Gratidão


DIA DA VITÓRIA
William M. Branham
21 de Abril de 1963
Sierra Vista – Arizona – U.S.A

 

01 – Podem ficar assentados se quiserem, eu quero expressar minha gratidão a Deus pelo privilégio de estar aqui e de encontrar concidadãos do Reino de Deus. Enquanto vocês têm se reunido aqui nesta manhã na casa deste irmão para — para termos algum companheirismo juntos. Isto me faz lembrar da igreja primitiva. A maneira como o cristianismo começou primeiro foi, a Bíblia diz que foi de casa em casa. Eles se encontravam e partiam o pão com singeleza de coração. E isto é o que queremos ter nesta manhã enquanto estamos aqui, um único propósito, a singeleza de coração. Uma — uma coisa que estamos tentando realizar, e isto é para cumprir o plano de Deus para nossas vidas, enquanto estamos aqui na terra. E talvez Deus, há muitos milhares de anos atrás, mas — através da Sua infinita sabedoria, sabia que estaríamos aqui nesta manhã, e estaríamos de volta aqui nesta campina, ou — ou deserto aqui nesta pequena casa. Ele sabia disto há milhares de anos atrás.

05 – Eu sempre almejei a hora de estar aqui, encontrar com nosso precioso irmão, e vocês. Tenho recebido seus dízimos que o irmão tem me enviado muitas vezes, deste pequeno grupo aqui. E um tesouro como este, eu o conservo de modo muito sagrado no meu próprio ser, porque eu sei que terei que responder um dia dali para onde isto foi. E com certeza quero apreciar — realmente aprecio, quero expressar minha gratidão e lealdade a vocês de — deste pensamento que vocês tiveram, sabendo que os dízimos que vocês têm…E reunir em casas como esta e ainda, desejam que o pouco que vocês têm vá, no melhor do seu conhecimento, para o sustento do — do ministério. Então dai em diante, eu tenho que ser responsável por isto. E eu quero ser um bom administrador para nosso Senhor, quando tiver que responder naquele dia, por aquilo que fiz na terra.

 


O TESTEMUNHO DE UMA VERDADEIRA TESTEMUNHA
William M. Branham
Tabernáculo Branham
05 de Novembro de 1961 – Domingo – Manhã
Jeffersonville – Indiana – U.S.A.

 

03 – E esse é um dos meus pensamentos esta manhã, que eu não saberia como expressar a vocês, pessoas, meu agradecimento e gratidão a vocês pelo que vocês têm feito por nós, como uma família, em nosso tempo de angústia e necessidade. Somente a Eternidade será capaz de… eu serei capaz de explicar a vocês o que a sua amizade amável, fiel, significou para nós neste tempo da nossa angústia, como a partida, ida de mamãe para o Lar. Eu nunca compreendi o que significava, tanto quanto agora, como o que significava quando alguém vem visitar quando se está enfermo.

 


SUAS INFALÍVEIS PALAVRAS DE PROMESSAS
William M. Branham
20 de Janeiro de 1964
Phoenix – Arizona – U.S.A.

 

80 – No ano passado, nós, foi o nosso vigésimo segundo ano de casados. E eu estava em uma viagem de caçada, em cada data da lua de mel.  E eu sempre vou a um pequeno lugar lá em cima na montanha, e oro um pouquinho ali em cima, e ofereço a Deus meu agradecimento por minha boa esposa. Minha esposa tem sido querida para mim, e então eu faço isto todo ano.

 


TESTEMUNHO
William M. Branham
28 de Novembro de 1963
Shreveport – Louisiana – U.S.A.

 

159 – Oh, ações de graças a Deus! Este é um dia de ação de graças para mim. Saber, acima disso, que algum dia aquele rostinho, com quem eu me casei lá, glória a Deus, algum dia estas marcas de morte da velhice desaparecerão, e nós estaremos lá na imagem da juventude, e para nunca mais envelhecermos. E o dom de Deus, através de Jesus Cristo, do Espírito Santo que agora temos recebido, é o que nos dá isto, esta âncora.

160 – E vejam isso hoje, amigos. Fala-se de povo grato, nós deveríamos ser o povo mais grato dentre todos no mundo! Além da cura, além destas coisas que estão acontecendo, o que é isso? É a convicção absoluta que o mesmo Deus, pela mesma natureza, a mesma Coluna de Fogo, o mesmo Anjo de Deus, o mesmo Jesus ontem, hoje e eternamente, está fazendo as mesmas coisas, pelo mesmo Poder, através da mesma coisa. Que âncora da alma, segura e firme! Que o Senhor Deus do Céu ricamente os abençoe, a cada um. Inclinemos nossas cabeças.

161 – Senhor, eu estou tão grato, Senhor, eu-eu não sei o que dizer. Eu simplesmente não consigo expressá-lo. Quando aquele hino foi cantado faz pouco, e as pessoas cantando aquela canção; em meu coração, ele pulou de alegria. E o testemunho veio ao meu coração. E agora, Pai Celestial, Tu sabes que estas coisas são verdadeiras. Tu conheces, isso, das profundezas do meu coração, e que isso é verdade. Eu não tenho motivo, Senhor, para dizer-lhes qualquer coisa que não seja correta. E eu rogo, Deus, que hoje. . . possa meu coração sentir ao ver todos estes irmãos e irmãs cristãos que estão aqui, que são meus irmãos e irmãs nos laços de Cristo, se regozijarem comigo, com ação de graças, pela minha pequena companheira [Espaço em branco na fita – Ed.] poupada. [Espaço em branco na fita]… a terra louva a Deus. Que a natureza louve a Deus! Que tudo o que tem fôlego louve a Deus e seja grato por este grande tempo que temos.

tabernaculo-4 - Copia

Posted in Matérias do Profeta.

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading Facebook Comments ...
Loading Disqus Comments ...