Alianças


S.f.

  1. Laço que prende duas ou mais entidades que se prometem mútua amizade e auxílio.
  2. Laço existente entre duas famílias, mediante casamento.
  3. Anel liso de ouro, que simboliza o casamento ou um comprometimento.
  1. Também eu me lembrarei da minha aliança com Jacó, e também da minha aliança com Isaque, e também da minha aliança com Abraão me lembrarei, e da terra me lembrarei. Levítico 26:42
  1. E porei a minha aliança entre mim e ti, e te multiplicarei grandissimamente. Gênesis 17:2
  1. Não quebrarei a minha aliança, não alterarei o que saiu dos meus lábios. Salmos 89:34
  1. Contudo eu me lembrarei da minha aliança, que fiz contigo nos dias da tua mocidade; e estabelecerei contigo uma aliança eterna. Ezequiel 16:60
  1. Lembrai-vos perpetuamente da sua aliança e da palavra que prescreveu para mil gerações; 1 Crônicas 16:15
  1. O segredo do SENHOR é com aqueles que o temem; e ele lhes mostrará a sua aliança. Salmos 25:14

A INVASÃO DOS ESTADOS UNIDOS
William M. Branham
09 de Maio de 1954
Tabernáculo Branham
Dia das Mães – Domingo de Manhã
Jeffersonville – Indiana – U.S.A

51 – Deste modo Esta é a Palavra. E se qualquer coisa é contrária a Isso, não se envolva com ela. Está vendo? Agora, secundariamente, Ele fala hoje através do profeta, o vidente, e assim por diante. Porém primeiro é Isto, a Palavra, agora.

52 – E Acabe havia feito esta iniqüidade. E ele seguiu adiante; Deus havia abençoado o povo por muitos anos. E, finalmente, Jeosafá era rei sobre Judá, enquanto Acabe era rei sobre Israel.

53 – E, então, Jeosafá era um homem justo. Ele era o filho de Asa. Asa era um – um homem justo, e ele destruiu todos os altares dos – dos ídolos; edificou os altares de Jeová. E eles a terem um – um reavivamento, por assim dizer, em Judá. E então depois de um tempo, Jeosafá ou…

54 – Acabe, melhor dizendo, mandou ir, e ele encontrou um outro pedaço de terra, na Síria, que ele pensou que pertencesse a ele, que ele pensou em conquistar. Assim que ele perguntou a este Jeosafá se ele queria vir fazer uma aliança com ele.

55 – E, naturalmente, há um grande perigo agora, veja, quando eles viram este grande rei, Acabe, ali, e eles viram este grande rei aqui, Jeosafá; um deles, um morno; o outro, um homem cheio do Espírito. Observe como você faz a sua aliança. Observe o que você está fazendo, como você se une com os incrédulos. Mantenha-se limpo, principalmente no dia em que estamos vivendo.

59 – Agora, este Jeosafá, se sentindo de certo modo bem porque o grande rei de Israel disse: “Venha visitar-me.” E ele foi ali. E eles levaram bois e ovelhas, e assim por diante, fizeram sacrifício. Todo o tempo, ali dentro do coração de Acabe, ele era um enganador, porque ele não estava adorando Isso, ou ofertando aquelas ovelhas e coisas com um coração sincero, porque, afinal de contas, ele se inclinava mais para a religião de sua esposa.

60 – E note, exatamente como Acabe se casou com Jezabel durante o tempo da grande era negra de Israel, ele trouxe a idolatria para dentro de Israel, um verdadeiro tipo de hoje. Exatamente na era negra; quando nós saímos através dos apóstolos primitivos, segundo ciclo, terceiro ciclo, até entrar na era negra, os mil e quinhentos anos. Exatamente como Acabe se casou com Jezabel e trouxe idolatria para dentro de Israel, assim a igreja do Espírito Santo se casou com ismos, e trouxe a idolatria de volta, e hoje é uma forma de cristianismo. Está vendo? Veja, tão escuro! E agora tem se movido até embaixo, a cada dia; cada era da igreja se move para baixo até essa mesma coisa, ao grande clímax, e a condição morna vem, Era morna da Igreja de Laodiceia! Oh, que hora horrível em que nós estamos vivendo!

