Você tem medo do Câncer? #2


A canção-tema do irmão Branham era “Somente Crer, Tudo É Possível”, e sua Mensagem era “Jesus Cristo, o Mesmo Ontem, Hoje e Para Sempre”. Se Jesus curou os enfermos 2.000 anos atrás, então Ele pode, e irá curar os enfermos hoje. Se as orações dos santos e dos crentes produziam resultados em tempos passados, nós temos a mesma promessa de chamar Jesus em cena, se somente pudermos ter a chave da fé para abrir essa porta.

Estou plenamente convencido de que minha mensagem vem de Deus. Estou plenamente convencido de que não é minha própria mente carnal arrogante. É a Palavra de Deus.

Estou plenamente convencido, absolutamente convencido de que é Jesus Cristo, o mesmo ontem, hoje, e eternamente. Estou plenamente convencido de que Ele está aqui agora mesmo. Estou plenamente convencido de que Ele está acampado aqui. Estou plenamente convencido de que Ele responderá nossa oração se estivermos preocupados, convencidos, e abrirmos nossa vida a Isso. Inclinemos a cabeça.

62-1125m Convencidos e Então Preocupados

Este é um testemunho de um irmão queniano que recebeu dos médicos algumas notícias muito graves. Nosso irmão sofreu profundamente, e como você logo lerá, a Graça de nosso Senhor Jesus prevaleceu. Uma vez mais, Jesus Cristo é o mesmo ontem, hoje, e para sempre.

Só recentemente encontrei este link para testemunhos, e fui muito incentivado pelo site branham.org. Gostaria de compartilhar uma experiência que tive há algum tempo, que já contei a outros localmente e agora estou postando online para um público mais amplo, para a Glória de Deus.

Há oito anos fui diagnosticado com um tumor no cérebro quando já estava em seu estágio terminal crítico. Depois de uma série de exames e longos períodos de internação, os médicos concluíram que não havia nada que pudessem fazer através da medicina para reverter esta doença que se agravava. Eu tinha completado as sessões de quimioterapia que me debilitaram, e fui mandado para casa ainda de cama, com perda total da memória e colapso da coordenação nervosa. Gradualmente meus cinco sentidos deram lugar a um estado vegetativo. Estando inconsciente, eu mal conseguia crer em cura, e foi necessário que meus amigos, minha família e santos de vários lugares intercedessem para eu ter ânimo.

Por muito tempo estive perdido em outros mundos, enquanto tinha uma série daquilo a que os médicos se referem como Experiência de Quase Morte (EQM). Em meio a tudo isso, a história bíblica de Jó era a única coisa que continuava voltando à minha memória. Por inúmeras vezes repassei isso até meu coração finalmente aceitar que há cura. Creio que as orações dos santos me levaram ao ponto da fé em cura divina.

Certo dia estava deitado na cama desesperado e chorando ao sentir a presença de Deus estando tão perto. Pedi então a Deus que tirasse minha vida porque tinha sofrido muito e a vida imprevisível parecia uma coisa tão ofensiva, e de qualquer maneira eu ainda cria que Ele podia curar, mas preferia a morte, e se de tudo Ele quisesse que eu vivesse, então Ele poderia me ressuscitar. Com todos os grandes sonhos que uma vez nutri agora tidos como vaidade, recostei-me esperando pacificamente por Sua resposta.

Quando muito uma semana após esse diálogo, certa manhã eu me levantei e percebi que naquele dia as coisas estavam diferentes. Foi um milagre que eu tenha podido sair da cama e andar, falar, e me mover normalmente novamente; louvado seja Deus. Finalmente retomei a faculdade e depois o trabalho, mas deixei o emprego para trabalhar como missionário. Muitas coisas aconteceram que não consigo expressar adequadamente por escrito, mas sempre relembro esta experiência em particular, que parece ser a base de muitas outras ocorrências sobrenaturais em minha vida diária.

Sinceramente agradeço a Deus, não só pela cura, mas também pela enfermidade que me fez conhecê-Lo mais. Sei com toda a certeza que todas as coisas são possíveis, e fico grato cada vez que respiro a serviço Dele.

Deus os abençoe

Um irmão do Quênia

Fonte: Voice of God Recordings

gravações a voz de Deus

Posted in Testemunhos.

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading Facebook Comments ...
Loading Disqus Comments ...