SENHOR, QUERÍAMOS VER A JESUS
18 de Março de 1964
Denham Springs – Louisiana – E.U.A.
Tradução – GO


1 …inteirar as pessoas do que estamos tentando fazer. Agora o que estamos tentando fazer, lembre-se, é ver Jesus Cristo tão presente que cada coração de crente seja estimulado, sua fé, a fim de que possa elevar-se e segurar-se em Deus, para o que tenha necessidade. Pois tudo que necessitamos, nesta jornada da vida, está em Cristo.
2 Exatamente como as vossas árvores aqui fora. Tudo que a árvore necessita… É uma macieira. Vocês alguma vez pensaram nisso? Quando ela não tem nem uma polegada de altura, cada maçã que estará na árvore, já está nela ali mesmo. Mil caixas, se é que há tudo isso; digamos, quinhentas caixas de maçãs saem de uma árvore; todas as quinhentas caixas de maçãs estavam nela quando foi plantada. Se não é assim, de onde elas saíram? Vêem? Vêem? Vocês simplesmente a planta e então ela tem que extrair água, extrai-la da terra. E ela tem que extrair, até que assim obtenha mais do que sua porção, então ela produz ramos, produz folhas, produz flores, produz maçãs. Vêem? Ela os produz, de dentro para fora; não os agrega a si. Ela os produz.
3 Assim, então, eu penso que Cristo é a inesgotável Fonte de Vida. E quando estamos plantados n’Ele, tudo que fazemos é beber dessa Fonte de Vida, e produzir tudo o que temos necessidade nesta jornada. Tudo o que necessitamos está n’Ele. E estamos plantados n’Ele, e bebemos d’Ele, e Ele é a inesgotável Fonte de Vida.
4 Vamos nos levantar, se desejarem, por um momento, em reverência, enquanto lemos a Palavra de Deus.
5 Para nosso pequeno texto esta noite, sendo que está próxima a época da Quaresma, ou a Sexta-feira Santa, eu quero ler uma porção do Evangelho de São João, começando no 12° versículo do 12° capítulo.
No dia seguinte, ouvindo uma grande multidão, que viera à festa, que Jesus vinha a Jerusalém,
Tomaram ramos de palmeiras, e saíram-lhe ao encontro, e clamavam: Hosana; Bendito o rei de Israel que vem em nome do Senhor.
E achou Jesus um jumentinho, e assentou-se sobre ele, como está escrito:
Não temas, ó filha de Sião, eis que o teu Rei vem assentado sobre o filho de uma jumenta.
Os seus discípulos, porém não entenderam isto no princípio; mas, quando Jesus foi glorificado, então se lembraram de que isto estava escrito dele, e que isto lhe fizeram.
A multidão, pois, que estava com ele quando Lázaro foi chamado da sepultura, testificava que ele o ressuscitara dos mortos.
Pelo que a multidão lhe saiu ao encontro, porque tinha ouvido que ele fizera este sinal.
Disseram pois os fariseus entre si: Vedes que nada aproveitais? Eis que toda a gente vai após ele.
Ora havia alguns gregos, entre os que tinham subido a adorar no dia da festa.
Estes, pois, dirigiram-se a Filipe, que era de Betsaida da Galiléia, e rogaram-lhe, dizendo: Senhor, queríamos ver a Jesus.
Filipe foi dize-lo a André, e então André e Filipe o disseram a Jesus.
6 Hebreus 13:8 diz: “Jesus Cristo é o mesmo ontem, hoje e eternamente”.
7 Inclinemos nossas cabeças enquanto oramos. Agora, neste momento solene com nossas cabeças inclinadas, após ler esta Palavra, há alguém aqui que gostaria de ser lembrado nesta oração, e quer que Deus faça algo por você durante o tempo deste encontro, ou até mesmo nesta noite? Você deixaria saber, levantando sua mão? Ele saberá o que está por trás de sua mão.
8 Nosso Pai Celestial, estamos agora nos aproximando de Tua Palavra. Nos aproximamos com reverência e com oração, com cabeças inclinadas e corações inclinados, pois sabemos que és sempre fiel para com esta Palavra. Nós pedimos agora que nos afaste das coisas e cuidados da vida neste mundo, para que possamos Te servir com corações puros e limpos, lavados no Sangue do Cordeiro.
9 Nós Te perguntamos, Senhor, é esta a hora em que poderia irromper um grande reavivamento aqui nesta parte do país? Se for, Senhor, estamos aqui para Te servir de qualquer forma que pudermos, e simplesmente nos entregamos a Ti para esse serviço. E que algo possa acontecer, Senhor, que agite os corações das pessoas. E pode ser que o encontro tenha sido estabelecido para uns poucos que ainda estão dispersos por aqui, e talvez pode ser que o último membro do Corpo de Cristo seja adicionado aqui mesmo em Louisiana, e então as – as portas serão fechadas. Não sabemos exatamente o que, Senhor, estamos simplesmente nos movendo com cautela, observando cada movimento.
10 E pedimos, Pai Celestial, que cures todos os doentes e aflitos. E enquanto olho, aqui acamada, uma pobre criancinha aflita, e pessoas em volta acamadas, doentes e necessitadas. Deus, que elas possam se livrar de suas aflições, esta noite e durante a semana vindoura, e que não haja nem uma pessoa enferma entre nós no encerramento deste encontro.
11 Abençoe os ministros, Senhor, e sua excelente cooperação, e as coisas que estão fazendo para reunirem-se. Que as pessoas possam compreender que este é o – o coração de seu – seu pastor, tentar apresentar tudo, e cada dom e tudo que podem, que seja honrado por Deus, que possa ajudar sua congregação a ver e crer, e crescer. Conceda-o Pai.
12 Perdoa nossas transgressões. Conceda cada pedido por detrás daquelas mãos, esta noite. Senhor, a minha levantada, Tu conheces meu coração; é – é oração, pelas pessoas. Que Jesus possa ser conhecido entre nós, Pai. Dá-nos um grande derramamento de Suas bênçãos.
13 E quando sairmos daqui, esta noite, possamos estar aptos a dizer como aqueles que vieram de Emaús, aquele dia após a ressurreição, enquanto estamos entrando nesta temporada santa. “Porventura não ardia em nós o nosso coração”, disseram eles, “quando pelo caminho, nos falava?” Pois pedimos em Nome de Jesus. Amém.
Podem se assentar.
14 Não para – para pregar ou tomar muito tempo, mas apenas para colocar em ordem uns poucos pensamentos aqui antes de chamar a fila de oração. Em aproximadamente vinte e cinco minutos, eu suponho, chamarei a – a fila de oração, para orar pelos doentes. E agora, cada noite, o Sr. Borders e eles estarão tentando explicar a você como, e como manter uma cura, e assim por diante.
15 E, lembrem-se, nós não estamos aqui tentando simplesmente representar cura Divina. Estamos aqui para representar Jesus Cristo, e n’Ele está a cura. E cada atributo de Deus está n’Ele. E nós… Ele comprou nossa salvação, nossa cura, e tudo que temos. E cura é uma matéria secundária, e você nunca pode considerar como principal uma matéria secundária. Nós sabemos isso. Assim estamos… Porém estamos tentando… Jesus baseou cerca de oitenta e seis por cento de Seu ministério em cura Divina, para poder atrair a atenção das pessoas, e então explicar qual era o Seu propósito. E isto é a mesma coisa; estamos tentando continuar Seu ministério da melhor forma que sabemos, crendo que Ele ainda permanece o mesmo ontem, hoje, e eternamente.
16 Agora, nós sabemos que, “No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus. E o Verbo se fez carne e habitou entre nós”. Portanto, Deus e Sua Palavra são a mesma coisa. É Deus em forma gráfica. Você não é mais do que sua palavra. Deus não é mais do que Sua Palavra.
17 Assim esta grande festa da qual nos aproximamos agora nesta época, esta Quaresma, como a chamam, e nos aproximamos da Sexta-feira Santa, e – e então o Domingo de Páscoa, eu creio. Assim estamos nos aproximando disto. Eu pensei ler esta Escritura, em que estes Gregos de corações famintos subiram a adorar na festa da Páscoa. E eles pouco sabiam que aquele era o Cordeiro Pascoal; Cristo seria.
18 Mas seus corações estavam famintos. Eles queriam vê-Lo. Eles haviam ouvido muito a respeito d’Ele, e sabiam aquelas grandes coisas que haviam ouvido que Ele fizera. E assim, sem dúvida, vindo para aquela festa, eles deviam ter lido muito na Escritura sobre o que Ele era, e Sua – Sua natureza, e o que Ele faria quando viesse. Assim eles queriam ver.
19 Eles vieram aos Seus discípulos, e foi-lhes dado o privilégio de vê-Lo, pela boa vontade e o ministério de Seus discípulos. Eles foram trazidos à Sua Presença, pelos Seus servos.
20 E agora, se Hebreus 13:8 diz, que, “Jesus Cristo é o mesmo ontem, hoje e eternamente”, e eu estou certo de que aqui em – em… Baton Rouge, que estamos tão famintos para ver Jesus, quanto eles então estavam para vê-Lo. Eu… Cada homem que está em sua mente correta, e ouve cerca do Senhor Jesus, ele anseia por vê-Lo.
21 Oh, quando eu ouvi d’Ele pela primeira vez, quando era um menino, eu – eu – eu quase que não podia agüentar. Eu pensava, “Se Ele é Deus, Ele – Ele sempre foi Deus, Ele – Ele sempre será Deus”.
22 Assim, tentar pôr isso fora em algum grande tempo no passado, ou – ou algum grande tempo que está por vir, é simplesmente a natureza do homem. O homem está sempre louvando a Deus pelo que Ele fez, esperando o que Ele vai fazer, e ignorando o que Ele está fazendo. Esta é simplesmente a natureza do homem. Tem sempre sido desta forma, e ainda permanece assim, esta noite.
23 Mas, agora, estes Gregos queriam vê-Lo, e nós queremos vê-Lo. Bem, agora, se Ele ressuscitou dos mortos, e não… Ele não está morto. Ele está vivo. E se Ele está vivo, como a Escritura alega que está, então por que não podemos vê-Lo? Nós temos o direito de perguntar. Lembrem-se, Ele disse, “Ainda um pouco, e o mundo não Me verá mais, mas vós Me vereis, pois estarei convosco, em vós mesmos, até o fim do mundo. O mundo não Me verá, mas vós Me vereis”. E agora se Ele é o mesmo ontem, hoje, e eternamente, então porque não poderíamos vê-Lo?
24 Agora se eu fosse a diferentes idéias que temos tido. E lembrem-se disso, Deus nunca faz nada fora do que Ele tem prometido fazer. Vêem, Ele sempre faz a promessa, e então Ele vem para cumprí-La.
25 Deus, no princípio, conhecendo o fim desde o princi-… princípio, porque Ele era infinito. Todos nós sabemos isso. Ele é onipresente, onipotente, e infinito. Agora, se Ele é infinito, então Ele sabia todas as coisas, e agora… e onisciente.