61 – Ouça. Eu desejo confessar bem aqui, antes que eu siga mais adiante. Eu sou um pregador antiquado que ânsia ver os antigos dias novamente. Eu tenho visto tanto desta personificação, Hollywood fascinando o Evangelho, ao ponto que eu fico saturado disto. Sim, senhor. Eu desejo ver a antiga moda. Eu tenho receio que nós estejamos tornando o cristianismo lindo demais para as pessoas; linha de perigo.

62 – Agora Jeosafá vem, pensa: “Oh, bem, este grande rei de Israel, eu apenas… Oh, nós… Estará tudo bem.” E bem no meio de toda esta fascinação, o que ele fez? Ele fez uma aliança, para ir e lutar contra o inimigo, com o mesmo interesse, porque eles disseram: “Nós somos ambos o mesmo povo.” Porém eles não eram. Um era o grupo cheio do Espírito, o outro era um grupo morno. Eles não são o mesmo povo. Não, senhor. Você não pode ter…

63 – As trevas não podem ter companheirismo com a luz. A – a noite não pode existir na presença da luz do sol. E a hora mais traiçoeira que há está entre os tempos. Exatamente quando o sol está se pondo ou nascendo, é a hora mais traiçoeira que há. Não há suficiente visão para ver claramente; suas luzes em seu automóvel não iluminam bem e claro. E melhor ser trevas ou luz. Jesus disse: “Sejais quentes ou frios, não mornos.” Exato, essa é a linha de perigo.

64 – E então Jeosafá, quando ele veio, então esta grande aliança foi feita, a qual não agradou a Deus. E note, exatamente no tempo do seu, todo o alvoroço agora: “Eu consegui favor com este rei. E, oh, eu – eu – eu tenho companheirismo com este vizinho. Eu tenho…”

65 – Veja, seja cuidadosa, nisso, igreja! Está vendo? Isso é o que causa todo o problema em volta deste tabernáculo aqui, e envolvendo outros. Está vendo? Tenha cuidado com o que você está se relacionando. Está vendo? Saia rapidamente, e ou seja por Cristo ou seja contra Ele. Está vendo?

66 – Agora, este sujeito fez a aliança, e ele pensou que ele havia feito algo ótimo. Todavia, quando ele disse: “Não há agora, antes que nós possamos ir, nós deveríamos consultar o Senhor sobre isto?” Agora, Jeosafá tinha suficiente religião de resto dentro dele, em seu engano, que ele tinha ido ali até este rei, porém ele tinha suficiente religião de resto nele para pensar: “Bem, nós deveríamos pelo menos consultar ao Senhor.”

67 – Agora, Acabe estava continuando bem em frente sem dizer nenhuma palavra; apenas sua própria maneira humana física, mecânica de fazer as coisas.

68 – Eu simplesmente me pergunto exatamente quanto a esse particular, igreja, se isso não tem sido, muitas vezes, que nós temos cometido enganos. Examinando, e dizer: “Bem, deveria ser desta maneira,” e nós estabelecemos isso assim.


A MANEIRA DE UM VERDADEIRO PROFETA
William M. Branham
13 de Maio de 1962
Tabernáculo Branham
Jeffersonville – Indiana – U.S.A.

64 – Amós veio do campo, do sertão, para a cidade de fascinação. Ele jamais tinha estado lá antes. Ele era um rapaz do campo. Caminho de volta para o sertão, quando ele estava de volta ali em oração, Deus o tinha encontrado e tinha lhe dito da iniqüidade desta nação de fascinação na qual era parte dela. E Samaria era a capital, uma das capitais do tempo no – do reinado de Jeroboão.

65 – E quando ele se colocou lá aquela manhã no topo do monte caminhando com suas velhas, rudes roupas de campo, talvez sujas e lama em seus pés, e onde ele tinha dormido naquele velha vestimenta esfarrapada noite após noite. E eu não sei; ele não tinha banheiras naqueles dias; devia ter passado uns poucos dias desde que ele tomou um banho. Mas aquilo não fere o interior do homem! Muito hoje é posto no lado de fora, não o bastante no interior. Nós estamos muito preocupados se nós banhamos cada dia, e se nosso cabelo está arrumado, e nossas roupas estão trocadas, e tudo; e então deixamos que o interior vá de qualquer maneira – usar as mesmas velhas vestimentas pecaminosas, contaminando a alma com credos e dogmas, e nunca a examina e a lava na Palavra da água de separação das coisas do mundo.

