Vida Eterna é Viver para os Outros e Fé Perfeita está Baseada no Perdão


QUEM DIZEIS SER ESTE?
William M. Branham
27 de dezembro de 1964
Phoenix – Arizona – E.U.A.

8 – Há muitas coisas que eu… estamos nos aproximando do Ano-Novo que eu — eu gostaria de esquecer, mas sei que as tenho confessado a Ele, como erros, e — e Ele as colocou no Mar do Esquecimento, e Ele nunca mais se lembrará delas. Agora vejam, nós não fomos feitos desse jeito, sempre nos lembraremos. Podemos perdoar uns aos outros, mas nós — nós não conseguimos esquecer, porque fomos — fomos — fomos feitos de modo diferente. Mas Deus pode esquecer e perdoar. Ele simplesmente consegue apagar como se nunca tivesse existido. Estão vendo? Porque Ele tem acesso a esse Mar do Esquecimento, mas nós não. Simplesmente pensem nisto, que Deus nem consegue Se lembrar que alguma vez nós pecamos. Pensem nisso! Coral, vocês, jovens, e se… o que me dizem disso? Deus nem Se lembra que um dia pecamos. Vejam, Ele pode esquecer a coisa toda, e nunca mais será trazida a memória. Isso não seria uma coisa e tanto?


EM SUA PRESENÇA
William M. Branham
09 de Setembro de 1962
Tabernáculo Branham – Domingo – Noite
Jeffersonville – Indiana – U.S.A.

53 – Se nós temos confessado que Ele é, nós temos estado em sua Presença, e nós temos confessado os nossos pecados, eles estão apagados do livro de Sua memória. Não há ninguém senão Deus que poderia fazer isso. Agora, você pode fazer algo para mim, eu lhe perdoarei, mas eu me lembrei disto. Se eu fizesse algo para você, você me perdoaria, mas você se lembrará disto. Mas Deus pode perdoar e esquecer isto. Pense nisso, “nem mesmo o lembra!” Amém. Isso me faz sentir bem. Quando isto não é nem mesmo mais lembrado, nada pode fazer isto, senão Deus. Nada, senão Deus pode fazer isso. Ele disse que Ele apagaria isto de Seu livro de memória. Eu não posso fazer isto, você não pode fazer isto, porque nós temos somente estes pequenos sentidos finitos. Mas Ele é infinito, Deus, Ele pode absolutamente esquecer que isto alguma vez foi feito. Amém.


A IGREJA E SUA CONDIÇÃO
William M. Branham
05 de Agosto de 1956
Jeffersonville – Indiana – U.S.A

137 – Quantos aqui têm se apostatado? “Oh”, você diz: “Eu não admitiria isso, Irmão Branham.” Porém olhe, se essa Pomba de docilidade se tem ido de você, irmão, há algo errado. Há algo errado quando você não pode tolerar um ao outro. Quando você não pode perdoar a cada pessoa do mais profundo do seu coração, não importa o que eles tenham feito ou o que eles tenham dito, se você não os pode perdoar do mais profundo, Jesus disse: “Se vós não perdoardes a cada homem as suas transgressões, de vosso coração, nem vosso Pai Celestial vos perdoará.”


A FÉ PERFEITA
William M. Branham
25 de Agosto de 1963
Tabernáculo Branham
Jeffersonville – Indiana – U.S.A.

10 – Agora para adiantar, abramos a santa Bíblia. Quero ler uma porção que antes me perturbava muito. E quero ter uma linha de oração nesta noite para orar por todo aquele que necessita de oração. Agora vamos ler em São Marcos capítulo onze, começando com o versículo vinte e dois. Muitos de vocês conhecem esta Escritura, é muito conhecida. Esta é a Escritura na qual eu estava pensando quando Ele me falou acerca dos esquilos. Esta é a mesma porção das Escrituras. Sempre tem sido uma coisa enredada porque Ele diz: “Tudo aquilo que pedirdes”. Não é:  “Tudo o que eu pedir”, mas: “Tudo o que pedirdes”. Leiamos:

E Jesus, respondendo, disse-lhe: Tende fé em Deus;

Porque em verdade vos digo que qualquer que disser a monte: Ergue-te e lança-te no mar; e não duvidar em seu coração, mas crer que se fará àquilo que diz, tudo o que disser lhe será feito.

