Eclipse da Lua de 1963 | “ESTRELAS” DA LUA EM UM SHOW CELESTIAL


Esta matéria publicou a notícia do eclipse total da lua ocorrida no dia 30 de dezembro de 1963 na mesma ocasião em que o papa Paulo VI visitava Jerusalém. O irmão Branham relembrou esse eclipse algumas vezes em seus sermões, especialmente em seu livro “Uma Exposição das Sete Eras da Igreja”:

Mateus 24 menciona sinais nos céus referentes a este último dia exatamente antes de Jesus vir. Eu gostaria de saber se vocês notaram recentemente tal sinal cumprido como que para retratar justamente esta verdade sobre a qual temos discutido. Esta verdade é que Jesus tem sido firmemente empurrado para um lado até que nesta última era Ele é expulso para fora da igreja. Recordem que na primeira época era uma igreja com um círculo quase completo de verdade. Contudo havia um pequeno erro chamado as obras dos Nicolaítas que impediu que o círculo fosse completo. Então na era seguinte mais trevas se arrastaram mais para dentro do círculo até que a bola de luz brilhou menos, e as trevas cobriram mais o círculo. Na terceira era foi coberta ainda mais, e na quarta era que foi a Idade das Trevas, a luz tinha quase se extinguido. Agora pense nisto. A igreja brilha com a luz refletida de Cristo. Ele é o Sol e a Igreja é a Lua. Assim, este círculo de luz é a lua. Ela  tem decrescido de uma lua cheia na primeira era a apenas um fragmento na quarta era. Porém na quinta era ela começou a crescer. Na sexta ela deu um grande passo no crescimento, numa parte da sétima era, ela estava ainda crescendo, quando repentinamente ela parou, e se diminuiu a quase nada; de modo que ao invés da luz ela era e escuridão da apostasia, e ao fim da era tem cessado de brilhar porque as trevas têm dominado. Cristo está agora do lado de fora da igreja. Aqui está o sinal no céu. O último eclipse da lua foi um eclipse total. Ela mingou até as trevas totais no sétimo estágio. No sétimo estágio, as trevas totais vieram enquanto o Papa de Roma ( Paulo VI ) ia para a Palestina fazer uma viagem santa a Jerusalém. Ele foi o primeiro papa em todos os tempos a ir a Jerusalém. O papa é chamado Paulo Sexto. Paulo foi o primeiro mensageiro e este homem leva esse nome. Notem que é o sexto, ou o número do homem. Isto é mais do que uma coincidência. E quando ele foi a Jerusalém, a lua ou a igreja entrou nas trevas totais. Este é ele. Este é o fim. Esta geração não passará até que tudo tenha sido cumprido. Ora vem Senhor Jesus, venha depressa! 


Este eclipse total da lua o qual ocorreu em 30 de Dezembro de 1963, é um evento muito importante, pois nesta data o Papa Paulo VI visitou Jerusalém.

“ESTRELAS” DA LUA EM UM SHOW CELESTIAL

Com o auxílio de duas câmeras e um telescópio de oito polegadas, Don Strittmatter, presidente da Associação Astronômica e Astronáutica de Tucson, no começo desta manhã registrou o eclipse da lua enquanto ela se movia para a fase de eclipse total. Começando do canto superior esquerdo e prosseguindo horizontalmente em ambas as fileiras de cima e de baixo, a seqüência do eclipse começou às 2:22 da manhã, exatamente dois minutos antes da lua ter entrado na umbra (sombra escura) e terminou às 3:25 da manhã, dois minutos depois da totalidade. As fotografias foram feitas do gramado do Observatório Steward, na Avenida N. Cherry, 950. Strittmatter descreveu o eclipse como incomum em seu grau de obscuridade e perto de um raro período de vermelhidão.

tabernaculo-4 - Copia

Posted in Notícias.

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading Facebook Comments ...
Loading Disqus Comments ...