66 – Como se colocou ele aquela manhã sobre o monte naquela cidade fascinante, cheia de coisas modernas que ele jamais tinha sonhado que havia tal coisa, Israel estava no auge. Ela estava em aliança com todas as nações em torno dela. Muito fascinante, as mulheres vestidas na pinta e o – e o homem, e eles estavam afetados de prazer, correndo, e olimpíadas, e tudo mais. Não é de se admirar que seus olhos amiudaram, não com a fascinação da cidade (como algum turista faria, vindo para Nova York ou para Los Angeles), vendo as mulheres semi-vestidas, e os homens com comportamentos duvidosos, e o pecado.

157 – Israel, como nós, pensava que porque eles estavam prosperando com suas alianças com outros, que Deus estava de acordo com aquilo. Ora, vocês sabem, nós pensamos isto hoje! Eu conversei com os mesmos homens aqui há não muito num hotel há poucos dias atrás, grande homem nos meios religiosos. E eles me disseram: Deus prova que ele está conosco. “Porque, nós crescemos o ano passado, irmão Branham (Eu esqueci quantas) centenas,” Assim.

158 – Eu disse: “Aquilo não representa um mínimo de aprovação.” Correto. A prostituição aumentou o ano passado cerca de trinta por cento. Mostra aquilo que Deus estava com a prostituição? Aquele argumento não é bom. Não, você não pode fazer isto. Não senhor! Deus permanece com Sua Palavra. Qualquer outro homem ficará com Sua palavra, se ele for honesto. Correto!

159 – Eles pensaram, porque eles tinham uma aliança…ora, aqui nós chegaremos num momento nas questões governamentais. Nossa nação tem rejeitado a Palavra de Deus, exatamente como fez Israel. Eles rejeitaram a Palavra de Deus, sua gente, seus sacerdotes, e profetas, e assim por diante estão profetizando bem para eles, e eles…O que podemos fazer exceto profetizar errado, porque isto é contrario à Palavra. Ela tem condenado, nossa notável, amada nação baseada sobre a – nossa – experiência de nossos antepassados, então volta-se para o que eles tiveram.

163 – Não, eles não – nós não acreditaríamos em Amós hoje, de forma alguma. E hoje, nós temos feito uma aliança. Nós temos o que nós chamamos hoje…Nós pensamos que está tudo bem com Deus porque a – nossas organizações estão crescendo e – e tudo esta indo da forma que está; nós achamos que este é o sinal de aprovação de Deus. Vocês sabem, eles apresentaram, eu creio, cerca de dois ou três milhões mais de Protestantes; e Católicos têm ido vários milhões mais. Vêem? Eles acham que aquilo representa a aprovação de Deus o – eles serem Católicos. Protestantes pensam que é aprovação de Deus eles serem Protestantes. Isto não faz sentido; isto é carne de canhão; são cinzas atômicas, isto é a ira de Deus sendo erigida para explodir. Isto é exatamente certo.

164 – Vocês me ouçam; eu lhes direi a Palavra do Senhor! Amém. Olhem para nós. Olhem para o mundo para – olhem em nossa nação. Nós estamos juntos com a U.N. O que há nisto? Um grupo de incrédulos. E nós não temos a audácia suficiente nem mesmo para oferecer uma oração antes de nossas reuniões começarem. Eu não li aqui: “Como podem dois andarem juntos a menos que estejam de acordo?” Deus não faz nada sem que Ele o revele a Seus servos os profetas. Como podem dois andarem a menos que estejam de acordo? quando nós temos Maometanos, Budistas, ateístas, incrédulos, egoístas, tudo mais nisto. Vocês acham um – vocês acham que Deus habita em algo assim?

165 – “Bem,” você diz que, “Bem, nós estamos em aliança com eles. Nós temos a proteção ocidental.” Eles tinham todas as nações ao redor deles em proteção, mas aquele profeta disse: “Deus vos destruirá; o próprio Deus que servis vos destruirá por vossas tolices.” Ele diria a mesma coisa esta manhã.

166 – Ele repreenderia da Casa Branca até a fazenda pobre. Ele realmente repreenderia. Ele os destruiria com a Palavra de Deus. Ele certamente o faria. Essa é a maneira de um verdadeiro profeta.