Por isso vos digo que tudo o que pedirdes, orando, crede que o recebereis, e tê-lo-eis;

E, quando estiverdes orando, perdoai, se tendes alguma coisa contra alguém, para que vosso Pai, que está nos céus, vos perdoe as vossas ofensas;

Mas, se vós não perdoardes, também vosso Pai, que está nos céus, vos não perdoará as vossas ofensas.

Marcos 11:22-26

11 – Agora bem, a fé está baseada no perdão. E como dissemos na pregação desta manhã, estamos procurando fazer com que a Igreja chegue ao lugar onde possamos verdadeiramente ver os tempos apostólicos em nosso meio. Todos anelamos isso. E está ali à porta. O podemos ver, porém queremos vê-lo ainda em maior grau. Desejamos que seja uma torrente para que nos ajude, ou seja, fluindo de nós para ajudar a outros.

12 – Recordem, Jesus nunca usou Seu grande poder para Si mesmo, mas Ele usou para outros. E para isso foi enviado. E poderíamos pensar: “Um Homem tão cheio de poder como Ele, poderia adoecer?” Sim senhor. Eu tenho lido em alguma parte, não sei onde, que quando Ele ressuscitou ao filho da viúva em Naím, se assentou numa pedra porque lhe doía a cabeça. Creio que foi no livro “ O príncipe da casa de Davi”. A Bíblia diz : “Ele levou nossas enfermidades” “. E “levar “ significa carregar. Ele sofreu tudo como nós; sofreu a enfermidade, teve  tentações, teve problemas e transtornos tal como nós. E isso foi porque Ele tinha que ser um Medidor aperfeiçoador; e como o Lavrador, tinha que provar a fruta para saber. Também poderíamos citar a experiência da mulher junto ao poço, e encontraríamos muitos mais ao entrar nas Escrituras”.


AQUELE DIA NO CALVÁRIO
William M. Branham
25 de Setembro de 1960
Tabernáculo Branham
Jeffersonville, Indiana – U.S.A.

75 – Ele era simplesmente um Homem, o Homem perfeito. Ele deu Sua vida, e Ele fez um exemplo para você.

76 – Agora, o que devemos fazer. Agora, a primeira coisa que eu quero dizer é: Jesus nunca viveu para Si Mesmo. A Sua vida foi gasta para outros. Isto é perfeitamente vida eterna. Quando você diz que vai à igreja e você faz boas coisas, isto é bom. Mas quando você vive a sua vida para si mesmo, você não tem vida eterna. Vida eterna é viver para os outros.

77 – Isto foi provado quando chegou o Cordeiro de Deus. Ele viveu e teve vida eterna porque Ele não viveu para Si Mesmo. Ele viveu para os outros. E você recebe vida eterna recebendo aquele dia, e você não vive mais para si mesmo. Você vive para os outros.

78 – Alguém disse, “Como você suporta e deixa qualquer um te chamar de tantos nomes feios?” Você não vive para si mesmo. Você vive para os outros para que você possa salvar aquele homem. Vocês se tornam filhos; e o problema disto é que a igreja tem se esquecido que é filha. Vocês são filhos. Vocês estão tomando o lugar de Cristo. Vocês são filhos; então não vivam para si mesmos, vivam para os outros.

79 – “Bem, irmão Branham, eu posso viver para este irmão porque ele é certamente um bom homem”. Não é isto. Viva para aquele homem que te odeia. Viva para aquela pessoa que te mataria se ela pudesse. Foi isto o que eles fizeram com Ele. Eles O mataram, e Ele morreu para que Ele pudesse salvá-los. Isto é vida eterna. Quando você tem aquilo em seu peito, você estará encarando o Céu então. Mas você sacrifica as suas próprias coisas. As entrega assim como a ovelha dá a sua lã. Você olha em direção ao Calvário.

80 – Eu espero que isto vos ajude a entrar num lugar… Isto é o que o Tabernáculo, isto é o que todas as pessoas tem que fazer… é descobrirem o que você é, e qual é o propósito.