26 Assim notem, então, Ele partilhou Suas Escrituras através das eras por vir. E então quando esta era surge, ora, nós sempre tentamos imaginar as – as coisas da maneira que pensamos ser correto, mas usualmente… Se Deus fez uma promessa para aquela era, Sua maneira usual de fazer qualquer coisa, e nunca muda ao fazê-la.
27 Lembrem-se, Deus nunca muda, nunca muda Suas maneiras. É por isso que podemos definitivamente colocar nossa fé no que Deus disse ser a Verdade, a Bíblia. Agora nós temos que colocar Deus em algum lugar.
28 Agora, se Deus fosse julgar o mundo, e Ele vai. Se disséssemos, se eu pudesse dizer ao Católico Francês, através do que você acha que Ele o julgará? “A igreja Católica Francesa”. O Católico Romano crê que Ele a julgará por aquela igreja. O Ortodoxo, Católico Grego Ortodoxo, crê que Ele julgará por isso. O Metodista diria, “Nossa igreja”. O Batista, “Nossa igreja”. “O Pentecostal!” Vêem, seria tão confuso, a ponto de uma pessoa não saber o que fazer.
29 Mas Ele disse que julgaria o mundo por Jesus Cristo, e Jesus Cristo é a Palavra; assim Ele julgará o mundo pela Palavra. Agora, a Bíblia é a completa revelação de Jesus Cristo. Esta é a revelação. Nada deve ser adicionado a Ela ou retirado d’Ela. O mesmo será tomado, nossa parte, do Livro da Vida, se adicionarmos ou retirarmos d’Ela. Essa é a Palavra de Deus, e nós cremos n’Ela.
30 Agora, cada geração, quando a igreja usualmente A tem tão confusa e tudo mais, até que, quando chega ao tempo da Palavra ser cumprida, eles estão olhando de volta a alguma outra geração do passado, o que aconteceu algum outro dia no passado, e eles falham em ver o que tem acontecido naquele dia.
31 Agora para vocês pessoas Católicas, como vocês não compreenderam aqueles santos. Que tal Joana D’arc, uma – uma Francesa? Me seria lícito levantar isso, por causa de um território Francês. Vocês se lembram, o sacerdote queimou-a em uma fogueira, como uma feiticeira. “Ela era uma feiticeira”, porque a garota era espiritual. Ela via visões, e assim por diante, e vocês a queimaram como uma feiticeira. Então, após um tempo, quando vocês viram seu erro, desenterraram os corpos daqueles sacerdotes e atiraram-nos no rio, para penitência. Mas, vocês vêem, aquilo já havia passado.
32 E esta é a maneira que sempre é. Isso passa por nós e nós não o vemos.
33 Mesmo aos discípulos, Jesus disse, falando-lhes uma vez. Eles disseram, “Por que dizem os – os escribas que Elias deve vir primeiro?”
34 Ele disse, “Ele já veio, e vocês não o conheceram”. E eles compreenderam que fora João Batista. Mesmo aqueles discípulos, aquela voz no deserto, e Malaquias 3 sendo cumprido, ora, aquilo passou bem por eles e nunca mesmo o compreenderam completamente. Vêem?
35 E é possível que O deixássemos passar bem sobre nós, e falhássemos em vê-Lo. A maneira de Deus é sempre…
36 Agora se isso viesse em um sistema total, ou alguma certa organização, como Protestante, Metodista, Batista, Pentecostais, ou alguma de suas denominações o tivessem produzido, eles o creriam. Bem, então, os outros não teriam nada a ver com isso.
37 Assim, Deus nunca trata, em tempos como este, com qualquer organização. Ele nunca fez. Ele sempre trata com indivíduo, uma pessoa, você, apenas aquela única pessoa. É você, entre você e Deus, não entre sua organização e Deus; entre você, como um indivíduo. Deus sempre o faz dessa maneira, sempre fez.
38 E agora a Bíblia disse, “Ele não faz nada sem revelá-lo aos Seus profetas, Seus servos os profetas”. E sempre, Ele revela uma porção, como no tempo de Elias, e no tempo de Moisés e todos aqueles diferentes tempos, Ele revelaria isto.
39 Agora tinha sido escrito na Escritura que uma… Deus ia dar-lhes um super sinal, um grande sinal, um sinal eterno, “uma virgem conceberá”. E então haveria de nascer Um, uma Criança, que nós O conhecemos como sendo o Messias. Todas as Escrituras, desde Gênesis em diante, ligavam-se à vinda do Messias.
40 Os profetas eram parte da Palavra. Jesus disse que eles eram chamados ‘deuses’. E eles eram, uma vez que a Palavra de Deus era trazida a eles. Ele disse, “Como podeis Me condenar quando digo que Eu sou o Filho de Deus? E – e, vós, àqueles… Está escrito na vossa lei, ‘aqueles a quem a Palavra do Senhor foi dirigida’, vós chamais ‘deuses’”. Vêem, a… Não eram os profetas; era a Palavra de Deus. E é a mesma coisa agora. E era Jesus, a mesma coisa, a Palavra de Deus manifestada. E essa é sempre a Luz da hora.
41 Agora se nós procurássemos em volta, e voltássemos a alguma dessas grandes igrejas, retornando através do tempo, e disséssemos “é isto, é isto”, se vocês não vigiassem, nós estaríamos caminhando em uma claridade ao invés de uma Luz. Estaríamos olhando para algo que passou, anos passados, olhando para trás.
42 Qualquer homem que dirige em estrada, olhando através do espelho retrovisor, se arruinará completamente. Isto é certo. Isto é certo. Você faz como algumas de nossas irmãs que, com cinqüenta anos de idade, tentam aparentar dezesseis. Vê, você está olhando para trás.
43 Olhe para frente! Olhe para onde você está indo. Olhe para onde você está indo, não do que você veio. Paulo disse, “Esquecendo-me das coisas que ficam no passado, prossigo para o alvo da soberana vocação em Cristo”. Você deve sempre olhar para onde você está indo, não onde você esteve.
44 Se você olhar pelo espelho retrovisor, cedo você se arruinará. Este tem sido o problema. Esta é a razão porque Lutero se arruinou quando a luz de Wesley veio. Esta é a razão porque Wesley se arruinou – se arruinou quando os Pentecostais vieram. E se não vigiarmos, os Pentecostais vão se arruinar, também, se eles não se mantiverem alertas, vigiando. Vê você, você está sempre olhando para trás, referindo-se ao que alguém mais fez lá atras. Quando somos…
45 Quando, somos comandados a olhar para frente, mantenhamo-nos em frente. Sua – sua profecia aconteceu nos dias deles, esta acontece neste dia, e a próxima acontece no próximo dia. Está designada para o tempo final. E há coisas que estão supostas a acontecer agora, de acordo com a Escritura, o Espírito Santo na terra, derramado sobre as pessoas.
46 Agora, quando Jesus veio, aqueles escribas deveriam tê-Lo reconhecido, mas não o fizeram, porque estavam tão arraigados em suas tradições. Fariseus, Saduceus, Herodianos, e todos mais, estavam naquela tradição, tão saturados, a ponto de, mesmo a profecia do Próprio Cristo, do que Ele deveria ser, eles falharem em vê-La. Ele lhes disse, “Examinai as Escrituras, porque vós cuidais ter n’Elas a Vida Eterna, e são Elas que de Mim testificam”.
Eles disseram, “Nós somos discípulos de Moisés”.
47 Ele disse, “Se fôsseis discípulos de Moisés, vós Me conheceríeis, pois Moisés escreveu de Mim: ‘O Senhor vosso Deus levantará um Profeta semelhante a mim’”.
48 Eles alegavam ser, mas não eram, porque estavam tão saturados de tradição. Agora, é assim que eles falharam em vê-Lo naquele dia em que viveram. Agora, isso pode se repetir, vocês sabem. Sempre tem, e poderia se repetir novamente.
49 Agora vamos voltar por uns poucos minutos. E a única maneira de descobrirmos o que Ele é…
50 Agora, hoje, se tomamos a pessoa comum, o que Cristo devia ser, nós… Alguns deles descrevem-No como algo grande e histórico. Alguns rebaixam-No a simplesmente um homem comum. E alguns apresentam-No como um filósofo, um profeta, ou – ou alguma outra coisa como essa, um bom homem, um mestre.
51 Mas Ele, seja o que fosse, ainda o é, de acordo com a Escritura. Vêem? Agora se nós descêssemos a cidade, para encontrá-Lo, e fossemos – fossemos procurar ao redor, para ver se… Agora, lembrem-se, Sua promessa é de que Ele estaria conosco.
52 Agora se nós fossemos procurar um certo homem em uma… diríamos… Eu diria, talvez, “Tem seis pés de altura” [aprox. 1,80 m – trad.]. E você dissesse, “Não, tem sete e meio” [aprox. 2,30 m – trad.]. Outro dissesse, “Não, ele tinha somente quatro pés [aprox. 1,20 m – trad.]; ele era um pequeno companheiro”. Vêem, nós estaríamos todos confusos.
53 Bem, diriam eles, “Talvez Ele tenha marcas de cravo em Sua mão”. Qualquer hipócrita poderia ter marcas de cravo em sua mão, e marcas de espinhos. E, afinal de contas, Jesus está assentado à direita da Majestade nas Alturas. Mas como poderíamos saber Quem Ele era?
54 Eles não O conheciam então por causa de Sua vestimenta. Porque, Ele andou entre homens, mesmo após Sua ressurreição. E Ele andava com eles, e ainda assim não O conheciam. Vêem? Não era Sua vestimenta. Ele simplesmente se vestia como qualquer outra pessoa. Não era Sua vestimenta. Não era Sua maneira. Não era Sua organização. Não era Seu cartão de companheirismo que Ele carregava, pois Ele não tinha nenhum. Abertamente, Ele discordava disto, assim não era isso.
Eles diziam, “Não sabemos de onde Ele vem”.
55 E o cego disse, “Esta é uma coisa estranha. Você é um líder de hoje, e Ele me abriu os olhos, e mesmo assim você nem mesmo sabe de onde Ele vem”. Ele tinha alguma boa teologia própria. Vêem? Ele disse, “Vocês não sabem o que este homem tem feito, as coisas que tem feito, embora vocês devam ser os líderes do dia de hoje”. Mas o lado triste, da parte deles, é que seus olhos estavam cegos. Tinha que ser dessa maneira.
56 Vocês sabiam que a igreja deve estar assim também, no último dia? “Obstinados, orgulhosos, mais amantes dos deleites do que amigos de Deus, tendo aparência de piedade, mas negando a Eficácia dela. Destes…” Esta é a mesma profecia, a mesma coisa. Certamente é. Na Era da Igreja de Laodicéia, Jesus estava do lado de fora da igreja, tentando entrar de volta, batendo à porta. A única era em que Ele foi posto para fora da igreja, é na Era de Laodicéia, que agora estamos vivendo. Assim nós vemos que estamos novamente de volta onde começamos.