286 – Israel em sua aliança com – com seus fez – inimigos. Primeiro eles tinham que se afastar da Palavra de Deus, antes que eles pudessem fazer uma aliança com seus inimigos. E antes que façamos uma aliança com nossos inimigos e coisas, nós temos que nos afastar da Palavra de Deus.


DEMONOLOGIA – ESPÍRITOS SEDUTORES
William M. Branham
24 de Julho de 1955
Tabernáculo Branham – Domingo – Manhã
Jeffersonville – Indiana – U.S.A.

42 – Agora, na Escritura, certa vez houve um homem com o nome de Josafá, um grande homem, um homem religioso. E ele foi a outro rei que era o rei de – de Israel. E ele, Josafá, sendo o rei de Judá. E ele foi até Acabe, o rei de Israel, eles todos se uniram a fizeram uma aliança um com o outro, para irem lutar lá em Ramote de Gileade. E eles fizeram isto sem primeiro orar.

43 – Oh, se as pessoas pudessem somente imaginar! Esta é a razão pela qual eu vim nesta manha e lhes pedi para que se lembrem de mim enquanto vou ao estrangeiro. Em todas as coisas, orem! Alguém veio outro dia e disse: “Irmão Branham, você acha que é errado fazer certa coisa?”

44 – Eu disse, “Por que está você indagando a respeito?” Vêem? Se há uma dúvida em sua mente, deixe-a de lado, não faça isto de maneira alguma. Simplesmente pare com aquilo. Quando você começar a fazer qualquer coisa, e se houver uma dúvida quanto a se está certo ou errado, afasta-te disto. Não entre nisto de forma alguma, então você saberá que está certo.

45 – Agora, todas as coisas devem ser consideradas e orarmos primeiro. “Buscai em primeiro lugar o Reino de Deus e Sua justiça, e todas as outras coisas vos serão acrescentadas”. Tenho certeza absoluta nesta manhã que se homens e mulheres pudessem chegar à posição onde suas almas, seus pensamentos, suas atitudes fossem perfeitas na visão de Deus, esta seria uma das mais poderosas igrejas que já existiu.

51 – Observem quando estes reis, antes deles começarem, eles deveriam ter… Antes de Josafá fazer aliança com Acabe, ele poderia ter dito primeiro, “Vamos orar e ver qual é a vontade de Deus”.

52 – Dê-me um pregador, dê-me um Cristão, dê-me uma dona de casa que seja Cristã, dê-me um fazendeiro, ou um – um operário de fábrica, que coloque primeiramente Deus sobre tudo mais, e eu lhe mostrarei um homem que terá êxito sobre o ódio que todo demônio possa colocar nele. Ele busca Deus primeiro! Nós devemos ter primeiro…

53 – Mas eles não fizeram isto. Eles estavam todos nublados porque Acabe tinha um reino grande e esplêndido, e ele havia feito um montão de coisas, ele tinha suas grandes refinações, e seu ouro e sua prata, e sido um grande homem bem sucedido, todavia em descrente.


SEGUNDA VINDA DE CRISTO
William M. Branham
17 de Abril de 1957
Tabernáculo Branham
Jeffersonville – Indiana – U.S.A.

47 – Agora tentarei explicar aquilo. Hoje em dia se uma mulher é casada, ela deve usar uma aliança como um sinal de que ela está casada. Isto é para impedir outros homens de terem qualquer coisa a ver com ela. Se eles olham, eles podem ver que ela é uma mulher casada. Porém naqueles dias eles não tinham alianças, eles tinham o que chamavam diadema que elas colocavam em volta de suas cabeças. Aquele diadema tinha dez dracmas. Aquele era o sinal de que estavam casadas. Nenhum homem poderia mexer com elas, e nenhum rapaz era para flertar com elas, pois elas estavam casadas.

70 – Que sentimento de consolação. Isto é esposo e esposa, representando em tipo e a igreja e Cristo. Quando você vai à igreja, pode ser que tenha os melhores bancos, torre mais alta e o melhor órgão que há na cidade. Pode ser que você se vista melhor que qualquer outro. Pode ser que você cante como um canário americano; mas, com tudo isso, se você está tentando flertar com o mundo, então aquele beijo que deste na face de Cristo é um beijo de Judas, e Ele não quer ter nada mais a ver com você. Ele olha a sua aliança de noivado e descobre a dracma faltando. Ele descobre que o amor já se foi. É uma forma. Ele descobre que a lealdade se foi. Nós temos cometido fornicação com o mundo. Você vai à bailes e festas de rock-roll e assiste a programas imundos de televisão. Você está cometendo adultério sendo infiel a Cristo e ainda tendo coragem de chamar a Ele seu esposo.

