Sacerdócio


HEBREUS, CAPÍTULO SETE – PARTE I
William M. Branham
15 de Setembro de 1957Noite
Jeffersonville – Indiana – U.S.A 

24 – Agora, o Dr. Scofield tenta dizer que “Ele foi um sacerdócio, chamado ‘Sacerdócio de Melquisedeque.’” Mas, eu simplesmente quero trazer isto a vocês por apenas alguns minutos. Se  foi um sacerdócio, então ele teve que ter um princípio, e teria que ter um fim. Mas Este não teve princípio nem teve fim algum. E ele não disse que encontrou um ‘sacerdócio,’ ele encontrou um Homem! e chamou Seu Nome “Melquisedeque.” Ele era uma Pessoa, não uma denominação, não um – um – um sacerdócio ou paternidade, Ele era absolutamente um Homem com o Nome de Melquisedeque, o Qual era Rei de Jerusalém. Não um sacerdócio, mas um Rei sem um pai. Sacerdócios não têm pai. E este Homem era sem pai, sem mãe, sem princípio de dias nem fim de vida.  

25 – Agora, o Filho de Deus… Quem era este, Este era Jeová! Este era o Próprio Deus Todo Poderoso. Ele não poderia ser nenhum outro. 

26 – Agora note: 

… Ele permanece eternamente (Ele tem um testemunho aqui  “que Ele vive, Ele nunca morre,” Ele nunca… Ele não era nada senão vivo.) … Ele permanece para sempre…  

27 – Agora, Jesus foi feito semelhante a Ele. Agora, a razão pela qual existe uma diferença entre Deus e Jesus: é que Jesus teve um princípio; Deus não teve princípio; Melquisedeque não teve princípio, e Jesus teve um princípio. Mas Jesus foi semelhante a Ele. Um  sacerdote permanece para sempre. 

28 – Agora, quando Melquisedeque esteve na terra, Ele não foi nada no mundo a não ser o – o Deus Jeová manifesto pela criação, Ele esteve aqui como uma teofania. Abraão O encontrou uma vez, em sua tenda. E como dissemos nesta manhã, “Abraão O reconheceu. E Ele disse a Abraão o que Ele iria fazer, porque Ele não iria deixar o herdeiro do mundo cego às coisas que Ele ia fazer.” 


REDENÇÃO EM PLENITUDE, EM REGOZIJO
William M. Branham
30 de Março de 1954
Colégio MaleTerça-Feira – Noite
Louisville – Kentucky – U.S.A. 

118 – Você já provou Isto? Isto é bom, também. Disse: “provai e vede que o Senhor é bom. Tem gosto de mel na rocha”. Bastante vezes eu fiz esta observação, muitas vezes. Pois, quando Davi de outrora, o qual disse isso em seu Salmo, disse: “Tem gosto de mel na rocha”. 

119 – Davi, sendo pastor, ele tinha um pequeno alforje que carregava de lado, e sempre carregava-se mel nela. Os velhos pastores ainda fazem isso, na – na Palestina. E quando sua – sua ovelha ficava enferma daquele jeito, então, sem mais ele apanhava um pouquinho daquele mel, e ele pegava e o esfregava na rocha, uma pedra calcária. E a ovelha gosta daquele mel, então ela começava a lamber aquele mel na rocha. E pedra calcária tem alguma coisa que cura a ovelha enferma. 

120 – E vou lhe contar, nós temos um alforje cheio de mel aqui hoje à noite, e vamos colocá-lo na Rocha, Cristo Jesus. E a ovelha enferma vai lambê-la; é certeza você ficar bem. Isso mesmo, apenas lamba, lamba, lamba. E enquanto lambe o mel, ora, é certeza você obter um pouco de pedra calcária. Isso é certeza acontecer. Agora, não vamos colocar isso na igreja. Vamos colocar em Cristo, que é o lugar disso. Isso mesmo. Porque, o lugar da cura é em Cristo, amém, como todas as bênçãos da redenção. Observe. 