57 Agora, a única maneira válida de descobrirmos o que Ele era, ou o que Ele é, é descobrir o que Ele era, agora, porque Ele seria o mesmo. Agora vamos voltar e levantar umas poucas coisas que Ele fez. Todos nós conhecemos Seu nascimento virginal, e não começaremos com isso.
58 Mas eu li em São João. Vamos voltar a São João, no primeiro capítulo, e descobrir o que Ele era, e então podemos entender o que Ele – o que Ele é agora. O que quer que Ele era então, Ele é a mesma coisa agora. Muito bem. Agora descobrimos aqui, no princípio, Ele era o Verbo. “No princípio era o Verbo”. Então Ele ainda é a Palavra. Vêem? Vêem? Uh-huh. “No principio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus. E o Verbo se fez carne e habitou entre nós”. Correto.
59 Então, isso é o que Ele era então, Ele era a promessa de Deus vindicada para aquela era. Isso O fez a Palavra. É isto certo? [A congregação diz, “Amém” – Ed.] Bem, Ele seria a mesma coisa hoje, novamente a Palavra. Vêem? E Ele – Ele – Ele – Ele lhes disse para olharem nisso. Isso é o que Ele era. Ele era a Palavra. A Palavra se fez carne. Isso é o que Ele era. Agora, quando Ele se tornou a Palavra, e Deus desceu na forma do Espírito Santo, na forma de uma pomba, e pousou sobre Ele e disse, “Este é o Meu Filho amado, em Quem me comprazo habitar”.
60 Então descobrimos, Seu ministério começou, orações pelos doentes, cura. Todos gostavam d’Ele. Ele era ótimo, conhecido como um ótimo Companheiro. E então, quando em Seu primeiro ministério, o que O identificava…
61 Lembrem-se, os Judeus sempre creram em cura Divina. Eles tinham um tanque ali junto ao portão, de Betesda – Betesda, junto ao portão, um belo portão. As pessoas jaziam ali, multidões de – de pessoas impotentes que eram aleijadas, coxas, cegas, e entravam nas águas para se curarem.
62 Deus sempre preparou um caminho para a cura, assim não foram exatamente Suas curas que atraíram a atenção deles para Ele. Houve algo mais que atraiu a atenção deles.
63 Agora nós descobrimos que se… o que Ele devia ser, Moisés dissera o que Ele seria, e todos os profetas falaram Dele, então Ele teria que ser identificado por isso.
64 Agora aqui está o que Ele é, a Palavra. Agora, Hebreus, o 4° capítulo, diz que, “A Palavra de Deus é mais penetrante do que espada alguma de dois gumes. Ela é, penetra até a divisão das juntas e medulas, e é apta para discernir os pensamentos do coração”. É isso que a Palavra é.
65 Agora, vejam, quando a Palavra vem aos profetas, eles eram identificados por sua profecia. Deus disse, “Se entre vós houver profeta ou espiritual, Eu o Senhor lhe falarei em visões, e a… e lhe mostrarei sonhos, e assim por diante”. Em outras palavras, “interpretar sonhos”, como José e eles faziam. E estas serão suas credenciais. E estas eram as credenciais que Ele tinha, a Palavra inspirada, por revelação, vêem, a Palavra que devia ser cumprida. Sua profecia o identificava como um profeta, “E a Palavra vem ao profeta”.
66 Assim quando Jesus surgiu em cena, a Bíblia disse que Ele seria um Profeta. Moisés disse, “O Senhor vosso Deus, levantará um Profeta semelhante a mim”. E Israel sempre creu em seus profetas, porque isso era Deus identificando-Se em seres humanos, sempre. Qualquer estudante da Bíblia sabe disso. Essa é a maneira como Ele Se identificava, era em Seus profetas. Eles eram apenas homens comuns. Naturalmente, eles haviam nascido para aquele propósito.
67 E nós sabemos que há dons locais, dos nove dons da igreja. Mas há ofícios da Igreja, e que, Deus, que são predestinados, ou pré-ordenados, “Deus estabeleceu na Igreja: apóstolos, então profetas, e doutores, pastores, evangelistas”, e assim por diante, que são dons de Deus estabelecidos dentro da Igreja. Então há nove dons espirituais que operam em um corpo local, e de crentes, e eles devem ser conferidos por dois ou três juizes antes de serem dados à igreja, porque algumas vezes eles podem ser errados.
68 Mas notem estes profetas, quando nasciam, como em… eu creio, em Jeremias aqui, Deus disse, “Antes que te formasse no ventre materno, te dei por profeta às nações”. Vocês vêem? Moisés nasceu um profeta. E João Batista, setecentos e doze anos antes de nascer, “ele era a voz do que clama no deserto”, o profeta Isaias falando dele. Vêem, não é… Estes dons são nascidos dons, Deus colocando-os na Igreja.
69 E, agora, e durante a primeira vinda de nosso Senhor, não houvera um profeta na terra por quatrocentos anos. Malaquias foi o último profeta, e ele falara da vinda de João. No terceiro capítulo de Mateus, que seria Isaias – Isaias, o profeta, falou dele. E então, também, então Malaquias falou e disse que Elias apareceria em cena, anunciando Cristo. “Eis que envio o Meu anjo diante de Minha face, para preparar o caminho”, quando Ele disse em Mateus 11, identificando João.
70 E a coisa estranha agora, quando Jesus começou a falar, e tinha estado identificando-Se, vamos observar como Ele fez aquilo agora. Se Ele não fosse Escriturístico naquilo que fez, então Ele não seria o Messias. Ele tem que vir de acordo com a Escritura.
71 Agora havia um homem de nome André, que tinha estado freqüentando o reavivamento de João, no qual João dissera que Ele estava vindo. Ele está… João estava tão certo de Sua vinda, que disse, “Ele está no meio de vós agora”, porque ele sabia que cabia a ele anunciar o Messias.
72 Agora, ele nunca foi para um seminário aprender o que o Messias seria. Ele foi para o deserto, e esteve lá fora por si mesmo, e apareceu. Porque, ele era… não tinha que ser treinado por homens. Ele tinha que ser treinado por Deus. Porque, agora, seu pai era um sacerdote, e era costume que o filho seguisse os – os negócios do pai e sua educação, e assim por diante. Mas o negócio de João era grande demais, importante demais.
73 Bem, uma porção daquelas pessoas, ele disse, “Agora, vocês conhecem o Irmão Fulano de Tal aqui, ele preenche os – os requisitos”.
74 Mas João saiu para o deserto, e, até, ele esteve com Deus até saber definitivamente qual seria o sinal do Messias. Quando Ele vier, ele disse, “Eu não O conhecia, mas Aquele que disse, ‘Sobre Aquele que vires descer o Espírito, e sobre Ele repousar, Esse é que vai batizar com o Espírito Santo e Fogo’”. Vêem? Ele sabia e estava definitivamente seguro que aquele era Ele.
75 Agora, André tinha estado tentando levar seu irmão, Simão. Eles eram pescadores, e estavam tentando levar seu irmão à reunião.
76 Agora, eu li uma estória há algum tempo atras sobre sua vida. Eles eram grandes crentes na ordem dos Fariseus. E ele tinha um – um… Seu pai, o nome do pai era Jonas, e ele era um – ele era um grande pescador, também. E, muitas vezes, eles tinham que confiar em Deus para o que tinham de comer, seu peixe, para saldar as dívidas, e – e obter alimento. Eu estava lendo onde um dia o velho pai tomou Simão e o sentou, ele e André, e disse, “Rapazes, eu sempre cri que viveria para ver o Messias vindouro, pelo qual nós temos esperado todos estes anos. E agora, filhos, antes que o Messias venha, talvez eu – eu me vá, porque estou velho. Mas não quero que vocês rapazes sejam enganados. Agora haverá toda espécie de coisas que se levantarão, antes que Ele venha”.
77 Isto sempre tem que ser dessa maneira, vocês sabem, como que para eliminar a – a – a verdadeira coisa quando ela aparece lá. Vocês vêem, Satanás está lá. Exatamente como antes da vinda de Jesus, eles disseram que houve outros Jesuses que se levantaram e levaram grupos para o deserto, e pereceram, e assim por diante.
78 Porém ele disse, “Filhos, lembrem-se, este Messias será identificado Escrituristicamente”. Oh, como ele deveria ensinar as pessoas hoje! Vêem? “O Messias será identificado pela Escritura, porque Moisés disse que o Senhor nosso Deus levantará um Profeta semelhante a ele. E Moisés é nosso líder, e estamos esperando. Agora, tem passado centenas de anos sem que tenhamos profeta, mas Moisés disse que viria Um. E, sem dúvida, que este elo aqui sem um profeta tem sido para identi-… identificar que, quando vier, Ele preencherá os requisitos daquele profeta”. Todos nós conhecemos essa Escritura.
79 Agora nós achamos que, mais tarde, que Jesus ainda não tinha mostrado qualquer sinal. Um dia, Simão veio à Sua Presença, talvez um pouco cético, do testemunho de André, porque tinha ouvido tudo isto sobre este homem rude acontecer, submergindo as pessoas lá embaixo no rio, e com batismos, e assim por diante. E ele não podia apreciar aquilo, porque havia passado pela Palestina, naquele tempo, todas espécies de tolices.
80 Mas, um dia, Simão entrou na Presença do Senhor Jesus. Agora vamos observar o que Ele foi ontem, para aquela semente eleita, aquele Simão que fora ordenado para este lugar, aquela semente. Que como…
81 No principio, Deus não era nem mesmo Deus. Ele era o grande Eterno, e n’Ele havia atributos. Os atributos eram Seus pensamentos. E então Ele Se tornou uma Palavra, como esta. E uma palavra expressada… Bem, um pensamento expressado, é uma palavra. Uma palavra, expressada, é um pensamento.
82 E então, lembrem-se, se você uma vez esteve no pensamento de Deus, você sempre estará lá. Se você tem Vida Eterna, você é a expressão, ou o atributo, de Seu pensamento para esta era. Caso contrário, você… Há somente uma Vida Eterna, e Ela sempre existiu. E você, em Sua mente, existiu antes que houvesse um mundo. Essa é a razão porque Ele disse que o escolheu “antes da fundação do mundo”. Não é o que pensamos, o que uma outra pessoa pensa. É o que Deus, Eterno! Você sempre existiu, vê, em Seu pensamento.
83 Estava n’Ele ser homem, por esta razão Cristo era a imagem expressa. Vêem? Agora, ele devia ser Pai, Ele devia ser Filho, Ele devia ser Salvador, Ele devia ser O que cura. Não havia nada, não havia sequer um Anjo, ou nada. Então, Ele criou Anjos; então Ele se tornou Deus, Ele era adorado. Então estas são as manifestações do Seu pensamento.
84 Não há nada de errado. Tudo vai sair bem. Não se apavore. O grande relógio de Deus está tique-taqueando de acordo. Isto estará lá, haverá uma Igreja sem mácula ou ruga. Ela estava em Seu pensamento. O importante disso é, estou eu Lá, está você Lá?
