Efraim e Manassés – Mãos Cruzadas de Israel


Gênesis 48

E aconteceu, depois destas coisas, que alguém disse a José: Eis que teu pai está enfermo. Então tomou consigo os seus dois filhos, Manassés e Efraim.

E alguém participou a Jacó, e disse: Eis que José teu filho vem a ti. E esforçou-se Israel, e assentou-se sobre a cama.

E Jacó disse a José: O Deus Todo-Poderoso me apareceu em Luz, na terra de Canaã, e me abençoou.

E me disse: Eis que te farei frutificar e multiplicar, e tornar-te-ei uma multidão de povos e darei esta terra à tua descendência depois de ti, em possessão perpétua.

Agora, pois, os teus dois filhos, que te nasceram na terra do Egito, antes que eu viesse a ti no Egito, são meus: Efraim e Manassés serão meus, como Rúben e Simeão;

Mas a tua geração, que gerarás depois deles, será tua; segundo o nome de seus irmãos serão chamados na sua herança.

Vindo, pois, eu de Padã, morreu-me Raquel no caminho, na terra de Canaã, havendo ainda pequena distância para chegar a Efrata; e eu a sepultei ali, no caminho de Efrata, que é Belém.

E Israel viu os filhos de José, e disse: Quem são estes?

E José disse a seu pai: Eles são meus filhos, que Deus me tem dado aqui. E ele disse: Peço-te, trazemos aqui, para que os abençoe.

Os olhos de Israel, porém, estavam carregados de velhice, já não podia ver; e fê-los chegar a ele, e beijou-os, e abraçou-os.

E Israel disse a José: Eu não cuidara ver o teu rosto; e eis que Deus me fez ver também a tua descendência.

Então José os tirou dos joelhos de seu pai, e inclinou-se à terra diante da sua face.

E tomou José a ambos, a Efraim na sua mão direita, à esquerda de Israel, e Manassés na sua mão esquerda, à direita de Israel, e fê-los chegar a ele.

Mas Israel estendeu a sua mão direita e a pôs sobre a cabeça de Efraim, que era o menor, e a sua esquerda sobre a cabeça de Manassés, dirigindo as suas mãos propositadamente, não obstante Manassés ser o primogênito.

E abençoou a José, e disse: O Deus, em cuja presença andaram os meus pais Abraão e Isaque, o Deus que me sustentou, desde que eu nasci até este dia;

O anjo que me livrou de todo o mal, abençoe estes rapazes, e seja chamado neles o meu nome, e o nome de meus pais Abraão e Isaque, e multipliquem-se como peixes, em multidão, no meio da terra.

Vendo, pois, José que seu pai punha a sua mão direita sobre a cabeça de Efraim, foi mau aos seus olhos; e tomou a mão de seu pai, para a transpor de sobre a cabeça de Efraim à cabeça de Manassés.

E José disse a seu pai: Não assim, meu pai, porque este é o primogênito; põe a tua mão direita sobre a sua cabeça.

Mas seu pai recusou, e disse: Eu o sei, meu filho, eu o sei; também ele será um povo, e também ele será grande; contudo o seu irmão menor será maior que ele, e a sua descendência será uma multidão de nações.

Assim os abençoou naquele dia, dizendo: Em ti abençoará Israel, dizendo: Deus te faça como a Efraim e como a Manassés. E pôs a Efraim diante de Manassés.


PARADOXO
William M. Branham
10 de Dezembro de 1961
Tabernáculo Branham
Jeffersonville – Indiana – U.S.A.

14 – Mas estou pensando em Jacó, quando ele trouxe seus netos entre seus joelhos, quando ele era um homem velho, Efraim e Manasses; abençoou aqueles filhos, e concedeu-lhes as bênçãos espirituais que permaneceram até este dia. Como ele cruzou suas mãos de um para o outro, levando as bênçãos dos judeus aos gentios, na cruz. Deixe o Deus dos Céus se aproximar agora.


A REVELAÇÃO DE JESUS CRISTO
William M. Branham
04 de Dezembro de 1960
Tabernáculo Branham – Manhã
Jeffersonville – Indiana – U.S.A

119 – Agora, examinemos a vida de José enquanto ele estava no Egito, porque aqui é onde veremos o tipo perfeito de Cristo. Quando ele estava na casa do general foi acusado falsamente, castigado e aprisionado sem causa, tal como fizeram com Jesus. Ali na prisão ele interpretou os sonhos do copeiro e do padeiro que também eram prisioneiros juntamente com ele. O copeiro foi perdoado e restaurado à vida, mas o outro foi condenado à morte. Cristo foi aprisionado na cruz, abandonado por Deus e o homem. De ambos os lados tinha um ladrão – um morreu espiritualmente, mas ao outro foi concedida a vida. E note, quando Jesus foi tirado da cruz, Ele foi exaltado ao céu, e agora está assentado à destra do grande Espírito de Jeová; e nenhum homem pode chegar a Deus, senão por Ele. Há um mediador entre Deus e os homens, e Ele é tudo que você necessita. Não há Marias e nem santos como mediadores; somente Jesus.

120 – Seguindo com este tipo encontramos em José, veja que tudo que ele fez no Egito prosperou. Seu primeiro trabalho com o general, prosperou; mesmo a prisão prosperou. Quando Jesus voltar, o deserto florescerá como a rosa. Ele é o “Filho da Prosperidade”. Assim como nunca houve uma era tão próspera como a de José, assim também há um tempo de bênção que vem a esta terra como o mundo jamais tem conhecido. Cada um de nós poderá se assentar sob nossa própria figueira, e rirmos e regozijarmos e vivermos para sempre em Sua presença. Em Sua presença há gozo completo e em Sua mão direita há bênçãos para sempre. Glória a Deus!

