor, Meu tudo”.
Oh, deixe-me desde este dia em diante, não Te deixar parado na porta,
Que eu possa ser totalmente Teu!
302 Vocês que levantaram suas mãos e desejam ir mais adiante em direção ao Senhor, eu vos peço para irem até o reavivamento nesta noite. E tenho certeza que o pastor ali vos levará daqui até a entrada. Ele tem seis centavos, ou seja o que for que foi dado, para tomar conta, e vinho e azeite para derramar. Ele pode terminar o trabalho.
303 Deus te abençoe agora. Eu entregarei o serviço de volta ao, eu creio, que é ao irmão Williams, ou para quem for… Tudo certo.

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading Facebook Comments ...
Loading Disqus Comments ...