85 E aqui Ele era, o Eterno pensamento de Deus, expresso na Filiação. Oh, que coisa! Ali estava Deus, Emanuel, então. Notem, então, Ele era a Palavra. Agora aqui…
86 Eu estou ensurdecendo vocês? Eu não pretendo azucrina-los com gritos. Algumas vezes falamos em grandes espaços abertos e lugares, e eu não pretendo falar alto demais. Agora deixem o… Quem estiver controlando isto, abaixe-o um pouco para mim, se quiserem, se estiver alto demais.
87 Agora notem, nisto, quando Jesus veio, aqui aparece Simão, caminhando diante d’Ele. E tão logo Jesus pôs Seus olhos sobre ele, Ele disse, “Teu nome é Simão, e és o filho de Jonas”.
88 Oh, aquilo pôs o coração daquele pescador em fogo! Ele nem mesmo podia escrever seu próprio nome, ele não tinha nenhuma escolaridade, porém ele sabia que era a Palavra, porque discernira os pensamentos que estavam em seu coração. Lá estava o Messias. Embora a Bíblia dissesse que ele era ignorante e iletrado, ele tornou-se o cabeça da igreja em Jerusalém.
89 Ele caiu aos Seus pés. Ele sabia que era aquele. Ele não somente conhecia quem ele era, Ele conhecia aquele seu velho pai piedoso, que havia partido. Vêem? Aquilo mostrou que Ele era a Palavra. A Palavra discerne os pensamentos que estão em seus corações. Isto é exatamente o que. Jesus olhava para eles e percebia seus pensamentos. Vêem? E, que, a Bíblia disse que, “A Palavra de Deus discerne os pensamentos e intenções do coração”.
90 Isso O fez a Palavra, então, aquele Mestre-Profeta, aquele Deus-Profeta, mais do que um profeta; Ele, tudo o que os profetas eram, mais o restante de Deus. Vêem? Ele era Emanuel, Deus representado em plenitude, no Filho Jesus Cristo. Agora nós encontramos que Deus estava em Cristo, reconciliando Consigo o mundo.
91 Agora, se observarmos, então Pedro estava convencido do que aquele seu velho e piedoso pai lhe ensinara, e ali estava a evidência Escriturística de que aquele era o Messias.
92 Aquele era Ele ontem, e é Ele hoje. Como mais poderia Ele se identificar?
93 Agora Ele é um… Ele não Se identificou como algum grande doutor, Ph. D., LL. Vêem? Ele não Se identificou como algum sacerdote? A Palavra de Deus O identificou. A Palavra falando através d’Ele O identificou. Vêem? É assim que eles souberam Quem Ele era.
94 Havia um que estava lá, chamado Filipe. E Filipe estivera tendo estudos Bíblicos, das Escrituras, nos rolos, com um camarada chamado Natanael. E quando Ele viu isto acontecer, o seu coração se acendeu tanto a ponto dele não poder mais agüentar. Ele sabia que a Coisa estava lá. Ela era apenas um Homem comum, mas eles sabiam que aquele era o Messias.
95 Assim ele correu ao redor da colina, era cerca de quinze milhas, se você medisse de onde Ele estava pregando, deve ter ido um dia e voltado no seguinte. E ele foi procurar seu companheiro, que estivera estudando com ele, na Escritura; homem muito firme e honesto. Vocês os tem por aqui, homens que tem posto toda sua vida no estudo da Palavra. Assim ele tinha estudado a Palavra. E Filipe foi procurá-lo, e talvez bateu à porta. E – e – e – a esposa de Natanael disse, “Ora, ele passeia lá fora pelo pomar de oliveiras”. Ele cultivava oliveiras.
96 Assim ele foi, correu para vê-Lo, e encontrou-o de joelhos, sob uma das árvores, orando. Agora um cavalheiro Cristão sempre dá, mostra cortesia, assim ele – ele esperou até que terminasse de orar.
97 Ele disse, “Venha, veja Quem encontramos, Jesus de Nazaré, o filho de José”.
98 E então este firme e fino Hebreu, chamado Natanael, disse, “Agora espere um minuto, Filipe. Você – você enlouqueceu? Agora poderia… Onde você disse? Qual você disse que era o Nome desse Homem?”
“Jesus de Nazaré”.
99 Ele disse, “Agora, pode alguma coisa boa sair de Nazaré?”
100 E eu penso que Filipe deu-lhe a melhor resposta que alguém poderia dar a outro. Ele disse, “Venha e veja”.
101 Não fique em casa criticando. Venha, descubra. Examine a Escritura. Venha e veja.
102 Bem, talvez, ao longo do caminho, ele começou a lhe contar. Disse, “Agora, você sabe, nós sabemos. Nós sabemos, pela Escritura, que este Messias vai ser um profeta, porque Moisés disse que Ele era. E este Homem… você se lembra do velho pescador que não sabia assinar seu nome no recibo, quando você comprou o peixe?”
“Sim”.
103 Bem, Ele lhe falou quem ele era”. Oh, eu imagino Filipe dizendo…
“Agora espere um minuto”, ou, Natanael, “Eu – eu tenho que ver isso, primeiro”.
104 Quando finalmente ele chegou onde Ele estava, ele apareceu com Filipe. Filipe o trouxe exatamente como alguém trouxe você, entrou em Sua Presença, na reunião onde Jesus estava pregando. E ele olhou para Ele, Ele era simplesmente um Homem comum, vestido como qualquer outro homem. Ele não parecia nada diferente. E Ele não fazia rodeios. Ele era simplesmente franco.
105 E algumas vezes Ele lhes falava em enigmas, para que não pudessem entender; mesmo Seus discípulos. Isso não perturbava a sua fé. Vêem, eles criam n’Ele.
106 Notem, uma vez, uma grande multidão se reunira ao Seu redor, milhares. “Ele era um grande Camarada! Oh, este profeta da Galiléia, grande Camarada!” Ele ia a toda igreja. Todos O queriam. Mas um dia, Ele começou a lhes pregar doutrina, e então isso mudou um pouco a coisa, vocês vêem. Daí em diante Ele já não era tão popular, vocês vêem. Mas o sinal estava acompanhando a Voz.
107 Agora nós descobrimos, que quando Filipe apareceu onde Ele estava, ele e Natanael, Jesus virou-se e olhou para Natanael, e disse, “Eis um Israelita em quem não há dolo”.
108 Agora você diz, “Talvez a maneira como Ele se vestia”. Eles se vestiam semelhantemente. Vêem?
“E um Israelita em quem não há dolo”.
109 Agora, aquilo o chocou tanto que ele quase não sabia o que fazer. Ele disse, “Rabi, quando me conheceste? Ora, nunca me viste. Esta é a primeira vez que nos encontramos. E eles me disseram que Tu tens vivido lá embaixo em Betânia, e – e como – como me conheceste?”
110 Bem, ele pensou, quando o Messias viesse que – que, “Deus tomaria uma espécie de alavanca e a puxaria, e os corredores do Céu baixariam sobre a … sobre sua grande escada denominacional lá fora, e diria, ‘Caifás, estou mandando descer meu Messias para você agora’. Ele diria, ‘Cheguei’. E os Anjos viriam, e diriam, ‘Este é Ele’”.
111 Vêem, esta é a razão porque Ele faz isso. Então isso passa bem acima da cabeça das pessoas, que dormem, e elas nunca sabem o que aconteceu. Vêem? Notem, Ele estava lá. Ele estava parado lá.
Ele disse, “Quando me conheceste, Rabi?”
112 Ele disse, “Antes que Filipe te chamasse, te vi Eu, estando tu debaixo da árvore”. Oh, que coisa! Que olhos!
113 Ele vê você agora. Ele conhece você agora. Ele é simplesmente o mesmo, ontem, hoje, e eternamente.
114 Que olhos! Quinze milhas, o dia anterior, ao redor das montanhas, “Te vi Eu, estando tu debaixo da árvore”.
115 O que ele fez? Ele correu para cima e prostou-se e disse, “Tu és… Rabi, Tu és o Rei de Israel! Tu és Filho de Deus!” Ele creu. Por que? Estava completamente identificado que Ele era a Palavra. Porque Ele podia discernir os pensamentos que estavam no coração. Sim. Lá estava Ele, parado ali.
116 Agora havia por lá aqueles que não criam naquilo. Não. Muitos deles não o criam. Havia alguns dos sacerdotes e coisas por lá; eles disseram, “Este Homem é Belzebu”. Eles… A – a – a coisa estava feita, a Escritura estava identificada, e então o – o – o clero daquele dia tinha que dar uma resposta à sua congregação. E eles não podiam responder de nenhuma – nenhuma outra forma, a não ser dizendo que Ele era ou não era; assim eles disseram, “Este homem faz isto por Belzebu”. Em outras palavras, “Ele é um adivinho, um mau espírito”. Qualquer um sabe que um adivinho é um diabo. Assim ele disse, “Este Homem faz este mal por Belzebu”.
117 E Jesus disse, “Agora, Eu vos perdoarei por isso”, o sacrifício não tinha sido feito, a expiação ainda não fora feita. Mas Ele disse, “Quando o Espírito Santo vier, faze-lo, uma Palavra contra Ele nunca será perdoada, nem neste século nem no futuro”. Assim vocês vêem onde isso nos joga hoje.
118 Agora, isto era a moda, e, mas Filipe e Natanael creram de todo seu coração. Agora essa foi a maneira de Jesus identificar-Se, ontem, como sendo o Messias. Agora, todos sabemos… Apenas uns poucos minutos agora.
119 Todos sabemos que existem apenas três raças de pessoas no mundo, e essas são os filhos de Noé: Cão, Sem, e – e Jafé; e essas são: Judeu, Gentio, e Samaritano. Agora nós, como Gentios, éramos pagãos, Romanos e tudo mais, naqueles dias, o Anglo-Saxão, e adorávamos ídolos. Mas os Judeus estavam esperando um Messias. E os Samaritanos estavam esperando um – um – um Messias.
120 Agora, Jesus disse, quando estava a caminho de Jericó, colina abaixo desde Jerusalém. “Preciso ir por Samaria”. Assim Ele subiu a Samaria, e sentou-se próximo ao portão, junto a fonte. Há… Ainda é exatamente como era então. Eles não mudaram nem um pouco. Há o velho panorâmico como este aqui, e as vinhas crescem na encosta rochosa. E – e Ele simplesmente sentou-se, e enviou Seus discípulos a esta pequena cidade, chamada Sicar, para comprarem alguns alimentos, comida.
121 E quando eles foram, uma mulher de má fama… Talvez, como eu disse, a jovem senhora pode ter se voltado para a rua, não por delinqüência juvenil, talvez por delinqüência paterna. Eles a deixaram fora na rua, e talvez uma jovem mulher atraente, e ela agiu mal.
