Nosso Socorro Presente #2


Recebemos este testemunho de uma irmã que estava passando por algumas provas com seus filhos. Ela descobriu que o Senhor está mais do que disposto a nos dar o que pedimos, e por vezes, um pouco mais do que pedimos.

Algumas semanas atrás meu filho de três anos caiu no veículo de camping de seus avós e machucou o braço. Quando se acalmou do choro, eu lhe perguntei onde doía. Ele várias vezes disse: “No osso,” sempre apontando para o mesmo local. Não tínhamos muita certeza de quão ferido ele estava, mas depois de observá-lo atentamente, percebemos que não estava usando o braço para nada. Decidimos então levá-lo ao pronto-socorro, onde fomos notificados que seu braço estava quebrado.

Os médicos ali o engessaram provisoriamente caso inchasse, e nos disseram para marcar consulta com o ortopedista. Dois dias depois removeram a atadura provisória e uma de fibra de vidro foi aplicada. Marquei duas consultas naquele dia, uma para dali a 10 dias, quando seu braço seria radiografado através da atadura para verificar o processo de cura, e a segunda consulta era para dali a três semanas, quando seu gesso seria removido.

Dez dias depois de quebrar o braço, ele foi atingido, por sua irmã, na parte de trás da cabeça com uma enxada de jardim de criança. Quanto sangue! Já tinha escorrido da ferida cerca de oito centímetros, descendo pelo meu mindinho e escorrendo pelo meu pulso. Entrei correndo em casa, peguei um maço de toalhas de papel, fiz pressão, e orei! Simplesmente pedi ao Senhor para parar o sangramento e fechar a ferida. Eu não sabia por quanto tempo devia manter a pressão, mas tinha que verificar sua cabeça para ver que tipo de situação eu tinha nas mãos, e se de fato precisava ou não levá-lo ao hospital, tão pouco tempo depois de quebrar o braço.

Ao remover lentamente a toalha de sua cabeça, vi que cada gota de sangue tinha sido absorvida por ela, e para minha surpresa, tinha parado de sangrar instantaneamente! Observei e observei surpreendida, sabendo que ferimentos na cabeça sangram bastante. Eu até tentei aplicar um curativo borboleta “por via das dúvidas,” mas não aderia à sua cabeça. Acho que o Senhor estava tentando me dizer que Ele estava no comando! À tarde o corte já havia cicatrizado!

Dois dias depois que isso aconteceu, fomos à consulta para o braço de Oliver ser radiografado novamente. Quando entramos na sala de exame, havia uma serra sobre a mesa para cortar seu gesso. Olhei para a enfermeira achando estranho, explicando que fomos informados que seu braço seria radiografado através do gesso. Eu até lhe perguntei: “Não é cedo demais para tirá-lo?”

Ela verificou com o médico e voltou dizendo que ia ser removido para o raio-X, e se precisasse de outro, eles simplesmente engessariam de novo. De volta à sala de espera, enquanto aguardava os resultados de seu raio-X, fiquei pensando como era estranho que já tivessem tirado o gesso. Fazia só 12 dias que ele havia quebrado o braço. No verão passado, minha filha, que também tinha três anos na época, quebrou o braço e ficou engessada por 4 semanas e meia!

Um pouco depois o médico entra dizendo que nada mais precisava ser feito. Seu bracinho estava completamente curado! A enfermeira até mesmo conferiu os raios-X várias vezes, comparando-o com o primeiro que o hospital tirou e dizendo como é bom ser tão jovem e quão rápido os pequeninos saram. Não creio que ela realmente acreditasse nisso.

Quando entrei no carro, liguei para o meu marido e lhe dei a ótima notícia. Ele até mesmo disse: “Já? Ora, talvez quando você orou pela cabeça dele, o Senhor também curou o seu braço!” Então me dei conta de que foi exatamente isso o que aconteceu. Não pude ver o que Deus estava fazendo até já estar feito. Que toda esta provação, desde o dia em que ele quebrou o braço até o dia em que foi atingido na cabeça, o Senhor sabia que eu ia ter um testemunho para contar.

Tudo o que sei é que nosso Deus verdadeiramente Se faz presente em tempo de necessidade, curando instantaneamente as coisas que pedimos, e até as coisas que não pedimos. Agora sei por que tiraram seu gesso tão cedo quando me disseram que ele ficaria com ele por três semanas. O Senhor já tinha planejado tudo!

Irmã Dawn

EUA

Fonte: Voice of God Recordings

gravações a voz de Deus

Posted in Testemunhos.

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading Facebook Comments ...
Loading Disqus Comments ...