81 – A Igreja não vai à igreja somente para tocar e cantar os hinos. Igreja é um lugar de correção. O julgamento começa na casa de Deus. Nós devemos nos considerar mortos e vivos para Cristo. Então Ele fez o caminho para que pudéssemos nos sacrificar ao Seu serviço para segui-Lo. Se nós O seguimos, nós conduzimos a vida que Ele teve. Isto é maravilhoso. Jesus disse e falou sobre isto… Deixem-me lhes dar algumas citações sobre isto. Ouçam atentamente. Não percam.

119 – Senhor, oh Deus, leve-nos todos ao Calvário neste momento. Que possamos nos afastar do eu, Senhor… do temor do homem, do temor do que alguém vai dizer. Ora, o mundo inteiro riu Dele, criticou Dele. Mas Ele foi obediente até a morte. Ele foi obediente até a desgraça. Ele foi obediente até mesmo sob o governo federal, e vemos que quando Satanás feriu esta terra, ele se tornou o dirigente e a autoridade desta terra. Ele testemunhou mesmo diante de nosso Senhor e disse, “Estes reinos são meus. Eu farei com eles o que eu desejar”. E vemos que daquele dia até este, este mundo, sob a maldição, tem sido dirigido por aquele que o amaldiçoou. Mas Deus, oh, Deus, nós servimos a um reino que não é amaldiçoado.

120 – Deus Pai, quão maravilhoso é que Tu tens feito grandes coisas no mundo cinematográfico hoje. Soltando estes grandes filmes como os “Dez Mandamentos”, e assim por diante, indo, para mostrar aos homens e mulheres, que nem mesmo escureceria a porta da igreja, mas deixá-los ver o que é isto. O Caminho de Deus é o Caminho rejeitado pelo mundo, porque estamos bem… vamos à Rússia sob o Comunismo… Estamos neste mundo, mas não somos deste mundo. Temos ido até o Calvário. Temos crucificado a nós mesmos, com o reino de Deus, para sermos um dos Seus. Não importa o que o mundo diz, nós tomamos o caminho com os poucos desprezados de Deus. Seguimos em frente para a ressurreição, e nós cremos que está bem à mão, Senhor, quando formos ressuscitados para um reino que tomará conta deste mundo como Daniel previu isto, e isto quebrou todo o mundo em pequenos resíduos e o vento soprou isto para as terras de lixo do verão. Mas a montanha, a pedra, cresceu em uma grande montanha que cobriu a terra. Aquela pedra virá. Oh, Deus, nós queremos fazer parte disto. Que possamos negar a nós mesmos, tomar nossa cruz diariamente. Vivermos para Cristo, vivermos para os outros, conceda isto, Senhor.


APOCALIPSE, CAPÍTULO CINCO – PRIMEIRA PARTE – A SERPENTE FERIDA
William M. Branham
11 de Junho de 1961
Jefersonville – Indiana – U.S.A

15 – Eu disse: “Porém todos estes anos, cerca de trinta e um anos de ministério agora, eu tenho guardado meu coração preparado para essa hora, quando Ele vier. Assim sendo, não me importa quando Ele vem.”

16 – Então ele disse: “Isso é verdade.”

Eu disse: “A maior emoção que tenho é viver para os outros.”

17 – E ele disseram: “Isso é o que a vida é, faz a vida real, é quando você… não o que você possa fazer por si mesmo, mas o que você possa fazer pelos outros.” Vê, isso é quando você está realmente vivendo.

18 – E se acontecer de haver entre nós alguém que nunca tem feito isso, trate de viver para alguém mais, faça uma prova, e veja quanto mais a vida tem para você, quando você não viver pelo que você possa receber para si mesmo da vida, mas pelo que você possa dar a alguém mais na vida. E você encontrará que isso é mais bendito que riquezas ou qualquer coisa… que possa ser imaginada,  é o que você pode fazer por alguém mais, para levar as cargas da vida… pois a vida em si mesma é uma carga. E isto a fará um pouquinho mais leve para alguém mais. Você não conhece o gozo a menos que você o haja provado uma vez, fazer algo por alguém.