122 E ela subiu até lá para tirar sua água, porque ela não podia vir com as virgens, elas não… boas, mulheres honradas. Elas não podiam faze-lo. Elas tiravam a sua primeiro. Então – então o resto delas, prostitutas e coisas, subiam durante o dia. As virgens tiravam seu…
123 Bem, como eu as tenho observado colocar aquele grande caldeirão de cinco galões sobre suas cabeças, aquele grande jarro, e um em cada ombro, e caminhar ao longo, falando, com as mulheres sabem, sem nunca derramar uma gota. Eu não sei como elas o fazem, mas certamente o fazem.
124 Mas eles, por lá, e então ela vem para tirar sua água para aquele dia. O resto delas se fora; deve ter sido por volta do meio-dia. E ela tomou as alças e o pôs no sarilho, para abaixá-lo e tirar a …
125 Vêem, é como uma espécie de pote de barro. E tem – e tem uma espécie de alça ao seu redor. E elas põem aqueles ganchos ao redor daquelas alças, e, sendo pesado, ele vira ao contrário, quando chega embaixo. Então elas puxam com sarilho a água para cima. Exatamente como algumas vezes fazíamos aqui nestes vilarejos, e assim por diante, mas eles tem como uma gamela que nós abaixamos.
126 Agora, nós – nós encontramos que ela começou a abaixar este jarro no poço, e ela ouviu alguém dizer, “Mulher, dá-Me de beber”. E ela olhou ao redor, e viu um Homem de meia idade sentado lá.
127 Ele – Ele devia aparentar um pouco mais velho do que era, porque em São João 6 aqui nós descobrimos, que, eles na festa, eles estavam dizendo… Ele disse o que Ele – o que Ele era. E eles disseram, “Bem, Tu dizes que viste Abraão, e és um Homem com não mais de cinqüenta anos?” Vêem, “não mais”, vêem, Ele devia aparentar cinqüenta quando tinha somente trinta. Disse, “Tu, Tu não tem mais de cinqüenta anos e dizes que viste Abraão?”
Ele disse, “Antes que Abraão existisse, Eu sou”. Vêem?
128 Assim então nós descobrimos que Ele devia parecer um pouco idoso, sentado contra o lado do muro.
129 Nós não sabemos exatamente como Ele se parecia. Eu não saberia. Um psiquiatra ou psicólogo pintam-nos um quadro, porém Hofmann um, e Sallman, e todos mais, porém é o que eles pensam a respeito. Vêem? Nós não sabemos como Ele se parecia.
130 E lá estava Ele sentado, e então Ele disse isto. E agora Ele se voltou, a mulher para Ele, rapidamente, e O fez saber, “Há uma segregação”. Ele disse… “Agora espere um minuto”. Disse, “Agora, Você é um Judeu, e eu uma Sam-… uma mulher de Samaria, e não nos comunicamos uns com os outros”.
131 E disse, Ele disse, “Mas se tu conheceras Quem te fala, tu Me pedirias de beber. Eu te traria, e te daria Água que não terias que tirar”.
132 E, a conversa, o que estava Ele fazendo? Estava tentando fazer contato com o seu espírito agora, vêem, para ver o que estava nela. Agora o Pai O tinha enviado lá, da mesma maneira como eu creio que o Pai me enviou aqui. Vêem? Mas o que, eu não sei. Vêem? Mas lá estava Ele, e estava falando com ela.
133 E ela disse, “Oh, vocês dizem, ‘Adora em Jerusalém’. Nossos pais adoraram neste monte”, e sobre o poço, e assim por diante.
134 Ele disse, “A hora vem, e agora é, e Deus procura os que adorem em Espírito e Verdade”.
135 A conversa continuou até que Ele achou qual era o seu problema. Quantos em minha congregação esta noite, sabem qual era o problema dela? Claro, ela tinha maridos demais. Assim Ele disse… Ele disse, “Vai, chama o teu marido e vem cá”.
E ela disse, “Não tenho marido”.
136 Ele disse, “Disseste a verdade. Tiveste cinco maridos, e com quem agora vives não é teu marido”.
137 Observem agora. Olhem para aqueles sacerdotes treinados, falhando em ver aquela Palavra manifestada. Quando Ele fez isso diante daqueles sacerdotes, eles disseram, “Ele é Belzebu”.
138 Olhem para esta mulher em seu estado, na condição em que estava, uma mulher de má fama, tinha seis maridos, e ali estava ela junto ao poço. E a mulher naquele estado, vejam, rapidamente disse, “Senhor, vejo que és profeta. Não temos tido um profeta por centenas de anos. Vejo que és um profeta. Nós estamos esperando um Messias, e, quando esse Messias vier, esta é Sua marca. Ele vai fazer isto quando vier”. Amém. Oh, que coisa!
139 Aí está. Aquela mulher, em sua condição, conhecia mais sobre a Palavra de Deus do que metade dos pregadores no país conhece. Isto é certo. Isto é certo. Ela disse, “Eu sei, quando o Messias vier, que se chama o Cristo, quando Ele vier, é isso que Ele vai fazer”. Se esse era Ele ontem, é Ele hoje. Vêem? É assim que Ele se identificou para ambos, Judeus e Samaritanos. Vêem? Notem, esse era Ele ontem.
140 Ela disse, “Eu sei que quando o Messias vier, Ele nos anunciará estas coisas; mas Quem és?”
Ele disse, “Eu sou Ele, que fala contigo”.
141 Ela foi à cidade, deixando o seu cântaro. Disse, “Vinde, vede um Homem que me disse o que tenho feito. Porventura não é este o Messias?”
142 Essa era Sua identificação para Seus Judeus, e para o Samaritano; mas não para o Gentio, nem uma vez para o Gentio. Porém em Lucas, no capítulo 17, Ele disse, “Nos últimos dias, como aconteceu nos dias de Sodoma, quando o Filho do homem estiver sendo revelado, como foi, como aconteceu nos dias de Sodoma”. Agora, nos dias de Sodoma agora. E estamos terminando. Notem, havia…
143 Observem sempre, há sempre três classe de pessoas em todo lugar; uma delas é crente, crente manufaturado, e incrédulo. Elas estão em todo lugar. Observe isso.
144 Observem Jesus identificando Sua vinda com o tempo de Ló. Agora observem, “Como aconteceu nos dias de Ló. Agora, que espécie agora? Ele se referiu então. Ele estava lendo o mesmo Livro de Gênesis que lemos. Jesus estava. “Dias de Noé”, e, então, “como nos dias de Ló”. Olhem de volta e vejam o que eles estavam fazendo nos dias de Noé, e nos dias de Ló, porque é a mesma Escritura.
145 Agora nós notamos que nos dias de Ló, havia um homem que havia sido escolhido dentre as pessoas. E ele tinha um grupo com ele, que representa a Igreja, espiritual. E essa Igreja, espiritual, era o grupo de Abraão.
146 Então ele tinha um lá, seu sobrinho, que o deixou, chamado Ló, e desceu e morou em Sodoma. E os pecados de Sodoma afligiam sua alma; só que, sua mulher não o permitia fazer nada a respeito. Ela pertencia a todos os clubes e coisas.
147 E há simplesmente tantos Lós por ai nestes dias, e sabem que a coisa está errada. Mas a igreja mulher a que pertencem, se disserem alguma coisa a respeito disto, tomaria o seu cartão; assim isso é um bilhete de refeição. Então, descobrimos que este…
148 Agora esperem. Abraão estava esperando um filho prometido, (certo?), um filho prometido e espiritual. [A congregação diz, “Amém”. – Ed.]
149 Agora, e Ló estava lá embaixo, completamente esquecido acerca do filho. Ele estava simplesmente vivendo com sua mulher, e seus filhos, e todos lá embaixo em Sodoma. Ele se tornara o prefeito da cidade, e era um grande camarada. Sua esposa pertencia a todos os clubes. Eles estavam indo muito bem.
150 E então notem aquele cenário agora. Agora apenas me dêem um minuto ou dois mais, sua atenção, atentamente. Observem o cenário. O mundo jamais se ajustou àquela posição, desde, como está agora, aquele perfeito cenário. Olhem aqui, o grupo escolhido. Agora, haviam três Anjos que vieram a Abraão, e dois deles desceram a Sodoma. Um deles ficou com Abraão, e Aquele que ficou com Abraão…
151 Aqueles dois desceram a Sodoma e pregaram arrependimento, e, “Saiam disso”, ele disse.
152 Mas Aquele que ficou com Abraão, observem como Ele Se identificou para Abraão. Agora lembrem-se, Abraão era “Abrão”, um dia ou dois antes disso, e Sara era – não era “Sara”. Agora ele é A-b-r-a-ã-o, A-b-r-a-ã-o, sete letras [em inglês, Abraham]. E ela é S-a-r-a, cinco [em inglês, Sarah], graça, vêem; não S-a-r-a-i, mas S-a-r-a, vêem. Sara. E observem esta Pessoa sentada ali agora, comendo a vitela, bebendo leite de vaca, e a manteiga, e comendo bolos de trigo. Sentado lá comendo, falando com Abraão, e Ele disse, “Abraão”. Como Ele sabia que seu nome era Abraão? A Palavra. Ele era a Palavra, sabia. “Abraão, onde está Sara tua mulher?”
153 As mulheres naqueles dias não agiam como hoje, vocês sabem, envolvendo-se nos negócios do marido e tudo mais, vocês sabem. Elas ficavam distantes, vêem, assim elas… Assim ela estava na… Ele disse, “Ela está na tenda, atrás de Ti”.
154 E Ele disse, “Eu”, agora este é um pronome pessoal, agora, “Vou te visitar de acordo com a promessa”. Fora feita vinte e cinco anos antes disso. Ela tem noventa, e ele cem. Lá está ele, sua cabeça calva brilhando, suas barbas brancas dependuradas. Ela, uma velha vovozinha com uma pequena bengala em sua mão, lá atrás no fundo, um pequeno xale sobre seu ombro. “Te visitarei, e irás ter aquele filho prometido”.
155 Observem, e Sara riu-se disso. Ela disse, “Como podem ser estas coisas? Eu estou velha, e meu senhor”, seu marido “está velho, também”. Vêem o que quero dizer, a relação familiar não acontecia há anos e anos e anos. Ora, ela tinha noventa anos de idade, e ele cem. Suas entranhas estavam mortas; seu fluxo de vida secara e acabara. Não há mais desejo. Disse, “Eu, como uma jovem, ter prazer com meu marido, ele velho também?” Ora, ela riu-se.
156 E o Anjo, ou o Mensageiro, o Homem com suas costas voltadas para a tenda, disse, “Por que Sara diz isso?” Vêem? O que era isso? Agora observem. E então, após o sacrifício ser feito, Ele desapareceu.
157 Agora lembre-se, Abraão chamou aquele Homem, “Elohim”. Quantos leitores sabem disso? Vocês sabem. É certo. “Elohim”, que é Deus Todo-Poderoso na forma de um homem. Ele era a Palavra, porque Ele podia discernir os pensamentos. Vêem?
158 Deus em carne, o que isso testifica? Que, “Nos últimos dias”, Jesus disse, “antes… quando o Filho do homem estiver sendo revelado à Sua Igreja prometida”, a Igreja que não está lá embaixo em Babilônia.