121 – E outra coisa. Quando aquilo começava a cair, Arão tinha ordem de sair e pegar vários ômeres cheios daquilo. 

122 – Agora, se tentassem guardar um pouco para o segundo dia, aquilo estragava. E isso acontece muito no meio do povo do Espírito Santo hoje à noite. Vocês estão tentando pensar: “Bem, vinte anos atrás, nós tínhamos uma boa mensagem. Nós tínhamos – nós tínhamos horas de grande gozo”. O que você têm hoje á noite? Esse é que é o negócio. Eles… 

123 – Aquilo caía toda noite. Nunca falou uma só vez, somente no – no sábado. Isso mesmo. Agora Deus tem enviado isso, novo, toda noite; todo dia, toda hora vem. 

124 – Observem, aqueles ômeres eram conservados cheios. Ele disse: “Agora vejam. Quando vocês entrarem na terra, e seus filhos começarem a inquirir sobre isto…” Disse: “Cada sacerdote agora que entra para o sacerdócio, depois dele ter tido a permissão de entrar no lugar santo, e assim por diante, e ordenado, um sacerdote, então ele tinha direito de entrar e tomar um bocado do maná original que caiu no princípio”. O primeiro que caía, eles o apanhavam e o colocavam em um ômer, e o guardavam, e era reservado só para o sacerdócio.

125 – Agora você diz: “Irmão Branham, que tipo isso tem hoje?”

126 – Ora, nós somos o sacerdócio. “Nós somos o sacerdócio real, uma nação santa, um povo peculiar, fazendo sacrifícios espirituais a Deus, os frutos dos seus lábios dando graças ao Seu Nome”. Amém. Aí está. Agora, então, no Dia de Pentecostes, quando o Espírito Santo estava caindo; nosso maná.

127 -Agora, cada sacerdote lá no passado, sob o Velho Testamento, quando eles vinham ser sacerdotes, eles sabiam que receberiam um bocado do maná original; não algo manufaturado, feito pelo homem que parecia com aquilo. Mas eles iam receber um tanto do original.

128 – Bem, no Dia de Pentecostes, quando nosso maná começou a cair, o Espírito Santo Espírito veio como um vento veemente e impetuoso. Eis que havia um grupo de pessoas dignas, cento e vinte, no cenáculo; portas fechadas, janelas abaixadas, sentados lá atrás, esperando pela promessa. Sim, eles tinham estado com Jesus, claro. Eles conheciam Seu poder, e tudo isso, mas estavam esperando pela promessa. 


HEBREUS, CAPÍTULO 7 – 2ª PARTE
William M. Branham
22 de Setembro de 1957 (Noite)
Jeffersonville ― Indiana — E.U.A.

135 – Agora observem. Vamos captar o restante do sacerdócio. 

(Porque certamente aqueles, os Levíticos, justos, honrados, homens honestos, aqueles sem juramento;…)

136 – Deus simplesmente disse: “Segundo a ordem de — segundo a ordem de Arão, que ele tem feito esses sacerdotes.” Eles vêm descendo através de gerações, e vão à escola e aprendem a ser pregadores e assim por diante. Eles descem. Assim Deus os fez sacerdotes daquela maneira. Eles se fizeram sacerdotes, pela sua educação, por sua herança, e assim por diante. “Mas este Homem foi feito um sacerdote por um juramento que Deus tomou.” Ouçam atentamente agora.  

(…sem juramento foram feitos sacerdotes, mas este com juramento por aquele que lhe disse: Jurou o Senhor; e não se arrependerá, amém, Tu és sacerdote eternamente, segundo a ordem de Melquisedeque:)  

De tanto melhor concerto Jesus foi feito fîador.  

Agora, rapidamente.  