19 – E então isso me traz à recordação os trinta e um anos (será breve) de ministério para o Senhor. E eu suponho que cada homem pensa de algum tempo quando ele terá que vir ao seu último culto e vir a sua última hora, e olhar para trás do caminho, e olhar o que tem sido feito, ver o que passou. “Tem feito você algo?” E como eu acabo de dizer, é o que você faz pelos outros que conta.

20 – Eu a miúde  me pergunto o que será quando eu chegar ao fim de meu caminho, o qual não sabemos em que tempo será, nenhum de nós sabe. Assim sendo, eu estava pensando, olhando para trás ao longo do caminho de onde tenho vindo através da vida e visto as diferentes colinas e trechos de sarças e rochas e lugares duros e corredores tranqüilos, e o que fiz naquela classe de tempo. Tudo isso mostrará, num destes dias, a hora de minha partida. E fará isso a cada um de nós. Todos estaremos seguros disso, isso — isso mostrará a cada um quando esse tempo vier.


PODER DE TRANSFORMAÇÃO
William M. Branham
31 de Outubro de 1965
Pine Lawn Trailer Park – Domingo – Manhã
Prescott – Arizona – U.S.A.

41 – Porém, estimados amigos, eu não sou jovem como todos vocês, esta manhã. Porém estou velho, e tenho passado por muitas batalhas difíceis, vejam; e, o passar por essas difíceis batalhas, o traz até onde você está esta manhã. Estão vendo? Deste modo, tenho certeza que vocês entendem isso. Deus me fez passar por isto, para que minha vida pudesse abrir um caminho, para dizer: “Isto é Isto, vejam”, então todos vocês seguem por este caminho. Porém antes de mim, houve alguém que abriu o caminho para eu ir. Estão vendo? E nós abrimos o caminho uns para os outros. E como vêem, algumas vezes, um velho veterano ficando velho, e suas marcas todas sobre ele, e como Paulo certa vez disse: “Trago no meu corpo as marcas de Jesus Cristo”. Estão vendo? Enquanto Timóteo contemplava aquelas marcas, eu imagino, com reverência, conforme ele menciona ao jovem Timóteo.


CRISTO É O MISTÉRIO DE DEUS REVELADO
William M. Branham
28 de Julho de 1963
Tabernáculo Branham – Domingo – Manhã
Jeffersonville – Indiana – U.S.A.

240 – O novo Nascimento é Cristo, é a revelação. Deus tem revelado a vocês este grande mistério, e isso é um novo Nascimento. Agora o que você vai fazer quando você reunir todo esse grupo, onde a revelação está perfeitamente em harmonia, e Deus expressando-a através de Sua Palavra pelas mesmas ações, as mesmas coisas que Ele fez, fazendo a Palavra manifestar! Oh, se a Igreja tão-somente soubesse a sua posição! Ela saberá, um dia. Então, o Rapto se irá quando ela souber o que ela é. Agora notem.

241 – Você diz: “Irmão Branham, mas isso – isso não é…” Oh, sim, é desse modo. É a Verdade.

242 – Vocês notaram? Paulo nunca conheceu a Jesus, fisicamente. Paulo nunca O conheceu? A única maneira como Paulo O conheceu foi por uma revelação, por uma visão. Está correto? [A congregação diz: “Amém”.] Paulo somente conheceu a Jesus pela revelação, exatamente como Pedro.

243 – Pedro O vira em carne, mas não O conhecera pela carne, porque Jesus assim disse. “A carne e o sangue não revelaram isto a ti. Mesmo a Minha Própria vida não revelou Isto a ti. Mas meu Pai, que está no Céu revelou a coisa a ti, porque Ele é a Palavra de Deus, e sobre esta pedra Eu edificarei a Minha Igreja”. Pedro não O conheceu pela carne. O homem andou com Ele, e O tocou, e tudo mais.

244 – Paulo teve algo maior do que qualquer um dos apóstolos. Vêem?

245 – Eles disseram: “Bem, eu – eu tenho mais da revelação do que você Paulo, porque, você sabe, eu andei com Ele. Eu fui pescar com Ele, um dia. Eu O ouvi falar. Ele Se sentou num barco comigo, e realmente me falou: ‘Vamos aqui e pesquemos neste lugar, e nós teremos mais peixe’. E nós fizemos isto”. Está vendo? Está vendo? “Nós O vimos fazer coisas”.