159 Nós temos uma igreja Babilônia, vocês sabem disso, as denominações. Elas estão em Babilônia. E nós temos um – um Billy Grahan e um Oral Roberts, e eles lá fora martelando-lhes, também. E lembrem-se, cada um de vocês historiadores, nunca houve um homem, em toda a história das eras da igreja, que tenha saído para Babilônia lá fora, pregando, e seu nome terminasse com h-a-m, até agora: Billy G-r-a-h-a-m, que tem seis, não sete. Observem o mensageiro lá fora, pregando arrependimento, e cegando-lhes os olhos pelo Evangelho.
160 E havia Um para os escolhidos, a Igreja eleita, que estava mostrando o sinal de que Deus estava em carne.
161 Jesus era Deus em carne. E se Jesus está em você, esta noite, é ainda o Próprio Deus manifesto nos últimos dias, o Filho do homem revelando-Se em Sua Igreja, a carne humana, fazendo-Se conhecido. Vocês entenderam isso? Vêem? Deus, aqui embaixo em Sua Igreja, tornando-Se novamente a Palavra, o Filho do homem sendo revelado nos últimos dias, como aconteceu nos dias de Sodoma.
162 Agora, lembrem-se, se Deus deu aos Judeus e aos Samaritanos aquele sinal, de que Ele era a Palavra, o Profeta do qual Moisés falara, os Gentios… Após eles terem tido quatrocentos anos para espera-Lo, e nós termos tido dois mil anos para espera-Lo, Ele tem que Se identificar da mesma maneira para nós, como fez então, ou Ele agiu errado quando Se identificou aquela vez. Deus tem que agir a mesma vez, da mesma maneira cada vez, ou Ele agiu errado da primeira vez. Se Ele salvou um homem com base em sua fé…
163 Vejam, Deus nunca muda, amigos. Quando o homem estava perdido, no Jardim do Éden, e buscava misericórdia, Deus tomou uma decisão de como iria salvar o homem. E Ele salvou-o pelo sangue derramado de um inocente. É isto certo? Ele nunca mudou isso. Nós temos construído cidades, torres; temos construído sistemas denominacionais e educacionais, e isso ainda permanece o mesmo; nós temos denominações e toda espécie de coisas. Porém Ele somente salva pelo Sangue. Ele não pode mudar isso. Deus sempre permanece fiel ao Seu sistema, Sua Palavra. Tudo o que Ele fez da primeira vez, Ele tem de faze-lo de novo, ou Ele agiu errado da primeira vez.
164 Portanto, tudo o que esta Palavra de Deus promete, é o que tem que ser. E Jesus Cristo é o mesmo ontem, hoje, e eternamente. Ele tem que ser o mesmo. Ele tem que agir da mesma maneira. Ele tem que ser o mesmo, uma vez que prometeu estar em Sua Igreja nos últimos dias.
165 E, lembrem-se, este foi o último sinal que a Igreja teve, antes que viesse o filho prometido. Abraão vira muitos sinais e maravilhas, mas esse foi o último, a última visitação antes que o filho prometido viesse. É isso certo? Descobrimos.
166 Agora, igreja, observe, como aconteceu naquele dia. Nós temos tido toda espécie de sinais, curas, milagres, falar em línguas, profecias; mas, lembre-se, temos que ter um último sinal antes… Lembrem-se, aquele era um mundo Gentio que foi queimado. É isso que vai acontecer desta vez. Antes do fogo, o Filho do homem Se revelará. Ah, ouçam, “Ainda um pouco, e o mundo não Me verá mais, mas vós me vereis na consumação. Eu estarei convosco, em vós mesmos, até o fim do mundo”. Jesus Cristo é o mesmo ontem, hoje, e eternamente. “Senhores, queríamos ver a Jesus”.
Inclinemos nossas cabeças.
167 Nosso Pai Celestial, as Escrituras nos falam que Deus O levantou no terceiro dia. São João nos fala, no capítulo 14, versículo 12, que Jesus disse, “Aquele que crê em Mim, também fará as obras que Eu faço, e as fará maiores do que estas; porque Eu vou para Meu Pai”.
168 Senhor Jesus, as horas estão se tornando escuras e confusas. A igreja está perdida, fora no deserto, vagando por aí, as pessoas indo de uma organização pra outra, de uma denominação para outra.
169 Vem, em Tua Palavra prometida. Vem, Senhor Jesus, e entra em nós, esta noite. Entra em cada coração que está aqui. Entra em meu coração e minha vida. E que possas Te identificar com nossa fé em Ti, esta noite, que ressuscitaste dos mortos. Tu és o mesmo ontem, hoje, e eternamente. Que possamos Te ver, Senhor, neste pequeno grupo de pessoas pobres. Desde que estamos todos reunidos aqui, estamos aqui fora porque buscamos Vida. Que grande coisa saber que a ressurreição e Vida está entre nós, identificando-Se, não com alguma coisa mística, mas de acordo com a Palavra prometida. “Como aconteceu nos dias de Noé, e nos dias de Ló, quando o Filho do homem estiver sendo revelado”.
170 Eu peço, Pai, que Tu concedas isso, esta noite, que, as pessoas aqui que estão doentes e carentes. E aqueles que estão doentes da alma, aqueles que simplesmente se juntaram à igreja e não sabem nada acerca de receber o Espírito Santo, e observa-Lo pontuar cada Palavra que está na Bíblia com um “amém”. A Bíblia é um livro misterioso para eles; eles não podem entende-La. Que eles possam receber o Intérprete da Palavra, esta noite, que não necessita de ninguém para interpreta-La, senão Ele, fazendo-A real em suas vidas. Conceda-o, Pai. Nós pedimos em Nome de Jesus. Amém.
171 Eu posso ficar só mais dez minutos, esta noite, por ter sido longo. Perdoem-me. Porém vamos chamar um pouco dos cartões de oração, e deixa-los orar por eles.
172 Agora vou perguntar-lhes uma coisa, agora, não – não se levantem e se movam por aí. O farão? Apenas sentem-se quietos. A menos que você apenas – apenas alguma coisa, como uma criancinha ou alguma coisa, que você tenha que leva-la. Porém se vocês permanecerem quietos apenas por uns poucos minutos, apenas.
173 E vamos ver se Ele virá, se Ele virá e Se identificará, esta noite. “Senhores, queríamos ver a Jesus”. E você pode ver Sua Vida ativa, certo, fazendo exatamente o que Ele fez então, pois Ele tem que fazer o mesmo. Vêem?
174 Ele disse, “Eu sou a …” O que? Videira. “Vós sois as…” O que? Varas. Bem, agora como faz a … A espécie de Vida que está na Videira terá que estar nas varas. Agora olhem, digamos, aqui hoje…
175 Vocês pessoas, não cultivam todos vocês frutas aqui embaixo, frutas cítricas e coisas? [Alguém diz, “Ameixas”. – Ed.] O que? [“Ameixas”.] Ameixas. Muito bem. Vocês cultivam…
176 Olhem aqui. Se sua videira brota e produz uma vara dessa videira, e qualquer fruto que esteja nesta videira, se essa videira produz uma outra vara, será a mesma coisa.
177 Eu estava fora com meu amigo, Sr. Sharrit, há um par de anos atrás, no Arizona. E ele tinha lá uma árvore cítrica, acho que tinha nove diferentes frutos nela. E tinha limão, toranja, tangerina, tangelo, laranja. Eu disse, “Que espécie de árvore é essa?”
Disse, “É uma laranjeira”.
“Bem”, eu disse, “bem, como eles chegaram lá?”
Ele disse, “Eu os enxertei”.
178 “Oh”, eu disse, “entendo, Irmão Sharrit”. Eu disse… Eu penso que o Irmão Sharrit estava comigo da última vez que estive aqui. E assim eu disse, “Bem, Irmão Sharrit, agora, no próximo ano, todos eles serão laranjas, e não serão…”
179 “Oh, não. Não, não. Huh-uh”. Ele disse, “A toranja produzirá um toranja. O limão produzirá um limão”.
“Bem”, eu disse, “como é isso?”
Ele disse, “Todos são cítricos”.
180 “Oh!” Então eu entendi. Ele disse, “É isso”. Eu disse, “Obrigado, Senhor”.
181 Vêem, nós enxertamos nossas organizações nesta Videira; isso viverá da Videira, mas produzirá a espécie de fruto que é. Mas se naquela laranjeira alguma vez brotar um outro ramo, ele produzirá laranjas. E se essa Vida vem de Jesus Cristo, e eles escreveram um Livro de Atos após aquela primeira Igreja, se nela brotar uma outra, se escreverá um outro Livro de Atos após ela, com a mesma coisa, porque tem de ser o mesmo. [Espaço vazio na fita – Ed.]
182 Não temos tempo de chamar a todos. Assim vamos apenas, rapidamente agora, enquanto temos apenas uns poucos minutos, começar de M um, dois, três, quatro, cinco. Levantem suas mãos, vocês que tem…
183 Quem tem M um? Está aqui? Cartão de oração M um? Vocês estão certos… Oh, M um, você tem o cartão de oração numero um? Quem o tinha? A senhora lá com o numero um, venha já para cá. É esse – é aqui onde vocês o trazem? Numero um, venha para cá, senhora.
184 Número dois, quem tem o cartão de oração numero dois? Bem aqui. Muito bem, venha para cá, senhor. Três, levante sua mão.
185 Agora observem estas pessoas nas macas, quando seus cartões forem chamados, carreguem-nos aqui para cima, porque não sei se algum deles podem caminhar, e o cavalheiro lá na cadeira de rodas. Muito bem.
186 Um, dois, três. Cartão de oração três? Muito bem, três. Quatro, cartão de oração quatro. Deixe… Olhe em seu cartão agora, rapidamente. Cinco. Lá, levante-se. Vá por aqui, senhor. Seis, cartão de oração seis, seis. Sete. É – é… Estas pessoas falam Francês? Ou, sete, muito bem. Oito, oito. Olhem, pode ser alguém surdo, ou algo. Oito, muito bem. Muito bem, agora observem. Observem, os diáconos observem os cartões lá mesmo. Oito, nove; nove, dez. você nunca sabe onde eles estão. Eles são todos misturados e distribuídos em todo lugar, vocês vêem. Dez. muito bem. Onze, onze. Você tem o onze, cartão de oração onze? Muito bem, por aqui, onze.
187 Doze, cartão de oração doze. É pos-… Eles falam Francês? [Um irmão fala ao irmão Branham – Ed.] O que, o que, huh? Oh. Se eu me encontrei com você… Você fala Francês, sim…? … Doze.
188 Treze. Observem, pode ser alguém surdo, vêem; eles não podem ouvir; estão simplesmente lá sentados, segurando um cartão. Treze. Quatorze, quatorze, cartão de oração qua-… quatorze, quatorze. Olhe em alguém, olhe em seu vizinho, talvez ele esteja segurando um cartão, sentado lá surdo, vocês sabem, não podendo ouvir nada, então nós… isso sai dessa maneira. Quatorze. Agora, os cartões de oração não são permutáveis, e não devem ser; a pessoa deve vir pegar o seu cartão e manter seu cartão. Talvez alguém que saiu.