E, na verdade, aqueles foram feitos sacerdotes em grande número, porque pela morte foram impedidos de permanecer;

Milhares vezes milhares vezes milhares, de sacerdotes, porque eles não tinham nada além de simplesmente morte e morte e enfermidades, e morte e morte e morte.  

137 – Mas observe-O

Mas este, (este qual?) Jesus, porque continuamente permanece eternamente, tem um sacerdócio perpétuo. Onde estão…  

Portanto; pode também salvar perfeitamente; não importa quão longe, quão curvados, quão distantes, ele é capaz de salvar perfeitamente; os que por ele se chegam a Deus,…  

Não era em sua justiça, mas em sua confissão. Vêem?  

. . .que por ele se chegam a Deus, vivendo sempre para interceder por eles.  

Ele está bem ali, constantemente, fazendo intercessões.  

Porque nos convinha tal sumo sacerdote, santo, inocente, imaculado, separado dos pecadores, e feito mais sublime do que os céus;  

138 – Ali está. Agora, se eu tentar representar meu próprio caso, eu o perderei. Se eu tentar representar, dizer: “Bem, meu papai foi um bom homem. Meu papai era um pregador. Bem, eu tenho vivido na igreja.” Eu ainda perco isso. Mas este Homem é O perfeito, Cristo. Ele se assenta ali e oferece Seu Sangue constantemente por meus pecados. Ali está você.  

Que não necessitasse, como os… sacerdotes, de oferecer cada dia sacrifícios, primeiramente por seus próprios pecados, e depois pelos do povo: porque isto fez ele, uma vez, oferecendo-se a si mesmo.  

139 – Agora observe o último verso.  

Porque a lei constitui Sumos Sacerdotes a homens fracos;…  

140 – Aquilo é o que a lei, a lei carnal, faz. Agora, eu desejaria poder simplesmente ter cerca de duas horas bem aqui. Aquilo é como a lei ainda faz homens pregadores. Correto.  

141 – Ora, eles dizem: “Bem, este homem tem uma experiência de seminário.” Eu não trocaria minha velha experiência Celestial por todos os seminários do mundo.  

142 – “Ora, nós temos educado este homem. Ele é — ele é escolhido com cuidado. Ele é um homem feito por si mesmo.” Eu não gosto daquele tipo. Eu gosto de um homem feito por Deus. Vêem? Vêem?  

143 – Mas a lei ainda produz sacerdotes. A lei ainda produz pregadores. A igreja Batista, eles distribuem pregadores, mãos cheias deles, têm uma máquina que os fabrica. Os metodistas os têm. Os batistas os têm. Os presbiterianos, nazarenos, peregrinos da santidade, pentecostais, eles os fabricam tão rápido quanto podem, como um grande regime, grande máquina. Ficam de pé ali como um…  

144 – Eu sempre disse: “Eu — eu certamente sinto pena do frango de incubadora.” Vocês sabem, um fraquinho que é chocado sob uma incubadora, não é chocado direito. Não. A galinha está suposta a chocar o frango. Mas um frango de incubadora, quando ele sai, ele simplesmente “pia, pia, pia”, e não tem nenhuma mamãe para a qual correr. Vêem? Ele não sabe o que é uma mamãe. Correto. Ele está piando por uma, mas ele não tem nenhuma.  

145 – Mas o franguinho que é chocado debaixo da galinha, da maneira natural, ele pia e a mamãe responde. Correto.  

146 – E às vezes eu penso sobre esta experiência de seminário aqui, de sair de debaixo desta grande incubadora em Louisville e ao redor de todo o mundo, chocando pregadores aos milhares. incubadoras pentecostais, e incubadoras presbiterianas, e — e incubadoras batistas, todas elas chocam seus – seus — seus pintainhos. Eles “piam, piam, piam”, e falam sobre a incubadora onde eles foram chocados.  