71 – A Bíblia diz que você fala: “Sou rico e de nada tenho falta”. Porém Ele diz que tu és nu, miserável, cego, pobre e nem sabe disso.

“Como dizes: Rico sou e de nada tenho falta; e não sabes que és um desgraçado, miserável, e pobre e cego e nu” – Apoc. 3:17

72 – Já é tempo de acendermos a vela e varrermos a casa, pois a vinda do Senhor está próxima. Pense nisto por alguns minutos enquanto curvamos nossas cabeças. O que tu tens feito, igreja? Qual é sua condição hoje à noite? Quando tuas mãos estão levantadas na congregação, há algo que lhe fere a consciência? Se você está flertando com o mundo, se você está fazendo coisas que são erradas, pense nisso homens.


COMO FUI COM MOISÉS, ASSIM SEREI CONTIGO
William M. Branham
11 de Setembro de 1960
Tabernáculo Branham
Jeffersonville – Indiana – U.S.A.

186 – Vou desenhá-lo aqui com o dedo; um arco, um arco-íris. Isso é uma aliança que Deus fez com o povo. Ele fez uma aliança com a raça humana. Ele não destruiria o mundo nunca mais com água. Ele fez uma aliança com cada um dos apóstolos Dele. Ele fez uma aliança com o profeta.

187 – E lá longe, há uns quinze, quatorze, quinze anos (em 1937, 7 de maio, 1937, creio que foi) Deus fez uma aliança comigo dizendo, “Tu nasceste neste mundo para orar pelos enfermos. Se tu puderes fazer com que eles creiam em ti!” Meu coração sempre tem sido para o povo. “Se tu fizeres com que esse povo creia em ti, e então fores sincero quando orares, nada parará diante de tua oração”.

188 – Eu digo isto com sinceridade e com vergonha na cara. Se há alguém que devia ter fé, seria eu; de ver o que Ele fez, de onde Ele me trouxe, a vala de onde eu fui escavado; ver através da vida o que Ele tem feito; de ver quando me levanto e digo algo, Deus vem diretamente de volta e o defende, verdade.


A ERA DA IGREJA DE SMIRNA
William M. Branham
06 de Dezembro de 1960
Tabernáculo Branham
Jefersonville – Indiana – U.S.A

08 – Quando Israel entrou em alianças ilegais com o mundo, e firmou comunhão pelo casamento, chegou finalmente o dia quando o mundo dominou e a Babilônia levou o povo de Deus para o cativeiro. Ora, quando entraram na escravidão começaram a ter um sacerdócio, um templo e a Palavra. Quando voltaram porém eles tinham rabis, uma ordem teológica de Fariseus, uma sinagoga, e o Talmude. E quando Jesus veio a eles eram tão corruptos que Ele os chamou pelo seu pai, o diabo, e isto a despeito do fato que eles eram descendentes de Abraão segundo a carne. Nesta era vemos a mesma coisa acontecendo. Porém, como “todo Israel” não é Israel, mas um pequeno grupo eram os verdadeiros israelitas espirituais, assim haveria sempre um pequeno grupo de cristãos verdadeiros, a noiva de Cristo, até que Ele venha para os Seus.

09 – Nesta cidade haviam dois famosos templos. Um era um templo eregido para a adoração de Zeus, e o outro foi eregido a Cibele. E entre estes dois templos se encontrava a mais bela estrada dos tempos antigos, chamada a Estrada de Ouro. Para mim isto representa uma maior incursão do paganismo que já havia começado nesta primeira era, porém tido como existente somente em Roma. A aliança de dois templos de um deus e uma deusa é a semente da Mariolatria na qual Maria é chamada a mãe de Deus e recebe honra e títulos e poderes dando-lhe uma co-igualdade com Jesus Cristo. A Estrada de ouro que os unia é uma figura de avidez que levou organizadores Nicolaítas a unir o Estado com a Igreja porque conheciam a riqueza e o poder que aquele lhes oferecia. Como a Era de Éfeso era meramente a semente plantada para a trágica Era de Pérgamo que estava ainda no futuro, esta Era de Smirna era a chuva, o sol, e o alimento que assegurou a vil corrupção que viria confirmar a igreja na idolatria que é uma fornicação espiritual, da qual ela nunca mais se levantaria. A morte estava penetrando pelas suas raizes até aos galhos e os que compartilhavam com ela, compartilhavam da amargura e da morte.