189 Bem, quinze. Bem, vamos, vamos parar. Bem, avante. Você tem quinze, avante. Isso está bem.
190 Agora vamos esperar aqui mesmo apenas um minuto, então, vêem, enquanto nos aprontamos. Muito bem, agora, por favor sejam realmente reverentes e fiquem quietos, por um momento.
191 Agora, tudo o que disse esta noite, quantos crêem que é uma promessa da Escritura. [A congregação diz, “Amém”. – Ed.] Certo. Agora, agora, é verdade, é a próxima coisa. Vêem? É verdade? [“Amém”.] Bem, se é a verdade, então é a Palavra de Deus, então Ele está comprometido com Sua Palavra, qualquer promessa. Vocês crêem nisso? [“Amém”.] Agora se Ele Se der a conhecer da mesma maneira que Se deu a conhecer a ambos, Judeus e Samaritanos, e disse que tornaria a fazer nos últimos dias para os Gentios, vocês creriam? Levante sua mão, diga, “Eu crerei nisso”. [“Eu crerei nisso. Amém”.] Agora há agora…
192 Estas pessoas aqui, eu – eu não creio que haja alguém aqui que me conhece. Eu – eu pensei ter visto alguém aqui há pouco, que conhecia, mas eu – eu acho que eles se foram, alguém. Todo mundo estranho… Quantos aí sabem que não conheço nada a seu respeito. Levantem suas mãos, em qualquer lugar, nos balcões, onde quer que você esteja. Certo. Agora olhem, enquanto eles os estão aprontando lá embaixo.
193 Havia uma pequena senhora uma vez, e digamos ela não tinha um cartão de oração. Ela tinha algo melhor. Ela tinha fé, e disse, “Eu creio no Homem. Se eu puder tão somente tocar a orla de Seu vestido, ficarei sã”. Quantos sabem que isso é Escritura; a mulher com o fluxo…? [A congregação diz, “Amém”. – Ed.] Muito bem.
194 Agora vamos observar agora, esta, outra Escritura, enquanto, até que me digam que estão prontos.
195 Esta mulher não tinha nenhum cartão de oração, mas ela tinha fé. Ela disse… Ela não tinha nenhuma Escritura para isso, como vocês tem, esta noite. Mas, ela não tinha nenhuma Escritura, mas ela disse, “Se eu puder tocar Seu vestido! Eu creio no Homem. Ficarei curada”. E ela esgueirou-se através da multidão, e tocou Seu vestido.
196 Agora, vocês alguma vez viram um vestido Palestino? Ele balança solto, e tem também um vestido por baixo. Agora, se você tocasse bol-… o bolso de meu casaco, eu nunca o sentiria. Vêem? E Seu vestido pendia para fora este tanto longe d’Ele.
197 Ele nunca sentou o toque físico. Assim, mesmo que provasse isso, Ele disse, “Quem Me tocou?”
198 E Pedro disse, “Ora, Senhor”, em outras palavras, “Tu farás as pessoas pensarem que és – és perturbado mentalmente. Vê, não – não – não digas isso. Vê? Não faças isso, porque todos tocam em Ti”.
199 Ele disse, “Mas eu percebi que fiquei fraco”. Virtude saiu d’Ele. Isso é força. “Fiquei fraco”. E Ele passou os olhos pela audiência, e encontrou a mulher, disse-lhe sobre seu fluxo de sangue, e disse que sua fé a salvara. Quantos conhecem a história? [A congregação diz, “Amém”. – Ed.] É verdade.
200 Agora, agora ministros, irmãos aqui em cima. Agora, a Bíblia disse que “Ele é o Sumo Sacerdote esta noite que pode ser tocado pelo sentimento de nossas enfermidades”. Isso é certo? [Os ministros dizem, “Amém”. – Ed.]
201 Quantos aí crêem nisso? [A congregação diz, “Amém”. – Ed.]
202 Ele é o Sumo Sacerdote… assentado à direita de Deus, esta noite, um Sumo Sacerdote que pode ser tocado pelo sentimento de nossas enfermidades”. Então como Ele agiria se você O tocasse? Ele agiria da mesma maneira que Ele fez então, se Ele é o mesmo ontem, hoje, e eternamente. É isso certo? [A congregação diz, “Amém”. – Ed.]
203 Assim, agora, creia, e ore, e confie, veja o que Deus faz. Veja se pode tocar Seus vestidos. Toque-O, diga, “Senhor Jesus, eu sei que esse pregador não me conhece. Ele não sabia nada a meu respeito, mas Tu conheces. Assim, Senhor, quando eu Te tocar, fala através dele”. Agora o que é isto?
204 Um dom não é algo que você toma como uma – uma foice, ou uma – ou uma faca, e passa cortando com essa faca como um dom; isso não é um dom de Deus. Um dom de Deus apenas… Um dom de Deus é saber como relaxar a si próprio, retirar-se do caminho, de forma que Deus possa entrar e usar você. Não é algo que você tem em sua mão, com o qual você esfaqueia em volta. Você simplesmente se retira do caminho e deixa o Espírito Santo usar você. Agora, agora, não é essa a maneira que vocês, pessoas, fazem quando falam em línguas, vocês Pentecostais? Simplesmente se retiram do caminho.
205 Bem, essa é a mesma coisa aqui agora. E se Ele conceder isso, você crerá e aceitará, saberá que Sua Presença está aqui? Você não precisará de nenhum cartão de oração então.
206 Que tal o – o Juiz dos Céus e da terra, como Abraão O chamou, “Juiz do Céu e da terra, farias tu injustiça?” Vêem? Se Ele, nos últimos dias, de acordo com Sua promessa agora… Através da semana, nós continuarmos dando mais Escrituras, mostrando-lhes que é a Verdade. E se Ele está aqui conosco, esta noite, tão claro que você possa ver Suas obras e saber que Ele está aqui, como Sua Palavra prometida; não alguma coisa mística, mas o que Sua Palavra prometeu que Ele seria – então creia n’Ele.
207 Agora, eu não sei agora. Algumas vezes, se as visões vem, então isso… eu não posso ver o que estou dizendo. Assim deixem o – o microfone, e o que seja, quem quer que esteja nisso, aumentem seu volume. Quero que fiquem bem reverentes por um momento.
208 Agora esta é a – a senhora? Agora, aqui, acontece de ser uma mulher, justamente sobre o que estava falando, São João 4, uma mulher e um homem se encontram pela primeira vez na vida. Eu sou um completo estranho, e somos totalmente estranhos um ao outro. Se é correto, levante sua mão, deixe as pessoas verem assim que nunca nos encontramos um com o outro na vida. Aí está a mulher, aqui eu, uma perfeita coisa de nossa… Você não é a mulher lá, eu não sou o Senhor, mas é – são duas pessoas que se encontram aqui, apenas um pequeno lugar como onde eles se encontraram, pela primeira vez na vida. Agora, se Ele é o mesmo ontem, hoje, e eternamente, Ele iria talvez falar-lhe um minuto, vê, como fez com a mulher. Vê? Agora, o Pai…
209 O outro dia, quando, recentemente quando o irmão Borders estava aqui, nós tínhamos seiscentos e poucos convites aqui nos Estados, além do exterior. Ele disse, “Baton Rouge, Louisiana, há um grupo de homens lá embaixo”.
210 Eu disse, “Avante, isso está certo, acerte o encontro lá embaixo”. Eu senti em fazer isso. Aqui estou. Agora eu não sei o que segue. Eu simplesmente estou aqui. Isso é tudo que sei. Vêem?
211 Agora aqui está você, uma pessoa. Eu estou pregando a Palavra, dizendo que “Ele não está morto. Ele está vivo”. Ele está vivo, e prometeu identificar-Se em nossa carne, carne humana, como Ele fez lá atrás. Vê? Tudo que Deus era, Ele derramou em Cristo; tudo que Cristo era, derramou na Igreja. Ele é isso, Cristo em nós. Agora se o Senhor Jesus ressuscitou dos mortos…
212 E eu poderia trazer você aqui em cima e impor as mãos sobre você, e talvez como alguns de nossos irmãos evangelistas, o que é perfeitamente correto, e impor as mãos sobre você, dizer, “Sua enfermidade se foi. O Senhor curou você”. Isso seria correto. Você poderia ir. Isso está bem. Eu certamente endosso isso, cem por cento. Isso é o que a Bíblia disse.
213 Mas se Ele estiver aqui e lhe disser algo que você fez, ou algo que você não deveria ter feito? Se Ele sabe o que você tem sido, e lhe diz o que você tem sido, e você sabe se é verdade ou não, então se Ele lhe disser o que vai ser o seu futuro; se aquilo era correto, isto vai ser correto também. Correto? Isso torna-o Ele, vê você. Agora eu estou dizendo isso apenas para contatar seu espírito. Vê, como Ele disse para a mulher no poço, Dá-Me de beber”.
214 Agora há uma coisa que eu quero que vocês notem agora. Observem a mulher, observem a mudança de expressão em sua face, agora mesmo. Vêem? Ela está consciente de que algo está acontecendo. Quantos já viram a foto daquela Luz?Vêem, está agora mesmo sobre a mulher, vêem. Vêem? Vêem? Vêem? Vêem, Sua… a vêem lá? É uma espécie de Luz âmbar, que se move. Agora o problema dela é este…
215 Agora se eu pudesse cura-la eu o faria, mas não posso. Eu não posso cura-la. Deus é o que cura; sua fé em Deus.
216 Você é extremamente nervosa. Você está sofrendo de um estado nervoso, e então você tem algo errado com sua garganta. Você fala com dificuldade, um pouco mais que um sussurro. É a glândula tiróide. Isso é certo. Agora você crê? Agora um momento para que eles não pensem que eu estava adivinhando, só um minuto, vê. Eu, sim, eu digo isso para que as pessoas não pensem… você é uma boa pessoa, e eu obtive um bom contato com o Espírito Santo, com você, vê. Assim, agora, sim, você foi aconselhada a ser operada, mas você se recusou. Isso é exatamente certo. Você está esperando Deus… Sim, senhor.
217 Outra coisa, você tem um estado asmático que a incomoda. É verdade. Não é? Agora, você vê, Algo aqui a conhece. Não é certo? Você crê que é Ele? Então creia, saia da plataforma, e fique boa. E creia de todo seu coração. Amém. Vocês crêem agora de todo coração? “Se Tu creres!”
218 Como vai, senhor? Eu sou um estranho para você, suponho. Se nós… [O irmão diz, “Eu já o encontrei uma vez, em Baton Rouge”. – Ed.] Você, você me encontrou quando eu estive aqui antes, em Baton Rouge. Nossa, isso faz um bom tempo, não? Eu imagino que foi há doze anos, ou mais, talvez mais tempo, e talvez quatorze anos. Bem, eu não saberia o que, nada sobre você, além de que você estava no encontro, ou algo. Mas Deus com certeza conhece você.