246 – Porém Paulo O viu depois que Ele foi morto, enterrado, e ressuscitou, e expressou a Si mesmo na Coluna de Fogo que guiou os filhos de Israel. Sabendo… Paulo, sendo um judeu, jamais teria chamado isso “Senhor” a menos que ele tivesse visto a expressão, Ele regressou, o mesmo ontem, hoje, e eternamente. Ele disse: “Paulo”, em outras palavras: “Eu sou o mesmo Deus hoje que Eu fui ontem. Aqui estou Eu, na mesma Luz, a Coluna de Fogo com a qual Moisés falava, na sarça ardente”. Não é de admirar que ele pudesse separar a lei da graça, ali no Livro de Hebreus; ele se encontrou com essa mesma Coluna de Fogo. Ele disse: “Eu sou Jesus, a Quem tu persegues”.

247 – E aqui está Ele hoje, da mesma maneira, pela mesma Coluna de Fogo, expressando-Se e vindicando-Se o mesmo, revelando o mistério de Deus que tem estado oculto desde a fundação do mundo. Vêem isto?

248 – Paulo somente O conheceu por – O conheceu por revelação. Pedro O conheceu por revelação.

249 – Ele andou com Ele, falou com Ele. Portanto, você pode estabelecer esta Palavra. Agora, eu tenho acabado de dizer que Ele era a Palavra. Agora, um erudito pode se sentar e ler essa Palavra até que ele simplesmente possa amarrar a sua mente de qualquer forma, veja, se ele desejar fazê-lo, porque ele é inteligente, brilhante. Tome um sacerdote católico, ou, não tanto assim, como um teólogo verdadeiramente bem treinado na Bíblia. Irmão, um batista, ou um presbiteriano, ou algo, ele fará você pensar que você não sabe nada, veja, quando se trata de conversar. O que? Veja, porque ele O tem conhecido na carne, a Palavra. [Irmão Branham bate de leve em sua Bíblia – Ed.]

250 – Porém a única maneira pela qual você é salvo é por conhecê-Lo por revelação!

251 – Se eu puder tomar, eu posso tomar a doutrina presbiteriana e amarrar a você pentecostal até que você não perceba. Eu posso tomar a doutrina batista e mostrara vocês pentecostais um milhão de coisas das quais vocês não sabem nada. Isso é correto, mas não é isso. Essa não é a Sua Igreja. Essa não é a Sua Igreja.

252 – Sua Igreja é Ele mesmo revelado, (Amém! Vocês vêem isto?), e expresso pela Própria Palavra, que Ele é Deus. Vêem?

253 – Como você pode dizer: “Pai, Filho, e Espírito Santo”, então, e ser batizado nisto? Pagãos! Correto! Como vocês podem dizer que conhecem a Jesus Cristo, que Ele é a Palavra, quando, não há Escritura na Bíblia, não há um lugar onde alguém em qualquer ocasião fosse batizado no nome do “Pai, Filho, e Espírito Santo?”

254 – E vocês – e vocês povo do Só Jesus, somente usando o nome “Jesus” para batismo! Eu conheço pessoalmente quatro ou cinco Jesuses, eu mesmo. Deste modo vocês vêem para que as suas denominações lhes guiam? Isso são as trevas, a expressão de Caim, que trouxe frutos em lugar de sangue. Vêem?

255 – Porém a revelação vem através do Sangue, veja, através de Jesus Cristo, Que é o Sangue de Deus, o Sangue criador no ventre de Maria. E Paulo O conheceu por revelação. Assim é como nós O conhecemos hoje, é tão-somente a única maneira como você poderia conhecê-Lo. Não dizer: “Eu sou metodista”. Isso não significa nada. “Eu sou batista”. Isso não significa nada. “Eu sou católico”. Isso não significa nada. Porém pela revelação, que Deus tem revelado a Palavra a você! Ele é a Palavra. E a Palavra, como você sabe que Ela é revelada, Ela mesma vive e Se expressa através de você. Oh!

tabernaculo-4 - Copia

Posted in Matérias do Profeta.

Deixe seu comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading Facebook Comments ...
Loading Disqus Comments ...