147 – Mas eu gosto de ter um Pai, uma Mãe, Bendito seja o Nome do Senhor! Não foram muitos os que nasceram comigo, mas os que nasceram são meus irmãos. Amém. Nós temos uma Mãe que responde quando você… uma Mãe que está no Céu, que é Mãe de todos nós. “Como uma galinha cobre sua cria, e cacareja para eles, e — e corteja seus… se estende sobre seus frangos, assim Eu me estenderei sobre vós. Ó, Jerusalém, Jerusalém, quantas vezes quis eu tomá-los como uma galinha faz com sua cria! Quantas vezes quis Eu fazer-te Minha, mas tu não quiseste. Tu tens teus próprios seminários, tens chocado teus sacerdotes. Eles te ensinam contra Mim. Agora estás deixada a sós. Sua destruição está à sua frente…”  

148 – Eu digo isto. Oh, povo! Oh, povo! Quantas vezes o Espírito Santo tem pairado sobre vocês, como uma galinha faz com sua cria! Mas vocês querem seu próprio caminho. Vocês vão ter seu próprio caminho sobre isto.  

149 – Uma destas noites eu gostaria de pregar sobre “Seu Próprio Caminho.” Vocês sabem: Caim queria seu próprio caminho. O homem quer seu próprio caminho, hoje. “Mas há um caminho que parece certo, mas o fim é morte.”  

150 – Agora observe. “Nisso Ele diz, ‘Novo — novo concerto…’” Eu creio, agora aquilo… Não. Eu estava no lugar errado.  

151 – Verso 28.  

Porque o lei constitui sumos sacerdotes o homens fracos, mas a palavra do juramento, que veio depois da lei, Constitui ao filho, perfeito para sempre.

152 – Deus seja bendito para sempre, de um Filho que continua para sempre segundo a ordem de Melquisedeque. E Ele nunca teve um começo. Ele nunca tem um fim. E a lei não poderia produzir nada como aquilo, porque era carnal. A igreja não pode produzir nada como aquilo, as denominações, porque elas são carnais. Os — os seminários nunca podem produzir nada como aquilo. Eles tentaram educar o mundo a Isto. Eles tentaram organizar isto a Isto. Eles têm tentado todos os caminhos no mundo, para fazer tudo que eles podiam, e deixando fora a coisa principal: “Você tem que nascer dentro Disto.” Deus te faz o que você é, certamente, não porque você parou de fazer isso.  


HEBREUS, CAPÍTULO 1
William M. Branham
21 de Agosto de 1957
Jeffersonville – Indiana – U.S.A. 

52 – Agora no Velho Testamento, eles tinham três maneiras diferentes de conhecerem uma mensagem. Primeiro a Lei, aquilo era simplesmente a Lei, e tinham o profeta, um sonhador, e tinham o Urim e Tumim. Agora isto pode ser um pouquinho profundo.

53 – O Urim e Tumim era o peitoral que Arão usava em seu peito. Alí haviam doze pedras: jaspe, sárdio, carbúnculo e assim sucessivamente. Eles tinham que todas as doze grandes pedras no peitoral mostrando que ele era o sumo sacerdote de cada tribo, as doze tribos de Israel. Este peitoral ficava pendurado numa coluna da igreja, e quando um profeta profetizava e eles queriam ter certeza de que estava certo ou não, os profetas ou os sonhadores se colocavam diante deste Urim e Tumim, seja o que fôr que ele tivesse visto. E se a Luz Sagrada…Oh, vê você isto? Deus sempre tratou no estado sobrenatural. A conglomeração, aquelas luzes eram simplesmente normais até que aquela voz saía. E quando a voz atingia aquelas pedras, se não fosse sobrenatural, elas permaneciam quietas. Mas se fosse sobrenatural, todas aquelas luzes refletiam juntas a cor do arco-íris. Amém. Então aquilo era Deus falando, “Esse é o meu profeta. Esse sonho veio de mim”. Estava de acôrdo com o Urim e Tumim que os julgava.