219 E é uma Luz. Eu tenho que observa-La, ver aonde Ela vai, vocês vêem, para outra pessoa. Isso, é a unção. Agora se o Senhor Jesus… Aqui estamos… Eu – eu creio que a ultima pessoa era uma – uma mulher. Agora é simplesmente como um sonho, vocês vêem, que você sonhou algo.
220 Agora, agora você é um homem. E agora quando Jesus encontrou um homem, Simão Pedro, quando Ele Se identificou. Seu nome era Simão, então. Ele o chamou de Pedro. Disse que seria seu nome, após isso, seria chamado Pedro. Se o Senhor Jesus me disser qual é seu problema, você crerá que sou Seu servo, e crerá que Ele está presente?
221 Todos aqui crerão a mesma coisa? [A congregação diz, “Amém”. – Ed.] Talvez você seja conhecido aqui, porque você é da cidade.
222 Eu vejo algo, como se você estivesse excitado com alguma coisa. Isso é, sim, é, porque é um sangue, algo errado com sangue. Você está sangrando nos intestinos. [O irmão diz: “Amém”. – Ed.] Isso é exatamente correto. Isso produz ulceras lá, também. Vê? Agora, isso é verdade, não é? [“Amém”.]
Agora vocês crêem? [A congregação diz “Amém” – Ed.]
223 Essa é a maneira como nosso Senhor teria feito isso. Não teria? Isso é Ele quem faz. Não o crê? [O irmão diz, “Amém” – Ed.] E se… Jesus disse a Simão qual era seu nome. E se Deus me disser qual é o seu nome, você me creria? [“Amém”.] Muito bem, senhor. Lewis Carrie. [“Amém”.] Isso é exatamente correto. Siga seu caminho. Amém. Tenha fé em Deus.
224 Vocês crêem? [A congregação diz, “Amém” – Ed.] Ele é o mesmo ontem, hoje, e eternamente.
225 Agora eu sou um estranho para você, irmã. Eu não a conheço, eu nunca a vi em minha vida. Você é apenas uma mulher aqui de pé. Mais jovem do que eu, nascida milhas à distancia, e anos à distancia. Mas Ele é o mesmo ontem, hoje, e eternamente. Você crê nisso? [A irmã diz, “Amém” – Ed.] Você crê nisso – nisso?
226 Agora, você sabe, estando ao lado de um homem, seu irmão aqui, não a faria sentir-se assim. Você sabe que tem que ser algo mais, naquela Presença, realmente doce, humilde, manso. Não é certo? Se é certo, para que a audiência saiba, levante sua mão para que possam ver. Vê, eu estou olhando exatamente para ela, aquela Luz formando um círculo bem ao redor dela.
227 A senhora está aqui por uma outra pessoa. Ela não está aqui por ela. É por uma filha [Espaço vazio na fita – Ed.] Isso é certo. Você crê que o Senhor pode me dizer o que está… Você está planejando trazer essa garota ao encontro. Mas você – você crê que Deus pode me dizer o que há com ela? Você crerá e colocará esse lenço sobre ela, e crerá que ela ficará curada? É em suas costas. Isso é certo. É isso exatamente. Vá, creia agora. Ponha isso nela; ela ficará boa. Muito bem, apenas creia.
228 Você crê de todo seu coração? “Se puderes crer! Todas as coisas são possíveis aos que crêem”.
229 Como vai? Somos estranhos um ao outro, suponho. Eu não conheço você, você não me conhece, mas o Senhor nos conhece a ambos, sendo assim um homem e uma mulher que se encontram pela primeira vez. Agora, nosso Senhor disse aquela única coisa para aquela mulher, e toda a cidade creu. Eles não… Ele não o fez mais. Ele apenas o fez uma vez, e toda a cidade creu.
230 Agora não – não fique assustada. Não há nada que vá incomodá-la. Vai ajuda-la, vê, porque eu não acho que você seja uma critica, ou você… essa vibração do que… o Espírito do Senhor não estaria chegando assim. Você é uma crente, assim não tem razão para ficar alarmada com qualquer coisa.
231 Você está sofrendo de uma – uma ruptura. Isso é exatamente certo. E você crê que o Senhor Jesus a curará disso? E se eu lhe dissesse alguma coisa mais que estivesse errada com você, isso a deixaria com força para crer? Você tem um nódulo. Se eu souber lhe dizer… Não está em sua bochecha. Está em suas costas. Se isso é certo, acene. Muito bem,a gora creia. Vá, creia mesmo, e fique boa.
232 Vocês crêem agora, cada um de vocês, de todo seu coração? [A congregação diz, “Amém” – Ed.] Agora isso deve fazer com que cada um se dê conta de que está na Presença de Deus. Muito bem.
233 Senhor, você crê que Deus pode curar essa artrite e deixa-lo bom? [O irmão diz, “Sim” – Ed.] Se você crê, apenas continue caminhando, dizendo, “Obrigado, Senhor Jesus”.
234 Venha por aqui, senhora. Eu a vejo tentando levantar-se de uma cama, também, bem devagar, artrite também. Se você crer de todo seu coração, Deus a deixará boa. Você crê nisso? Muito bem, apenas continue caminhando, dizendo, “Obrigado, Senhor Jesus. Eu certamente creio de todo meu coração”. Muito bem.
235 Venha senhor. Um estado de nervosismo, e esgotamento e prostração. E artrite, também; e ponha isso sobre ela, creia de todo seu coração. Fique bom, também. Agora apenas continue caminhando, crendo em Deus. Isso estará bem, se você apenas puder crer. Muito bem.
236 Venha por aqui, senhora. Você crê que eu sou Seu servo? Sim. Você crê que Deus pode curar esse problema cardíaco que tem? [A irmã diz, “Sim”. – Ed.] Bem, continue caminhando, dizendo, “Obrigado, Senhor. Eu Te agradeço por me curares de meu problema cardíaco”. Muito bem.
237 Venha senhor. Você crê que o que vê é a Verdade? E se eu lhe disser que aquele problema estomacal foi sanado, lá embaixo, e você vai comer sua janta. Você o creria? Muito bem. Vá adiante, coma sua janta, você vai ficar bom.
238 Você deve… Você está ensombrado; câncer. Você crê que Deus o deixará bom, e o curará? Muito bem, apenas continue caminhando, dizendo, “Obrigado, Senhor Jesus. Eu creio que tudo acabará”.
239 Também, um coração nervoso. Você crê que Deus o curará e deixará bom? Apenas continue caminhando, dizendo, “Obrigado, Senhor Jesus”, e creia de todo seu coração.
240 Venha por aqui, senhora. Olhe aqui. Sua principal coisa… Você tem diversas coisas erradas com você, um problema feminino. Mas a sua principal coisa é o problema cardíaco que a está incomodando realmente. Você crê que Deus curará isso e a deixará boa? Apenas continue andando, dizendo, “Obrigado, Senhor Jesus. Eu creio de todo meu coração”. Muito bem.
241 Venha, senhor. Tem duas ou três coisas erradas com você, complicações. Mas sua principal coisa pela qual você quer que eu ore, ou peça, é essa artrite que tem. Olhe para a artrite… Apenas continue movendo-se, crendo, e você nunca terá de pegar essa bengala. Amém. Creia de todo seu coração.
242 Você tem problema estomacal. É causado, você tem há muito tempo, é um estado nervoso, provocando úlceras estomacais. Você bebe qualquer coisa que seja do tipo como café ou algo, e fica azedo em sua boca e coisas como essa. Vá, creia agora, e isso não irá mais incomodá-lo. Jesus Cristo te deixará bom.
243 Venha, senhora. Você crê que Jesus Cristo… Um minuto. Só um minuto.
244 Você aí assentada, crê que Deus cura essa sinusite, e a deixa boa da sinusite? Você crê de todo seu coração? A senhora sentada ai com um vestido enxadrezado. Você crê que Deus a curará e a deixará boa disso? Você teve mais fé do que pensava ter. Está bem. Agora está acabado. Creia.
245 O que você acha? Você crê que Deus o curará e deixará bom desse estado nervoso, esse homem aí assentado? [O irmão diz, “Sim, senhor” – Ed.] Sim, você crê? Agora em Quem você tocou? Ele nunca me tocou. Ele O tocou. Foi isso que o fez. Amém.
246 Você caiu sobre seu colo, e você estava tendo problema de olhos. Seus olhos estão ficando tão ruins que você quase não pode se mover. Você crê que Deus o deixará bom? Creia, e você pode obtê-lo. Eu o desafio a crer.
247 Problema, problema estomacal, acabou de deixa-lo. Você crê nisso? Agora continue em seu caminho e se regozije, e diga, “Obrigado, Senhor”, e fique bom.
248 Esta pequena senhora sentada bem aqui, com o vestido esverdeado. Você está tentando tocar algo. Você está orando. Você crê que Deus pode me dizer sobre o que você está orando? Livre-se desse problema de vesícula biliar, e você acha que ficaria boa? A senhora aí, um pouco troncuda, com um vestido grande. Você crê que Deus a curará desse problema de vesícula biliar, se puder crer? Deus concederá isso a você, e você pode ir e ficar boa. Amém.
249 Você tem que crer. Você somente pode fazer isso se crer. Quantos de vocês desejam crer de todo seu coração? [A congregação se regozija – Ed.]
250 Agora, “Senhores, queríamos ver a Jesus”. Ele ressuscitou dos mortos. Ele vive hoje. Ele está aqui em Sua Igreja, mostrando que Sua Vinda está próxima.
251 O mundo vai ser queimado como foi nos dias de Sodoma. As bombas atômicas já se ajuntaram em grandes quantidades e coisas, para incendiá-lo. E, mas antes que isso aconteça, o Filho prometido chegará, em Pessoa, Jesus Cristo, para levar para Casa Sua Igreja. Vocês crêem nisso, de todo seu coração? [A congregação diz, “Amém” – Ed.]
252 Vocês crêem que Ele é o mesmo ontem, hoje e eternamente? [A congregação diz, “Amém” – Ed.] Quantos crêem agora que Sua Presença está aqui, e crêem que Ele fez esta afirmação, “Estes sinais seguirão aos que crerem; se impuserem as mãos sobre os enfermos, eles serão curados?” Levantem sua mão.
253 Agora imponha suas mãos uns sobre os outros, onde as pessoas enfermas estão, imponham suas mãos. Sim, eu estou atrasado, eu receio que eles me farão encerrar. Coloque, ponha suas mãos, agora orem uns pelos outros. Não ore por si mesmo; ore por aquele sobre quem você pôs suas mãos. Agora Ele está aqui para curar cada um de vocês. Creiam!
254 Pai Celestial, nós cremos agora de todo nosso coração, que na Presença de Jesus Cristo, o Filho de Deus, que o diabo perdeu seu poder, sua influência, e Jesus Cristo vive agora.
255 Saia, Satanás! Que estas pessoas possam ficar boas, por amor ao Reino de Deus.

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading Facebook Comments ...
Loading Disqus Comments ...