Sem Saber o que Dizer


Espera no Senhor, anima-te, e ele fortalecerá o teu coração; espera, pois, no Senhor.

Salmos 27:14

Você já pensou: “Senhor, como fui me meter nessa situação?” Às vezes o Senhor nos permite perambular para algum lugar só para ver como nos comportamos, uma vez estando lá. Este irmão teve oportunidade de ganhar um pouco de dinheiro, mas quando considerou as circunstâncias, ele soube que essa definitivamente não era a maneira cristã de ganhar a vida. Enquanto considerava a oferta diante dele, sua mente foi direto à Palavra de Deus e soube que este era o momento de tomar uma posição. Este é o seu testemunho.

O diabo bateu à minha porta esta manhã. Depois de trabalhar até tarde da noite no projeto de um irmão, acordei na manhã seguinte ao som estrondeante de um veículo na minha entrada particular. Fiquei pensando quem poderia ser. Logo percebi que era um homem de quem eu já tinha comprado algumas coisas usadas anunciadas em classificados algumas semanas antes. Aparentemente ele tinha vindo no passado, mas eu não estava em casa.

Quando saí, percebi que ele tinha alguns amigos no veículo com ele. Estou sempre pronto para um bom negócio que me poupe dinheiro, e ouvi o que ele tinha disponível. Após não estar interessado em alguns itens, ele ofereceu um cartão de premiação por quase a metade do que estava carregado nele, de uma loja local em que frequentemente compro. Fiquei interessado e concordei em comprar. Enquanto nossa conversa continuava, ficou evidente que esses itens foram adquiridos por meios desonestos, mas eu já tinha concordado em comprá-los. Eu tinha potencialmente me metido em uma confusão com pessoas que não eram nada confiáveis.

À medida que os homens começaram a relembrar fatos que por pouco não deram errado, com várias situações fraudulentas, eu inclinei a cabeça e silenciosamente pedi ao Senhor: “Preciso de ajuda aqui, Senhor.” Foi simples e rápido assim.

Depois de um rápido malabarismo com diversas ideias, desde simplesmente pagar para me livrar deles e nunca mais fazer negócios com esses sujeitos, ou dizer-lhes que eu não queria fazer negócios com eles porque tinham roubado propriedade (o que poderia muito bem ter causado retaliação), eu pensei a respeito de tomar a Comunhão e não querer que isso me impedisse. Então eu soube que não fui eu que pensei na Comunhão, foi Ele. Sua resposta foi simples “Comunhão.” Prudente como uma serpente, eu olhei direto para eles e simplesmente disse: “Não vou fazer negócios com vocês hoje, no domingo. Vou tomar a Comunhão hoje mais tarde.”

A conversa deles parou completamente, e a reação foi calma, mas respeitosa e espantada. “OK, cara, sem problema,” eles responderam. Inofensivo como uma pomba, eu lhes apertei a mão, voltei para dentro, louvei ao Senhor, e fechei a porta. Dei-me conta de que a Comunhão este mês tinha sido adiada quase três semanas além do habitual (a perfeita cronometragem de Deus).

“Ele não é maravilhoso, maravilhoso, maravilhoso? Não é Jesus, meu Senhor, maravilhoso?”

EUA

Fonte: Voice of God Recordings
www.branham.org

gravações a voz de Deus

Posted in Testemunhos.

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading Facebook Comments ...
Loading Disqus Comments ...