54 – Vocês recordam de Saul quando ele se apostatou? Ele disse que ele não podia sonhar. E o profeta, Samuel, estava morto e não havia jeito. Ele disse, “Nem mesmo o Urim fala comigo”. Nada! Saul se colocou diante do Urim e suas palavras eram mortas como um som surdo. Vêem? Deus simplesmente o recusou. E aquele Urim e Tumim, Aquela era a vindicação do sacerdócio de Arão. Depois que Arão partiu, Moisés…o – o peitoral foi colocada na coluna.

55 – Agora, o sacerdócio de Arão cessou quando Jesus morreu. E agora, separada a lei da Graça, ainda temos o Urim e Tumim. E Paulo O estava usando. Vêem? O Urim e Tumim hoje, é a imortal e eternal Palavra de Deus. Vêem.?


POR QUE NÃO SOMOS UMA DENOMINAÇÃO
William M. Branham
Tabernáculo Branham
27 de setembro de 1958
Jeffersonville – Indiana – U.S.A. 

92 – O homem que sai lá fora e faz “rock and roll” e o “Booglie – wooglie” e todo este tipo de coisa, não tem nada a ver com este púlpito. Ele não tem nada a ver aqui atrás, nenhum pouquinho. Isto é para o sacerdócio, o chamado de Deus. Aos ministros escolhidos por Deus pertencem esse lugar. E não pertencem isso aqui a tal coisa como esta. Este que é o problema com isto hoje, eles fizeram da igreja não mais do que uma loja. Na loja está bem, se você deseja fazer aquilo, isto depende de você. Mas deixe-me lhe dizer, há muita diferença em tentar… entre uma loja e uma igreja. Sim, senhor. Você deseja fazer estas coisas em uma loja, e ter todos os tipos de festa e assim por diante, isto depende de você. Mas, irmão, a igreja deve ser varrida do púlpito até o porão. Isto é certo. Eu não quero dizer varrer, com novas janelas, e assim por diante. Quero dizer com um velho e antiquado reavivamento enviado por Deus que espalhará a coisa de um lado para o outro. Sim, senhor. Como acender uma luz elétrica em um punhado de baratas ao redor de um talo de maçã. Sim senhor, elas espalharão quando a luz refletir.


PERGUNTAS E RESPOSTAS SOBRE HEBREUS  - 3ª PARTE
William M. Branham
06 de Outubro de 1957
Jeffersonville – Indiana – U.S.A.  

123 – Agora, agora, o dia em que aquele Urim Tumim foi levado com aquele sacerdócio, agora esta Bíblia é o Urim Tumim de Deus hoje. E quando o pregador prega, talvez não deve ser só um lugarzinho aqui, e é nisto tudo que ele coloca suas esperanças; deve ser toda a Bíblia refletindo a mensagem que aquele homem está pregando. Esta é a coisa. Não apenas um lugar, e dizer: “Bem, a Bíblia diz isto.” Oh, claro, ela diz muitas coisas. Mas você deve colocar tudo isto junto. E quando o Espírito de Deus vem e entra na Palavra, Ela reúne tudo e reflete uma imensa, grande Luz, e esta Luz é Jesus Cristo. Amém.  


A SEMENTE DA SERPENTE
William M. Branham
28 de Setembro de 1958
Jeffersonville – Indiana – U.S.A.

228 – Agora todos sabem que o velho sacerdócio foi exterminado, e o Urim e Tumim foi com isto. Nós sabemos disto não sabemos? E o novo sacerdócio tem chegado. E o que temos como Urim e Tumim hoje? Sim senhor, a Palavra de Deus. Sim, senhor, é isto. Se alguém tiver qualquer tipo de revelação, falar qualquer coisa, ou qualquer doutrina que não está de acordo e nem citada na Bíblia através de toda Escritura, ele está errado.

tabernaculo-4 - Copia

Posted in Matérias do Profeta.

Deixe seu comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Loading Facebook Comments ...
Loading Disqus Comments ...