Esta era se estendeu de 170 a 312 A.D.


UNIDADE
William M. Branham
11 de Fevereiro de 1962
Tabernáculo Branham
Jeffersonville – Indiana – U.S.A.

35 – Agora, guarde estas coisas em mente. A igreja deve crer em cada Palavra, cada promessa, cada letra,, e clamar Isto para si mesma, e se exercitar Nisto. Se eu estivesse noiva com uma moça e fosse um homem solteiro, e eu lhe enviasse algo, a aliança de noivado, e se ela não a usasse, então aquilo mostraria que ela não crê em mim. Ela… ela… ela não quer ser minha noiva. E se Cristo envia à Sua igreja os dons que Ele prometeu, e eles os recusam e dize, “eles não são assim”, eles não querem ser a Noiva de Cristo. Eles estão casados com algum outro amante, e não Cristo, o Noivo. Então a verdadeira Igreja guarda a promessa, e guarda todas, e aceita os dons que Deus envia. Está bem.


O FUTURO LAR DO NOIVO CELESTIAL E DA NOIVA TERREAL
William M. Branham
02 de Agosto de 1964
Tabernáculo Branham
Jeffersonville – Indiana – U.S.A.

195 – A Eternidade é como uma aliança; você não pode encontrar canto algum nela; não pode encontrar um lugar de parada num círculo perfeito. Prossegue e prossegue. A mim não me importa quão distante você vá, ainda estás indo. Você começa ir ao redor como isto; vai através do piso; vai através da terra; vai além da terra, você ainda está indo…(espaço vazio na fita – Editor)…aqui embaixo foi criado pervertido (não criado) por Satanás, desaparecerá quando repicar o grande sino dourado e tocar uma Trombeta. E alí no princípio aonde o poste de segurança foi feito no Éden, quando o homem veio à terra e caiu, um cordeirinho derramou seu sangue: isso falava do Grande Cordeiro que viria para derramar Seu Sangue. No Calvário levantou a Cruz, isso atuou para o Antigo Testamento para aqueles a quem justificou, buscou aquilo. E nesta Nova dispensação, à Vinda do Senhor, à Nova Terra, a corda de Salvação, o Sangue, o poder remidor sobre o qual estou falando, é através do mesmo sistema que tem redimido a ambos: ao homem e a terra, em seguida se levantará à Eternidade novamente. E o lago de fogo consumirá tudo que é ímpio e não predestinado para aquilo. Vê você?


A ERA DA IGREJA DE FILADÉLFIA
William M. Branham
10 de Dezembro de 1960
Tabernáculo Branham
Jefersonville – Indiana – U.S.A

115 – Além do mais, os eleitos não somente serão guardados, mas quando começar este movimento a “Imagem eregida à Besta”, os santos serão levados no arrebatamento. E este movimento pouco encantador e cativante que começou na fraternidade de Éfeso se tornará o monstro de Satanás que destrói e engana o mundo inteiro. Porque o sistema da igreja do catolicismo romano e do protestantismo que está se unindo controlará toda a riqueza do sistema mundial e forçará toda a terra a entrar em sua armadilha religiosa, ou matá-los-á, recusando-lhes o direito de comprar e vender por onde quer que vivam. Isto está cumprido simplesmente, porque as filhas da prostituta estão todas simplesmente voltando para ela. Neste ínterim, Roma tem adquirido quase todo o suprimento de ouro. Os judeus têm o bônus e todo o papel. No tempo próprio, a prostituta destruirá o sistema monetário do presente dia recolhendo todo o papel e exigindo ouro. Sem o ouro, o sistema ruirá. Os judeus serão apanhados e entrarão na aliança, e a igreja prostituta dominará o mundo inteiro.

 tabernaculo-4 - Copia

Posted in Matérias do Profeta.

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading Facebook Comments ...
Loading Disqus Comments ...