Deus Opera em Ambos os Lados


Ouçam, amigos. Deus opera em ambos os lados. O mesmo Deus que podia dizer a uma mulher, aquela sunamita, o mesmo Deus que podia falar e dizer àquela mulher junto ao poço: “Vai, traz teu marido.” Aquela mesma mulher podia tocar Sua vestimenta e fazê-Lo virar-Se em meio àquela multidão. Ele é Deus.

62-0607 Revestindo-se da Completa Armadura de Deus

Alguns de nossos amigos estão divulgando a Mensagem nas prisões da Austrália e da Nova Zelândia. A equipe está fazendo o melhor que pode para mostrar que o Senhor deseja conceder liberdade, mesmo dentro da cela de uma prisão. O esforço deles está dando resultado! Recebemos o testemunho a seguir de nosso representante da Austrália.

Uma irmã da Austrália, inspirada pelo ministério da GVD nas prisões, foi impelida a alcançar os presos na região da Oceania. Nos últimos anos ela tem feito contato com capelães nas prisões da Austrália e Nova Zelândia, fornecendo informações e contatos ao escritório regional da GVD. Recentemente, ela recebeu um pedido de materiais de um capelão de uma prisão na ilha sul da Nova Zelândia.

Um precioso irmão o qual é um de nossos distribuidores voluntários, o irmão Basil Vlachakis, que vive na cidade de Christ Church na Nova Zelândia, tinha acabado de receber um contêiner com materiais vindos de Jeffersonville e ficou muito contente em poder enviar os preciosos recursos vivificantes ao capelão da prisão.

A carta a seguir foi enviada pelo capelão, e verdadeiramente mostra que Deus opera em ambos os lados.

Saudações dos capelães,

Desculpe não saber se você é homem ou mulher, por isso não sei como me dirigir de maneira apropriada.

Mas, devo contar-lhe sobre o impacto que aquele pequeno pacote que nos enviou, contendo a história da vida de William Branham, tem causado.

Ao receber sua encomenda, não foi possível identificar seu nome no verso, e fiquei pensando quem é que estaria me enviando material sobre um homem de quem não me lembro ter ouvido falar.

No entanto, cerca de uma semana mais tarde, depois de ter colocado o material na estante de nossa pequena capela, eu estava conversando com meu filho mais velho que recentemente retornou para morar conosco depois de passar cerca de 10 anos em Melbourne, Austrália.

Ele se referiu a um artigo que tinha lido na internet, sobre esse homem extraordinário, William Branham.

Imediatamente me lembrei de sua encomenda, e ao retornar à capela da prisão no dia seguinte, fiquei contente em perceber que ninguém havia levado os livros emprestado, de modo que me sentei na mesma hora para ler a introdução do livro de Gordon Lindsay.

Senti-me dirigido pelo Espírito Santo a levar os livros para casa, e dei-os ao meu filho para ler.

Ele passou cada momento livre dos dias seguintes lendo o livro, e ficou absolutamente inspirado e incentivado pela história da vida de William Branham.

Então fiquei acamado com um terrível resfriado, e acabei passando dois ou três dias lendo o livro e também me senti inspirado e muito encorajado.

Fazia vários anos que eu não lia um livro de capa a capa. Este foi o primeiro. Que história incrível, e que maravilhoso homem de Deus foi William Branham.

Muito obrigado por enviá-lo a nós, por inspiração de nosso maravilhoso Senhor.

O momento foi muito oportuno, pois meu filho estava afastado do Senhor há alguns anos, antes de voltar para casa. Eu e minha esposa cremos que o incentivo que eu e meu filho recebemos, foi provido por Deus.

Muito obrigado.

Que Deus continue guiando na direção que Ele tem para você — uma direção muito importante.

Ah, e meu filho encontrou este endereço de e-mail na página ao final do livro.

Deus abençoe,

Jeff

Fonte: Voice of God Recordings

gravações a voz de Deus

Posted in Cartas de Detentos.

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading Facebook Comments ...
Loading Disqus Comments ...