121 – Agora, note que onde quer que José fosse, soava a trombeta para anunciar sua chegada. O povo gritava: “Dobrem o joelho diante de José!” Sem importar o que estivessem fazendo as pessoas, quando a trombeta soava, todos dobravam seus joelhos. Alguém poderia haver estado vendendo algo na rua, e era o momento de receber o dinheiro, porém ele tinha que suspender a venda e dobrar o joelho quando soava aquela trombeta. Se ele fosse um ator, ele tinha que suspender o seu ato e dobrar o joelho a José quando sua presença fosse anunciada com essa chamada de trombeta. E num destes dias, tudo cessará quando a trombeta de Deus soará, e os mortos em Cristo ressuscitarão, e a alva eterna romperá em claridade. Então todo joelho se dobrará, porque está escrito:

Pelo que também Deus o exaltou soberanamente, e lhe deu um nome que é sobre todo o nome;

Para que ao nome de Jesus se dobre todo o joelho dos que estão nos céus, e na terra, e debaixo da terra.

E toda língua confesse que Jesus Cristo é o Senhor, para glória de Deus Pai. Filipenses 2:9-11..

122 – Porém note outra revelação gloriosa nesta tipificação de José. Enquanto estava no Egito, lhe foi dado uma noiva gentia, e na união com ela teve dois filhos Manassés e Efraim. José pediu a seu pai que abençoasse aos dois moços. Ele os colocou na frente de Jacó para que Manassés, o primogênito, estivesse à destra de Jacó, e Efraim à esquerda. Quando Jacó estava a ponto de abençoá-los,  cruzou suas mãos colocando a mão direita sobre o menor. José clamou: “Assim não, meu pai, este é o primogênito, à tua direita!” Porém Jacó disse: “Deus cruzou minhas mãos”.

123 – Aqui em tipo, vemos que a bênção que pertencia ao primogênito (o judeu) foi dada ao menor (o gentio) por meio da cruz (mãos cruzadas) do Senhor Jesus Cristo. A bênção vem por meio da cruz.

Cristo nos resgatou da maldição da lei, fazendo-se maldição por nós; porque está escrito: Maldito todo aquele que for pendurado no madeiro.

Para que a bênção de Abraão chegasse aos gentios por Jesus Cristo, e para que pela fé nós recebamos a promessa do Espírito. Gálatas 3: 13 – 14.

124 – A bênção de Abraão veio por meio da cruz aos gentios. Os judeus rejeitaram a cruz; portanto, Jesus recebeu a Noiva gentia.


O QUINTO SELO
W.M. Branham
20 de março de 1963
Tabernáculo Branham
Jeffersonville – Indiana – U.S.A

120 – Deixem-me mostrar-lhe um tipo muito formoso na vida de José. José foi um homem espiritual, uma águia. Nasceu entre seus irmãos assim como a Noiva nasce entre a  igreja. Ele podia interpretar os sonhos e via visões, e seus irmãos lhe odiavam, porém seu pai lhe amava. Notem  que foi desprezado por seus irmãos, não por seu pai. Foi vendido por quase trinta peças  de prata e foi lançado numa cisterna (suposto  a ser morto), logo foi tirado e posto à destra de Faraó. Porquanto foi lançado por seus irmãos, lhe foi dada uma esposa gentia. Ela não foi de sua própria gente.

121 – Por meio dela teve dois filhos chamados Efraim e Manasses, os  quais foram acrescentados a Israel quando Israel os abençoou por meio de cruzar as mãos do menos ao maior, e nisso cruzou a benção do judeu ao gentio. Vê você? Cruzou as mãos para que a destra caísse sobre o menor, sendo a igreja menos a que ia entrar. A igreja mãe estava parada no sol e deu à luz este filho. E note que para  tomá-lo, Israel cruzou suas mãos, sendo o tipo. Agora, esses filhos tiveram uma mãe gentia. A Noiva de Israel ali no princípio foi cruzada do antigo Israel Ortodoxo à maneira cristã por meio do Espírito Santo havendo cruzado as mãos de Israel. Ele mesmo disse: “Deus me tem cruzado as mãos”. Ele não teve nada a ver com o assunto.


O PRIMEIRO SELO
William M. Branham
18 de Março de 1963
Tabernáculo Branham
Jeffersonville – Indiana – U.S.A

114- Também note que José, quem foi rejeitado por seus irmãos, foi lhe dada uma esposa gentia. Faraó lhe deu uma esposa gentia e por ela teve filhos meio judeus e meio gentios. Foi um símbolo magnífico quando Jacó os estava abençoando. Ali estava Efraim a um lado e Manasses ao outro lado; então Jacó cruzou as mãos, e dessa maneira deu a benção ao filho menor. Estes dois filhos foram agregados às doze tribos (nesse tempo havia apenas dez). Os abençoou e José seu filho profeta estava ali presente e ele disse: “Pai, tens errado porque puseste a benção da mãos sobre o filho menor, devia cair sobre o maior”, Jacó disse: “Eu bem sei que tinha as mãos cruzadas, porém foi Deus quem as cruzou”. Por que seria? Porque Israel tendo os direitos de ser uma Noiva, rejeitou a oportunidade e vendeu a primogenitura; e nisso passou a benção do filho maior, Israel, ao filho menor, os gentios. Essa benção passou de um ano ao outro através da cruz.

tabernaculo-4 - Copia

Posted in Matérias do Profeta.

Deixe seu comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading Facebook Comments ...
Loading Disqus Comments ...